Jornal cidadão - 2ª edição 2011

474 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal cidadão - 2ª edição 2011

  1. 1. Jornal-laboratório produzido pelos alunos de Jornalismo da Universidade Cruzeiro do Sul Ano XII - Número 39 - Maio de 2011 Arquivo Novo ato pela implantação da Unifesp Organizado pelo Movimento Nossa Zona Leste, manifestação será realizada com o objetivo de implantar a primeira Universidade Federal na região. Com mais de 4 milhões de habitantes, a Zona Leste se organiza em reuniões por EnCom promove debate sobre direitos básicos para a população. Página 4 novas tecnologias Em sua 9ª edição, o Encontro de Comunicação Japão em caos após da Universidade Cruzeiro do Sul discute o impac-Banco de Imagens to de novas ferramentas tecnológicas no cotidiano vazamento nuclear profissional dos comunicólogos. Página 8 O país ainda sofre consequências do acidente radioativo que aconteceu Sandra Mesquita há mais de dois meses. Saiba mais sobre esse e outros desastres nuclea- res que entraram para a História. Página 7 Walace Toledo Ciência a favor da saúde Até que ponto a ciência pode co- laborar com o desempenho de um atleta? A resposta pode estar em uma das pesquisas do ICAFE (Instituto de Ciências da Atividade Física e Es- porte). Nessa reportagem, professo- res e alunos expõem seus trabalhos e mostram que ciência e saúde podem caminhar juntas. Página 5 Tragédia no Japão deixa Polícia Federal Lei antifumo autua traumas psicológicos abre investigação bar em São Paulo Depois de sofrerem um terremoto seguido de tsu- Ossadas encontradas no cemitério A Lei antifumo tem marcado presen- nami, os japoneses buscam se restabelecer emocio- da Vila Formosa, na Zona Leste de ça na vida dos paulistanos. No mês nalmente. Mesmo aqueles que conseguiram sair São Paulo, podem ser de militantes de abril, um bar na Zona Norte so- ilesos fisicamente e não tiveram nenhum dano ma- desaparecidos durante a ditadura freu as consequências da Lei, ficando terial sentem que os traumas gerados no dia 11 de militar no Brasil. Página 2 interditado por 48 horas. Página 3 março não serão fáceis de superar. Página 6
  2. 2. PÁGINA 2 - MAIO DE 2011 DIREITOS HUMANOS Editorial Polícia Federal faz exumações em cemitérios No cemitério de Vila Formosa são realizadas buscas por corpos de desaparecidos da ditadura Bruno Dionísio Em conjunto Fernanda Ricardo Esta edição do Cidadão cele- Após 26 anos do término da bra a união: todas as matérias ditadura militar, em fevereiro de que você irá acompanhar fo- 2011, a Polícia Federal instalou ram produzidas em conjunto uma base permanente em São Pau- entre os estudantes de Jorna- lo a fim de centralizar os estudos de ossadas que podem ser de militan- lismo dos campi Anália Franco tes mortos durante o regime (1964- e São Miguel da Universidade 1985) e que supostamente estariam Cruzeiro do Sul, agregando, enterrados nos cemitérios de Vila assim, os interesses dos leitores Formosa e Perus. de diferentes bairros da Zona Em uma parceria com o IML Leste paulistana. (Instituto Médico Legal) de São Pau- Logo de cara, na editoria Di- lo, as atividades tiveram como foco reitos Humanos (p.2), confira inicial as descobertas dos restos mor- uma matéria investigativa a tais do militante Sérgio Corrêa, da respeito de possíveis ossadas de ALN (Ação Libertadora Nacional). militantes do regime militar No início de dezembro, foram (1964-1985) encontradas no retiradas de uma vala, no cemitério da Vila Formosa, várias ossadas que cemitério da Vila Formosa. seguiram para exames antropoló- Na editoria Saúde e Bem-Es- gicos. Depois de catalogados, os tar (p.3), entenda os motivos dados das ossadas serão cruzados que levaram a Lei antifumo com um banco de dados sobre uma a fechar o primeiro bar na centena de desaparecidos políticos, cidade de São Paulo e os efei- montado pela Secretaria de Direi- O cemitério Vila Formosa se torna alvo de investigação da Polícia Federal tos do tabaco em fumantes tos Humanos da Presidência da Re- ativos e passivos. pública. Após essa triagem inicial, cinco anos. O estudo deve ser muito cemitério feitos por peritos de geo- nais, chegarmos a uma conclusão Em Urbano (p.4), conheça o serão definidas quais ossadas vão ser cuidadoso, visto que os ossos estão física da Polícia Federal, para, assim, positiva. Estou ciente de todas as di- Movimento Nossa Zona Leste submetidas a exames de DNA. frágeis. A atual administradora do delimitar as áreas com maior proba- ficuldades, mas localizar os despojos e sua luta a favor da instala- bilidade de terem recebido o corpo. seria uma grande satisfação, pois sei Elisabeth Costa ção da Unifesp (Universidade Em entrevista concedida ao blog o quanto isso é importante para as Tortura Nunca Mais, Francisco Go- famílias”, revela Maria Lúcia. Federal de São Paulo) na re- mes da Silva, irmão de Virgílio e que No dia 22 de março, a ministra gião, o primeiro de 16 proje- também foi preso político, diz: “Um da SEDH (Secretaria Especial dos tos criados pela organização delegado do Deops, cujo nome não Direitos Humanos), Maria do Rosá- popular a favor de melhorias me recordo, falou que Virgílio havia rio, anunciou que o governo federal para o local. sido enterrado na quadra do Deops quer construir um memorial em ho- Na editoria Ciência e Tec- no cemitério de Vila Formosa.” menagem aos desaparecidos durante nologia (p.5), saiba mais so- Os corpos de outros militantes a ditadura militar. De acordo com bre pesquisas que possuem o também serão identificados. Maria ela, o governo tem procurado cum- objetivo de trazer inovações Lúcia Carvalho acredita que pos- prir o seu papel, organizando buscas no setor em prol da saúde, sam existir outros casos de pessoas na região do Araguaia e no cemitério colaborando com o condicio- desaparecidas. “Devem existir, po- da Vila Formosa. namento físico e o desenvol- rém, não estão sendo procurados”. A respeito desse assunto, Wild- Nos próximos meses, está prevista a ney Feres Contrera, historiadora vimento real de atletas. realização de trabalhos nos cemité- e mestre em ciência da comunica- Em Mundo (p.6), saiba mais rios do Araçá e de Parelheiros pela ção, comenta: “A Presidente Dilma sobre o calendário oficial do O Memorial da Resistência de SP está sediado no antigo Deops Polícia Federal. A administradora se Roussef ordenou a abertura de to- Momento Itália no Brasil, diz empenhada em desenvolver sua dos os documentos sigilosos sobre evento que rememora a imi- Em entrevista concedida à cemitério de Vila Formosa II, Maria função da melhor maneira possível. o tema e foi enfática em dizer que gração deste povo em nosso Agência Brasil, Jeferson Evangelista Lúcia Carvalho, afirma: “Os des- “Embora não tenhamos nada a ver quer que a sociedade saiba o que país e que terá início no mês Corrêa, chefe de medicina foren- pojos levados pelos peritos do IML com o que aconteceu no passado, é aconteceu no período da ditadura”, de outubro. Ainda na mesma se do INC (Instituto Nacional de ainda estão em análise, porém não nossa missão hoje, como profissio- opina Wildney. página, uma reportagem que Criminalística) da Polícia Federal há respostas conclusivas”. Elisabeth Costa aborda as consequências emo- e responsável pela coordenação da De acordo com Maria Lúcia, um cionais do desastre que asso- base instalada em São Paulo, disse dos percalços encontrados nesse tra- lou o Japão no último mês de que as análises das ossadas, embora balho refere-se à descaracterização muitas vezes não conclusivas, são do cemitério ocorrida desde os anos março. Mais sobre a situação essenciais para o processo de iden- 1970. “É muito complicada a locali- japonesa atual pode ser en- tificação. Isso porque os restos mor- zação exata da sepultura, pois houve contrada na editoria Memória tais que podem ser de militantes muitas modificações no cemitério, (p.7), que relembra os princi- foram encontrados com os restos como a abertura de ruas, o plantio pais acidentes nucleares que mortais de indigentes. de árvores, dentre outras alterações”. aconteceram no planeta. Anteriormente, as atividades de Contudo, tem-se a expectativa de Ainda no clima de união, a investigação foram realizadas em que até o primeiro semestre deste última página do jornal (p.8) etapas e com interrupções, porém, ano seja possível descobrir algo. traz a cobertura especial do agora, com uma sala permanente no Virgílio Gomes da Silva, que era 9º EnCom (Encontro de Co- IML, pretende-se ter uma apuração militante da ALN durante a ditadura municação) ocorrido entre os mais rápida. Em contato com a res- militar e, supostamente, está enter- dias 16 e 20 de maio, no qual ponsável pelo núcleo de Antropolo- rado no cemitério da Vila Formosa, gia do IML, esta diz não estar auto- é um dos alvos das investigações. O professores, alunos e profis- rizada a pronunciar-se sobre o caso. trabalho de busca de suas ossadas foi sionais tiveram a oportuni- Mesmo com as dificuldades, os retomado a partir de análises de fotos dade de trocar informações trabalhos devem terminar daqui a aéreas, mapas e registros antigos do Exposições preservam a memória da resistência política na ditadura militar e experiências a respeito das variadas áreas que escolheram Professores-orientadores: Dirceu Roque de Sousa, Professores-orientadores seguir dentro da comunica- Flávia Serralvo e Regina Tavares. Dirceu Roque de Sousa, ção. Jornal-laboratório do Curso de Jornalismo Flávia Serralvo e Regina Tavares. Também participaram desta edição: Reitora Pró-reitor de Extensão e Anselmo Duarte, Bianca Castilho, Danilo A equipe do Cidadão deseja que Profa. Dra. Sueli Cristina Marquesi Assuntos Comunitários da Universidade Cruzeiro do Sul Cardoso, Douglas Fernandes, Elizabete Também participaram Farias, Felipe Silva, Gisele Martins, Ingrid todas as reportagens lhe agre- Pró-reitor de Graduação Prof. Dr. Renato Padovese Ano XII - Número 39 - Maio de 2011 38 desta edição os alunos: Campos, Ingrid Taveira, Jaqueline Bomfim, Telefone para contato: (11) 2037-5706 guem conteúdo e informação. Prof. Dr. Luiz Henrique Amaral Coordenador do Jenifer Santos, JessicaMaurício Mariana Barbosa, Ferro, Karen Tiragem: 3 mil exemplares Souza, Laerte Santos, Larissa Leonardi, Noronha, Renata Pereira e Boa leitura! Pró-reitor de Pós-graduação e Pesquisa Curso de Jornalismo Mirian Freitas, Nathalia Pereira, Roseane Impressão: Jornal Última Hora (11) 4226-7272 Sheila Procópio. Ferreira, Sheila Procópio, Tamires Freitas, Prof. Dr. Danilo Antonio Duarte Prof. Ms. Carlos Barros Monteiro Diagramação Final: Jefferson Barbosa Thaís Gonçalves e Vasco Guimarães.
  3. 3. SAÚDE E BEM-ESTAR MAIO DE 2011 - PÁGINA 3 Lei antifumo fecha primeiro bar em São Paulo Fumantes e não fumantes debatem o teor da Lei que entrou em vigor há dois anos Banco de Imagens Carolina Campos Para os não fumantes, a Lei pare- José Pessoto ce agradar. As pessoas se mostram fe- Roberta Galvão lizes por saírem dos mais diferentes ambientes fechados sem cheiro de “O cigarro contém substâncias cigarro. A estudante Camila Carpi-que geram a dependência física, mas nelli, não fumante, é favorável à Lei.também existe a dependência emo- “Por conta da asma, agora me sin-cional: o prazer que ele proporciona, to muito mais segura ao sair à noi-a companhia que ele faz, o auxílio te com o meu namorado”. Outrosque ele dá para a pessoa relaxar e a concordam com os fumantes sobredissipação momentânea da ansieda- o radicalismo da Lei. Para Damárisde em situações difíceis”, diz Olga Picca, não fumante, a Lei representaTessari, psicóloga, escritora e espe- uma repreensão exagerada e radical,cialista em estudos relacionados à apesar de crer que os ambientes me-dependência física e emocional cau- lhoraram e o cheiro de cigarro ficousada pelo tabaco. do lado de fora. “Particularmente Desde agosto de 2009, quando não me incomodava muito. Eu lidoa Lei antifumo entrou em vigor, fu- com muita gente que fuma, meumantes foram restringidos de fumar marido fuma, o pessoal com quemem lugares fechados, tais como: eu saio à noite fuma, amigos fumam.escolas, pousadas, hotéis, condo- Mas, enfim, eu acho que melhorou”,mínios, entre outros. A Lei está responde Damáris.consolidada e comemorará no dia 7 Para o fumante Adilson Pessônia,de agosto seu segundo aniversário. a Lei acabou contribuindo para a di-Bares e restaurantes sofreram im- Quantidade mínima de cigarros consumidos por fumantes diariamente minuição da quantidade de cigarrospacto no início, mas de acordo com que fuma, principalmente quandoStéfano Filho, proprietário de um Paulo) já havia sido ao preconceito gerado pelas pesso- vai para “baladas” e restaurantes. Elebar localizado na Zona Leste de São fechado por dois as em relação ao fumante, podem ressaltou que continua indo aos lu-Paulo, todos aderiram à Lei e não dias por descum- trazer consequências negativas no gares que proíbem o tabaco, e, nes-houve declínio na frequência do lo- primento à Lei. âmbito social. Olga Tessari ressalta: ses casos, dá um jeito de sair do localcal. “Não perdi clientes, porém as A multa para a “Se o fumante não consegue parar, para fumar. Quando perguntado se,pessoas preferem ficar do lado de primeira infração sua autoestima pode diminuir e, após a implantação da Lei, passou afora ao invés de ficar no interior do é de R$792,50 e, sua ansiedade, se elevar, o que pode se sentir envergonhado, revela: “Eubar”, explica Filho. em caso de rein- fazer com que ele fume ainda mais. concordo que tem uma patrulha Quando perguntado se algum cidência, o dobro Ele também pode evitar o convívio extremamente grande em cima docliente já desrespeitou a Lei, o pro- do valor é cobra- social e ter depressão por não conse- fumante, tem um cerco formado emprietário diz: “Raramente. Muitas do. Caso haja uma guir parar de fumar”. cima do fumante. Mas, vergonha?vezes é por distração, mas basta terceira infração, No início dos anos 80 foi divul- Absolutamente não! Eu assumolembrá-lo da Lei e ele respeita na A Lei comemorará seu segundo aniversário no o estabelecimento gado um estudo realizado no Japão muito bem o fato de ser fumante emesma hora”. dia 7 de agosto é interditado por sobre casos de câncer de pulmão respeito quem não é”. No dia 14 de abril, o primeiro tadores a fumarem em áreas internas 48 horas. Se o estabelecimento des- em pessoas que não eram fumantes.bar foi fechado por descumprir a Lei do bar. Como punição, o bar perma- cumprir a Lei pela quarta vez, ficará Foram avaliadas cerca de 100 mil “As pessoas se mostramantifumo na cidade de São Paulo. O neceu fechado por 48 horas. Essa foi fechado por 30 dias. mulheres e constatou-se que aque- felizes por saírem dos maislocal já havia sido multado por duas a segunda interdição no Estado – em Os malefícios provocados pelo las que possuíam maridos fumantes diferentes ambientes fechadosvezes e foi flagrado novamente, no novembro de 2009, um bar localiza- cigarro atingem a saúde física do apresentavam incidência dobrada de sem cheiro de cigarro”início de abril, liberando os frequen- do em Mogi da Cruzes ( Grande São indivíduo, e, ultimamente, devido câncer pulmonar.Fumantes passivos também são prejudicados Adriana Nascimento mentos psicológicos. A medicação Roberta Galvão Carolina Campos auxilia na eliminação da depen- José Pessoto dência física e na superação dos Juliana Veloso sintomas da abstinência, mas o Roberta Galvão médico pede cautela: “Todos esses novos medicamentos são eficazes, O cigarro não provoca altera- mas têm diferentes mecanismos deção de comportamento como o ação e, portanto, têm indicaçoesálcool ou outras substâncias psi- específicas. Como qualquer medi-coativas. O prejuízo é com relação cação apresenta contraindicaçoes eà saúde do fumante e das pessoas efeitos colaterais. Esses remédiosque inalam a fumaça do cigarro e, devem ser prescritos por médicosconsequentemente, ficam expostas após avaliação completa e adequa-aos males pro- da”.vocados pelo Para umatabagismo no “Quem não fuma, pessoa que nãoorganismo. mas vive em grandes cen- fuma e trabalha, “As con- tros urbanos como São por exemplo,sequências a como guarda Paulo, sofre as mesmasmédio e longo de trânsito emprazo são a di- consequências de pes- grandes e con-minuição do soas que fumam quatro gestionadas ave-olfato e pala- cigarros por dia.” nidas, a fumaçadar, periodon- da poluição serátite, insuficiên- muito mais pre-cias vasculares, judicial do queAVCs, infartos cardíacos, enfisema a do tabaco. Em outro extremo,e câncer de pulmão, dentre outros uma pessoa que fuma uma grandemales”, relembra o médico Fabio quantidade de cigarros, mas queAugusto Arruda de Oliveira. não fica exposta tão intensamente Para parar de fumar, muitos à poluição, terá um prejuízo aindarecorrem a medicamentos e trata- maior por conta do tabaco.
  4. 4. PÁGINA 4 - MAIO DE 2011 URBANO ArquivoPresença dos jovens marca o 1º Abraço Coletivo em torno do terreno onde será construída a UNIFESP, no bairro de Itaquera Continua luta pela Unifesp na Zona LesteA instalação da Universidade é o primeiro de uma série de 16 projetos que visam à melhoria da região Bruna Sales Antão, localizada na Penha, a insta- seja construída, o que será importan- Expansão das Universidades Fede- tal, oficinas de arte e teatro, além de Maurício Noronha lação da Unifesp tem seu lado bom e te para o desenvolvimento da região, rais), o Governo Federal pretende programas de prevenção e assistência a ruim. “É uma grande oportunidade não só pelos cursos de graduação e de criar, no Estado de São Paulo, o Anel dependentes químicos. No dia 21 de maio, o Movimen- para a população de baixa renda, mas extensão, mas e principalmente pela Universitário, em alusão ao projeto Há uma grande preocupaçãoto Nossa Zona Leste deve promover também é um local de acesso difícil, pesquisa”, informou Francisco. do Rodo Anel, iniciado no Governo com os cursos que serão oferecidos naum “abraço” na antiga metalúrgica pois fica na contra-mão do metrô. É Até a data de fechamento desta de Mário Covas e ainda inacabado. Unifesp. “É importante enfatizar queGazarra, de 175 mil m², localiza- preciso investimentos no transporte edição, a assessoria de “A Unifesp nasceu em toda universidade, toda instituição éda na Avenida Jacu Pêssego. O local público”, comenta Reiche. imprensa da Prefeitu- 1994 na Vila Maria- obrigada a ter o ensino, a pesquisa e adeve receber a instalação da primeira Segundo Padre Ticão, o Prefeito ra não se pronunciou, “A Unifesp está na, depois abriram extensão”, explica o Padre Ticão.Universidade Federal da Zona Leste. Gilberto Kassab assumiu o compro- após ser procurada por concretamente bem en- em Diadema, San- Após muito se discutir com li-Coordenado por Antônio Marchione, misso de comprar o terreno durante nossa equipe de repor- caminhada, o prefeito tos, ABC, Guarulhos, deranças locais, foram apresentadasmais conhecido como Padre Ticão, visita em 2010, quando foi dado o tagem. No dia 27 de vai comprar o terreno” Osasco, Santo Amaro e propostas de extensão e de inicia-o Movimento conta com lideranças primeiro abraço simbólico no local. julho de 2010, o site São José dos Campos. ção científica que serão ministradascomunitárias e parlamentares em prol Segundo Carlos Francisco, repre- do Estadão divulgou São quase 10 campi”, pela universidade.da compra do terreno e da instalação sentante da Unifesp, a instalação da que o Prefeito já assinou a desapro- explica Padre Ticão. Dentre as 16 propostas, destacam-final da Unifesp (Universidade Federal universidade na Zona Leste é um priação do terreno. O projeto está A vinda da Unifesp para a Zona -se a criação de um observatório dede São Paulo) em Itaquera. grande avanço. “A universidade, poli- inserido na política de planejamento Leste também terá como objetivo políticas públicas; a capacitação de Com uma população ultrapassan- ticamente, tomou a decisão de fazer a da Prefeitura, cujo objetivo é reduzir a o desenvolvimento de projetos para professores do ensino fundamental edo a casa dos 4 milhões, segundo da- Unifesp na Zona Leste, inclusive com necessidade de deslocamentos pela ci- integrar a população no mercado de médio; projetos como a Plataforma dedos do censo de 2010, a região Leste a aprovação do conselho universitário. dade, no movimento pendular “casa- trabalho. Serão realizados cursos de Tecnologia Social e projetos de econo-do município de São Paulo há tempos Agora, precisamos receber o terreno -trabalho-casa” ou “casa-estudo-casa”. extensão, como capacitação de profes- mia solidária, meio ambiente, comu-reivindica a criação de uma universida- da Prefeitura para que a universidade Com a Reuni (Reestruturação e sores do ensino médio e fundamen- nicação, arte, teatro, entre outros.de pública no local. Segundo envolvi- Arquivo Roseane Costados no Movimento, a reivindicação foiestimulada pelo aumento do númerode unidades de universidades federais,criadas nos últimos oito anos do Go-verno Lula. Movimentos popularesengajados na luta pela educação e pordireitos básicos não faltam na região.Para Thais dos Santos Lima, designergráfica, em vias de prestar o vestibu-lar, a participação dos moradores emmovimentos que lutam por melhoriasda região é de fundamental importân-cia. “Na minha opinião, as pessoas seacomodaram com a situação. O que sevê é a corrupção correndo livrementee o povo assistindo apático. Por isso aslutas desses movimentos se tornam tão Deputado Paulo Teixeira, Prefeito Kassab e Padre Ticão (da esq. Padre Ticão, articulador do Movimento Nossa Zona Lestenecessárias não só para a região, mas para a dir.)para o país”, afirma a designer. Roseane Costa O Movimento Nossa Zona Les-te foi inspirado na Rede Nossa SãoPaulo, que luta por melhorias desde2007. Com sede em Ermelino Mata-razzo, mais especificamente, na IgrejaSão Francisco de Assis, o movimentoé liderado por Padre Ticão. Ele afir-ma que está cada vez mais próximode se concretizar a criação do campusItaquera da Unifesp. “A Unifesp estáconcretamente bem encaminhada, oprefeito vai comprar o terreno”, dizPadre Ticão. Nos últimos quatro anos,a universidade multiplicou por seis onúmero de alunos da graduação –,eram 1.150 e hoje são 7 mil. Para Douglas Agustini Reiche,estudante da Escola Estadual Padre
  5. 5. SAÚDE E BEM-ESTAR MAIO DE 2011 - PÁGINA 5 Pesquisas aplicam tecnologia a favor da saúde Universidade promove estudos voltados ao preparo físico e às ciências do movimento humano Walace Toledo Felipe Accacio de deficiência, além da leitura e escri- Tatianne Francisquetti ta, para tentar inferir as causas desse distúrbio”, salienta Rocha. Funcionando desde 2007, o O citômetro de fluxo é um apare-ICAFE (Instituto de Ciências da Ati- lho que está disponível em apenas al-vidade Física e Esporte), localizado gumas instituições de ensino no Bra-no campus Liberdade da Universida- sil e possibilita a análise de diferentesde Cruzeiro do Sul, tem sido respon- fases da maturação de células. “Vocêsável por promover diversas pesquisas consegue separar as células em dife-científicas no âmbito da saúde e da rentes estágios, selecionar diferentespreparação física. tipos de células do sangue. E ele faz Estruturado com equipamen- uma separação toda robotizada, comtos de alta tecnologia, o centro de maior pureza, maior rendimento, sempesquisas direciona seus estudos às que a gente precise colocar a mão”,áreas de Educação Física e saúde e esclarece Renata Gorjão,  Professoraconta com laboratórios de análise Doutora do ICAFE. Segundo ela, oquímica, biológica e de movimentos citômetro de fluxo tem sido essencial,do corpo humano, entre outros. O por exemplo, para a pesquisa em an-ICAFE, além de possibilitar os es- damento sobre a obesidade infantil,tudos de mestrado e doutorado na pois permite avaliar grupos de célulasárea de Ciências Biológicas, presta ligadas ao possível desenvolvimentoserviços a atletas e segmentos espe- de doenças inflamatórias. “Através docíficos da sociedade, escolhidos de citômetro, a gente consegue avaliar aacordo com as pesquisas em voga e Grupo ICAFE - Da esquerda para a direita, os estudantes: José Ricardo, Tatiana, Kim, Camila, Cristina e Gilson quantidade dessas células no sangueincorporados aos respectivos estudos. dessas diferentes crianças”, conclui. De acordo com Camila Mar- experimentais são feitos em animais. física e muscular dos envolvidos é selecionado para integrar o European Para Felipe D’Avila, praticanteques, estudante do curso de mes- Começa com um estudo em animal, proposta pelo ICAFE. Além disso, College of Sports and Medicine, em de jiu-jitsu, as pesquisas são total-trado em Ciências do Movimento para você ver se pode transferir para no LAM (Laboratório de Análise do Liverpool. mente benéficas para os atletas, poisHumano, a participação das pessoas os humanos. Depois, é outra eta- Movimento) também são realizados A presença dos aparatos tecnoló- propiciam melhor aproveitamen-nas pesquisas realizadas é benéfica pa. Você vai avançando a pesquisa”, projetos voltados para a dislexia e sua gicos são, de acordo com os estudan- to do esporte escolhido e ajudam apara os pesquisadores e para a so- complementa a estudante. relação com o sistema motor, para o tes, essenciais para o andamento dos aprimorar o desempenho. De acordociedade. “Eles ficam interessados, Entre as pesquisas mais recentes, controle sensorial e postural de idosos projetos. Segundo Tatiana Polotov, com Caçula, a importância das pes-eles querem ajuda. Querem partici- efetuadas pelo instituto, estão estu- e para crianças com paralisia cerebral. estudante do mestrado em Ciências quisas realizadas no ICAFE está nopar de uma pesquisa interessada na dos relacionados a atletas de jiu-jitsu A importância dos projetos de- do Movimento Humano, sem a es- fato de que, infelizmente, muitos dossaúde deles.” afirma Camila. Para os e arqueiros; pessoas com diabetes e senvolvidos no instituto pode ser trutura científica e tecnológica dis- problemas abordados por elas estãopesquisadores, essa participação é obesidade infantil e atletas cadeiran- medida pela influência que exercem ponibilizada pelo ICAFE não seria presentes no nosso cotidiano. “Oimportante porque permite o avanço tes que jogam basquete. Em todas as no exterior. Tania Phiton-Curi, coor- possível ter um resultado real, apenas último índice do IBGE comprovoudos estudos realizados. “Os trabalhos situações, a realização de avaliação denadora do projeto, salienta que o trabalhos de revisão e pesquisas teóri- que o número de pessoas com sobre- benefício à área de saúde e bem-estar cas. “O trabalho de revisão nos forne- peso e obesas no Brasil tem crescido Walace Toledo físico é maior quando artigos cientí- ce dados de pesquisas científicas feitas de forma assustadora”. ficos são publicados em revistas espe- até hoje. Esses equipamentos nos per- Walace Toledo cializadas do exterior, já que eles estão mitem utilizar esses dados e tentar vá- aptos, dessa forma, a alcançar mais rias hipóteses de como a gente pode pessoas. “Nós fizemos um levanta- modular o conhecimento já adquiri- mento e contabilizamos que nós pu- do”, explica Kim Caçula, estudante blicamos 98% de nossos artigos em do mestrado em Ciências do Movi- revistas internacionais”, ressalta Ta- mento Humano. Para André Rocha, nia. Além disso, os resultados parciais estudante do curso de mestrado em alcançados podem ser encaminhados Ciências do Movimento Humano, a congressos, e, caso sejam seleciona- a ciência e a tecnologia   proporcio- dos, apresentados em palestras cientí- nam o aprofundamento em áreas já ficas, como é o caso da pesquisa dire- conhecidas, como a dislexia, habitu- cionada à imunossupressão, ou seja, a almente relacionada apenas a proble- diminuição da eficiência do sistema mas cognitivos. “Aqui no laboratório imunológico, ocasionada pela prática estamos tentando verificar se criançasTania Phiton-Curi mostra os benefícios à área de saúde e bem-estar de exercícios intensos. O artigo foi com dislexia apresentam outro tipo Citômetro, exclusivo aparelho utilizado Infográfico: André Zanon Linhas de Pesquisa do ICAFE Divulgação João Pontaltti ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE Estuda os efeitos do exercício físico e do nível de atividade física habitual na prevenção e/ou tratamento de doen- ças crônico-degenerativas. Universidade Cruzeiro do Sul - Campus Liberdade COORDENAÇÃO E CONTROLE DO MOVIMENTO HUMANO Investiga os aspectos relacionados à aquisição, execução e aperfeiçoamento dos movimentos dos seres humanos com ou sem necessidades especiais em diferentes faixas etárias. O Grupo ICAFE está lo- calizado na Universidade Cruzeiro do Sul - Campus FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO Liberdade na Rua Galvão Estuda os efeitos de diferentes intensidades do exercício em indivíduos praticantes de programas de treinamento Bueno, crônico, intermitente e exercícios agudos sobre as funções orgânicas. 868 - São Paulo/SP Contato: NUTRIÇÃO APLICADA À ATIVIDADE FÍSICA, ESPORTE E SAÚDE (11) 3385-3000 Avaliação nutricional e uso de suplementos nutricionais por indivíduos praticantes de atividade física, atletas e portadores de doenças crônicas, como diabéticos, hipertensos e obesos. Estudo do metabolismo, principalmente www.cruzeirodosul.edu.br das adaptações do músculo esquelético.
  6. 6. PÁGINA 6 - MAIO DE 2011 MUNDO GoogleO “ antes e depois” das regiões afetadas pelo terromoto e o tsunami que atingiram o Japão Impactos emocionais assolam Japão Enquanto o país se reconstrói da trágedia, as consequências psicológicas permamecem incertas Arquivo Pessoal Aline Maciel Leonardo Tsuda, músico, que viveu está perto, pode ajudar mais. Estar quanto ainda era madrugada aqui no Fabiana Chagas no Japão por seis anos e presenciou a milhares de quilômetros de seu fi- Brasil, então tentamos o tempo todo vários terremotos. Para ele, nenhum lho, sabendo que ele pode morrer a falar com nossos familiares, para Após o terremoto de magnitude foi tão intenso quanto o do dia 11 qualquer momento, é algo altamen- acalmá-los, dizendo que estávamosde 8,9 graus na escala Richter que de março deste ano, que matou mais te angustiante”, analisa. bem”, explica Massao.assolou o Japão e gerou um tsuna- de 12 mil pessoas. A aposentada Dirce Akira diz ter Ainda com seu filho no Japão,mi de dez metros destruindo cidades Sérgio Massao, que retornou ao ficado apavorada sem informações do Dirce declara angustiada: “Temlitorâneas próximas ao epicentro Brasil em 1°de abril, conta o que filho, que vive em Nagoya há 11 anos. que ter fé em Deus e confiança(ponto da superfície terrestre onde se vivenciou quando tudo aconteceu. “Ligava, mas a ligação não completa- de que tudo vai ficar bem. Peço aregistra a intensidade máxima de um O estudante morava no 2º andar de De volta ao Brasil, Leonardo Tsuda va. Entrei em desespero, fiquei ten- Deus que olhe meu filho, o orientemovimento sísmico), a população e um apartamento na cidade de Seza- encontra conforto na família tando seguidamente até conseguir. As e o ampare”.seus familiares sofrem com as perdas qui, localizada a 200 quilômetros linhas estavam congestionadas e por Situações como as vivenciadasde parentes, amigos e bens, além do de Fukushima. “Meus pais estavam dando notícias de seus parentes, que isso demorou em torno de quatro no Japão possuem grande poten-impacto de traumas psicológicos. trabalhando e eu estava em casa. viviam próximo das regiões afetadas. horas até eu falar com ele. O alívio só cial traumatizante. O psicólogo ex- Atualmente, mais de 250 mil bra- Acordei com os impactos do terre- Depois do terremoto e do tsunami, veio quando o ouvi dizer que estava plica que ao passar por um quadrosileiros vivem no Japão. Acostumados moto. Tudo balançando e muitos as linhas telefônicas do Japão fica- bem e que não tinha acontecido nada ameaçador a pessoa pode apresentarcom os tremores, alguns se assustaram tremores. Saí na rua e encontrei vá- ram congestionadas, aumentando com ele”, relembra a aposentada. sintomas de estresse pós-traumático,com a intensidade alcançada. “Tente rias pessoas, todas assustadas. Pro- ainda mais a aflição daqueles que A mesma angústia enfrenta- caracterizado como uma perturba-se imaginar em um cenário em que curamos abrigo em um estaciona- aguardavam por notícias. va quem estava no Japão e tentava ção psíquica. “Acompanhado destavocê acorda com a impressão de que mento, mas a sensação de pavor era Para o psicólogo Sérgio Wesley tranquilizar seus parentes no Brasil: síndrome, existem os sentimentossua cama está se mexendo, acende a muito grande”, descreve Massao. Barbosa, o que mais ocasiona sofri- “Tudo aconteceu por volta das 15h, de medo, insegurança, sonhos per-luz e vê o lustre girando, tenta levan- Muitas famílias passaram por mento é a distância dos familiares. no horário do Japão. A comunica- turbados e dificuldade em reiniciar atar e cai no chão em seguida”, relata momentos de grande tensão aguar- “O mais difícil é estar longe. Se você ção ficou totalmente fora do ar, en- vida”, apontou Barbosa. Começa em outubro o Momento Itália no Brasil Fabiola Ferreira Paula Gonçalves ropita começou apenas com duas Mariana Tavares barracas, por iniciativa sua. Com o apoio da Prefeitura de São Pau- O evento Momento Itália Brasil, lo, foi possível reunir recursos paracoordenado pela Embaixada da Itá- ampliar a comemoração. “Tudo fuilia em Brasília, deve ocorrer no pe- eu que comecei. Meu pai era umríodo compreendido entre outubro cozinheiro muito antigo e chegoude 2011 e junho de 2012. O evento uma época em que a gente estavapretende rememorar o boom emi- em dificuldade financeira. Quandogratório dos italianos para o Brasil ele faleceu, eu comecei a trabalharno século XX, assim como reafir- e abri um restaurante. Hoje, eu te-mar as relações harmoniosas entre as nho quatro restaurantes, onde euduas culturas. presto serviço para a comunidade e A imigração italiana no Brasil para pessoas de outros lugares, paraé de longa data, e seu ápice foi em que a gente divulgue o bairro atra-1900. Na época, a Itália passava por vés da colônia italiana.”uma crise e a ideia de emigração O Momento Itália Brasil conta-era vendida como possibilidade de rá com a participação de convida-melhores condições de trabalho em dos especiais, como Felipe Massa naum país carente por mão de obra. categoria esportiva, Gilberto Gil eSegundo o historiador Silvio Pinto Laura Pausini na categoria musical,Ferreira Júnior, os italianos foram entre outras personalidades que da-trazidos para cá principalmente por rão suas contribuições em eventosmotivos financeiros. “Não há dúvi- como a Virada Cultural na capitaldas de que a emigração italiana foi paulistana, a Festa da Uva de Caxiasuma verdadeira fuga, um abandono Walter Taverna luta para preservar a cultura italiana em seu bairro do Sul (Rio Grande do Sul), a Sãoem massa da terra natal, um pro- Paulo Fashion Week e a Fashiontesto contra as condições de vida e berdade resultante da unificação do sentante da Comissão Nacional e É importante lembrar que, todo Rio, nas respectivas cidades. Parade trabalho em que, havia séculos, país“, afirma o historiador. principal organizador do evento ex- ano, há diversos eventos organiza- completar o circuito, mostras espe-o povo era explorado pelos grupos Embora tenham enfrentado di- plica: “o Momento Itália Brasil tem dos pelos imigrantes e descenden- ciais estão previstas no Teatro Mu-dominantes. Mas, foi também um ficuldades financeiras e culturais ao como objetivo promover as relações tes italianos. Walter Taverna, pre- nicipal e no Museu da Língua Por-desabafo, possibilitado pela nova li- chegarem ao Brasil, os italianos fo- culturais, sociais e comerciais entre sidente da Sociedade de Defesa das tuguesa, em São Paulo. ram acolhidos pela cultura brasileira. Itália e Brasil, no decorrer dos tem- Tradições e Progresso da Bela Vista Isso é notável no sotaque paulistano, pos. Estima-se que envolva 25 mi- (Sodepro) presta serviços à comu- “Presto serviço para a na gestualidade abusiva, nas artes e lhões de descendentes de italianos, nidade e organiza eventos para a “O objetivo do evento comunidade e para pessoas nos hábitos alimentares, como, por promovendo exposições, mostras, própria colônia. Descendente de é exatamente promover as de outros lugares, para que exemplo, comer macarrão aos do- workshops e outras apresentações na italianos e morador do bairro do relações culturais, socias e a gente divulgue o bairro.” mingos com a família reunida. área de música, artes, arquitetura e Bixiga - tradicional bairro de imi- comerciais.” Attilio De Gasperis, diretor do design, ciência, tecnologia, cinema, grantes localizado em São Paulo -, Instituto Italiano de Cultura, repre- moda, esporte e gastronomia”. Taverna conta que a Festa de Achi-
  7. 7. MEMÓRIA MAIO DE 2011 - PÁGINA 7 Efeito radioativo preocupa japoneses Após a costa nordeste do Japão ter sido atingida por terremotos e um tsunami, japoneses se preocupam Banco de imagens Caroline Féria Felipe tantes terremotos e o tsunami já Leandro Luma Santos deixaram mais de 10 mil mortos. As buscas ainda seguem por mais O Japão, em 11 de março, so- corpos ou sobreviventes.freu a que já é considerada uma dasmaiores catástrofes de sua história.Após um terremoto de nove pontos Os tipos de radiaçãoda escala Richter, um tsunami degrandes proporções atingiu a costa Existem três tipos de radia-nordeste do país, destruindo por ção que o meio ambiente podecompleto o que havia sobrado das liberar: alfa, beta e gama. Ascidades afetadas. partículas de radiação alfa libe- Nesta região fica localizada a usi- ram uma carga elétrica positivana nuclear de Fukushima Daiichi, que é emitida com alta energia,que, afetada pelos desastres naturais, mas perdem rapidamente essateve queda no nível dos índices de energia quando passam pelaágua para resfriamento do reator 3, matéria, ou seja, não conse-acumulando hidrogênio, substância guem ultrapassar a pele de umaresponsável pela explosão no local. pessoa, e são praticamente ino-Os reatores 1 e 2 tiveram suas bar- fensivas.ras de combustível danificadas, mas Japoneses passam por exames para detectar se adquiriram radioatividade As partículas de radiaçãoautoridades japonesas garantem que beta liberam uma carga elétri-as possibilidades de vazamento nos locais de acidentes nucleares cor- “Todos estamos com muito medo, energia, mas dentro dos trens não há ca negativa, quando emitidalocais são mínimas. re riscos. “Como o meio ambiente conheço várias pessoas que foram luz. Estações e lugares públicos não consegue atingir cerca de um O acidente acalorou ainda mais é todo interligado, algo que venha embora, abandonaram casa e traba- utilizam escadas rolantes e as empre- centímetro na pele e pode cau-a discussão sobre estudos com ener- a ser contaminado e que possa es- lho por causa disso”, relata. Patrícia sas receberam uma quota de energia sar danos, mas não aos órgãosgia nuclear, tema que havia voltado tar diretamente ligado a nós, como muito abaixo do necessário para re- internos, a não ser que sejamà mídia neste ano por conta dos 25 alimentos, oferecem, sim, riscos de tomar suas atividades”, diz. ingeridas ou aspiradas.anos do desastre nuclear de Cherno- infecção radioativa”, explica. “Todos estamos com Já Sandro Campos Maeda, ope- Já as partículas de radiaçãobyl. Segundo o engenheiro químico Engenheiros japoneses estão tra- muito medo, conheço rário de uma gráfica em Tókio, de- gama não têm carga elétri-Victor Coelho, estudos com radia- balhando para minimizar os danos várias pessoas que foram monstra preocupação em relação à ca e são mais penetrantes queção possuem consequências boas e e controlar o superaquecimento do embora, abandonaram comunicação no país. “O governo o raio–x, podendo ser deti-ruins. “As consequências negativas reator 3 na usina. Para isso, injetou- casa e trabalho por causa passa um informativo uma vez por das apenas por uma chapa dedesses estudos são os acidentes ra- -se nele água do mar a fim de evi- disso” dia em rede nacional e está usan- chumbo igual ou maior quedioativos, que são supervalorizados tar outras explosões. Também se do todos os meios encontrados pra cinco centímetros. Esse tipoe explorados pela mídia quando promoveu racionamento de energia conter a radiação, mas as regiões de radiação atravessa o corpoocorrem. Mas, se bem aplicada, a em toda a região para que esta não afetadas ainda estão sem acesso a e deforma as células e o DNA,radiação pode trazer muitos bene- falte na usina. De acordo com Pa- ainda salienta que a falta de energia isso, as pessoas não sabem o que podendo levar a vários tipos defícios à humanidade, como, por trícia Iwasu Seishain, brasileira que elétrica dificulta o processo de reto- fazer”, afirma. câncer. Este é o grande temorexemplo, a cura de doenças”, afirma. mora na região afetada do Japão há mada da rotina dos habitantes da Ainda não se sabe ao certo as de quem vivia perto das usinasEm relação à contaminação, Coelho cinco anos, a população local está as- região. “Estamos fazendo nossa par- dimensões das consequências da nucleares no Japão.ressalta que não só quem esteve nos sustada com os efeitos do acidente. te com relação ao racionamento de explosão radioativa, mas os cons- Acidentes que entraram para a História Bruna Amorim, Jéssica Arena e Rômulo Magalhães Chernobyl Goiânia Angra dos Reis Perigos da radiação Em meados de abril de 1986, as Em setembro de 1987, dois cata- Em 15 de maio de 2009 houve Sistema nervoso: Obarras que cercavam o isolante de dores de lixo de Goiânia, capital do um acidente na usina nuclear último a ser afetado pelaconcreto de mais de 2 mil toneladas Estado de Goiás, encontraram um Angra Dois, localizada na cidade radição. Só doses altíssimasde uma usina nuclear localizada na aparelho de radioterapia nas insta- de Angra dos Reis, no Rio de Ja- podem afetá-la.cidade de Chernobyl, na Ucrânia lações de um hospital abandonado. neiro. Um dos funcionários deixou Olhos: Pode desenvolverrompeu-se, ocasionando uma ex- Interessados no lucro que poderiam a porta aberta enquanto limpava cataratas quando exposto aplosão que dispersou substâncias obter a partir da venda do metal material na sala de descontamina- doses de 2000 a 3000 mSv.radioativas na atmosfera. Estudos contido na peça, levaram a um ferro ção, e vestígios radioativos foram Cabelo: A exposição derealizados por cientistas de todo o velho para ser desmontada. No en- aspirados pela ventilação, espal- 3000-5000 mSv causa quedamundo, na época, apontam que tanto, ela continha uma cápsula de hados pela usina, disparando seu de cabelo em uma semana.a força do acidente correspondeu cloreto de césio (um pó branco simi- alarme. O incidente ocorreu em Pulmão: Níveis altíssi-a 500 bombas de Hiroshima. Por lar ao sal de cozinha que, no escuro, uma construção auxiliar da usina. mos (20.000-40.000 mSv)causa de questões geográficas e at- possui um brilho azul), elemento De acordo com o site UOL, quatro podem causar tumoresmosféricas, a radiação foi dissemina- radioativo. O ferreiro, encantado operários que estavam perto da sala malignos.da, principalmente pelo vento, por com a luz, distribuiu peças a seus fa- sofreram radiação de 0,1%, o que Tireóide: O iodo ra-toda a Europa, e cidades próximas a miliares e amigos, sem imaginar do não indica alto índice de radiação. dioativo, subproduto doChernobyl também precisaram ser que se tratava. Alguns dias depois, os Após passarem por processo de urânio, pode acumular naevacuadas. Segundo a Conferência presenteados começaram a se sentir descontaminação, eles voltaram a tireóide provocando tu-de Viena realizada em 1993, 326 mal. Desconfiada, uma das vítimas trabalhar normalmente, sendo ob- mores malignos.mil pessoas deixaram a Ucrânia, a levou a peça contaminada à Divisão servados e realizando exames peri- DNA: Exposições de 250Rússia e a Bielorússia. Até hoje não de Vigilância Sanitária, que identi- odicamente. Cerca de 0,2% da sub- mSv podem causar deforma-se sabe ao certo o número de vítimas ficou os sintomas como contamina- stância foi liberada na atmosfera, ções em gereções futuras.fatais decorrentes do acidente, mas ção radioativa e acionou a CNEN mas, segundo CNEN, esse índice Medula Óssea: é o teci-acredita-se que esse índice alcance (Comissão Nacional de Energia Nu- não traz consequências à região. A do mais frágil. 8.000 mSv200 mil pessoas. Além disso, houve clear). Todo o material foi reunido informação só foi noticiada 11 dias podem destruir a medula,significativo aumento de casos de e encapsulado para ser descartado depois, e, mesmo com a situação causando a falência do siste-estresse, ansiedade e problemas nos em um depósito apropriado. Quatro controlada, a Sape (Sociedade Ang- ma imunológico.aparelhos respiratórios, digestivos e pessoas morreram. Esse foi o maior rense de Proteção Ecológica) afirma Sangue: redução de cé-cardiovasculares de pessoas que se acidente radioativo do Brasil e o que o acidente foi grave e que a De- lulas vermelhas, causandoencontravam na região, principal- maior do mundo ocorrido fora de fesa Civil deveria ter sido noticiada Adriano Alves anemia e sangramentosmente de bombeiros. usinas nucleares. na hora. Renata Pereira constantes.

×