Castilha sobre asma ocupacional

1.090 visualizações

Publicada em

Castilha sobre asma ocupacional

  1. 1. Você, trabalhadorda limpeza!Vamos conversar?M I N I S T É R I ODO TRABALHO E EMPREGOFUNDACENTROFUNDAÇÃO JORGE DUPRAT FIGUEIREDODE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO
  2. 2. Presidente da RepúblicaLuiz Inácio Lula da SilvaMinistro do Trabalho e EmpregoCarlos LupiFundacentroPresidenteJurandir BoiaDiretor Execu voEduardo de Azeredo CostaDiretor TécnicoJófilo Moreira Lima JúniorDiretora de Administração e Finanças interinaHilbert Pfaltzgraff Ferreira
  3. 3. Você, trabalhadorda limpeza!Vamos conversar?
  4. 4. Ficha TécnicaCoordenação Editorial: Elisabeth Rossi • Glaucia FernandesRevisão gramatical: Karina Penariol SanchesIlustrações: Ricardo PretelDesign capa e miolo: Glaucia Fernandes • Gisele Almeida (estagiária)Disponível também em: www.fundacentro.gov.brQualquer parte desta publicação pode ser reproduzida, desde que citada a fonte.CISHv Wa Ni YhaiDados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)Serviço de Documentação e Bibliotecas – CDB / FundacentroSão Paulo – SPErika Alves dos Santos CRB-8/7110CIS – Classificação do “Centre International d’Informationsde Sécurité et d’Hygiene du Travail”CDU – Classificação Decimal UniversalCISHv – LimpezaWa – Trabalhador, empregadoYhai – Risco profissionalNi – Doenças respiratóriasCDU628.46 – Limpeza urbana331.105.24 – Trabalhador613.6 – Riscos ocupacionais. Higiene e saúde ocupacionais616.24 – Doenças respiratórias1234567Algranti, Eduardo.1234567890Você, trabalhador da limpeza! : vamos conversar? / Eduardo1234567Algranti, Elayne de Fátima Maçaira, Elizabete Medina Coeli1234567Mendonça. – São Paulo : Fundacentro, 2009.123456789021 p. : il. color. ; 24 cm.1234567890ISBN 978-85-98117-44-712345678901. Trabalhador da limpeza – Risco profissional . 2. Trabalhador1234567da limpeza – Risco químico. 3. Trabalhador da limpeza – Doenças1234567respiratórias. I. Maçaira, Elayne de Fátima. II. Mendonça, Elizabete1234567Medina Coeli.CDU628.46+331.105.24:613.6:616.24
  5. 5. Você, trabalhadorda limpeza!Vamos conversar?Eduardo AlgranElayne de Fá ma MaçãiraElizabete Medina Coeli MendonçaFundacentro2009M I N I S T É R I ODO TRABALHO E EMPREGOFUNDACENTROFUNDAÇÃO JORGE DUPRAT FIGUEIREDODE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHOSão Paulo
  6. 6. 6Durante a limpeza, o ar que você respira pode se tornar poluídodevido ao uso de produtos de limpeza e também pela poeiralevantada. Isso pode causar ou piorar problemas respiratórioscomo a asma.O seu trabalho é muito importante para asaúde e o bem-estar de todos.Mas esteja atento também à sua saúde!Você, trabalhador da limpeza!Vamos conversar?
  7. 7. 7Lacrimejamento dosolhosEspirrosCoriza (nariz escorrendo)ou obstrução nasalMuitas vezes, aparecem primeiro estes sintomas:
  8. 8. 8Aperto no peitoO que é asma?Asma é uma doença do sistema respiratório que pode provocaros seguintes sintomas:Chiado no peito
  9. 9. 9Falta de arPortanto, se você sentir alguns desses sintomas,saiba que isso não acontece só com você.Mais da metade dos trabalhadores da limpezaapresentam sintomas respiratórios.Tosse, com ou semcatarro
  10. 10. 10A empresa contratada (que assinou sua carteira)e a contratante (local onde você trabalha) sãoresponsáveis pela qualidade do ar que você respirano local de trabalho.Como saber se as condições em quevocê trabalha estão causando oupiorando os sintomas?Se você sen r que alguns desses sintomas:• melhoram nos finais de semana e nas férias;• aparecem em certas horas do dia e em certos dias dasemana;• aparecem depois de fazer alguma tarefa ou usar algumproduto no trabalho;• aparecem também nos colegas de trabalho.É possível que a causa dos sintomas seja o ar que você respirano seu trabalho.Observe se os sintomaspioram no trabalho.
  11. 11. 11Quais produtos podem causarsintomas respiratórios?• Alguns pos de desinfetante;• Água sanitária, cloro;• Ácidos, limpa-baú, limpa-pedras;• Amoníaco;• Ceras, lustra-móveis;• Mul uso;• Removedores e solventes, e outros.Quando há quebra de recipientes, derramamento de produtos,ou mistura de produtos, como água sanitária com ácido oucom amoníaco, por exemplo, o ar que você respira pode levarao aparecimento de sintomas de forma rápida, causandodificuldade respiratória e outros sintomas, que podemnecessitar até mesmo de atendimento no pronto-socorro.Esses sintomas podem con nuar por muitos anos, provocandoprejuízos à sua saúde.
  12. 12. 12Algumas dicas que podemajudar a diminuir a exposiçãoaos produtos e poeiras:• Nunca misture produtos diferentes, como nos exemplosabaixo. Sempre lave baldes, panos ou esponjas após o uso.Água sanitária + ácido = produto tóxicoouÁgua sanitária + amoníaco = produto tóxico
  13. 13. 13• Não use o produto concentradoquando suas instruçõesrecomendam diluir com água.• Leia e siga as instruções dorótulo.Nunca use o produto sees ver sem rótulo. Se fordiluído, o novo frasco deve sere quetado. Não transfira oproduto para frascos u lizadospara outros fins.
  14. 14. 14• Peça ao seu supervisor que leia a Ficha de Informação deSegurança de Produto Químico (FISPQ).Se con nuar com dúvidas, peça esclarecimento. É obrigatórioter estas fichas no local de trabalho, pois elas informam osriscos dos produtos e o que fazer em caso de acidente.• Evite usar sprays ou aerossóis.Eles aumentam o risco de você respirar produtos perigosos.Se ver de usá-los, borrife primeiro sobre o pano e depoisuse o pano umedecido sobre a super cie a ser limpa.
  15. 15. 15• Mantenha abertas janelas e portas para manter o localarejado.• Dobre os cuidados quando trabalhar em espaços pequenos,fechados e com pouca ven lação, como banheiros e escadas.
  16. 16. 16• Evite levantar poeira. Se possível, umedeça o piso antes devarrer, ou passe um pano úmido. Não use espanador pararar o pó de móveis.• Se o aspirador de pó não ver filtro de boa qualidade eem bom estado, acaba por espalhar a poeira contaminadacom microorganismos que causam alergias. Avise o seusupervisor para que ele possa providenciar a manutenção doequipamento.De preferência, o saco do aspirador deve ser jogado fora,tomando-se o cuidado de colocá-lo dentro de um sacoplás co, que deve ser bem fechado antes de ir para a latado lixo. A troca ou limpeza do filtro/saco deve ser feita commuito cuidado para não espalhar a poeira acumulada.
  17. 17. 17O que fazer se você estiver com ossintomas?• Avise o supervisor para que ele possa tomar providências,como por exemplo, subs tuir o produto.• Se os sintomas con nuarem, procure um médico de suaconfiança (par cular, da rede pública ou do seu sindicato).• Se houver relação da doença com seu trabalho, o médicodeverá providenciar a emissão da CAT - Comunicação deAcidentes de Trabalho, e fornecer-lhe outras orientaçõesnecessárias.Quanto mais tempo você permanecer com estessintomas, mais eles podem se agravar e maisdifícil será tratá-los.
  18. 18. 18Como o médico faz o diagnóstico?• Avaliação clínica;• Análise de todos os empregos que você já teve na vida;• Exames laboratoriais para avaliação do sistema respiratório.
  19. 19. 19O que a empresa contratada deve fazerpara que não ocorram acidentes eadoecimentos no ambiente de trabalho?• Conhecer e evitar os riscos;• Avaliar os riscos que não podem ser evitados;• Controlar os riscos:– subs tuindo produtos perigosos por outros não perigosos,ou menos perigosos;– evitando a liberação dos poluentes para o ar;• Adotar medidas de proteção cole va antes das medidas deproteção individual;– Exemplos de proteção cole va: melhorar a ven lação, nãousar sprays/aerossóis, fornecer produtos com rótulos e suasfichas de segurança – F SPQ, orientar os trabalhadores paranão misturar produtos etc.– Exemplos de proteção individual: usar luvas, óculos desegurança, máscaras etc.• Informar adequadamente os trabalhadores sobre os riscose as medidas preven vas adotadas;• Avaliar periodicamente a saúde dos trabalhadores,especialmente quanto aos possíveis efeitos à saúde devidoaos riscos presentes no trabalho.
  20. 20. 20O que a empresa contratantedeve fazer?• Dar à empresa contratada as informações e as instruçõesadequadas sobre os riscos existentes no local de trabalho esobre as medidas de prevenção e proteção relacionadas àsua a vidade comercial;• Cer ficar-se de que a empresa contratada orientouadequadamente os trabalhadores da limpeza sobre osriscos à saúde e à segurança;• Cooperar com a empresa contratada para assegurar boascondições de trabalho;• Fazer manutenção e avaliação regular do local de trabalho,de suas instalações e dos sistemas de segurança;• Fornecer sinalização de segurança quando os riscos nãopodem ser evitados ou suficientemente controlados pormedidas de proteção cole va ou métodos de organizaçãodo trabalho.
  21. 21. 21Aqui são dadas algumas dicas paraauxiliá-lo na proteção de sua saúdeMas, lembre-se, o ambiente e as condições de trabalho sãoresponsabilidade da empresa contratante e da empresacontratada.Cabe a você procurar manter-se informado e informar seusupervisor sobre qualquer problema que possa colocar emrisco sua saúde e sua vida. O trabalhador também deve seguiras prá cas recomendadas pelo supervisor e manter o ambienteordenado.Além dos problemas respiratórios, os produtos de limpezatambém podem causar outros problemas a sua saúde,como queimaduras, problemas na pele, rins, gado, sistemanervoso etc. Ao seguir estas instruções, você também estaráprevenindo outras doenças.Tenha sempre em mãos este número para ocaso de emergência0800-7713733Centro de Controle de IntoxicaçõesJabaquara-São Paulo-SP
  22. 22. Sobre o livroComposto em Calibri 14 (textos)e Ogirema 18 e 20 (títulos e legendas)papel couchê 150g (capa)e offset 90g (miolo)formato 16x23 cmImpressão: Gráfica da FundacentroTiragem: 2.000 exemplareswww.fundacentro.gov.brRua Capote Valente, 710São Paulo - SP05409-002tel.: 3066-6000
  23. 23. 9 7 8 8 5 9 8 1 1 7 4 4 7ISBN 978-85-98117-44-7

×