Controlo e armazenagem de mercadorias

524 visualizações

Publicada em

Controlo e armazenagem de mercadorias

Publicada em: Aperfeiçoamento pessoal
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Controlo e armazenagem de mercadorias

  1. 1. Adriana Arezes Andreia Ferreira Tiago Dantas Associação Comercial E Industrial De Barcelos Isabel Araújo 10/07/2015
  2. 2. • No âmbito da UFCD de controlo e armazenagem de mercadorias serão mostradas as refinarias
  3. 3. A Galp Energia é hoje o único grupo integrado de produtos petrolíferos e gás natural de Portugal, com atividades que se estendem desde a exploração e produção de petróleo e gás natural, à refinação e distribuição de produtos petrolíferos, à distribuição e venda de gás natural e à geração de energia elétrica.
  4. 4. • A Galp Energia adquire a diferentes fornecedores o petróleo bruto que processa nas suas refinarias de Sines e Matosinhos. Refinaria Sines Refinaria Matosinhos
  5. 5.  Tanques; Colunas de Destilação; Reservatórios; Oleodutos; (tubulação fechada que é utilizada para transportar petróleo e seus derivados) Camiões de Transporte;
  6. 6. Fornalhas; Torres de Fracionamento Cais de enchimento Monobóias (onde se ancoram navios em alto-mar para transformar óleo produzido) Navios
  7. 7. Receção de petróleo bruto e de outras matérias-primas; Alimentação de unidades processuais; Receção dos diferentes produtos componentes; Mistura dos diferentes componentes (blending) com vista a produzir o produto acabado dentro das especificações aplicáveis; Expedição por navio-tanque, veículo-cisterna, vagão-cisterna e tubagem (CLC e Borealis).
  8. 8. • A refinaria de Sines tem uma capacidade de armazenagem de 3.056.000 metros cúbicos. • Todos os movimentos registados nos tanques da refinaria de Sines são refletidos num documento, o inventário diário de armazenagem.
  9. 9. Na área de armazenagem, que ocupa uma área de 105 hectares, armazenam-se e movimentam-se, por bombagem, todos os produtos desde as matérias-primas aos produtos finais, passando por aqueles que se encontram ainda na fase intermédia de produção. É constituída por cerca de 251 reservatórios que perfazem uma capacidade total de 1.900.000 m³.
  10. 10. o Os produtos líquidos são expedidos por veículos cisterna ou embalados. o Alguns produtos são transferidos por oleodutos para outras instalações com armazenagem própria. o Um oleoduto que permite a expedição por barco dos seus produtos;
  11. 11.  Requisição de Material; Ficha de Fornecedor; Nota de Encomenda;  Faturas; Guia de Remessa/Guia de Transporte; Ficha de cliente.
  12. 12. Transporte - Todos os condutores de veículos que transportem combustíveis devem possuir formação (ter um certificado), os veículos devem estar devidamente assinalados com etiquetas que representem os combustíveis. Armazém – Procurar se existem problemas de armazenamento e identificá-los, temperaturas e pavimento devem ser/estar adequados.
  13. 13. • Prevenindo uma calamidade em que o petróleo momentaneamente “desapareça” do mercado, a Galp é obrigada a ter um stock de segurança. • São grandes quantidades a aprovisionar em permanência e cujo custo de imobilização é enorme. • Como a reposição de stocks é automaticamente obrigatória para manter o stock de segurança, se saem 100 toneladas para refinar, têm de entrar 100 toneladas para armazenar.
  14. 14.  http://www.galpenergia.com/PT/agalpenergia/os-nossos- negocios/Refinacao- Distribuicao/ARL/Refinacao/RefinariaSines/Documents/AF_Data book_Sines_2013_PT.pdf  http://www.galpenergia.com/PT/investidor/ConhecerGalpEnergia/ Os-nossos-negocios/Refinacao- Distribuicao/ARL/Refinacao/Paginas/Home.aspx  https://www.google.com/ Manual da UFCD.

×