Adelina Maria Pereira da Silva Universidade Aberta - Porto
EspaçoComunidade Mundo
O modo como as pessoas se relacionam  mudouA sociedade em que vivemos muda a  natureza humanaA internet isola o indivíduoA...
Capital Intelectual                                                      π                                                ...
Comparação Comunidade Física/Comunidade Virtual                              Comunidade Física                            ...
Comparação quanto aos métodos e tipos de Comunicação                                        Tipo                     A fav...
Pirâmide dos 12 princípios das ComunidadesFonte: Adaptado de Typaldos, C. (2000), RealCommunities.com
Comparação Rede Virtual/Rede Real                                     DEFINIÇÃO                 EXEMPLO INTERNET          ...
π                                                                              π                                          ...
UnidadeOmnipresençaOmnisciênciaSolidariedade                                criação                                criação...
Que tipo de relações são estabelecidas neste contexto?Qual a organização social dessa rede de relações? Haverá diferenças ...
Escola Secundária de Paços de Ferreira                      Condições: • Possuir computador com acesso à Internet; • Softw...
3 participantes1 participante1 participante2 participantes 1 participante1 participante
OpAMPS                  @AMPS            o Gerir o canal;            o Mudar o tópico de discussão;            o Impedir m...
Software SociometryPlus 2.0Produção do questionário sociométrico Escalão etário dos sujeitos (15-17 anos)Quatro vertentes ...
1. Indica as duas pessoas do grupo com quem preferiasAUTORIDADE OU          trabalhar ou fazer um trabalho escolar.RESPEIT...
[22:35]<EsPf> foi ás 11 da manhã![22:35] <jorga> cantao as nossas almas pra o menino eusebio uma salva de palmas[22:35] <j...
AUTORIDADE OU RESPEITO DO         GRUPO     1º Momento         2º Momento   (Contexto Real)   (Contexto Virtual )
CAPACIDADES ORGANIZATIVAS      1º Momento         2º Momento    (Contexto Real)   (Contexto Virtual )
À-VONTADE EM PÚBLICO   1º Momento         2º Momento (Contexto Real)   (Contexto Virtual )
ACTIVIDADES RECREATIVAS    1º Momento         2º Momento  (Contexto Real)   (Contexto Virtual )
Teste Estatístico – Qui-quadradoCom o teste do qui-quadrado verificamos  que apenas duas situações apresentavam  uma difer...
Correlação de CategoriasVerificamos que as variáveis e categorias  onde existe uma diferença são as  seguintes:• variável ...
Análise de Resultados – por             variáveisVerificamos que em função destas variáveis, a maior diferença se situa na...
☺ À-vontade com a tecnologia;  ☺ Alguns indivíduos são mais frequentadores das salas de chat;  ☺ Desinibição devido à util...
Análise dos Resultados Individuais                                               Variações individuais                    ...
Qualquer evolução tecnológica provoca medos, previsões negativas sobre osseus efeitos – como aconteceu com a rádio e telev...
«Se julgarmos que a máquina deita o Homem a perder, é talvez porque necessitamos derecuar um pouco para apreciar os efeito...
:-)       ;-)      ?
Mundos Reais Mundos Virtuais
Mundos Reais Mundos Virtuais
Mundos Reais Mundos Virtuais
Mundos Reais Mundos Virtuais
Mundos Reais Mundos Virtuais
Mundos Reais Mundos Virtuais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mundos Reais Mundos Virtuais

672 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
62
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mundos Reais Mundos Virtuais

  1. 1. Adelina Maria Pereira da Silva Universidade Aberta - Porto
  2. 2. EspaçoComunidade Mundo
  3. 3. O modo como as pessoas se relacionam mudouA sociedade em que vivemos muda a natureza humanaA internet isola o indivíduoA evolução tecnológica empurra o indivíduo para um mundo desprovido de valores
  4. 4. Capital Intelectual π Criação Capital π π Capital Social Cultural Condição CondiçãoCapital CiberespaçoTecnico Urbano Fonte: Adaptado de Pierre Levy, CRC, Université d’Ottawa
  5. 5. Comparação Comunidade Física/Comunidade Virtual Comunidade Física Comunidade VirtualTipos Podem ser identificadas umas variedades de Normalmente baseados em interesse tiposMecanismos Comunicação face-a-face Comunicação não face-a-face Também pode ser a longa distância (telefone) mas virtual - chat, e-mail, etcCaracterísticas Barreiras geográficas e de tempo estão Não existem barreiras geográficas e nem/ Atributos presentes de tempo Possibilidade de comunicação um-para-um ou Comunicação muitos-para-muitos um-para-muitos também é possível Utilização de riqueza de linguagem, voz, gestos, Baseada em texto etc.Perfil dos Dependem da maneira como a comunidade é Normalmente mais abastadosmembros definida financeiramente, de um nível educacional mais elevado, e com disponibilidade de tempo para despender na InternetTamanho Normalmente pequeno Pode ou não ser pequenoTempo exigido Normalmente longo Normalmente rápidopara aformação Fonte: Adaptado de Kotha e Wadhwa (1999)
  6. 6. Comparação quanto aos métodos e tipos de Comunicação Tipo A favor e Contra Método Necessidade de proximidade físicaFala Síncrona Perfeita para contextos de um-para-um ou poucos-para-poucos Frequentemente Comunicação um-para-um ou um-para-Escrita assíncrona muitos Não necessita de proximidadeTelefone Síncrona geográfica Comunicação um-para-umMeios de Comunicação Síncrona Comunicação um-para-muitosAudiovisual e Radiofónica Síncrona ouInternet Comunicação muitos-para-muitos assíncrona Fonte: Adaptado de Typaldos, C. (2000), RealCommunities.com
  7. 7. Pirâmide dos 12 princípios das ComunidadesFonte: Adaptado de Typaldos, C. (2000), RealCommunities.com
  8. 8. Comparação Rede Virtual/Rede Real DEFINIÇÃO EXEMPLO INTERNET EXEMPLO REAL (Rede virtual) (Rede real)1.Laço individual Composto por cada uma das Pessoa individual, emitindo Pessoa individual emitindo ebásico pessoas conectadas à rede. e recebendo por e-mail. recebendo em conversaçãoEmissor: individual Comunicação em díades. directa, através do telefone ouReceptor: individual de correspondência.2.Laço individual Desenvolvido a partir do Página pessoal, com Reunião familiar para ver umdesenvolvido anterior, mas para receptores informação para os álbum fotográficoEmissor: individual relativamente próximos do membros relativamenteReceptor: social, agente (ego). A comunicação próximos (amigos,relativamente próximos não é só em forma de díades. familiares, etc)3.Laço individual É um laço individual que Página onde um utilizador Uma conferência, numgeneralizado emite informação de oferece fotografias congresso.Emissor: individual interesse para o público em pornográficas.Receptor: social, de geral (embora a informaçãocarácter geral possa ser especializada)4.Laço comum O laço está formado por Serviço de foruns, chats ou Um boletim ou uma revistaEmissor: social várias pessoas, que emitem e lista aberta de e-mailReceptor: social recebem simultaneamente mensagens.4.1) Portal vertical Conjunto de laços sociais Um portal temático como Um club desportivo, um centro especializados num tema e «El Rincón del Antropologo» comercial, um parque de agrupados num nodo atracções. superior.4.2) Portal horizontal Conjunto de laços sociais Uma cidade virtual como a Uma cidade dirigidos à generalidade, com Yahoo Geocities total diversidade temática. Fonte: Adaptado de Martinez & Figueroa (2000)
  9. 9. π π π ππ Troca de valores π Troca de Troca de ideias Competências π π ππ ππ π Troca de Troca de bens π π ππ π π π informações materiais π π π Troca de papeis sociais ππFonte: Adaptado de Pierre Levy, CRC, Université d’Ottawa
  10. 10. UnidadeOmnipresençaOmnisciênciaSolidariedade criação criação Inteligência criação colectiva criação Dinâmica da inteligência colectivaFonte: Adaptado de Pierre Levy, CRC, Université d’Ottawa
  11. 11. Que tipo de relações são estabelecidas neste contexto?Qual a organização social dessa rede de relações? Haverá diferenças assinaláveis entre a organização que se processa num contexto real e a forma como os grupos se organizam num contexto virtual?
  12. 12. Escola Secundária de Paços de Ferreira Condições: • Possuir computador com acesso à Internet; • Software mIRC; • Todos os elementos do grupo se conhecerem. Limitações:• Apenas 12 possuiam computador com acesso à internet• Apenas 9 conseguiram aceder às sessões
  13. 13. 3 participantes1 participante1 participante2 participantes 1 participante1 participante
  14. 14. OpAMPS @AMPS o Gerir o canal; o Mudar o tópico de discussão; o Impedir mensagens de publicidade; o Limitar o número de participantes; o Etc.
  15. 15. Software SociometryPlus 2.0Produção do questionário sociométrico Escalão etário dos sujeitos (15-17 anos)Quatro vertentes das relações interpessoais
  16. 16. 1. Indica as duas pessoas do grupo com quem preferiasAUTORIDADE OU trabalhar ou fazer um trabalho escolar.RESPEITO DO GRUPO 1.2. Indica as duas pessoas do grupo com quem gostarias menos de trabalhar ou fazer um trabalho escolar. 2. Na tua opinião, quais as duas pessoas com melhoresCAPACIDADES capacidades organizativas no grupo (liderar,ORGANIZATIVAS coordenar, orientar, gerir)? 2.2. Na tua opinião, quais as duas pessoas com menores capacidades organizativas no grupo (liderar, coordenar, orientar, gerir)? 3. Indica as duas pessoas do grupo que te parecem mais À-VONTADE EM extrovertidas e se mostram à-vontade em público. PÚBLICO 3.2. Indica as duas pessoas do grupo que te parecem mais introvertidas e se mostram pouco à-vontade em público. 4. Indica as duas pessoas que gostarias de convidar para ACTIVIDADES te acompanhar a uma festa. RECREATIVAS 4.2. Indica as duas pessoas que não gostarias de convidar para te acompanhar a uma festa.
  17. 17. [22:35]<EsPf> foi ás 11 da manhã![22:35] <jorga> cantao as nossas almas pra o menino eusebio uma salva de palmas[22:35] <jorga> eeeeeeeeeeeeeeee[22:35] <neu_ro_tic> es mto piadetico[22:35] <Down_Rodeo> essebio[22:35] <Down_Rodeo> uma salva de palmas[22:35] <_Spinner> boa[22:35] <_Spinner> palmas para ele[22:36] <neu_ro_tic> so faz 60[22:36] <Down_Rodeo> eee eeeee eeehehehehehehehehehehe[22:36] <_Spinner> xiiiiiii[22:36] <Down_Rodeo> o[22:37] <jorga> o?[22:37] <neu_ro_tic> viva portugal que ja esta apurado directamente para o europeu[22:37] <neu_ro_tic> 2004[22:37] <jorga> VIVA[22:37] <EsPf> ok! o eusébio já passou à história![22:37] <neu_ro_tic> tb acho[22:37] <EsPf> assim tá bem![22:37] <neu_ro_tic> ok[22:38] <neu_ro_tic> vova ao fcp
  18. 18. AUTORIDADE OU RESPEITO DO GRUPO 1º Momento 2º Momento (Contexto Real) (Contexto Virtual )
  19. 19. CAPACIDADES ORGANIZATIVAS 1º Momento 2º Momento (Contexto Real) (Contexto Virtual )
  20. 20. À-VONTADE EM PÚBLICO 1º Momento 2º Momento (Contexto Real) (Contexto Virtual )
  21. 21. ACTIVIDADES RECREATIVAS 1º Momento 2º Momento (Contexto Real) (Contexto Virtual )
  22. 22. Teste Estatístico – Qui-quadradoCom o teste do qui-quadrado verificamos que apenas duas situações apresentavam uma diferença significativa:• na variável 3 – à-vontade em público (categoria escolhas positivas) - obtivemos uma diferença significativa de p < 0.016;• na variável 4 – actividades recreativas (categoria escolhas positivas) – uma diferença significativa de p < 0.027.
  23. 23. Correlação de CategoriasVerificamos que as variáveis e categorias onde existe uma diferença são as seguintes:• variável 2 – capacidade organizativa (categoria positiva) – 0.071;• variável 4 – actividades recreativas (categoria positiva) – 0.217;• variável 3 (categoria negativa) – 0.358.
  24. 24. Análise de Resultados – por variáveisVerificamos que em função destas variáveis, a maior diferença se situa nas variáveis 3 (à vontade em público) – 0.554 e 4 (actividades recreativas) -0.552.Estes resultados coincidem com os resultados apresentados no teste do qui- quadrado.
  25. 25. ☺ À-vontade com a tecnologia; ☺ Alguns indivíduos são mais frequentadores das salas de chat; ☺ Desinibição devido à utilização do nickname. Mais: ☺ Destreza com o teclado; ☺ Domínio da linguagem; ☺ Não se estar em presença de um corpo físico;Tudo o que é dito ou feito nesse contexto tem repercussões tanto nesse contexto virtual como em contexto real.
  26. 26. Análise dos Resultados Individuais Variações individuais 80% Carlos Percentagem de variação 60% César 40% Dinis 20% Isabel 0% Ivo + - + - + - + - Miguel -20% 1 2 3 4 Sandra -40% Teresa -60% Vasco Variáveis analisadas (positivas e negativas)
  27. 27. Qualquer evolução tecnológica provoca medos, previsões negativas sobre osseus efeitos – como aconteceu com a rádio e televisão, a seu tempo – e sobreas consequências produzidas ao nível das relações humanas. Contudo, essesreceios catastróficos são infundados, uma vez que o homem tem sabidomanter um equilíbrio entre a esfera tecnológica e a esfera do social – essencialpara a sobrevivência humana.
  28. 28. «Se julgarmos que a máquina deita o Homem a perder, é talvez porque necessitamos derecuar um pouco para apreciar os efeitos de tão rápidas transformações como aquelas por quetemos passado. Que são os cem anos da história da máquina, à vista dos dois mil e cem anosda história do homem? (...). A bem dizer, mal começamos a habitar esta casa nova que nemsequer acabámos de construir. Tudo mudou tão depressa à nossa volta: relações humanas,condições de trabalho, costumes. A nossa própria psicologia foi abalada nas suas bases maisprofundas. Muito embora as palavras continuem a ser as mesmas, as noções de separação, deausência, de distância, de retorno, já não contêm as mesmas realidades. Para a compreensãodo mundo de hoje, usamos uma linguagem criada para o mundo de ontem. E afigura-se-nos quea vida do passado parece corresponder melhor à nossa natureza pela única razão decorresponder melhor à nossa linguagem. Cada progresso nos empurrou um pouco mais para fora de hábitos que mal acabáramosde adquirir, e em boa verdade somos emigrantes que ainda não fundaram a sua pátria. Somos todos bárbaros jovens a quem novos brinquedos ainda deslumbram.» Saint-Exupéry, in «A Terra dos Homens»
  29. 29. :-) ;-) ?

×