SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
Função Social
da Escola
Celina Alves Arêas
Diretora do SINPRO MINAS – CONTEE e CTB
Esquema de Apresentação
1. Quem é a CONTEE
1.1. Princípios e Bandeiras
2. Função Social da Escola
2.1. Constituição Federal/1988 e LDB/1996
2.2. Concepção Coneb e Contee
2.3. Outras concepções
3. Conclusão
3.1. Campanhas da CONTEE: Educação não é
mercadoria e Comercializar estudantes é crime
Confederação Nacional dos Trabalhadores em
Estabelecimentos de Ensino
Princípios
1 – Defesa da escola pública, gratuita e laica em todos os níveis;
2 – Educação como direito de todos e dever do Estado;
3 – Regulamentação do ensino privado sob o controle do Estado;
4 – Não inclusão do setor na Educação na OMC;
5 – Não intromissão dos organismos internacionais nos rumos da
educação nacional;
6 – Defesa de um Sistema Nacional de Educação (rede pública e
setor privado).
Função Social da Escola
Texto referência da CONEB
• Educação é :
a) Processo e prática social constituída e
constituinte das relações sociais mais amplas;
b) Processo contínuo de formação;
c) Direito inalienável do cidadão.
• A prática social da Educação deve ocorrer em
espaços e tempos pedagógicos diferentes,
para atender às diferenciadas demandas
• Como prática social, a educação tem como lócus
privilegiado a escola, entendida como espaço de
garantia de direitos;
• Devemos trabalhar em defesa da educação pública,
gratuita, democrática, inclusiva e de qualidade social
para todos ;
• É fundamental a universalização do acesso, a
ampliação da jornada escolar e a garantia da
permanência bem-sucedida para crianças, jovens e
adultos, em todas as etapas e modalidades de
educação básica.
É indispensável à escola,
portanto:
• Socializar o saber sistematizado;
• Fazer com que o saber seja criticamente apropriado
pelos alunos;
• Aliar o saber científico ao saber prévio dos alunos
(saber popular);
• Adotar uma gestão participativa no seu interior;
•Contribuir na construção de um Brasil como um país
de todos, com igualdade, humanidade e justiça social.
Constituição Federal
1988
• Artigo 205
“A educação, direito de todos e dever
do Estado e da família, será promovida
e incentivada com a colaboração da
sociedade, visando ao pleno
desenvolvimento da pessoa, seu
preparo para o exercício da cidadania e
sua qualificação para o trabalho”.
LDBEN - 1996
TÍTULO I
Da Educação
Art. 1º A educação abrange os processos
formativos que se desenvolvem na vida familiar,
na convivência humana, no trabalho, nas
instituições de ensino e pesquisa, nos
movimentos sociais e organizações da sociedade
civil e nas manifestações culturais.
§ 2º A educação escolar deverá vincular-se ao
mundo do trabalho e à prática social.
TÍTULO II
Dos Princípios e Fins da Educação Nacional
Art. 2º A educação, dever da família e do Estado,
inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de
solidariedade humana, tem por finalidade o pleno
desenvolvimento do educando, seu preparo para o
exercício da cidadania e sua qualificação para o
trabalho.
Outras Concepções
• Paulo Freire:
a) A formação do sujeito deve contemplar o
desenvolvimento do seu papel dirigente na
definição do seu destino, dos destinos de sua
educação e da sua sociedade;
b) Formar o cidadão, construir conhecimentos,
atitudes e valores que tornem o estudante
solidário, crítico, ético e participativo;
• José Geraldo Bueno (PUC SP)
a) construção de um sistema de ensino que possa se
constituir em fator de mudança social
b) responsável pela formação das novas gerações em
termos de acesso à cultura , de formação do cidadão e
de constituição do sujeito social.
c) distinção entre a função da escola em relação à
origem social dos alunos trouxe importantes
contribuições para uma melhor compreensão da
complexidade dessa instituição, por outro, parece ter
desembocado, novamente, numa concepção abstrata
de escola, em particular em relação à escola pública,
como sendo aquela que, voltada fundamentalmente
para a educação das crianças das camadas populares,
cumpre o papel de reprodutora das relações sociais e
de apoio à manutenção do status quo.
• “Parece que, como sempre, os responsáveis
pelas políticas sociais (entre elas a da educação),
em nosso país, encontraram um novo ‘bode
expiatório’: as unidades escolares. No passado,
foram ou os alunos (por suas carências e/ou
dificuldades) ou os professores e a sua falta de
formação (como se essa falta de formação não
fosse produto das políticas educacionais). Agora,
parece que se transfere essa função social à
escola”.
• Pablo Gentili:
a) Visão neoliberal da função social da escola: “Na
perspectiva dos homens de negócios, nesse novo
modelo de sociedade, a escola deve ter por função a
transmissão de certas competências e habilidades
necessárias para que as pessoas atuem
competitivamente num mercado de trabalho altamente
seletivo e cada vez mais restrito.
b) A educação escolar deve garantir as funções de
classificação e hierarquização dos postulantes aos
futuros empregos (ou aos empregos do futuro). Para os
neoliberais, nisso reside a ‘função social da escola’.
Semelhante ‘desafio’ só pode ter êxito num mercado
educacional que seja, ele próprio, uma instância de
seleção meritocrática, em suma, um espaço altamente
competitivo”.
Conclusão
• Função social da escola:
Compromisso com a formação do cidadão e da
cidadã com fortalecimento dos valores de
solidariedade, compromisso com a
transformação dessa sociedade.
Filmes: Educação não é mercadoria e Comercializar Estudantes é Crime
Função social da escola
Função social da escola

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolareliasdemoch
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasMarcelo Assis
 
Função social da escola
Função social da escolaFunção social da escola
Função social da escolamtolentino1507
 
Didática
DidáticaDidática
Didáticagadea
 
Libâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosLibâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosSoares Junior
 
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISPOLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISJose Wilson Melo
 
Políticas públicas educacionais aula 1
Políticas públicas educacionais   aula   1Políticas públicas educacionais   aula   1
Políticas públicas educacionais aula 1Darlan Campos
 
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...Editora Moderna
 
Processo de Aprendizagem
Processo de AprendizagemProcesso de Aprendizagem
Processo de AprendizagemKelly Vanderlei
 
TENDENCIA PROGRESSISTA LIBERTADORA
TENDENCIA PROGRESSISTA LIBERTADORATENDENCIA PROGRESSISTA LIBERTADORA
TENDENCIA PROGRESSISTA LIBERTADORASandra Lourenco
 
Espaços não formais de Ensino - parte I
Espaços não formais de Ensino - parte IEspaços não formais de Ensino - parte I
Espaços não formais de Ensino - parte IOld Red Editions
 
Educação e direitos humanos Aula 6 - educação em direitos humanos definições
Educação e direitos humanos  Aula 6 - educação em direitos humanos definiçõesEducação e direitos humanos  Aula 6 - educação em direitos humanos definições
Educação e direitos humanos Aula 6 - educação em direitos humanos definiçõesCleide Magáli dos Santos
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilLuúh Reis
 

Mais procurados (20)

Tendência crítico social dos conteúdos
Tendência crítico social dos conteúdosTendência crítico social dos conteúdos
Tendência crítico social dos conteúdos
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
 
Função social da escola
Função social da escolaFunção social da escola
Função social da escola
 
Didática
DidáticaDidática
Didática
 
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃOFUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
 
Libâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosLibâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlos
 
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISPOLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
 
Políticas públicas educacionais aula 1
Políticas públicas educacionais   aula   1Políticas públicas educacionais   aula   1
Políticas públicas educacionais aula 1
 
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
 
Processo de Aprendizagem
Processo de AprendizagemProcesso de Aprendizagem
Processo de Aprendizagem
 
Inclusão
InclusãoInclusão
Inclusão
 
TENDENCIA PROGRESSISTA LIBERTADORA
TENDENCIA PROGRESSISTA LIBERTADORATENDENCIA PROGRESSISTA LIBERTADORA
TENDENCIA PROGRESSISTA LIBERTADORA
 
A Escola Nova
A Escola Nova A Escola Nova
A Escola Nova
 
Espaços não formais de Ensino - parte I
Espaços não formais de Ensino - parte IEspaços não formais de Ensino - parte I
Espaços não formais de Ensino - parte I
 
Educação e direitos humanos Aula 6 - educação em direitos humanos definições
Educação e direitos humanos  Aula 6 - educação em direitos humanos definiçõesEducação e direitos humanos  Aula 6 - educação em direitos humanos definições
Educação e direitos humanos Aula 6 - educação em direitos humanos definições
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
 
inclusão escolar
inclusão escolarinclusão escolar
inclusão escolar
 

Semelhante a Função social da escola

A educação para além do capital.pptx
A educação para além do capital.pptxA educação para além do capital.pptx
A educação para além do capital.pptxLoEleutrio
 
Parâmetros Curriculares Nacionais - Grupo 2
Parâmetros Curriculares Nacionais - Grupo 2Parâmetros Curriculares Nacionais - Grupo 2
Parâmetros Curriculares Nacionais - Grupo 2pibidsociais
 
Conselhos Escolares
Conselhos EscolaresConselhos Escolares
Conselhos Escolaresguestdb110e
 
Os 10 maiores problemas da educação básica no brasil (e suas possíveis soluções)
Os 10 maiores problemas da educação básica no brasil (e suas possíveis soluções)Os 10 maiores problemas da educação básica no brasil (e suas possíveis soluções)
Os 10 maiores problemas da educação básica no brasil (e suas possíveis soluções)Junior Ferreira
 
Conae eixo v apresentação power point
Conae eixo v   apresentação power pointConae eixo v   apresentação power point
Conae eixo v apresentação power pointberedacosta
 
Alberto Ribeiro Do Carmo O Papel Do Gestor
Alberto Ribeiro Do Carmo O Papel Do GestorAlberto Ribeiro Do Carmo O Papel Do Gestor
Alberto Ribeiro Do Carmo O Papel Do GestorCenpec
 
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianosGestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianosUlisses Vakirtzis
 
O papel da escola e suas demandas sociais
O papel da escola e suas demandas sociaisO papel da escola e suas demandas sociais
O papel da escola e suas demandas sociaisLoureni Reis
 
Conselho escolar e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualdade...
Conselho escolar e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualdade...Conselho escolar e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualdade...
Conselho escolar e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualdade...UBIRAJARA COUTO LIMA
 
Projeto De Lei Educadorsocial[1][1]
Projeto De Lei Educadorsocial[1][1]Projeto De Lei Educadorsocial[1][1]
Projeto De Lei Educadorsocial[1][1]Maria Gold
 
Cartilha eliezer final (1)
Cartilha eliezer final (1)Cartilha eliezer final (1)
Cartilha eliezer final (1)tamyris24
 
Aulas papel social_escola
Aulas papel social_escolaAulas papel social_escola
Aulas papel social_escolaSonia Souza
 
Fins e príncípios da Educação
Fins e príncípios da  EducaçãoFins e príncípios da  Educação
Fins e príncípios da EducaçãoAntonio Futuro
 

Semelhante a Função social da escola (20)

Artigo assistente scial na escola
Artigo assistente scial na escolaArtigo assistente scial na escola
Artigo assistente scial na escola
 
A educação para além do capital.pptx
A educação para além do capital.pptxA educação para além do capital.pptx
A educação para além do capital.pptx
 
Parâmetros Curriculares Nacionais - Grupo 2
Parâmetros Curriculares Nacionais - Grupo 2Parâmetros Curriculares Nacionais - Grupo 2
Parâmetros Curriculares Nacionais - Grupo 2
 
Disciplina
DisciplinaDisciplina
Disciplina
 
Conselhos Escolares
Conselhos EscolaresConselhos Escolares
Conselhos Escolares
 
Os 10 maiores problemas da educação básica no brasil (e suas possíveis soluções)
Os 10 maiores problemas da educação básica no brasil (e suas possíveis soluções)Os 10 maiores problemas da educação básica no brasil (e suas possíveis soluções)
Os 10 maiores problemas da educação básica no brasil (e suas possíveis soluções)
 
Sso na educação
Sso na educaçãoSso na educação
Sso na educação
 
Conae eixo v apresentação power point
Conae eixo v   apresentação power pointConae eixo v   apresentação power point
Conae eixo v apresentação power point
 
Alberto Ribeiro Do Carmo O Papel Do Gestor
Alberto Ribeiro Do Carmo O Papel Do GestorAlberto Ribeiro Do Carmo O Papel Do Gestor
Alberto Ribeiro Do Carmo O Papel Do Gestor
 
Etica e cidadania
Etica e cidadaniaEtica e cidadania
Etica e cidadania
 
Ética e Cidadania
Ética e CidadaniaÉtica e Cidadania
Ética e Cidadania
 
Livro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadaniaLivro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadania
 
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianosGestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
 
O papel da escola e suas demandas sociais
O papel da escola e suas demandas sociaisO papel da escola e suas demandas sociais
O papel da escola e suas demandas sociais
 
Conselho escolar e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualdade...
Conselho escolar e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualdade...Conselho escolar e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualdade...
Conselho escolar e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualdade...
 
AD Didática
AD DidáticaAD Didática
AD Didática
 
Projeto De Lei Educadorsocial[1][1]
Projeto De Lei Educadorsocial[1][1]Projeto De Lei Educadorsocial[1][1]
Projeto De Lei Educadorsocial[1][1]
 
Cartilha eliezer final (1)
Cartilha eliezer final (1)Cartilha eliezer final (1)
Cartilha eliezer final (1)
 
Aulas papel social_escola
Aulas papel social_escolaAulas papel social_escola
Aulas papel social_escola
 
Fins e príncípios da Educação
Fins e príncípios da  EducaçãoFins e príncípios da  Educação
Fins e príncípios da Educação
 

Último

PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalSilvana Silva
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 

Último (20)

PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 

Função social da escola

  • 1. Função Social da Escola Celina Alves Arêas Diretora do SINPRO MINAS – CONTEE e CTB
  • 2. Esquema de Apresentação 1. Quem é a CONTEE 1.1. Princípios e Bandeiras 2. Função Social da Escola 2.1. Constituição Federal/1988 e LDB/1996 2.2. Concepção Coneb e Contee 2.3. Outras concepções 3. Conclusão 3.1. Campanhas da CONTEE: Educação não é mercadoria e Comercializar estudantes é crime
  • 3. Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Princípios 1 – Defesa da escola pública, gratuita e laica em todos os níveis; 2 – Educação como direito de todos e dever do Estado; 3 – Regulamentação do ensino privado sob o controle do Estado; 4 – Não inclusão do setor na Educação na OMC; 5 – Não intromissão dos organismos internacionais nos rumos da educação nacional; 6 – Defesa de um Sistema Nacional de Educação (rede pública e setor privado).
  • 4. Função Social da Escola Texto referência da CONEB • Educação é : a) Processo e prática social constituída e constituinte das relações sociais mais amplas; b) Processo contínuo de formação; c) Direito inalienável do cidadão. • A prática social da Educação deve ocorrer em espaços e tempos pedagógicos diferentes, para atender às diferenciadas demandas
  • 5. • Como prática social, a educação tem como lócus privilegiado a escola, entendida como espaço de garantia de direitos; • Devemos trabalhar em defesa da educação pública, gratuita, democrática, inclusiva e de qualidade social para todos ; • É fundamental a universalização do acesso, a ampliação da jornada escolar e a garantia da permanência bem-sucedida para crianças, jovens e adultos, em todas as etapas e modalidades de educação básica.
  • 6. É indispensável à escola, portanto: • Socializar o saber sistematizado; • Fazer com que o saber seja criticamente apropriado pelos alunos; • Aliar o saber científico ao saber prévio dos alunos (saber popular); • Adotar uma gestão participativa no seu interior; •Contribuir na construção de um Brasil como um país de todos, com igualdade, humanidade e justiça social.
  • 7. Constituição Federal 1988 • Artigo 205 “A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”.
  • 8. LDBEN - 1996 TÍTULO I Da Educação Art. 1º A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais. § 2º A educação escolar deverá vincular-se ao mundo do trabalho e à prática social.
  • 9. TÍTULO II Dos Princípios e Fins da Educação Nacional Art. 2º A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.
  • 10. Outras Concepções • Paulo Freire: a) A formação do sujeito deve contemplar o desenvolvimento do seu papel dirigente na definição do seu destino, dos destinos de sua educação e da sua sociedade; b) Formar o cidadão, construir conhecimentos, atitudes e valores que tornem o estudante solidário, crítico, ético e participativo;
  • 11. • José Geraldo Bueno (PUC SP) a) construção de um sistema de ensino que possa se constituir em fator de mudança social b) responsável pela formação das novas gerações em termos de acesso à cultura , de formação do cidadão e de constituição do sujeito social. c) distinção entre a função da escola em relação à origem social dos alunos trouxe importantes contribuições para uma melhor compreensão da complexidade dessa instituição, por outro, parece ter desembocado, novamente, numa concepção abstrata de escola, em particular em relação à escola pública, como sendo aquela que, voltada fundamentalmente para a educação das crianças das camadas populares, cumpre o papel de reprodutora das relações sociais e de apoio à manutenção do status quo.
  • 12. • “Parece que, como sempre, os responsáveis pelas políticas sociais (entre elas a da educação), em nosso país, encontraram um novo ‘bode expiatório’: as unidades escolares. No passado, foram ou os alunos (por suas carências e/ou dificuldades) ou os professores e a sua falta de formação (como se essa falta de formação não fosse produto das políticas educacionais). Agora, parece que se transfere essa função social à escola”.
  • 13. • Pablo Gentili: a) Visão neoliberal da função social da escola: “Na perspectiva dos homens de negócios, nesse novo modelo de sociedade, a escola deve ter por função a transmissão de certas competências e habilidades necessárias para que as pessoas atuem competitivamente num mercado de trabalho altamente seletivo e cada vez mais restrito. b) A educação escolar deve garantir as funções de classificação e hierarquização dos postulantes aos futuros empregos (ou aos empregos do futuro). Para os neoliberais, nisso reside a ‘função social da escola’. Semelhante ‘desafio’ só pode ter êxito num mercado educacional que seja, ele próprio, uma instância de seleção meritocrática, em suma, um espaço altamente competitivo”.
  • 14. Conclusão • Função social da escola: Compromisso com a formação do cidadão e da cidadã com fortalecimento dos valores de solidariedade, compromisso com a transformação dessa sociedade. Filmes: Educação não é mercadoria e Comercializar Estudantes é Crime