Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya Esteio / RS
Apresentação <ul><li>Localizada na grande Porto Alegre, a cidade de Esteio possui 78.816 habitantes (IBGE, 2007) e se cara...
Secretaria Municipal de Arte e Cultura <ul><li>A Secretaria de Arte e Cultura cabe a direção, coordenação e promoção das p...
Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya <ul><li>Criada em 1992, a Casa de Cultura, dispõe de amplo espaço para realizações d...
Propostas de governo para a Cultura (gestão 2005/2008) <ul><li>Consolidar, ampliar e qualificar tecnicamente todos os espa...
Diagnóstico <ul><li>O principal aspecto a ser destacado neste diagnóstico é a questão da identidade institucional da Casa ...
Objetivos <ul><ul><li>Objetivo Geral </li></ul></ul><ul><ul><li>Consolidar a identidade e aproximar a população de Esteio ...
Projeto 1- Identificando a imagem da Casa de Cultura e Secretaria Municipal de Arte e Cultura (Programa Identificação da i...
Projeto 2 – Reestruturação Visual (Programa Identificação da imagem real da Casa de Cultura) <ul><li>Justificativa </li></...
Projeto 3 – Calendário Cultural Fixo (Programa Casa Cheia) <ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>A Casa de Cultura não p...
Créditos do Trabalho <ul><li>Elaboração:   </li></ul><ul><li>Fabrícia Taufer </li></ul><ul><li>Cristiane Quadros </li></ul...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

rp em ação - Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya

1.591 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.591
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
50
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

rp em ação - Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya

  1. 1. Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya Esteio / RS
  2. 2. Apresentação <ul><li>Localizada na grande Porto Alegre, a cidade de Esteio possui 78.816 habitantes (IBGE, 2007) e se caracteriza por uma ocupação predominantemente urbana. Atualmente a município é administrado pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), representado pela prefeita Sandra Beatriz Silveira. </li></ul><ul><li>O foco principal da Administração atual é a educação, sendo a cidade com a melhor taxa de alfabetização da região metropolitana de Porto Alegre (IBGE, 2000). </li></ul><ul><li>Com este foco, a Prefeitura Municipal assumiu, a partir de 2005, a marca de Cidade Educadora através de acordo firmado com a Associação Internacional das Cidades Educadoras - AICE, com sede em Barcelona na Espanha. </li></ul><ul><li>A logomarca Esteio – Cidade Educadora passou a ser o princípio norteador da gestão. </li></ul>
  3. 3. Secretaria Municipal de Arte e Cultura <ul><li>A Secretaria de Arte e Cultura cabe a direção, coordenação e promoção das políticas públicas relativas à Arte e Cultura no âmbito do município de Esteio. </li></ul><ul><li>A Secretaria está localizada no prédio da única instituição cultural formal de Esteio: a Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya, local em que ocorrem diversos eventos municipais. </li></ul>
  4. 4. Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya <ul><li>Criada em 1992, a Casa de Cultura, dispõe de amplo espaço para realizações de oficinas, aulas de dança, música, exposições e espetáculos . Em suas dependências também encontramos a Biblioteca Pública Municipal e o Cinema . </li></ul><ul><li>o prédio tem um espaço amplo, que conta com auditório para 270 pessoas sentadas, Sala de Espelhos, Sala de reuniões, Sala de Idiomas, Sala de Cursos, Sala de Exposições, Foyer , Biblioteca e Pátio. No total são nove espaços disponíveis. </li></ul><ul><li>Além disso, a estrutura dedicada à administração conta com: sala do secretário municipal, sala da diretoria administrativa, sala do conselho municipal de cultura, cozinha e três almoxarifados. </li></ul>
  5. 5. Propostas de governo para a Cultura (gestão 2005/2008) <ul><li>Consolidar, ampliar e qualificar tecnicamente todos os espaços da secretaria de cultura; </li></ul><ul><li>Incentivar e qualificar as mais diversas estruturas de participação social, criando oficinas permanentes com professores habilitados, para que capacitem os atuais produtores culturais e criem novos produtores, articulando cultura e educação; </li></ul><ul><li>Estimular espaços públicos, como escolas de samba, associações, CTGs e escolas municipais, para que façam atividades que desenvolvam a cultura o ano todo em toda a cidade; </li></ul><ul><li>Consolidar a agenda cultural do município, contemplando todas as manifestações culturais: tradicionalismo, carnaval e outros. </li></ul>
  6. 6. Diagnóstico <ul><li>O principal aspecto a ser destacado neste diagnóstico é a questão da identidade institucional da Casa de Cultura de Esteio, pois ela e a Secretaria de Arte e Cultura são a mesma coisa. Enquanto a Casa de Cultura necessita ser gerida pela autarquia cultural do município, esta precisa de um espaço adequado para desenvolver suas atividades. Assim, a imagem de uma está totalmente ligada à outra, ocasionando um problema de identidade, o qual reflete na percepção da própria comunidade. </li></ul><ul><li>Por isso existe a necessidade de definir a imagem de cada organização, ou até mesmo vincular as duas, mas de uma forma consciente. </li></ul>
  7. 7. Objetivos <ul><ul><li>Objetivo Geral </li></ul></ul><ul><ul><li>Consolidar a identidade e aproximar a população de Esteio a Casa de Cultura. </li></ul></ul><ul><ul><li>Objetivos Específicos </li></ul></ul><ul><ul><li>Identificar a imagem da Casa de Cultura e Secretaria Municipal de Arte e Cultura percebida pela população de Esteio, </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliar a importância das duas organizações perante a comunidade local; </li></ul></ul><ul><ul><li>Prospectar parceiros da esfera privada para suprir dificuldades financeiras para realização de reformas e de manutenção no prédio. </li></ul></ul>
  8. 8. Projeto 1- Identificando a imagem da Casa de Cultura e Secretaria Municipal de Arte e Cultura (Programa Identificação da imagem real da Casa de Cultura) <ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>Existe um problema de identidade entre a Casa de Cultura e a Secretaria Municipal de Arte e Cultura. Este problema se reflete tanto com seu público interno, como no externo. A identidade das duas se confunde no sentido de que a Secretaria tem como sede a própria Casa de Cultura e, além disso, realiza trabalhos em parceira e na mesma área, no caso, a cultura. Para que se possa realizar um trabalho voltado à imagem e identidade da Casa é necessário ter o conhecimento das percepções da população em geral em relação a essa. Após estabelecer esse tipo de análise será possível estabelecer possíveis mudanças e projetos voltados a imagem da Casa. </li></ul><ul><li>Objetivo </li></ul><ul><li>Identificar a imagem da Casa de Cultura perante a comunidade local. </li></ul><ul><li>Dinâmica </li></ul><ul><li>Será realizada uma pesquisa de opinião pública no município de Esteio referente a Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya e Secretaria Municipal de Cultura e Arte. O questionário terá questões objetivas e será realizada através da técnica de auto preenchimento. A pesquisa será quantitativa. Os questionários estarão disponíveis em pontos de maior circulação de pessoas, como escolas, a própria Casa de Cultura, entre outros. A amostragem será de 800 questionários. A coordenação geral da pesquisa será feita pela Secretaria de Comunicação, que com o auxílio da Secretaria de Cultura, formulará as questões. A aplicação do questionário será realizada por funcionários cedidos pela Secretaria de Cultura e a tabulação será feita pela Comunicação. </li></ul>
  9. 9. Projeto 2 – Reestruturação Visual (Programa Identificação da imagem real da Casa de Cultura) <ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>A identidade visual de uma empresa tem a finalidade de organizar visualmente utilizando elementos visuais que transmitam sua filosofia. Assim, criar uma identidade visual para cada uma (ou uma identidade única, caso seja identificada necessidade de separar as imagens perante a população) traria uma apresentação da cultura das instituições, sem desvinculá-las, naturalmente, das diretrizes da Secretaria de Comunicação ou da imagem da administração. A proposta é criar a identidade visual lincada ao tema Cidade Educadora, utilizando orientações visuais propriamente desenvolvidas para este fim. </li></ul><ul><li>Objetivo </li></ul><ul><li>Criar um padrão de apresentação institucional a ser disponibilizado como instrumento de comunicação e valorização da organização, que serão materiais de apoio como kit de apresentação de espetáculos fixos e demais materiais impressos, que sigam a lógica do calendário anual de eventos. </li></ul><ul><li>Dinâmica </li></ul><ul><li>Desenvolvimento do projeto de identidade visual com a criação de logomarca própria e do Manual de Marca (atividades desenvolvidas em conjunto com a Secretaria de Comunicação). A elaboração da identidade visual deverá considerar a busca por qualidade de vida dos freqüentadores da Casa através da preocupação com o ambiente físico (considerando a existência de um projeto de captação de recursos, descrito a seguir neste plano), a preocupação desta com a disseminação e impulsionamento da cultura no município e a postura mais ativa no oferecimento de opções culturais. Após criar a nova identidade visual, será elaborado treinamento com os funcionários da Secretaria de Cultura, buscando elucidar possíveis dúvidas dos mesmos quanto à mudança de posicionamento da entidade. Todas as peças publicitárias desenvolvidas para a divulgação de eventos produzidos pela Secretaria de Cultura deverão obedecer aos novos padrões visuais. </li></ul>
  10. 10. Projeto 3 – Calendário Cultural Fixo (Programa Casa Cheia) <ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>A Casa de Cultura não possui uma programação própria interna, ou seja, ela apenas abriga eventos propostos por outras entidades e organizações. Desta forma a criação de um calendário fixo possibilitará ao público opções para o acesso a casa. Uma programação contemplando os diversos segmentos culturais será um atrativo para que a comunidade freqüente a Casa de Cultura e passe a usufruir deste espaço. </li></ul><ul><li>Objetivo </li></ul><ul><li>Promover atividades que despertem o interesse da comunidade e a traga para dentro da Casa de Cultura. </li></ul><ul><li>Dinâmica </li></ul><ul><li>O calendário deve ser criado em parceria com as entidades culturais do município, por isso a primeira iniciativa deve ser a realização de reuniões com estas entidades para acolher as sugestões e elaborar em conjunto o calendário. Depois de criado, o calendário deverá ser impresso e divulgado em todo o município, através de cartazes espalhados nas escolas, nos CTGs e no comércio local, divulgação em jornais locais e carros de som. O Calendário irá estabelecer uma programação fixa, exemplo: toda a segunda-feira é dia de exposição de artesanato, na terça tem apresentação de danças diversas, no sábado exposição de artes plásticas, etc. Desta forma o público aos poucos irá se familiarizando com o calendário e saberá qual o dia da atividade cultural de sua preferência. Todo o investimento financeiro para a realização deste projeto deverá vir de parcerias firmadas junto à iniciativa privada, pois não há possibilidade de inserir os custos no orçamento 2009, aprovado pela Câmara no mês de outubro. </li></ul>
  11. 11. Créditos do Trabalho <ul><li>Elaboração: </li></ul><ul><li>Fabrícia Taufer </li></ul><ul><li>Cristiane Quadros </li></ul><ul><li>Luísa Souza </li></ul><ul><li>Coordenação: </li></ul><ul><li>Erica Hiwatashi </li></ul>

×