O passista

4.112 visualizações

Publicada em

Essa palestra busca destacar a responsabilidade do médium passista em função da seriedade do trabalho realizado.

Publicada em: Espiritual
  • Amigo Adriano Genovez, sua pesquisa é muito importante para todo aquele que se candidata a passista. Demonstra a grande responsabilidade em lidar com a própria vida e a dos outros. Muito Obrigada.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Buscamos nos melhorar pouco a pouca a fim de bucar o caminho de nossa evolução fazendo a reforma intima.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

O passista

  1. 1. O Passista<br />
  2. 2. O Passista<br />“Como o Cristo e os apóstolos, como os santos, os profetas e os magos, todos nós podemos impor as mãos e curar, se temos amor aos nossos semelhantes e o desejo ardente de os aliviar.”<br />O Passista<br />2<br />“Como o Cristo e os apóstolos, como os santos, os profetas e os magos, todos nós podemos impor as mãos e curar, se temos amor aos nossos semelhantes e o desejo ardente de os aliviar.”<br />No Invisível<br />Capítulo XV – A Força Psíquica. Os Fluidos. O Magnetismo<br />Léon denis<br />
  3. 3. “Compreendendo a gravidade do ministério e instrumentalizando-se moral e espiritualmente, o passista deve alterar completamente a conduta mental e comportamental anterior, a fim de enriquecer-se de forças psíquicas e bioenergéticas para melhor transmiti-las.”<br />O Passista<br />O Passista<br />3<br />“Compreendendo a gravidade do ministério e instrumentalizando-se moral e espiritualmente, o passista deve alterar completamente a conduta mental e comportamental anterior, a fim de enriquecer-se de forças psíquicas e bioenergéticas para melhor transmiti-las.”<br />Reformador – Fevereiro de 2003<br />Os Passes<br />Divaldo Pereira Franco - Manoel Philomeno de Miranda<br />
  4. 4. Sábia orientação<br />780. O progresso moral acompanha sempre o progresso intelectual?<br />O Passista<br />4<br />“Decorre deste, mas nem sempre o segue imediatamente.”<br />O Livro dos Espíritos<br />Parte III – Das Leis Morais – Capítulo VIII – Da Lei do Progresso<br />Allan Kardec<br />
  5. 5. Sábia orientação<br />780. a) — Como pode o progresso intelectual engendrar o progresso moral?<br />O Passista<br />5<br />“Fazendo compreensíveis o bem e o mal. O homem, desde então, pode escolher. O desenvolvimento do livre-arbítrio acompanha o da inteligência e aumenta a responsabilidade dos atos.”<br />O Livro dos Espíritos<br />Parte III – Das Leis Morais – Capítulo VIII – Da Lei do Progresso<br />Allan Kardec<br />
  6. 6. Propriedades da matéria<br />O Passista<br />6<br />33— A mesma matéria elementar é suscetível de experimentar todas as modificações e de adquirir todas as propriedades?<br />“Sim e é isso o que se deve entender quando dizemos que tudo está em tudo1.”<br />O Livro dos Espíritos<br />Parte I – Das Causas Primárias – Capítulo II – Dos Elementos Gerais do Universo<br />Allan Kardec<br />
  7. 7. “Este princípio explica o fenômeno conhecido de todos os magnetizadores e que consiste em dar-se, pela ação da vontade, a uma substância qualquer, à água, por exemplo, propriedades muito diversas (...) Assim, a água, que se compõe de uma parte de oxigênio e de duas de hidrogênio, se torna corrosiva, duplicando-se a proporção do oxigênio. Transformação análoga se pode produzir por meio da ação magnética dirigida pela vontade.”<br />“Este princípio explica o fenômeno conhecido de todos os magnetizadores e que consiste em dar-se, pela ação da vontade, a uma substância qualquer, à água, por exemplo, propriedades muito diversas (...) Assim, a água, que se compõe de uma parte de oxigênio e de duas de hidrogênio, se torna corrosiva, duplicando-se a proporção do oxigênio. Transformação análoga se pode produzir por meio da ação magnética dirigida pela vontade.”<br />“Este princípio explica o fenômeno conhecido de todos os magnetizadores e que consiste em dar-se, pela ação da vontade, a uma substância qualquer, à água, por exemplo, propriedades muito diversas (...) Assim, a água, que se compõe de uma parte de oxigênio e de duas de hidrogênio, se torna corrosiva, duplicando-se a proporção do oxigênio. Transformação análoga se pode produzir por meio da ação magnética dirigida pela vontade.”<br />Propriedades da matéria<br />O Passista<br />7<br />“A vontade não é um atributo especial do espírito; é o pensamento chegado a um certo grau de energia; é o pensamento transformado em força motriz.”<br />Revista Espírita<br />Dezembro de 1868 – O Espiritismo é uma religião?<br />Allan Kardec<br />O Livro dos Espíritos<br />Parte I – Das Causas Primárias – Capítulo II – Dos Elementos Gerais do Universo<br />Allan Kardec<br />
  8. 8. MasaruEmoto<br />O Passista<br />8<br />
  9. 9. MasaruEmoto<br />O Passista<br />9<br />Água na Natureza<br />Fonte em Lourdes, França<br />Gelo Antártico<br />Rio Shimanto, Japão<br />Nascente Sanbu-ichiYusui<br />Rio Yodo, Japão<br />
  10. 10. MasaruEmoto<br />O Passista<br />10<br />Água e Música<br />Pastorais de Beethoven <br />Ária para a corda SOL de Bach<br />Sutra Tibetano<br />Dança folclórica Kawachi<br />Rock Heavy Metal<br />
  11. 11. MasaruEmoto<br />O Passista<br />11<br />Água e Sentimento<br />Obrigado<br />Madre Tereza<br />Você me faz mal. Eu vou matar você<br />Amor e admiração<br />Adolph Hitler<br />
  12. 12. MasaruEmoto<br />O Passista<br />12<br />Água e Oração<br />Represa Fujiwara, antes do oferecimento de uma oração<br />Represa Fujiwara, depois de uma oração oferecida<br />
  13. 13. “...Ora, desde que ele pode operar uma modificação nas propriedades da água, pode também produzir um fenômeno análogo com os fluidos do organismo, donde o efeito curativo da ação magnética, convenientemente dirigida.”<br />“...Ora, desde que ele pode operar uma modificação nas propriedades da água, pode também produzir um fenômeno análogo com os fluidos do organismo, donde o efeito curativo da ação magnética, convenientemente dirigida.”<br />O Magnetismo<br />O Passista<br />13<br />O Livro dos Médiuns<br />Capítulo XVII – Do laboratório do mundo invisível– Item 131<br />Allan Kardec<br />
  14. 14. O Magnetismo<br />O Passista<br />14<br />424 — Por meio de cuidados dispensados a tempo, podem reatar-se laços prestes a se desfazerem e restituir-se à vida um ser que definitivamente morreria se não fosse socorrido?<br />“Sem dúvida e todos os dias tendes a prova disso. O magnetismo, em tais casos, constitui, muitas vezes, poderoso meio de ação, porque restitui ao corpo o fluido vital que lhe falta para manter o funcionamento dos órgãos.”<br />“Sem dúvida e todos os dias tendes a prova disso. O magnetismo, em tais casos, constitui, muitas vezes, poderoso meio de ação, porque restitui ao corpo o fluido vital que lhe falta para manter o funcionamento dos órgãos.”<br />O Livro dos Espíritos<br />Parte II – Do Mundo Espírita ou Mundo dos Espíritos – Capítulo VIII – Da Emancipação da Alma<br />Allan Kardec<br />
  15. 15. “... as qualidades do fluido humano apresentam matizes infinitos, conforme as qualidades físicas e morais do indivíduo. É evidente que o fluido emanado de um corpo malsão pode inocular princípios mórbidos no magnetizado.”<br />“... as qualidades do fluido humano apresentam matizes infinitos, conforme as qualidades físicas e morais do indivíduo. É evidente que o fluido emanado de um corpo malsão pode inocular princípios mórbidos no magnetizado.”<br />Responsabilidade<br />O Passista<br />15<br />Revista Espírita – Ano VII – Setembro de 1865<br />Mediunidade Curadora<br />Allan Kardec<br />
  16. 16. “Seria, pois, um erro considerar o magnetizador como simples máquina de transmissão fluídica. Nisto, como em todas as coisas, o produto está na razão do instrumento e do agente produtor.”<br />“Seria, pois, um erro considerar o magnetizador como simples máquina de transmissão fluídica. Nisto, como em todas as coisas, o produto está na razão do instrumento e do agente produtor.”<br />Responsabilidade<br />O Passista<br />16<br />Revista Espírita – Ano VII – Setembro de 1865<br />Mediunidade Curadora<br />Allan Kardec<br />
  17. 17. Responsabilidade<br />Por estes motivos, seria imprudência submeter-se à ação magnética do primeiro desconhecido. Abstração feita dos conhecimentos práticos indispensáveis, o fluido do magnetizador é como o leite de uma nutriz: salutar ou insalubre.<br />O Passista<br />17<br />Por estes motivos, seria imprudência submeter-se à ação magnética do primeiro desconhecido. Abstração feita dos conhecimentos práticos indispensáveis, o fluido do magnetizador é como o leite de uma nutriz: salutar ou insalubre.<br />Revista Espírita – Ano VII – Setembro de 1865<br />Mediunidade Curadora<br />Allan Kardec<br />
  18. 18. Como funciona<br />“Entretanto, o médium é um intermediário entre os Espíritos e o homem; ora, o magnetizador, haurindo em si mesmo a força de que se utiliza, não parece que seja intermediário de nenhuma potência estranha.”<br />O Passista<br />18<br />“É um erro; a força magnética reside, sem dúvida, no homem, mas é aumentada pela ação dos Espíritos que ele chama em seu auxílio. Se magnetizas com o propósito de curar, por exemplo, e invocas um bom Espírito que se interessa por ti e pelo teu doente, ele aumenta a tua força e a tua vontade, dirige o teu fluido e lhe dá as qualidades necessárias.”<br />O Livro dos Médiuns<br />Capítulo XIV – Dos Médiuns – Item 176<br />Allan Kardec<br />
  19. 19. “As qualidades morais do magnetizador, isto é, a pureza de intenção e de sentimento, o desejo ardente e desinteressado de aliviar o semelhante, aliados à saúde do corpo, dão ao fluido um poder reparador que pode, em certos indivíduos, aproximar-se das qualidades do fluido espiritual.”<br />“As qualidades morais do magnetizador, isto é, a pureza de intenção e de sentimento, o desejo ardente e desinteressado de aliviar o semelhante, aliados à saúde do corpo, dão ao fluido um poder reparador que pode, em certos indivíduos, aproximar-se das qualidades do fluido espiritual.”<br />Requisitos Básicos<br />O Passista<br />19<br />Revista Espírita – Ano VII – Setembro de 1865<br />Mediunidade Curadora<br />Allan Kardec<br />
  20. 20. “A superação dos hábitos viciosos, o desencharcamento dos tóxicos fluídicos inferiores, dos pensamentos vulgares e insanos, do tabaco, do álcool e de outras drogas químicas aditivas, energizam o devotado obreiro da saúde física e espiritual que, munido dos tesouros do amor e da oração, se coloca a serviço dos Espíritos superiores para tornar a vida humana melhor e mais rica de saúde e de paz.”<br />Requisitos Básicos<br />“A superação dos hábitos viciosos, o desencharcamento dos tóxicos fluídicos inferiores, dos pensamentos vulgares e insanos, do tabaco, do álcool e de outras drogas químicas aditivas, energizam o devotado obreiro da saúde física e espiritual que, munido dos tesouros do amor e da oração, se coloca a serviço dos Espíritos superiores para tornar a vida humana melhor e mais rica de saúde e de paz.”<br />O Passista<br />20<br />Reformador – Fevereiro de 2003<br />Os Passes<br />Divaldo Pereira Franco - Manoel Philomeno de Miranda<br />
  21. 21. “O missionário do auxilio magnético, na Crosta ou aqui em nossa esfera, necessita ter grande domínio sobre si mesmo, espontâneo equilíbrio de sentimentos, acendrado amor aos semelhantes, alta compreensão da vida, fé vigorosa e profunda confiança no Poder Divino.”<br />“O missionário do auxilio magnético, na Crosta ou aqui em nossa esfera, necessita ter grande domínio sobre si mesmo, espontâneo equilíbrio de sentimentos, acendrado amor aos semelhantes, alta compreensão da vida, fé vigorosa e profunda confiança no Poder Divino.”<br />Requisitos Básicos<br />O Passista<br />21<br />Missionários da Luz<br />Capítulo 19 - Passes<br />Francisco Cândido Xavier – andré Luiz<br />
  22. 22. Requisitos Básicos<br />“Indispensável se faz o estudo prévio da teoria, para todo aquele que queira evitar os inconvenientes peculiares à experiência.” <br />O Passista<br />22<br />O Livro dos Médiuns<br />Capítulo XVII – Da Formação dos Médiuns – Item 211<br />Allan Kardec<br />
  23. 23. Requisitos Básicos<br />O Passista<br />23<br />Saúde do corpo<br />Pureza de sentimentos<br />Desejo sincero de ajudar<br />Disciplinar pensamento<br />Compreensão da vida<br />Bases Doutrinárias<br />Evangelho<br />Fé vigorosa<br />Superar vícios<br />Alimentar-se bem<br />Cuidados Físicos<br />Renovação Moral<br />Conduta Sexual<br />Aperfeiçoamento Intelectual<br />
  24. 24. Projeto Espiritizar<br />O Passista<br />24<br />O Projeto Espiritizar tem como objetivo desenvolver a tríade proposta pela Mentora Joanna de Ângelis ao Movimento Espírita, pela mediunidade de Divaldo Franco, na qual a querida Mentora solicita ao movimento espírita trabalhar a tríade Qualificar, Humanizar e Espiritizar.<br />www.espiritizar.org<br />
  25. 25. Projeto Espiritizar<br />O Passista<br />25<br />Saúde Espiritual<br /><ul><li>Os Caminhos para a saúde Espiritual
  26. 26. Cultivar o sentimento de aprendiz
  27. 27. Cultivar o cumprimento do dever consciencial
  28. 28. Cultivar uma profunda gratidão a Deus
  29. 29. O Processo Saúde-Doença
  30. 30. Energia mental e o processo saúde-doença
  31. 31. Autoconhecimento e o autodomínio na gênese da saúde-doença
  32. 32. A Motivação e a vontade para desenvolver a saúde
  33. 33. A mudança de sentimentos - realizando ações para desenvolver a saúde Espiritual
  34. 34. A ressignificação de crenças
  35. 35. O poder terapêutico do amor e do perdão
  36. 36. O poder terapêutico da fé, da meditação e da oração.</li></li></ul><li>Projeto Espiritizar<br />O Passista<br />26<br />Fluidoterapia Espírita <br /><ul><li>O que é e em que se fundamenta o passe
  37. 37. Em que se fundamenta o passe
  38. 38. A manipulação de fluidos
  39. 39. O passe como instrumento de cura
  40. 40. Os chakras do perispírito e a suas funções físicas, psíquicas e espirituais I e II
  41. 41. A aplicação de passes l e II
  42. 42. A recepção de passes l, II e III
  43. 43. O atendimento pelo passe no centro espírita
  44. 44. O serviço de passes à distância
  45. 45. A água fluidificada</li></li></ul><li>Projeto Espiritizar<br />O Passista<br />27<br />Cura Espiritual da Depressão<br /><ul><li>Os conceitos da depressão, os sintomas psíquicos e fisiológicos e os sinais comportamentais. As causas espirituais, perispirituais e as causas físicas.
  46. 46. As perdas e a depressão. A culpa e a depressão.
  47. 47. A depressão e o suicídio. A depressão e as relações familiares.
  48. 48. Profilaxia e tratamento espiritual da depressão.</li></li></ul><li>Mensagem Final<br />“O médium, para servir a Jesus de modo positivo e eficiente, no campo da Humanidade, precisa afeiçoar-se à instrução, ao conhecimento, ao preparo e à própria melhoria, a fim de que se faça filtro de luz e paz, elevação e engrandecimento para a vida e para o caminho das criaturas.”<br />O Passista<br />28<br />Mediunidade e sintonia<br />Capítulo 11 – Prática Mediúnica<br />Francisco Cândido Xavier –Emmanuel<br />

×