SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
Pag.1 de14 pdfcrowd.com
Perfil do Município de
Aroeiras, PB 01/08/2013 - Pág 1 de 14
Área
375,17 km²
IDHM 2010
0,548
Faixa do IDHM
Baixo (IDHM entre 0,5 e
0,599)
População (Censo 2010)
19082 hab.
Densidade demográfica
50,88 hab/km²
Ano de instalação
1953
Microrregião
Umbuzeiro
Mesorregião
Agreste Paraibano
Caracterização do território
Pag.2 de14 pdfcrowd.com
IDHM
0,247
0,382
0,548
Componentes
O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de Aroeiras é 0,548, em 2010. O município está situado na faixa de
Desenvolvimento Humano Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599). Entre 2000 e 2010, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi
Educação (com crescimento de 0,223), seguida por Longevidade e por Renda. Entre 1991 e 2000, a dimensão que mais cresceu em
termos absolutos foi Longevidade (com crescimento de 0,132), seguida por Educação e por Renda.
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal e seus componentes - Aroeiras - PB
IDHM e componentes 1991 2000 2010
IDHM Educação 0,074 0,188 0,411
% de 18 anos ou mais com ensino fundamental completo 6,30 10,29 23,76
% de 5 a 6 anos frequentando a escola 23,37 78,92 95,41
% de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental 3,88 11,98 68,29
% de 15 a 17 anos com ensino fundamental completo 4,55 7,92 31,17
% de 18 a 20 anos com ensino médio completo 0,69 3,27 21,68
IDHM Longevidade 0,500 0,632 0,745
Esperança de vida ao nascer (em anos) 55,02 62,92 69,71
IDHM Renda 0,406 0,469 0,537
Renda per capita (em R$) 100,16 147,80 226,05
Evolução
Entre 2000 e 2010
O IDHM passou de 0,382 em 2000 para 0,548 em 2010 - uma taxa de crescimento de 43,46%. O hiato de desenvolvimento humano, ou
seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 26,86% entre 2000 e 2010.
Entre 1991 e 2000
O IDHM passou de 0,247 em 1991 para 0,382 em 2000 - uma taxa de crescimento de 54,66%. O hiato de desenvolvimento humano, ou
seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 17,93% entre 1991 e 2000.
Entre 1991 e 2010
Aroeiras teve um incremento no seu IDHM de 121,86% nas últimas duas décadas, acima da média de crescimento nacional (47,46%) e
acima da média de crescimento estadual (72,25%). O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e
o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 39,97% entre 1991 e 2010.
IDHM
Renda Longevidade Educação
1991
2000
2010
Pag.3 de14 pdfcrowd.com
Taxa de
Crescimento
Hiato de
Desenvolvimento
Entre 1991 e 2000 + 54,66% + 17,93%
Entre 2000 e 2010 + 43,46% + 26,86%
Entre 1991 e 2010 + 121,86% + 39,97%
Ranking
Aroeiras ocupa a 5225ª posição, em 2010, em relação aos 5.565 municípios do Brasil, sendo que 5224 (93,87%) municípios estão em
situação melhor e 341 (6,13%) municípios estão em situação igual ou pior. Em relação aos 223 outros municípios de Paraíba, Aroeiras
ocupa a 195ª posição, sendo que 194 (87,00%) municípios estão em situação melhor e 29 (13,00%) municípios estão em situação pior ou
igual.
Evolução do IDHM - Aroeiras - PB
Aroeiras
Maior (IDHM)
Menor (IDHM)
Média do Brasil
Média do
Estado: Paraíba
1990 2000 2010
0.0
0.1
0.2
0.3
0.4
0.5
0.6
0.7
0.8
0.9
1.0
Pag.4 de14 pdfcrowd.com
O que é razão de
dependência?
população de menos
de 14 anos e de 65 anos
(população dependente)
ou mais em relação à
população de 15 a 64 anos
(população potencialmente ativa)
O que é índice de
envelhecimento?
população de 65 anos
ou mais em relação à
população de menos
de 15 anos
População
Entre 2000 e 2010, a população de Aroeiras teve uma taxa média de crescimento anual de -0,23%. Na década anterior, de 1991 a 2000, a
taxa média de crescimento anual foi de -0,30%. No Estado, estas taxas foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,01% entre 1991 e 2000. No
país, foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,02% entre 1991 e 2000. Nas últimas duas décadas, a taxa de urbanização cresceu 94,28%.
População Total, por Gênero, Rural/Urbana e Taxa de Urbanização - Aroeiras - PB
População
População
(1991)
%do Total
(1991)
População
(2000)
%do Total
(2000)
População
(2010)
%do Total
(2010)
População total 20.047 100,00 19.520 100,00 19.082 100,00
Homens 9.675 48,26 9.537 48,86 9.222 48,33
Mulheres 10.372 51,74 9.983 51,14 9.860 51,67
Urbana 5.154 25,71 6.579 33,70 9.531 49,95
Rural 14.893 74,29 12.941 66,30 9.551 50,05
Taxa de
Urbanização
- 25,71 - 33,70 - 49,95
Estrutura Etária
Entre 2000 e 2010, a razão de dependência de Aroeiras passou de 82,65% para 66,17% e o índice de envelhecimento evoluiu de 9,11%
para 10,54%. Entre 1991 e 2000, a razão de dependência foi de 92,48% para 82,65%, enquanto o índice de envelhecimento evoluiu de
7,77% para 9,11%.
Estrutura Etária da População - Aroeiras - PB
Estrutura Etária
População
(1991)
%do Total
(1991)
População
(2000)
%do Total
(2000)
População
(2010)
%do Total
(2010)
Menos de 15 anos 8.075 40,28 7.055 36,14 5.783 30,31
15 a 64 anos 10.415 51,95 10.687 54,75 11.287 59,15
65 anos ou mais 1.557 7,77 1.778 9,11 2.012 10,54
Razão de dependência 92,48 0,46 82,65 0,42 66,17 0,35
Índice de
envelhecimento
- 7,77 - 9,11 - 10,54
Demografia e Saúde
Pag.5 de14 pdfcrowd.com
1991
2000
2010
Pirâmide etária - Aroeiras - PB
Distribuição por Sexo, segundo os grupos de idade
Pirâmide etária - Aroeiras - PB
Distribuição por Sexo, segundo os grupos de idade
Pirâmide etária - Aroeiras - PB
Distribuição por Sexo, segundo os grupos de idade
Homens
Mulheres
10 5 0 5 10
0 a 4
5 a 9
10 a 14
15 a 19
20 a 24
25 a 29
30 a 34
35 a 39
40 a 44
45 a 49
50 a 54
55 a 59
60 a 64
65 a 69
70 a 74
75 a 79
80 e +
Homens
Mulheres
10 5 0 5 10
0 a 4
5 a 9
10 a 14
15 a 19
20 a 24
25 a 29
30 a 34
35 a 39
40 a 44
45 a 49
50 a 54
55 a 59
60 a 64
65 a 69
70 a 74
75 a 79
80 e +
Homens
Mulheres
10 5 0 5 10
0 a 4
5 a 9
10 a 14
15 a 19
20 a 24
25 a 29
30 a 34
35 a 39
40 a 44
45 a 49
50 a 54
55 a 59
60 a 64
65 a 69
70 a 74
75 a 79
80 e +
Pag.6 de14 pdfcrowd.com
Longevidade, mortalidade e fecundidade
A mortalidade infantil (mortalidade de crianças com menos de um ano) em Aroeiras reduziu 43%, passando de 49,8 por mil nascidos vivos
em 2000 para 28,2 por mil nascidos vivos em 2010. Segundo os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas, a
mortalidade infantil para o Brasil deve estar abaixo de 17,9 óbitos por mil em 2015. Em 2010, as taxas de mortalidade infantil do estado e
do país eram 21,7 e 16,7 por mil nascidos vivos, respectivamente.
Longevidade, Mortalidade e Fecundidade - Aroeiras - PB
1991 2000 2010
Esperança de vida ao nascer (em anos) 55,0 62,9 69,7
Mortalidade até 1 ano de idade (por mil nascidos vivos) 93,1 49,8 28,2
Mortalidade até 5 anos de idade (por mil nascidos vivos) 120,0 63,9 30,5
Taxa de fecundidade total (filhos por mulher) 6,2 3,9 2,0
A esperança de vida ao nascer é o indicador utilizado para compor a dimensão Longevidade do Índice de Desenvolvimento Humano
Municipal (IDHM). Em Aroeiras, a esperança de vida ao nascer aumentou 14,7 anos nas últimas duas décadas, passando de 55,0 anos
em 1991 para 62,9 anos em 2000, e para 69,7 anos em 2010. Em 2010, a esperança de vida ao nascer média para o estado é de 72,0
anos e, para o país, de 73,9 anos.
Pag.7 de14 pdfcrowd.com
Educação
Crianças e Jovens
A proporção de crianças e jovens frequentando ou tendo completado determinados ciclos indica a situação da educação entre a
população em idade escolar do município e compõe o IDHM Educação.
No período de 2000 a 2010, a proporção de crianças de 5 a 6 anos na escola cresceu 20,89% e no de período 1991 e 2000, 237,70%. A
proporção de crianças de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental cresceu 470,03% entre 2000 e 2010 e
208,76% entre 1991 e 2000.
A proporção de jovens entre 15 e 17 anos com ensino fundamental completo cresceu 293,56% no período de 2000 a 2010 e 74,07%
no período de 1991 a 2000. E a proporção de jovens entre 18 e 20 anos com ensino médio completo cresceu 563,00% entre 2000 e
2010 e 373,91% entre 1991 e 2000.
Fluxo Escolar por Faixa Etária - Aroeiras - PB
1991
2000
2010
% de 5 a 6 anos
frequentando a
escola
% de 11 a 13
anos
frequentando os
anos finais do
ensino
fundamental
% de 15 a 17
anos com ensino
fundamental
completo
% de 18 a 20
anos com ensino
médio completo
0
25
50
75
100
Pag.8 de14 pdfcrowd.com
Em 2010, 43,69% dos alunos entre 6 e 14 anos de Aroeiras estavam cursando o ensino fundamental regular na série correta para a idade.
Em 2000 eram 21,90% e, em 1991, 9,09%. Entre os jovens de 15 a 17 anos, 12,86% estavam cursando o ensino médio regular sem
atraso. Em 2000 eram 4,35% e, em 1991, 0,75%. Entre os alunos de 18 a 24 anos, 6,20% estavam cursando o ensino superior em 2010,
2,18% em 2000 e 0,80% em 1991.
Nota-se que, em 2010 , 2,09% das crianças de 6 a 14 anos não frequentavam a escola, percentual que, entre os jovens de 15 a 17 anos
atingia 18,82%.
Fluxo Escolar por Faixa Etária - Aroeiras - PB - 2010
Aroeiras
Estado: PB
Brasil
% de 5 a 6 anos
na escola
% de 11 a 13
anos nos anos
finais do
fundamental ou
com fundamental
completo
% de 15 a 17
anos com
fundamental
completo
% de 18 a 20
anos com médio
completo
20
40
60
80
100
Pag.9 de14 pdfcrowd.com
Frequência escolar de 6 a 14 anos - Aroeiras - PB - 2010
Não frequenta (2,09%)
Fundamental sem atraso
(43,69%)
Fundamental com um ano
de atraso (24,01%)
Fundamental com dois anos
de atraso (29,33%)
No ensino médio (0,49%)
Outros (0,39%)
43.7%
29.3%
24%
Frequência escolar de 15 a 17 anos - Aroeiras - PB - 2010
Não frequenta (18,82%)
No ensino médio sem
atraso (12,86%)
No ensino médio com um
ano de atraso (6,36%)
No ensino médio com dois
anos de atraso (4,61%)
Frequentando o fundamental
(53,55%)
Frequentando o curso
superior (0,42%)
Outros (3,39%)
18.82%
12.86%
53.55%
Frequência escolar de 18 a 24 anos - Aroeiras - PB - 2010
Não frequenta (69,10%)
Frequentando o curso
superior (6,20%)
Frequentando o fundamental
(8,39%)
Frequentando o ensino
médio (12,45%)
Outros (3,86%)
12.45%
8.39%
6.20%
69.10%
Pag.10 de14 pdfcrowd.com
População Adulta
A escolaridade da população adulta é importante indicador de acesso a conhecimento e também compõe o IDHM Educação.
Em 2010, 23,76% da população de 18 anos ou mais de idade tinha completado o ensino fundamental e 13,60% o ensino médio. Em
Paraíba, 42,55% e 29,28% respectivamente. Esse indicador carrega uma grande inércia, em função do peso das gerações mais antigas e
de menos escolaridade.
A taxa de analfabetismo da população de 18 anos ou mais diminuiu 24,36% nas últimas duas décadas.
Anos Esperados de Estudo
Os anos esperados de estudo indicam o número de anos que a criança que inicia a vida escolar no ano de referência tende a completar.
Em 2010, Aroeiras tinha 8,23 anos esperados de estudo, em 2000 tinha 5,16 anos e em 1991 4,75 anos. Enquanto que Paraíba, tinha 9,24
anos esperados de estudo em 2010, 7,33 anos em 2000 e 6,21 anos em 1991.
Com
fundamental
completo
Médio completo
Superior
completo
Analfabetos
Outros
28.3%
66.5%
41%
50.1%
7.3%
37.7%
45%
Pag.11 de14 pdfcrowd.com
O que é Índice de Gini?
É um instrumento usado para medir
o grau de concentração de renda.
Ele aponta a diferença entre os
rendimentos dos mais pobres e dos
mais ricos. Numericamente, varia
de 0 a 1, sendo que 0 representa
a situação de total igualdade, ou seja,
todos têm a mesma renda, e o valor
1 significa completa desigualdade
de renda, ou seja, se uma só pessoa
detém toda a renda do lugar.
Renda
A renda per capita média de Aroeiras cresceu 125,69% nas últimas duas décadas, passando de R$100,16 em 1991 para R$147,80 em
2000 e R$226,05 em 2010. A taxa média anual de crescimento foi de 47,56% no primeiro período e 52,94% no segundo. A extrema
pobreza (medida pela proporção de pessoas com renda domiciliar per capita inferior a R$ 70,00, em reais de agosto de 2010) passou de
59,33% em 1991 para 34,20% em 2000 e para 33,96% em 2010.
A desigualdade aumentou: o Índice de Gini passou de 0,55 em 1991 para 0,53 em 2000 e para 0,58 em 2010.
Renda, Pobreza e Desigualdade - Aroeiras - PB
1991 2000 2010
Renda per capita (em R$) 100,16 147,80 226,05
% de extremamente pobres 59,33 34,20 33,96
% de pobres 85,55 64,60 51,12
Índice de Gini 0,55 0,53 0,58
Porcentagem da Renda Apropriada por Estratos da População - Aroeiras - PB
1991 2000 2010
20% mais pobres 3,59 2,06 1,48
40% mais pobres 11,08 10,16 6,40
60% mais pobres 22,84 23,20 18,25
80% mais pobres 40,22 44,59 40,92
20% mais ricos 59,78 55,41 59,08
Pag.12 de14 pdfcrowd.com
Trabalho
Taxa de Atividade e de Desocupação 18 anos ou mais - 2010
Entre 2000 e 2010, a taxa de atividade da população de 18 anos ou mais (ou seja, o percentual dessa população que era
economicamente ativa) passou de 55,25% em 2000 para 52,79% em 2010. Ao mesmo tempo, sua taxa de desocupação (ou seja, o
percentual da população economicamente ativa que estava desocupada) passou de 8,16% em 2000 para 5,56% em 2010.
Ocupação da população de 18 anos ou mais - Aroeiras - PB
2000 2010
Taxa de atividade 55,25 52,79
Taxa de desocupação 8,16 5,56
Grau de formalização dos ocupados - 18 anos ou mais 13,51 16,38
Nível educacional dos ocupados
% dos ocupados com fundamental completo 13,63 27,13
% dos ocupados com médio completo 6,58 16,70
Rendimento médio
% dos ocupados com rendimento de até 1 s.m. 87,71 76,48
% dos ocupados com rendimento de até 2 s.m. 97,53 94,67
Em 2010, das pessoas ocupadas na faixa etária de 18 anos ou mais, 57,99% trabalhavam no setor agropecuário, 0,08% na indústria
extrativa, 1,95% na indústria de transformação, 3,91% no setor de construção, 0,84% nos setores de utilidade pública, 8,69% no comércio
e 26,26% no setor de serviços.
47.2%
52.8%
Desocupados
Ocupados
2010
Pag.13 de14 pdfcrowd.com
Habitação
Indicadores de Habitação - Aroeiras - PB
1991 2000 2010
% da população em domicílios com água encanada 2,40 16,93 39,92
% da população em domicílios com energia elétrica 36,17 76,27 99,00
% da população em domicílios com coleta de lixo. *Somente para população urbana. 8,74 83,58 88,88
Pag.14 de14 pdfcrowd.com
Realização:
Vulnerabilidade social
Vulnerabilidade Social - Aroeiras - PB
Crianças e Jovens 1991 2000 2010
Mortalidade infantil 93,10 49,80 28,20
% de crianças de 4 a 5 anos fora da escola - 37,40 13,22
% de crianças de 6 a 14 anos fora da escola 49,27 6,22 2,09
% de pessoas de 15 a 24 anos que não estudam nem trabalham e são vulneráveis à pobreza - 22,60 26,38
% de mulheres de 10 a 14 anos que tiveram filhos 0,00 0,00 0,00
% de mulheres de 15 a 17 anos que tiveram filhos 8,75 4,87 5,80
Taxa de atividade - 10 a 14 anos (%) - 16,44 16,18
Família
% de mães chefes de família sem fundamental completo e com filhos menores de 15 anos 15,43 15,67 30,10
% de pessoas em domicílios vulneráveis à pobreza e dependentes de idosos 11,34 10,04 8,45
% de crianças extremamente pobres 71,71 48,34 48,77
Trabalho e Renda
% de vulneráveis à pobreza 94,95 85,45 72,50
% de pessoas de 18 anos ou mais sem fundamental completo e em ocupação informal - 84,89 73,09
Condição de Moradia
% de pessoas em domicílios com abastecimento de água e esgotamento sanitário inadequados 58,98 45,27 44,58

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f313 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3Edson Rodrigues
 
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Fernando Cembranelli
 
Oficina de elaboração de projetos para captação de
Oficina de elaboração de projetos para captação deOficina de elaboração de projetos para captação de
Oficina de elaboração de projetos para captação deMarcelo Area Leao
 
O Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosO Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosIdalina Leite
 
'Metas do milênio’
'Metas do milênio’'Metas do milênio’
'Metas do milênio’Thais Pereira
 
Relatorio integrado 2013 2014
Relatorio integrado 2013 2014Relatorio integrado 2013 2014
Relatorio integrado 2013 2014ivanilton
 
Idhm do-brasil
Idhm do-brasilIdhm do-brasil
Idhm do-brasilBeth Ramoa
 
Curso Planejamento Governamental p/ Concurso APO-MPOG
Curso Planejamento Governamental p/ Concurso APO-MPOGCurso Planejamento Governamental p/ Concurso APO-MPOG
Curso Planejamento Governamental p/ Concurso APO-MPOGEstratégia Concursos
 
Envelhecimento em Portugal
Envelhecimento em PortugalEnvelhecimento em Portugal
Envelhecimento em PortugalIdalina Leite
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosIlda Bicacro
 
RadBrasil registra maior queda de mortalidade na infância entre os países da ...
RadBrasil registra maior queda de mortalidade na infância entre os países da ...RadBrasil registra maior queda de mortalidade na infância entre os países da ...
RadBrasil registra maior queda de mortalidade na infância entre os países da ...Ministério da Saúde
 
Jornal Setemi News
Jornal Setemi NewsJornal Setemi News
Jornal Setemi NewsSetemi News
 
Saldos naturais negativos- Estatísticas vitais 2016
Saldos naturais negativos- Estatísticas vitais 2016Saldos naturais negativos- Estatísticas vitais 2016
Saldos naturais negativos- Estatísticas vitais 2016Idalina Leite
 
Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017Idalina Leite
 
Geografia - População do Brasil
Geografia - População do BrasilGeografia - População do Brasil
Geografia - População do BrasilCarson Souza
 

Mais procurados (20)

13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f313 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
13 00 ministra nilceia freire sbpc pav 5 sl f3
 
Relatorio Nacional de Acompanhamento dos ODM
Relatorio Nacional de Acompanhamento dos ODMRelatorio Nacional de Acompanhamento dos ODM
Relatorio Nacional de Acompanhamento dos ODM
 
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
 
Oficina de elaboração de projetos para captação de
Oficina de elaboração de projetos para captação deOficina de elaboração de projetos para captação de
Oficina de elaboração de projetos para captação de
 
O Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosO Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em Dados
 
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
 
Juventude levada em conta saepr
Juventude levada em conta   saeprJuventude levada em conta   saepr
Juventude levada em conta saepr
 
'Metas do milênio’
'Metas do milênio’'Metas do milênio’
'Metas do milênio’
 
Relatorio integrado 2013 2014
Relatorio integrado 2013 2014Relatorio integrado 2013 2014
Relatorio integrado 2013 2014
 
Idhm do-brasil
Idhm do-brasilIdhm do-brasil
Idhm do-brasil
 
Pnad 2011
Pnad 2011Pnad 2011
Pnad 2011
 
Curso Planejamento Governamental p/ Concurso APO-MPOG
Curso Planejamento Governamental p/ Concurso APO-MPOGCurso Planejamento Governamental p/ Concurso APO-MPOG
Curso Planejamento Governamental p/ Concurso APO-MPOG
 
Envelhecimento em Portugal
Envelhecimento em PortugalEnvelhecimento em Portugal
Envelhecimento em Portugal
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficos
 
RadBrasil registra maior queda de mortalidade na infância entre os países da ...
RadBrasil registra maior queda de mortalidade na infância entre os países da ...RadBrasil registra maior queda de mortalidade na infância entre os países da ...
RadBrasil registra maior queda de mortalidade na infância entre os países da ...
 
Jornal Setemi News
Jornal Setemi NewsJornal Setemi News
Jornal Setemi News
 
Saldos naturais negativos- Estatísticas vitais 2016
Saldos naturais negativos- Estatísticas vitais 2016Saldos naturais negativos- Estatísticas vitais 2016
Saldos naturais negativos- Estatísticas vitais 2016
 
Portugal 2016
Portugal 2016Portugal 2016
Portugal 2016
 
Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017
 
Geografia - População do Brasil
Geografia - População do BrasilGeografia - População do Brasil
Geografia - População do Brasil
 

Destaque

Destaque (20)

Esgrima
EsgrimaEsgrima
Esgrima
 
M iregion cultura
M iregion culturaM iregion cultura
M iregion cultura
 
Apresentação cfm -_audiência_cd_15.05.13_final
Apresentação cfm -_audiência_cd_15.05.13_finalApresentação cfm -_audiência_cd_15.05.13_final
Apresentação cfm -_audiência_cd_15.05.13_final
 
P royectos de i+d
P royectos de i+dP royectos de i+d
P royectos de i+d
 
Presentación recopilacion dogma central
Presentación recopilacion dogma centralPresentación recopilacion dogma central
Presentación recopilacion dogma central
 
CAST
CASTCAST
CAST
 
Fotografias
FotografiasFotografias
Fotografias
 
las herramientas 2.0
las herramientas 2.0las herramientas 2.0
las herramientas 2.0
 
A.intregração
A.intregraçãoA.intregração
A.intregração
 
Apresentação 1º encontro - EEF Francisco Domingos Silva
Apresentação 1º encontro - EEF Francisco Domingos SilvaApresentação 1º encontro - EEF Francisco Domingos Silva
Apresentação 1º encontro - EEF Francisco Domingos Silva
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
Anexo ii 2011
Anexo ii 2011Anexo ii 2011
Anexo ii 2011
 
Web 1.0 i 2.0
Web 1.0 i 2.0Web 1.0 i 2.0
Web 1.0 i 2.0
 
Iniciación a photoshop
Iniciación a photoshopIniciación a photoshop
Iniciación a photoshop
 
Antivirus
AntivirusAntivirus
Antivirus
 
El agua
El aguaEl agua
El agua
 
Ejercicio 2 presentación eje 4
Ejercicio 2 presentación eje 4Ejercicio 2 presentación eje 4
Ejercicio 2 presentación eje 4
 
Las tecnologías de la información y la comunicación
Las tecnologías de la información y la comunicaciónLas tecnologías de la información y la comunicación
Las tecnologías de la información y la comunicación
 
Agentes de reproduccion de patogenos
Agentes de reproduccion de patogenosAgentes de reproduccion de patogenos
Agentes de reproduccion de patogenos
 
Maestro 2.0
Maestro 2.0Maestro 2.0
Maestro 2.0
 

Semelhante a Atlas idhm2013 aroeiras_pb

População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transiçõesPopulação: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transiçõesRicardo de Sampaio Dagnino
 
Demografia da Índia e Bangladesh
Demografia da Índia e BangladeshDemografia da Índia e Bangladesh
Demografia da Índia e BangladeshHabboff Melo
 
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos EnvelhecimentoAspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos Envelhecimentotonetto2010
 
Sam tb grupo
Sam tb grupoSam tb grupo
Sam tb grupoSAMBBA
 
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHMMETODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHMONGestão
 
Copa das confideraçoes=UP
Copa das confideraçoes=UPCopa das confideraçoes=UP
Copa das confideraçoes=UPailtonTm
 
Copa das confideraçoes
Copa das confideraçoesCopa das confideraçoes
Copa das confideraçoesgustavodown
 
IDHM LONGEVIDADE
IDHM LONGEVIDADEIDHM LONGEVIDADE
IDHM LONGEVIDADEONGestão
 
Apresentação de Ignacio Cano sobre Índice de Homicídios na Adolescência (IHA)
Apresentação de Ignacio Cano sobre Índice de Homicídios na Adolescência (IHA)Apresentação de Ignacio Cano sobre Índice de Homicídios na Adolescência (IHA)
Apresentação de Ignacio Cano sobre Índice de Homicídios na Adolescência (IHA)João Alfredo Telles Melo
 
Apresentação Desenvolvimento Social
Apresentação Desenvolvimento SocialApresentação Desenvolvimento Social
Apresentação Desenvolvimento SocialPDDI RMVA
 

Semelhante a Atlas idhm2013 aroeiras_pb (20)

Fs5 educacao
Fs5 educacaoFs5 educacao
Fs5 educacao
 
Nota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindical
Nota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindicalNota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindical
Nota Técnica 127 - mudanças demográficas e ação sindical
 
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transiçõesPopulação: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
 
Sinais vitais 2008
Sinais vitais 2008Sinais vitais 2008
Sinais vitais 2008
 
Demografia da Índia e Bangladesh
Demografia da Índia e BangladeshDemografia da Índia e Bangladesh
Demografia da Índia e Bangladesh
 
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos EnvelhecimentoAspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
 
Sam tb grupo
Sam tb grupoSam tb grupo
Sam tb grupo
 
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHMMETODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
 
Copa das confideraçoes=UP
Copa das confideraçoes=UPCopa das confideraçoes=UP
Copa das confideraçoes=UP
 
Copa das confideraçoes
Copa das confideraçoesCopa das confideraçoes
Copa das confideraçoes
 
Toledo 75 anos apres (07).pdf
Toledo 75 anos apres (07).pdfToledo 75 anos apres (07).pdf
Toledo 75 anos apres (07).pdf
 
Toledo 75 anos apres (07).pdf
Toledo 75 anos apres (07).pdfToledo 75 anos apres (07).pdf
Toledo 75 anos apres (07).pdf
 
População do Brasil
População do BrasilPopulação do Brasil
População do Brasil
 
Fs1 idhm-brasil
Fs1 idhm-brasilFs1 idhm-brasil
Fs1 idhm-brasil
 
Apresentação Sinais Vitais 2011 - Crianças e Adolescentes de Palhoça
Apresentação Sinais Vitais 2011 - Crianças e Adolescentes de PalhoçaApresentação Sinais Vitais 2011 - Crianças e Adolescentes de Palhoça
Apresentação Sinais Vitais 2011 - Crianças e Adolescentes de Palhoça
 
IDHM LONGEVIDADE
IDHM LONGEVIDADEIDHM LONGEVIDADE
IDHM LONGEVIDADE
 
Sample - Relatório
Sample - RelatórioSample - Relatório
Sample - Relatório
 
Censo 2010
Censo 2010Censo 2010
Censo 2010
 
Apresentação de Ignacio Cano sobre Índice de Homicídios na Adolescência (IHA)
Apresentação de Ignacio Cano sobre Índice de Homicídios na Adolescência (IHA)Apresentação de Ignacio Cano sobre Índice de Homicídios na Adolescência (IHA)
Apresentação de Ignacio Cano sobre Índice de Homicídios na Adolescência (IHA)
 
Apresentação Desenvolvimento Social
Apresentação Desenvolvimento SocialApresentação Desenvolvimento Social
Apresentação Desenvolvimento Social
 

Mais de Agreste Casinhas

Programação carnaval de Aroeiras 2015
Programação carnaval de Aroeiras 2015Programação carnaval de Aroeiras 2015
Programação carnaval de Aroeiras 2015Agreste Casinhas
 
Garantiasafra.mda.gov.br garantiasafra boleto_frm_viewboleto
Garantiasafra.mda.gov.br garantiasafra boleto_frm_viewboletoGarantiasafra.mda.gov.br garantiasafra boleto_frm_viewboleto
Garantiasafra.mda.gov.br garantiasafra boleto_frm_viewboletoAgreste Casinhas
 
Cidade Eleições 2014 2 turno no estado
Cidade Eleições 2014 2 turno no estadoCidade Eleições 2014 2 turno no estado
Cidade Eleições 2014 2 turno no estadoAgreste Casinhas
 
Revista com as devidas correções
Revista   com as devidas correçõesRevista   com as devidas correções
Revista com as devidas correçõesAgreste Casinhas
 
Casinhas PE licitação quadra esportiva
Casinhas PE licitação quadra esportivaCasinhas PE licitação quadra esportiva
Casinhas PE licitação quadra esportivaAgreste Casinhas
 
Festa da Padroeira de Gado Bravo PB programação
Festa da Padroeira de Gado Bravo PB programaçãoFesta da Padroeira de Gado Bravo PB programação
Festa da Padroeira de Gado Bravo PB programaçãoAgreste Casinhas
 
Lista de contratados Casinhas PE
Lista de contratados Casinhas PELista de contratados Casinhas PE
Lista de contratados Casinhas PEAgreste Casinhas
 
Casinhas PE licitação de show
Casinhas PE licitação de showCasinhas PE licitação de show
Casinhas PE licitação de showAgreste Casinhas
 
Casinhas PE: Dinheiro da Merenda 2014
Casinhas PE: Dinheiro da Merenda 2014Casinhas PE: Dinheiro da Merenda 2014
Casinhas PE: Dinheiro da Merenda 2014Agreste Casinhas
 
Novo estatuto dos funcionarios publicos de aroeiras
Novo estatuto dos funcionarios publicos de aroeirasNovo estatuto dos funcionarios publicos de aroeiras
Novo estatuto dos funcionarios publicos de aroeirasAgreste Casinhas
 
Ofício da Prefeitura Municipal de Aroeiras
Ofício da Prefeitura Municipal de AroeirasOfício da Prefeitura Municipal de Aroeiras
Ofício da Prefeitura Municipal de AroeirasAgreste Casinhas
 
Festa Nossa s auxiliadora de Lagoa Estreita Casinhas PE
Festa Nossa s auxiliadora de Lagoa Estreita Casinhas PEFesta Nossa s auxiliadora de Lagoa Estreita Casinhas PE
Festa Nossa s auxiliadora de Lagoa Estreita Casinhas PEAgreste Casinhas
 

Mais de Agreste Casinhas (20)

Programação carnaval de Aroeiras 2015
Programação carnaval de Aroeiras 2015Programação carnaval de Aroeiras 2015
Programação carnaval de Aroeiras 2015
 
Garantiasafra.mda.gov.br garantiasafra boleto_frm_viewboleto
Garantiasafra.mda.gov.br garantiasafra boleto_frm_viewboletoGarantiasafra.mda.gov.br garantiasafra boleto_frm_viewboleto
Garantiasafra.mda.gov.br garantiasafra boleto_frm_viewboleto
 
Cidade Eleições 2014 2 turno no estado
Cidade Eleições 2014 2 turno no estadoCidade Eleições 2014 2 turno no estado
Cidade Eleições 2014 2 turno no estado
 
Revista com as devidas correções
Revista   com as devidas correçõesRevista   com as devidas correções
Revista com as devidas correções
 
Revista PRODAC 2014
Revista PRODAC 2014Revista PRODAC 2014
Revista PRODAC 2014
 
Casinhas PE licitação quadra esportiva
Casinhas PE licitação quadra esportivaCasinhas PE licitação quadra esportiva
Casinhas PE licitação quadra esportiva
 
Festa da Padroeira de Gado Bravo PB programação
Festa da Padroeira de Gado Bravo PB programaçãoFesta da Padroeira de Gado Bravo PB programação
Festa da Padroeira de Gado Bravo PB programação
 
Lista de contratados Casinhas PE
Lista de contratados Casinhas PELista de contratados Casinhas PE
Lista de contratados Casinhas PE
 
Casinhas PE licitação de show
Casinhas PE licitação de showCasinhas PE licitação de show
Casinhas PE licitação de show
 
Fnde sigef liberacoes
Fnde sigef liberacoesFnde sigef liberacoes
Fnde sigef liberacoes
 
Merenda
MerendaMerenda
Merenda
 
Educação
EducaçãoEducação
Educação
 
Casinhas PE: Dinheiro da Merenda 2014
Casinhas PE: Dinheiro da Merenda 2014Casinhas PE: Dinheiro da Merenda 2014
Casinhas PE: Dinheiro da Merenda 2014
 
Novo estatuto dos funcionarios publicos de aroeiras
Novo estatuto dos funcionarios publicos de aroeirasNovo estatuto dos funcionarios publicos de aroeiras
Novo estatuto dos funcionarios publicos de aroeiras
 
Fundeb
FundebFundeb
Fundeb
 
Doutor valdir
Doutor valdirDoutor valdir
Doutor valdir
 
Ofício da Prefeitura Municipal de Aroeiras
Ofício da Prefeitura Municipal de AroeirasOfício da Prefeitura Municipal de Aroeiras
Ofício da Prefeitura Municipal de Aroeiras
 
Jornal prodac
Jornal prodacJornal prodac
Jornal prodac
 
Corruptos
CorruptosCorruptos
Corruptos
 
Festa Nossa s auxiliadora de Lagoa Estreita Casinhas PE
Festa Nossa s auxiliadora de Lagoa Estreita Casinhas PEFesta Nossa s auxiliadora de Lagoa Estreita Casinhas PE
Festa Nossa s auxiliadora de Lagoa Estreita Casinhas PE
 

Atlas idhm2013 aroeiras_pb

  • 1. Pag.1 de14 pdfcrowd.com Perfil do Município de Aroeiras, PB 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Área 375,17 km² IDHM 2010 0,548 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) População (Censo 2010) 19082 hab. Densidade demográfica 50,88 hab/km² Ano de instalação 1953 Microrregião Umbuzeiro Mesorregião Agreste Paraibano Caracterização do território
  • 2. Pag.2 de14 pdfcrowd.com IDHM 0,247 0,382 0,548 Componentes O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de Aroeiras é 0,548, em 2010. O município está situado na faixa de Desenvolvimento Humano Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599). Entre 2000 e 2010, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,223), seguida por Longevidade e por Renda. Entre 1991 e 2000, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Longevidade (com crescimento de 0,132), seguida por Educação e por Renda. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal e seus componentes - Aroeiras - PB IDHM e componentes 1991 2000 2010 IDHM Educação 0,074 0,188 0,411 % de 18 anos ou mais com ensino fundamental completo 6,30 10,29 23,76 % de 5 a 6 anos frequentando a escola 23,37 78,92 95,41 % de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental 3,88 11,98 68,29 % de 15 a 17 anos com ensino fundamental completo 4,55 7,92 31,17 % de 18 a 20 anos com ensino médio completo 0,69 3,27 21,68 IDHM Longevidade 0,500 0,632 0,745 Esperança de vida ao nascer (em anos) 55,02 62,92 69,71 IDHM Renda 0,406 0,469 0,537 Renda per capita (em R$) 100,16 147,80 226,05 Evolução Entre 2000 e 2010 O IDHM passou de 0,382 em 2000 para 0,548 em 2010 - uma taxa de crescimento de 43,46%. O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 26,86% entre 2000 e 2010. Entre 1991 e 2000 O IDHM passou de 0,247 em 1991 para 0,382 em 2000 - uma taxa de crescimento de 54,66%. O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 17,93% entre 1991 e 2000. Entre 1991 e 2010 Aroeiras teve um incremento no seu IDHM de 121,86% nas últimas duas décadas, acima da média de crescimento nacional (47,46%) e acima da média de crescimento estadual (72,25%). O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 39,97% entre 1991 e 2010. IDHM Renda Longevidade Educação 1991 2000 2010
  • 3. Pag.3 de14 pdfcrowd.com Taxa de Crescimento Hiato de Desenvolvimento Entre 1991 e 2000 + 54,66% + 17,93% Entre 2000 e 2010 + 43,46% + 26,86% Entre 1991 e 2010 + 121,86% + 39,97% Ranking Aroeiras ocupa a 5225ª posição, em 2010, em relação aos 5.565 municípios do Brasil, sendo que 5224 (93,87%) municípios estão em situação melhor e 341 (6,13%) municípios estão em situação igual ou pior. Em relação aos 223 outros municípios de Paraíba, Aroeiras ocupa a 195ª posição, sendo que 194 (87,00%) municípios estão em situação melhor e 29 (13,00%) municípios estão em situação pior ou igual. Evolução do IDHM - Aroeiras - PB Aroeiras Maior (IDHM) Menor (IDHM) Média do Brasil Média do Estado: Paraíba 1990 2000 2010 0.0 0.1 0.2 0.3 0.4 0.5 0.6 0.7 0.8 0.9 1.0
  • 4. Pag.4 de14 pdfcrowd.com O que é razão de dependência? população de menos de 14 anos e de 65 anos (população dependente) ou mais em relação à população de 15 a 64 anos (população potencialmente ativa) O que é índice de envelhecimento? população de 65 anos ou mais em relação à população de menos de 15 anos População Entre 2000 e 2010, a população de Aroeiras teve uma taxa média de crescimento anual de -0,23%. Na década anterior, de 1991 a 2000, a taxa média de crescimento anual foi de -0,30%. No Estado, estas taxas foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,01% entre 1991 e 2000. No país, foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,02% entre 1991 e 2000. Nas últimas duas décadas, a taxa de urbanização cresceu 94,28%. População Total, por Gênero, Rural/Urbana e Taxa de Urbanização - Aroeiras - PB População População (1991) %do Total (1991) População (2000) %do Total (2000) População (2010) %do Total (2010) População total 20.047 100,00 19.520 100,00 19.082 100,00 Homens 9.675 48,26 9.537 48,86 9.222 48,33 Mulheres 10.372 51,74 9.983 51,14 9.860 51,67 Urbana 5.154 25,71 6.579 33,70 9.531 49,95 Rural 14.893 74,29 12.941 66,30 9.551 50,05 Taxa de Urbanização - 25,71 - 33,70 - 49,95 Estrutura Etária Entre 2000 e 2010, a razão de dependência de Aroeiras passou de 82,65% para 66,17% e o índice de envelhecimento evoluiu de 9,11% para 10,54%. Entre 1991 e 2000, a razão de dependência foi de 92,48% para 82,65%, enquanto o índice de envelhecimento evoluiu de 7,77% para 9,11%. Estrutura Etária da População - Aroeiras - PB Estrutura Etária População (1991) %do Total (1991) População (2000) %do Total (2000) População (2010) %do Total (2010) Menos de 15 anos 8.075 40,28 7.055 36,14 5.783 30,31 15 a 64 anos 10.415 51,95 10.687 54,75 11.287 59,15 65 anos ou mais 1.557 7,77 1.778 9,11 2.012 10,54 Razão de dependência 92,48 0,46 82,65 0,42 66,17 0,35 Índice de envelhecimento - 7,77 - 9,11 - 10,54 Demografia e Saúde
  • 5. Pag.5 de14 pdfcrowd.com 1991 2000 2010 Pirâmide etária - Aroeiras - PB Distribuição por Sexo, segundo os grupos de idade Pirâmide etária - Aroeiras - PB Distribuição por Sexo, segundo os grupos de idade Pirâmide etária - Aroeiras - PB Distribuição por Sexo, segundo os grupos de idade Homens Mulheres 10 5 0 5 10 0 a 4 5 a 9 10 a 14 15 a 19 20 a 24 25 a 29 30 a 34 35 a 39 40 a 44 45 a 49 50 a 54 55 a 59 60 a 64 65 a 69 70 a 74 75 a 79 80 e + Homens Mulheres 10 5 0 5 10 0 a 4 5 a 9 10 a 14 15 a 19 20 a 24 25 a 29 30 a 34 35 a 39 40 a 44 45 a 49 50 a 54 55 a 59 60 a 64 65 a 69 70 a 74 75 a 79 80 e + Homens Mulheres 10 5 0 5 10 0 a 4 5 a 9 10 a 14 15 a 19 20 a 24 25 a 29 30 a 34 35 a 39 40 a 44 45 a 49 50 a 54 55 a 59 60 a 64 65 a 69 70 a 74 75 a 79 80 e +
  • 6. Pag.6 de14 pdfcrowd.com Longevidade, mortalidade e fecundidade A mortalidade infantil (mortalidade de crianças com menos de um ano) em Aroeiras reduziu 43%, passando de 49,8 por mil nascidos vivos em 2000 para 28,2 por mil nascidos vivos em 2010. Segundo os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas, a mortalidade infantil para o Brasil deve estar abaixo de 17,9 óbitos por mil em 2015. Em 2010, as taxas de mortalidade infantil do estado e do país eram 21,7 e 16,7 por mil nascidos vivos, respectivamente. Longevidade, Mortalidade e Fecundidade - Aroeiras - PB 1991 2000 2010 Esperança de vida ao nascer (em anos) 55,0 62,9 69,7 Mortalidade até 1 ano de idade (por mil nascidos vivos) 93,1 49,8 28,2 Mortalidade até 5 anos de idade (por mil nascidos vivos) 120,0 63,9 30,5 Taxa de fecundidade total (filhos por mulher) 6,2 3,9 2,0 A esperança de vida ao nascer é o indicador utilizado para compor a dimensão Longevidade do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). Em Aroeiras, a esperança de vida ao nascer aumentou 14,7 anos nas últimas duas décadas, passando de 55,0 anos em 1991 para 62,9 anos em 2000, e para 69,7 anos em 2010. Em 2010, a esperança de vida ao nascer média para o estado é de 72,0 anos e, para o país, de 73,9 anos.
  • 7. Pag.7 de14 pdfcrowd.com Educação Crianças e Jovens A proporção de crianças e jovens frequentando ou tendo completado determinados ciclos indica a situação da educação entre a população em idade escolar do município e compõe o IDHM Educação. No período de 2000 a 2010, a proporção de crianças de 5 a 6 anos na escola cresceu 20,89% e no de período 1991 e 2000, 237,70%. A proporção de crianças de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental cresceu 470,03% entre 2000 e 2010 e 208,76% entre 1991 e 2000. A proporção de jovens entre 15 e 17 anos com ensino fundamental completo cresceu 293,56% no período de 2000 a 2010 e 74,07% no período de 1991 a 2000. E a proporção de jovens entre 18 e 20 anos com ensino médio completo cresceu 563,00% entre 2000 e 2010 e 373,91% entre 1991 e 2000. Fluxo Escolar por Faixa Etária - Aroeiras - PB 1991 2000 2010 % de 5 a 6 anos frequentando a escola % de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental % de 15 a 17 anos com ensino fundamental completo % de 18 a 20 anos com ensino médio completo 0 25 50 75 100
  • 8. Pag.8 de14 pdfcrowd.com Em 2010, 43,69% dos alunos entre 6 e 14 anos de Aroeiras estavam cursando o ensino fundamental regular na série correta para a idade. Em 2000 eram 21,90% e, em 1991, 9,09%. Entre os jovens de 15 a 17 anos, 12,86% estavam cursando o ensino médio regular sem atraso. Em 2000 eram 4,35% e, em 1991, 0,75%. Entre os alunos de 18 a 24 anos, 6,20% estavam cursando o ensino superior em 2010, 2,18% em 2000 e 0,80% em 1991. Nota-se que, em 2010 , 2,09% das crianças de 6 a 14 anos não frequentavam a escola, percentual que, entre os jovens de 15 a 17 anos atingia 18,82%. Fluxo Escolar por Faixa Etária - Aroeiras - PB - 2010 Aroeiras Estado: PB Brasil % de 5 a 6 anos na escola % de 11 a 13 anos nos anos finais do fundamental ou com fundamental completo % de 15 a 17 anos com fundamental completo % de 18 a 20 anos com médio completo 20 40 60 80 100
  • 9. Pag.9 de14 pdfcrowd.com Frequência escolar de 6 a 14 anos - Aroeiras - PB - 2010 Não frequenta (2,09%) Fundamental sem atraso (43,69%) Fundamental com um ano de atraso (24,01%) Fundamental com dois anos de atraso (29,33%) No ensino médio (0,49%) Outros (0,39%) 43.7% 29.3% 24% Frequência escolar de 15 a 17 anos - Aroeiras - PB - 2010 Não frequenta (18,82%) No ensino médio sem atraso (12,86%) No ensino médio com um ano de atraso (6,36%) No ensino médio com dois anos de atraso (4,61%) Frequentando o fundamental (53,55%) Frequentando o curso superior (0,42%) Outros (3,39%) 18.82% 12.86% 53.55% Frequência escolar de 18 a 24 anos - Aroeiras - PB - 2010 Não frequenta (69,10%) Frequentando o curso superior (6,20%) Frequentando o fundamental (8,39%) Frequentando o ensino médio (12,45%) Outros (3,86%) 12.45% 8.39% 6.20% 69.10%
  • 10. Pag.10 de14 pdfcrowd.com População Adulta A escolaridade da população adulta é importante indicador de acesso a conhecimento e também compõe o IDHM Educação. Em 2010, 23,76% da população de 18 anos ou mais de idade tinha completado o ensino fundamental e 13,60% o ensino médio. Em Paraíba, 42,55% e 29,28% respectivamente. Esse indicador carrega uma grande inércia, em função do peso das gerações mais antigas e de menos escolaridade. A taxa de analfabetismo da população de 18 anos ou mais diminuiu 24,36% nas últimas duas décadas. Anos Esperados de Estudo Os anos esperados de estudo indicam o número de anos que a criança que inicia a vida escolar no ano de referência tende a completar. Em 2010, Aroeiras tinha 8,23 anos esperados de estudo, em 2000 tinha 5,16 anos e em 1991 4,75 anos. Enquanto que Paraíba, tinha 9,24 anos esperados de estudo em 2010, 7,33 anos em 2000 e 6,21 anos em 1991. Com fundamental completo Médio completo Superior completo Analfabetos Outros 28.3% 66.5% 41% 50.1% 7.3% 37.7% 45%
  • 11. Pag.11 de14 pdfcrowd.com O que é Índice de Gini? É um instrumento usado para medir o grau de concentração de renda. Ele aponta a diferença entre os rendimentos dos mais pobres e dos mais ricos. Numericamente, varia de 0 a 1, sendo que 0 representa a situação de total igualdade, ou seja, todos têm a mesma renda, e o valor 1 significa completa desigualdade de renda, ou seja, se uma só pessoa detém toda a renda do lugar. Renda A renda per capita média de Aroeiras cresceu 125,69% nas últimas duas décadas, passando de R$100,16 em 1991 para R$147,80 em 2000 e R$226,05 em 2010. A taxa média anual de crescimento foi de 47,56% no primeiro período e 52,94% no segundo. A extrema pobreza (medida pela proporção de pessoas com renda domiciliar per capita inferior a R$ 70,00, em reais de agosto de 2010) passou de 59,33% em 1991 para 34,20% em 2000 e para 33,96% em 2010. A desigualdade aumentou: o Índice de Gini passou de 0,55 em 1991 para 0,53 em 2000 e para 0,58 em 2010. Renda, Pobreza e Desigualdade - Aroeiras - PB 1991 2000 2010 Renda per capita (em R$) 100,16 147,80 226,05 % de extremamente pobres 59,33 34,20 33,96 % de pobres 85,55 64,60 51,12 Índice de Gini 0,55 0,53 0,58 Porcentagem da Renda Apropriada por Estratos da População - Aroeiras - PB 1991 2000 2010 20% mais pobres 3,59 2,06 1,48 40% mais pobres 11,08 10,16 6,40 60% mais pobres 22,84 23,20 18,25 80% mais pobres 40,22 44,59 40,92 20% mais ricos 59,78 55,41 59,08
  • 12. Pag.12 de14 pdfcrowd.com Trabalho Taxa de Atividade e de Desocupação 18 anos ou mais - 2010 Entre 2000 e 2010, a taxa de atividade da população de 18 anos ou mais (ou seja, o percentual dessa população que era economicamente ativa) passou de 55,25% em 2000 para 52,79% em 2010. Ao mesmo tempo, sua taxa de desocupação (ou seja, o percentual da população economicamente ativa que estava desocupada) passou de 8,16% em 2000 para 5,56% em 2010. Ocupação da população de 18 anos ou mais - Aroeiras - PB 2000 2010 Taxa de atividade 55,25 52,79 Taxa de desocupação 8,16 5,56 Grau de formalização dos ocupados - 18 anos ou mais 13,51 16,38 Nível educacional dos ocupados % dos ocupados com fundamental completo 13,63 27,13 % dos ocupados com médio completo 6,58 16,70 Rendimento médio % dos ocupados com rendimento de até 1 s.m. 87,71 76,48 % dos ocupados com rendimento de até 2 s.m. 97,53 94,67 Em 2010, das pessoas ocupadas na faixa etária de 18 anos ou mais, 57,99% trabalhavam no setor agropecuário, 0,08% na indústria extrativa, 1,95% na indústria de transformação, 3,91% no setor de construção, 0,84% nos setores de utilidade pública, 8,69% no comércio e 26,26% no setor de serviços. 47.2% 52.8% Desocupados Ocupados 2010
  • 13. Pag.13 de14 pdfcrowd.com Habitação Indicadores de Habitação - Aroeiras - PB 1991 2000 2010 % da população em domicílios com água encanada 2,40 16,93 39,92 % da população em domicílios com energia elétrica 36,17 76,27 99,00 % da população em domicílios com coleta de lixo. *Somente para população urbana. 8,74 83,58 88,88
  • 14. Pag.14 de14 pdfcrowd.com Realização: Vulnerabilidade social Vulnerabilidade Social - Aroeiras - PB Crianças e Jovens 1991 2000 2010 Mortalidade infantil 93,10 49,80 28,20 % de crianças de 4 a 5 anos fora da escola - 37,40 13,22 % de crianças de 6 a 14 anos fora da escola 49,27 6,22 2,09 % de pessoas de 15 a 24 anos que não estudam nem trabalham e são vulneráveis à pobreza - 22,60 26,38 % de mulheres de 10 a 14 anos que tiveram filhos 0,00 0,00 0,00 % de mulheres de 15 a 17 anos que tiveram filhos 8,75 4,87 5,80 Taxa de atividade - 10 a 14 anos (%) - 16,44 16,18 Família % de mães chefes de família sem fundamental completo e com filhos menores de 15 anos 15,43 15,67 30,10 % de pessoas em domicílios vulneráveis à pobreza e dependentes de idosos 11,34 10,04 8,45 % de crianças extremamente pobres 71,71 48,34 48,77 Trabalho e Renda % de vulneráveis à pobreza 94,95 85,45 72,50 % de pessoas de 18 anos ou mais sem fundamental completo e em ocupação informal - 84,89 73,09 Condição de Moradia % de pessoas em domicílios com abastecimento de água e esgotamento sanitário inadequados 58,98 45,27 44,58