Maquinas de vigiar

1.268 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.268
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Maquinas de vigiar

  1. 1. Maquinas de vigiar <br />Arlindo Machado<br />
  2. 2. <ul><li> “...Coloco minha bagagem numa esteira rolante imediatamente ela é bombardeada por um feixe de raios-x, que vasculha o seu conteúdo, em busca de substâncias ou instrumentos ilegais...” </li></li></ul><li> http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2010/01/05/pressionados-pelos-estados-unidos-paises-europeus-discutem-novas-formas-de-seguranca-nos-aeroportos.jhtm<br /> Equipamento de raio-X que mostra os contornos do corpo do passageiro que circula no Aeroporto de Phoenix (EUA). O polêmico sistema é usado com o objetivo de identificar armas, contrabando e explosivos presos junto ao corpo. O equipamento é considerado por muitos na Europa como afronta à privacidade e gera polêmicas<br />
  3. 3. “ O assim chamado jornalismo investigativo, aliás se confunde cada vez mais com a investigação policial propriamente dita, a ponto de realizar, muitas vezes, o sonho benthamiano de uma sociedade auto-vigiada.” <br />
  4. 4. “Alvo de polêmicas, críticas e equívocos, o jornalismo investigativo deve ser acompanhado de zelo profissional para que a busca da notícia não prejudique o compromisso com a verdade, a ética, o equilíbrio”<br />http://puc-riodigital.com.puc-rio.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=56&infoid=2486<br />
  5. 5. “...estamos delegando inteiramente a máquina a função disciplinar e, por conseqüência, despersonalizando em definitivo o exercício do poder. Todo o sistema hierárquico que ainda organiza certas estruturas de poder em nossa sociedade poderá tornar-se obsoleto em pouco tempo, cabendo a percepção sintética e aos expertssistem...” <br />
  6. 6. Em Dubai, a liberdade de expressão tem de seguir normas religiosoas, culturais, politícas e de valores morais. Por isso, sites como Facebook, Flickr, Gmail, Meebo, entre outros sites de redes sociais, e programas como o Windows Live Messenger e o Skype, são totalmente bloqueados.<br /> No entanto, só é possível aceder a esses mesmo sites/programas com um pagamento adicional de 20€, sem ter garantias de os poder aceder livremente. A liberdade de expressão é um direito humano e pelos vistos um “luxo”, mas nem todos têm esse mesmo previlégio.<br />http://www.kerodicas.com/noticias/websites/artigo=11346/<br />
  7. 7. “ ...Um terminal de vídeo-texto, por exemplo, pode ser inteiramente controlado na base de dados: ali são registrados todos os acessos aos seus arquivos, computados os tempos de acesso , tabuladas as preferências de cada usuário e seus períodos de lazer e trabalho, confrontando resultados com a faixa etária, a condição econômica e o grau de instrução do individuo em questão. Informações, sem duvida, preciosas para o aprimoramento do próprio sistema de difusão além de favorecer ainda a constituição de estratégias comerciais (mas às vezes também ideológicas) dirigidas especificamente para cada usuário...”<br />
  8. 8. Analyticsé um software gratuito do Google que fornece informações sobre o processo de navegação dos<br /> internautas de um site ou blog, sendo um tipo de “Ibope” da Internet, voltado especialmente para otimizar<br /> as ações publicitárias, mas que podem servir de feedback para todo tipo de comunicação.<br />http://www.google.com/intl/pt-BR_ALL/analytics/index.html<br />
  9. 9. “As telas dos monitores de vigilância, por exemplo, não são mais objetos secretos, reservados apenas às salas de controle e observação. Antes elas se esparramam pela paisagem vigiada, oferecendo como espetáculo aos próprios protagonistas para que o olho do publico assuma a tarefa de vigilância.” <br />
  10. 10.  <br /> O programa do gênero reality show, Big Brother Brasil (BBB) da Rede Globo,<br />atingiu a quinta edição com recordes de audiência, possibilitando analisar a<br />transformação de “espectadores” em “usuários” por meios interativos como a telefonia e<br />a Internet através dos modelos de CRM ou Marketing Relacionamento. Este artigo<br />analisa como a Rede Globo através do BBB ordena um processo cognitivo que ensina a<br />introjetar na subjetividade do telespectador-usuário os valores do conceito do<br />“panóptico invertido” típico da pós-modernidade definido por Foucault (2003) e<br />Deleuze (1994). Que estrutura relacionamentos virtuais regidos pelos valores que<br />Gilberto Freyre (1954) associava à ideologia dos jesuítas e dos franciscanos na<br />formação do povo brasileiro, sub-classificados por sua vez pelas identidades dos<br />arquétipos de personalidade de Mark e Pearson (2001).<br /> <br />http://galaxy.intercom.org.br:8180/dspace/bitstream/1904/17485/1/R1824-1.pdf<br />
  11. 11. “No começo do século, Freud (1972. PP 11-44) já previa a reversão da pulsão do olhar no seu oposto ( a pulsão de sentir-se olhado). Isso significava, na linguagem das perversões, que voueyrismo e exibicionismo eram duas faces da mesma moeda: olhar não era outra coisa que mirar-se no espelho do olho do outro.” <br />
  12. 12. Hoje em dia nos deparamos cada vez mais com exibicionismos na internet.<br />
  13. 13. ‘’é bem mais provável que não haja mais ninguém olhando para os monitore de vigilância a não ser os próprios transeuntes, a titulo de distração.’’<br />

×