Zine da Duca
UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL – UNICSUL                CAMPUS ANÁLIA FRANCOCurso de Comunicação Social – Jornalismo 4º Seme...
Adriana Valeria Nascimento e Nascimento Batista da Silva RGM 182991                 Carolina R. Campos RGM 17514-5        ...
São Paulo                               2010      DEDICATÓRIA      Dedicamos este trabalho aos nossos pais, por nos orient...
AGRADECIMENTOS        Agradecemos nossos companheiros, amigos e professores, pelo apoio,amizade e orientação. Por vocês, b...
1. INTRODUÇÃO      O analfabetismo funcional no Brasil atinge aproximadamente 39 milhõesde pessoas. Uma população que, com...
Paulo Freire, entrevista com a especialista Elizabeth Cury e um espaçoreservado para as atividades e participação dos leit...
2. EQUIPE      Adriana Valeria Nascimento e Nascimento Batista da Silva RGM 18299-1      Carolina R. Campos RGM 17514-5   ...
4.2 O FANZINE NO BRASIL      No Brasil o Zine chega voltado para a história em quadrinhos e pelomesmo motivo, a falta de e...
5. SINOPSE        O produto é um Fanzine com periodicidade quinzenal e conterá umtrabalho voltado ao incentivo à leitura. ...
8. PÚBLICO ALVO      Jovens e adultos que não tiveram oportunidade de dar continuidade aosestudos e/ou com dificuldades de...
diferentes situações da fala e aos diferentes níveis de linguagem, bem como adiminuir o analfabetismo funcional.      Font...
grupo de jovens que chegam a Universidade com dificuldades de leitura einterpretação.
Fonte Independente: Maria Nilva do Nascimento, 53 anos, EmpregadaDoméstica afastada.       Endereço e Telefone: R. Albano ...
Perguntas  1. Qual é a preocupação do profissional de rádio/comunicador ao     passar uma notícia, se pensarmos em uma gra...
11.   PLANEJAMENTO GRÁFICO         CAPA                   CONTRA CAPA  “Zine da Duca!”           Expediente e Editorial   ...
12. CUSTOS      Serão impressos 100 Fanzines - 500 páginas frente e verso.      Valor total combinado da impressão: R$ 300...
O que é visto condiz com o que é descrito por Demo. Planejamento,políticas públicas, controles que engessam o desenvolvime...
14. CONSIDERAÇÕES FINAIS        Por meio das pesquisas e do desenvolvimento do trabalho apresentado,foi constatado que o g...
Vier, Suzana. Analfabetismo funcional, chega aos bancos universitários, afirmaos        professores.           São        ...
Zine da Duca
Zine da Duca
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Zine da Duca

1.288 visualizações

Publicada em

Projeto interdisciplinar

Publicada em: Educação, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.288
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Zine da Duca

  1. 1. Zine da Duca
  2. 2. UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL – UNICSUL CAMPUS ANÁLIA FRANCOCurso de Comunicação Social – Jornalismo 4º Semestre RADICALIZANDO PELO BEM São Paulo 2010
  3. 3. Adriana Valeria Nascimento e Nascimento Batista da Silva RGM 182991 Carolina R. Campos RGM 17514-5 Laís Carvalho RGM 16173-0 João Pontaltti RGM 16725-8 José Roberto Pessoto RGM 18664-3 Roberta Chamorro Galvão RGM 16952-8 Radicalizando para o bem: Zine da Duca Trabalho apresentado à Universidade Cruzeiro do Sul, curso de Comunicação Social - Jornalismo, como requisito à aprovação na disciplina Projetos Interdisciplinares, sob orientação da Profa. Ms. Regina Tavares.
  4. 4. São Paulo 2010 DEDICATÓRIA Dedicamos este trabalho aos nossos pais, por nos orientar e nos apoiarincondicionalmente sem julgamentos, sem pedir nada em troca. EPÍGRAFE A leitura proporciona o acesso livre e ilimitado aos tesouros do espíritohumano e de todas as épocas e de todas as partes do mundo. As pessoas quesabem disso possuem uma riqueza insuperável. (Daisaku Ikeda, Poeta Laureado)
  5. 5. AGRADECIMENTOS Agradecemos nossos companheiros, amigos e professores, pelo apoio,amizade e orientação. Por vocês, buscamos o estímulo necessário paraconcretizarmos nosso sonho de cursar uma Universidade.SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO ...................................................................................................... 7 2. EQUIPE ................................................................................................................ 8 3. NOME DA MÍDIA................................................................................................... 8 4. HISTÓRICO E PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA MÍDIA ............................. 8 4.1. COMO SURGIU O FANZINE ............................................................................. 8 4.2. O FANZINE NO BRASIL .................................................................................... 9 5. SINOPSE ............................................................................................................ 10 6. OBJETIVOS ........................................................................................................ 10 7. FORMATO ......................................................................................................... 10 8. PÚBLICO ALVO ................................................................................................. 11 9. EXPEDIENTE .................................................................................................... 13 10. PAUTA .............................................................................................................. 11 10.1 PAUTA ENTREVISTA PING PONG............................................................... 11 10.2 PAUTA ENTREVISTA MATERIA ANALFABETISMO .................................... 12 11.PLANEJAMENTO GRÁFICO ............................................................................. 15 12.CUSTOS ............................................................................................................ 16 13. OBJETIVO DO MILÊNIO E JUSTIFICATIVAS .................................................. 16 14. CONSIDERAÇÕES FINAIS .............................................................................. 18 REFERÊNCIAS ....................................................................................................... 19
  6. 6. 1. INTRODUÇÃO O analfabetismo funcional no Brasil atinge aproximadamente 39 milhõesde pessoas. Uma população que, com pouco tempo de estudo, se tornaignorante por não conseguir armazenar informações e ter concentração parainterpretações diversas. Sabem ler e escrever, porém, dispersam rapidamentee não conseguem concluir uma idéia ou o conteúdo. Muitos dos analfabetos funcionais no Brasil justificam-se por não teremtido oportunidades, tempo e condição financeira. Nossa missão é aplicar estetrabalho para que essa disfunção se torne mais conhecida e possa ser maisfacilmente diagnosticada por leigos e, principalmente, por quem sofre dela. Nosso estudo se fundamenta em apresentar métodos que auxiliemessas pessoas por forma de uma mídia radical como o Fanzine.Contemporâneo e ilustrativo, o “Zine da Duca” (Fanzine da Educação) nãosegue nenhuma regra de formatação ou conteúdo nas edições e, por essarazão, sua leitura se torna fácil e dinâmica. Haja vista que um dos objetivos do Zine da Duca é desmistificar oproblema em questão e propor soluções que convirjam com a necessidade dopúblico sem taxá-lo sob nenhum rótulo discriminatório. A monografia trará informações sobre o que é o Fanzine, quais osobjetivos da equipe com este trabalho, como a revista será formatada, custos,público alvo, pautas das entrevistas realizadas, o porquê da escolha do objetivodo milênio e considerações finais. Nas páginas do projeto piloto do Fanzine os leitores encontrarão umamatéria sobre a problemática do analfabetismo funcional, um teste paraidentificar o analfabeto funcional, tiras e charges de Maria Jaepelt, biografia do
  7. 7. Paulo Freire, entrevista com a especialista Elizabeth Cury e um espaçoreservado para as atividades e participação dos leitores.
  8. 8. 2. EQUIPE Adriana Valeria Nascimento e Nascimento Batista da Silva RGM 18299-1 Carolina R. Campos RGM 17514-5 Laís Carvalho RGM 16173-0 João Pontaltti RGM 16725-8 José Roberto Pessoto RGM 18664-3 Roberta Chamorro Galvão RGM 16952-8 3. NOME DA MÍDIA Zine da Duca – Abreviação de Fanzine da Educação. 4. HISTÓRICO E PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA MÍDIA 4.1 COMO SURGIU O FANZINE? O Fanzine (junção de Fanatic Magazine) surgiu em 1929 nos EstadosUnidos com intuito de divulgar trabalhos de ficção cientifica, pois não haviaespaço nos circuitos editoriais da época, mas seu uso ficou marcante nosmovimentos de contra cultura na França em 1968. Sua maior característica éque o Fanzine é uma revista editada pelos próprios fãs, portanto, suaconfiguração não segue nenhuma norma gráfica, principalmente, porquedependerá da comunidade que será representada e da situação financeira dosseus editores. O “Zine” pode abordar assuntos diferenciados e até mesmo adotar umapostura política e difundir idéias como o Punk, Vegetarianismo, Cinema, Jogose etc. Mas, o que não pode faltar em uma boa edição de fanzine, segundo osespecialistas, são os quadrinhos, a participação do público e a espontaneidade. Os que mais fazem uso desse meio de comunicação são os jovens, masisso não quer dizer que um bom Fanzine não possa atingir a população adulta,muito pelo contrário, mesmo porque muitas edições foram criadas e editadaspor eles.
  9. 9. 4.2 O FANZINE NO BRASIL No Brasil o Zine chega voltado para a história em quadrinhos e pelomesmo motivo, a falta de editoriais específicos para o gênero no país. Aprimeira edição registrada é “Ficção”, criada por Edson Rontani em 1965. Mastambém existe a informação que em uma Convenção de Ficção Cientificarealizada em São Paulo em 1965, houve um boletim chamado “O Cobra”, quetambém pode ser o registro de uma primeira edição. A produção editorial independente no Brasil se configurou comoFanzine, o que antes era chamado de Boletim, como já citado acima, passou aser chamado de Fanzine. Nos anos 80, com os movimentos “underground”,como o movimento Punk, por exemplo, os zines se tornaram mais ecléticos,com entrevistas, informações sobre bandas, críticas sociais e etc., inclusive emSão Paulo existia uma revista que carregava o nome de “Ekletik”. A característica de artistas e do público ao reagir ao descaso e à poucadivulgação de histórias em quadrinhos pelas editoras prevalece nos dias dehoje. Por isso é natural encontrar em eventos como o “Animecon”, um braçodestinado ao Fanzine chamado “Fanzinecon”. Diante da grande produção nopaís, recentemente foi criada uma Fanzinoteca em São Vicente (SP), asegunda maior do mundo com mais de mil edições nacionais. Há quem diga que os melhores Fanzines do Brasil são da região sul,como o Fanzine Historieta, o primeiro a chegar às bancas de jornal. Suatiragem é tão alta que foi necessário a criação de uma editora para adivulgação. A “Gazeta Alternativa” é o que pode ser chamada de maior FanzineCultural do Estado de São Paulo, tem uma periodicidade mensal e é publicadapela editora Nova Linguagem. Com o advento da internet muitos fanzineiros começaram a deixar opapel e o mimeógrafo estão criando seus webzines ou blogs. O que nãopoderia ser diferente, já que, o Blog é um espaço idealizado justamente para adiscussão de novas idéias, para exprimir suas paixões, exercer a função de fã,assim como os Fanzine.
  10. 10. 5. SINOPSE O produto é um Fanzine com periodicidade quinzenal e conterá umtrabalho voltado ao incentivo à leitura. A característica da mídia inclui aparticipação da comunidade com envio de poesias, produções textuais,quadrinhos, indicação de livros e outros produtos que possam acrescentar emnosso objetivo, traçando um “caminho do meio” entre a espontaneidade de umFanzine e o conhecimento técnico do grupo em mídia escrita. 6. OBJETIVOS I. Divulgar a problemática do analfabetismo funcional, objetivandouma maior conscientização da população; II. Promover uma discussão sobre a perpetuação do analfabetismofuncional que atinge 20,3% da população brasileira (fonte IBGE); III. Incentivar a linguagem verbal escrita, que está cada vez maisdescartada por jovens, principalmente após a internet; IV. Criar uma mídia que estimule encontros para leitura, discussões,interpretações, desenhos, músicas e poesias e etc. 7. FORMATOPapel: Sulfite 75g alcalino 297x420 MULTI A3; Tamanho: A3 dobrado – 29,7 X 21; Número de páginas: 10; Periodicidade: Quinzenal; Diagramação: Ferramenta Publisher - Diagramado dentro do tamanho de 28,5 X 20; Cor: P&B; Fontes: Times New Roman 9 (texto), 12 (texto e títulos) 30 (títulos), Kristen ITC 9(texto), 12(texto e títulos) e 30 (títulos);
  11. 11. 8. PÚBLICO ALVO Jovens e adultos que não tiveram oportunidade de dar continuidade aosestudos e/ou com dificuldades de aprendizado; Educadores e alunos da Universidade que queiram usar o Fanzine comomais um meio para disseminar a causa. 9. EXPEDIENTE Redação, Pautas – Adriana Nascimento; Entrevista – Roberta Galvão; Fotografia – Laís Carvalho; Diagramação e Arte – João Pontaltti; Assessoria Gráfica e Impressão – José Roberto; Matéria – Carolina Campos. 10. PAUTAS 10.1 PAUTA PARA ENTREVISTA PING PONG Gênero: Informativo Formato: Entrevista Ping Pong Assunto – Analfabetismo Enfoque – Analfabetismo Funcional Histórico: O analfabetismo funcional atinge hoje 20,3% da populaçãobrasileira segundo o IBGE. É considerado analfabeto funcional a pessoa commais de 15 anos e com a média de quatro anos de estudo. Mas, a condiçãoeducacional aliada ao advento da internet dos dias de hoje, criou um novogrupo de jovens que chegam a Universidade com dificuldades de leitura einterpretação. Há muitos projetos no Brasil que tentam tampar esse buraco naEducação do país, amenizando os efeitos criados por meio dessaproblemática. O programa Unimel é um deles, ele promove o intercâmbio entreos ensinos superior, médio e fundamental por meio do trabalho de alunos eprofessores do curso de Letras. Tem como objetivo contribuir para habilitar osalunos de escolas públicas e privadas à expressão oral, à leitura adequada às
  12. 12. diferentes situações da fala e aos diferentes níveis de linguagem, bem como adiminuir o analfabetismo funcional. Fonte Oficial: Elizabeth Hormizida Britto Cury – Profª. Mestre, pelaUniversidade de São Paulo, em Língua Portuguesa - Estilística. Email: elisabeth.cury@terra.com.br. Endereço e Telefone: R. Dr. Ussiel Cirilo, 225 – (11) 9106.0991. Exerceu a função durante 13 anos na Unicsul, aposentada e hoje sededica aos programas: Ler e Escrever, Toda Força ao 1o. Ano (do Município);Bolsa Escola Pública e Universidade na Alfabetização (do Estado) e no projetoparticular Universidade na Melhoria da Escrita e da Leitura, o Unimel. Perguntas 1. Para que o programa Unimel foi criado? 2. Qual o perfil das pessoas que participam do programa? 3. A Senhora acha que processo de alfabetização precisa mudar? Em que? 4. O que a Senhora acha do sistema de progressão continuada em vigor no estado de São Paulo? 5. O que significa para o nosso país, milhares de pessoas que não conseguem se expressar corretamente? 6. Por que encontramos cada vez mais dentro das Universidades, alunos com características de analfabetismo funcional? 7. A senhora acredita que há como recuperar os milhões de pessoas que são analfabetos funcionais? 10.2 PAUTAS PARA MATÉRIA SOBRE ANALFABETISMOFUNCIONAL Gênero: Informativo Formato: Reportagem Assunto – Analfabetismo Enfoque – Analfabetismo Funcional Histórico: O analfabetismo funcional atinge hoje 20,3% da populaçãobrasileira segundo o IBGE. É considerado analfabeto funcional a pessoa commais de 15 anos e com a média de quatro anos de estudo. Mas, a condiçãoeducacional aliada ao advento da internet dos dias de hoje, criou um novo
  13. 13. grupo de jovens que chegam a Universidade com dificuldades de leitura einterpretação.
  14. 14. Fonte Independente: Maria Nilva do Nascimento, 53 anos, EmpregadaDoméstica afastada. Endereço e Telefone: R. Albano Fragoso, 236 Viela Particular, casa 2.(11) 3951.7709 residencial, (11) 7088.7377. Dona de casa, estudou até a 4º série do ano primário. Perguntas 1. A senhora gosta de ler? 2. A senhora tem alguma dificuldade ao compreender a história do livro? 3. Alguma vez a senhora já se atrapalhou com algum tipo de instrução ou informação passada pela sua chefe? Fonte Independente: Rafaela Quintanilha Abrahão, 27 anos, formada emCiências Biológicas (Bacharelado e Licenciatura) e Mestranda em BiologiaMolecular na UNIFESP. Email: rabiologa@gmail.com Endereço e Telefone: Rua Cassilândia, 176 – (11) 3965.8848. Exerceu a função de professora substituta de 2008 a 2009, Escola Antoine de Saint-Exupery, Jd Primavera, São Paulo. Perguntas 1. A que você atribui 85% dos alunos do ensino fundamental não aprenderem a ler e escrever até o final do Ensino Fundamental e mesmo assim seguem ao Ensino Médio? 2. Qual sua avaliação do sistema de progressão continuada em vigor no estado de São Paulo? Fonte Independente: Anthony Wilfred Jones Junior, Jornalista, Radialista eProfessor de Técnicas de Rádio na Unicsul. Email: anthony.wjones@hotmail.com
  15. 15. Perguntas 1. Qual é a preocupação do profissional de rádio/comunicador ao passar uma notícia, se pensarmos em uma grande parcela da população com dificuldades de aprendizagem? 2. Como professor, já identificou alunos da Universidade com dificuldades de comunicação/expressão?
  16. 16. 11. PLANEJAMENTO GRÁFICO CAPA CONTRA CAPA “Zine da Duca!” Expediente e Editorial Entrevista Ping Pong 1 2 3 TESTE Matéria sobre : A Matéria sobre : A Eu sou um analfabeto problemática do problemática do funcional? Analfabetismo Analfabetismo funcional funcional 4 5 *** 6 , Biografia – Grandes Participação ParticipaçãoEducadores do Brasil: comunidade comunidade Paulo Freire Textos, músicas etc Charges, HQs , Mangás 9 7 8 CAPA(final) Prestação de Serviços Dicas Livros Filmes 10 exposições
  17. 17. 12. CUSTOS Serão impressos 100 Fanzines - 500 páginas frente e verso. Valor total combinado da impressão: R$ 300,00. 13. OBJETIVO DO MILÊNIO E JUSTIFICATIVAS Em 2000 a ONU (Organização das Nações Unidas), estabeleceu oitoobjetivos do milênio: 1. Acabar com a fome e a miséria; 2. Educação de qualidade para todos; 3. Igualdade entre sexos e valorização da mulher; 4. Redução da mortalidade infantil; 5. Melhorar a saúde das gestantes; 6. Combater a Aids, Malária e outras doenças; 7. Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente; 8. Todos trabalhando pelo desenvolvimento. Esses objetivos foram traçados e aprovados por líderes de 191 países eterritórios em uma reunião chamada Cúpula do Milênio, que ocorreu em NovaYork. Foi determinado o comprometimento para que, em 2015, a situaçãomundial tivesse uma melhora significativa por meio dessas diretrizes. Para a equipe do Zine da Duca, a escolha do objetivo do milênio,“Educação e qualidade para todos”, com o enfoque em AnalfabetismoFuncional, foi feita após a constatação que esse é um tema palpável porquetodos lidam com ele, diariamente, em casa, no trabalho, na Faculdade. Quando é falado em qualidade na educação, Demo (2009, p. 19) diz:“...qualidade não se reduz a táticas de planejamento, organização, previsão,controle [...] supõe competência humana, como tal, formal e politicamente [...]qualidade total é, de si, processo de construção e participação coletiva.” Quando existe uma cooperação efetiva entre pais, professores, alunos,ou seja, a comunidade na escola, os resultados são positivos, vide o programa“Amigos da Escola” projeto criado pela Rede Globo com parcerias da Unicef(Fundo das Nações Unidas para a Infância) e outras entidades, que incentiva epromove essa participação. Mas esse não é um formato comum, não é tão fácilencontrar essa interação.
  18. 18. O que é visto condiz com o que é descrito por Demo. Planejamento,políticas públicas, controles que engessam o desenvolvimento do ensino eafasta os pais e a comunidade do convívio escolar. Mas, não se deve ser tão pessimista, pois houve uma melhora nessecontexto. Em outros tempos, os pais só entravam nas escolas para participarde festas juninas ou reuniões semestrais. Hoje, eles brigam por um materialmelhor, pela conservação dos espaços e pelo direito de seu filho ir à escola. Porém, justamente, pela formação precária desses pais, que seencaixam na condição de analfabetos funcionais, a cobrança de uma educaçãosatisfatória e da especificidade da alfabetização torna-se quase nula. O fatodos filhos estarem na escola para essas pessoas, já é uma vitória, por isso, malconseguem discernir o equívoco do trabalho dos professores em sala de aula,que também chegam a ela, com a mesma educação equivocada. Então temos um impasse: é fundamental a participação dos pais. Mas,ao mesmo tempo, esses pais não têm a formação necessária para cobrar eparticipar da resolução do maior problema educacional do país, a incapacidadede fornecer um método de alfabetização e de aprendizagem que formemcidadãos que compreendam o que leiam, saibam escrever e se expressaradequadamente na sociedade. É exatamente com o intuito de levantar essa questão crucial queformulamos um trabalho de alerta a essa condição desfavorável por meio damídia radical, Fanzine, intitulado Zine da Duca (Fanzine da Educação).
  19. 19. 14. CONSIDERAÇÕES FINAIS Por meio das pesquisas e do desenvolvimento do trabalho apresentado,foi constatado que o governo dá prioridade ao quantitativo, aniquilando oqualitativo. Assim a educação no Brasil é destinada ao fracasso generalizado,já que sistemas (por exemplo, a progressão continuada), agravam a situaçãodo analfabetismo funcional. Um investimento sério em educação de qualidade e de políticas públicasque incentivem e valorizem o professor é o primeiro passo para iniciar aresolução desta problemática. Não há como recuperar todos os analfabetos funcionais, mesmo comtantos esforços de Organizações e Movimentos destinados a este fim. Mas, hácomo cessar o ciclo e parar de criar novos cidadãos que carreguem esta marcaque deflagra o descaso e a falta de investimentos com o mais importante dosdireitos: A Educação. REFERÊNCIASDemo, Pedro. Educação e Qualidade. 12º edição. Campinas, São Paulo:Papirus Editora, 2009, 160 p.Nicole de Mattos, Alessandro. Informação é Prata, Compreensão é Ouro.Jacareí, São Paulo: Licenciado pela Creative Commons paracompartilhamento, 2009, 270 p.Tissot, Law. Uma breve história dos fanzines na cidade do Rio Grande, e arazão pela qual a nossa fanzinoteca é nomeada Mutação.Fanzinotecamutação.blogspot.com. Rio Grande do Sul. 24. jan.2010.http://fanzinotecamutacao.blogspot.com/2010/01/uma-breve-historia-dos-fanzines-na.html.Acesso em Setembro de 2010.
  20. 20. Vier, Suzana. Analfabetismo funcional, chega aos bancos universitários, afirmaos professores. São Paulo. 13 set 2010.http://www.redebrasilatual.com.br/temas/educacao/analfabetismo-funcional-chega-aos-bancos-universitarios-afirmam-professores. Acesso em Outubro 2010.Targino, Rafael. Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional.São Paulo. 08 set 2010. http://noticias.uol.com.br/especiais/pnad/2010/ultimas-noticias/2010/09/08/pnad-um-em-cada-cinco-brasileiros-e-analfabeto-funcional.jhtm.Acesso em Outubro 2010. IBGE, Sala da Imprensa-Síntese de indicadores sociais 2010. SIS 2010:Mulheres mais escolarizadas são mães mais tarde e têm menos filhos.http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=1717&id_pagina=1. Acesso em Outubro 2010.

×