INTERAÇÃO
EM
DISPOSITIVOS
MÓVEIS


POR
MEIO
DE
TECLADO
FÍSICO


E
DE
TECLADO
VIRTUAL

Robson
Santos,
Francimar
Maciel,
Ric...
objeLvo

Análise
das
principais
diferenças
da
Interação
com
teclado
fisico
e

com
teclado
virtual,
assim
como
constrangimen...
QWERTY
Ysico

.
similar
aos
teclados
de
computadores;

.
dispõem
de
teclas
únicas
para
cada
letra
do
alfabeto;

.
pontuaçõ...
QWERTY
virtual


.
o
teclado
virtual
é
presente
em
disposiLvos
com
telas
sensíveis

ao
toque;

.
apresenta
configuração
sem...
QWERTY
compacto


.
desLnado
aos
usuários
habituados
com
teclados
QWERTY
e


que
preferem;

.
disposiLvos
mais
estreitos
e...
Teclado
alfanumérico
ou
keypads


.
seguem
um
padrão
internacional,
em
que
as
teclas
numeradas

de
2
a
9
são
mapeadas
com
...
Figura
4:

                                           Figura
5:


Teclado
alfanumérico
do
                              Te...
Escrita
manual


.
popularizada
pelos
primeiros
PDAs,
como
Palm
Pilot
e
Cassio

Cassiopéia;


.
desenho
dos
caracteres
em
...
Previsão
de
texto


.
o
sistema
T9
é
presente
em
grande
maioria
dos
disposiLvos

móveis
com
teclado
alfanumérico;


.
func...
Desenvolvimento
do
estudo
piloto

.
objeLvo
de
verificar
quais
os
problemas
potenciais
e
definição

da
técnica
a
ser
uLlizad...
LG KP570
                                               Nokia E71





               Nokia N95
                          ...
LG
KP570


Pontos
posiLvos

.
o
sincronismo
da
tela
sensível
ao
toque
com
a
resposta
táLl

proporcionado
pelo
sistema
de
v...
LG
KP570


Pontos
negaLvos

.
dificuldade
de
manipulação
do
teclado
QWERTY,
quando
a
tarefa

foi
realizada
com
o
uso
dos
de...
LG
KP570


Sugestões
de
melhoria

.
destaque
para
as
teclas
de
caracteres
especiais,
apagar
caractere

e
espaçamento
entre...
Nokia
E71


         Pontos
posiLvos

         .
o
teclado
QWERTY
Ysico
foi
avaliado
pela
maioria
como

         sendo
o
m...
Nokia
E71


         Pontos
negaLvos

         .
dificuldade
para
idenLficar
a
tecla
de
apagar
caractere;

         .
o
tama...
Nokia
E71


         Sugestões
de
melhoria

         .
maior
clareza
e
destaque
para
teclas
que
habilitam
o
uso

         ...
Desenvolvimento
do
estudo
final

.
foram
avaliados
dois
teclados
mini
QWERTY:





.
Nokia
N97
(teclado
QWERTY
Ysico);




...
ParLcipantes

.
12
pessoas
entre
20
e
36
anos,
estudantes
universitários
e

profissionais
com
formação
superior
em
ciência
...

Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

Tarefas

.
digitar
duas
adaptações
de
trechos
de
autoria
de
Luis
Fernando

Veríssimo,
um
com
40
caracteres
e
outro
com
46
...
RESULTADOS
E
DISCUSSÃO


Teclado
Ysico
N97

.
cinco
usuários
consideraram
o
tamanho,
espaçamento
e

disposição
das
teclas
...
RESULTADOS
E
DISCUSSÃO


Teclado
Ysico
N97

.
todos
optaram
por
efetuar
a
digitação
do
texto
desconsiderando

a
acentuação...
RESULTADOS
E
DISCUSSÃO


Teclado
Ysico
N97

.
apenas
um
usuário
obteve
êxito
na
aLvidade
pois
já
possuía

familiaridade
co...
RESULTADOS
E
DISCUSSÃO


Teclado
virtual
Nokia
5800

.
seis
parLcipantes
consideraram
como
aspecto
negaLvo
o

tamanho
do
t...
RESULTADOS
E
DISCUSSÃO


Teclado
virtual
Nokia
5800

.
para
um
parLcipante
canhoto
a
interface
do
teclado
virtual

descons...
RESULTADOS
E
DISCUSSÃO


.
percebe‐se
uma
maior
eficiência
no
uso
do
teclado
virtual,

referente
tanto
ao
tempo
gasto
na
di...

Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

CONCLUSÃO


.
“efeito
BlackBerry”:
constrangimentos
Ysicos
causados
devido
ao

crescente
hábito
de
digitar
em
pequenos
tec...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mobile - Pesquisa de teclados fisicos e virtuais

2.666 visualizações

Publicada em

Mini-seminário de alunos sobre Design de Interação - na Pós em Ergodesign e Usabilidade - PUC-Rio - 2010. Baseado em apresentação do Instituto Nokia.

Publicada em: Design, Negócios, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.666
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
472
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mobile - Pesquisa de teclados fisicos e virtuais

  1. 1. INTERAÇÃO
EM
DISPOSITIVOS
MÓVEIS

 POR
MEIO
DE
TECLADO
FÍSICO

 E
DE
TECLADO
VIRTUAL
 Robson
Santos,
Francimar
Maciel,
Ricardo
Sato
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  2. 2. objeLvo
 Análise
das
principais
diferenças
da
Interação
com
teclado
fisico
e
 com
teclado
virtual,
assim
como
constrangimentos
ocorridos
no
 manuseio. entrada
de
textos
em
disposiLvos
móveis:
 .
notas;
 .
pequenas
listas;
 .
calendários;
 .
listas
de
contatos;
 .
mensagens
de
texto;
 .
recuperação
de
informação;
 .
digitação
de
números
de
telefone.
 interação
por
meio
de
teclados
pode
ser
feita:
 .
somente
pelo
teclado;
 .
somente
pela
tela
sensível
ao
toque;
 .
mescla
entre
teclado
Ysico
e
tela
sensível
ao
toque.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  3. 3. QWERTY
Ysico
 .
similar
aos
teclados
de
computadores;
 .
dispõem
de
teclas
únicas
para
cada
letra
do
alfabeto;
 .
pontuações
e
acentuações
são
acessados
através
de
teclas


 únicas
ou
através
de
listas
de
caracteres
especiais;
 .
as
teclas
são
geralmente
dispostas
em
quatro
fileiras
com
dez
 teclas
cada.
 *
o
1º
aparelho
a
uLlizar
este
teclado
foi
o
BlackBerry.
 Figura
1:

 Teclado
QWERTY
do
Nokia
E72
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  4. 4. QWERTY
virtual

 .
o
teclado
virtual
é
presente
em
disposiLvos
com
telas
sensíveis
 ao
toque;
 .
apresenta
configuração
semelhante
ao
teclado
Ysico;
 .
não
apresenta
retorno
táLl
à
pressão
nem
permite
a
localização
 de
teclas
pelo
relevo
da
superYcie;
 .
permite
personalização
do
layout
do
teclado
sem
a
necessidade
 de
alterações
Ysicas
o
que
facilita
a
adaptação
do
teclado
à
 idiomas,
capitalizações
e
acentuações.
 Figura
2:

 Teclado
QWERTY
virtual
do
 Nokia
5800
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  5. 5. QWERTY
compacto

 .
desLnado
aos
usuários
habituados
com
teclados
QWERTY
e

 que
preferem;
 .
disposiLvos
mais
estreitos
em
largura;
 .
o
teclado
numérico
é
disposto
nas
colunas
centrais,
o
que
 permite
que
mantenha
a
mesma
disposição
dos
teclados
 alfanuméricos.
 Figura
3:

 Teclado
QWERTY
compacto
 do
Nokia
E55
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  6. 6. Teclado
alfanumérico
ou
keypads

 .
seguem
um
padrão
internacional,
em
que
as
teclas
numeradas
 de
2
a
9
são
mapeadas
com
três
ou
quatro
letras
cada
uma.

 .
existem
três
métodos
para
entrada
de
texto:

 




 .
mulLpress
 cada
tecla
é
pressionada
uma
ou
mais
vezes
até
que
o
 caracterere
seja
exibido;

 .
two‐key
 combina
o
pressionamento
da
tecla
com
o
conjunto
de
 caracteres
e
uma
segunda
tecla
para
selecionar
o
caractere
 desejado;
 .
texto
prediLvo
 uso
de
pressionamento
de
teclas
e
previsão
baseado
em
 conhecimento
lingüísLco
para
propor
possíveis
palavras.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  7. 7. Figura
4:

 Figura
5:

 Teclado
alfanumérico
do
 Teclado
alfanumérico
virtual
 Nokia
N86
8GB
 do
Nokia
5800
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  8. 8. Escrita
manual

 .
popularizada
pelos
primeiros
PDAs,
como
Palm
Pilot
e
Cassio
 Cassiopéia;

 .
desenho
dos
caracteres
em
tela,
que
é
idenLficado
pelo
 disposiLvo
e
então
o
caractere
é
incluso
na
área
de
texto.
 Figura
6:

 Entrada
de
escrita
virtual
do
Nokia
5800
visualizado
em
 modo
paisagem
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  9. 9. Previsão
de
texto

 .
o
sistema
T9
é
presente
em
grande
maioria
dos
disposiLvos
 móveis
com
teclado
alfanumérico;

 .
funcionam
durante
a
digitação
de
texto,
quando
sugere
ou
auto‐ completa
palavras
a
parLr
dos
caracteres
digitados
pelo
usuário;
 .
sua
principal
funcionalidade
é
permiLr
que
o
usuário
digite
 apenas
uma
vez
a
tecla
que
contém
o
caractere
desejado
e
 através
da
sequência
de
teclas
digitadas,
o
sistema
irá
sugerir
a
 palavra
a
ser
digitada.

 .
ex.:
ao
pressionar
as
teclas
6,
5
e
2
será
sugerida
a
palavra
"Olá".
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  10. 10. Desenvolvimento
do
estudo
piloto
 .
objeLvo
de
verificar
quais
os
problemas
potenciais
e
definição
 da
técnica
a
ser
uLlizada
no
estudo
final.
 .
foi
realizado
com
alunos
de
um
curso
de
pós
graduação
em
 Design
Gráfico,
durante
a
disciplina
Usabilidade.
 Primeira
etapa
 .
análise
do
Lpo
“especialista”
de
um
aparelho
com
teclado
Ysico
 e
de
outro
com
teclado
virtual;
 Segunda
etapa
 .
observação
de
uso,
seguida
de
breve
inquirição,
onde
cada
 parLcipante
deveria
digitar
um
mesmo
texto
(“Alunos
hoje,
 especialistas
no
futuro”)
em
ambos
Lpos
de
teclado.

 .
definiu‐se
que
os
parLcipantes
deveriam
ser
pessoas
sem
 contato
prévio
com
os
aparelhos.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  11. 11. LG KP570
 Nokia E71
 Nokia N95
 Nokia N97
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  12. 12. LG
KP570
 Pontos
posiLvos
 .
o
sincronismo
da
tela
sensível
ao
toque
com
a
resposta
táLl
 proporcionado
pelo
sistema
de
vibração;
 .
o
uso
da
caneta
possibilitou
maior
eficiência
na
aLvidade;
 .
a
similaridade
do
teclado
QWERTY
virtual
com
o
teclado
 QWERTY
Ysico
tornou
mais
efeLva
a
tarefa
de
digitação.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  13. 13. LG
KP570
 Pontos
negaLvos
 .
dificuldade
de
manipulação
do
teclado
QWERTY,
quando
a
tarefa
 foi
realizada
com
o
uso
dos
dedos;

 .
suor
ou
gordura
na
tela
do
aparelho
dificultaram
o
manuseio
da
 tela
sensível
ao
toque
e,
consequentemente,
a
sua
resposta;
 .
dificuldade
para
encontrar
as
teclas
com
caracteres
de
 acentuação
e
espaçamento.
ParLcipantes
relataram
que
tais
 teclas
deveriam
ter
maior
destaque
na
tela.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  14. 14. LG
KP570
 Sugestões
de
melhoria
 .
destaque
para
as
teclas
de
caracteres
especiais,
apagar
caractere
 e
espaçamento
entre
caracteres;
 .
melhorar
a
sensibilidade
da
tela
sensível
ao
toque.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  15. 15. Nokia
E71
 Pontos
posiLvos
 .
o
teclado
QWERTY
Ysico
foi
avaliado
pela
maioria
como
 sendo
o
mais
práLco;

 .
no
primeiro
contato
com
este
modelo
de
teclado,
 considerou‐se
que
a
disposição
Ysica
das
teclas
possibilita
 rápida
adaptação.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  16. 16. Nokia
E71
 Pontos
negaLvos
 .
dificuldade
para
idenLficar
a
tecla
de
apagar
caractere;
 .
o
tamanho
das
teclas
foi
considerado
pequeno
para
 manipulação
e
digitação;
 .
múlLplas
funções
em
uma
única
tecla
gerou
erros
e
 dúvidas
durante
a
digitação;
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  17. 17. Nokia
E71
 Sugestões
de
melhoria
 .
maior
clareza
e
destaque
para
teclas
que
habilitam
o
uso
 das
funções
de
acentuação,
apagar
caractere,
 espaçamento
entre
caracteres
e
inserção
de
símbolos;
 .
aumentar
a
dimensão
das
teclas
e
consequentemente
do
 teclado.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  18. 18. Desenvolvimento
do
estudo
final
 .
foram
avaliados
dois
teclados
mini
QWERTY:
 



.
Nokia
N97
(teclado
QWERTY
Ysico);
 



.
Nokia
5800
(teclado
QWERTY
virtual).
 .
21
parLcipantes
digitaram
textos
curtos,
de
16
a
43
caracteres
 cada,
em
cada
um
dos
dois
teclados.;
 .
para
digitação,
foi
uLlizado
o
aplicaLvo
de
notas
naLvo
dos
 aparelhos;
 .
o
so{ware
Remote
Professional
v2.96
foi
uLlizado
para
a
captura
 automáLca
das
telas
e
 geração
de
vídeos
de
cada
sessão
experimento;
 .
cada
sessão
durou
20
minutos,
sendo
precedida
de
um
período
 de
aquecimento,
quando
os
parLcipantes
digitavam
sequencias
 “abcd
efgh
ijkl
mnop”,
tendo
sido
instruídos
a
uLlizarem
somente
 os
polegares.
A
digitação
deveria
ser
o
mais
rápida
e
precisa
 possível.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  19. 19. ParLcipantes
 .
12
pessoas
entre
20
e
36
anos,
estudantes
universitários
e
 profissionais
com
formação
superior
em
ciência
da
computação,
 comunicação
social,
turismo,
administração
e
design;

 .
conhecimento
avançado
na
língua
inglesa;
 .
usuários
de
aparelhos
celulares
das
marcas
Nokia,
Sony
Ericsson
 e
Apple;
 .
são
usuários
de
tecnologia
e
serviços
online
tais
como
comércio
 eletrônico,
mensagens
instantâneas
e
publicação
digital
através
 de
disposiLvos
fixos
e
portáteis;
 .
todos
parLciparam
do
experimento
de
maneira
voluntária
a
 convite
dos
pesquisadores.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  20. 20. 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  21. 21. Tarefas
 .
digitar
duas
adaptações
de
trechos
de
autoria
de
Luis
Fernando
 Veríssimo,
um
com
40
caracteres
e
outro
com
46
caracteres;

 .
cada
parLcipante
uLlizou
os
dois
Lpos
de
teclado;

 .
a
cada
parLcipante
foram
alternados
os
textos
e
os
aparelhos.
 Texto
01
 No
futebol
de
rua
qualquer
pelada
é
luxo
e
qualquer
terreno
 baldio
é
o
Maracanã
em
jogo
noturno.
Se
você
é
homem,
 brasileiro,
sabe
do
que
eu
estou
falando.
Futebol
de
rua
é
tão
 humilde
que
chama
pelada
de
senhora.
 Texto
02
 Tomar
um
Yakult
pelos
lactobacilos,
ajuda
a
digestão.
Uma
taça
 de
vinho
estabiliza
o
sistema
nervoso.
Um
copo
de
cerveja,
não
 lembro
bem
para
o
que,
faz
bem.
O
adicional
é
que
se
você
tomar
 tudo
ao
mesmo
tempo
e
Hver
um
derrame,
nem
vai
perceber.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  22. 22. RESULTADOS
E
DISCUSSÃO
 Teclado
Ysico
N97
 .
cinco
usuários
consideraram
o
tamanho,
espaçamento
e
 disposição
das
teclas
saLsfatório;
 .
para
quatro
usuários
a
possibilidade
de
uLlizar
as
duas
mãos
 tornou
a
tarefa
mais
fácil
e
rápida;
 .
a
pressão
exercida
no
teclado
durante
a
digitação
foi
descrita
por
 um
parLcipante
como
suave
e
por
outro
parLcipante
como
rígido
 e
tenso;
 .
a
quanLdade
de
teclas
também
foi
citada
por
um
parLcipante
 como
um
item
que
aumenta
a
saLsfação
e
facilidade
de
uso;
 .
por
não
conseguir
idenLficar
a
tecla
de
função
de
acentuação,
10
 parLcipantes
apresentaram
insaLsfação
durante
a
digitação.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  23. 23. RESULTADOS
E
DISCUSSÃO
 Teclado
Ysico
N97
 .
todos
optaram
por
efetuar
a
digitação
do
texto
desconsiderando
 a
acentuação
gráfica.

 .
“Eu
não
gostei
disso”;

 .
“Eu
não
entendo
como
inserir
acentos
corretamente”;

 .
“Eu
não
consigo
encontrar
a
tecla
de
função”.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  24. 24. RESULTADOS
E
DISCUSSÃO
 Teclado
Ysico
N97
 .
apenas
um
usuário
obteve
êxito
na
aLvidade
pois
já
possuía
 familiaridade
com
o
disposiLvo;
 .
ainda
assim
apresentou
dificuldade
de
acentuação
pois
 selecionou
em
mais
de
um
momento
o
caractere
incorreto.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  25. 25. RESULTADOS
E
DISCUSSÃO
 Teclado
virtual
Nokia
5800
 .
seis
parLcipantes
consideraram
como
aspecto
negaLvo
o
 tamanho
do
teclado
e
das
teclas
virtuais.

 





.“Se
não
têm
unha
fica
diYcil”.

 .
a
ausência
de
um
atalho
para
acentos
e
a
alternância
entre
 teclados
e
comandos
para
execução
da
aLvidade
aumentaram
a
 insaLsfação.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  26. 26. RESULTADOS
E
DISCUSSÃO
 Teclado
virtual
Nokia
5800
 .
para
um
parLcipante
canhoto
a
interface
do
teclado
virtual
 desconsidera
usuários
com
menor
habilidade
na
mão
direita,
pois
 as
principais
funções
estão
dispostas
no
lado
direito
da
interface
 sem
opção
de
mudança
para
o
lado
esquerdo.

 





.
“Prefiro
alfanumérico.
Para
canhotos
é
diYcil.
Se
os
botões
 








fossem
centralizados
seria
melhor”.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  27. 27. RESULTADOS
E
DISCUSSÃO
 .
percebe‐se
uma
maior
eficiência
no
uso
do
teclado
virtual,
 referente
tanto
ao
tempo
gasto
na
digitação
quanto
no
índice
de
 erros
ocorridos.
 .
teclado
Ysico:
 




.
tempo
médio
para
realização
da
aLvidade
foi
de
cinco
 minutos
com
uma
média
de
onze
erros
por
parLcipante.
 .
teclado
virtual:
 




.
a
média
de
tempo
gasto
durante
a
digitação
foi
de
quatro
 minutos
e
meio
com
uma
quanLdade
média
de
nove
erros
por
 parLcipante.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  28. 28. 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães

  29. 29. CONCLUSÃO
 .
“efeito
BlackBerry”:
constrangimentos
Ysicos
causados
devido
ao
 crescente
hábito
de
digitar
em
pequenos
teclado,
a
maioria
das
 vezes
uLlizando
somente
polegares.
 .
cada
vez
mais
os
disposiLvos
móveis
são
uLlizados
para
tarefas
 de
trabalho,
como
edição
de
documentos
e
redação
de
e‐mails,
 quando
fora
do
escritório.
 .
o
resultado
aponta
que
o
teclado
virtual
oferece
redução
de
 tempo
na
digitação
de
textos
curtos,
onde
pequenos
textos
 podem
ser
digitados
em
curtos
períodos.
 .
outro
uso
efeLvo
para
este
resultado
é
no
uso
de
teclados
 vistuais
em
aparelhos
com
sistema
dual‐screen,
como

console
 portáLl
Nintendo
DS
o
leitores
de
livros
digitais.
 
Design
de
interação
|
Isadora
Abreu
.
Sheila
Manhães


×