SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
Baixar para ler offline
Em busca de uma gestão
de alto impacto
Criando
equipes
altamente
produtivas
//criando equipes altamente produtivas
2
sumário
1 | Introdução
•	 Missões & Meios
2 | Como organizar sua equipe
•	 Uma equipe unida e criativa
•	 Equipe multidisciplinar e participativa
•	 Pessoas diferentes produzem resultados 	
mais eficientes
3 | Como organizar os fluxos
de trabalho
•	 Coloque tudo no papel
•	 Aloque recursos
•	 Priorize
4 | Métodos de produtividade
consagrados
•	 Getting Things Done (GTD)
•	 O método Eisenhower
•	 Pilhas de tarefas e priorização
•	 Ciclo PDCA (plan, do, check and act)
•	 A tecnologia da gestão
5 | Um gestor que lidera
•	 Líder da antiga geração x Líder da nova geração
•	 Mas eu sou chefe ou líder?
•	 O líder de 2030
6 | Motivação e recompensa
•	 14 princípios de Deming
•	 Dicas para manter um ambiente de trabalho
motivador
•	 Como recompensar os melhores exemplos
7 | Conclusão
•	 Cada experiência, uma decisão
//criando equipes altamente produtivas
3
1 | introduçÃO
Missões & Meios
Em 1996, tive uma conversa de corredor na
faculdade que mudou a minha vida. Eu tinha
entrado no curso de Administração de Empresas
na FGV em São Paulo e um amigo perguntou “por
que você escolheu administração?”.
Enquanto eu pensava em algo para disfarçar minha
indecisão até o último minuto antes do vestibular, ele
mesmo respondeu “eu acho que não tem nada que
influencia mais diretamente a vida das pessoas do que
dar a elas uma missão e os meios para realizá-la”.
Forte isso.
Dessa semente de inquietude plantada sem intenção
alguma, nasceu um interesse verdadeiro por gestão
de empresas, que fez com que eu seguisse a carreira
de consultor por vários anos. Depois, passei mais de
quinze anos fazendo parte da gestão de empresas
em rápido crescimento. E, mais recentemente, ainda
como gestor, passei a oferecer ao mercado um
software de Gestão de Equipes, o Runrun.it.
Neste ebook, nós do Runrun.it e da Endeavor
compartilhamos algumas das ideias sobre gestão de
equipes que mais nos instigam intelectualmente e
que têm mais chance de produzir resultados reais na
sua empresa.
Esperamos que este material possa ajudá-lo a criar
um ambiente produtivo e ético para que você realize, e
ajude outros a realizar, todo o seu potencial profissional.
Boa leitura e bom trabalho!
Antonio Carlos Soares, CEO e co-fundador
do Runrun.it, em parceria com a Endeavor
//criando equipes altamente produtivas
4
Como organizar
sua equipe
Idalberto Chiavenato, autor
de mais de 30 livros de
administração e RH, faz um
comparativo sobre as pessoas
vistas como recursos dentro
das empresas, e aquelas vistas
como parceiros. Num modelo
de gestão moderno, a empresa
não é encarada mais como uma
simples provedora de salário,
ela entra com compensações
que contribuem para a
evolução profissional de seus
colaboradores.
Para ele, quando as pessoas
são apenas recursos, elas
têm cargos isolados, horário
fixo, subordinação ao chefe,
dependência da chefia, alienação
à própria gestão e são executoras
de tarefas. Quando são vistas
como parceiras, elas são
agrupadas em equipes, têm metas
negociadas e compartilhadas,
comprometem-se com a missão
e visão da empresa, trocam
dependência entre si e são vistas
como inteligência em talento.
E então, que tipo de equipe
você deseja ter?
//criando equipes altamente produtivas
5
Pessoas com bons princípios serão sempre
funcionários mais confiáveis. Segundo Jack
Welch, que foi presidente da GE por 20 anos,
“pessoas com integridade dizem a verdade
e mantém sua palavra. Elas assumem a
responsabilidade por suas ações, admitem
erros e os consertam”. Para contratar
um funcionário, ele também avaliava sua
inteligência e maturidade, a energia positiva
e as habilidades de energizar os demais,
de executar e decidir. Para ele, é preferível
treinar um funcionário com bons princípios
e péssimo desempenho do que ficar com
aquele que tem ótimo desempenho, mas
nenhuma integridade.
Estudos também indicam que é preciso um
equilíbrio entre extrovertidos e introvertidos
para existir maior colaboração na equipe. Na
maioria das vezes, quem ouve mais pensa
mais ao tomar uma decisão importante. Por
outro lado, os extrovertidos expressam suas
habilidades mais facilmente – o que pode
incentivar os demais. Da mesma forma,
equipes mistas – de homens e mulheres
– têm um equilíbrio e um espírito de
colaboração maiores do que aquelas em que
há presença maciça de um ou outro gênero.
2 | como organizar sua equipe
Uma equipe unida e criativa
//criando equipes altamente produtivas
6
Na Vagas, empresa brasileira de tecnologia
baseada em um modelo de gestão de
pessoas totalmente horizontal, não existe um
organograma, mas dois eixos de produção:
as áreas funcionais (tradicionais) e os
comitês (projetos que envolvem pessoas de
muitas áreas).  O que vem acontecendo é
que as equipes das áreas funcionais estão
cada vez mais “emprestadas” a comitês
e grupos de trabalho específicos. Ou seja,
estão trabalhando cada vez mais em equipes
multidisciplinares, oferecendo várias visões
a um mesmo objetivo – o que só tende a
enriquecer os produtos e serviços da empresa.
O que acontece lá não parece ser uma
exceção inovadora, mas uma tendência
já detectada por especialistas. Tim
Kastelle, pesquisador e autor da Harvard
Business Review, fala que a hierarquia
é superestimada, e uma forma velha de
gerenciar pessoas. Para ele, todo mundo
poderia ser chefe. Ele dá exemplos de como
o WordPress e GitHub – e outras empresas
de tecnologia – conseguem se manter,
com sucesso, sob sistemas de gestão
descentralizados. E grandes indústrias,
como a WL Gore e a brasileira Semco.
Num ambiente de grandes transformações
como o nosso, as hierarquias tendem
ao fim dando lugar à comunicação mais
transparente. Ou seja, equipes com pessoas
que dão opiniões e tomam decisões cada
vez menos dependentes de uma autoridade
personificada na figura do chefe.
2 | como organizar sua equipe
Equipe multidisciplinar e participativa
//criando equipes altamente produtivas
7
Você não precisa, no entanto, abolir os
cargos de mando de sua empresa para
sentir alguns benefícios experimentados
pela Vagas, WordPress ou Semco. Se você
organizar sua companhia em equipes
pequenas e autônomas, você terá
respostas mais rápidas, o que tornará
seus colaboradores muito mais produtivos.
Além disso, quando se trabalha em grupos
menores, os valores organizacionais
são mais facilmente transmitidos e
compartilhados. Isso pode garantir a união
da equipe em momentos difíceis.
Peter Drucker, por exemplo, considerado o
“pai da Administração Moderna”, é contra
o fim da hierarquia. Para ele, a existência
de uma autoridade final é fundamental,
sobretudo em situações de perigo – a
hierarquia é a única esperança em tempos
de crise. Isso leva a crer que empresas
tradicionais também podem ser exemplos
de gestão de pessoas. Aqui no Brasil, a
Ambev se mira no modelo da meritocracia,
modelo de gestão em que cada funcionário é
recompensado de acordo com o seu próprio
mérito. Dessa maneira, valorizam-se os
talentos internos, além de recompensá-los.
Eles se sentem motivados e a empresa atinge
resultados mais sólidos. Ali, a meritocracia
vai além do bônus anual, com possibilidade
de ascensão profissional mais rápida que
a média do mercado. Dos colaboradores se
cobra transparência, cooperação e ética na
obtenção de resultados, além de visão de
dono do negócio.
2 | como organizar sua equipe
Equipe multidisciplinar e participativa
//criando equipes altamente produtivas
8
Quando caminho todos os dias pelo
escritório central da Williams-Sonoma na
orla de São Francisco, me impressiona a
variedade de exemplos de criatividade
que vejo por todos os lados. Numa área
designers desenvolvem tecidos, pintam
móveis, ou torneiam cerâmicas. Em outra,
especialistas em marcas e produtos
analisam fotografias e revisam catálogos
e layout de websites de acordo com as
projeções de vendas. E em outra, analistas
de dados diante de seus computadores
digerem números, constroem modelos e
analisam relatórios.
Se a Williams-Sonoma tem um “tempero
secreto”, esse diferencial são essas
equipes que, trabalhando juntas
perfeitamente alinhadas, desenvolvem e
executam nossas prioridades estratégicas
e táticas. Nos meus 19 anos na empresa
e quatro anos como CEO, descobri que
as melhores soluções surgem de uma
disposição para combinar arte e ciência,
ideias e dados e instinto e análise.
O depoimento acima é de Laura Alber, CEO da
Williams-Sonoma, e foi publicado na Harvard
Business Review. A executiva prova que,
quando há diversidade nas equipes, a chance
de sucesso é muito maior. Eu mesmo vivi isso
2 | como organizar sua equipe
Pessoas diferentes produzem resultados
mais eficientes
//criando equipes altamente produtivas
9
2 | como organizar sua equipe
Pessoas diferentes produzem resultados
mais eficientes
em algumas empresas que comandei. A alta gestão
da Aorta, por exemplo, era liderada por figuras muito
diferentes. Eu, consultor especialista em finanças
corporativas, trabalhava lado a lado de um músico,
um CTO autodidata com formação em publicidade,
um empreendedor visionário que abriu a primeira
sorveteria fina no Brasil nos idos de 1992 (ramo hoje
explorado por marcas que vão de Baccio di Latte a
Häagen Dazs), um radialista e um americano control
freak que tinha seu histórico de exames de saúde dos
últimos 10 anos anotado em uma planilha. Era um
grupo e tanto! E nada homogêneo.
Juntos, conseguimos fazer com que a Aorta
crescesse sempre mais de 70% ao ano, com
um lucro médio de 35%. Em cinco anos, ela se
tornou líder no Brasil entre as desenvolvedoras
de aplicativos para dispositivos móveis. Temos
o orgulho de dizer que publicamos o primeiro
aplicativo brasileiro na AppStore brasileira da Apple,
e ele ficou meses a fio no topo da lista dos mais
baixados.
Mas também amarguei um fracasso quando
me associei a pessoas muito parecidas comigo.
Juntamos cinco ex-consultores de estratégia,
fizemos quase um ano de planejamento e a empresa
durou menos de seis meses! E antes que alguém diga
que não fomos persistentes, te garanto que paramos
porque os problemas eram graves e evidentes. Mas,
no papel, todos concordavam que ia ser sensacional...
Bom exemplo para ilustrar a frase atribuída ao
dramaturgo Nelson Rodrigues: “toda unanimidade é
burra”. Talvez nem toda. Mas vale a reflexão.
//criando equipes altamente produtivas
10
Coloque
tudo no papel
Em quantas atividades você está
envolvido, ou deveria estar?
Colocar tudo no papel reduz a
ansiedade e te ajuda a pensar
de forma crítica e com muito
mais clareza. Não se preocupe
em organizar nada nessa
etapa. Liste e relaxe. Você está
começando a mandar nos seus
problemas, e não eles em você.
Depois, separe os temas grandes,
que têm muitas etapas para
serem cumpridos, das tarefas
menores, que demoram menos
para serem realizadas. Os temas
grandes muito provavelmente
serão seus projetos. Se algumas
das atividades que você listou
estiverem relacionadas a eles,
agrupe-as como tarefas deste
projeto. É aí que as coisas ganham
corpo e você conseguirá enxergar
a estrutura de seus afazeres. Dessa
maneira, planejar será mais fácil.
Como organizar os
fluxos de trabalho
//criando equipes altamente produtivas
11
Provavelmente você vai precisar de gente
para te ajudar a finalizar os projetos. É
hora de pensar quem deverá executar
as tarefas e em quais prazos. Leve em
consideração não só as habilidades
profissionais da pessoa, mas também
quanto tempo ela tem disponível.
Se você notar que está sobrecarregando
alguns e deixando outros de lado, reflita.
Pense se foi um mero descuido, ou se certas
pessoas têm o perfil mais adequado aos
projetos que você precisar realizar. Neste
caso, você pode tanto capacitar essas
pessoas quanto realocar de/para outras
áreas.  
3 | Como organizar os fluxos de trabalho
Aloque recursos
//criando equipes altamente produtivas
12
Várias tarefas podem estar previstas
para serem entregues no mesmo prazo. E
é pouco provável que isso aconteça dado
os recursos limitados com quais você
trabalha. Por conta disso, será preciso
priorizar cada tarefa.
A forma mais fácil de fazer isso é criar uma
pilha de tarefas, sendo a primeira, de cima,
a de maior prioridade. O verdadeiro trabalho
do gestor é decidir de forma estratégica o
que deve ser feito antes, a fim de atingir
(com seus recursos limitados) o maior valor
possível para a companhia. Por isso, invista
tempo estabelecendo ou compreendendo os
objetivos estratégicos da sua empresa e não
tenha receio de passar um tempo fazendo
perguntas e consultando pessoas sobre
o impacto esperado de uma determinada
ação. O que é importante deve ser feito
antes do urgente – até mesmo para evitar as
urgências. Fazer a coisa certa, em geral, é
muito mais importante do que simplesmente
fazer mais coisas.
3 | Como organizar os fluxos de trabalho
priorize
//criando equipes altamente produtivas
13
Métodos de produtividade
consagrados
A gestão do tempo é tão importante quanto a gestão das tarefas e
projetos. Ao começar a prestar atenção em como você distribui suas
atividades ao longo do dia, e dentro de suas obrigações, será possível
replanejá-las por ordem de prioridade e importância.
Por isso explicamos aqui quatro métodos que te ajudarão a trabalhar
em uma equipe mais produtiva e inspirada.
//criando equipes altamente produtivas
14
1.	 Use um caderno ou um gravador
para coletar tudo o que chama
a sua atenção. Pequeno, grande,
pessoal ou profissional – todos
os projetos a serem realizados,
coisas com as quais você precisa
lidar ou terminar.	
2.	 Processe o que cada coisa
significa, e pergunte-se: é uma
tarefa? Se não for uma tarefa,
jogue fora, incube (para realizar
num projeto futuro) ou guarde
para rever mais tarde. Se for uma
tarefa, e demorar dois minutos
para ser realizada, trabalhe nela
agora mesmo. Senão, delegue.
Ou se demorar mais, coloque em
uma to-do-list.	
3.	 Organize as tarefas em
lembretes e categorias, como
ligações a fazer, e-mails para
enviar, entre outras.	
4.	 Revise seus lembretes e reflita
frequentemente para determinar
o que fazer em seguida. Atualize
suas listas e clareie sua mente.	
5.	 Simplesmente faça, engaje em
suas tarefas e as realize com
confiança.
4 | Métodos de produtividade consagrados
Getting Things Done (GTD)
David Allen, guru da
produtividade, criou este
método de gerenciamento
de tempo com cinco
passos: 1) Colete; 2)
Processe; 3) Organize,
4) Revise e 5) Faça.
Ele pode ser aplicado
tanto a questões pessoais
quanto profissionais –
seja você um executivo,
estudante ou gestor de
uma empresa ou de um
núcleo familiar. Confira:
//criando equipes altamente produtivas
15
4 | Métodos de produtividade consagrados
O método Eisenhower
Dwight D. Eisenhower, ex-presidente
dos Estados Unidos, dizia que “O
que é importante é raramente
urgente, e o urgente é raramente
importante”. Dessa máxima, tirou
uma matriz com quatro quadrantes,
sendo cada um mais prioritário
que o outro. Duas perguntas são
importantes aqui: Esta tarefa é
importante? É urgente?
Importante: traz resultados
a curto, médio e longo prazo,
apesar de um pouco trabalhosa.
Urgente: seu prazo é curto ou
já estourou, sempre realizada
com pressa, estresse, pressão e
preocupação.
URGENTE
1
3
2
4
IMPORTANTENÃOIMPORTANTE
NÃO URGENTE
•	 Crises / Estresse
•	 Projetos, reuniões
e relatórios com
prazos
•	 Problemas
•	 Pressão
•	 Qualidade / Metas /
Planejamento
•	 Determinação de
objetos
•	 Revisão de progresso
•	 Prevenção
•	 Construção de
relacionamento
•	 Ilusão / Interrupções
•	 Falha dos outros em
planejar ou resolver
problemas
•	 Reuniões não
importantes
•	 Interrupções
desnecessárias
•	 Desperdício /
Distrações
•	 Desperdiçadores de
tempo
•	 Excesso de TV ou
internet
•	 Rotina
//criando equipes altamente produtivas
16
4 | Métodos de produtividade consagrados
O método Eisenhower
Q4: Quadrante do Desperdício 	
e das Distrações: tarefas
improdutivas e dispensáveis.
Eliminar ou reduzir ao mínimo.
Q3: Quadrante da Ilusão e das
Interrupções: em alguns casos,
diga não com diplomacia e, em
outros, delegue. O alvoroço cria a
ilusão de importância, que pode
existir para outras pessoas, mas
não para você.
URGENTE
3 4
NÃOIMPORTANTE
NÃO URGENTE
•	 Ilusão / Interrupções
•	 Falha dos outros em
planejar ou resolver
problemas
•	 Reuniões não
importantes
•	 Interrupções
desnecessárias
•	 Desperdício /
Distrações
•	 Desperdiçadores de
tempo
•	 Excesso de TV ou
internet
•	 Rotina
//criando equipes altamente produtivas
17
4 | Métodos de produtividade consagrados
O método Eisenhower
Q2: Quadrante da Qualidade, das
Metas e Planejamentos: prepare
uma agenda para estas atividades.
Reduza o tempo dedicado aos
Quadrantes 3 (tarefas urgentes
sem importância) e 4 (tarefas
sem urgência e sem importância).
Lembre-se de que falhar aqui
significa transferir tarefas para o
Quadrante 1, do Estresse.
Q1: Quadrante da Crise e do
Estresse: resolva agora. Você pode
estar sobrecarregado com essas
tarefas por falta de planejamento
ou falha em prever obstáculos.
URGENTE
1 2
IMPORTANTE
NÃO URGENTE
•	 Crises / Estresse
•	 Projetos, reuniões
e relatórios com
prazos
•	 Problemas
•	 Pressão
•	 Qualidade / Metas /
Planejamento
•	 Determinação de
objetos
•	 Revisão de progresso
•	 Prevenção
•	 Construção de
relacionamento
//criando equipes altamente produtivas
18
4 | Métodos de produtividade consagrados
Pilhas de tarefas e priorização
Os métodos criados por gestores
costumam ser bem assertivos por terem,
em seu DNA, todas as dores que tal cargo
pode causar. É o caso do Runrun.it, criado
a partir da ideia de Gary Hamel, publicada
na Harvard Business Review de que a
“Gestão” é a atividade menos eficiente
dentro de uma organização. Ou seja,
muitas pessoas encarregadas apenas de
saber o que as outras estavam fazendo:
gerentes de seção, supervisores e até
mesmo alguns diretores.
Depois de testar vários métodos, Franklin
Valadares, então CTO de uma empresa
especializada em tecnologia mobile,
percebeu que muitos dos seus colaboradores
não conseguiam nem saber as prioridades,
nem dizer não para tarefas “fantasmas”,
demandadas por chefes de outras áreas. A
solução foi a criação de um software que
automatiza o trabalho do gestor, cria regras
de quem pode abrir tarefas para quem e
cria uma pilha de tarefas – em que a tarefa
de cima é sempre a de maior prioridade
para ser realizada. Ao estimar prazos para
a entrega das tarefas, é possível ter uma
grande equipe trabalhando em vários
projetos ao mesmo tempo sem perder de
vista a data de seu término.
//criando equipes altamente produtivas
19
4 | Métodos de produtividade consagrados
Ciclo PDCA (plan, do, check and act)
Ciclo é um bom nome para o
método PDCA – do inglês plan,
do, check and act, ou planejar,
fazer, revisar e agir. Basta conferir
como esses quatro verbos se
relacionam na imagem ao lado.
Ele foi criado por Walter A.
Shewart na primeira metade
do século XX, mas foi William
Edward Deming, considerado
o pai do controle de qualidade
moderno, que disseminou seu
uso. Ele foi difundido por Deming
no Japão a partir da metade do
século passado com o intuito de
recuperar a competitividade da
indústria japonesa.
•	 Padronização
dos resultados
positivos
•	 Tratamento dos
desvios
•	 Verificação dos
resultados
•	 Definição de meta
•	 Análise do problema
•	 Análise das causas
•	 Elaboração dos
planos de ação
•	 Treinamento
•	 Execução dos
planos de ação
A
C
P
D
//criando equipes altamente produtivas
20
4 | Métodos de produtividade consagrados
Ciclo PDCA (plan, do, check and act)
P, Planejar: identificar o problema,
analisar o fenômeno e as causas,
estabelecer os objetivos com
base nas diretrizes ou políticas da
empresa, e também o caminho
a seguir e o método a ser usado.
Um bom plano evita falhas nas
próximas fases.
D, Fazer: executar as ações
planejadas, treinar as equipes
envolvidas no método a ser
empregado, coletar dados para a
próxima etapa.
•	 Definição de meta
•	 Análise do problema
•	 Análise das causas
•	 Elaboração dos
planos de ação
•	 Treinamento
•	 Execução dos
planos de ação
A
C
P
D
//criando equipes altamente produtivas
21
4 | Métodos de produtividade consagrados
Ciclo PDCA (plan, do, check and act)
C, Revisar: monitorar e medir
os resultados, processos e
produtos em relação aos
objetivos e aos requisitos
estabelecidos. Pode acontecer
junto com a etapa “D”, ou após
sua execução. Aqui podem
ser detectadas falhas no
planejamento ou execução.
A, Agir: ações corretivas e
padronização dos resultados
positivos para promover a
melhoria dos processos.
Repetir o Ciclo PDCA
novamente para garantir
que as falhas sejam
corrigidas.
•	 Padrdonização
dos resultados
positivos
•	 Tratamento dos
desvios
•	 Verificação dos
resultados
A
C
P
D
//criando equipes altamente produtivas
22
4 | Métodos de produtividade consagrados
A tecnologia da gestão
Um estudo global da McKinsey realizado com
cerca de 1.500 executivos mostrou que apenas 9%
estariam muito satisfeitos com a maneira como
seu tempo é alocado. Quase metade admitiu que
os esforços não são investidos nas prioridades
estratégicas da empresa em que trabalham. Em
outro estudo, observou-se que apenas 39% do
tempo são dedicados a tarefas para as quais as
pessoas foram efetivamente contratadas. O resto
se perde em e-mails, reuniões e garimpagem de
informações. Crítico, não?
Em The Social Economy: unlocking value and
productivity through social Technologies, de julho
de 2012, a mesma consultoria afirmou que as
tecnologias de gestão tiveram três momentos de
influência sobre as empresas. No primeiro, ajudaram
a aumentar a velocidade de comunicação e trânsito
de dados e informações. Num segundo momento,
criaram confusão, dissipando informações, tempo e
esforços (pense na quantidade de e-mails que você
tem que deletar todos os dias porque não te dizem
respeito, mas as pessoas continuam mandando).
Agora, no terceiro momento, essas tecnologias
ajudam a automatizar uma série de atividades,
ajudando a transformar o esforço profissional em
retorno eficiente para as organizações.
A gestão do tempo, portanto, não deve ser uma
preocupação pessoal, mas das corporações, uma
vez que sua saúde financeira depende de equipes
produtivas. Ainda no mesmo documento, a McKinsey
apontou que o uso de ferramentas de colaboração
no ambiente de trabalho aumenta a produtividade de
trabalhadores altamente qualificados entre 20 e 25%.
Se você tem uma equipe de quatro pessoas, talvez
existam outros caminhos a percorrer antes de contratar
mais uma. Atualizar suas ferramentas de gestão,
buscando novos métodos para trabalhar, pode ser uma
solução inteligente, mais barata e mais produtiva.
//criando equipes altamente produtivas
23
Um gestor que lidera
Nem sempre as lideranças de uma empresa encontram-se no topo
da pirâmide. Os líderes se formam naturalmente entre as pessoas,
porque suas atitudes são vistas como positivas e inspiradoras pelos
demais. A maioria deles está num posto médio na hierarquia das
empresas. Segundo John C. Maxell, em seu livro O Líder 360°, esse
numero é muito maior: 99% de toda a liderança vêm do escalão
médio das organizações.
No entanto, cargos de gestão também podem ser de liderança, uma
vez que há uma série de comportamentos e atitudes de um líder que
podem ser aprendidos por todos. Basta exercitar.
//criando equipes altamente produtivas
24
5 | Um gestor que lidera
Líder da antiga geração x Líder da nova geração
Para entender como age um
líder da nova geração, é preciso
entender como eles agiam
antigamente. Liderar, agora,
não é apenas estar à frente de
uma equipe, mas ser seguido
por ela. Essa mudança tem a ver
com a transformação na própria
sociedade, no que as pessoas
buscam tanto no trabalho como
na vida pessoal – que se confunde,
muitas vezes. Agora, o trabalho
também está ligado à satisfação.
•	 Sentia-se superior;
•	 Era centrado em objetivos materiais;
•	 Tinha uma visão limitada, focada em objetivos imediatistas;
•	 Procurava um culpado em situações de conflito;
•	 Dirigia departamentos ou setores isolados de uma empresa, e,
•	 Tinha uma personalidade mais autoritária, ao mesmo tempo
obediente aos superiores, disciplinada e energética.
//Antigamente, o líder:
//criando equipes altamente produtivas
25
5 | Um gestor que lidera
Líder da antiga geração x Líder da nova geração
•	 Nutre um sentimento de igualdade pela equipe;
•	 É centrado em objetivos e valores complexos;
•	 Tem uma visão holística, abrangente e inclusiva;
•	 Procura as causas e oportunidades de aprendizados em
situações de conflito;
•	 Incentiva redes orgânicas de trabalho, e,
•	 Tem personalidade harmoniosa, apesar de firme e pé no chão.
//O novo líder:
//criando equipes altamente produtivas
26
5 | Um gestor que lidera
Mas eu sou chefe ou líder?
O pensamento contemporâneo aponta
para os líderes como influências positivas,
pessoas a serem seguidas e que pensam
no fortalecimento do todo. Chefes, por
outro lado, têm o estigma do carrasco,
temidos e ao mesmo tempo desprezados.
Mas essa dicotomia não precisa existir.
Muitos gestores, inclusive, defendem
que há certas posturas do chefe que são
fundamentais para as organizações, como
assegurar que os objetivos da empresa
serão perseguidos, que as políticas serão
implementadas e que as pessoas irão
obedecê-lo. O chefe tem voz de comando
e a personalidade de construir empresas.
Junto a isso, ele preza pela hierarquia da
organização – e luta por cadeiras mais
altas –, fazendo dessa escada uma forma
de planejar sua carreira.
Por outro lado, o líder é quem constrói
times, a pessoa que serve de modelo para
os demais. Ele demonstra a visão geral e
propõe discussões e mudanças. As decisões
nem sempre estão em sua mão, e nem
sempre são escolhidas aquelas que ele
tomaria. Mas por inspirar e promover a
transparência, normalmente as pessoas
seguem suas convicções.
//criando equipes altamente produtivas
27
5 | Um gestor que lidera
O líder de 2030
1.	 Globalização 2.0: Uma nova ordem
econômica está em ascensão,
com origem no mercado asiático
(especialmente o chinês). Isso
resulta em inúmeras oportunidades
e também ameaças para as
dinâmicas dos mercados locais.	
2.	 Crise ambiental: A falta de
recursos naturais e as mudanças
climáticas só irão piorar. Inovação
parece ser a palavra-chave para
lidar com o aumento de preços e as
pressões sociais e de mercado.	
3.	 Individualismo e o valor do
pluralismo: O crescimento nos
mercados emergentes ajudará
aumentar as atitudes individualistas
em muitas partes do mundo. As
pessoas desejarão ser atendidas
a partir de suas necessidades
individuais, e isso demanda
funcionários multitarefas e
sensibilidade das empresas.	
4.	 A Era Digital: As plataformas
digitais substituirão o poder
das organizações pelo dos
consumidores e funcionários. Isso
irá quebrar antigas divisões entre
a vida pessoal e a profissional
das pessoas. E exigirá uma
transparência sem precedentes,
que obrigará líderes a agirem com
sinceridade e autenticidade	
	
Num estudo
da consultoria
Hay Group,
pesquisadores
identificaram seis
grandes tendências
que guiarão o
líder de 2030. A
pesquisa virou
livro no começo do
ano, o Leadership
2030, e inspirou
este capítulo do
ebook. Segue um
resumo do quadro
que possivelmente
teremos em pouco
mais de 15 anos.
//criando equipes altamente produtivas
28
5.	 Mudança demográfica: 	
A população mundial envelhecerá
rapidamente, o que transformará
mercados e pressionará as
estruturas sociais já estabelecidas.
Isso resultará na diminuição
da força de trabalho global,
provocando uma guerra por
talentos entre as organizações.	
6.	 Convergência tecnológica: 	
O progresso científico em áreas
como a nanotecnologia e a
biotecnologia irá transformar
nossas vidas. Esta onda de inovação
criará incalculáveis novos mercados.
E também cobrará das empresas
estar sempre à frente.	
5 | Um gestor que lidera
O líder de 2030
Tais conceitos parecem
distantes para você?
Em caso positivo, existem algumas
formas de se manter atualizado sobre
eles. Uma das mais práticas são os
cursos promovidos pelo Coursera.
org, plataforma de educação à
distância onde esses e outros temas
são abordados por professores das
mais renomadas universidades do
mundo, como Harvard, Stanford,
Yale e Columbia. E você não precisa
pagar nada por isso. Há, inclusive,
muitos com legendas ou dublados em
português. Passa lá!
//criando equipes altamente produtivas
29
Motivação e
recompensa
A recompensa ajuda a manter
um ambiente mais motivador no
trabalho, mas não corrige falhas
de gestão. Se a sua equipe não
se engaja com seus projetos,
não respeita as decisões dos
gestores e, sempre que tem
oportunidade, critica as políticas
da empresa, provavelmente
não se sentirá recompensada
com um “prêmio”. Ele motivará
apenas quem o receber e
durante um tempo bem curto.
O trabalhador subaproveitado vê a
empresa como um espaço
entediante, egoísta e que paga
mal. A motivação vem da
relação que as pessoas criam
com a organização: quanto
mais positiva e produtiva, mais
motivados serão os colaboradores.
E esse posicionamento vai ao
encontro da nova mentalidade
profissional de que o trabalho
não é meramente uma fonte de
recursos para as pessoas pagarem
suas contas, mas um ambiente
que propicia sua evolução pessoal
e profissional.
//criando equipes altamente produtivas
30
Motivação e
recompensa
Para criar este ambiente favorável
ao desenvolvimento das pessoas,
é possível aplicar vários métodos,
desde os mais intuitivos de acerto
e erro a técnicas consagradas,
como os 14 Princípios de Deming.
O consultor americano William
Edwards Deming , que já citamos
aqui como sendo o propagador
do Ciclo PDCA, foi chamado
por executivos japoneses na
década de 1950 para melhorar a
competitividade de
suas indústrias. Ele tem grande
responsabilidade no fato do país
hoje ser conhecido como um polo
de produtos inovadores e de alta
qualidade. Seus princípios foram
aplicados em fábricas, mas podem
ser transferidos para os escritórios
de qualquer empresa em busca
da qualidade total e do contínuo
aperfeiçoamento.
//criando equipes altamente produtivas
31
6 | Motivação e recompensa
14 princípios de Deming
1.	 Melhoria e aperfeiçoamento
constantes, para ser competitivo e
criar empregos;	
2.	 Uma nova filosofia de administrar
em direção à transformação;	
3.	 Acabar com a dependência da
inspeção instaurando a qualidade
desde o começo;	
4.	 Acabar com os negócios baseados
apenas no preço. Ao invés disso,
minimizar o custo total e manter
laços duradouros e de confiança
com fornecedores;	
5.	 Aperfeiçoar os processos para
melhorar a produtividade e,
consequentemente, reduzir os
custos;
6.	 Fornecer treinamentos no local de
trabalho;	
7.	 Forme líderes, não chefes. O
objetivo da lidernaça deve
ser o de ajudar as pessoas´e
as máquinas e dispositivos a
executarem um trabalho melhor.
A chefia como conhecemos
precisa de uma revisão geral;	
8.	 Elimine o medo, de tal forma que
todos trabalhem de modo eficaz;	
9.	 Quebre as barreiras entre 	
departamentos. Colaboradores de
diversas áreas devem trabalhar
em equipe, tornando-se capazes
de antecipar problemas;	
10.	 Fim do defeito zero;
//criando equipes altamente produtivas
32
6 | Motivação e recompensa
14 princípios de Deming
11.	 Elimine a administração por
objetivo e metas numéricas.
Substitua-os pela administração
por processos através do exemplo
de líderes;	
12.	 A responsabilidade dos chefes
deve ser mudada de números
absolutos para a qualidade;	
13.	 Instaurar programas de educação
e autodesenvolvimento;	
14.	 Engaje todo mundo na
transformação. Ela é tarefa de
todos.	
	
	
A partir desses 14 pontos, criou-
se o conhecido método Toyota,
que usa os princípios Kaizen de
melhoria contínua de qualidade
associados ao método de
produtividade fabril Kanban.
//criando equipes altamente produtivas
33
6 | Motivação e recompensa
Dicas para manter um ambiente
de trabalho motivador
Ao criar um ambiente de trabalho positivo
para todos, vale prestar atenção em como
ele pode melhorar um pouquinho a cada
dia. Seguem algumas dicas:	
•	 Mantenha o espaço arejado e iluminado;	
•	 Comunique tudo, desde novas
campanhas ou crises a prêmios e novas
contratações;	
•	 Trabalho dá fome, então não custa
manter um espaço com lanchinhos
saudáveis para seus colaboradores
comerem e se socializarem;	
•	 As pessoas gostam de ser respeitadas e
reconhecidas individualmente, sobretudo
quando são esforçadas e produtivas. Isso
não significa ter um quadro de medalhas,
mas reconhecer através de uma conversa
ou um elogio, por exemplo;	
•	 Converse com sua equipe, e escute-a.
Eles devem conhecer todas as metas
e objetivos da organização onde
trabalham;	
•	 Seja amigável para que seus
colaboradores se sintam bem à sua
volta. Mas não confunda relação
profissional cordial com amizade
profunda;	
•	 Apoie novas ideias, deixando a porta
sempre aberta para sugestões;
//criando equipes altamente produtivas
34
6 | Motivação e recompensa
Dicas para manter um ambiente
de trabalho motivador
Criando um ambiente de trabalho positivo
para todos, vale prestar atenção em como
ele pode melhorar um pouquinho a cada
dia. Seguem algumas dicas:	
•	 O que motiva os colaboradores? Evite
criar políticas de socialização forçada
e tediosas e pesquise sobre o que eles
gostam;	
•	 Ajude seus colaboradores a entender
seus papéis dentro do quebra-cabeça da
empresa,	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
•	 Horários flexíveis podem ser bem
motivadores para colaboradores
esforçados;	
•	 Deixe que seus colaboradores transitem
pelas várias áreas da empresa. Assim
eles se envolverão mais com o negócio.
//criando equipes altamente produtivas
35
6 | Motivação e recompensa
Como recompensar os melhores exemplos
Quais políticas de recompensa dão certo e
quais soam artificias? A recompensa deve
ser instaurada de uma forma natural nas
empresas, quase que por acerto e erro. Os
gestores precisam fazer um raio-x de suas
equipes para detectar o que as deixaria se
sentindo plenamente retribuídas pelo seu
esforço e dedicação.
O “funcionário do mês” já foi uma forma
de elogio, mas que hoje é totalmente
ultrapassada. Na maioria das vezes,
quando se instaura uma política mensal
de recompensa, as pessoas perdem o
interesse e não enxergam nela uma forma
real de premiação. Por isso, tente focar nas
pessoas que realmente se destacam pelo seu
desempenho. Uma premiação surpresa pode
gerar muito mais impacto do que aquela que
já é esperada.
Por outro lado, segundo a consultora Vicky
Bloch, quando você é responsável por outras
pessoas, no papel do gestor, trata-se de uma
opção de cidadania, não de trabalho. Para
isso, deve aprender a falar e a ouvir. Talvez
trabalhar com pessoas assim seja uma
recompensa diária muito mais agradável
do que ganhar pequenos mimos. É preciso
refletir.
//criando equipes altamente produtivas
36
7 | Conclusão
Cada experiência, uma decisão
Este ebook traz várias visões para a
gestão de pessoas em uma organização.
Essa variedade se propõe a enriquecer
sua bagagem para você tomar a melhor
decisão na hora de gerenciar sua própria
equipe, ou empresa.
Peter Drucker já dizia que “uma determinada
estrutura organizacional será adequada a
determinadas tarefas, sob certas condições
e em determinada época”. Ou seja, existem
alguns princípios fundamentais para a
administração de uma empresa, mas certas
decisões devem ser tomadas a partir de suas
variáveis – trata-se de uma padaria ou uma
indústria química? Uma rede de lojas ou uma
floricultura?
Colocar tudo no mesmo balaio é um erro.
Pessoas diferentes devem ser administradas
de maneira diferente.  Para o teórico, os
conceitos de “empregado” e “subordinado”
perderam terreno para os de “trabalhador
do conhecimento” e “associado”. Hoje, não
se administram recursos, lideram-se pessoas.
Quer saber muito mais sobre
como gerenciar e liderar uma
equipe de alta performance?
Conheça os cursos da Endeavor:
Com atuação em 20 países, 	
a Endeavor é uma das principais 
organizações de fomento ao 
empreendedorismo no mundo.
Presente no Brasil há 14 anos, a
organização apoia empreendedores
de alto impacto promovendo a troca
de experiência entre eles e uma
rede de mentores formada pelas
principais lideranças empresariais do
país. A Endeavor acredita na força do
exemplo desses empreendedores para
inspirar milhões de brasileiros, por isso
compartilha suas histórias e aprendizados
práticos de especialistas em seu portal,
considerado referência em conteúdo
de empreendedorismo. Além disso,
publica estudos e atua na mobilização
de organizações públicas e privadas
para influenciar mudanças positivas no
ambiente empreendedor.
Com oito escritórios no Brasil - São
Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande
do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais,
Pernambuco e Ceará - já capacitou
mais de dois milhões de brasileiros com
programas educacionais presenciais
e à distância. Além disso, os seus 116
empreendedores apoiados movimentam
mais de dois bilhões de reais anualmente
e empregam mais de 20.000 pessoas.
Dessa forma, trabalha para transformar
o Brasil em uma das grandes referências
em empreendedorismo no mundo, com
empreendedores de impacto cada vez
maior na sociedade.
Conheça
o portal
Endeavor
Sobre a endeavor
O Runrun.it é um software brasileiro de gestão de equipes, tempo e desempenho, que
ajuda gestores a aumentar a produtividade de suas equipes. Os benefícios são melhora
no fluxo de trabalho, maior transparência na priorização das tarefas, menos reuniões de
acompanhamento e, principalmente, mais entregas reais sendo feitas em um ambiente
mais motivador. Em maio de 2013 recebeu um aporte de R$ 2,1 milhões, da aceleradora
500 Startups, do Vale do Silício, e do fundo Monashees Capital. Hoje, o software já é
usado por mais de 50 mil empresas em 74 países.
Runrun.it
Crie sua conta
grátis no Runrun.it
Criando equipes de alto impacto

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Líderes devem saber delegar
Líderes devem saber delegarLíderes devem saber delegar
Líderes devem saber delegarFarah Serra
 
Equipes de Alta Performance
Equipes de Alta PerformanceEquipes de Alta Performance
Equipes de Alta PerformanceGrupo E. Fabris
 
Gestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de LiderançaGestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de LiderançaLudmila Moura
 
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidadesMercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidadesBenjamim Garcia Netto
 
Pós Marketing Competitivo, Criatividade e Inovação
Pós Marketing Competitivo, Criatividade e InovaçãoPós Marketing Competitivo, Criatividade e Inovação
Pós Marketing Competitivo, Criatividade e InovaçãoMilton Henrique do Couto Neto
 
Socialização ou integração de novos funcionarios
Socialização ou integração de novos funcionariosSocialização ou integração de novos funcionarios
Socialização ou integração de novos funcionariosJessica Fonseca
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoasmartinssoul
 
Softskills - As competencias comportamentais demandadas no Século XXI
Softskills - As competencias comportamentais demandadas no Século XXISoftskills - As competencias comportamentais demandadas no Século XXI
Softskills - As competencias comportamentais demandadas no Século XXIDaniel de Carvalho Luz
 
PDL - Apresentação do Programa de Desenvolvimento de Líderes
PDL - Apresentação do Programa de Desenvolvimento de LíderesPDL - Apresentação do Programa de Desenvolvimento de Líderes
PDL - Apresentação do Programa de Desenvolvimento de Líderesadanipalma
 
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasTreinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasRicardo Silva Coqueiro
 

Mais procurados (20)

Gestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. RandesGestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. Randes
 
Líderes devem saber delegar
Líderes devem saber delegarLíderes devem saber delegar
Líderes devem saber delegar
 
Palestra sobre Gestão da Mudança
Palestra sobre Gestão da MudançaPalestra sobre Gestão da Mudança
Palestra sobre Gestão da Mudança
 
Equipes de Alta Performance
Equipes de Alta PerformanceEquipes de Alta Performance
Equipes de Alta Performance
 
Gestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de LiderançaGestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de Liderança
 
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidadesMercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
 
Criatividade e Inovação
Criatividade e InovaçãoCriatividade e Inovação
Criatividade e Inovação
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Inovação e Competitividade
Inovação e CompetitividadeInovação e Competitividade
Inovação e Competitividade
 
Pós Marketing Competitivo, Criatividade e Inovação
Pós Marketing Competitivo, Criatividade e InovaçãoPós Marketing Competitivo, Criatividade e Inovação
Pós Marketing Competitivo, Criatividade e Inovação
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Socialização ou integração de novos funcionarios
Socialização ou integração de novos funcionariosSocialização ou integração de novos funcionarios
Socialização ou integração de novos funcionarios
 
Trabalho em Equipe
Trabalho em EquipeTrabalho em Equipe
Trabalho em Equipe
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
 
Softskills - As competencias comportamentais demandadas no Século XXI
Softskills - As competencias comportamentais demandadas no Século XXISoftskills - As competencias comportamentais demandadas no Século XXI
Softskills - As competencias comportamentais demandadas no Século XXI
 
PDL - Apresentação do Programa de Desenvolvimento de Líderes
PDL - Apresentação do Programa de Desenvolvimento de LíderesPDL - Apresentação do Programa de Desenvolvimento de Líderes
PDL - Apresentação do Programa de Desenvolvimento de Líderes
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
 
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasTreinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
 
Gestão empreendedorismo
Gestão empreendedorismoGestão empreendedorismo
Gestão empreendedorismo
 
Treinamento liderança
Treinamento liderançaTreinamento liderança
Treinamento liderança
 

Destaque

Business Model Canvas Poster
Business Model Canvas PosterBusiness Model Canvas Poster
Business Model Canvas PosterAdeildo Caboclo
 
Cloud Computing na Prática
Cloud Computing na PráticaCloud Computing na Prática
Cloud Computing na PráticaAdeildo Caboclo
 
Financie Seu Sonho - Empreendedorismo
Financie Seu Sonho - EmpreendedorismoFinancie Seu Sonho - Empreendedorismo
Financie Seu Sonho - EmpreendedorismoAdeildo Caboclo
 
5 Passos para Construir uma Grande Equipe
5 Passos para Construir uma Grande Equipe5 Passos para Construir uma Grande Equipe
5 Passos para Construir uma Grande EquipeAdeildo Caboclo
 
Escalar e Inovar em seu Negócio
Escalar e Inovar em seu NegócioEscalar e Inovar em seu Negócio
Escalar e Inovar em seu NegócioAdeildo Caboclo
 
Gestão dos canais de distribuição (7)
Gestão dos canais de distribuição (7)Gestão dos canais de distribuição (7)
Gestão dos canais de distribuição (7)Adeildo Caboclo
 
Gestão dos canais de distribuição (12)
Gestão dos canais de distribuição (12)Gestão dos canais de distribuição (12)
Gestão dos canais de distribuição (12)Adeildo Caboclo
 
Gestão dos canais de distribuição (11)
Gestão dos canais de distribuição (11)Gestão dos canais de distribuição (11)
Gestão dos canais de distribuição (11)Adeildo Caboclo
 
Liderança Inspiradora - Como Inovar na Gestão de Pessoas
Liderança Inspiradora - Como Inovar na Gestão de PessoasLiderança Inspiradora - Como Inovar na Gestão de Pessoas
Liderança Inspiradora - Como Inovar na Gestão de PessoasAdeildo Caboclo
 
Gestão dos canais de distribuição (10)
Gestão dos canais de distribuição (10)Gestão dos canais de distribuição (10)
Gestão dos canais de distribuição (10)Adeildo Caboclo
 
Planejamento Operacional - Logística
Planejamento Operacional - LogísticaPlanejamento Operacional - Logística
Planejamento Operacional - LogísticaAdeildo Caboclo
 
Gestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - LogísticaGestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - LogísticaAdeildo Caboclo
 
Funil de Vendas na Prática
Funil de Vendas na PráticaFunil de Vendas na Prática
Funil de Vendas na PráticaAdeildo Caboclo
 

Destaque (20)

Business Model Canvas Poster
Business Model Canvas PosterBusiness Model Canvas Poster
Business Model Canvas Poster
 
Cloud Computing na Prática
Cloud Computing na PráticaCloud Computing na Prática
Cloud Computing na Prática
 
Financie Seu Sonho - Empreendedorismo
Financie Seu Sonho - EmpreendedorismoFinancie Seu Sonho - Empreendedorismo
Financie Seu Sonho - Empreendedorismo
 
5 Passos para Construir uma Grande Equipe
5 Passos para Construir uma Grande Equipe5 Passos para Construir uma Grande Equipe
5 Passos para Construir uma Grande Equipe
 
Como Crescer Rápido
Como Crescer RápidoComo Crescer Rápido
Como Crescer Rápido
 
Escalar e Inovar em seu Negócio
Escalar e Inovar em seu NegócioEscalar e Inovar em seu Negócio
Escalar e Inovar em seu Negócio
 
Recrutar é Um Talento
Recrutar é Um TalentoRecrutar é Um Talento
Recrutar é Um Talento
 
Gestão dos canais de distribuição (7)
Gestão dos canais de distribuição (7)Gestão dos canais de distribuição (7)
Gestão dos canais de distribuição (7)
 
Gestão dos canais de distribuição (12)
Gestão dos canais de distribuição (12)Gestão dos canais de distribuição (12)
Gestão dos canais de distribuição (12)
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Gestão dos canais de distribuição (11)
Gestão dos canais de distribuição (11)Gestão dos canais de distribuição (11)
Gestão dos canais de distribuição (11)
 
Programa Risco Zero
Programa Risco Zero Programa Risco Zero
Programa Risco Zero
 
Liderança Inspiradora - Como Inovar na Gestão de Pessoas
Liderança Inspiradora - Como Inovar na Gestão de PessoasLiderança Inspiradora - Como Inovar na Gestão de Pessoas
Liderança Inspiradora - Como Inovar na Gestão de Pessoas
 
Felicidade da Lucro
Felicidade da LucroFelicidade da Lucro
Felicidade da Lucro
 
Gestão dos canais de distribuição (10)
Gestão dos canais de distribuição (10)Gestão dos canais de distribuição (10)
Gestão dos canais de distribuição (10)
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Planejamento Operacional - Logística
Planejamento Operacional - LogísticaPlanejamento Operacional - Logística
Planejamento Operacional - Logística
 
Gestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - LogísticaGestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - Logística
 
Funil de Vendas na Prática
Funil de Vendas na PráticaFunil de Vendas na Prática
Funil de Vendas na Prática
 
Remuneração Variável
Remuneração VariávelRemuneração Variável
Remuneração Variável
 

Semelhante a Criando equipes de alto impacto

Como sua organização inova? Como a gestão influencia?
Como sua organização inova? Como a gestão influencia?Como sua organização inova? Como a gestão influencia?
Como sua organização inova? Como a gestão influencia?Mayra de Souza
 
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenhariaUm engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenhariaLowrrayny Franchesca
 
De funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismo
De funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismoDe funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismo
De funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismoNeue Labs
 
20 competências para transformar sua performance
20 competências para transformar sua performance20 competências para transformar sua performance
20 competências para transformar sua performancesuelen matta
 
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptxSlides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptxSandraFigueiredo45
 
52_Bons_Hábitos_de_Gestão,_Liderança_e_Relações_Humanas_by_Vargas.pdf
52_Bons_Hábitos_de_Gestão,_Liderança_e_Relações_Humanas_by_Vargas.pdf52_Bons_Hábitos_de_Gestão,_Liderança_e_Relações_Humanas_by_Vargas.pdf
52_Bons_Hábitos_de_Gestão,_Liderança_e_Relações_Humanas_by_Vargas.pdfJeronimoDosSantos
 
People-First-Apres PDF 2016
People-First-Apres PDF 2016People-First-Apres PDF 2016
People-First-Apres PDF 2016rodwag
 

Semelhante a Criando equipes de alto impacto (20)

Scrum Gathering Rio 2021 | Como sua organização inova? Como a liderança influ...
Scrum Gathering Rio 2021 | Como sua organização inova? Como a liderança influ...Scrum Gathering Rio 2021 | Como sua organização inova? Como a liderança influ...
Scrum Gathering Rio 2021 | Como sua organização inova? Como a liderança influ...
 
2º Summit Jornada Colaborativa 2021 | Como sua organização inova? Como a lide...
2º Summit Jornada Colaborativa 2021 | Como sua organização inova? Como a lide...2º Summit Jornada Colaborativa 2021 | Como sua organização inova? Como a lide...
2º Summit Jornada Colaborativa 2021 | Como sua organização inova? Como a lide...
 
Recursos Humanos
Recursos Humanos Recursos Humanos
Recursos Humanos
 
Como sua organização inova? Como a gestão influencia?
Como sua organização inova? Como a gestão influencia?Como sua organização inova? Como a gestão influencia?
Como sua organização inova? Como a gestão influencia?
 
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenhariaUm engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
 
apresentacação HR leadership_coaching_oficial
apresentacação HR leadership_coaching_oficialapresentacação HR leadership_coaching_oficial
apresentacação HR leadership_coaching_oficial
 
De funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismo
De funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismoDe funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismo
De funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismo
 
20 competências para transformar sua performance
20 competências para transformar sua performance20 competências para transformar sua performance
20 competências para transformar sua performance
 
Palestra Liderança Colaborativa
Palestra Liderança ColaborativaPalestra Liderança Colaborativa
Palestra Liderança Colaborativa
 
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptxSlides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
 
52_Bons_Hábitos_de_Gestão,_Liderança_e_Relações_Humanas_by_Vargas.pdf
52_Bons_Hábitos_de_Gestão,_Liderança_e_Relações_Humanas_by_Vargas.pdf52_Bons_Hábitos_de_Gestão,_Liderança_e_Relações_Humanas_by_Vargas.pdf
52_Bons_Hábitos_de_Gestão,_Liderança_e_Relações_Humanas_by_Vargas.pdf
 
Webinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo Ação
Webinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo AçãoWebinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo Ação
Webinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo Ação
 
Muito Além Da Hierarquia
Muito  Além Da  HierarquiaMuito  Além Da  Hierarquia
Muito Além Da Hierarquia
 
Scrum Day Brazil 2021 | Como o Lean, Agile e Gestão 3.0 irão aumentar a entr...
Scrum Day Brazil 2021 | Como o Lean, Agile e Gestão 3.0  irão aumentar a entr...Scrum Day Brazil 2021 | Como o Lean, Agile e Gestão 3.0  irão aumentar a entr...
Scrum Day Brazil 2021 | Como o Lean, Agile e Gestão 3.0 irão aumentar a entr...
 
MASTERING CHANGE_SAINT PAUL_FINAL.pdf
MASTERING CHANGE_SAINT PAUL_FINAL.pdfMASTERING CHANGE_SAINT PAUL_FINAL.pdf
MASTERING CHANGE_SAINT PAUL_FINAL.pdf
 
TDC Future 2021 | Como o Lean, Agile e Gestão 3.0 irão aumentar a entrega de ...
TDC Future 2021 | Como o Lean, Agile e Gestão 3.0 irão aumentar a entrega de ...TDC Future 2021 | Como o Lean, Agile e Gestão 3.0 irão aumentar a entrega de ...
TDC Future 2021 | Como o Lean, Agile e Gestão 3.0 irão aumentar a entrega de ...
 
4º CONAGP 2021 | Como Management 3.0 pode melhorar o resultado dos seus proje...
4º CONAGP 2021 | Como Management 3.0 pode melhorar o resultado dos seus proje...4º CONAGP 2021 | Como Management 3.0 pode melhorar o resultado dos seus proje...
4º CONAGP 2021 | Como Management 3.0 pode melhorar o resultado dos seus proje...
 
23_Hugo_S%26G14_vf
23_Hugo_S%26G14_vf23_Hugo_S%26G14_vf
23_Hugo_S%26G14_vf
 
People-First-Apres PDF 2016
People-First-Apres PDF 2016People-First-Apres PDF 2016
People-First-Apres PDF 2016
 
Café ABRH em Fortaleza - 2009
Café ABRH em Fortaleza - 2009Café ABRH em Fortaleza - 2009
Café ABRH em Fortaleza - 2009
 

Mais de Adeildo Caboclo

Plvb manual de aplicacao
Plvb manual de aplicacaoPlvb manual de aplicacao
Plvb manual de aplicacaoAdeildo Caboclo
 
Guia de Implementação GEE
Guia de Implementação GEEGuia de Implementação GEE
Guia de Implementação GEEAdeildo Caboclo
 
Dots nos planos_diretores_abr18
Dots nos planos_diretores_abr18Dots nos planos_diretores_abr18
Dots nos planos_diretores_abr18Adeildo Caboclo
 
Cadernos tecnicos transporteativo
Cadernos tecnicos transporteativoCadernos tecnicos transporteativo
Cadernos tecnicos transporteativoAdeildo Caboclo
 
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibusCadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibusAdeildo Caboclo
 
Flapnews caderno técnico 2017-3
Flapnews   caderno técnico 2017-3Flapnews   caderno técnico 2017-3
Flapnews caderno técnico 2017-3Adeildo Caboclo
 
Apresentação flap novos negocios 11 17
Apresentação flap novos negocios 11 17Apresentação flap novos negocios 11 17
Apresentação flap novos negocios 11 17Adeildo Caboclo
 
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolMEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolAdeildo Caboclo
 
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpo
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpoRevista excelencia em_gestao_jogo_limpo
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpoAdeildo Caboclo
 
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolMEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolAdeildo Caboclo
 
FLAP Novos Negócios 04 17
FLAP Novos Negócios 04 17FLAP Novos Negócios 04 17
FLAP Novos Negócios 04 17Adeildo Caboclo
 
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do FuturoApresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do FuturoAdeildo Caboclo
 
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos EstadosGuia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos EstadosAdeildo Caboclo
 
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...Adeildo Caboclo
 

Mais de Adeildo Caboclo (20)

Plvb manual de aplicacao
Plvb manual de aplicacaoPlvb manual de aplicacao
Plvb manual de aplicacao
 
Guia de Implementação GEE
Guia de Implementação GEEGuia de Implementação GEE
Guia de Implementação GEE
 
Dots nos planos_diretores_abr18
Dots nos planos_diretores_abr18Dots nos planos_diretores_abr18
Dots nos planos_diretores_abr18
 
Cadernos tecnicos vlt
Cadernos tecnicos vltCadernos tecnicos vlt
Cadernos tecnicos vlt
 
Cadernos tecnicos transporteativo
Cadernos tecnicos transporteativoCadernos tecnicos transporteativo
Cadernos tecnicos transporteativo
 
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibusCadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
 
Flapnews caderno técnico 2017-3
Flapnews   caderno técnico 2017-3Flapnews   caderno técnico 2017-3
Flapnews caderno técnico 2017-3
 
Apresentação flap novos negocios 11 17
Apresentação flap novos negocios 11 17Apresentação flap novos negocios 11 17
Apresentação flap novos negocios 11 17
 
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolMEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
 
Ebook 9001 2015
Ebook 9001 2015Ebook 9001 2015
Ebook 9001 2015
 
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpo
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpoRevista excelencia em_gestao_jogo_limpo
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpo
 
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolMEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
 
FDC Gestão de Pessoas
FDC Gestão de PessoasFDC Gestão de Pessoas
FDC Gestão de Pessoas
 
FLAP Novos Negócios 04 17
FLAP Novos Negócios 04 17FLAP Novos Negócios 04 17
FLAP Novos Negócios 04 17
 
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do FuturoApresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
 
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos EstadosGuia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
 
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
 
Como Ouvir as Pessoas
Como Ouvir as PessoasComo Ouvir as Pessoas
Como Ouvir as Pessoas
 
FLAP Novos Negócios
FLAP Novos NegóciosFLAP Novos Negócios
FLAP Novos Negócios
 
Guia Como Crescer
Guia Como CrescerGuia Como Crescer
Guia Como Crescer
 

Criando equipes de alto impacto

  • 1. Em busca de uma gestão de alto impacto Criando equipes altamente produtivas
  • 2. //criando equipes altamente produtivas 2 sumário 1 | Introdução • Missões & Meios 2 | Como organizar sua equipe • Uma equipe unida e criativa • Equipe multidisciplinar e participativa • Pessoas diferentes produzem resultados mais eficientes 3 | Como organizar os fluxos de trabalho • Coloque tudo no papel • Aloque recursos • Priorize 4 | Métodos de produtividade consagrados • Getting Things Done (GTD) • O método Eisenhower • Pilhas de tarefas e priorização • Ciclo PDCA (plan, do, check and act) • A tecnologia da gestão 5 | Um gestor que lidera • Líder da antiga geração x Líder da nova geração • Mas eu sou chefe ou líder? • O líder de 2030 6 | Motivação e recompensa • 14 princípios de Deming • Dicas para manter um ambiente de trabalho motivador • Como recompensar os melhores exemplos 7 | Conclusão • Cada experiência, uma decisão
  • 3. //criando equipes altamente produtivas 3 1 | introduçÃO Missões & Meios Em 1996, tive uma conversa de corredor na faculdade que mudou a minha vida. Eu tinha entrado no curso de Administração de Empresas na FGV em São Paulo e um amigo perguntou “por que você escolheu administração?”. Enquanto eu pensava em algo para disfarçar minha indecisão até o último minuto antes do vestibular, ele mesmo respondeu “eu acho que não tem nada que influencia mais diretamente a vida das pessoas do que dar a elas uma missão e os meios para realizá-la”. Forte isso. Dessa semente de inquietude plantada sem intenção alguma, nasceu um interesse verdadeiro por gestão de empresas, que fez com que eu seguisse a carreira de consultor por vários anos. Depois, passei mais de quinze anos fazendo parte da gestão de empresas em rápido crescimento. E, mais recentemente, ainda como gestor, passei a oferecer ao mercado um software de Gestão de Equipes, o Runrun.it. Neste ebook, nós do Runrun.it e da Endeavor compartilhamos algumas das ideias sobre gestão de equipes que mais nos instigam intelectualmente e que têm mais chance de produzir resultados reais na sua empresa. Esperamos que este material possa ajudá-lo a criar um ambiente produtivo e ético para que você realize, e ajude outros a realizar, todo o seu potencial profissional. Boa leitura e bom trabalho! Antonio Carlos Soares, CEO e co-fundador do Runrun.it, em parceria com a Endeavor
  • 4. //criando equipes altamente produtivas 4 Como organizar sua equipe Idalberto Chiavenato, autor de mais de 30 livros de administração e RH, faz um comparativo sobre as pessoas vistas como recursos dentro das empresas, e aquelas vistas como parceiros. Num modelo de gestão moderno, a empresa não é encarada mais como uma simples provedora de salário, ela entra com compensações que contribuem para a evolução profissional de seus colaboradores. Para ele, quando as pessoas são apenas recursos, elas têm cargos isolados, horário fixo, subordinação ao chefe, dependência da chefia, alienação à própria gestão e são executoras de tarefas. Quando são vistas como parceiras, elas são agrupadas em equipes, têm metas negociadas e compartilhadas, comprometem-se com a missão e visão da empresa, trocam dependência entre si e são vistas como inteligência em talento. E então, que tipo de equipe você deseja ter?
  • 5. //criando equipes altamente produtivas 5 Pessoas com bons princípios serão sempre funcionários mais confiáveis. Segundo Jack Welch, que foi presidente da GE por 20 anos, “pessoas com integridade dizem a verdade e mantém sua palavra. Elas assumem a responsabilidade por suas ações, admitem erros e os consertam”. Para contratar um funcionário, ele também avaliava sua inteligência e maturidade, a energia positiva e as habilidades de energizar os demais, de executar e decidir. Para ele, é preferível treinar um funcionário com bons princípios e péssimo desempenho do que ficar com aquele que tem ótimo desempenho, mas nenhuma integridade. Estudos também indicam que é preciso um equilíbrio entre extrovertidos e introvertidos para existir maior colaboração na equipe. Na maioria das vezes, quem ouve mais pensa mais ao tomar uma decisão importante. Por outro lado, os extrovertidos expressam suas habilidades mais facilmente – o que pode incentivar os demais. Da mesma forma, equipes mistas – de homens e mulheres – têm um equilíbrio e um espírito de colaboração maiores do que aquelas em que há presença maciça de um ou outro gênero. 2 | como organizar sua equipe Uma equipe unida e criativa
  • 6. //criando equipes altamente produtivas 6 Na Vagas, empresa brasileira de tecnologia baseada em um modelo de gestão de pessoas totalmente horizontal, não existe um organograma, mas dois eixos de produção: as áreas funcionais (tradicionais) e os comitês (projetos que envolvem pessoas de muitas áreas). O que vem acontecendo é que as equipes das áreas funcionais estão cada vez mais “emprestadas” a comitês e grupos de trabalho específicos. Ou seja, estão trabalhando cada vez mais em equipes multidisciplinares, oferecendo várias visões a um mesmo objetivo – o que só tende a enriquecer os produtos e serviços da empresa. O que acontece lá não parece ser uma exceção inovadora, mas uma tendência já detectada por especialistas. Tim Kastelle, pesquisador e autor da Harvard Business Review, fala que a hierarquia é superestimada, e uma forma velha de gerenciar pessoas. Para ele, todo mundo poderia ser chefe. Ele dá exemplos de como o WordPress e GitHub – e outras empresas de tecnologia – conseguem se manter, com sucesso, sob sistemas de gestão descentralizados. E grandes indústrias, como a WL Gore e a brasileira Semco. Num ambiente de grandes transformações como o nosso, as hierarquias tendem ao fim dando lugar à comunicação mais transparente. Ou seja, equipes com pessoas que dão opiniões e tomam decisões cada vez menos dependentes de uma autoridade personificada na figura do chefe. 2 | como organizar sua equipe Equipe multidisciplinar e participativa
  • 7. //criando equipes altamente produtivas 7 Você não precisa, no entanto, abolir os cargos de mando de sua empresa para sentir alguns benefícios experimentados pela Vagas, WordPress ou Semco. Se você organizar sua companhia em equipes pequenas e autônomas, você terá respostas mais rápidas, o que tornará seus colaboradores muito mais produtivos. Além disso, quando se trabalha em grupos menores, os valores organizacionais são mais facilmente transmitidos e compartilhados. Isso pode garantir a união da equipe em momentos difíceis. Peter Drucker, por exemplo, considerado o “pai da Administração Moderna”, é contra o fim da hierarquia. Para ele, a existência de uma autoridade final é fundamental, sobretudo em situações de perigo – a hierarquia é a única esperança em tempos de crise. Isso leva a crer que empresas tradicionais também podem ser exemplos de gestão de pessoas. Aqui no Brasil, a Ambev se mira no modelo da meritocracia, modelo de gestão em que cada funcionário é recompensado de acordo com o seu próprio mérito. Dessa maneira, valorizam-se os talentos internos, além de recompensá-los. Eles se sentem motivados e a empresa atinge resultados mais sólidos. Ali, a meritocracia vai além do bônus anual, com possibilidade de ascensão profissional mais rápida que a média do mercado. Dos colaboradores se cobra transparência, cooperação e ética na obtenção de resultados, além de visão de dono do negócio. 2 | como organizar sua equipe Equipe multidisciplinar e participativa
  • 8. //criando equipes altamente produtivas 8 Quando caminho todos os dias pelo escritório central da Williams-Sonoma na orla de São Francisco, me impressiona a variedade de exemplos de criatividade que vejo por todos os lados. Numa área designers desenvolvem tecidos, pintam móveis, ou torneiam cerâmicas. Em outra, especialistas em marcas e produtos analisam fotografias e revisam catálogos e layout de websites de acordo com as projeções de vendas. E em outra, analistas de dados diante de seus computadores digerem números, constroem modelos e analisam relatórios. Se a Williams-Sonoma tem um “tempero secreto”, esse diferencial são essas equipes que, trabalhando juntas perfeitamente alinhadas, desenvolvem e executam nossas prioridades estratégicas e táticas. Nos meus 19 anos na empresa e quatro anos como CEO, descobri que as melhores soluções surgem de uma disposição para combinar arte e ciência, ideias e dados e instinto e análise. O depoimento acima é de Laura Alber, CEO da Williams-Sonoma, e foi publicado na Harvard Business Review. A executiva prova que, quando há diversidade nas equipes, a chance de sucesso é muito maior. Eu mesmo vivi isso 2 | como organizar sua equipe Pessoas diferentes produzem resultados mais eficientes
  • 9. //criando equipes altamente produtivas 9 2 | como organizar sua equipe Pessoas diferentes produzem resultados mais eficientes em algumas empresas que comandei. A alta gestão da Aorta, por exemplo, era liderada por figuras muito diferentes. Eu, consultor especialista em finanças corporativas, trabalhava lado a lado de um músico, um CTO autodidata com formação em publicidade, um empreendedor visionário que abriu a primeira sorveteria fina no Brasil nos idos de 1992 (ramo hoje explorado por marcas que vão de Baccio di Latte a Häagen Dazs), um radialista e um americano control freak que tinha seu histórico de exames de saúde dos últimos 10 anos anotado em uma planilha. Era um grupo e tanto! E nada homogêneo. Juntos, conseguimos fazer com que a Aorta crescesse sempre mais de 70% ao ano, com um lucro médio de 35%. Em cinco anos, ela se tornou líder no Brasil entre as desenvolvedoras de aplicativos para dispositivos móveis. Temos o orgulho de dizer que publicamos o primeiro aplicativo brasileiro na AppStore brasileira da Apple, e ele ficou meses a fio no topo da lista dos mais baixados. Mas também amarguei um fracasso quando me associei a pessoas muito parecidas comigo. Juntamos cinco ex-consultores de estratégia, fizemos quase um ano de planejamento e a empresa durou menos de seis meses! E antes que alguém diga que não fomos persistentes, te garanto que paramos porque os problemas eram graves e evidentes. Mas, no papel, todos concordavam que ia ser sensacional... Bom exemplo para ilustrar a frase atribuída ao dramaturgo Nelson Rodrigues: “toda unanimidade é burra”. Talvez nem toda. Mas vale a reflexão.
  • 10. //criando equipes altamente produtivas 10 Coloque tudo no papel Em quantas atividades você está envolvido, ou deveria estar? Colocar tudo no papel reduz a ansiedade e te ajuda a pensar de forma crítica e com muito mais clareza. Não se preocupe em organizar nada nessa etapa. Liste e relaxe. Você está começando a mandar nos seus problemas, e não eles em você. Depois, separe os temas grandes, que têm muitas etapas para serem cumpridos, das tarefas menores, que demoram menos para serem realizadas. Os temas grandes muito provavelmente serão seus projetos. Se algumas das atividades que você listou estiverem relacionadas a eles, agrupe-as como tarefas deste projeto. É aí que as coisas ganham corpo e você conseguirá enxergar a estrutura de seus afazeres. Dessa maneira, planejar será mais fácil. Como organizar os fluxos de trabalho
  • 11. //criando equipes altamente produtivas 11 Provavelmente você vai precisar de gente para te ajudar a finalizar os projetos. É hora de pensar quem deverá executar as tarefas e em quais prazos. Leve em consideração não só as habilidades profissionais da pessoa, mas também quanto tempo ela tem disponível. Se você notar que está sobrecarregando alguns e deixando outros de lado, reflita. Pense se foi um mero descuido, ou se certas pessoas têm o perfil mais adequado aos projetos que você precisar realizar. Neste caso, você pode tanto capacitar essas pessoas quanto realocar de/para outras áreas. 3 | Como organizar os fluxos de trabalho Aloque recursos
  • 12. //criando equipes altamente produtivas 12 Várias tarefas podem estar previstas para serem entregues no mesmo prazo. E é pouco provável que isso aconteça dado os recursos limitados com quais você trabalha. Por conta disso, será preciso priorizar cada tarefa. A forma mais fácil de fazer isso é criar uma pilha de tarefas, sendo a primeira, de cima, a de maior prioridade. O verdadeiro trabalho do gestor é decidir de forma estratégica o que deve ser feito antes, a fim de atingir (com seus recursos limitados) o maior valor possível para a companhia. Por isso, invista tempo estabelecendo ou compreendendo os objetivos estratégicos da sua empresa e não tenha receio de passar um tempo fazendo perguntas e consultando pessoas sobre o impacto esperado de uma determinada ação. O que é importante deve ser feito antes do urgente – até mesmo para evitar as urgências. Fazer a coisa certa, em geral, é muito mais importante do que simplesmente fazer mais coisas. 3 | Como organizar os fluxos de trabalho priorize
  • 13. //criando equipes altamente produtivas 13 Métodos de produtividade consagrados A gestão do tempo é tão importante quanto a gestão das tarefas e projetos. Ao começar a prestar atenção em como você distribui suas atividades ao longo do dia, e dentro de suas obrigações, será possível replanejá-las por ordem de prioridade e importância. Por isso explicamos aqui quatro métodos que te ajudarão a trabalhar em uma equipe mais produtiva e inspirada.
  • 14. //criando equipes altamente produtivas 14 1. Use um caderno ou um gravador para coletar tudo o que chama a sua atenção. Pequeno, grande, pessoal ou profissional – todos os projetos a serem realizados, coisas com as quais você precisa lidar ou terminar. 2. Processe o que cada coisa significa, e pergunte-se: é uma tarefa? Se não for uma tarefa, jogue fora, incube (para realizar num projeto futuro) ou guarde para rever mais tarde. Se for uma tarefa, e demorar dois minutos para ser realizada, trabalhe nela agora mesmo. Senão, delegue. Ou se demorar mais, coloque em uma to-do-list. 3. Organize as tarefas em lembretes e categorias, como ligações a fazer, e-mails para enviar, entre outras. 4. Revise seus lembretes e reflita frequentemente para determinar o que fazer em seguida. Atualize suas listas e clareie sua mente. 5. Simplesmente faça, engaje em suas tarefas e as realize com confiança. 4 | Métodos de produtividade consagrados Getting Things Done (GTD) David Allen, guru da produtividade, criou este método de gerenciamento de tempo com cinco passos: 1) Colete; 2) Processe; 3) Organize, 4) Revise e 5) Faça. Ele pode ser aplicado tanto a questões pessoais quanto profissionais – seja você um executivo, estudante ou gestor de uma empresa ou de um núcleo familiar. Confira:
  • 15. //criando equipes altamente produtivas 15 4 | Métodos de produtividade consagrados O método Eisenhower Dwight D. Eisenhower, ex-presidente dos Estados Unidos, dizia que “O que é importante é raramente urgente, e o urgente é raramente importante”. Dessa máxima, tirou uma matriz com quatro quadrantes, sendo cada um mais prioritário que o outro. Duas perguntas são importantes aqui: Esta tarefa é importante? É urgente? Importante: traz resultados a curto, médio e longo prazo, apesar de um pouco trabalhosa. Urgente: seu prazo é curto ou já estourou, sempre realizada com pressa, estresse, pressão e preocupação. URGENTE 1 3 2 4 IMPORTANTENÃOIMPORTANTE NÃO URGENTE • Crises / Estresse • Projetos, reuniões e relatórios com prazos • Problemas • Pressão • Qualidade / Metas / Planejamento • Determinação de objetos • Revisão de progresso • Prevenção • Construção de relacionamento • Ilusão / Interrupções • Falha dos outros em planejar ou resolver problemas • Reuniões não importantes • Interrupções desnecessárias • Desperdício / Distrações • Desperdiçadores de tempo • Excesso de TV ou internet • Rotina
  • 16. //criando equipes altamente produtivas 16 4 | Métodos de produtividade consagrados O método Eisenhower Q4: Quadrante do Desperdício e das Distrações: tarefas improdutivas e dispensáveis. Eliminar ou reduzir ao mínimo. Q3: Quadrante da Ilusão e das Interrupções: em alguns casos, diga não com diplomacia e, em outros, delegue. O alvoroço cria a ilusão de importância, que pode existir para outras pessoas, mas não para você. URGENTE 3 4 NÃOIMPORTANTE NÃO URGENTE • Ilusão / Interrupções • Falha dos outros em planejar ou resolver problemas • Reuniões não importantes • Interrupções desnecessárias • Desperdício / Distrações • Desperdiçadores de tempo • Excesso de TV ou internet • Rotina
  • 17. //criando equipes altamente produtivas 17 4 | Métodos de produtividade consagrados O método Eisenhower Q2: Quadrante da Qualidade, das Metas e Planejamentos: prepare uma agenda para estas atividades. Reduza o tempo dedicado aos Quadrantes 3 (tarefas urgentes sem importância) e 4 (tarefas sem urgência e sem importância). Lembre-se de que falhar aqui significa transferir tarefas para o Quadrante 1, do Estresse. Q1: Quadrante da Crise e do Estresse: resolva agora. Você pode estar sobrecarregado com essas tarefas por falta de planejamento ou falha em prever obstáculos. URGENTE 1 2 IMPORTANTE NÃO URGENTE • Crises / Estresse • Projetos, reuniões e relatórios com prazos • Problemas • Pressão • Qualidade / Metas / Planejamento • Determinação de objetos • Revisão de progresso • Prevenção • Construção de relacionamento
  • 18. //criando equipes altamente produtivas 18 4 | Métodos de produtividade consagrados Pilhas de tarefas e priorização Os métodos criados por gestores costumam ser bem assertivos por terem, em seu DNA, todas as dores que tal cargo pode causar. É o caso do Runrun.it, criado a partir da ideia de Gary Hamel, publicada na Harvard Business Review de que a “Gestão” é a atividade menos eficiente dentro de uma organização. Ou seja, muitas pessoas encarregadas apenas de saber o que as outras estavam fazendo: gerentes de seção, supervisores e até mesmo alguns diretores. Depois de testar vários métodos, Franklin Valadares, então CTO de uma empresa especializada em tecnologia mobile, percebeu que muitos dos seus colaboradores não conseguiam nem saber as prioridades, nem dizer não para tarefas “fantasmas”, demandadas por chefes de outras áreas. A solução foi a criação de um software que automatiza o trabalho do gestor, cria regras de quem pode abrir tarefas para quem e cria uma pilha de tarefas – em que a tarefa de cima é sempre a de maior prioridade para ser realizada. Ao estimar prazos para a entrega das tarefas, é possível ter uma grande equipe trabalhando em vários projetos ao mesmo tempo sem perder de vista a data de seu término.
  • 19. //criando equipes altamente produtivas 19 4 | Métodos de produtividade consagrados Ciclo PDCA (plan, do, check and act) Ciclo é um bom nome para o método PDCA – do inglês plan, do, check and act, ou planejar, fazer, revisar e agir. Basta conferir como esses quatro verbos se relacionam na imagem ao lado. Ele foi criado por Walter A. Shewart na primeira metade do século XX, mas foi William Edward Deming, considerado o pai do controle de qualidade moderno, que disseminou seu uso. Ele foi difundido por Deming no Japão a partir da metade do século passado com o intuito de recuperar a competitividade da indústria japonesa. • Padronização dos resultados positivos • Tratamento dos desvios • Verificação dos resultados • Definição de meta • Análise do problema • Análise das causas • Elaboração dos planos de ação • Treinamento • Execução dos planos de ação A C P D
  • 20. //criando equipes altamente produtivas 20 4 | Métodos de produtividade consagrados Ciclo PDCA (plan, do, check and act) P, Planejar: identificar o problema, analisar o fenômeno e as causas, estabelecer os objetivos com base nas diretrizes ou políticas da empresa, e também o caminho a seguir e o método a ser usado. Um bom plano evita falhas nas próximas fases. D, Fazer: executar as ações planejadas, treinar as equipes envolvidas no método a ser empregado, coletar dados para a próxima etapa. • Definição de meta • Análise do problema • Análise das causas • Elaboração dos planos de ação • Treinamento • Execução dos planos de ação A C P D
  • 21. //criando equipes altamente produtivas 21 4 | Métodos de produtividade consagrados Ciclo PDCA (plan, do, check and act) C, Revisar: monitorar e medir os resultados, processos e produtos em relação aos objetivos e aos requisitos estabelecidos. Pode acontecer junto com a etapa “D”, ou após sua execução. Aqui podem ser detectadas falhas no planejamento ou execução. A, Agir: ações corretivas e padronização dos resultados positivos para promover a melhoria dos processos. Repetir o Ciclo PDCA novamente para garantir que as falhas sejam corrigidas. • Padrdonização dos resultados positivos • Tratamento dos desvios • Verificação dos resultados A C P D
  • 22. //criando equipes altamente produtivas 22 4 | Métodos de produtividade consagrados A tecnologia da gestão Um estudo global da McKinsey realizado com cerca de 1.500 executivos mostrou que apenas 9% estariam muito satisfeitos com a maneira como seu tempo é alocado. Quase metade admitiu que os esforços não são investidos nas prioridades estratégicas da empresa em que trabalham. Em outro estudo, observou-se que apenas 39% do tempo são dedicados a tarefas para as quais as pessoas foram efetivamente contratadas. O resto se perde em e-mails, reuniões e garimpagem de informações. Crítico, não? Em The Social Economy: unlocking value and productivity through social Technologies, de julho de 2012, a mesma consultoria afirmou que as tecnologias de gestão tiveram três momentos de influência sobre as empresas. No primeiro, ajudaram a aumentar a velocidade de comunicação e trânsito de dados e informações. Num segundo momento, criaram confusão, dissipando informações, tempo e esforços (pense na quantidade de e-mails que você tem que deletar todos os dias porque não te dizem respeito, mas as pessoas continuam mandando). Agora, no terceiro momento, essas tecnologias ajudam a automatizar uma série de atividades, ajudando a transformar o esforço profissional em retorno eficiente para as organizações. A gestão do tempo, portanto, não deve ser uma preocupação pessoal, mas das corporações, uma vez que sua saúde financeira depende de equipes produtivas. Ainda no mesmo documento, a McKinsey apontou que o uso de ferramentas de colaboração no ambiente de trabalho aumenta a produtividade de trabalhadores altamente qualificados entre 20 e 25%. Se você tem uma equipe de quatro pessoas, talvez existam outros caminhos a percorrer antes de contratar mais uma. Atualizar suas ferramentas de gestão, buscando novos métodos para trabalhar, pode ser uma solução inteligente, mais barata e mais produtiva.
  • 23. //criando equipes altamente produtivas 23 Um gestor que lidera Nem sempre as lideranças de uma empresa encontram-se no topo da pirâmide. Os líderes se formam naturalmente entre as pessoas, porque suas atitudes são vistas como positivas e inspiradoras pelos demais. A maioria deles está num posto médio na hierarquia das empresas. Segundo John C. Maxell, em seu livro O Líder 360°, esse numero é muito maior: 99% de toda a liderança vêm do escalão médio das organizações. No entanto, cargos de gestão também podem ser de liderança, uma vez que há uma série de comportamentos e atitudes de um líder que podem ser aprendidos por todos. Basta exercitar.
  • 24. //criando equipes altamente produtivas 24 5 | Um gestor que lidera Líder da antiga geração x Líder da nova geração Para entender como age um líder da nova geração, é preciso entender como eles agiam antigamente. Liderar, agora, não é apenas estar à frente de uma equipe, mas ser seguido por ela. Essa mudança tem a ver com a transformação na própria sociedade, no que as pessoas buscam tanto no trabalho como na vida pessoal – que se confunde, muitas vezes. Agora, o trabalho também está ligado à satisfação. • Sentia-se superior; • Era centrado em objetivos materiais; • Tinha uma visão limitada, focada em objetivos imediatistas; • Procurava um culpado em situações de conflito; • Dirigia departamentos ou setores isolados de uma empresa, e, • Tinha uma personalidade mais autoritária, ao mesmo tempo obediente aos superiores, disciplinada e energética. //Antigamente, o líder:
  • 25. //criando equipes altamente produtivas 25 5 | Um gestor que lidera Líder da antiga geração x Líder da nova geração • Nutre um sentimento de igualdade pela equipe; • É centrado em objetivos e valores complexos; • Tem uma visão holística, abrangente e inclusiva; • Procura as causas e oportunidades de aprendizados em situações de conflito; • Incentiva redes orgânicas de trabalho, e, • Tem personalidade harmoniosa, apesar de firme e pé no chão. //O novo líder:
  • 26. //criando equipes altamente produtivas 26 5 | Um gestor que lidera Mas eu sou chefe ou líder? O pensamento contemporâneo aponta para os líderes como influências positivas, pessoas a serem seguidas e que pensam no fortalecimento do todo. Chefes, por outro lado, têm o estigma do carrasco, temidos e ao mesmo tempo desprezados. Mas essa dicotomia não precisa existir. Muitos gestores, inclusive, defendem que há certas posturas do chefe que são fundamentais para as organizações, como assegurar que os objetivos da empresa serão perseguidos, que as políticas serão implementadas e que as pessoas irão obedecê-lo. O chefe tem voz de comando e a personalidade de construir empresas. Junto a isso, ele preza pela hierarquia da organização – e luta por cadeiras mais altas –, fazendo dessa escada uma forma de planejar sua carreira. Por outro lado, o líder é quem constrói times, a pessoa que serve de modelo para os demais. Ele demonstra a visão geral e propõe discussões e mudanças. As decisões nem sempre estão em sua mão, e nem sempre são escolhidas aquelas que ele tomaria. Mas por inspirar e promover a transparência, normalmente as pessoas seguem suas convicções.
  • 27. //criando equipes altamente produtivas 27 5 | Um gestor que lidera O líder de 2030 1. Globalização 2.0: Uma nova ordem econômica está em ascensão, com origem no mercado asiático (especialmente o chinês). Isso resulta em inúmeras oportunidades e também ameaças para as dinâmicas dos mercados locais. 2. Crise ambiental: A falta de recursos naturais e as mudanças climáticas só irão piorar. Inovação parece ser a palavra-chave para lidar com o aumento de preços e as pressões sociais e de mercado. 3. Individualismo e o valor do pluralismo: O crescimento nos mercados emergentes ajudará aumentar as atitudes individualistas em muitas partes do mundo. As pessoas desejarão ser atendidas a partir de suas necessidades individuais, e isso demanda funcionários multitarefas e sensibilidade das empresas. 4. A Era Digital: As plataformas digitais substituirão o poder das organizações pelo dos consumidores e funcionários. Isso irá quebrar antigas divisões entre a vida pessoal e a profissional das pessoas. E exigirá uma transparência sem precedentes, que obrigará líderes a agirem com sinceridade e autenticidade Num estudo da consultoria Hay Group, pesquisadores identificaram seis grandes tendências que guiarão o líder de 2030. A pesquisa virou livro no começo do ano, o Leadership 2030, e inspirou este capítulo do ebook. Segue um resumo do quadro que possivelmente teremos em pouco mais de 15 anos.
  • 28. //criando equipes altamente produtivas 28 5. Mudança demográfica: A população mundial envelhecerá rapidamente, o que transformará mercados e pressionará as estruturas sociais já estabelecidas. Isso resultará na diminuição da força de trabalho global, provocando uma guerra por talentos entre as organizações. 6. Convergência tecnológica: O progresso científico em áreas como a nanotecnologia e a biotecnologia irá transformar nossas vidas. Esta onda de inovação criará incalculáveis novos mercados. E também cobrará das empresas estar sempre à frente. 5 | Um gestor que lidera O líder de 2030 Tais conceitos parecem distantes para você? Em caso positivo, existem algumas formas de se manter atualizado sobre eles. Uma das mais práticas são os cursos promovidos pelo Coursera. org, plataforma de educação à distância onde esses e outros temas são abordados por professores das mais renomadas universidades do mundo, como Harvard, Stanford, Yale e Columbia. E você não precisa pagar nada por isso. Há, inclusive, muitos com legendas ou dublados em português. Passa lá!
  • 29. //criando equipes altamente produtivas 29 Motivação e recompensa A recompensa ajuda a manter um ambiente mais motivador no trabalho, mas não corrige falhas de gestão. Se a sua equipe não se engaja com seus projetos, não respeita as decisões dos gestores e, sempre que tem oportunidade, critica as políticas da empresa, provavelmente não se sentirá recompensada com um “prêmio”. Ele motivará apenas quem o receber e durante um tempo bem curto. O trabalhador subaproveitado vê a empresa como um espaço entediante, egoísta e que paga mal. A motivação vem da relação que as pessoas criam com a organização: quanto mais positiva e produtiva, mais motivados serão os colaboradores. E esse posicionamento vai ao encontro da nova mentalidade profissional de que o trabalho não é meramente uma fonte de recursos para as pessoas pagarem suas contas, mas um ambiente que propicia sua evolução pessoal e profissional.
  • 30. //criando equipes altamente produtivas 30 Motivação e recompensa Para criar este ambiente favorável ao desenvolvimento das pessoas, é possível aplicar vários métodos, desde os mais intuitivos de acerto e erro a técnicas consagradas, como os 14 Princípios de Deming. O consultor americano William Edwards Deming , que já citamos aqui como sendo o propagador do Ciclo PDCA, foi chamado por executivos japoneses na década de 1950 para melhorar a competitividade de suas indústrias. Ele tem grande responsabilidade no fato do país hoje ser conhecido como um polo de produtos inovadores e de alta qualidade. Seus princípios foram aplicados em fábricas, mas podem ser transferidos para os escritórios de qualquer empresa em busca da qualidade total e do contínuo aperfeiçoamento.
  • 31. //criando equipes altamente produtivas 31 6 | Motivação e recompensa 14 princípios de Deming 1. Melhoria e aperfeiçoamento constantes, para ser competitivo e criar empregos; 2. Uma nova filosofia de administrar em direção à transformação; 3. Acabar com a dependência da inspeção instaurando a qualidade desde o começo; 4. Acabar com os negócios baseados apenas no preço. Ao invés disso, minimizar o custo total e manter laços duradouros e de confiança com fornecedores; 5. Aperfeiçoar os processos para melhorar a produtividade e, consequentemente, reduzir os custos; 6. Fornecer treinamentos no local de trabalho; 7. Forme líderes, não chefes. O objetivo da lidernaça deve ser o de ajudar as pessoas´e as máquinas e dispositivos a executarem um trabalho melhor. A chefia como conhecemos precisa de uma revisão geral; 8. Elimine o medo, de tal forma que todos trabalhem de modo eficaz; 9. Quebre as barreiras entre departamentos. Colaboradores de diversas áreas devem trabalhar em equipe, tornando-se capazes de antecipar problemas; 10. Fim do defeito zero;
  • 32. //criando equipes altamente produtivas 32 6 | Motivação e recompensa 14 princípios de Deming 11. Elimine a administração por objetivo e metas numéricas. Substitua-os pela administração por processos através do exemplo de líderes; 12. A responsabilidade dos chefes deve ser mudada de números absolutos para a qualidade; 13. Instaurar programas de educação e autodesenvolvimento; 14. Engaje todo mundo na transformação. Ela é tarefa de todos. A partir desses 14 pontos, criou- se o conhecido método Toyota, que usa os princípios Kaizen de melhoria contínua de qualidade associados ao método de produtividade fabril Kanban.
  • 33. //criando equipes altamente produtivas 33 6 | Motivação e recompensa Dicas para manter um ambiente de trabalho motivador Ao criar um ambiente de trabalho positivo para todos, vale prestar atenção em como ele pode melhorar um pouquinho a cada dia. Seguem algumas dicas: • Mantenha o espaço arejado e iluminado; • Comunique tudo, desde novas campanhas ou crises a prêmios e novas contratações; • Trabalho dá fome, então não custa manter um espaço com lanchinhos saudáveis para seus colaboradores comerem e se socializarem; • As pessoas gostam de ser respeitadas e reconhecidas individualmente, sobretudo quando são esforçadas e produtivas. Isso não significa ter um quadro de medalhas, mas reconhecer através de uma conversa ou um elogio, por exemplo; • Converse com sua equipe, e escute-a. Eles devem conhecer todas as metas e objetivos da organização onde trabalham; • Seja amigável para que seus colaboradores se sintam bem à sua volta. Mas não confunda relação profissional cordial com amizade profunda; • Apoie novas ideias, deixando a porta sempre aberta para sugestões;
  • 34. //criando equipes altamente produtivas 34 6 | Motivação e recompensa Dicas para manter um ambiente de trabalho motivador Criando um ambiente de trabalho positivo para todos, vale prestar atenção em como ele pode melhorar um pouquinho a cada dia. Seguem algumas dicas: • O que motiva os colaboradores? Evite criar políticas de socialização forçada e tediosas e pesquise sobre o que eles gostam; • Ajude seus colaboradores a entender seus papéis dentro do quebra-cabeça da empresa, • Horários flexíveis podem ser bem motivadores para colaboradores esforçados; • Deixe que seus colaboradores transitem pelas várias áreas da empresa. Assim eles se envolverão mais com o negócio.
  • 35. //criando equipes altamente produtivas 35 6 | Motivação e recompensa Como recompensar os melhores exemplos Quais políticas de recompensa dão certo e quais soam artificias? A recompensa deve ser instaurada de uma forma natural nas empresas, quase que por acerto e erro. Os gestores precisam fazer um raio-x de suas equipes para detectar o que as deixaria se sentindo plenamente retribuídas pelo seu esforço e dedicação. O “funcionário do mês” já foi uma forma de elogio, mas que hoje é totalmente ultrapassada. Na maioria das vezes, quando se instaura uma política mensal de recompensa, as pessoas perdem o interesse e não enxergam nela uma forma real de premiação. Por isso, tente focar nas pessoas que realmente se destacam pelo seu desempenho. Uma premiação surpresa pode gerar muito mais impacto do que aquela que já é esperada. Por outro lado, segundo a consultora Vicky Bloch, quando você é responsável por outras pessoas, no papel do gestor, trata-se de uma opção de cidadania, não de trabalho. Para isso, deve aprender a falar e a ouvir. Talvez trabalhar com pessoas assim seja uma recompensa diária muito mais agradável do que ganhar pequenos mimos. É preciso refletir.
  • 36. //criando equipes altamente produtivas 36 7 | Conclusão Cada experiência, uma decisão Este ebook traz várias visões para a gestão de pessoas em uma organização. Essa variedade se propõe a enriquecer sua bagagem para você tomar a melhor decisão na hora de gerenciar sua própria equipe, ou empresa. Peter Drucker já dizia que “uma determinada estrutura organizacional será adequada a determinadas tarefas, sob certas condições e em determinada época”. Ou seja, existem alguns princípios fundamentais para a administração de uma empresa, mas certas decisões devem ser tomadas a partir de suas variáveis – trata-se de uma padaria ou uma indústria química? Uma rede de lojas ou uma floricultura? Colocar tudo no mesmo balaio é um erro. Pessoas diferentes devem ser administradas de maneira diferente. Para o teórico, os conceitos de “empregado” e “subordinado” perderam terreno para os de “trabalhador do conhecimento” e “associado”. Hoje, não se administram recursos, lideram-se pessoas.
  • 37. Quer saber muito mais sobre como gerenciar e liderar uma equipe de alta performance? Conheça os cursos da Endeavor:
  • 38. Com atuação em 20 países, a Endeavor é uma das principais organizações de fomento ao empreendedorismo no mundo. Presente no Brasil há 14 anos, a organização apoia empreendedores de alto impacto promovendo a troca de experiência entre eles e uma rede de mentores formada pelas principais lideranças empresariais do país. A Endeavor acredita na força do exemplo desses empreendedores para inspirar milhões de brasileiros, por isso compartilha suas histórias e aprendizados práticos de especialistas em seu portal, considerado referência em conteúdo de empreendedorismo. Além disso, publica estudos e atua na mobilização de organizações públicas e privadas para influenciar mudanças positivas no ambiente empreendedor. Com oito escritórios no Brasil - São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Pernambuco e Ceará - já capacitou mais de dois milhões de brasileiros com programas educacionais presenciais e à distância. Além disso, os seus 116 empreendedores apoiados movimentam mais de dois bilhões de reais anualmente e empregam mais de 20.000 pessoas. Dessa forma, trabalha para transformar o Brasil em uma das grandes referências em empreendedorismo no mundo, com empreendedores de impacto cada vez maior na sociedade. Conheça o portal Endeavor Sobre a endeavor
  • 39. O Runrun.it é um software brasileiro de gestão de equipes, tempo e desempenho, que ajuda gestores a aumentar a produtividade de suas equipes. Os benefícios são melhora no fluxo de trabalho, maior transparência na priorização das tarefas, menos reuniões de acompanhamento e, principalmente, mais entregas reais sendo feitas em um ambiente mais motivador. Em maio de 2013 recebeu um aporte de R$ 2,1 milhões, da aceleradora 500 Startups, do Vale do Silício, e do fundo Monashees Capital. Hoje, o software já é usado por mais de 50 mil empresas em 74 países. Runrun.it Crie sua conta grátis no Runrun.it