Pea 19 energização de subestação

320 visualizações

Publicada em

Inspeção e liberação de subestação

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
320
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pea 19 energização de subestação

  1. 1. CNPJ: 132.739.21/0001-70 – Rod. CE 422 S/N – km 11,5, CIPP, Pecém, São Gonçalo do Amarante - CE, Brasil, CEP: 62670-000 Capítulo 19. Energização de Subestação para Projeto CSP da CSPECEM, Ceará - Brazil 18 de abril de 2012 Companhia Siderúrgica do Pecém POSCO Engenharia e Construção do Brasil Ltd.
  2. 2. Projeto CSP TÍTULO: Capítulo 19. Energização de Subestação Para a CSP DOC. NO. CSP-CON-EP-DOC-019 PÁG 2 / 5 REV. 0 ` REVISÕES PROPÓSITO : P - PRELIMINAR I - PARA INFORMAÇÃO C - PARA CONTRATO Rev. PRO. Desccrição Por Che. Rev. Apr Data 0 I Emissão Inicial TGO GHS THK YJL 30/03/12 Nenhuma parte desse documento deve ser modificada, reproduzida ou disponibilizada publicamente de nenhuma forma sem a autorização da Posco E&C. CNPJ: 132.739.21/0001-70 – Rod. CE 422 S/N – km 11,5, CIPP, Pecém, São Gonçalo do Amarante - CE, Brasil, CEP: 62670-000
  3. 3. Projeto CSP TÍTULO: Capítulo 19. Energização de Subestação Para a CSP DOC. NO. CSP-CON-EP-DOC-019 PÁG 3 / 5 REV. 0 ` 1) Que tipo de trabalho deve ser finalizado antes da energização? Antes da energização, todas as obras que envolvem os circuitos elétricos a serem energizadas devem ser concluídas, incluindo:  Dutos e bandejas devem ser instalados corretamente;  Todos os cabos devem ser puxados e conectados aos painéis, equipamentos, luminárias e/ou tomadas;  Os painéis principais, de controle e de distribuição devem ser montados e instalados de maneira segura e com todos os dispositivos de segurança exigidos;  As subestações devem ser completamente finalizadas, incluindo a instalação dos transformadores e sistemas de proteção;  Testes de comissionamento devem ser aplicados quando necessário;  A área deve ser limpa e todos os equipamentos desnecessários bem como pessoas não envolvidas no processo de energização devem ser retirados; A NBR 5410 e a NBR 14039 item 7 apresenta os procedimentos para verificação da instalação antes da energização em circuitos de baixa tensão (NBR 5410) e circuitos de alta tensão (NBR 14039). As exigências da NR 10 também devem ser observadas. 2) Qual regulamentação cobre trabalhos em áreas energizadas? A NBR 5410 e a NBR 14039, item 7: Verificação Final dão as diretrizes do que deve ser feito antes de se energizar qualquer tipo de circuito. Trabalhos em equipamentos e instalações energizadas devem ser evitados e, sempre que possível, trabalhos com circuitos desenergizados são preferíveis, sempre seguindo as orientações de verificação, sinalização e bloqueio de reenergização. A NR 18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção diz em seu item 18.17.2: “As tomadas energizadas dos painéis devem ser protegidas sempre que são executados revestimentos e serviços de acabamento no local”. Assim, serviços de revestimento, acabamento e pintura podem ser realizados em ambientes energizados. Além disso, esta norma também diz através do item 18.21.15: “Os transformadores e subestações abaixadoras de tensão devem ser instalados em local isolado, sendo permitido somente o acesso de profissional legalmente qualificado ou trabalhador habilitado”. Adicionalmente, a NR 10 delimita três tipos de zonas de acesso próximas a pontos energizados: - Zona Livre (ZL): onde trabalhadores e pessoas comuns podem acessar; - Zona Controlada (ZC): onde somente pessoas autorizadas podem acessar; - Zona de Risco (ZR): restrita a trabalhadores autorizados e habilitados com a adoção de técnicas, ferramentas e equipamentos apropriados ao trabalho; - PE: ponto da instalação energizado; CNPJ: 132.739.21/0001-70 – Rod. CE 422 S/N – km 11,5, CIPP, Pecém, São Gonçalo do Amarante - CE, Brasil, CEP: 62670-000
  4. 4. Projeto CSP TÍTULO: Capítulo 19. Energização de Subestação Para a CSP DOC. NO. CSP-CON-EP-DOC-019 PÁG 4 / 5 REV. 0 ` - SI: superfície isolante construída com material durável e equipada com todos os equipamentos de segurança. Estas zonas são mostradas na figura 1 e os raios Rr e Rc estão especificados na tabela 1, em função da tensão do ponto energizado. Figura 1 – Zonas delimitadas pela NR 10. Tabela 1 – Raios das zonas Portanto, em cada zona delimitada pela NR 10 existe um tipo diferente de autorização para o acesso. Por exemplo, trabalhos de pintura feitos por um trabalhador comum apenas pode ser feito na zona livre. Na zona controlada, deve ser feito por trabalhadores autorizados e na zona de risco por CNPJ: 132.739.21/0001-70 – Rod. CE 422 S/N – km 11,5, CIPP, Pecém, São Gonçalo do Amarante - CE, Brasil, CEP: 62670-000 Tensão PE [kV] Rr – Raio Zona Restrita [m] Rc – Raio Zona Controlada [m]
  5. 5. Projeto CSP TÍTULO: Capítulo 19. Energização de Subestação Para a CSP DOC. NO. CSP-CON-EP-DOC-019 PÁG 5 / 5 REV. 0 ` trabalhadores autorizados e habilitados com a adoção de técnicas, ferramentas e equipamentos apropriados para o trabalho. Cabe ao departamento HSE determinar as autorizações de trabalho e a criação destas zonas no local. 3) Que tipo de permissão ou documentação é necessária para trabalhar em áreas energizadas e quem é responsável pela emissão da mesma (META, CSP, MTE)? Para trabalho a ser feito na zona livre, trabalhadores comuns podem ter acesso somente após a emissão da APT (Análise Preliminar do Trabalho), PT (Permissão de Trabalho), PTE (Permissão para Trabalhos Especiais) e ART (Análise de Risco da Tarefa) pela subcontratada. Qualquer trabalhador de qualquer empresa subcontratada, para atuar em áreas de risco, deve ser devidamente qualificado e treinado. Isto inclui o treinamento de NR 10. Por exemplo, serviços de pintura em área energizada a ser feito pelos funcionários da KCC somente podem se iniciar quando a KCC emite a APT, PT, PTE e ART. A inspeção será feita por técnicos da META e do departamento HSE da POSCO. Os trabalhos realizados em ZC e ZR são restritos a trabalhadores autorizados e habilitados, de acordo com a NR 10. APT, PT, PTE e ART também devem ser emitidas pela subcontratada. A inspeção será feita por técnicos da META e do departamento HSE da POSCO. CNPJ: 132.739.21/0001-70 – Rod. CE 422 S/N – km 11,5, CIPP, Pecém, São Gonçalo do Amarante - CE, Brasil, CEP: 62670-000
  6. 6. Projeto CSP TÍTULO: Capítulo 19. Energização de Subestação Para a CSP DOC. NO. CSP-CON-EP-DOC-019 PÁG 5 / 5 REV. 0 ` trabalhadores autorizados e habilitados com a adoção de técnicas, ferramentas e equipamentos apropriados para o trabalho. Cabe ao departamento HSE determinar as autorizações de trabalho e a criação destas zonas no local. 3) Que tipo de permissão ou documentação é necessária para trabalhar em áreas energizadas e quem é responsável pela emissão da mesma (META, CSP, MTE)? Para trabalho a ser feito na zona livre, trabalhadores comuns podem ter acesso somente após a emissão da APT (Análise Preliminar do Trabalho), PT (Permissão de Trabalho), PTE (Permissão para Trabalhos Especiais) e ART (Análise de Risco da Tarefa) pela subcontratada. Qualquer trabalhador de qualquer empresa subcontratada, para atuar em áreas de risco, deve ser devidamente qualificado e treinado. Isto inclui o treinamento de NR 10. Por exemplo, serviços de pintura em área energizada a ser feito pelos funcionários da KCC somente podem se iniciar quando a KCC emite a APT, PT, PTE e ART. A inspeção será feita por técnicos da META e do departamento HSE da POSCO. Os trabalhos realizados em ZC e ZR são restritos a trabalhadores autorizados e habilitados, de acordo com a NR 10. APT, PT, PTE e ART também devem ser emitidas pela subcontratada. A inspeção será feita por técnicos da META e do departamento HSE da POSCO. CNPJ: 132.739.21/0001-70 – Rod. CE 422 S/N – km 11,5, CIPP, Pecém, São Gonçalo do Amarante - CE, Brasil, CEP: 62670-000

×