Adriana Arezes nº1

Cristina Sardinha
O desejo de subir, de alcançar o topo é próprio do ser humano, que se antes o fazia
...
Introdução……………………………………………………………………………………..2
O que é?.......................................................................


No âmbito da disciplina de Práticas de Atividades Físicas e Desportivas e
Educação Física do módulo 9, irei abordar a a...
o

O objectivo geral da escalada é o de conseguir ascender por superfícies quase verticais, em
gelo, rocha ou paredes arti...
Na origem, a escalada aparece como uma atividade derivada do
montanhismo e utilizada como treino para corridas
de alpinism...


Durante um século o material evolui ao ritmo da capacidade do escalador e viceversa e a cada época corresponde uma clas...
Meio natural



É quando se progride por uma
parede de rocha apoiando-se
somente nas agarras naturais da
pedra.
 Os equ...


Escalada em livre tradicional



Progressão artificial em rocha



Escalada desportiva



Big Wall



Escalada desp...
Quando se progride por uma parede de rocha apoiando-se somente nas
agarras naturais da pedra, podemos dizer que fazemos um...


É uma derivação da escalada em rocha.



É uma forma de treinar os alpinistas nas cidades para escalar
montanhas. Na E...


Foi na década de 60 que aconteceram as primeiras competições
de escalada, na Ucrânia.



As provas eram de velocidade ...


Nessa modalidade é necessário ter equipamentos para progredir numa via,
o contrário do que acontece numa escalada em li...


Uma Big Wall acontece quando uma equipa é obrigada a passar pelo menos
uma noite no meio de uma escalada (no meio de um...


A escalada alpina acontece em paredes inóspitas e de difícil acesso em clima
severo.



Os escaladores são muito exigi...


Uma cascata de gelo aparece no inverno de países gelados, quando uma
cachoeira congela, encantando turistas e alpinista...


O bouldering acontece sobre rochas a pouca altura do chão. Uma sequência de
movimentos vigorosos e difíceis acontece se...


Equipamento básico



Equipamento coletivo

o

Arnês ou baudrier
Pés de gato
Magnésio
Saco de magnésio (carregado a
ci...
Equipamento básico
o

Uma espécie de cinto revestido que amarra o corpo do escalador à corda, de
modo a que em caso de que...
Para evitar a humidade das mãos e facilitar a sua aderência às paredes;

Para transportar o magnésio, para poder ser usado...
o

Tem função de elo de ligação e não é mais do que uma peça metálica em
forma de aro com um troço de abertura em mola a f...


Chapa de metal (aço, alumínio, inox),
dobrada em L, com dois orifícios. Um
orifício está preso à parede por um
parafuso...
Equipamento coletivo


São elásticas de forma a absorver grande parte da energia,
para que no caso de uma queda o corpo n...


Aparelho mecânico criado para dar segurança. O seu funcionamento é
semelhante ao dos cintos de segurança dos automóveis...
1.Encordoar com nó de oito;
2. Passar sempre pelo arnês;
3. Verificar visualmente o nó.


Nunca encordoar a um mosquetão ...
Colocação frontal

Colocação em aderência

25

Colocação frontal externa

Colocação com calcanhar

Colocação frontal inter...
Tracçao por dedos

Mão em tração invertida

Dedos em aderência
26

Dedos em pinça
o

Aprender bem o nó de encordoamento do Baudrier à corda.

o

Na rocha usar sempre o capacete.

o

Nunca começar a escala...


Superar o objetivo inicial: subir; atinge outros objetivos como o
desenvolvimento de várias capacidades do ser humano, ...


Conhecimento: princípios físicos (fator de queda etc.); do equipamento e da
utilização



Noção: Riscos e como evitá-l...


Para finalizar estre trabalho posso concluir que sob o meu ponto de vista,
segundo a minha pesquisa, a escalada é um de...
Bibliografia





















http://www.senado.gov.br/comissoes/ce/ap/AP20080604_Silverio_Filho.pdf
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Escalada

5.302 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.302
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
174
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Escalada

  1. 1. Adriana Arezes nº1 Cristina Sardinha O desejo de subir, de alcançar o topo é próprio do ser humano, que se antes o fazia por necessidade e desafio à sua própria existência, agora o faz para testar os seus limites e ver até onde consegue chegar por si e em relação aos outros. 1
  2. 2. Introdução……………………………………………………………………………………..2 O que é?.........................................................................................................................................................3 Origem…………………………………………………………………………………………4 Evolução………………………………………………………………………………………..5 Locais de prática de escalada…………………………………………………………………...6 Tipos de escalada……………………………………………………………………………….7 Material necessário…………………………………………………………………………….16 Equipamento básico……………………………………………………………………………17 Equipamento coletivo …………………………………………………………………………21 O encordoamento……………………………………………………………………………....23 Colocação dos pés……………………………………………………………..24 Colocação das mãos………………………………….25 A segurança na escalada………………………..26 Contributo da escalada para o desenvolvimento das capacidades motoras……………27 Segurança……………………………………………28 Conclusão………………………………………………..29 Bibliografia………………………………………………………………………….......30                  2
  3. 3.  No âmbito da disciplina de Práticas de Atividades Físicas e Desportivas e Educação Física do módulo 9, irei abordar a atividade de Escalada. Será mostrado a sua origem, o equipamento, riscos, a classificação e alguns sítios onde se realiza a pratica desta atividade.  O desejo de subir, de alcançar o topo é próprio do ser humano, que se antes o fazia por necessidade e desafio à sua própria existência, agora o faz para testar os seus limites e ver até onde consegue chegar por si e em relação aos outros. 3
  4. 4. o O objectivo geral da escalada é o de conseguir ascender por superfícies quase verticais, em gelo, rocha ou paredes artificiais construídas propositadamente para a prática desportiva. o Não é uma actividade que possa ser considerada dispendiosa, exigindo sim muito esforço, concentração, capacidade de resistência, grande controlo mental, grande conhecimento e controle corporal, bem como uma boa capacidade de visualização imagética para movimentos sequenciais. 4 É o desenvolver a capacidade de ultrapassar as nossas dificuldades, de conhecer os
  5. 5. Na origem, a escalada aparece como uma atividade derivada do montanhismo e utilizada como treino para corridas de alpinismo. A escalada como pratica de ortiva aparece no século XIX em Dresden na Alemanha de Leste, e no ("Lake District") na Inglaterra. o 5
  6. 6.  Durante um século o material evolui ao ritmo da capacidade do escalador e viceversa e a cada época corresponde uma classificação do nível de dificuldade. Existem várias escalas de graduação sendo as mais conhecidas as escalas de Fontainebleau e de Hueco Tanks.  Na primeira a classificação progrediu da seguinte maneira: 1913: nível 5; 1917: nível 6; 1970: nível 7; 1983: nível 8; 1991: nível 9. O aparecimento das muros de escalada a partir de 1960 um real impulso ao conhecimento desta prática como à sua evolução desta disciplina.  6
  7. 7. Meio natural  É quando se progride por uma parede de rocha apoiando-se somente nas agarras naturais da pedra.  Os equipamentos que são utilizados nessas condições apenas servem para proteger os escaladores de um acidente. Nesse tipo de escalada, é preciso bastante equilíbrio psicológico, dependendo das dificuldades encontradas na rocha. 7  Meio artificial  Justifica-se por ser quando não há possibilidades para a escalada em meio natural e o escalador emprega meios não naturais para sua progressão.  Durante a subida o escalador vai colocando os seus pontos de segurança na rocha com dispositivos especiais, por onde faz correr a corda que o segurará..  A utilização de meios não naturais para alcançar o cume justifica-se apenas para aumentar as possibilidades do escalador.
  8. 8.  Escalada em livre tradicional  Progressão artificial em rocha  Escalada desportiva  Big Wall  Escalada desportiva em estruturas artificiais  Escalada alpina  Alta Montanha  Cascatas em gelo  Boulder  8 Escalada desportiva de competição
  9. 9. Quando se progride por uma parede de rocha apoiando-se somente nas agarras naturais da pedra, podemos dizer que fazemos uma escala em livre. Os equipamentos que são utilizados nessas condições apenas servem para proteger os escaladores de um acidente, mas de forma alguma os ajudam a subir a rocha. o o A escalada esportiva acontece em condições mais simples e seguras, o que permite ao escalador que se preocupe apenas com o seu desempenho físico. o Nessa modalidade, compõem a via: protecções fixas que sejam próximas e de alta qualidade, com fácil acesso e boa ancoragem para o segurador. As vias normalmente são curtas e possuem alto grau de dificuldade. 9
  10. 10.  É uma derivação da escalada em rocha.  É uma forma de treinar os alpinistas nas cidades para escalar montanhas. Na Europa e nos Estados Unidos é possível encontrar muitos ginásios de escalada desportiva, frequentados pelos atletas que buscam as montanhas e também por aqueles que nunca chegarão a escalar uma rocha de verdade, mas são apaixonados pelo desporto. 10
  11. 11.  Foi na década de 60 que aconteceram as primeiras competições de escalada, na Ucrânia.  As provas eram de velocidade e aconteciam em rochas naturais. Com a criação dos muros artificiais, as competições foram levadas para as praças públicas e os ginásios. 11
  12. 12.  Nessa modalidade é necessário ter equipamentos para progredir numa via, o contrário do que acontece numa escalada em livre. As vias são mais difíceis e exigem equipamento adequado.  Os grampos são bastante utilizados, além de uma incrível parafernália especializada para todo o tipo de situação. Para o escalador, fica o desafio de levar a menor quantidade possível de equipamentos para uma aventura. 12
  13. 13.  Uma Big Wall acontece quando uma equipa é obrigada a passar pelo menos uma noite no meio de uma escalada (no meio de uma parede). É um misto de escalada livre e artificial e exige muita técnica e experiência dos participantes.  Para uma Big Wall, é preciso içar muitos equipamentos parede acima, além de água, alimentos, barracas, sacos de dormir. 13
  14. 14.  A escalada alpina acontece em paredes inóspitas e de difícil acesso em clima severo.  Os escaladores são muito exigidos e precisam ter conhecimento acumulado de escalada em rocha e gelo, metereologia, logística e travessia de glaciares. 14
  15. 15.  Uma cascata de gelo aparece no inverno de países gelados, quando uma cachoeira congela, encantando turistas e alpinistas.  Para se aventurar nessa escalada, é preciso muita experiência, técnica, bom preparo físico, conhecimento e controle psicológico. 15
  16. 16.  O bouldering acontece sobre rochas a pouca altura do chão. Uma sequência de movimentos vigorosos e difíceis acontece sem a utilização de cordas de proteção.  Essa modalidade está muito disseminada entre os escaladores modernos e pode atingir altos graus de dificuldade, tornando-se uma atividade emocionante e desafiadora.  Colchões podem ser usados para proteger o escalador de uma possível queda. http://www.youtube.com/watch?v=MsauN_Txwb w 16
  17. 17.  Equipamento básico  Equipamento coletivo o Arnês ou baudrier Pés de gato Magnésio Saco de magnésio (carregado a cintura) Mosquetão Anel de cordino Plaqueta Capacete o Cordas dinâmicas o Fitas e cordeletes o Gri-Gri o o «oito» o o o o o o o 17
  18. 18. Equipamento básico o Uma espécie de cinto revestido que amarra o corpo do escalador à corda, de modo a que em caso de queda esta seja protegida, evitando lesões ou pressões irregulares no corpo (deve ser escolhido algo justo e nunca folgado); o Sapatos firmes e ajustados ao pé. São indispensáveis, porque a força de braços é secundária e a aderência dos pés é muito importante. Em geral são comprados dois números abaixo do calçado normal. Isto permite que o sapato não dobre nas pequenas fendas e se mantenha rijo contra a rocha. 18
  19. 19. Para evitar a humidade das mãos e facilitar a sua aderência às paredes; Para transportar o magnésio, para poder ser usado durante a subida; 19
  20. 20. o Tem função de elo de ligação e não é mais do que uma peça metálica em forma de aro com um troço de abertura em mola a fim de se proceder à fixação e fecho. Um mosquetão de segurança leva um dispositivo roscado que não permite que se abra inadvertidamente. o Cordino com 7 mm de diâmetro e 1,80 m de comprimento, fechado em anel, com nó de pescador. o É usado com o “nó de Machard” como segurança no rapel. 20
  21. 21.  Chapa de metal (aço, alumínio, inox), dobrada em L, com dois orifícios. Um orifício está preso à parede por um parafuso, o outro orifício serve para passar o mosquetão, como ponto de segurança.  Uma protecção indispensável, que protege a cabeça do escalador, da queda de pequenas pedras ou outros objectos. 21
  22. 22. Equipamento coletivo  São elásticas de forma a absorver grande parte da energia, para que no caso de uma queda o corpo não sofra esticões que provoquem lesões na coluna;  Para estabelecer pontos de segurança à medida que o escalador ascende (assegurando pontos seguros a várias alturas, evitando as quedas graves); 22
  23. 23.  Aparelho mecânico criado para dar segurança. O seu funcionamento é semelhante ao dos cintos de segurança dos automóveis;  Serve para provocar atrito na corda. O seu funcionamento é idêntico ao do Gri-Gri, mas não é automático; 23
  24. 24. 1.Encordoar com nó de oito; 2. Passar sempre pelo arnês; 3. Verificar visualmente o nó.  Nunca encordoar a um mosquetão de seguro no arnês. 24
  25. 25. Colocação frontal Colocação em aderência 25 Colocação frontal externa Colocação com calcanhar Colocação frontal interna Colocação frontal em fenda
  26. 26. Tracçao por dedos Mão em tração invertida Dedos em aderência 26 Dedos em pinça
  27. 27. o Aprender bem o nó de encordoamento do Baudrier à corda. o Na rocha usar sempre o capacete. o Nunca começar a escalar sem avisar o colega que dá segurança. o Alertar segurador sempre que a corda esteja folgada ao iniciar a via. o Ouvir com atenção as instruções do mestre. Não lhe responder nem justificar. 27
  28. 28.  Superar o objetivo inicial: subir; atinge outros objetivos como o desenvolvimento de várias capacidades do ser humano, entre elas a força, a resistência de força, a agilidade e a flexibilidade.  Além das capacidades fisicas e técnicas, como o equilíbrio e a agilidade, a escalada esportiva desenvolve capacidades mentais em seus praticantes, como por exemplo, a paciência e a capacidade de se ler a via, ou seja, escolher o melhor caminho para se chegar no alto, e a persistência em não desistir no meio do caminho. 28
  29. 29.  Conhecimento: princípios físicos (fator de queda etc.); do equipamento e da utilização  Noção: Riscos e como evitá-los;  Comportamento: atenção a possíveis riscos; atenção aos movimentos do companheiro, respeito.  A outros escaladores ao redor: comandos padronizados, reflexão, autocrítica. 29
  30. 30.  Para finalizar estre trabalho posso concluir que sob o meu ponto de vista, segundo a minha pesquisa, a escalada é um desporto procurado por causa da curiosidade e o radicalismo. Faz com que as pessoas que sofram de vertigens, se radicalizem e podem ate perder o medo das alturas.  Ao longo do trabalho é referido o conceito, as técnicas e também o material utilizado na escalada. 30
  31. 31. Bibliografia                  http://www.senado.gov.br/comissoes/ce/ap/AP20080604_Silverio_Filho.pdf http://www.slideshare.net/victormagalhaescole/escalada-7949502#btnNext http://www.arlivre.com/actividades/escalada.htm https://www.google.pt/#q=escalada+ http://www.montanhaescalada.com/html/escalada.html http://www.fcmportugal.com/PresentationLayer/conteudo.aspx?menuid=841&exmenui d=842 http://clubedeescalada.blogspot.pt/2009/03/ http://www.slideshare.net/alberto.garciahuerta/escalada-7403923 http://www.slideshare.net/juliojijon/escalada-13397183 http://www.infopedia.pt/$escalada;jsessionid=ewvBEZTTLP2AfMMmM2VEXQ__ http://pt.scribd.com/doc/34456957/escalada http://www.marski.org/artigos/121-artigos-tecnicos/24-historia-do-montanhismo-e-daescalada http://www.camadeira.com/escalada/main/escalada/historia_escalada.htm http://www.desportoescolar.min-edu.pt/modalidade.aspx?id=444 http://www.efdeportes.com/efd154/conhecendo-montanhismo-e-a-escalada-emrocha.htm http://bussolas.com/artigos/como-se-iniciar-pratica-escalada http://www.ammamagazine.com/vamos-conhecer/vamos-conhecer-modalidadesdesportivas/1242-escalada 31

×