TRANSTORNO BIPOLAR Por que é tão difícil identificar a doença? Adriana, Daniela, Giovanna, Luciana e Mariel – 3º B
TRANSTORNO BIPOLAR, O QUE É? <ul><li>Era chamado de psicose maníaco-depressiva, no entanto esse nome foi abandonado pois e...
SINTOMAS GERAIS <ul><li>Dificuldade em dedicar-se a uma carreira profissional </li></ul><ul><li>Dificuldade em manter prod...
FATORES AMBIENTAIS <ul><li>Demográficos (sexo, etnia) </li></ul><ul><li>Nascimento (complicações na gestão, estação do ano...
O QUE CAUSA O TRANSTORNO BIPOLAR? <ul><li>A causa desta doença não é inteiramente conhecida.  Apenas se tem conhecimento q...
SINAPSE - NEUROTRANSMISSORES
OUTRAS TEORIAS:
DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO <ul><li>Diagnóstico:  este deve ser feita por um medico psiquiatra;  não há exames ou imagens lab...
TB TIPO I <ul><li>O tipo I é a forma clássica em que o paciente apresenta os episódios de mania alternados com os depressi...
FASE MANÍACA - características <ul><li>Geralmente leva uma a duas semanas para começar e, se não tratada corretamente, pod...
<ul><li>Se distrai muito facilmente. </li></ul><ul><li>Perda da consciência a respeito de sua própria condição patológica....
FASE MANÍACA - SINTOMAS <ul><li>Sentimento de estar no topo do mundo, com uma alegria e bem-estar inabaláveis. </li></ul><...
FASE DEPRESSIVA - características <ul><li>É o oposto da fase maníaca. </li></ul><ul><li>O humor está depressivo </li></ul>...
FASE DEPRESSIVA - SINTOMAS <ul><li>Sentimentos irrealistas de tristeza, desespero e auto-estima baixa. </li></ul><ul><li>N...
TB TIPO II <ul><li>Não apresenta sintomas de mania, mas sim pelo menos um episódio de hipomania  </li></ul><ul><li>Maioria...
FASE HIPOMANÍACA  -  CARACTERÍSTICAS <ul><li>Estado, em grau mais leve, semelhante à mania </li></ul><ul><li>O prejuízo ao...
FASE HIPOMANÍACA - SINTOMAS <ul><li>Hiperatividade </li></ul><ul><li>Diminuição da necessidade de sono </li></ul><ul><li>A...
FASE DEPRESSIVA <ul><li>A fase depressiva do Transtorno Bipolar tipo I e do TB tipo II é igual, apresenta as mesmas caract...
ERROS DE DIAGNÓSTICO  <ul><li>É comum confundir o TB com: </li></ul><ul><li>Depressão unipolar, ao invés de depressão bipo...
BIPOLARIDADE NA INFÂNCIA <ul><li>Não se manifesta com episódios claros de humor elevado ou deprimido, e sim com humor mist...
CURIOSIDADES <ul><li>Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)... </li></ul><ul><li>Na década de 90, o TB foi a sexta m...
COMO TRATAR? <ul><li>O remédio mais comum é o Lítio, apesar de nem sempre ser indicado. </li></ul><ul><li>Pode-se também a...
FONTES <ul><li>http://209.85.215.104/search?q=cache:Jaa60qcQVq8J:www.terapeutaocupacional.com.br/transtorno_bipolar.htm+tr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Bipolar Apresentação final?

12.490 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.490
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
34
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
427
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bipolar Apresentação final?

  1. 1. TRANSTORNO BIPOLAR Por que é tão difícil identificar a doença? Adriana, Daniela, Giovanna, Luciana e Mariel – 3º B
  2. 2. TRANSTORNO BIPOLAR, O QUE É? <ul><li>Era chamado de psicose maníaco-depressiva, no entanto esse nome foi abandonado pois este transtorno não apresenta necessariamente sintomas psicóticos. </li></ul><ul><li>É considerado uma perturbação afetiva. </li></ul><ul><li>A característica principal dessa perturbação é a alternância de estados depressivos com maníacos. </li></ul><ul><li>Muitas vezes o diagnóstico correto só será feito depois de muitos anos. </li></ul><ul><li>Em alguns casos a fase depressiva pode durar 10 anos e o paciente é diagnosticado como depressivo e não bipolar. </li></ul>
  3. 3. SINTOMAS GERAIS <ul><li>Dificuldade em dedicar-se a uma carreira profissional </li></ul><ul><li>Dificuldade em manter produtividade e equilíbrio na vida afetiva </li></ul><ul><li>Descontrole das ações, pensamentos e falas </li></ul>
  4. 4. FATORES AMBIENTAIS <ul><li>Demográficos (sexo, etnia) </li></ul><ul><li>Nascimento (complicações na gestão, estação do ano, local) </li></ul><ul><li>Antecedentes pessoais (QI) </li></ul><ul><li>Sociais (padrão socioeconômico, estresse) </li></ul><ul><li>Familiares (perda familiar) </li></ul><ul><li>Outros problemas (epilepsia, trauma) </li></ul><ul><li>A presença de tantas variáveis dificulta ainda mais o diagnóstico </li></ul>
  5. 5. O QUE CAUSA O TRANSTORNO BIPOLAR? <ul><li>A causa desta doença não é inteiramente conhecida. Apenas se tem conhecimento que fatores biológicos, genéticos e sociais somados desencadeiam nesta doença. </li></ul><ul><li>Dentre os fatores biológicos estão envolvidas uma serie e teorias, mas nenhuma dessas foi ainda comprovada. </li></ul><ul><li>Observa-se uma tendência a indivíduos da mesma família apresentarem o transtorno bipolar, nos fazendo acreditar que esta está relacionada a genética. </li></ul><ul><li>Também acredita-se que fatores sociais estão envolvidos com o desenvolvimento desta doença. </li></ul>
  6. 6. SINAPSE - NEUROTRANSMISSORES
  7. 7. OUTRAS TEORIAS:
  8. 8. DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO <ul><li>Diagnóstico: este deve ser feita por um medico psiquiatra; não há exames ou imagens laboratoriais que possam identificar a doença. </li></ul><ul><li>Tratamento: pode ser feito de três maneiras: </li></ul><ul><li>acompanhamento psiquiátrico; </li></ul><ul><li>medicamento (Risperidona, medicamento a base de lítio); </li></ul><ul><li>ambos conciliados. </li></ul>
  9. 9. TB TIPO I <ul><li>O tipo I é a forma clássica em que o paciente apresenta os episódios de mania alternados com os depressivos. </li></ul><ul><li>A maioria dos pacientes apresenta uma tendência a fazer várias crises de um tipo e poucas do outra. </li></ul><ul><li>É a forma mais intensa : com forte alteração de humor </li></ul>
  10. 10. FASE MANÍACA - características <ul><li>Geralmente leva uma a duas semanas para começar e, se não tratada corretamente, pode durar meses. </li></ul><ul><li>O estado de humor está elevado. </li></ul><ul><li>Junto a essa elevação de humor, encontram-se sintomas como: </li></ul><ul><li>Diminuição da necessidade de sono. </li></ul><ul><li>O paciente apresenta uma forte pressão para falar ininterruptamente. Fuga-de-idéias </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Se distrai muito facilmente. </li></ul><ul><li>Perda da consciência a respeito de sua própria condição patológica. </li></ul><ul><li>Afeta 1% da população. </li></ul><ul><li>Bem-estar elevado o que dificulta convencê-lo de que está doente. </li></ul><ul><li>Podem surgir sintomas psicóticos típicos da esquizofrenia, como idéias deliróides, o que não significa uma mudança de diagnóstico, mas mostra um quadro mais grave. </li></ul>
  12. 12. FASE MANÍACA - SINTOMAS <ul><li>Sentimento de estar no topo do mundo, com uma alegria e bem-estar inabaláveis. </li></ul><ul><li>Paciente literalmente ri da própria desgraça </li></ul><ul><li>Sentimento de grandeza </li></ul><ul><li>Hiperatividade, o paciente não consegue ficar parado. </li></ul><ul><li>Senso de perigo comprometido </li></ul><ul><li>Grande confusão de idéias – pensamentos correm de forma incontrolável </li></ul><ul><li>Fala em tom de voz elevado </li></ul><ul><li>Explosões de raiva podem acontecer, mas desaparecem rapidamente </li></ul>
  13. 13. FASE DEPRESSIVA - características <ul><li>É o oposto da fase maníaca. </li></ul><ul><li>O humor está depressivo </li></ul><ul><li>O sono também está diminuído, mas ao contrário da fase maníaca, uma vez que o paciente acorda indisposto </li></ul><ul><li>Quando não tratada a fase maníaca pode durar meses também </li></ul><ul><li>Nem sempre a tristeza clássica está presente no episódio depressivo. </li></ul>
  14. 14. FASE DEPRESSIVA - SINTOMAS <ul><li>Sentimentos irrealistas de tristeza, desespero e auto-estima baixa. </li></ul><ul><li>Não se interessa pelo que costumava gostar ou ter prazer. </li></ul><ul><li>Cansa-se a toa. </li></ul><ul><li>O começo do dia costuma ser a pior parte do dia. </li></ul><ul><li>Dificuldade em concentrar-se no que faz, os pensamentos ficam inibidos. </li></ul><ul><li>Pensamentos negativos, em torno de morte ou doença. </li></ul><ul><li>Apetite inibido. </li></ul>
  15. 15. TB TIPO II <ul><li>Não apresenta sintomas de mania, mas sim pelo menos um episódio de hipomania </li></ul><ul><li>Maioria dos episódios são depressivos </li></ul><ul><li>Não é tão intensa quanto o tipo I </li></ul><ul><li>Tende a ter oscilações mais breves. </li></ul><ul><li>Pode iniciar na adolescência: oscilãções de humor </li></ul><ul><li>Parte dos pacientes só expressa a fase depressiva ao redor dos 40. </li></ul>
  16. 16. FASE HIPOMANÍACA - CARACTERÍSTICAS <ul><li>Estado, em grau mais leve, semelhante à mania </li></ul><ul><li>O prejuízo ao cliente não é tão intenso quanto o episódio de mania </li></ul><ul><li>Mudança no humor habitual para euforia ou irritabilidade </li></ul><ul><li>Ausência do juízo crítico -> proporcionando para si prejuízos morais e materiais </li></ul><ul><li>A hipomania pode ser confundida com estados de alegria desencadeada por eventos positivos, não percebeido pelos outros como exagerados. </li></ul>
  17. 17. FASE HIPOMANÍACA - SINTOMAS <ul><li>Hiperatividade </li></ul><ul><li>Diminuição da necessidade de sono </li></ul><ul><li>Aumento da sociabilidade </li></ul><ul><li>Tagarelice </li></ul><ul><li>Atividade física </li></ul><ul><li>Atividades prazerosas </li></ul><ul><li>Impaciência </li></ul><ul><li>A irritabilidade da hipomania pode ser confundida com reações normais a eventos negativos </li></ul>
  18. 18. FASE DEPRESSIVA <ul><li>A fase depressiva do Transtorno Bipolar tipo I e do TB tipo II é igual, apresenta as mesmas características e sintoma. </li></ul>
  19. 19. ERROS DE DIAGNÓSTICO <ul><li>É comum confundir o TB com: </li></ul><ul><li>Depressão unipolar, ao invés de depressão bipolar </li></ul><ul><li>Ansiedade, ao invés de humor misto ou turbulento </li></ul><ul><li>Déficit de atenção e hiperatividade - bipolares também são dispersivos e energéticos </li></ul><ul><li>Transtorno obsessivo-compulsivo - por serem pessoas de extremos e muito auto-exigentes </li></ul><ul><li>Fobias, por serem pessoas de extremos e reagirem intensamente. </li></ul><ul><li>Fobias, por serem pessoas de extremos e reagirem intensamente. </li></ul>
  20. 20. BIPOLARIDADE NA INFÂNCIA <ul><li>Não se manifesta com episódios claros de humor elevado ou deprimido, e sim com humor misto </li></ul><ul><li>Alta oscilação, irritabilidade, turbulência, distração, impulsividade e condutas desafiadoras. </li></ul><ul><li>Confundidos com déficit de atenção e hiperatividade </li></ul><ul><li>Tratamento com base em estabilizadores de humor e não com medicamentos como a Ritalina,utilizada em casos de déficit de atenção. A Ritalina em quem tem a bipolaridade costuma não funcionar ou deixar o humor mais elevado e confiante ou irritável. </li></ul>
  21. 21. CURIOSIDADES <ul><li>Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)... </li></ul><ul><li>Na década de 90, o TB foi a sexta maior causa de incapacitação do planeta </li></ul><ul><li>Cerca de 25% dos adolescentes com TB apresentam comportamento suicida </li></ul><ul><li>Em busca de uma solução, a maioria dos pacientes recorre ao uso de drogas e álcool, o que só agrava a situação </li></ul><ul><li>Estima-se que no Brasil podem existir até 15 milhões de portadores de TB, de forma mais ou menos acentuadas </li></ul><ul><li>Muitos profissionais nem sequer incluem o TB entre as possibilidades de diagnóstico </li></ul>
  22. 22. COMO TRATAR? <ul><li>O remédio mais comum é o Lítio, apesar de nem sempre ser indicado. </li></ul><ul><li>Pode-se também acrescentar anticonvulsivantes como o Tegretol, o Trileptal, o Depakene, o Depakote, o Topamax. </li></ul><ul><li>Na fase de mania também pode-se usar antipsicóticos </li></ul><ul><li>Apesar de questionável, na fase depressiva pode-se usar antidepressivos. </li></ul><ul><li>O tratamento com lítio ou algum anticonvulsivante deve ser definitivo . </li></ul><ul><li>Nada impede de o paciente ter recaídas. </li></ul>
  23. 23. FONTES <ul><li>http://209.85.215.104/search?q=cache:Jaa60qcQVq8J:www.terapeutaocupacional.com.br/transtorno_bipolar.htm+transtorno+bipolar+tipo+II&hl=pt-BR&ct=clnk&cd=3&client=safari </li></ul><ul><li>http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/atu3_07.htm </li></ul><ul><li>http://www.abtb.org.br/ </li></ul><ul><li>http://veja.abril.com.br/180707/p_114.shtm </li></ul>

×