Os Centros e o Saber

244 visualizações

Publicada em

Quarto Caminho

Publicada em: Espiritual, Tecnologia, Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
244
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os Centros e o Saber

  1. 1. Centros, suas Partes e o Saber / Compreender.
  2. 2. Como os Centros não são visíveis, devemos estudar as Funções dos Centros, isto é, como as coisas “acontecem”. Deve-se observar as Funções e inseri-las nas categorias abaixo, omitindo casos duvidosos. Intelectuais (pensamento) Emocionais (sentimento) Instintivas (sensação)
  3. 3. Saber é relacionado com um Centro e a compreensão é relacionada com todos os Centros. È ter o “sentimento e a sensação” de que tudo se liga ao saber. Na prática diária sabemos diferenciar “saber” e “saber fazer”, saindo da prática e indo para o campo das idéias, “saber fazer” torna-se compreender. O “Conhecimento” completo necessita passar pelo crivo “simultâneo” do pensamento, sentimento e sensação. (Pág77/78/76).
  4. 4. Centro Intelectual: Funciona por comparação e quando desequilibrado desenvolve a imaginação iniciada pelos centros emocional e instintivo. Cria-se o devaneio e atividade mental inútil. Funcionando no lugar do emocional é lento para tomar decisões que deveriam ser rápidas diante de situações não planejadas previamente. Centro Emocional: Funciona posicionando-se diante das sensações agradáveis e desagradáveis.Desequilibrado pode ocupar o lugar do Intelectual agindo rápida e impulsivamente quando há necessidade de ponderação Instintivo/Motor: Funciona com as sensações dos cinco sentidos (audição,visão, olfato,tato,gustação). Funciona automaticamente por natureza ou por aprendizado (Motor). Não há necessidade de atenção e quando assume o lugar do intelectual ocorre o falar e ouvir mecanicamente. Está pronto para assumir o lugar na ausência do Centro Intelectual.
  5. 5. • “A observação e luta contra o mecânico é difícil e maçante mas sem isso é impossível a observação de si.” (pág135) • “O homem que trabalha sobre si convenientemente deve levar em consideração as mudanças indesejáveis ou qualidades inerentes à maquina, opostas à meta.” (pág131) • Tema extraído do Livro Fragmentos de um ensinamento desconhecido — Em busca do milagroso, de P.D. Ouspensky • www.apollo.org • Centro de Porto Alegre • 07/10 2004
  6. 6. • “A observação e luta contra o mecânico é difícil e maçante mas sem isso é impossível a observação de si.” (pág135) • “O homem que trabalha sobre si convenientemente deve levar em consideração as mudanças indesejáveis ou qualidades inerentes à maquina, opostas à meta.” (pág131) • Tema extraído do Livro Fragmentos de um ensinamento desconhecido — Em busca do milagroso, de P.D. Ouspensky • www.apollo.org • Centro de Porto Alegre • 07/10 2004

×