SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
• Local
• A Balaiada foi uma revolução ocorrida no Maranhão entre os anos de 1838 e 1841. Este
era contrário ao poder e aos aristocratas rurais que, até então, dominavam aquela
região.
• Antecedentes
• No Maranhão havia dois partidos, os liberais (bem-te-vis) e os conservadores
(cabanos). A Balaiada nasce da disputa de poder entre eles e pela alta pobreza na
região.
• Conflitos
• O conflito tomou o nome de Balaiada, porque Balaio era o apelido de um de seus
principais líderes, Manuel Francisco dos Anjos Ferreira. Ele era um fabricante de
balaios, e fora vítima da violência policial, que havia violentado duas de suas
filhas, sem que houvesse punição nenhuma. Em desejo de vingança, ele se tornou
um vingador sanguinário e feroz, e, com seu bando, aterrorizou o interior
maranhense, matando, violentando e devastando.
• Conflitos
• O início da revolta foi a detenção do irmão do vaqueiro Raimundo Gomes, acusado
pelo sub-prefeito da Vila da Manga. No dia 13 de dezembro de 1838, Raimundo
Gomes, com nove outros cabras, invadiu o edifício da cadeia pública da povoação e
libertou-o, reforçando seu grupo com os prisioneiros soltos e vinte e dois soldados
encarregados da segurança policial da Vila.
• Repressão
O governo imperial nomeou o coronel Luís Alves de Lima e Silva como governador da
província do Maranhão e Comandante Geral das Forças Militares. O general, que mais
tarde seria o Duque de Caxias, atuou no combate aos revoltosos e reconquistou a Vila
de Caxias. Após algumas derrotas, o comandante dos balaios, Raimundo
Gomes, rendeu-se.
• Fim da Revolta
Após a morte de Balaio, Cosme (ex-escravo e um dos principais chefes dos balaios)
assumiu a liderança do movimento e partiu em fuga para o sertão. Daí em diante, a força
dos balaios começou a diminuir, até que, em 1840, um grande número de balaios rendeu-se
diante da concessão da anistia. Pouco tempo depois, todos os outros igualmente se
renderam. Com a completa queda dos balaios, Cosme foi enforcado.
• Imagens
CEDOCA – Colégio Estadual Dom Climério de Almeida
Andrade
Disciplina: Geografia
Professor(a):Eduardo

2º A
Componentes do Grupo:
Airton
Ana Isabel
Delson
Igor

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
Proclamação da república
Proclamação da repúblicaProclamação da república
Proclamação da república
 
Cangaço
CangaçoCangaço
Cangaço
 
3º ano - Guerra do Contestado
3º ano - Guerra do Contestado3º ano - Guerra do Contestado
3º ano - Guerra do Contestado
 
GUERRA DE CANUDOS
GUERRA DE CANUDOSGUERRA DE CANUDOS
GUERRA DE CANUDOS
 
A Revolta da Chibata
A Revolta da ChibataA Revolta da Chibata
A Revolta da Chibata
 
Guerra da balaiada ok
Guerra da balaiada okGuerra da balaiada ok
Guerra da balaiada ok
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
Cabanagem
CabanagemCabanagem
Cabanagem
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Periodo regencial
Periodo regencialPeriodo regencial
Periodo regencial
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
REINOS AFRICANOS
REINOS AFRICANOSREINOS AFRICANOS
REINOS AFRICANOS
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Conjuração Mineira e Baiana
Conjuração Mineira e BaianaConjuração Mineira e Baiana
Conjuração Mineira e Baiana
 

Semelhante a Balaiada

Cabanagem_20231030_091345_0000 8B CMTV.pptx
Cabanagem_20231030_091345_0000  8B CMTV.pptxCabanagem_20231030_091345_0000  8B CMTV.pptx
Cabanagem_20231030_091345_0000 8B CMTV.pptxcoisameiga
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha ruraisNelia Salles Nantes
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha ruraishistoriando
 
trabalhodehistoriapowerpoint-141120212140-conversion-gate01 (1).pdf
trabalhodehistoriapowerpoint-141120212140-conversion-gate01 (1).pdftrabalhodehistoriapowerpoint-141120212140-conversion-gate01 (1).pdf
trabalhodehistoriapowerpoint-141120212140-conversion-gate01 (1).pdfCONTADEJOGOS3
 
AS REBELIÕES REGENCIAIS
AS REBELIÕES REGENCIAISAS REBELIÕES REGENCIAIS
AS REBELIÕES REGENCIAISMarcelo Celloto
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha ruraishistoriando
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha ruraishistoriando
 
Lutas e movimentos no brasil
Lutas e movimentos no brasilLutas e movimentos no brasil
Lutas e movimentos no brasilMaria Casimiro
 
Movimentos sociais na Republica Oligárquica
Movimentos sociais na Republica Oligárquica Movimentos sociais na Republica Oligárquica
Movimentos sociais na Republica Oligárquica alinesantana1422
 
História do Brasil - Período Regencial (1831-1840)
História do Brasil - Período Regencial (1831-1840)História do Brasil - Período Regencial (1831-1840)
História do Brasil - Período Regencial (1831-1840)isameucci
 
A guerra de canudos
A guerra de canudosA guerra de canudos
A guerra de canudoshistoriando
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha ruraishistoriando
 
As revoltas regenciais
As revoltas regenciaisAs revoltas regenciais
As revoltas regenciaisBárbara Sica
 
Rebeliões no século xix (faag)
Rebeliões no século xix (faag)Rebeliões no século xix (faag)
Rebeliões no século xix (faag)Wilton Moretto
 

Semelhante a Balaiada (20)

80450.pdf
80450.pdf80450.pdf
80450.pdf
 
Cabanagem_20231030_091345_0000 8B CMTV.pptx
Cabanagem_20231030_091345_0000  8B CMTV.pptxCabanagem_20231030_091345_0000  8B CMTV.pptx
Cabanagem_20231030_091345_0000 8B CMTV.pptx
 
Balaiada ok
Balaiada okBalaiada ok
Balaiada ok
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha rurais
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha rurais
 
trabalhodehistoriapowerpoint-141120212140-conversion-gate01 (1).pdf
trabalhodehistoriapowerpoint-141120212140-conversion-gate01 (1).pdftrabalhodehistoriapowerpoint-141120212140-conversion-gate01 (1).pdf
trabalhodehistoriapowerpoint-141120212140-conversion-gate01 (1).pdf
 
AS REBELIÕES REGENCIAIS
AS REBELIÕES REGENCIAISAS REBELIÕES REGENCIAIS
AS REBELIÕES REGENCIAIS
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha rurais
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha rurais
 
Lutas e movimentos no brasil
Lutas e movimentos no brasilLutas e movimentos no brasil
Lutas e movimentos no brasil
 
Movimentos sociais na Republica Oligárquica
Movimentos sociais na Republica Oligárquica Movimentos sociais na Republica Oligárquica
Movimentos sociais na Republica Oligárquica
 
História do Brasil - Período Regencial (1831-1840)
História do Brasil - Período Regencial (1831-1840)História do Brasil - Período Regencial (1831-1840)
História do Brasil - Período Regencial (1831-1840)
 
A guerra de canudos
A guerra de canudosA guerra de canudos
A guerra de canudos
 
Cabanagem - Prof.Altair Aguilar.
Cabanagem - Prof.Altair Aguilar.Cabanagem - Prof.Altair Aguilar.
Cabanagem - Prof.Altair Aguilar.
 
Conflitos sociais na rep. velha rurais
Conflitos sociais na rep. velha   ruraisConflitos sociais na rep. velha   rurais
Conflitos sociais na rep. velha rurais
 
As revoltas regenciais
As revoltas regenciaisAs revoltas regenciais
As revoltas regenciais
 
Revoltas regenciais
Revoltas regenciaisRevoltas regenciais
Revoltas regenciais
 
Aula Invertida 2
Aula Invertida 2Aula Invertida 2
Aula Invertida 2
 
3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial
 
Rebeliões no século xix (faag)
Rebeliões no século xix (faag)Rebeliões no século xix (faag)
Rebeliões no século xix (faag)
 

Mais de Airton Dos Santos

Mais de Airton Dos Santos (8)

Stress na Adolescência
Stress na AdolescênciaStress na Adolescência
Stress na Adolescência
 
Genoma humano
Genoma humanoGenoma humano
Genoma humano
 
Romantismo no brasil
Romantismo no brasilRomantismo no brasil
Romantismo no brasil
 
Esteróides anabolizantes
Esteróides anabolizantesEsteróides anabolizantes
Esteróides anabolizantes
 
Tecido muscular humano
Tecido muscular humanoTecido muscular humano
Tecido muscular humano
 
Óxidos
ÓxidosÓxidos
Óxidos
 
Raízes e sementes
Raízes e sementesRaízes e sementes
Raízes e sementes
 
Velocidade de uma reação e efeito catalizador
Velocidade de uma reação e efeito catalizadorVelocidade de uma reação e efeito catalizador
Velocidade de uma reação e efeito catalizador
 

Balaiada

  • 1.
  • 2. • Local • A Balaiada foi uma revolução ocorrida no Maranhão entre os anos de 1838 e 1841. Este era contrário ao poder e aos aristocratas rurais que, até então, dominavam aquela região.
  • 3. • Antecedentes • No Maranhão havia dois partidos, os liberais (bem-te-vis) e os conservadores (cabanos). A Balaiada nasce da disputa de poder entre eles e pela alta pobreza na região.
  • 4. • Conflitos • O conflito tomou o nome de Balaiada, porque Balaio era o apelido de um de seus principais líderes, Manuel Francisco dos Anjos Ferreira. Ele era um fabricante de balaios, e fora vítima da violência policial, que havia violentado duas de suas filhas, sem que houvesse punição nenhuma. Em desejo de vingança, ele se tornou um vingador sanguinário e feroz, e, com seu bando, aterrorizou o interior maranhense, matando, violentando e devastando.
  • 5. • Conflitos • O início da revolta foi a detenção do irmão do vaqueiro Raimundo Gomes, acusado pelo sub-prefeito da Vila da Manga. No dia 13 de dezembro de 1838, Raimundo Gomes, com nove outros cabras, invadiu o edifício da cadeia pública da povoação e libertou-o, reforçando seu grupo com os prisioneiros soltos e vinte e dois soldados encarregados da segurança policial da Vila.
  • 6. • Repressão O governo imperial nomeou o coronel Luís Alves de Lima e Silva como governador da província do Maranhão e Comandante Geral das Forças Militares. O general, que mais tarde seria o Duque de Caxias, atuou no combate aos revoltosos e reconquistou a Vila de Caxias. Após algumas derrotas, o comandante dos balaios, Raimundo Gomes, rendeu-se.
  • 7. • Fim da Revolta Após a morte de Balaio, Cosme (ex-escravo e um dos principais chefes dos balaios) assumiu a liderança do movimento e partiu em fuga para o sertão. Daí em diante, a força dos balaios começou a diminuir, até que, em 1840, um grande número de balaios rendeu-se diante da concessão da anistia. Pouco tempo depois, todos os outros igualmente se renderam. Com a completa queda dos balaios, Cosme foi enforcado.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14. CEDOCA – Colégio Estadual Dom Climério de Almeida Andrade Disciplina: Geografia Professor(a):Eduardo 2º A Componentes do Grupo: Airton Ana Isabel Delson Igor