UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁO ENSINO DE FÍSICA NA PROVÍNCIA DO GRÃO-  PARÁ NO SÉCULO XIX: O CASO DO LICEU                P...
Objetivos- Compreender como se deu o processo de recepção da   Física na Província do Grão-Pará no século XIX.- Identifica...
INDICE-   O ATO ADICIONAL DE 1834-   COLÉGIO PEDRO II-   A orientação pedagógica do Colégio Pedro II-   Matérias ensinadas...
O ATO ADICIONAL DE 1834   A constituição de 1824 teve apenas uma única emenda, a qual    ficou conhecida como o Ato Adici...
COLÉGIO PEDRO II    Foi através do decreto de 02 de dezembro de 1837, com aaprovação do projeto do MinistroBernardo de Vas...
-   OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:-   O ensino desenvolvido no    Colégio Pedro II, devido servir de    modelo para os Liceus   ...
A orientação pedagógica do Colégio Pedro II Vasconcellos em 1837, em seu discurso realizado na Câmara dos Deputados, enfat...
Matérias ensinadas no Pedro II, desde 1838De acordo com Aires (2006), no plano de estudos de1838 do Colégio Pedro II fazia...
Livros de Física adotados no Colégio       Pedro II no século XIX
O LICEU PARAENSE    O Liceu Paraense se constituiu na principal instituição de nível secundário pública durante o século X...
Cadeiras de Ensino do Liceu Paraense                em 1842
OBS.: É importante destacar que estas matérias eramas exigidas nos exames para o ingresso nas Academiasdo Império, com exc...
Matérias exigidas nos exames para oIngresso as Academias Imperiais.
O surgimento da Física no Liceu
A saída da Física do Programa do Liceu
A Justificativa :   Por falta de professores capacitados e de alunos, oensino de Física foi extinto no Liceu Paraense.    ...
Os livros de Física encontrados na bibliotecapública do Liceu Paraense em 1863- Pouillet: Elemens de physique , 03 volumes...
O reaparecimento da Física em 1869- A Física reaparece dividindo a mesma cadeira com a  Química, sendo ministrada no ultim...
A Resistência ao ensino de Física no Liceu         No ano findo as aulas de Contabilidade, de Musica         e de Desenho ...
Nova saída da Física do Plano de Estudos doLiceu, através do novo regulamento dado em 20 dedezembro de 1871. A cadeira de ...
A consolidação da Física no ensino do LiceuParaense-   A Física voltaria a ser ensinada no liceu Paraense    como discipli...
BIBLIOGRAFIA   AIRES, Joanez Aparecida. História da Disciplina Química: o caso de    uma instituição de ensino secundário...
DOCUMENTOS REFERENTES AO ENSINO PÚBLICO DO   GRÃO - PARÁ UTILIZADOS NA COMPOSIÇÃO DESTE                    TRABALHO- BENJA...
- Relatório com que o Exmº. Sr. Primeiro Vice-Presidente cônego Manoel José de   Siqueira Mendes entregou a administração ...
- Relatório com que o Exmº. Sr. Dr. Guilherme Francisco Cruz passou a   administração da Província do Pará, ao Exmº. Sr. D...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação efnne xxvii

1.150 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.150
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
234
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação efnne xxvii

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁO ENSINO DE FÍSICA NA PROVÍNCIA DO GRÃO- PARÁ NO SÉCULO XIX: O CASO DO LICEU PARAENSE Antonio Eduardo Alexandria de Barros J. Jerônimo Alves
  2. 2. Objetivos- Compreender como se deu o processo de recepção da Física na Província do Grão-Pará no século XIX.- Identificar as condições que permitiram o avanço da Física no contexto educacional do Liceu Paraense.- Verificar as resistências à introdução da Física na Província do Grão-Pará.- Identificar as influências sofridas pela educação do Liceu Paraense.
  3. 3. INDICE- O ATO ADICIONAL DE 1834- COLÉGIO PEDRO II- A orientação pedagógica do Colégio Pedro II- Matérias ensinadas no Pedro II, desde 1838- Livros de Física adotados no Colégio Pedro II no século XIX- O LICEU PARAENSE- Cadeiras de Ensino do Liceu Paraense em 1842- O surgimento da Física no Liceu- A saída da Física do Programa do Liceu- Os livros de Física encontrados na biblioteca pública do Liceu Paraense em 1863- O reaparecimento da Física em 1869- A Resistência ao ensino de Física no Liceu- Nova saída da Física do Plano de Estudos do Liceu, através do novo regulamento dado em 20 de dezembro de 1871.- A consolidação da Física no ensino do Liceu Paraense- BIBIOGRAFIA
  4. 4. O ATO ADICIONAL DE 1834 A constituição de 1824 teve apenas uma única emenda, a qual ficou conhecida como o Ato Adicional de 1834 . O ato de 1834 promoveu a descentralização do ensino no Brasil, sendo que as províncias não poderiam criar instituições de ensino superior. Quanto ao ensino de nível secundário, as províncias tiveram autonomia para criar seus liceus, porém estes não davam acesso direto as Academias, sendo, na sua fase inicial, necessário para o ingresso nestas instituições de ensino a realização de exames probatórios junto às mesmas ou através do Colégio Pedro II, situado no Rio de Janeiro a capital do país, única instituição de nível secundário que fornecia o título de Bacharel em Letras, que assegurava o acesso direto ao ensino superior. Entre as finalidades para que foi criado o Colégio Pedro II estava a de modelo para os liceus provinciais.
  5. 5. COLÉGIO PEDRO II Foi através do decreto de 02 de dezembro de 1837, com aaprovação do projeto do MinistroBernardo de Vasconcellos pela Assembléia Legislativa que foicriado o Imperial Colégio de PedroII. Quanto aos estatutos dainstituição, aprovados peloregulamento n. 8, de 31 de janeirode 1838, foram baseados nosestatutos dos liceus franceses,sendo que muitas das disposiçõesnão passavam de cópias literais.
  6. 6. - OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:- O ensino desenvolvido no Colégio Pedro II, devido servir de modelo para os Liceus Provinciais, inclusive o Liceu Paraense.- O Colégio Pedro II, era a única instituição de ensino secundário que dava acesso as Academias da época.
  7. 7. A orientação pedagógica do Colégio Pedro II Vasconcellos em 1837, em seu discurso realizado na Câmara dos Deputados, enfatiza que o colégio Pedro II tinha como meta elevar os estudos de Humanidades, especialmente das línguas clássicas (Latim e Grego), no Brasil.
  8. 8. Matérias ensinadas no Pedro II, desde 1838De acordo com Aires (2006), no plano de estudos de1838 do Colégio Pedro II fazia parte 22 cadeiras queenglobavam aquelas oferecidas nas aulas avulsas, maisas cadeiras de Inglês , Álgebra , Trigonometria,Astronomia, Desenho, Música Vocal, História Natural,Física e Química.
  9. 9. Livros de Física adotados no Colégio Pedro II no século XIX
  10. 10. O LICEU PARAENSE O Liceu Paraense se constituiu na principal instituição de nível secundário pública durante o século XIX na província do Grão-Pará, criada pela Lei nº. 97 em 28 de junho de 1841, foi nela que o ensino de Física se iniciou nesta província, este estabelecimento de ensino tinha como principal meta preparar seus alunos para o ingresso no ensino Superior. Anterior ao Liceu o ensino secundário era dado através de aulas avulsas.
  11. 11. Cadeiras de Ensino do Liceu Paraense em 1842
  12. 12. OBS.: É importante destacar que estas matérias eramas exigidas nos exames para o ingresso nas Academiasdo Império, com exceção a cadeira de EscrituraçãoMercantil e Contabilidade.
  13. 13. Matérias exigidas nos exames para oIngresso as Academias Imperiais.
  14. 14. O surgimento da Física no Liceu
  15. 15. A saída da Física do Programa do Liceu
  16. 16. A Justificativa : Por falta de professores capacitados e de alunos, oensino de Física foi extinto no Liceu Paraense. O plano de estudos do Liceu , posto que incompleto assim o deve ser por ora sob pena de se pagar a professores inábeis, e não haver discípulos, que queiram aprender ; por isso, julgo ainda supérflua a cadeira felizmente vaga , de noções de Física , Química e Botânica. As aulas mais freqüentadas do Liceu são as de Latim, Francês e Matemática. (Fala do Presidente Dr. José Joaquim da Cunha dirigido à Assembléia Legislativa em 15 de agosto de 1853).
  17. 17. Os livros de Física encontrados na bibliotecapública do Liceu Paraense em 1863- Pouillet: Elemens de physique , 03 volumes;- Biot: Physique experimentale , 02 volumes;- Cabanis: Raports da physique de l’homme , 02 volumes;- Atlas: Elemens de physique experimentale et de metereologie, 01 volume. (Informações extraídas do catálogo de livros existentes na biblioteca pública do Liceu Paraense , expedido pela secretária da diretória pública no Pará, em 19 de setembro de 1863.)
  18. 18. O reaparecimento da Física em 1869- A Física reaparece dividindo a mesma cadeira com a Química, sendo ministrada no ultimo ano do curso de Humanidades.(Lei nº 602, de 21de outubro de 1869)
  19. 19. A Resistência ao ensino de Física no Liceu No ano findo as aulas de Contabilidade, de Musica e de Desenho não deram aluno a exame. A de Retórica e a de Historia teve cada uma 2 alunos matriculados, dando a primeira 1 e a segunda 2 alunos a exame. A de Contabilidade e a de Física e Química teve cada uma 1 aluno matriculado: levando a de Física o seu a exame. A de Filosofia não teve nenhum aluno matriculado. No corrente ano, a de Química e Física, e a de Desenho não tem alunos; a de Retórica só tem um e as de Latinidade e de Música apenas 2 cada uma. ( Relatório do Presidente da Província Abel Graça em 1871)
  20. 20. Nova saída da Física do Plano de Estudos doLiceu, através do novo regulamento dado em 20 dedezembro de 1871. A cadeira de Física e Química passou para a EscolaNormal, no discurso foi apresentado como justificativa afalta de finalidade destas diante dos cursos ofertados peloLiceu, um de Comércio e outro de Humanidades.
  21. 21. A consolidação da Física no ensino do LiceuParaense- A Física voltaria a ser ensinada no liceu Paraense como disciplina apenas em 1893, de acordo com o Ato de 27 de janeiro de 1892, pelo qual o ensino deveria seguir o modelo do Ginásio Nacional, antigo Colégio Pedro II.- Observando que por decreto de 1º de novembro de 1892, o Governo Federal concedeu ao Liceu Paraense as mesmas vantagens do Ginásio Nacional , ou seja, passou a dar acesso direto as Academias.
  22. 22. BIBLIOGRAFIA AIRES, Joanez Aparecida. História da Disciplina Química: o caso de uma instituição de ensino secundário de Santa Catarina 1909-1942. Tese de Doutorado, Universidade Federal de Santa Catarina, 2006. BASSALO, José Maria Filardo. Crônicas da Física Tomo 3. Belém: Universidade Federal do Pará. 1991. FRANÇA, Maria do P. S. G. de S. Avelino de. Raízes Históricas do Ensino Secundário Público na Província do Grão-Pará: O Liceu Paraense (1840-1889). Dissertação de Mestrado, Universidade Estadual de Campinas, 1997. REGO, Clóvis Moraes. Subsídios para a História do Colégio Estadual “Paes de Carvalho”. Belém: EDUFPA / L&A Editora, 2002. KUHN, Thomas, A estrutura das revoluções científicas, Perspectiva, 1922.
  23. 23. DOCUMENTOS REFERENTES AO ENSINO PÚBLICO DO GRÃO - PARÁ UTILIZADOS NA COMPOSIÇÃO DESTE TRABALHO- BENJAMIN, André Curcino. Índice ou Repertório Geral das Leis da Assembléia Legislativa Provincial do Grão-Pará (1838-1853). Pará: Tip. Commercial de A. J. R. Guimarães, 1854. 68 p.- Catálogo dos livros existentes na biblioteca pública do Colégio Paraense. Secretaria da Diretoria Pública no Pará, em 19 de setembro de 1863.- Relação nominal dos professores do Colégio Paraense, contendo o tempo de serviço e vencimentos de cada um. Diretoria da Instrução Pública do Pará, em 19 de setembro de 1863.- Relatório apresentado a Assembléia Legislativa da Província do Pará na 1ª sessão da XIII Legislatura, pelo Exmº.Sr.Presidente da Província Dr. Francisco Carlos de Araujo Brusque, em 1º de setembro de 1862. Tipografia de Frederico Carlos Rhossard.- Relatório apresentado a Assembléia Legislativa na 2ª seção da XIII Legislatura, em 1º de novembro de 1863, Pelo Presidente da Província, o Exmº Sr. Dr. Francisco de Araujo Brusque. Tipografia de Frederico Carlos Rhossard.- Relatório apresentado ao Exmº.Sr.Dr. João Maria de Moraes, Vice-Presidente da Província do Gram-Pará, pelo Diretor da Instrução Pública Joaquim José D’Assis, em 15 de julho de 1864. Tipografia de Frederico Carlos Rhossard.
  24. 24. - Relatório com que o Exmº. Sr. Primeiro Vice-Presidente cônego Manoel José de Siqueira Mendes entregou a administração da Província do Gram Pará ao Exmº. Sr. Conselheiro José Bento da Cunha Figueredo, em 18 de outubro de 1868.- Relatório com que o Exm. Sr. Presidente da Província Conselheiro José Bento da Cunha Figueredo entregou a administração da província do Gram Pará ao Exmº Sr. 2º Vice-Presidente Coronel Miguel Antonio Pinto Guimarães, em 16 de maio de 1869.- Relatório apresentado à Assembléia Legislativa na Província do Grão-Pará, na Segunda Sessão da 17ª Legislatura em 1871, pelo Dr.Abel Graça, Presidente da Província. Tipografia Diário do Grão-Pará.- Relatório apresentado à Assembléia Legislativa na Província do Grão-Pará, na Segunda Sessão da 18ª Legislatura, Em 15 de fevereiro de 1872, pelo Dr. Abel Graça, Presidente da Província. Tipografia Diário do Grão-Pará.- Relatório apresentado pelo Exmº Sr. Barão da Villa da Barra, em 05 de novembro de 1872, por ocasião de passar a administração da Província ao 2º Vice- Presidente o Exmº Sr. Barão de Santarém, Tipografia Diário do Grão-Pará.- Relatório apresentado pelo Exmº Sr. Barão de Santarém, 2º Vice-Presidente da Província, por ocasião de passar a administração da mesma ao Exmº. Sr. Dr. Domingos José da Cunha Junior, em 18 de abril de 1873, Tipografia Diário do Grão-Pará.- Relatório com que o Exmº. Sr. Dr. Domingos José da Cunha Junior passou a administração da Província do Pará ao Vice-Presidente o Exmº. Sr. Dr. Guilherme Francisco Cruz, em 31 de dezembro de 1873, Tipografia Diário do Grão-Pará.
  25. 25. - Relatório com que o Exmº. Sr. Dr. Guilherme Francisco Cruz passou a administração da Província do Pará, ao Exmº. Sr. Dr. Pedro Vicente de Azevedo, em 17 de janeiro de 1874, Tipografia Diário do Grão-Pará.- Relatório apresentado à Assembléia Legislativa Provincial na 2ª sessão da 22ª Legislatura, em 15 de fevereiro de 1881, pelo Exmº. Sr. Dr. José coelho da Gama e Abreu. Tipografia do Diário de Notícias.- Relatório apresentado pelo Diretor interino do Lyceu Paraense ao Sr. Governador do Estado do Pará, Dr. Lauro Sodré, em 1894. Tipografia do Diário Oficial.

×