Instituto Morro da Cutia de Agroecologia   Projeto Experimental II Vera Regina Schmitz Ananda Peres Machado Elis Fernanda ...
Apresentação da Organização <ul><li>INSTITUTO MORRO DA CUTIA DE AGROECOLOGIA, é uma associação de direito privado, sem fin...
Apresentação da Organização <ul><li>A missão do instituto é: “Promover a formação de jovens dentro dos conceitos e técnica...
Diagnóstico <ul><li>Pontos Fortes: </li></ul><ul><li>Boas relações institucionais públicas e privadas; </li></ul><ul><li>O...
Diagnóstico <ul><li>Ameaças: </li></ul><ul><li>Apropriação das técnicas e dos assuntos desenvolvidos pelo Instituto por al...
Mapeamento dos Públicos <ul><li>Públicos Estratégicos:   </li></ul><ul><li>Agricultores;  </li></ul><ul><li>Comunidade;  <...
Objetivos do Trabalho <ul><li>Objetivo Geral:  </li></ul><ul><li>Fortalecer e divulgar a instituição junto a seus públicos...
Programa <ul><li>Café Colonial do IMCA   </li></ul><ul><li>A comunidade desconhece o Instituto Morro da Cutia – IMCA e os ...
Programa <ul><li>Ciclo de Palestras e  Workshop  - IMCA   </li></ul><ul><li>Como ponto fraco da instituição, identificou-s...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rp Em Ação - Instituto Morro da Cutia de Agroecologia

922 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
922
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
105
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rp Em Ação - Instituto Morro da Cutia de Agroecologia

  1. 1. Instituto Morro da Cutia de Agroecologia Projeto Experimental II Vera Regina Schmitz Ananda Peres Machado Elis Fernanda de Brito Tatiane Pinheiro
  2. 2. Apresentação da Organização <ul><li>INSTITUTO MORRO DA CUTIA DE AGROECOLOGIA, é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos e econômicos, fundada em 02/11/1994, com sede e foro em Montenegro-RS. </li></ul><ul><li>Devido a ideologia de produção e a forma de ocupação da terra na Região do Vale do Caí, a cobertura florestal foi reduzida, os arroios e rios ficaram poluídos, transformando a bacia hidrográfica do Vale do Caí na bacia com maior uso de agrotóxicos, relativamente à sua área. Diante desta realidade, alguns agricultores mais conscientes tiveram a idéia de mudar a lógica da produção agrícola na região, criaram a Ecocitrus cujo objetivo era dominar a cadeia produtiva do citrus - cultura principal da região. </li></ul><ul><li>Visando especializar as atividades da Cooperativa e ampliar a associação e o trabalho com outros grupos, surgiu a idéia de transferir as atividades técnicas para uma nova organização, formada por técnicos oriundos da Cooperativa. </li></ul><ul><li>Então no final de 2005, é criado o Instituto Morro da Cutia de Agroecologia (IMCA), com a personalidade jurídica da antiga Associação Ecocitrus, mas com nova razão e quadro social. O objetivo na criação é que no futuro as atividades do IMCA sejam transferidas para a Escola de Meio Ambiente que está sendo construída com técnicas de permacultura. </li></ul>
  3. 3. Apresentação da Organização <ul><li>A missão do instituto é: “Promover a formação de jovens dentro dos conceitos e técnicas da permacultura e agroecologia. Estimular o aprendizado na prática de técnicas e soluções sustentáveis, tais como arquitetura bioconstruída, planejamento permacultural, agricultura ecológica, fontes renováveis de energia, reciclagem de resíduos, manejo e tratamento de água e esgoto. </li></ul><ul><li>Entre as principais atividades executadas pelo IMCA, destacamos: </li></ul><ul><li>Centro de Formação Prática em Permacultura e Agroecologia; </li></ul><ul><li>Execução de Projetos Ambientais e Assistência Técnica Especializada; </li></ul><ul><li>Execução e Assessoria de Projetos de Agroecologia e Agrofloresta; </li></ul><ul><li>Reciclagem de Resíduos Industriais, convertidos em adubo orgânico para agricultores da região; </li></ul><ul><li>Reciclagem de óleo de cozinha usado, transformado em combustível para veículos Diesel: Sinal Verde para o Óleo de Cozinha; </li></ul>
  4. 4. Diagnóstico <ul><li>Pontos Fortes: </li></ul><ul><li>Boas relações institucionais públicas e privadas; </li></ul><ul><li>O Instituto é membro de várias redes e com isso possui a capacidade de oferecer vários projetos. A formação variada dos sócios propicia a criação de um “fio condutor”; </li></ul><ul><li>Cada membro possui uma formação básica, mas estão cientes e possuem conhecimento de todos os projetos; </li></ul><ul><li>Inovação e criatividade nos projetos que desenvolve; </li></ul><ul><li>Pontos Fracos: </li></ul><ul><li>A estagnação dos agricultores do Vale do Caí diante dos projetos, não se interessam nem se envolvem com eles. Pessoas com idade mais avançada possuem dificuldade em mudar hábitos e aceitar algumas inovações em coisas que fazem há anos; </li></ul><ul><li>Embora já tenha alguns projetos voltados a região, a comunidade reconhece pouco o trabalho do instituto e acabam valorizando ou reconhecendo-os somente pelo “Projeto do Azeite”. </li></ul><ul><li>Não utilizam o marketing e a divulgação do Instituto, bem como </li></ul><ul><li>não fazem nada voltado para a comunicação. </li></ul>
  5. 5. Diagnóstico <ul><li>Ameaças: </li></ul><ul><li>Apropriação das técnicas e dos assuntos desenvolvidos pelo Instituto por algum setor conservador; </li></ul><ul><li>Falta de conscientização do ser humano sobre a importância dos assuntos ambientais; </li></ul><ul><li>Oportunidades: </li></ul><ul><li>Reconhecimento das pessoas, organizações e países sobre os problemas do tema meio ambiente e assuntos e técnicas relacionadas, principalmente pela transformação do óleo de cozinha em combustível – muitas oportunidades surgiram; </li></ul><ul><li>Interesse dos agricultores jovens, filhos de agricultores pelas novas técnicas de cultivo e preservação ambiental. </li></ul>
  6. 6. Mapeamento dos Públicos <ul><li>Públicos Estratégicos: </li></ul><ul><li>Agricultores; </li></ul><ul><li>Comunidade; </li></ul>
  7. 7. Objetivos do Trabalho <ul><li>Objetivo Geral: </li></ul><ul><li>Fortalecer e divulgar a instituição junto a seus públicos estratégicos, promovendo vínculos e buscando adesão à causa ambiental. </li></ul><ul><li>Objetivos Específicos: </li></ul><ul><li>Fortalecer a instituição na cidade, explicando o que exatamente é o instituto e suas atividades; histórico e ações já realizadas; </li></ul><ul><li>Divulgar a instituição e seus ideais aos agricultores locais, promovendo vínculo com este público; </li></ul><ul><li>Fortalecer relacionamentos com organizações não-governamentais; </li></ul><ul><li>Desenvolver atividades junto às mídias; </li></ul>
  8. 8. Programa <ul><li>Café Colonial do IMCA </li></ul><ul><li>A comunidade desconhece o Instituto Morro da Cutia – IMCA e os projetos desenvolvidos. Quando lembram do Instituto, referem-se ao “Projeto do Azeite”, e a imagem institucional está totalmente relacionada com a personalidade de um dos diretores do Instituto. </li></ul><ul><li>Objetivo: Criar visibilidade institucional para o Instituto Morro da Cutia – IMCA, com a comunidade do município de Montenegro, através de um evento anual. </li></ul><ul><li>Ação: </li></ul><ul><li>Parcerias: Prefeitura municipal, entidades de classe, comércio local e veículos de comunicação, Clube Rio-Grandense; Local: Clube Rio-Grandense no 1º ano, nos próximos pode ocorrer em outros lugares, até para atingir públicos diferentes; </li></ul><ul><li>Solicitar brindes no comércio local e nos parceiros do Instituto através de ofício para que sejam sorteados no dia do café; </li></ul><ul><li>Desenvolver o layout dos ingressos; Fazer orçamentos em gráficas e orçar como produção própria, ou seja, o próprio IMCA imprimir; Colocar os ingressos à venda também em pontos estratégicos, inclusive nos estabelecimentos que são parceiros; Realizar convite formal às principais autoridades e personalidades do município, entidades de classe, ONG’S, etc. </li></ul><ul><li>Desenvolver junto à mídia (jornais, rádio, revistas, etc) material expositivo do evento; </li></ul><ul><li>Buscar voluntários (Clube de mães, senhoras da comunidade, etc) para trabalhar na produção dos alimentos e pessoas para servir o café para os convidados; </li></ul><ul><li>Providenciar equipamento de som e imagem caso o clube não tenha ou não disponibilize; </li></ul><ul><li>Preparar material (Power point) de apresentação do Instituto e do objetivo deste evento; </li></ul><ul><li>Desenvolver e imprimir formulário para avaliação e urna. </li></ul>Construindo Relações com a Comunidade
  9. 9. Programa <ul><li>Ciclo de Palestras e Workshop - IMCA </li></ul><ul><li>Como ponto fraco da instituição, identificou-se através de diagnóstico que a comunidade desconhece a missão e as atividades desenvolvidas pelo Instituto Morro da Cutia. </li></ul><ul><li>Objetivo: Esclarecer para a comunidade de Montenegro as principais atividades desenvolvidas pelo Instituto Morro da Cutia – IMCA. </li></ul><ul><li>Ação: Desenvolver palestras e workshop; Periocidade: inicialmente conforme cronograma pré-estabelecido, buscando atingir públicos estratégicos (estudantes de nível fundamental, médio e universitário, gestantes, grupo de mães, etc), depois conforme solicitações; Parcerias: Prefeitura municipal, entidades de classe, comércio local, veículos de comunicação, escolas, universidades, associações de bairros, etc, visando conseguir os locais para organizar as palestras e workshop ; </li></ul><ul><li>Preparar o material das palestras e workshops; </li></ul><ul><li>Reunir os voluntários para organizar material, sala, palestrantes, etc; </li></ul><ul><li>Fazer cronograma com as datas, horário e local do evento; </li></ul><ul><li>Preparar releases em séries e enviar para mídia, informando e convidando a comunidade; </li></ul><ul><li>Realizar convite formal às principais autoridades e personalidades do município; </li></ul><ul><li>Preparar material ( folders) para deixar exposto nos locais que são parceiros do IMCA; </li></ul><ul><li>Desenvolver e imprimir formulário para avaliação e urna; </li></ul>Construindo Relações com a Comunidade

×