XI Congresso Brasileiro de Direito de Família
FAMÍLIAS: PLURALIDADE E FELICIDADE
2013

TORNAR O FILHO PRÓPRIO: os caminhos...
O que quer dizer “adotar”?
• Ter um filho, seja ele biológico ou não, implica
em tornar o filho próprio: uma filiação simb...
O filho do outro
ou
tornar o filho próprio, adoção e adoção inter-racial
JOSEPH NasceuPais: Orithn
YACINE
JOSEPH
Cresceu
(...
Uma visita ao site do CNJ: CONHEÇA O PROCESSO DE
ADOÇÃO NO BRASIL
http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/21572:conheca-o-proce...
Filho a gente não devolve. Mas não é que se for adotado
pode? Por que não devolver um boneco quebrado? Vai
ver que é porqu...
•

Há dois presentes que devemos dar aos nossos filhos:
primeiro, raízes – um sólido registro de filiação simbólica,
sempr...
A questão dos AAAs:
•

Aquilo que causa sofrimento psíquico na cria humana – adotada ou
não –, com a decorrente defasagem ...
Quem foram os pais adotivos de Édipo?
• A adoção fechada não é de hoje. Você conhece
Laio e Jocasta, os pais biológicos de...
Eu quero ir minha gente, eu não sou daqui / Eu não tenho
nada, quero ver Irene rir / Quero ver Irene dar sua risada /
Iren...
A adoção, dentre outras práticas de
filiação, precisa ser tornada própria
pelo judiciário brasileiro para que
possamos ter...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tornar o filho próprio - Dra. Heidi

312 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Tornar o filho próprio - Dra. Heidi

  1. 1. XI Congresso Brasileiro de Direito de Família FAMÍLIAS: PLURALIDADE E FELICIDADE 2013 TORNAR O FILHO PRÓPRIO: os caminhos da adoção Heidi Maria Camargo heidi_camargo@yahoo.com.br https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc1/374448_436583419729376_97652449_n.jpg
  2. 2. O que quer dizer “adotar”? • Ter um filho, seja ele biológico ou não, implica em tornar o filho próprio: uma filiação simbólica. • Piada do português. heidi_camargo@yahoo.com.br
  3. 3. O filho do outro ou tornar o filho próprio, adoção e adoção inter-racial JOSEPH NasceuPais: Orithn YACINE JOSEPH Cresceu (francesa, Nasceu médica) e Aron Silberg (oficial do exército de Israel) YACINE Nasceu Pais: Leila (dona de casa) e Said ALBezaaz (engenheiro que depois da ocupação israelense trabalha como mecânico de automóveis). É músico. Cresceu irmãzinha Quer ser músico Bilal (mais velho); Firaz (o que morreu); Amina (caçula) heidi_camargo@yahoo.com.br Cresceu Quer ser médico
  4. 4. Uma visita ao site do CNJ: CONHEÇA O PROCESSO DE ADOÇÃO NO BRASIL http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/21572:conheca-o-processo-de-adocao-no-brasil Questões para reflexão O pretendente deverá: – Estar empregado – Submeter-se a avaliação psicoemocional – E a visitas domiciliares – Estabelecer um perfil desejado. Algum pai biológico sabe disso? E aqui damos início a um verdadeiro Test Drive que tem duas etapas: na primeira “é permitido visitar o abrigo onde ela mora; dar pequenos passeios para que vocês se aproximem e se conheçam melhor. A criança também será entrevistada após o encontro e dirá se quer ou não continuar com o processo.” heidi_camargo@yahoo.com.br
  5. 5. Filho a gente não devolve. Mas não é que se for adotado pode? Por que não devolver um boneco quebrado? Vai ver que é porque é gente: “Porque gado a gente marca / Tange, fere, engorda e mata,/ mas com gente é diferente,” como diria Vandré! Quem nunca experimentou adquirir um produto com relutância contando com a possibilidade de troca? Qual o investimento que se coloca em tal objeto? Nenhum. Qualquer coisa amanhã a gente troca. http://letras.mus.br/geraldo-vandre/46166/ heidi_camargo@yahoo.com.br
  6. 6. • Há dois presentes que devemos dar aos nossos filhos: primeiro, raízes – um sólido registro de filiação simbólica, sempre reiterado, através do afeto e do exercício das funções parentais, – e depois, asas! • Ter um filho pode ser um desejo. Torná-lo próprio são outros quinhentos. Nada no humano é natural, a não ser o organismo biológico, seu hardware. O homem é um ser simbólico, seu software. http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/21572:conheca-o-processo-de-adocao-no-brasil heidi_camargo@yahoo.com.br
  7. 7. A questão dos AAAs: • Aquilo que causa sofrimento psíquico na cria humana – adotada ou não –, com a decorrente defasagem no desenvolvimento emocional, refere-se ao ambiente: matizes que colorem os relacionamentos familiares, outrossim alheios à adoção e anteriores a ela: os AAs! • Afinal, o que quer dizer adoção? Ainda que impreciso, o termo é sempre usado de maneira contundente. Falamos com conhecimento: trata-se de um sintoma que, rapidamente, transforma-se em uma filiação de segunda categoria: “sendo meu filho adotado, é lógico, natural e compreensível que os distúrbios sejam derivados da adoção, não é Dr.?”
  8. 8. Quem foram os pais adotivos de Édipo? • A adoção fechada não é de hoje. Você conhece Laio e Jocasta, os pais biológicos de Édipo. Você sabe o nome dos pais que acolheram Édipo, que cuidaram de seus machucados e que o criaram a vida inteira? Há um certo desinteresse pelos pais adotivos de Édipo: eles permanecem desconhecidos, em contraste com os pais biológicos. Chamavam-se Polibo e Merope (Sófoles:19:sd.), e eram, “apenasmente”, reis de Corinto. heidi_camargo@yahoo.com.br
  9. 9. Eu quero ir minha gente, eu não sou daqui / Eu não tenho nada, quero ver Irene rir / Quero ver Irene dar sua risada / Irene ri, Irene ri, Irene / Irene ri, Irene ri, Irene / Quero ver Irene dar sua risada ... heidi_camargo@yahoo.com.br
  10. 10. A adoção, dentre outras práticas de filiação, precisa ser tornada própria pelo judiciário brasileiro para que possamos ter uma filiação simbólica! heidi_camargo@yahoo.com.br Obrigada

×