Nomes: Adriano Alves N°: 01 Turma: 1°ET-Z       Rafael Nunes      38
Teoria Estruturalista  A Teoria Estruturalista, assim como aTeoria da Burocracia, faz parte também da        abordagem est...
Com isso, podemos afirmar:                         TEORIA DA            ÊNFASE NA                        BUROCRACIA       ...
ORIGENS DA TEORIA                    ESTRUTURALISTA  1° OPOSIÇÃO ENTRE A           2° NECESSIDADE DETEORIA TRADICIONAL E D...
A SOCIEDADE DE         ORGANIZAÇÕES     PARA OS ESTRUTURALISTAS, ASOCIEDADE MODERNA E INDUSTRIALIZADA  É UM SOCIEDADE DE O...
As organizações passaram por um        processo de desenvolvimento ao longo                  de quatro etapas:1° Etapa da ...
AS ORGANIZAÇÕES      As organizações constituem a forma      dominante de instituição da moderna     sociedade: são a mani...
O Homem Organizacional    Em quanto a Teoria Clássica caracteriza o “HomoEconomicus” e a Teoria das Relações Humanas como ...
O homem moderno, ou seja, o homemorganizacional, para ser bem sucedido em todas   as organizações precisa ter as seguintes...
Organização Formal e               InformalENQUANTO A TEORIA CLÁSSICA SE CONCENTRAVA NA ORGANIZAÇÃO FORMAL E A TEORIA DAS ...
Os Diferentes Enfoques da       Organização  AS ORGANIZAÇÕES PARA OS ESTRUTURALISTAS PODEM SER  CONCEBIDAS SEGUNDO DUAS   ...
MODELO RACIONAL DA  ORGANIZAÇÃO: CONCEBE A ORGANIZAÇÃO COM UM MEIO DELIBERADO E RACIONAL DEALCANÇAR METAS CONHECIDAS.
MODELO NATURAL DE ORGANIZAÇÃO:  CONCEBE A ORGANIZAÇÃO COM UMCONJUNTO DE PARTES INDEPENDENTESQUE, JUNTAS, CONSTITUEM UM TOD...
Os Níveis da Organização    Para Parsons, as organizações se  defrontam com uma multiplicidade de    problemas que são cla...
Assim as organizações se desdobram   em três níveis organizacionais:         Nível Institucional          Nível Gerencial ...
MODELO                  INSTITUCIONAL             _______________________                   GERENCIAL    _________________...
A DIVERSIDADE DE ORGANIZAÇÕES   ENQUANTO A ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA E AESCOLA DAS RELAÇÕES HUMANAS FOCALIZARAM AS FÁBRICAS...
ANÁLISE     INTERORGANIZACIONALOS ESTRUTURALISTAS ALÉM DE SE PREOCUPAR COM OS FENÔMENOS INTERNOS, TAMBÉM SE    PREOCUPAM C...
Tipologia das Organizações Não existem duas organizações iguais. As   organizações são diferentes entre si eapresentam eno...
Tipologia de Etzione  Segundo Etzione, asorganizações possuem asseguintes características:1° Divisão de Trabalho e Atribui...
Para Etzione, os meios de controleutilizados pela organização podem ser   classificados em três categorias:           Cont...
Assim, existem três tipos de interesseou de envolvimento dos participantes           da organização:              Alienató...
A tipologia de organizações de Etzione  classifica-as com base no uso e no       significado da obediência:       1° Organ...
Tipo de       Tipos de                   Permanência                               Controle                     Envolvimen...
Tipologia de Blau e ScottAs tipologias de organização se baseiamem características e dimensões comuns a   várias organizaç...
Para Blau e Scott, há quatrocategorias de participantes que se beneficiam de uma organização             formal:      1° O...
A tipologia de Blau e Scott tem avantagem de enfatizar a força do podere da influência do beneficiário sobre asorganizaçõe...
Objetivos OrganizacionaisOsa objetivos organizacionais constituem  um campo de estudos explorado pelosautores neoclássicos...
Os objetivos organizacionais têm             várias funções:    1° A apresentação de uma situação futura2° Os objetivos co...
Os objetivos são unidades simbólicasou ideias que a organização pretende atingir e transformar em realidade.
Nesse sentido, Etzione refere-se a dois modelos de organização:      Modelos de Sobrevivência        Modelos de Eficiência
Ambiente Organizacional• As organizações vivem em um mundo humano , social, político, econômico. Elas    existem em um con...
A Interdependência das Organizações          com a Sociedade.       Nenhuma organização é autônoma ou   autossuficiente. T...
Estratégia OrganizacionalA estratégia é conceituada como a maneira pela qualuma organização lida com seu ambiente para ati...
Para os estruturalistas existem estratégias de        competição e de cooperação.
1° Competição: É uma forma de rivalidade entre      duas ou mais organizações frente à mediação deEX:                   te...
2° Ajuste ou Negociação: é uma estratégia que busca  negociações para um acordo quanto à troca de bens ou        serviços ...
4° Coalizão: Refere-se a combinação de duas ou      mais organizações para alcançar um objetivo emEX:                     ...
Conflitos OrganizacionaisPara os estruturalistas, os conflitos   são elementos geradores das    mudanças e da inovação na ...
Existem tipos de situações dentro dasorganizações que provocam conflitos: 1° Conflito Entre Autoridade do Especialista(con...
Etzione sugere três tipos de organização, do ponto de     vista de como se organiza o conhecimento:            a) Organiza...
2° Dilemas da Organização Segundo                     Blau e Scott Há uma relação de mútua dependência entre conflito e mu...
Segundo Blau e Scott, há três dilemas básicos             na organização formal:      1° Dilema entre Coordenação e Comuni...
Apreciação Crítica da Teoria EstruturalistaEmbora o estruturalismo não constitua uma teoria própria e distinta na TGA, gan...
Em uma rápida apreciação, pode-se         relevar o seguinte:1° Convergência de Várias Abordagens Divergentes         2° A...
Referência BibliográficaLivro: Idalberto Chiavenato, Introdução à Teoria Geral da                     Administração. Links...
Obrigado  PelaAtenção!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teoria Estruturalista

26.810 visualizações

Publicada em

  • continuar a propor informacoes do genero seria benefico para quem que quer informacoes para consumo
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Teoria Estruturalista

  1. 1. Nomes: Adriano Alves N°: 01 Turma: 1°ET-Z Rafael Nunes 38
  2. 2. Teoria Estruturalista A Teoria Estruturalista, assim como aTeoria da Burocracia, faz parte também da abordagem estruturalista.
  3. 3. Com isso, podemos afirmar: TEORIA DA ÊNFASE NA BUROCRACIA ESTRUTURA ABORDAGEMESTRUTURALISTA ÊNFASE NA TEORIA ESTRUTURA, ESTRUTURALISTA NAS PESSOAS NO AMBIENTE
  4. 4. ORIGENS DA TEORIA ESTRUTURALISTA 1° OPOSIÇÃO ENTRE A 2° NECESSIDADE DETEORIA TRADICIONAL E DAS VISUALIZAR A ORGANIZAÇÃO RELAÇÕES HUMANAS COM UMA UNIDADE SOCIAL 3° A INFLUÊNCIA DO 4° NOVO CONCEITO ESTRUTURALISMO NAS DE ESTRUTURA CIÊNCIAS SOCIAIS
  5. 5. A SOCIEDADE DE ORGANIZAÇÕES PARA OS ESTRUTURALISTAS, ASOCIEDADE MODERNA E INDUSTRIALIZADA É UM SOCIEDADE DE ORGANIZAÇÕES,DAS QUAIS O HOMEM PASSA A DEPENDER PARA NASCER, VIVER E MORRER
  6. 6. As organizações passaram por um processo de desenvolvimento ao longo de quatro etapas:1° Etapa da Natureza 3° Etapa do Capital2° Etapa do Trabalho 4° Etapa da Organização
  7. 7. AS ORGANIZAÇÕES As organizações constituem a forma dominante de instituição da moderna sociedade: são a manifestação de uma sociedade altamente especializada e interdependente que se caracteriza por um crescente padrão de vida.
  8. 8. O Homem Organizacional Em quanto a Teoria Clássica caracteriza o “HomoEconomicus” e a Teoria das Relações Humanas como “ O Homem Social”... ... a Teoria Estruturalista focaliza “O Homem Organizacional”, ou seja, aquele que desempenha diversas funções e várias organizações.
  9. 9. O homem moderno, ou seja, o homemorganizacional, para ser bem sucedido em todas as organizações precisa ter as seguintes características de personalidade: Flexibilidade Tolerância as Frustrações Capacidade de Adiar as Recompensas Permanente Desejo de Realização
  10. 10. Organização Formal e InformalENQUANTO A TEORIA CLÁSSICA SE CONCENTRAVA NA ORGANIZAÇÃO FORMAL E A TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS SOMENTE NA ORGANIZAÇÃO INFORMAL, OS ESTRUTURALISTAS TENTAM ESTUDAR ORELACIONAMENTO ENTRE AMBAS AS ORGANIZAÇÕES: A FORMAL E A INFORMAL, EM UMA ABORDAGEM MÚLTIPLA.
  11. 11. Os Diferentes Enfoques da Organização AS ORGANIZAÇÕES PARA OS ESTRUTURALISTAS PODEM SER CONCEBIDAS SEGUNDO DUAS DIFERENTES CONCEPÇÕES:
  12. 12. MODELO RACIONAL DA ORGANIZAÇÃO: CONCEBE A ORGANIZAÇÃO COM UM MEIO DELIBERADO E RACIONAL DEALCANÇAR METAS CONHECIDAS.
  13. 13. MODELO NATURAL DE ORGANIZAÇÃO: CONCEBE A ORGANIZAÇÃO COM UMCONJUNTO DE PARTES INDEPENDENTESQUE, JUNTAS, CONSTITUEM UM TODO. OOBJETIVO BÁSICO É A SOBREVIVÊNCIA DO SISTEMA.
  14. 14. Os Níveis da Organização Para Parsons, as organizações se defrontam com uma multiplicidade de problemas que são classificados e categorizados para que a responsabilidade por sua solução sejaatribuída a diferentes níveis hierárquicos da organização.
  15. 15. Assim as organizações se desdobram em três níveis organizacionais: Nível Institucional Nível Gerencial Nível Técnico
  16. 16. MODELO INSTITUCIONAL _______________________ GERENCIAL _________________________________________ TÉCNICO
  17. 17. A DIVERSIDADE DE ORGANIZAÇÕES ENQUANTO A ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA E AESCOLA DAS RELAÇÕES HUMANAS FOCALIZARAM AS FÁBRICAS, A ABORDAGEM ESTRUTURALISTAAMPLIOU O CAMPO DA ANÁLISE DA ORGANIZAÇÃO, A FIM DE INCLUIR OUTROS TIPOS DIFERENTES DE ORGANIZAÇÕES ALÉM DAS FÁBRICAS.
  18. 18. ANÁLISE INTERORGANIZACIONALOS ESTRUTURALISTAS ALÉM DE SE PREOCUPAR COM OS FENÔMENOS INTERNOS, TAMBÉM SE PREOCUPAM COM OS FENÔMENOS QUE OCORREM EXTERNAMENTE NAS ORGANIZAÇÕES, MAS QUE AFETAM OS QUE OCORREM DENTRO DELAS, OU SEJA, OS FENÔMENOS INTERNOS.
  19. 19. Tipologia das Organizações Não existem duas organizações iguais. As organizações são diferentes entre si eapresentam enorme variabilidade. Contudo, elas apresentam características que permitem classifica-las em classes ou tipos.
  20. 20. Tipologia de Etzione Segundo Etzione, asorganizações possuem asseguintes características:1° Divisão de Trabalho e Atribuição de Poder e Responsabilidade. 3° Substituição do Pessoal. 2° Centros de Poder.
  21. 21. Para Etzione, os meios de controleutilizados pela organização podem ser classificados em três categorias: Controle Físico Controle Material Controle Normativo
  22. 22. Assim, existem três tipos de interesseou de envolvimento dos participantes da organização: Alienatório Calculista Moral
  23. 23. A tipologia de organizações de Etzione classifica-as com base no uso e no significado da obediência: 1° Organizações Coercitivas 2° Organizações Utilitárias 3° Organizações Normativas
  24. 24. Tipo de Tipos de Permanência Controle Envolvimento ExemplosOrganizações Poder dos Utilizado Pessoal Participantes por Meio de Prêmios e Coação, Alienativo, Prisões eCoercitivas Coercitivo Imposição, Punições com base Força, Penitenciarias no temor Ameaça, Medo Moral e Convicção, Igrejas, Moral e MotivacionalNormativas Normativo Fé, Crença, Hospitais, Ético como Auto Ideologia Universidades expressão Interesse, Calculativo. Utilitárias Incentivos Empresas Remunerativo Vantagem Busca de Econômicos em Geral Percebida Vantagens
  25. 25. Tipologia de Blau e ScottAs tipologias de organização se baseiamem características e dimensões comuns a várias organizações, como se elas existissem no vazio.
  26. 26. Para Blau e Scott, há quatrocategorias de participantes que se beneficiam de uma organização formal: 1° Os próprios membros da organização2° Os proprietários, dirigentes ou acionistas da organização 3° Os clientes da organização 4° O público em geral
  27. 27. A tipologia de Blau e Scott tem avantagem de enfatizar a força do podere da influência do beneficiário sobre asorganizações a ponto de condicionar a sua estrutura e objetivos.
  28. 28. Objetivos OrganizacionaisOsa objetivos organizacionais constituem um campo de estudos explorado pelosautores neoclássicos e estruturalistas. As organizações são unidades sociais que procuram atingir objetivos específicos: asua razão de ser é servir a esses objetivos.
  29. 29. Os objetivos organizacionais têm várias funções: 1° A apresentação de uma situação futura2° Os objetivos constituem uma fonte de legitimidade 3° Os objetivos servem como padrões 4° Os objetivos servem como unidade de medida
  30. 30. Os objetivos são unidades simbólicasou ideias que a organização pretende atingir e transformar em realidade.
  31. 31. Nesse sentido, Etzione refere-se a dois modelos de organização: Modelos de Sobrevivência Modelos de Eficiência
  32. 32. Ambiente Organizacional• As organizações vivem em um mundo humano , social, político, econômico. Elas existem em um contexto ao qual denominamos ambiente. • A organização depende de outras organizações para seguir o seu caminho e atingir os seus objetivos.
  33. 33. A Interdependência das Organizações com a Sociedade. Nenhuma organização é autônoma ou autossuficiente. Toda organização depende de outras organizações e da sociedade em geral para poder sobreviver.
  34. 34. Estratégia OrganizacionalA estratégia é conceituada como a maneira pela qualuma organização lida com seu ambiente para atingir seus objetivos.
  35. 35. Para os estruturalistas existem estratégias de competição e de cooperação.
  36. 36. 1° Competição: É uma forma de rivalidade entre duas ou mais organizações frente à mediação deEX: terceiro grupo.
  37. 37. 2° Ajuste ou Negociação: é uma estratégia que busca negociações para um acordo quanto à troca de bens ou serviços entre duas ou mais organizações. 3° Cooptação ou Coopção: É um processo para absorvernovos elementos estranhos na liderança ou no esquema detomada de decisão de uma organização, como um recurso para impedir ameaças externas à sua estabilidade ou existência.
  38. 38. 4° Coalizão: Refere-se a combinação de duas ou mais organizações para alcançar um objetivo emEX: comum. +
  39. 39. Conflitos OrganizacionaisPara os estruturalistas, os conflitos são elementos geradores das mudanças e da inovação na organização.
  40. 40. Existem tipos de situações dentro dasorganizações que provocam conflitos: 1° Conflito Entre Autoridade do Especialista(conhecimento) e a Autoridade Administrativa (Hierarquia)
  41. 41. Etzione sugere três tipos de organização, do ponto de vista de como se organiza o conhecimento: a) Organizações Especializadas b) Organizações Não-Especializadas c) Organizações de Serviços
  42. 42. 2° Dilemas da Organização Segundo Blau e Scott Há uma relação de mútua dependência entre conflito e mudança, pois as mudanças precipitam conflitos e osconflitos geram inovações. Os conflitos, mesmo ocultosou reprimidos pela rigidez burocrática, tornam-se a fonte inevitável da mudança organizacional.
  43. 43. Segundo Blau e Scott, há três dilemas básicos na organização formal: 1° Dilema entre Coordenação e Comunicação Livre 2° Dilema entre Disciplina Burocrática e a Especialização Profissional3° Dilema entre a Necessidade de Planejamento Centralizado e a Necessidade de Iniciativa Individual
  44. 44. Apreciação Crítica da Teoria EstruturalistaEmbora o estruturalismo não constitua uma teoria própria e distinta na TGA, ganhou nesta obra um lugar especial, para efeito didático.
  45. 45. Em uma rápida apreciação, pode-se relevar o seguinte:1° Convergência de Várias Abordagens Divergentes 2° Ampliação da Abordagem 3° Dupla Tendência Teórica 4° Análise Organizacional Mais Ampla 5° Inadequação das Tipologias Organizacionais 6° Teoria de Crise 7° Teoria de Transição e de Mudança
  46. 46. Referência BibliográficaLivro: Idalberto Chiavenato, Introdução à Teoria Geral da Administração. Links: lagoanovadestaque.blogspot.com noticias.r7.com obaudoedu.blogspot.com aomarblog.blogspot.com adesg.net.br colunistas.ig.com.br brasileconomico.ig.com.br tweetbuzz.us du-emmanuel.blogspot.com mafiosorigatti.blogspot.com delas.ig.com.br verticalpersianas.com.br contabilidadefinanceira.blogspot.com
  47. 47. Obrigado PelaAtenção!

×