Powerpopint

569 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
569
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Powerpopint

  1. 1. Nós partimos do príncipio que todos vocês, inevitávelmente, possuem uma bagagem muito grande sobre o tema que será abordado.Todos os dias os meios de comunicação em massa lotam os noticiários com coisas sobre esse tema. O termo: Terrorismo, por si só já remete várias coisas a vocês. E foi pensando nisso e nos esteriotipos formados na cabeça de vocês atraves dessas noticias, nos decidimos começar essa apresentação de um jeito diferente, eu gostaria de contar uma história, a história de Rolihlahla. Rolihlahla criou uma milícia em seu país. Vestiu roupas militares, se escondeu com seus homens na mata e distribuiu armas. Seu grupo começou a explodir bombas, sabotar fábricas, atirar em guardas desprevenidos e espalhar o pavor entre a população civil. Rolihlahla incitava a violência contra membros da elite e muita gente acabou sendo assassinada.Ou seja causou o terror. Até que prenderam ele. Sujeito horrível esse Rolihlahla né?Utiliza-se do terror para conseguir o que quer. Um Terrorista! Um típico terrorista.Sem tirar nem por. Por sorte, ele foi condenado à prisão perpétua. Aliás, talvez vocês já tenham ouvido falar dele. Ele é mais conhecido pelo nome inglês que adotou: Nelson. Nelson Mandela. Depois de mais de 25 anos de prisão, Mandela foi solto em 1990, elegeu-se presidente no ano seguinte. Hoje é a personalidade política viva mais respeitada do mundo e ostenta um prêmio nobel da Paz. Mas pode um terrorista ganhar um Nobel da Paz? Não só pode como Mandela não foi o primeiro. Aliás dizem que foi um dos prêmios mais bem entregues da história.Um pouco diferente da primeira imagem de terrorista que vocês fazem não é? Agora acho que agora podemos começar. Terrorismo. De Osama Bin Laden a Nelson Mandela.
  2. 2. A primeira coisa que nos fizemos no começo do trabalho foi procurar os significados que a palavra terrorismo pode ter. Para o dicionário: Terrorismo, substantivo masculino, Forma de ação politica que age pelo terror ou por meio de revoluções para conseguir objetivos unilaterias.
  3. 3. Tem outras definições que não constam em nenhum dicionário, como por exemplo: Para as vitímas do terrorismo: A forma mais desumana de atingir o inimigo.
  4. 4. Para os cooautores: O único caminho de resitência quando se enfrenta um inimigo muito mais forte. Como se pode perceber nem tudo são flores e muito menos apenas Terror. Terroristas. Heróis ou vilões?Apenas a história pode explicar.
  5. 5. Eu gostaria de Pedir que vocês imaginem a Palestina.Ocupada por uma nação poderosa. Em meio à população oprimida surge um grupo de terroristas que começa a fazer atentados contra os invasores, exigindo que eles deixem a cidade sagrada de Jerusalém.Não, não estamos falando da situação atual do oriente médio. Essa história é muito mais antiga, data do ano 6, quando jesus era apenas um menino. O terrorismo é tão antigo quanto o homem – desde sempre há pessoas usando o medo, a ameaça, a intimidação para alcançar seus objetivos. Mas coube aos Sicarii, um grupo radical de militantes judeus, a discutível honra de ser o primeiro grupo terrorista organizado da história.Para protestar contra a ocupação do Império Romano – uma espécie de Estados Unidos da época –, os Sicarii matavam romanos e judeus que ajudavam os invasores, de forma a criar pânico. As vitimas eram mortas a punhaladas (daí o nome Sicarii, ou "homens do punhal", em grego). Alguns historiadores afirmam que Judas pertencia a este grupo daí o nome Judas Iscariotes.
  6. 6. A palavra "terrorismo" só veio surgir bem depois, para falar do período mais sangüinolento da Revolução Francesa – entre 1793 e 1794, sob o comando de Robespierre –, quando 17.000 cabeças rolaram das guilhotinas, sem julgamento público ou advogado de defesa. Ao contrário do terrorismo praticado pelos Sicarii, o terror revolucionário francês se exercia de cima para baixo.Era o governo contendo o povo.
  7. 7. O começo do século XX registrou o crescimento do terrorismo nacionalista, que se espalhou pela Europa. Foi também nessa época que o mundo começou a perceber o impacto que um único atentado podia ter na história. Gavrilo Princip, um sérvio de 19 anos, colocou em prática em 1914 um ataque terrorista, foram apenas dois disparos – um no pescoço do arquiduque Francisco Ferdinando e outro no estômago de sua esposa Sofia. Acho que vocês já ouviram a expressão matar dois coelhos com uma cajadada só. Digamos que o atentado do jovem terrorista deu inicio a alguns conflitos. Alguns conflitos é modestia minha, digamos que com 2 tiros, ele matou 8,5 milhões de pessoas. O terroristazinho deu inicio a Primeira Guerra Mundial.
  8. 8. Daí para a frente, o terrorismo tomou outros rumos. Em vez de tentar acertar chefes de Estado, numa afronta direta ao governo, os grupos passaram a escolher alvos maiores, geralmente civis, com o objetivo de provocar repercussão mundial e divulgar a sua causa. Foi assim em 1972, quando terroristas palestinos seqüestraram e assassinaram boa parte da delegação israelense nas Olimpíadas de Munique. O atentado chocou o planeta, só sendo superado pelo mais recente ataque as torres Gêmeas do World Trade Center.
  9. 9. Ainda na década de 70 surgiu uma novidade bem legal: os atentados suicidas. Com bombas instaladas no próprio corpo ou pilotando um carro ou avião explosivo, os militantes tornaram-se muito mais letais e ficou bem mais fácil planejar um atentado, afinal de contas não era mais necessário planejar uma fuga, eles iam morrer lá mesmo :D Essa tendência culminou, no dia 11 de setembro, com a enorme destruição imposta aos Estados Unidos. No mesmo dia, o então presidente americano George W. Bush declarou em tom belicoso que acabaria com o terrorismo. Não podemos esquecer que muita gente já tentou fazer o mesmo: o Império Romano, o clero muçulmano e o czar da Rússia entre outros.Mas Ninguém teve sucesso. Não que seja impossível acabar com o terrorismo. A solução está na diplomacia, mas do que adianta ser diplomatico? Se você é mais forte, basta impor a sua posição. E se os outros lhe jogarem bombas? Basta assumir o papel de vitíma!Sempre dá certo.
  10. 10. A tática do terror sempre foi utilizada desde o surgimento do homem em várias partes do mundo, claro que em proporções diferentes. O Brasil daria para se transformar em uma enciclopédia de fases que o terrorismo pode ter, quase um manual do terrorismo doméstico. Doméstico porque esse as ações terroristas no Brasil, foram sempre executados por brasileiros. Os problemas são aqui, aqui eles ficam e aqui eles são resolvidos, ou abafados. Isso explica o fato do país não ser mencionado quando se fala em terrorismo mundial. O país só se destaca quando tem que assumir uma inevitável possição favoravel aos estadunidenses e quando o assunto é FARC (Forças armadas Revolucionárias da Colômbia) que possui total comando sobre a região Amazonica, mas apesar dá posição contrária ao movimento tomada pelo Brasil, ele não se mete em briga de cachorro grande. Voltando...O que é essencial para surgir o terrorismo? Uma causa. O Brasil é o paraíso para se arranjar uma causa. Várias coisas estão erradas. E sempre há coisas erradas. Apesar da acomodação, os movimentos terroristas surgem nos momentos de revolução e mudanças. No século XX, quando houve a transição da República Velha para o Estado Novo, o palco estava formado, e nem precisava de roteiro para o show começar. És que surge a Al-Qaeda Brasileira, mas comumente chamada de Intentona Comunista. Eles tentaram tomar o poder do considerado autoritário Vargas através de alguns atos de terror, como atentados à bases militares. Apesar do grau de agressividade, o movimento foi sufocado, por... mais ataques terroristas, dessa vez por parte do governo :D Depois surgiu a censura, que matou quem não tinha matado na época da Intentona e deportou o resto. Mais terrorismo, até calar a boca das pessoas que eram contra o governo. Com o passar do tempo, houve a redemocratização, os deportados esperançosos voltaram, houve até quem se elege-se presidente. E tudo virou a pizza de sempre.
  11. 11. Mas como Brasil é sinonimo de problema, o terrorismo não pode acabar :D O Melhor e maior exemplo do comportamento terrorista brasileiro é o PCC (Primeiro Comando da Capital) uma organização criminosa que tem como objetivo melhorar a qualidade de vida carceraria atraves de manifestos violentos.Outro exemplo pseudo-terrorista brasileiro são os traficantes e ladrões. Eles oprimem a sociedade e a própria policia para que se perpetuem em suas ações criminosas, utilizam-se do terror para se manter no controle da situação.
  12. 12. Como funciona a mente terrorista? O cenário é 11 de setembro de 2001, a seção de desenhos matinais é interrompida para um plantão de notícias daqueles que só a musiquinha assusta, o final do desenho que estava sendo passado não iria mais para o ar, era dado o ínicio de um filme, um filme real daqueles de ação do inicio ao fim. As torres Gêmeas haviam sido atingidas por aviões pilotados por terroristas. E logo uma pergunta pairava sobre a cabeça dos milhões de espectadores: Que mente humana seria capaz de fazer algo tão abominável? Que espécie de convicção é capaz de fazer com que 19 homens embarcassem tranquilamente para uma missão suícida? Como prova da frieza , alguns deles chegaram a pedir para creditarem o bilhete no seu cartão de milhagem. Que eles nunca mais usariam.O que eles esperavam? Desconto para a passagem de ida ao inferno? Mas se a primeira imagem que lhe vem a cabeça sobre esse sujeitos é a de um maníaco fanático, com um sorisso perverso e macabro, é melhor começar a duvidar dos esteriótipos. Ninguém precisa ser um Jason ou um Hannibal Lecter para fazer o que eles fizeram. Qualquer um sob certas circunstâncias, seria capaz de fazer o mesmo. Inclusive eu, Ou quem sabe vocês? Eles não são pirados que ouvem vozes do além. São pessoas que acreditam estar agindo certo e farão de tudo para atingir seus objetivos. Mas existem tantas pessoas que dariam a vida por uma causa? Considerando que existem todos os anos milhares de jovens querendo entrar para o exercíto. Sim. É a mesma linha de racíocinio. Quanto soldados vão para a guerra sabendo que vão morrer? Claro que há uma diferença entre guerra e terrorismo, no terrorismo há o fator surpresa, por isso esse é considerado mais covarde, onde atingem pessoas inocentes. Mas peraí quando os aviões jogaram as bombas em Hiroshima e Nagasaki não foram considerados terroristas. Ahh sim! Claro!Porque eles estavam em guerra. E isso é desculpa suficiente para matar 20 vezes mais pessoas inocentes do que no atauqe as torres gêmeas.É eles estava em guerra, os EUA só esqueceram de avisar que os inocentes também seriam atacados. Os Terroristas do Oriente médio também estão em uma guerra e isso pra eles assim como para os EUA na época da segunda guerra mundial, é motivo suficiente para matar inocentes. Eles só não conseguiram convencer a todo mundo de que estão certos, como os EUA.
  13. 13. Qual a primeira imagem que vem a sua cabeça quando falamos de Terrorismo? Osama Bin Laden? Ou um árabe qualquer?Quem pensa assim, pensa exatamente igual a mídia americana. Pode ocorrer qualquer coisa negativa no país, a culpa será de quem? Dos árabes, claro! Em 17 de julho de 1996, quando um avião da TWA caiu na costa de Nova York provocando a morte das 230 pessoas, as primeiras suspeitas recaíram sobre "algum árabe radical". A idéia de atentado permeou o imaginário de milhões de norte-americanos, até ser comprovada a falha elétrica que causou a explosão do tanque de combustível.
  14. 14. Aqui temos as fotos de 12 terroristas, todos bem diferentes um do outro, mas todos terroristas. Vamos as histórias de alguns deles.
  15. 15. O pior ataque terrorista sofrido pelos EUA em seu país até então havia sido a bomba colocada em frente a um prédio público em Oklahoma, em 95, que provocou a morte de 168 pessoas. Novamente a idéia de terrorismo "árabe" foi propagada e, é interessante como a própria imprensa dos EUA apresentou com imensa frustração, a prisão do o autor, um cidadão norte-americano, Timothy McVeigh. Apesar da disseminação da expressão “Terrorismo Árabe” é importante lembrar que a maioria da população árabe não incentiva ou motiva os ataques terroristas.Aliás existem terroristas bem mais perto do que se imagina.
  16. 16. Pois bem, vejamos a atuação americana durante a Guerra Fria conduziada pelo secretário de Estado Henry Kissinger: Apoiando o terrorismo de Estado na América Latina, financiando grupos terroristas de oposição em países comunistas como Camboja e Angola, e fortalecendo extremistas que viriam a se tornar terroristas, como o próprio bin Laden, no Afeganistão. Logo Henry Kissinger que fez questão de afirmar quando o seu país sofreu um atentado: "tão culpados quanto os terroristas são aqueles que os apóiam, financiam e inspiram". Mas não foi exatamente o que ele fez? Podemos considerar assim Kissinger um terrorista-mor. Pois bem o terrorista-mor, patrocinador de Osama bin Laden, assim como Mandela, ganhou o seu nobel da paz. Os outros, bem o primeiro é o famoso líder da Al Qaeda, Osama Bin Laden que possui como objetivo eliminar a influência não islâmica sobre assuntos islâmicos, em outras palavras fazer os EUA parar de se intrometer na vida deles. O segundo é Kissinger, já apresentado. O terceiro é Yasser Arafat ex-líder da terrorista Fatah depois assumiu o comando da pacifista Organização para Libertação da Palestina (OLP). O quarto é o Nelson Mandela, citado no começo da apresentação líder terrorista contra o Apartheid. Na segunda fileira, o primeiro, Begin ex-primeiro ministro de Isarael tentou a paz com o Egito. Em seguida o nigeriano Abdul Faruk que tentou explodir um avião americano no fim do ano passado. O terceiro o americano McVeigh já apresentado. Em seguida o mais famoso integrante da primeira organização terrorista Judas. Na última fileira da direita para a esquerda Alfonso Cano, antropologo, sujeito super inteligente, além de líder a figura ideologica da FARC (Forças armadas Revolucionárias da Colômbia). Em seguida, o brasileiro, Marcola líder do Primeiro Comando da Capital (PCC). Depois Gravilo Princip sérvio que deu inicio a primeira guerra mundial, já citado na apresentação.E por último a viúva negra de 17 anos que explodiu-se na linha de trem de uma importante cidade Russa, na tentativa de vingar a morte do seu marido. Este morto no conflito entre a Rússia e a Chechênia.
  17. 17. Menachem Begin, Yasser Arafat (ambos lutando pela paz na Palestina) e Nelson Mandela. foram terroristas, mas foram congratulados com o prêmio nobel da paz.Mas eles são admirados, por que defenderam causas nobres. Mas que causa é tão nobre para valer a pena a morte de pessoas inocentes? Poucas causas são tão "justas" quanto a defesa da natureza. Ninguém que não seja muito inconseqüente ou politicamente incorreto é a favor da extinção de animais, por exemplo. Isso quer dizer que todo tipo de atentado pode ser cometido em nome dessa causa? A ONG Sea Shepherd, por exemplo, costuma arremessar sua traineira contra baleeiros em alto-mar. Já afundou oito deles e não pretende parar. Sua tática é terrorista – espalha pânico entre os caçadores de baleias para fazê-los desistir da atividade.Uma causa justa não?Sim! Mas pra matar pessoas? Fica aqui o site da ONG, para caso alguém queira ajuda-lá. Ou não.
  18. 18. Com todos esse casos do qual eles utilizaram o terrorismo, isso quer dizer que, no mundo real, por mais condenável que seja, a violência é muitas vezes o único caminho contra um inimigo mais forte? Com certeza não. A história tem alguns exemplos de pessoas que se recusaram a matar inocentes em nome de uma causa. É o caso de Mahatma Gandhi, herói da independência indiana, que pregava a resistência pacífica aos colonizadores ingleses. Ah, sim. Ao contrário dos terroristas Arafat, Begin, Kissinger e Mandela, Gandhi jamais ganhou o Nobel da Paz.
  19. 19. <ul><li>Trabalho Realizado por: </li></ul><ul><li>Jadi Ventin </li></ul><ul><li>Michele Gomes </li></ul><ul><li>Thomaz Pithon </li></ul><ul><li>Rafael Dantas </li></ul><ul><li>Noemi Rocha </li></ul><ul><li>Julianne Nascimento </li></ul>

×