Metodologia de pesquisa qualitativa

745 visualizações

Publicada em

metodologia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
745
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodologia de pesquisa qualitativa

  1. 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMA SUCROALCOOLEIRO TRABALHO DE METODOLOGIA CIENTÍFICA MINEIROS – GO 2014
  2. 2. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMA SUCROALCOOLEIRO Adriano Marinho de Oliveira, Alane Barros, Daniel Alencar, Guilherme Gomes, Laura Daniele, Maria de Fatima, Roberta Amorim TRABALHO DE METODOLOGIA CIENTÍFICA MINEIROS – GO 2014 Trabalho acadêmico apresentado à Universidade Estadual de Goiás como parte das exigências da disciplina de Metodologia Científica do ano de 2014, sob a orientação da prof.ª Cibelle Paixão.
  3. 3. 1. Introdução Metodologia científica é o estudo dos métodos ou dos instrumentos necessários para a elaboração de um trabalho científico. É o conjunto de técnicas e processos empregados para a pesquisa e a formulação de uma produção científica. A metodologia é o estudo dos métodos, especialmente dos métodos das ciências. É um processo utilizado para dirigir uma investigação da verdade, no estudo de uma ciência ou para alcançar um fim determinado. A Metodologia científica aborda as principais regras para uma produção científica, fornecendo as técnicas, os instrumentos e os objetivos para um melhor desempenho e qualidade de um trabalho científico. A pesquisa é uma das atividades primordiais para a elaboração dos trabalhos realizados com base na metodologia científica. É a fase da investigação e da coleta de dados sobre o tema a ser estudado.
  4. 4. Tipos de pesquisa Pesquisa quantitativa Pesquisa qualitativa Pesquisa etnográfica Pesquisa participante Pesquisa ação Estudo de casos Análise de conteúdos Pesquisa bibliográfica, documental, experimental Pesquisa de campo Pesquisa exploratória e explicativa
  5. 5. Metodologia de Pesquisa Qualitativa Não se preocupa com relação aos números mas sim com relação ao aprofundamento e de como ela será compreendida pelas pessoas. Os pesquisadores que utilizam este método procuram explicar o porquê das coisas, explorando o que necessita ser feito sem identificar os valores que se reprimem a prova de dados, porque os dados analisados por este método não estão baseados em números. Metodologia de Pesquisa Quantitativa Diferente da pesquisa qualitativa, este método busca por resultados que possam ser quantificados, pelo meio da coleta de dados sem instrumentos formais e estruturados de uma maneira mais organizada e intuitiva. Pesquisa Acadêmica Esta é realizada na academia, ou seja, em uma instituição de ensino superior sempre sendo conduzida por pesquisadores que geralmente são os professores universitários ou pesquisadores independentes. Este tipo de pesquisa visa o conhecimento para determinada disciplina que o acadêmico esteja estudando. Pesquisa Exploratória Esta pesquisa busca constatar algo em um organismo ou em determinado fenômeno de maneira a se familiar com o fenômeno investigado de modo que o próximo passo da pesquisa possa ser melhor compreendida e com maior precisão. Pesquisa Experimental Esta pesquisa envolve qualquer tipo de experimento que auxilie no desenvolvimento da pesquisa. Pesquisa Laboratorial Muitas vezes confundida com a pesquisa experimental mesmo que algumas sejam de cunho experimental, porém, muitas vezes as ciências sociais e humanas deixam de lado este tipo de pesquisa por tratar de estudos que envolvem experiências. O que o denomina como laboratorial é o fato de que elas ocorrem em situações controladas. A maioria das pesquisas é realizada em locais fechados (laboratórios) e até mesmo ao ar livre ou em ambientes artificiais. Em todas as pesquisas laboratoriais necessitam de um ambiente possível de ser controlado, estabelecido de forma prévia de acordo com o estudo a ser desenvolvido.
  6. 6. Pesquisa empírica Realizada em qualquer ambiente, se dá por meio de tentativa e erro. A principal finalidade desta pesquisa é testar hipóteses que tratam de relações de causa e efeito. Pesquisa de campo Este tipo de pesquisa vai muito além da observação dos fatos e fenômenos e faz uma coleta do que ocorre na realidade a ser pesquisada. Depois disso, elas são analisadas e seus dados são interpretados com base em uma fundamentação teórica sólida com o desígnio de elucidar o problema pesquisado. Pesquisa Teórica Este tipo de pesquisa faz uma análise de determinada teoria, sempre utilizando embasamentos teóricos para explicar a pesquisa que está sendo levantada. Artigos científicos é um exemplo de uma pesquisa teórica. Pesquisa Etinografica Esse instrumento primordial que denominamos Etnografia pertence a uma determinada tradição de estudos e de investigação na produção de materiais para servir de análise que, simultaneamente, tem sido ferramenta técnica e metodologica. Como técnica, é a abordagem que mais tem se proliferado em pesquisas de desenvolvimento, implementação, avaliação e monitoramento de projetos na área de políticas públicas e sociais – saúde, educação, meio ambiente –, e da mesma maneira em áreas privadas relacionadas à cultura corporativa e à gestão do conhecimento. Vários têm sido os projetos de avaliação e monitoramento nas relações de trabalho que requisitam etnógrafos (ou equipes de etnógrafos) na investigação do desempenho dos projetos em desenvolvimento. Seja sob o ponto de vista da cultura organizacional, do marketing do varejo ou das redes de relações interpessoais em ambientes de trabalho. A pesquisa etnográfica apresenta e traduz a prática da observação, da descrição e da análise das dinâmicas interativas e comunicativas como uma das mais relevantes técnicas. Assim, ao se avaliar programas e projetos, visando a recomendação de soluções para os problemas e impasses identificados, deve-se levar em conta as evidências da observação e da descrição, elementos cruciais da atividade etnográfica. E, se é a partir dos encontros e relacionamentos que extraímos a compreensão e explicação das experiências humanas, que se dão no mundo da vida, no mundo do trabalho, no mundo do entretenimento e da arte, então, somente poderemos extrair as
  7. 7. evidências necessárias para compreender os contextos destes relacionamentos, a partir das análises das dinâmicas que marcam esses encontros. A filosofia da pesquisa etnográfica repousa na “doutrina” que compreende a vida e a existência social como localizadas e resultantes no fato mais óbvio: o encontro e o relacionamento. E é nesse e desse encontro que emergem todas as formas de negociação, solidariedade, valores, redes, transmissão, trocas, simbologias e cerimônias, conflitos, compartilhamentos, etc. Pesquisa participante Busca o envolvimento da comunidade na análise de sua própria realidade. Ela se desenvolve a partir da interação entre pesquisadores e membros das situações investigadas. PESQUISA-AÇÃO A Pesquisa-ação é uma metodologia coletiva, que favorece as discussões e a produção cooperativa de conhecimentos específicos sobre a realidade vivida, a partir da perspectiva do esmorecimento das estruturas hierárquicas e das divisões em especialidades, que fragmentam o cotidiano. Se constituiu enquanto prática desnaturalizada e tem como foco Estudo de Caso São expressões sinônimas que designam um método da abordagem de investigação em ciências sociais simples ou aplicadas. Consiste na utilização de um ou mais métodos qualitativos de recolha de informação e não segue uma linha rígida de investigação. Caracteriza-se por descrever um evento ou caso de uma forma longitudinal. O caso consiste geralmente no estudo aprofundado de uma unidade individual, tal como: uma pessoa, um grupo de pessoas, uma instituição, um evento cultural, etc. Quanto ao tipo de casos estudo, estes podem ser exploratórios, descritivos, ou explanatórios. A designação dada a este tipo de estudo aprofundado transitou posteriormente das ciências sociais para o domínio das ciências aplicadas, sob a designação de caso de estudo. Efetivamente, o termo estudo de caso é usado quase exclusivamente para designar a análise de informação e a sua discussão em ciências sociais como a sociologia, a psicologia ou as ciências da educação, enquanto o termo caso de estudo é preferido para designar os casos de aplicação de metodologias ou técnicas nas ciências aplicadas principal de análise as redes de poder e o caráter desarticulador dos discursos e das práticas instituídas no convívio social. Analise de conteúdo
  8. 8. O presente artigo propõe-se a apresentar uma metodologia de análise de dados qualitativos, geralmente denominada análise de conteúdo. A partir de um conjunto de fundamentos caracterizando esta metodologia, a matéria prima com que trabalha, assim como os diferentes objetivos que pode focalizar, apresenta-se uma descrição de um conjunto de passos segundo os quais pode ser concebida e aplicada. Destaca-se neste sentido a categorização, descrição e interpretação como etapas essenciais desta metodologia de análise. Finaliza-se o trabalho discutindo diferentes possibilidades de aplicação desta metodologia Pesquisa bibliográfica A pesquisa bibliográfica abrange a leitura, análise e interpretação de livros, periódicos, textos legais, documentos mimeografados ou xerocopiados, mapas, fotos, manuscritos etc.Pesquisa bibliográfica tem por objetivo conhecer as diferentes contribuições científicas disponíveis sobre determinado tema. Pesquisa Experimental A pesquisa experimental se dá por tentativa e erro, e é realizada em qualquer ambiente.São investigações de pesquisa empírica que têm como principal finalidade testar hipóteses que dizem respeito a relações de causa e efeito. Pesquisa documental A pesquisa documental assemelha-se muito à pesquisa bibliográfica. A diferença essencial entre ambas está na natureza das fontes. Enquanto a pesquisa bibliográfica se utiliza fundamentalmente das contribuições dos diversos autores sobre determinado assunto, a pesquisa documental vale-se de materiais que não recebem ainda um tratamento analítico, ou que ainda podem ser re-elaborados de acordo com os objetos da pesquisa Pesquisa explicativa Considera-se ser este o tipo de pesquisa que explica a razão, o porquê dos fenômenos, uma vez que aprofunda o conhecimento de uma dada realidade. Assim, pelo fato de esta modalidade estar calcada em métodos experimentais, ela se encontra mais direcionada para as ciências físicas e naturais. Mesmo que a margem de erros represente um fator relevante, sua contribuição é bastante significativa, dada a sua aplicação prática. Em face dessas características, pode-se dizer que a pesquisa explicativa geralmente utiliza as formas relativas à pesquisa experimental. Por exemplo, a partir de um objeto de estudo, no qual se identificam as variáveis que
  9. 9. participam do processo, bem como a relação de dependência existente entre estas variáveis. Ao final, parte-se para a prática, visando à interferência na própria realidade.
  10. 10. 2. Conclusão De acordo com os fatos mencionados referentes as pesquisas, notasse que, existem vários métodos de pesquisas que servem para nos orientar a produzir vários trabalhos de formas eficaz. Ou seja, sem um modo de pesquisa não seria possível chegar a um trabalho bem feito. A pesquisa nos auxilia a viver pois não existe nada sem pesquisa não se produz nada sem uma pesquisa especifica de alguma coisa. Assim podemos notar que sem uma pesquisa seja ela do tipo que for (bibliográfica, etnográfica, etc) não é possível obter qualidade ao executar um certo tipo de trabalho seja ele qual for.
  11. 11. Bibliografia www.portaleducacao.com.br monografias.brasilescola.com pt.wikipedia.org/wiki/Pesquisa profludfuzzimetodologia.blogspot.com www.insper.edu.br/casos/estudo-caso/ www.coladaweb.com

×