As duas faces do ProJovem Urbano: a
imprensa escrita e a sala de aula

Liana Crespo Portella
Orientadora: Profª Drª Sonia ...
1 – Introdução
Na história da educação de jovens e adultos trabalhadores no

Brasil, constata-se a contínua falta de compr...
2 – O PROJOVEM:
O

Programa

Nacional

de

Inclusão

de

Jovens:

Educação, Qualificação e Ação Comunitária – PROJOVEM
sur...
“O programa é contemporâneo e inovador e está antenado
com a situação de vulnerabilidade social que a juventude do
país vi...
2.1 – O curso oferece:
Segundo segmento do Ensino Fundamental;
Inglês;
Qualificação Profissional;
Aulas de informática;
Aç...
O Sistema de Monitoramento e Avaliação do ProJovem
(SMA) revelou a necessidade de algumas mudanças no Programa a
partir da...
3 – O “novo” formato do ProJovem Integrado:
O ProJovem Integrado é resultado da união de alguns
programas já existentes, a...
ProJovem

ProJovem Urbano

Faixa etária de 18 a 24 anos

Faixa etária de 18 a 29 anos

Não ter vínculo formal

Pode ter ví...
4 – Objetivos da pesquisa:
 Geral:
- Observar como a imprensa escrita apresenta o ProJovem
Urbano a partir de fevereiro d...
Perante os objetivos explicitados, irei apresentar alguns
contrapontos entre a imprensa escrita e a sala de aula. Ressalta...
Imprensa escrita:

Sala de aula:
“Sabe, já perdi muito tempo,
agora tenho que correr atrás
daquilo que deixei o tempo leva...
Qualificação Profissional
Imprensa escrita:
“A formação básica e a qualificação profissional, atreladas à participação
cid...
Evasão
Imprensa escrita:
“A Sejuv, conhecendo as dificuldades destes jovens, oferecerá um curso de
capacitação para os pro...
Aulas de Informática

Imprensa escrita:
“...estamos investindo fortemente na ampliação das oportunidades para
recuperar o ...
Sala de aula:
- 20 alunos em média na sala de aula
- 15 computadores

4 da escola
11 fornecido pelo ProJovem Urbano (Linux...
5 – Considerações Finais:
Percebe-se com a análise das reportagens que o ProJovem Urbano,
para algumas pessoas, é consider...
A notícia ressalta a falta de compromisso do Estado com a
educação pública e isso está refletindo cada vez mais na saúde d...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As duas faces projovem urbano imprensa escrita sala de aula (por liana portella)

547 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
547
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As duas faces projovem urbano imprensa escrita sala de aula (por liana portella)

  1. 1. As duas faces do ProJovem Urbano: a imprensa escrita e a sala de aula Liana Crespo Portella Orientadora: Profª Drª Sonia Maria Rummert
  2. 2. 1 – Introdução Na história da educação de jovens e adultos trabalhadores no Brasil, constata-se a contínua falta de compromisso com esses indivíduos, a quem são ofertados ações (programas e projetos) que tentam minimizar as disparidades presentes na sociedade de classes em que vivemos. A partir de 2003, no governo Luiz Inácio da Silva, percebe-se a ampliação das iniciativas voltadas a esse público por meio dos ministérios e demais órgãos sem, contudo, assegurar-lhes o acesso a educação básica. Dentre os quais destacam-se: o PROEJA, o Brasil Alfabetizado e o PROJOVEM.
  3. 3. 2 – O PROJOVEM: O Programa Nacional de Inclusão de Jovens: Educação, Qualificação e Ação Comunitária – PROJOVEM surgiu em 30 de junho de 2005, como apresenta a Lei nº 11.129/05, sob a coordenação da Secretaria-Geral da Presidência da República, em parceria com os Ministérios da Educação, do Trabalho e Emprego e o do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, com o objetivo de atender os jovens pouco escolarizados e que estão fora do mercado de trabalho.
  4. 4. “O programa é contemporâneo e inovador e está antenado com a situação de vulnerabilidade social que a juventude do país vive.” (http//www.projovem.gov.br/html/notícias/notícia37.html – 30.09.2006)
  5. 5. 2.1 – O curso oferece: Segundo segmento do Ensino Fundamental; Inglês; Qualificação Profissional; Aulas de informática; Ação Comunitária; Bolsa - auxílio de R$ 100,00;
  6. 6. O Sistema de Monitoramento e Avaliação do ProJovem (SMA) revelou a necessidade de algumas mudanças no Programa a partir das suas pesquisas de caráter qualitativo e quantitativo. Assim, em junho de 2008, esse programa ganha um novo formato, como apresenta a Lei nº 11.692, com o objetivo de “promover um programa amplo e diversificado de inclusão social dos jovens brasileiros, lançando-se o ProJovem Integrado, que se articula por duas noções básicas: OPORTUNIDADE para todos e DIREITOS universalmente assegurados”. (Projeto Pedagógico Integrado, 2008)
  7. 7. 3 – O “novo” formato do ProJovem Integrado: O ProJovem Integrado é resultado da união de alguns programas já existentes, a fim de padronizar as políticas voltadas a esses jovens. Veja o esquema abaixo: ANTES DA REFORMULAÇÃO DEPOIS DA REFORMULAÇÃO Escola de Fábrica Consórcio Social da Juventude ProJovem Trabalhador Juventude Cidadã ProJovem ProJovem Urbano Agente Jovem ProJovem Adolescente Saberes da Terra ProJovem Campo ProJovem Integrado
  8. 8. ProJovem ProJovem Urbano Faixa etária de 18 a 24 anos Faixa etária de 18 a 29 anos Não ter vínculo formal Pode ter vínculo formal Duração do curso de 12 meses Duração do curso de 18 meses 1200h presenciais 1600h 1560h presenciais 2000h 400h não presenciais Realização de um Exame Nacional Externo 440h não presenciais Realização de três Exame Nacional Externo
  9. 9. 4 – Objetivos da pesquisa:  Geral: - Observar como a imprensa escrita apresenta o ProJovem Urbano a partir de fevereiro de 2008. - Analisar comparativamente a realidade da sala de aula do ProJovem Urbano com as notícias apresentadas pela imprensa escrita sobre o mesmo.  Específico: - Empreender uma leitura crítica a respeito das notícias apresentadas pela imprensa escrita sobre o ProJovem percebendo quais Urbano, interesses sociais, econômicos e políticos estão envolvendo essas informações.
  10. 10. Perante os objetivos explicitados, irei apresentar alguns contrapontos entre a imprensa escrita e a sala de aula. Ressaltando que a pesquisa se encontra em andamento e, portanto, algumas questões ainda serão investigadas até o término do trabalho.
  11. 11. Imprensa escrita: Sala de aula: “Sabe, já perdi muito tempo, agora tenho que correr atrás daquilo que deixei o tempo levar. Muitos dos meus amigos estão bem hoje em dia e eu fiquei para trás”. (Depoimento de um aluno)
  12. 12. Qualificação Profissional Imprensa escrita: “A formação básica e a qualificação profissional, atreladas à participação cidadã, compõem os três principais eixos do programa”. (http://www.juventude.gov.br/e-fato/2009/07/09-07-2009-projovem-transforma-vida-deadolescentes-de-baixa-renda/ - 09.07.2009) Sala de aula: Em conversa informal com os alunos, percebi que a maior motivação se encontra na qualificação profissional.
  13. 13. Evasão Imprensa escrita: “A Sejuv, conhecendo as dificuldades destes jovens, oferecerá um curso de capacitação para os professores exaltando as especificidades desse público. O objetivo é tentar evitar a evasão”. (http://www.ogirassol.com.br/pagina.php?editoria=%C3%9Altimas%20Not%C3%ADcias 03.03.2009) Sala de aula: As aulas começaram em abril / 2009 contando com quatro turmas, hoje são apenas duas.
  14. 14. Aulas de Informática Imprensa escrita: “...estamos investindo fortemente na ampliação das oportunidades para recuperar o tempo perdido em termos de formação escolar e profissional, que hoje precisa incluir necessariamente a informática.” (http://www.projovem.gov.br/2008/interna.php?p=material&tipo=Noticias&cod=338 - 24.03.2008)
  15. 15. Sala de aula: - 20 alunos em média na sala de aula - 15 computadores 4 da escola 11 fornecido pelo ProJovem Urbano (Linux) Consequências: - Prejuízo no desenvolvimento dos conteúdos, pois a conexão estava muito lenta; - Dispersão dos alunos na hora da aula porque não havia como todos executar o que o professor estava apresentando; - Frustração do professor:  “Assim não dá para trabalhar, são pouquíssimos computadores em uso e, mesmo assim, se juntar os quatro não dá um!” e acrescentou “isso Brasília não vê”.
  16. 16. 5 – Considerações Finais: Percebe-se com a análise das reportagens que o ProJovem Urbano, para algumas pessoas, é considerado uma política positiva, mas precisamos pensar na educação numa perspectiva macro e não apenas micro, pois muitos indivíduos ainda não têm assegurado à educação básica pública, que se encontra por sua vez precária e esquecida como apresenta a matéria “As doenças do magistério” publicada na Folha Dirigida, na qual retirei um trecho: “Sindicatos cobram melhoria nas condições de trabalho Para representantes dos professores, problemas como salários, turmas lotadas, carência de pessoal para ambiente escolar, alunos mais violentos e falta baixos disciplinar o de infra- estrutura criam a combinação perfeita para derrubar a motivação e levar muitos docentes a hospitais. ‘A sensação de fracasso é muito grande.” (Folha dirigida – 24.03.2009)
  17. 17. A notícia ressalta a falta de compromisso do Estado com a educação pública e isso está refletindo cada vez mais na saúde dos educadores e na falta de interesse dos alunos com a educação. Contudo, é liberada verba para a implementação de políticas públicas que não promovem a universalização do ensino, mas tentam minimizar as disparidades existentes na sociedade. Assim, este programa é mais um exemplo de políticas públicas que, apesar de ser considerado “inovador”, continua com características de programa focais, compensatório e aligeirado, firmando cada vez mais o caráter dual do sistema educacional, que é consequência de uma sociedade também dual.

×