Material Oficial Completo do Curso ITMP - EXIN

1.443 visualizações

Publicada em

Material completo do Curso Oficial da EXIN do ITMP.
By: http://www.pmgacademy.com

Publicada em: Educação

Material Oficial Completo do Curso ITMP - EXIN

  1. 1. Módulo 1
  2. 2. Princípios de Gerenciamento de TI (ITMP) www.pmgacademy.com Official Course Nível Foundation Prof. Adriano Martins Clique Aqui para Iniciar
  3. 3. Visual Auditivo Sinestésico 1 Ideias básicas Produção final Gravação das vozes www.pmgacademy.com Official Course Reforma do conteúdo Transcrição das falas 2 4 5 Tipo de Treinamento 3 Módulo 1
  4. 4. Maior Aproveitamento Assistir no mínimo 2 vezes o Treinamento Realizar os Exercícios no final de cada módulo Breve leitura dos Termos no Glossário www.pmgacademy.com Official Course Módulo 1 Executar todos os Simulados Dica para Questões e Simulados: Corrigir as questões que estão erradas e PRINCIPALMENTE as CORRETAS
  5. 5. Módulo 1 Visão Geral Propósito e Vantagens do treinamento e do exame: Conhecer os desafios, padrões e modelos dos “frameworks Conhecer os princípios, conceitos chave e principais benefícios da sua implementação Validar o conhecimento sobre os desafios e conceitos relacionados à implementação de um programa de transformação de TI, e ao estabelecimento de controles dos processos relacionados www.pmgacademy.com Official Course
  6. 6. Módulo 1 Visão Geral O treinamento e o exame cobrem: Governança de TI O estado da arte de padrões/frameworks/modelos de TI e dos processos que eles cobrem Gerenciamento de Processos e Melhoria Contínua O exame testará a sua capacidade de compreensão em relação aos conceitos acima www.pmgacademy.com Official Course
  7. 7. Módulo 1 Contexto + + Van Haren + Orsyp EXIN Editora Motivos a destacar Visão bem interessante das mais importantes estruturas e frameworks de processos, metodologias e governança de TI Conhecer um pouco das mais atuais técnicas de gerenciamento e governança da área de TI. Prepará-lo para os outros exames, tais como a ISACA, ISICP, Peoplecert, PMI, APMG, OMG, Open Group. Além é claro, prepará-lo para os exames da EXIN. www.pmgacademy.com Official Course
  8. 8. Módulo 1 Objetivos do curso Oferecer uma introdução aos principais modelos de gerenciamento de TI Fazer uma introdução concisa a TI e a Gestão da Informação Conhecer a base de cada grande framework de mercado na implantação, gerenciamento e governança de TI Mostrar as mais novas versões de framework disponíveis www.pmgacademy.com Official Course
  9. 9. Módulo 1 Público alvo Jovens profissionais e profissionais que desejam desenvolver suas habilidades Gerentes de TI e tomadores de decisão envolvidos em programas de TI Equipes operacionais Organizações Quem deseja aumentar o seu desenvolvimento profissional www.pmgacademy.com Official Course
  10. 10. Módulo 1 Exame de Certificação O conteúdo para este exame está dividido em três categorias: Gerenciamento e Governança de TI 15% Frameworks e modelos 65% Abordagens de melhoria 20% Requisitos 20 questões 65% para ser aprovado Sem consulta www.pmgacademy.com Official Course Múltipla escolha
  11. 11. Módulo 1 Nota Importante! O propósito do treinamento não é conhecer todas as definições oficiais dos vários conceitos usados, mas, compreender e saber como utilizar as expressões corretas dentro do contexto do gerenciamento de TI. www.pmgacademy.com Official Course
  12. 12. Pronto para o próximo? www.pmgacademy.com Official Course Clique acima em “Sair da Atividade” www.pmgacademy.com Official Course
  13. 13. Módulo 2 Introdução aos Frameworks
  14. 14. Introdução aos Frameworks  Um Framework é uma estrutura de instruções que auxilia uma TI na implantação, Deve contemplar ou englobar muitos dados, informações e conhecimento Gerenciamento da qualidade suporte, manutenção, gerenciamento, controle, etc. de uma TI. Desenvolvimento de software Gerenciamento de serviços Gerenciamento de projetos Módulo 2 Pode ser composto por livros, uma biblioteca, guias que facilitem o atingimento de um resultado proposto pela T Este sistema pode representar um mapa completo de instruções, como se fosse um manual de um carro, na qual contempla informações relevantes do funcionamento
  15. 15. Módulo 2 Adoção aos Frameworks As empresas estão sujeitas a mudanças contínuas rápidas atualizar especialmente as de serviços de TI frameworks e parâmetros processos mais efetivos Observe alguns exemplos: TQM para orientação de processo e aprimoramento contínuo CobiT para maior controle para controle de processo de desenvolvimento d CMMI e software para o controle de processo na prestação de serviços operacionais e táticos. ITIL
  16. 16. Módulo 2 Inventário de Frameworks Relevantes Categoria Tipo Framework Gerenciamento de qualidade e gerenciamento em processos de negócio Frameworks que focam em parâmetros de qualidade aplicados em alguns domínios de TI, como por exemplo: segurança, serviços, desenvolvimento em geral. TQM EFQM ISO 9000 ISO/IEC 20000 TOGAF TickIT ISO/IEC 19770 ISO/IEC 15504 ISO/IEC 27001
  17. 17. Módulo 2 Inventário de Frameworks Relevantes Categoria Tipo Framework Aprimoramento de qualidade Frameworks que focam no aprimoramento dos processos, desempenho ou outros. CMMI Six Sigma eSCM-SP IT Balanced Scorecard Governança de TI Frameworks que focam em como organizar funções de TI em termo de responsabilidade, controle e organização AS 8015 CobiT M_O_R (Management Of Risk) Gerenciamento de informação Frameworks focados em organizar e executar certos aspectos de gerenciamento de informações como requerimentos e outros. Generic Framework for Information Management ITIL BiSL eTOM ASL Gerenciamento de Projetos Frameworks focados em projetos, programas e gerenciamento de portfólio, não apenas na área de TI. MSP PRINCE 2™ PMBoK IPMA Competence Baseline
  18. 18. Módulo 2 Como os Frameworks Podem ser Aplicados no Gerenciamento de TI? Os frameworks contêm várias informações valiosas e que podem prover um enorme número de experiências práticas e oportunidades de aprendizagem às empresas. A sobreposição de frameworks pode ser maléfica Existem profissionais que iniciam suas carreiras gerenciais em uma ou outra estrutura específica, e por isso, tornam-se extremistas ao defenderem suas ideias, e deixando de enxergar benefícios de outros modelos Não é raro ver membros da TI ficarem tão obstinados em certos frameworks que acabam esquecendo realmente do propósito da empresa
  19. 19. Módulo 2 Ajustes e Sobreposição Alguns frameworks têm o seu foco em domínios específicos da categoria de gerenciamento de informações. Quando eles não se encaixam, ocorre o que se chama de sobreposição. ITIL Gerenciamento de serviços BiSL Gerenciamento de informações CMMI Desenvolvimento ASL Gerenciamento de aplicações ISPL Fornecer gerenciamento Observe alguns destes frameworks:
  20. 20. Módulo 2 Integração Entre Domínios Alguns frameworks focam em aspectos específicos de gerenciamento de serviços. Existem no mercado alguns frameworks comerciais que conseguem integrar esses domínios... PMBOX Gerenciamento de Projetos Possui um domínio sobre Gerenciamento de Mudanças Tem também um processo bem detalhado que trabalha com o Gerenciamento de Mudanças também. ITIL
  21. 21. Módulo 2 Requisitos de Compatibilidade Algumas empresas se deparam com altos requisitos de compatibilidade. O framework CobiT ajuda as empresas a atenderem esses requisitos de compatibilidade. CobiT CobiT ITIL CMMI ISPL Governança = Integração Leis Internacionais
  22. 22. Módulo 2 Falta de Foco nos Negócios A maioria dos frameworks tende a focar na entrega de processos ou no valor e/ou resultados dos negócios e adotar uma perspectiva comum na área de TI, que vê de dentro pra fora. Isto tende a dispersar o foco de diversas empresas do que realmente importa: vender o seu produto prestar o seu serviço ganhar dinheiro agregar aos interessados
  23. 23. Módulo 2 Fanatismo Alguns frameworks foram desenvolvidos para um domínio de gerenciamento especifico e se tornam tão apegados a esses domínios que se tornam quase fanáticos. O mau uso ou a má aplicação de um framework a um determinado domínio que não foi devidamente desenvolvido pode causar uma perda no foco dos negócios.
  24. 24. Módulo 2 Posicionamento e Níveis  Estrutura de domínios e níveis que tem como objetivo o posicionamento de frameworks  Guia para seleção de melhor framework de acordo com as necessidades da empresa e da TI
  25. 25. Módulo 2 Framework Guarda-Chuva Quando achamos um framework capaz de fazer essa integração, ele é chamado de “Framework Guarda-chuva”, pois funciona como um guarda-chuva mesmo, que pode abrigar diversos outros frameworks. Generic Framework for Information Management Ele pode ser usado para posicionar outros frameworks no mais alto nível de funcionamento.
  26. 26. Módulo 2 Gerenciamento de Qualidade e Processos de Negócio TQM • Gerenciador de qualidade. • Níveis estratégicos, táticos e operacionais dos domínios de negócios, informações e tecnologia. EFQM • Atingir mais excelência e competitividade. • Envolve qualquer tipo de domínio. ISO/ IEC 9000 ISO/ IEC 20000 • Não está ligado a nenhuma área em particular do gerenciamento. • Pode ser usado em qualquer domínio. • Níveis tático e operacional do domínio da tecnologia e parcialmente no domínio da informação. TOGAF TickIT • Construir uma arquitetura corporativa. • Pode ser posicionado no nível tático de um Framework Guarda-Chuva. • Auxiliar o desenvolvimento de qualquer software. • Nível operacional do domínio da tecnologia.
  27. 27. Módulo 2 Gerenciamento de Qualidade e Processos de Negócio ISO/ IEC 19770 ISO/ IEC 15504 • Descreve processos e procedimentos de gerenciamento de softwares ativos • Nível operacional no domínio da tecnologia. ISO/ IEC 27001 • É um framework para softwares de avaliação. • Nível operacional do domínio da tecnologia. • Gerenciador de informação de segurança. • Determinar e estabelecer o nível necessário de informações de segurança • Planejar a implementação é uma parte importante do gerenciamento de informações. • Nível estratégico e operacional do domínio da informação.
  28. 28. Módulo 2 Aprimoramento da Qualidade CMMI Six Sigma • Focado no desenvolvimento de software e manutenção de processos. • Níveis operacional e tático no domínio da tecnologia. • Estruturado, disciplinado e rigoroso na abordagem de aprimoramento de processos. • Nível tático dos domínios de negócios, informações e tecnologia. eSCM-SP IT Balanced Scorecard • Auxilia as empresas a avaliar e gerenciar os riscos associados a contratos de fornecimento durante a iniciação e conclusão dos mesmos. • Nível tático dos domínios de informação e tecnologia. • Instrumento para medir e gerenciar o desempenho de TI para alinhar com o negócio. • Nível tático dos domínios de informação e tecnologia.
  29. 29. Módulo 2 Governança de TI AS 8015 CobiT • Provê aos diretores de qualquer empresa a governança efetiva do uso de TI. • Nível tático no domínio de negócios. • Permite o desenvolvimento de uma politica clara e boas praticas para o controle de TI dentro das empresas. • Pode ser colocado dentro do nível estratégico e tático. M_O_R (Management Of Risk) • Monitora qualquer atividade que possa identificar e controlar a exposição da empresa a riscos que possam ter algum impacto nos negócios da empresa. • Níveis táticos, operacionais e estratégicos nos domínios da informação e tecnologia.
  30. 30. Módulo 2 Gerenciamento de Informação Generic Framework for Information ITIL 2ª Versão • Atua nos três dominios • Níveis: tático, estratégico e operacional. • Modelo que integra diferentes componentes de informação. • Exemplo de “Framework Guarda-Chuva”. • É conhecido por dois livros. • Atua no domínio da tecnologia • O livro ITIL Service Support está no nível tático e o ITIL Delivery Service está no nível operacional. ITIL 3ª Versão • Está posicionado nos três níveis do domínio da tecnologia • Nível tático, operacional e estratégico. BiSL • Gerencia a funcionalidade das funções de processamento de informação • Níveis (tático, estratégico e operacional) do domínio da informação. ISPL • Abordagem prática para a aquisição de serviços de TI no sentido mais amplo da palavra. • Nível tático dos domínios de informação e tecnologia.
  31. 31. Módulo 2 Gerenciamento de Informação eTOM ASL • Mais utilizado para processo de negócios nas empresas de telecomunicações. • Nível tático e operacional dos três domínios (tecnologia, informação e negócios). • “Framework Guarda-Chuva”. • Serve para o gerenciamento de aplicativos • Níveis (tático, estratégico e operacional) do domínio da tecnologia. I
  32. 32. Módulo 2 Gerenciamento de Projetos MSP PMBoK /PRINCE 2/IPMA • Descreve como os programas devem ser utilizados • Nível tático dos três domínios (tecnologia, informação e negócios) • “Framework Guarda-Chuva”. • Descrevem os projetos que precisam ser utilizados • Atuam no nível operacional dos três domínios • Pode ser considerado um “Framework Guarda-Chuva”.
  33. 33. Módulo 2 Integração entre Frameworks Para atingir integração, visão global e coerência entre os diferentes domínios de gerenciamento e processos podem ser utilizado o principio do CNIP (Co-operation when Necessary, Independent Operation when Possible.): Cooperação quando Necessário, Operação Independente quando Possível. Exemplos de integração de frameworks: CobiT ITIL Six Sigma ITIL CMMI ITIL
  34. 34. Pronto para o próximo? Feche a tela do seu browser e vá para o próximo módulo www.pmgacademy.com Official Course
  35. 35. Módulo 3 Gerenciamento de Qualidade e Processo de Negócios
  36. 36. Módulo 3 TQM  Gerenciamento da Qualidade Total (Total Quality Management)  Fornece uma visão de um gerenciamento completo  Conjunto de princípios para garantir a entrega de valor para as partes interessadas  Melhoria Contínua Criação de ferramentas úteis: PDCA Brainstorming Análise de Pareto Controle Estatístico Benchmarking Just in Time Garantia De Qualidade
  37. 37. Módulo 3 Abordagem do TQM  Focado em obter equilíbrio entre alta produtividade, baixo custo e lucro máximo  Importância para a área de TI  Garantir que todas as informações sejam confiáveis e seguras  Conjunto de ferramentas e técnicas que auxiliam e ajudam na implementação do gerenciamento • Controle estatístico e gestão do processo • Aprimoramento contínuo • Educação e formação • Trabalho em equipe • Competências da administração • Resolução de problemas
  38. 38. Módulo 3 PDCA  Ciclo de melhoria da qualidade Planejar (Plan) Executar (Do) Verificar (Check) Agir (Act)  PDCA  Usado em empresas de fabricação  Aplicado às empresas sem fins lucrativos  Melhoria dos resultados do projeto
  39. 39. Módulo 3 Passos Para a Mudança
  40. 40. Módulo 3 O TQM no Gerenciamento da TI  Baseado em princípios técnicos de engenharia  Necessidade de uso de modelos dedicados, métodos e ferramentas de desenvolvimento de software  Na época, o mais eficiente e eficaz para os processos de desenvolvimento de software disponível, além da adoção do CMM para melhoria contínua  Melhorando a eficiência, eficácia e qualidade dos processos  O gerenciamento da informação  Garanta que a Informação seja confiável e segura
  41. 41. Módulo 3 EFQM
  42. 42. Módulo 3 Abordagem do EFQM
  43. 43. Módulo 3 Autoavaliação para Melhoria
  44. 44. Módulo 3 O EFQM no Gerenciamento da TI  Ferramenta de autoavaliação  Forma de referência com outras organizações  Guia para identificar áreas de melhorias  Insumo fundamental para a integração com o planejamento de negócios  Estrutura para o sistema de gestão  Busca da garantia de qualidade do software
  45. 45. Módulo 3 ISO 9000 – Sistema de Gerenciamento da Qualidade Seguir norma Produto ou serviço entregue de forma padronizada Vai garantir que os processos sejam gerenciados Ter uma norma Uma organização que já implantou a ISO 9000 terá muito menos esforço para obter a certificação ISO 20000 para os serviços de TI Auditoria interna: Descobrir os defeitos e promover as ações preventivas e corretivas Diminuição dos efeitos em cascata de um produto ruim ser entregue do início ao fim do processo
  46. 46. Módulo 3 ISO 9000 – Partes da Norma ISO 9000 é um nome genérico dado a uma série de normas que foram desenvolvidas para setor de Sistemas de Gestão de Qualidade (SGQ) É dividido em três partes:  ISO 9000:2005 – Fundamentos e vocabulários  ISO 9001:2008 – Requerimentos  ISO 9004:2010 – Guia para aprimoramento de desempenho Foca nas quatro principais áreas do negócio:  Gerenciamento de recursos  Qualidade de produtos  Manutenção de registros de qualidade  Exigência de melhoria contínua
  47. 47. Módulo 3 Princípios de Gerenciamento da Qualidade
  48. 48. Módulo 3 ISO 20000 – Padrão GSTI  As organizações devem reconhecer que as pessoas , os processos e a infraestrutura são interdependentes, porém todas voltadas a uma solução que forneça serviços exigidos pelo negócio.  Gerenciamento de Processos de TI  Padronizar os processos, especificamente os processos de TI  Padrão mundial que descreve a implementação de processos em uma abordagem integrada para a prestação de serviços de TI.
  49. 49. Módulo 3 Estrutura da ISO 20000
  50. 50. Módulo 3 Framework da ISO 20000  Padrão de Gerenciamentos de Serviços em TI – GSTI  Relevante para qualquer prestador de serviços que deseja demonstrar conformidade com as boas práticas em TI  Para obter certificação ISO/IEC 20000  A empresa deve ser avaliada por uma organização de certificação reconhecida dentro da esfera acordada  Esta esfera deve abranger todas as áreas da norma
  51. 51. Módulo 3 Partes da Norma Dividido em duas partes: Parte 1 – Especificação Parte 2 – Código de práticas ISO/IEC 20000-1 ISO/IEC 20000-2 Componentes básicos de gerenciamento de serviços de TI (ITIL, MOF, CobiT) Representação da ISO/IEC 20000
  52. 52. Módulo 3 A ISO 2000 no Gerenciamento de TI  Demonstração de que estão cumprindo com os requisitos estabelecidos na norma  Melhoria de Serviço Continuada  Avaliação do cumprimento dos controles internos:  A melhoria do serviço pode ser medida periodicamente através da aplicação dos serviços da norma  Medições efetuadas internamente ou usando consultores externos
  53. 53. Módulo 3 TOGAF na Arquitetura Coorporativa  Arquitetura Coorporativa – Arquitetura Empresarial Representa uma prática aplicação de alguns métodos para estruturar os processos organizacionais , sistema da informação, recursos humanos, etc.  Otimizar processos  Alinhar com os objetivos estratégicos  Aumentar o desempenho dos negócios  A Arquitetura Coorporativa mantém um repositório de documentos que descrevem como a empresa funciona e como interage com o meio
  54. 54. Módulo 3 TOGAF – The Open Group Architecture Framework  Ferramentas que ajudam na criação, produção, uso e manutenção de arquiteturas  Método de Desenvolvimento de Arquitetura (ADM)  Fase preliminar, a Fase de Princípios e Framework  ADM é o “coração” do TOGAF
  55. 55. Módulo 3 Framework do TOGAF  Framework que ajuda a desenvolver a arquitetura de uma empresa  Fornece uma abordagem e ferramentas de apoio  Dividido em três componentes:  ADM  Continuum Coorporativo  Resource Base  Abrange quatro domínios de arquitetura:  Arquitetura de negócios  Arquitetura de aplicações  Arquitetura de dados  Arquitetura de tecnologia
  56. 56. Módulo 3 TOGAF no Gerenciamento de TI  A incorporação de governança no TOGAF faz que:  O framework esteja alinhado com o atual negócio  Garante visibilidade  Controle do alinhamento de requisitos das partes interessadas  TOGAF para TI:  Visa melhorar a rastreabilidade dos custos com TI  Busca reduzir os custos com projetos, aquisição, operação, suporte e mudanças  No domínio do projeto, auxilia em um desenho e desenvolvimento mais rápido, trazendo uma menor complexidade e com menos risco de TI.
  57. 57. Módulo 3 TickIT para o Gerenciamento da Qualidade  Foco especificamente em desenvolvimento de software  Usa a ISO 9001 para a construção de sistemas de qualidade de software, certificação e melhoria contínua  Foi substituído pelo sistema TickITPlus  Proporciona mais flexibilidade para os usuários  Auxilia no monitoramento, melhoraria e desenvolvimento de processos para aumentar a flexibilidade de ganho capacidade
  58. 58. Módulo 3 TickIT – Quality Management for IT  Foi criado especialmente para a indústria de TI  Esquema para a certificação do sistema de gestão de qualidade de software de uma empresa para ISO 9001  Apoiar o desenvolvimento de todos os tipos de software, incluindo sistemas operacionais ou softwares para uso em escritório  É baseado no ISO 9000-3  Aborda diretamente os problemas de má qualidade de gestão de software  Quantificação dos benefícios e os custos que os softwares de má qualidade geraram ao longo do tempo.
  59. 59. Módulo 3 ISO 19770 – Software Asset Management  Norma criada para um Gerenciamento de Ativo de Software (SAM) eficaz  Projetada para dar suporte aos departamentos de TI  SAM deve tornar mais fácil a gestão dos riscos de negócio e controle de custos, além de oferecer vantagens competitivas  Dividida em três partes: • ISO/IEC 19770-1 • ISO/IEC 19770-2 • ISO/IEC 19770-3
  60. 60. Módulo 3 ISO/IEC 19770  Gerenciamento de Software  Grande guia dividido em sessões: GUIA  Guia para o planejamento e implementação  Guia para o inventário  Guia para Verificação e Conformidade dos registros de ativos de software e adequação dos estoques de licenças  Guia para gestão das operações  Guia do ciclo de vida
  61. 61. Módulo 3 ISO 19770 no Gerenciamento de TI  Integrar o Gerenciamento de Software Ativo em outros modelos de observância e dar referência à sua capacidade de prestação de serviços  Ajudar as empresas a gerenciar os seus softwares ativos e respectivas licenças de uma forma melhor  Benefícios para a TI  Análise GAP – Identificar oportunidades para rápidas conquistas e melhorias de longo prazo  Fornece uma base para novas ferramentas e metodologias como avaliações de risco e metodologias de implementação
  62. 62. Módulo 3 Avaliação de Processo da ISO 15504  Realizar uma avaliação nos processos de TI  Buscar identificar os pontos fortes e fracos, assim como o risco de processos selecionados em relação aos requisitos específicos  Aprimorar continuamente a eficácia e a eficiência da empresa  Utilizado pelo COBIT 5, já que identifica a avaliação de processos como uma atividade que pode ser realizada
  63. 63. Módulo 3 ISO/IEC 15504 - SPICE  Software Process Improvement and Capability Determination  Concentra na avaliação do processo de desenvolvimento de software  Melhoria de processo e de qualidade dos softwares  Foco em processos de softwares de negócio  Consiste em sete partes
  64. 64. Módulo 3 ISO 15504 no Gerenciamento de TI  Melhoria de processos e determinação de capacidade  Avaliar as capacidades da empresas em cada estágio do processo  Ajuda na listagem de pontos fortes, de pontos fracos e de riscos  Determinar a efetividade dos processos em relação aos objetivos da empresa  Duas avaliações separadas  ISO/IEC 15504-2 – Avaliação da Capacidade de Processo  ISO/IEC 15504-7 – Maturidade Organizacional
  65. 65. Módulo 3 Segurança conforme a ISO/IEC 27001  A segurança tem, portanto, tudo a ver com a proteção. Algo que tem sido feito para reduzir a chance de problemas ou minimizar as consequências Informações ainda desempenham um papel importante no nosso tempo livre
  66. 66. Módulo 3 Segurança da Informação  Garantia de proteção de dados  Dado: código  Informação: coleção de dados que representam significado lógico  Envolve  Definição  Implementação  Manutenção  Avaliação de um sistema coerente de medidas  Tomar medidas de proteção ou impor restrições de acessos
  67. 67. Módulo 3 Sistema da Informação  Transformação de dados em informações  Combinação de meios, procedimentos, regras e pessoas que asseguram o fornecimento de informações para um processo operacional  Um sistema de TI consiste em meios tecnológicos relacionados de alguma forma  Estação de trabalho contendo sistemas operacionais e outros softwares instalados;  Transporte de dados via rede, cabo ou via wireless;  Servidores Centrais de aplicações ou outros sistemas e/ou softwares;  Armazenamento de dados, por exemplo, espaço em disco, caixas postais de e-mail e banco de dados;  Telefones, PABX e antenas.
  68. 68. Módulo 3 ISO 27001 – Information Security Management Systems  Modelo e orientação detalhada para reduzir a exposição de empresas ao risco de segurança da informação implementado através do ISMS  O ISO/IEC 27001 está dividido em duas partes  ISO/IEC 27001:2013  ISO/IEC 27002 (antiga 17799)
  69. 69. Módulo 3 ISO 27001 no Gerenciamento de TI  Segurança da Informação  Se concentra na qualidade da prestação de informações e no gerenciamento da continuidade das operações  O truque para execução da segurança da informação é equilibrar uma série de aspectos:  Os requisitos de qualidade que uma organização pode ter para a informação;  Os riscos para estes requisitos de qualidade;  As medidas que são necessárias para minimizar esses riscos;  Assegurar a continuidade da organização no caso de um desastre.  A vantagem do ISO 27001 é que a empresa pode se certificar nesta norma reconhecida internacionalmente
  70. 70. Pronto para o próximo? Feche a tela do seu browser e vá para o próximo módulo
  71. 71. Módulo 4 Aprimoramento de Qualidade
  72. 72. Módulo 4 Objetivo do CMMI Identificar os pontos fortes e fracos de software e/ou sistemas de uma TI Baseia-se em uma disciplina e regras rígidas que garantem a exaustividade e objetividade de uma avaliação www.pmgacademy.com Official Course CMMI GERENCIAMENTO DO PROJETO GERENCIAMENTO DO PROCESSO ENGENHARIA SUPORTE
  73. 73. Módulo 4 Nível de Maturidade e Nível de Capacidade  Representação por Fases  Representação contínua  Se quiser avaliar todos os processos da empresa, use o Nível de Maturidade (Representação por Fases)  Caso contrário, faça uma avaliação da capacidade em atingir os objetivos da empresa (Representação Contínua) www.pmgacademy.com Official Course
  74. 74. Módulo 4 CMMI – Capability Maturity Model Integration  Modelo de maturidade para a melhoria de processos para o desenvolvimento de produtos e serviços  Definição de prioridades de melhorias e a implementação delas  Áreas de processos  Descrevem as práticas e objetivos de uma processo efetivo  Cada área de processo tem um objetivo específico www.pmgacademy.com Official Course
  75. 75. Módulo 4 CMMI no Gerenciamento de TI  A crescente complexidade de sistemas e processos de desenvolvimento requerem um elevado grau de maturidade  Útil para organizações de TI  Aumento da demanda por sistemas de software complexos  O mercado exige eficiência  Organizações enfrentam processos de desenvolvimento complexos www.pmgacademy.com Official Course
  76. 76. Six Sigma (Seis Sigma) Redução do problema www.pmgacademy.com Official Course Módulo 4  Reduzir os defeitos e aumentar os retornos financeiros  Funciona para fabricação de produtos e para serviços  Lean Six Sigma Melhoria da qualidade de produtos e processos Aumento da satisfação de clientes e consumidores Lucro
  77. 77. Módulo 4 Six Sigma  Metodologia que fornece às empresas ferramentas para melhorar a capacidade de seus processos de negócios e/ou processos de TI Redução dos defeitos Melhoria nos lucros Aumento na moral dos www.pmgacademy.com Official Course colaboradores e na qualidade do produto
  78. 78. Módulo 4 Ferramentas www.pmgacademy.com Official Course  Diagrama de Tag  Diagrama de Afinidade  Brainstorming  Diagrama de Causa e Efeito / Ishikawa / Fishbone  Gráficos de Controle  Software de gestão de contratos  Criatividade / (Out-of-the-Box Thinking) Pensar for a da caixa  Projeto do Experimento  Controle de Documentos  Fluxograma / Fluxo de Gráficos  Avaliação de risco  Histograma  Análise de Kano  Pareto  Poka Yoke (Prova de Erros)  Mapeamento de Processo, Mapa de Processo  Project Charters  Desdobramento da Função Qualidade / Casa da Qualidade  Diagrama de Dispersão  Modelos de Relatórios  DMAIC  Diagrama de Taguchi.
  79. 79. DMAIC  Base metodológica do Six Sigma  Definir (Define), Medir (Measure), Analisar (Analyze), Melhorar (Improve) e Controlar (Control)  Utilizado para orientar projetos de melhoria de processos  Transformação da filosofia de gestão e da cultura organizacional  Não é um método de planejamento de projetos , mas um agrupamento para otimizar ferramentas para projetos Seis Sigma www.pmgacademy.com Official Course Módulo 4 D M A I C
  80. 80. Módulo 4 Six Sigma no Gerenciamento de TI  Fornece ferramentas que podem aperfeiçoar o Gerenciamento de TI  Otimização de áreas importantes para o Gerenciamento de TI  Gerenciamento de problemas  Gerenciamento de mudanças  Teste de software www.pmgacademy.com Official Course
  81. 81. Módulo 4 Utilizando do eSCM - SP  Modelo de provedores de serviços  Métodos para auxiliar a determinar se o provedor de serviços tem capacidade de fornecer os serviços por meio de uma análise e definição de metas para o auto aperfeiçoamento.  Geração de relatórios  Métodos fornecem uma maneira consistente para os clientes avaliarem os seus prestadores de serviços atuais www.pmgacademy.com Official Course
  82. 82. Módulo 4 Três dimensões do eSCM - SP www.pmgacademy.com Official Course
  83. 83. Módulo 4 eSCM – SP v2  Criado para que os provedores de serviços de TI possam desenvolver e melhorar suas habilidades de fornecer serviços de alta qualidade  Define as capacidades e determina os métodos e o esquema de melhoria na prestação de serviços de TI  Útil para empresas prestadoras de serviços que procurar avaliar, desenvolver e melhorar as suas capacidades www.pmgacademy.com Official Course
  84. 84. eSCM – SP no Gerenciamento de TI www.pmgacademy.com Official Course Módulo 4  Útil para as organizações de serviços  Avaliar, desenvolver e melhorar as suas capacidades na concepção, implementação e entrega de produtos ou serviços de TI  Gerenciar os riscos associados a contatos de terceirização durante as fases de início e de conclusão de contrato  Enfatizar certos desafios e problemas que são particularmente críticos para as organizações
  85. 85. Módulo 4 IT Balanced Scorecard - BSC  Metodologia de medição e gestão de desempenho  Métodos usados na gestão do negócio, dos serviços e da infraestrutura, baseiam-se em metodologias consagradas que podem utilizar a TI e os softwares como soluções de apoio  Dividido em dimensões  Para cada dimensão, há seus respectivos objetivos da empresa  O conceito de BSC é o mesmo para um BSC de TI www.pmgacademy.com Official Course
  86. 86. Módulo 4 BSC - TI  Instrumento aproveitado para medir e gerenciar o desempenho de TI e permite o alinhamento do negócio com o departamento de TI www.pmgacademy.com Official Course
  87. 87. Módulo 4 BSC – TI no Gerenciamento de TI  O bom gerenciamento de desempenho de TI deve permitir a empresa a entender como a TI está a contribuir para o alcance dos objetivos do negócio  Medir e gerenciar o desempenho de TI deve fornecer respostas para as seguintes perguntas:  Se eu gastar fundos adicionais em TI, como faço para recuperá-lo?  Como estou classificado em relação à concorrência?  O que devo fazer para cumprir o que foi prometido em TI?  O que eu aprendi com uma experiência passada para melhorar a minha empresa?  A minha implementação de TI é uma estratégia de acordo com a estratégia adotada pela empresa?  A estrutura de medição depende de indicadores mais táticos e operacionais www.pmgacademy.com Official Course
  88. 88. Pronto para o próximo? Feche a tela do seu browser e vá para o próximo módulo www.pmgacademy.com Official Course
  89. 89. Módulo 5 Governança de TI
  90. 90. Módulo 5 O que é Governança?  Investir em um grande projeto Projeto  Alternativa: captação de recursos no mercado www.pmgacademy.com Official Course
  91. 91. Módulo 5 AS 8015:2005 www.pmgacademy.com Official Course  Normas  ISO, BS, SS, SANS, DS, AS.  Guia de 12 páginas que rege a utilização de TI nas organizações  Modelo com seis princípios e um vocabulário para governança corporativa de TI  Promover o uso eficaz, eficiente e aceitável das TIC em todas as organizações  Fornecer às partes interessadas a confiança  Orientar a alta administração na utilização das TIC na sua organização
  92. 92. Módulo 5 O modelo AS 8015:2005  O modelo fornece seis princípios orientadores:  Estabelecer claramente o entendimento das responsabilidades da TI  Planejar a TI para melhor apoiar a organização  Validar a aquisição de TI  Garantir que a TI tenha um bom desempenho, sempre que necessário  Garantir que a TI esteja em conformidade com as regras formais  Garantir o respeito dos fatores humanos www.pmgacademy.com Official Course
  93. 93. Módulo 5 AS 8015:2005: Padrão Australiano para Governança de TI  Modelo, princípios e vocabulário  Orientar aqueles que procuram implementar uma Governança de TI eficaz  Governança corporativa como o sistema pelo qual as empresas são dirigidas e controladas  Foco nas ações dos gestores e diretores da empresa  Abordagem de investimento em TI  Orientação e ajuda para conhecer as suas responsabilidades em relação ao setor de TI e a cumprir as suas obrigações legais www.pmgacademy.com Official Course
  94. 94. Módulo 5 AS 8015:2005 no Gerenciamento de TI Governança de Corporativa de Tecnologia da Informação e Comunicação Auxiliar no uso da tecnologia de forma gerenciada e alinhada com as prioridades da organização Estabelecer um quadro ou estrutura para a tomada de decisão oportuna sobre o uso da TI O AS 8015-2005 pode ser dividido em três partes: Modelo www.pmgacademy.com Official Course Princípios de orientação Vocabulário
  95. 95. www.pmgacademy.com Official Course Módulo 5 COBIT Guia para Governança de TI Direcionamento Framework de controle TI
  96. 96. Módulo 5 Significado do COBIT ? Estrutura de processo completa para o suporte aos negócios de TI e aos executivos e gestores de TI Definição e atingimento de objetivos de negócio e de metas de TI Suporta a gestão empresarial no desenvolvimento, implementação, melhoria contínua e monitoramento de boas práticas relacionadas com a TI Relevância para segurança da informação, além de conter um mapeamento par outros frameworks e normas www.pmgacademy.com Official Course
  97. 97. Módulo 5 Modelo do COBIT  Organiza atividades de TI em 34 processos  Oferece estrutura uniforme para entender, implementar e avaliar as capacidades de TI, desempenho e riscos  Satisfazer os requisitos do negócio  Fornece um conjunto de medidas, indicadores, processos e melhorias práticas  Ajudar a aumentar os benefícios do uso apropriado de TI e controle na empresa  COBIT 4.1  Focado unicamente em TI  Estrutura oferece uma base sólida para um modelo de Governança de TI www.pmgacademy.com Official Course
  98. 98. Módulo 5 Características do COBIT Orientado por métrica Baseado em controles Orientado a processo Foco no negócio Otimizar investimentos www.pmgacademy.com Official Course em TI
  99. 99. Módulo 5 COBIT do Gerenciamento de TI  34 processos divididos em 4 domínios:  Organização e planejamento  Aquisição e implementação  Entrega e suporte  Monitoramento e avaliação  Gerar benefícios para o Gerenciamento de TI  Implementar uma melhor governança  Gestão de riscos e recursos, estratégias e alinhamento, entrega de valores e desempenho  COBIT 5  5 princípios e 7 facilitadores www.pmgacademy.com Official Course
  100. 100. Módulo 5 M_o_R para Gerenciamento de Riscos Riscos:  Perspectiva estratégica, de projeto, de www.pmgacademy.com Official Course programa ou riscos operacionais  Aumentar a vantagem competitiva  Tornar-se mais consciente do risco  Melhorar o desempenho através da redução de desperdícios e fraudes  Aumentar a probabilidade de concretização de inciativas de mudanças
  101. 101. Módulo 5 M_o_R – Management of Risks  Gerenciamento eficaz dos riscos www.pmgacademy.com Official Course
  102. 102. M_o_R no Gerenciamento de TI www.pmgacademy.com Official Course Módulo 5 Riscos gerenciados de acordo às operações e serviços O Gerenciamento de TI será mais capaz de gerenciar seus riscos através da visibilidade e geração de relatórios Gerenciamento de Risco engloba todas as atividades necessárias para identificar e controlar a exposição ao risco
  103. 103. Pronto para o próximo? Feche a tela do seu browser e vá para o próximo módulo www.pmgacademy.com Official Course ITMP
  104. 104. Módulo 6 Gerenciamento de Informação
  105. 105. Módulo 6 Generic Framework for Information Management  Gestão da informação  Alinhar os negócios de TI e a terceirização  Fornece uma visão de alto nível de todos campos da Gestão de Informação  Sua principal aplicação é na análise de questões organizacionais e de responsabilidade
  106. 106. Módulo 6 Modelo Genérico  Apoiar discussões estratégicas em três maneiras:  Orientação  Especificação  Prescrição  Da direita para a esquerda, a informação é: • Produzida • Interpretada • Usada
  107. 107. Módulo 6 Generic Framework for Information Management  Atua nos domínios de negócios, tecnologia e informação  Níveis tático, estratégico e operacional  Integra diferentes componentes de informação  A sua linha de estrutura é a informação, o conhecimentos e a comunicação que são fundamentais para um bom alinhamento do negócio Framework guarda-chuva
  108. 108. Módulo 6 Biblioteca da ITIL  Biblioteca de Infraestrutura de TI  Framework para Gerenciamento de Serviços de TI Composto por uma biblioteca de livros Não é um software, uma ferramenta ou uma metodologia  Seu conteúdo é composto de melhores práticas de Gerenciamento de Serviços de TI
  109. 109. Módulo 6 Melhores Práticas de TI  O conteúdo da ITIL se resume nas melhores práticas de Gerenciamento de Serviços de TI  Melhor prática Fazer o mesmo que todos estão fazendo a fim de se obter também um resultado satisfatório  ITIL foi escrita para ser adaptável a qualquer tipo de empresa FOCO no QUE deve ser feito, e não no COMO
  110. 110. Módulo 6 Gerenciamento de Serviços de TI  Gerenciamento do Produto  Gerenciamento do Produto  Gerenciamento do Serviço Processos de Gerenciamento de TI
  111. 111. Módulo 6 O valor da ITIL  Transformar a Tecnologia da Informação e o Gerenciamento de Serviços numa vantagem competitiva para a empresa  Abordagem prática para a Gestão de Serviços Entregar valor ao negócio  Útil e relevante nos setores públicos e privados, prestadores de serviços internos e externos e para empresas de pequeno, médio e grande porte.
  112. 112. Módulo 6 ITIL v3  Fornece um padrão universalmente aceito para o estabelecimento de um conjunto de processos interligados Entrega de serviços de TI de alta qualidade  A versão 3 consiste em 5 publicações • Estratégia de Serviços • Desenho de Serviços • Transição de Serviços • Operação de Serviços • Melhoria contínua de Serviços
  113. 113. Módulo 6 ITIL no Gerenciamento de TI  Ajuda as empresas a reconhecerem que os problemas que atrapalham na entrega de serviços com alta qualidade Aconselha a como prevenir esses problemas  Foco da integração de TI e com o negócio, da gestão de TI em todo o seu ciclo de vida e da importância da criação de valor para o negócio e interessados, e não apenas da execução dos processos ITIL v2 ITIL v3
  114. 114. Módulo 6 Biblioteca da BiSL  Voltado para informações de negócio  Publicações que descrevem a estrutura de processo para Gerenciamento de Informações de negócios com um grande número de boas práticas  Melhorar a possibilidade de antecipar mudanças na organização, os processos de negócio e do ambiente , além de melhorar a gestão e controle dos fornecedores de TI BiSL complementa facilmente o framework da ITIL
  115. 115. Módulo 6 BiSL – Business Information Services Library  Domínio público que oferece orientação no Gerenciamento de Sistemas de Informações de Negócios  Ferramenta de gestão para melhorar o desempenho dos processos e departamentos no Gerenciamento de Sistemas de Informação TI garante que a informação é armazenada, processada e disponível O efetivo gerenciamento das informações de negócios assegura que a organização seja capaz de responder às demandas específicas
  116. 116. Módulo 6 Estrutura do BiSL
  117. 117. Módulo 6 BiSL no Gerenciamento de TI  A importância de ter um sistema de Gerenciamento de Informação eficiente na sua empresa Processos de negócios Fornecimento de informações  Quando há terceirização de serviços de TI, a empresa precisa controlar muito bem esses serviços  O framework do BiSL ajuda as organizações a colocar os seus processos de gestão de informação de negócios nos eixos
  118. 118. Módulo 6 ISPL  Suas melhores práticas são focadas na Gestão da Tecnologia da Informação relacionadas com os processos de aquisição  Ajuda tanto o cliente quanto o fornecedor da organização em alcançar a qualidade desejada  Ajuda também na construção de uma solicitação de proposta, na construção de um contrato e no plano de entrega  Se concentra exclusivamente na aquisição de serviços de informação ISPL + ITIL = PRINCE2
  119. 119. Módulo 6 ISPL – Information Services Procurement Library  Abordagem sistemática para a conclusão e entrega de projetos e serviços de TI  Profissionalizar as relações entre clientes e fornecedores  O ISPL encoraja os clientes e empresas a implantarem um controle de custos e escalas, um gerenciamento de riscos e melhorar o diálogo entre eles Processo de aquisição Processo de compras de sistemas e serviços de TI FOCO
  120. 120. Módulo 6 ISPL no Gerenciamento de TI  Gera benefícios para clientes e fornecedores Contribui para profissionalizar as relações entre eles Organizações clientes Organizações fornecedoras  Benefícios do uso do ISPL
  121. 121. Módulo 6 eTOM  Específico para área de Telecomunicações  Escopo completo dos processos de negócios requisitados por um provedor de serviço, definindo os elementos chave e a interação entre eles  Visa a gestão da qualidade  Contém métricas  Busca a formalização de processos  Diminuir a ocorrência de defeitos  Aumentar a eficiência  Identificar um ambiente que apoie a interconexão dos sistemas de suporte operacional aos clientes e usuários
  122. 122. Módulo 6 Modelo do eTOM  Abordagem através de um mapa de processo
  123. 123. Módulo 6 eTOM – The enhanced Telecom Operation Map  Framework para processos de negócios na indústria de telecomunicações  Descreve todos os processos de negócios necessários para o fornecedor de serviços  Modelo para o direcionamento de processos e fornece uma referência neutra para redesenhar as necessidades Gerenciamento empresarial Operações e estratégia Infraestrutura e produto
  124. 124. Módulo 6 eTOM no Gerenciamento de TI  Aborda processos modulares que dão suporte aos processos de negócio  Fornece uma separação clara entre as áreas de responsabilidade  Foca na forma como deve ser visto o setor de telecomunicações TI executada como um negócio  Ajudar a definir e apoiar os processos de negócios, como uma ferramenta vital na engenharia de requisitos e desenho de processos para todos os aspectos da organização
  125. 125. Módulo 6 ASL  Trata exclusivamente de aplicações  Apoiar o Gerenciamento de Aplicativos através de valiosas ferramentas  Ajuda a estabelecer uma terminologia padrão  Contribuir para a profissionalização em Gerenciamento de Aplicativos. Ela também é de domínio público e, assim como os outros, também fazem uma perfeita conexão com a ITIL, BiSL e CMMI. Operacional Gerencial Estratégico
  126. 126. Módulo 6 ASL  Domínio público para gerenciamento, manutenção, melhoria e renovação de aplicações de negócios  Ferramenta de gerenciamento para melhorar o desempenho dos serviços de gerenciamento de aplicações  Framework consiste em 6 grupos de processos  Grupo de manutenção e controle  Grupo de melhoria e renovação  Grupo de processo de conexão  Grupo de gerenciamento  Grupo de gestão do ciclo de aplicações  Grupo de organização do ciclo de aplicações
  127. 127. Módulo 6 ASL no Gerenciamento de TI  Dar uma contribuição para resolver problemas  Reduzir riscos  Melhorar a confiabilidade de ambos os processos de gerenciamento e dos processos operacionais  Melhorar o alinhamento com o negócio  Alimentar o diálogo estratégico entre o gerenciamento de aplicação e o gerenciamento de informação de negócios
  128. 128. Pronto para o próximo? Clique acima em “Sair da Atividade” www.pmgacademy.com Official Course
  129. 129. Módulo 7 Gerenciamento de Projetos
  130. 130. Módulo 7 Processo, Projetos, Programas, Portfólio e PMO Processo Projeto  É um conjunto de ações e atividades inter-relacionadas realizadas para obter um conjunto especificado de produtos, resultados ou serviços.  É um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Programa  É um grupo de projetos relacionados gerenciados de modo coordenado para a obtenção de benefícios e controle que não estariam disponíveis se eles fossem gerenciados individualmente Portfólio  É um conjunto de projetos ou programas e outros trabalhos agrupados para facilitar o gerenciamento eficaz desse trabalho a fim de atender aos objetivos de negócios estratégicos. PMO – Project Management Office  É parte de uma organização permanente. É um corpo ou entidade organizacional à qual são atribuídas várias responsabilidades relacionadas ao gerenciamento centralizado e coordenado dos projetos sob seu domínio.
  131. 131. Módulo 7 MSP Guia de melhores práticas em Gerenciamento de Programas  Inclui um conjunto de Princípios e Processos  Flexível e projetado para ser adaptado e atender às necessidades  Alinhamento estratégico  Possibilita um monitoramento contínuo do progresso do projeto  Avalia o desempenho  Obtém benefícios
  132. 132. Módulo 7 MSP – Managing Successiful Programmes  Adota um modelo de processos de inicialização, definição, Governança e fechamento de programas  Contém 7 áreas (princípios):  Organização e liderança  Gerenciamento de benefícios  Gerenciamento de público estratégico e comunicações  Gerenciamento de riscos e resoluções de edição  Planejamento e controle de programas  Gerenciamento de business case  Gerenciamento de qualidade  Habilidades e práticas que a equipe de gerenciamento de programas irá precisar
  133. 133. Módulo 7 Modelo do MSP
  134. 134. Módulo 7 MSP no Gerenciamento de TI  Abordagem para o gerenciamento do programa  Permite que as entregas e mudanças sejam feitas de forma eficaz  Fornece um quadro para a gerência sênior  Proporciona uma melhor gestão quanto aos problemas de riscos  Permite uma gestão mais eficaz de casos de negócios  Proporciona um controle mais eficiente de um conjunto complexo de atividades  Proporciona uma definição clara dos papéis e responsabilidades  Proporciona uma transição da atual operação para os futuros negócios
  135. 135. Módulo 7 PMBoK Conjunto de Conhecimento de Gerenciamento de Projetos  Conjunto de práticas de gerenciamento de projetos  Maior produtividade na condução de projetos  Base para a construção do seu próprio método ou metodologia  Aumentar a rentabilidade do projeto  Reduzir recursos aplicados a projetos sem valor agregado  Padronizar as práticas em todos os departamentos  Proporcionar um diferencial competitivo  Prevenir antecipadamente e realizar correções  Auxiliar a empresa na otimização da alocação de pessoas
  136. 136. Módulo 7 PMBoK – Project Management Body of Knowledge Fornece fundamentos do gerenciamento de projeto, independente do tipo de projeto  Iniciação  Planejamento  Execução  Monitoramento e Controle  Fechamento  Gerenciamento de integração do projeto  Gerenciamento do escopo do projeto  Gerenciamento de tempo do projeto  Gerenciamento de custos do projeto  Gerenciamento da qualidade do projeto  Gerenciamento de recursos humanos do projeto  Gerenciamento das comunicações do projeto  Gerenciamento de riscos do projeto  Gerenciamento de aquisições do projeto  Gerenciamento de envolvidos do projeto 5 grupos de processos 10 áreas de conhecimento
  137. 137. Módulo 7 PMBoK no Gerenciamento de TI Resolver os mais comuns problemas e questões de um projeto Conteúdo direcionado ao gerenciamento de projetos, tal como o caminho crítico e a estrutura de divisão de trabalho (WBS) Conhecimento especializado em todos os principais setores da indústria Padrão ANSI: pode ser referenciada como a abordagem do projeto, em resposta a pedidos de propostas para projetos de TI Departamentos de TI precisam adicionar valor à empresa e precisam desenvolver competências  Presentes no PMBoK na forma de conhecimentos que unificam processos, conhecimento , habilidades necessárias e técnicas para o gerenciamento de projetos
  138. 138. Módulo 7 IPMA • Visa certificação de gerentes de projeto  Investir em projetos maduros em uma empresa que esteja orientada a projeto maduro sempre resulta em aumento da entrega dos projetos com sucesso e com melhores resultados.
  139. 139. Módulo 7 O olho da Competência do IPMA
  140. 140. Módulo 7 IPMA – Competence Baseline (IBC)  Padrão de competência para gerenciamento de projetos  Não é restrito a nenhum setor específico  46 elementos, divididos em 3 grupos  Competências técnicas para o gerenciamento de projetos  Comportamento pessoal do gerenciamento de projetos  Relacionamentos no contexto de projetos, programas e portfólios
  141. 141. Módulo 7 Prince2 PRojects IN Controlled Environments (Projetos em ambientes controlados)  Aborda os processos de gerenciamentos de projetos  Fornece método facilmente adaptável e escalável para a gestão de quaisquer tipos de projetos  Ajuda a promover a consistência do trabalho do projeto e a capacidade de reutilizar os ativos do projeto  Valiosa ferramenta de diagnósticos  Garantia e avaliação do trabalho de projeto e solução de problemas e auditorias
  142. 142. Módulo 7 Processos e Técnicas do Prince2  Oferece um conjunto de processos que fornecem um ponto de partida controlada, progresso controlado e fechamento controlado para qualquer projeto  Adaptar para as necessidades do projeto individual Processos • Criando um projeto (SU) • Iniciar um projeto (IP) • Dirigir um projeto (DP) • Controlar um estágio (CS) • Gerenciamento da entrega do produto (MP) • Gerenciamento dos limites dos estágios (SB) • Fechamento de um projeto (CP) Componentes • Business Case • Organização • Planos • Controles • Gestão de Riscos • Qualidade em um ambiente de projeto • Gestão de Configuração • Controle de Mudança. Técnicas • Planejamento baseado em produto • Técnica de análise de qualidade • Técnica de controle de mudanças
  143. 143. Módulo 7 Prince2 – Projects in Controled Enviroments Gerenciador de projetos  Excelente abordagem para o planejamento e a organização de um projeto, além de escrever a produção de business case  Princípios-chave – Os projetos devem ser conduzidos de acordo com a viabilidade de negócio – O PRINCE 2 é baseado em produtos.  8 processos e 3 técnicas  Chave para o sucesso: encaixar as necessidades individuais de cada projeto
  144. 144. Módulo 7 Prince2 no Gerenciamento de TI A compreensão do método para que o gerente de projeto seja capaz de utilizar o framework com flexibilidade e escalabilidade Compartilha suas práticas com a ITIL Proporciona um método provado para aplicação do referencial do guia PMBoK 59 ferramentas de gerenciamento de projetos
  145. 145. Parabéns! www.pmgacademy.com Official Course ITMP

×