Repensando a Medicina do      Século XXI      Dr. Ricardo Guimarães     Hospital de Olhos de Minas Gerais           Belo H...
Medicina do Século XXI• “Se ha uma área que precisa de reforma, é a medicina.  Caótica, cara, ineficiente, e frequentement...
3
Introdução• Apresentação pessoal  – Como Medico     • Formação, monitoria, AMMG, AMIMER,  – Cidadão     • Programas sociai...
Prioridades da Sociedade Contemporânea           SEGURANÇAEDUCAÇÃO                     SAÚDE                              ...
Cenário  S A Ú D E EM CRISE                Insatisfação!• Regulamentadores• Administradores• Financiadores• Prestadores• C...
Cenário  S A Ú D E EM CRISE                Insatisfação!• Regulamentadores• Administradores• Financiadores• Prestadores• C...
c. 3,500 BCE                               c. 500 BCE              14801628       1800                     1885        189...
Feiticeiro                         Ciencia              HospitalTecnologia  Convenio             SUS                      ...
O Futuro da Medicina• O futuro dos hospitais• O hospital do futuro• O paciente do futuro• O nosso futuro                  ...
Porque tão cara?                   11
Cenário Mundial                  E.U.A maior                  gasto com saúde no                  mundo: 17.6% do         ...
Cenário MundialOverall world expenditure on health care per capita per year (2000 – 2007) US$                             ...
Causas aumento custo• Vivemos mais e melhor• Temos melhores cuidados• Tecnologia mais avançada e mais cara   – Indução mid...
Associação Médica AmericanaFatores contribuíram para aumentar custos na Saúde•   Envelhecimento da população•   Aumento de...
Expectativa de vida no mundo,                  1950-200070                                                             63,...
População mundial está    envelhecendo                               17Global Trends on Health Care
Pirâmides Populacionais no Brasil (Em                                    Milhões de Pessoas)                       As proj...
Brasil 2010:• População = 190.732.694 pessoas• Idosos: 21 milhões - 11% (superior ao de  crianças de 0 a 6 anos: 19,4 milh...
20
A OMS divulgou relatório anual                              em 13-05-11• Governo brasileiro gasta menos com saúde do que a...
Má gestão também na privada• Operadoras não tem uma política definida de saúde, não  educam mercado para sua visão• Pagam ...
Preparo do médico• Entre 2000 e 2009, a quantidade de médicos aumentou 27% –  de 260.216 para 330.825.• 15.000 concluem o ...
Preparo do médico      Veja                    24
75% das crianças e adolescentes brasileiros             tomando remédios para déficit de atenção não                tivera...
Medical Mistakes in the US                             26
Estimated Deaths Due   to Medical Error                                                     27                Source – The...
Over-Diagnosed             DR. H. Gilbert Welch – Fac.Medicina de Dartmouth• Exames e tratamentos preventivos para o coles...
Passe o saleiro - João Ubaldo•   Exame preventivo próstata•   Sal na hipertensão•   Manteiga x Margarina•   Colesterol•   ...
Iatrogenia – Erro Médico•   Imperícia, omissão e imprudência•   Visão médico como único responsável•   Medicina = Equipe• ...
Segurança do Paciente• Infra estrutura física + Conhecimento +  organização multi e interdisciplinar• ONA e Acreditação In...
Paciente•   Informação leiga, via internet, Dr. Google•   Automedicação•   Processo tentativa e erro.•   E o único control...
Processo decisão do paciente    Auto                                  Especialista   MedicaClinico                        ...
Medicina do Século 21•   E a mesma do passado•   Mesmo currículo médico•   Inovamos na tecnologia•   Mas usamos os mesmos ...
35
O que vem por aí !                     36
Novas tecnologias• Transplantes• Robótica• Nanotecnologia• Procedimentos não invasivos• Tecnologia da informação e da comu...
O Hospital do FuturoA maioria das intervenções será minimamente invasiva e                  feita sem internação •Alta res...
A medicina do futuro• Cuidados coordenados• Personalizada, monitoramento constante,• Não invasiva• Drogas (farmacogenômica...
O que fazer?• Repensar o modelo• Atenção continuada e orientada• Criar novos modelos e reformatar perfisprofissionais médi...
O que fazer?       •Mais foco na promoção da saúde                        +• Criar perfil do paciente – Biografia ou cadas...
Epidemiologia• Buscar a Causa• A causa da Causa• Gestão do desenvolvimento da criança• Identificar os Determinantes Sociai...
Determinantes sociaisDa Saúde                  •   Pobreza   Meio Ambiente   Violência   Renda   Moradia  Educação        ...
Determinantes sociaisDa Saúde                  • Da Educação   Pobreza                    Pobreza   Meio Ambiente         ...
Conclusão• Não existe saúde sem educação• Não existe educação sem saúde• Com a mesma abordagem resolvemos dois  problemas
Evolution of the Healthy    Canadians Tree
Canadian Institute for               Advanced Research• 15% da genética = biologia• 10% do ambiente físico• 50% de ambient...
Nova Medicina• Cadastro de saúde e desenvolvimento da criança         – Mapear e reduzir vulnerabilidade da criança• Pacie...
Solução idealizada1. Promover a Saúde desde a infância   – Gestão do Desenvolvimento   – Alta resolutividade e baixo custo...
Promover a Saúde desde a infância Projeto Bom Começo:   Programa de Gestão da Saúde e     Desenvolvimento na Escola       ...
Projeto Bom ComeçoPrograma de Gestão da Saúde e  Desenvolvimento na Escola                                51
Solução Integrada Educação Baseada em Evidências             Outros                      Solução Integrada             Out...
Visão doSistemaCADASTRO CENTRAL                   53
Situação Atual• Total de profissionais já  capacitados:   – 3.002 profissionais   – 21 estados                            ...
Situação Atual  • Lei Municipal em Belo Horizonte• • Desde Abril 2011 no Canada–               – Projeto em Parceria com H...
Solução idealizada1. Promover a Saúde desde a infância   – Gestão do Desenvolvimento   – Alta resolutividade e baixo custo...
Cidade Médica Internacional de        Belo Horizonte:  Uma Ilha de Excelência em Cuidados Médicos, Pesquisa Clinica, e Con...
Conceito de Medical City• Concentração  organizada  de  instituições  de  saúde   em  uma  região,  geralmente  fora  do  ...
Benefícios• Concentração de todas ofertas de serviços   necessários em uma área planejada• Interação entre todos os setore...
Contexto Favorável• Projeto de expansão na área do Aeroporto de   Confins• Estímulo às atividades de grande valor agregado...
Macro Estrutura          ASSISTÊNCIA:         Médica e Bem Estar             CIDADE            DA SAÚDEENSINO             ...
Conceptual Project 
Residential Area–   Partially designed for long standing patients–   Senior Citizens homes–   For employees–   Open to reg...
Industrial City• Industrial, Services and Maintenance  –   Catering  –   Medical and Drug Industry  –   Diposals  –   Main...
Dr. Ricardo Guimarãesprojetos@holhos.com.br     31-3289-2030                         65
67
68
Aula rg repensando a saúde no seculo 21 dr. Ricardo Guimarães -  FIEMG
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula rg repensando a saúde no seculo 21 dr. Ricardo Guimarães - FIEMG

1.417 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Aula rg repensando a saúde no seculo 21 dr. Ricardo Guimarães - FIEMG

  1. 1. Repensando a Medicina do Século XXI Dr. Ricardo Guimarães Hospital de Olhos de Minas Gerais Belo Horizonte - MG 1
  2. 2. Medicina do Século XXI• “Se ha uma área que precisa de reforma, é a medicina. Caótica, cara, ineficiente, e frequentemente ineficaz, a área da saúde está suplicando por inovação.” If ever a field needed a makeover, its medicine. Chaotic, expensive, inefficient, and often ineffective, health care is dying for innovation. – Gardiner Morse, – Ex Editor do England Journal of Medicine por 15 anos – Senior Editor da Harvard Business School, Junho de 2010• “Todos querem fazer o que é certo, mas somente após tentar todas as outras alternativas” Winston Churchill, 1950 2
  3. 3. 3
  4. 4. Introdução• Apresentação pessoal – Como Medico • Formação, monitoria, AMMG, AMIMER, – Cidadão • Programas sociais, Projeto Rondon, Delegacia de Menores – Outras atividades • Amcham, CCBC, ACM, Minas Invest, Canadá – Como Diretor do Hospital de Olhos de MG • Perfil Holhos privado e convenios • ONA Nacional e Acredittation Canadá International • Hospital como uma empresa – Paciente e usuário do sistema de saúde • Acidente • Recente 4
  5. 5. Prioridades da Sociedade Contemporânea SEGURANÇAEDUCAÇÃO SAÚDE 5
  6. 6. Cenário S A Ú D E EM CRISE Insatisfação!• Regulamentadores• Administradores• Financiadores• Prestadores• Clientes 6
  7. 7. Cenário S A Ú D E EM CRISE Insatisfação!• Regulamentadores• Administradores• Financiadores• Prestadores• Clientes 7
  8. 8. c. 3,500 BCE c. 500 BCE 14801628 1800 1885 1895 8 1906
  9. 9. Feiticeiro Ciencia HospitalTecnologia Convenio SUS Unimed CBHPM 9
  10. 10. O Futuro da Medicina• O futuro dos hospitais• O hospital do futuro• O paciente do futuro• O nosso futuro 10
  11. 11. Porque tão cara? 11
  12. 12. Cenário Mundial E.U.A maior gasto com saúde no mundo: 17.6% do PIB - $7,285 ppp Canada $2.58723 ppp - ranking 6th Brasil $323 ppp - ranking 55th 12
  13. 13. Cenário MundialOverall world expenditure on health care per capita per year (2000 – 2007) US$ 13 Gastos per capita tem aumentado
  14. 14. Causas aumento custo• Vivemos mais e melhor• Temos melhores cuidados• Tecnologia mais avançada e mais cara – Indução midia, do fabricante• Valorização pelos planos de saúde – Melhor remuneração – Super especialização = Fragmentação• Ma gestão• Medicina = atividade de resultado 14
  15. 15. Associação Médica AmericanaFatores contribuíram para aumentar custos na Saúde• Envelhecimento da população• Aumento de doenças crônicas• Novas tecnologias• Despesas administrativas• Medicina defensiva• Novas drogas• Estilo de vida 15
  16. 16. Expectativa de vida no mundo, 1950-200070 63,9 65,065 63,0 61,4 59,860 58,0 56,155 52,4 49,650 46,54540 1950- 1955- 1960- 1965- 1970- 1975- 1980- 1985- 1990- 1995- 1955 1960 1965 1970 1975 1980 1985 1990 1995 2000 16
  17. 17. População mundial está envelhecendo 17Global Trends on Health Care
  18. 18. Pirâmides Populacionais no Brasil (Em Milhões de Pessoas) As projeções indicam que a população mais idosa (topo das pirâmides) aumentará cada vez mais seu contingente em relação às pessoas mais jovens (base das pirâmides) 1980 2000 80+ 80+70-74 70-7460-64 60-6450-54 50-5440-44 40-4430-34 30-3420-24 20-2410-14 10-14 0-4 0-4 -10 -8 -6 -4 -2 0 2 4 6 8 10 -10 -8 -6 -4 -2 0 2 4 6 8 10 Homens Mulheres Homens Mulheres 2020 2050 80+ 80+70-74 70-7460-64 60-6450-54 50-5440-44 40-4430-34 30-3420-24 20-2410-14 10-14 0-4 0-4 -10 -8 -6 -4 -2 0 2 4 6 8 10 -10 -8 -6 -4 -2 0 2 4 6 8 10 Homens Mulheres Homens Mulheres Fonte: IBGE Elaboração: SPS/MPS 18
  19. 19. Brasil 2010:• População = 190.732.694 pessoas• Idosos: 21 milhões - 11% (superior ao de crianças de 0 a 6 anos: 19,4 milhões )• Previsão para 2020: 30 milhões (maiores de 60 anos) - 13% da população total do país.• (IBGE – Estimativa 2010) 19
  20. 20. 20
  21. 21. A OMS divulgou relatório anual em 13-05-11• Governo brasileiro gasta menos com saúde do que a média africana.• Brasil 7.2 % dos gastos totais para a saúde (orçamento) • Canadá destina 17,8%, Espanha 15,5%, Itália 14,2%, Chile 14,1% e México 10,8%.• Gasto público per capita/ano no Brasil = US$ 323 contra • US$ 2.587 no Canadá, 2.550 no UK, 1.000 em Portugal e 1.757 na Espanha• A maior parte dos gastos com saúde no Brasil é paga pelo contribuinte.• OMS avaliou 192 países, o Brasil ocupa a 151º posição, como um dos países que menos investem em saúde. 21
  22. 22. Má gestão também na privada• Operadoras não tem uma política definida de saúde, não educam mercado para sua visão• Pagam pelo procedimento de forma indiscriminada, mais se faz mais se paga• Não há valorização de qualidade ou de infra-estrutura• Remuneração por resultado•• Foco na doença e não na saúde.•• Tratar doença Versus promover saúde• Paciente não participa do custo• Não existe continuidade na abordagem => Fragmentação 22
  23. 23. Preparo do médico• Entre 2000 e 2009, a quantidade de médicos aumentou 27% – de 260.216 para 330.825.• 15.000 concluem o curso em 2010• 30% dos formandos: residência – 7.000 vagas• Mesmo currículo• Não recebe formação de administração• Instituição serve médico ou vice versa?• Tem formação e treinamento para visão individual e não de grupo.• Qualidade da formação? 23
  24. 24. Preparo do médico Veja 24
  25. 25. 75% das crianças e adolescentes brasileiros tomando remédios para déficit de atenção não tiveram diagnóstico correto. Folha SP• Déficit de atenção - Uso exagerado do medicamento• Estudo da USP, Unicamp, e do Albert Einstein College of Medicine (EUA), em 5.961 jovens, de 4 a 18 anos, em 16 Estados do Brasil e no Distrito Federal.• 23,7% das 459 dos diagnósticos corretos.• O remédio usado para tratar o transtorno é o metilfenidato, princípio ativo da Ritalina e do Concerta age sobre o sistema nervoso central, aumentando a capacidade de concentração.• Entre os efeitos colaterais causados pela droga estão taquicardia, perda do apetite e o desenvolvimento de quadro bipolar ou psicótico em pessoas com predisposição. 25
  26. 26. Medical Mistakes in the US 26
  27. 27. Estimated Deaths Due to Medical Error 27 Source – The Philadelphia Inquirer
  28. 28. Over-Diagnosed DR. H. Gilbert Welch – Fac.Medicina de Dartmouth• Exames e tratamentos preventivos para o colesterol, hipertensão, diabetes e câncer, em vez de salvar, colocam vidas em perigo e pode levar a um caminho mais caro e menos saudável.• Tratamentos precoces e agressivos aumentam o risco e a tendência dos médicos de super diagnosticar para evitar ações judiciais perpetua o que ele chama de "complexo médico-industrial moderno."• Quem procura sempre acha => Sintomas transformados em doença• Quem acha sempre trata => Medicalização• Tttos tem sempre ações colaterais => Iatrogenia – Over-Diagnosed: fazendo as pessoas ficarem doentes em busca de saúde. 28
  29. 29. Passe o saleiro - João Ubaldo• Exame preventivo próstata• Sal na hipertensão• Manteiga x Margarina• Colesterol• Consumo de ovo• Exposição ao sol• Vegetarianos x Ortorexia 29
  30. 30. Iatrogenia – Erro Médico• Imperícia, omissão e imprudência• Visão médico como único responsável• Medicina = Equipe• Resultado = Conhecimento + Infra-estruturar + Recursos 30
  31. 31. Segurança do Paciente• Infra estrutura física + Conhecimento + organização multi e interdisciplinar• ONA e Acreditação Internacional 31
  32. 32. Paciente• Informação leiga, via internet, Dr. Google• Automedicação• Processo tentativa e erro.• E o único controlador de sua evolução• Não e estimulado para promoção saúde• Procura atendimento quando doente• Maior custo e menor resolutividade 32
  33. 33. Processo decisão do paciente Auto Especialista MedicaClinico Exames Urgencia Nada – Espera melhora 33
  34. 34. Medicina do Século 21• E a mesma do passado• Mesmo currículo médico• Inovamos na tecnologia• Mas usamos os mesmos métodos• Tratar a doença não o doente » Osler• Não promovemos a saúde• Super diagnosticamos• Super medicamos 34
  35. 35. 35
  36. 36. O que vem por aí ! 36
  37. 37. Novas tecnologias• Transplantes• Robótica• Nanotecnologia• Procedimentos não invasivos• Tecnologia da informação e da comunicação• Projeto Genoma• Telemedicina – e-médico• Hospital do futuro ??? 37
  38. 38. O Hospital do FuturoA maioria das intervenções será minimamente invasiva e feita sem internação •Alta resolutividade ambulatorial •Hospitalização somente para •Urgência e Emergência •Doenças terminais? • CTI •Transplantes complexos 38
  39. 39. A medicina do futuro• Cuidados coordenados• Personalizada, monitoramento constante,• Não invasiva• Drogas (farmacogenômica)• Cateteres e sensores transmissores• Células tronco, bebê reserva• Dr. Digital, médico robô, técnico saúde• Diminui distancia entre médico e paramédico 39
  40. 40. O que fazer?• Repensar o modelo• Atenção continuada e orientada• Criar novos modelos e reformatar perfisprofissionais médico, enfermeira e paramédico.E-medico• Mais foco na promoção da saúde• Criar perfil do paciente – Biografia Medica• Visão global com foco individual 40
  41. 41. O que fazer? •Mais foco na promoção da saúde +• Criar perfil do paciente – Biografia ou cadastro medico + • Visão global com foco individual = •Epidemiologia 41
  42. 42. Epidemiologia• Buscar a Causa• A causa da Causa• Gestão do desenvolvimento da criança• Identificar os Determinantes Sociais da Doença 42
  43. 43. Determinantes sociaisDa Saúde • Pobreza Meio Ambiente Violência Renda Moradia Educação 43
  44. 44. Determinantes sociaisDa Saúde • Da Educação Pobreza Pobreza Meio Ambiente Meio Ambiente Violência Violência Capital Renda Moradia Moradia Educação Saúde 44
  45. 45. Conclusão• Não existe saúde sem educação• Não existe educação sem saúde• Com a mesma abordagem resolvemos dois problemas
  46. 46. Evolution of the Healthy Canadians Tree
  47. 47. Canadian Institute for Advanced Research• 15% da genética = biologia• 10% do ambiente físico• 50% de ambientes social e econômico• Somente 25% da saúde atribuíveis ao sistema de saúde 47
  48. 48. Nova Medicina• Cadastro de saúde e desenvolvimento da criança – Mapear e reduzir vulnerabilidade da criança• Paciente como parceiro – Indivíduo gestor da própria saúde• Médico – Ambiente Multidisciplinar – Hospital integrado• Prontuário único - Gestão da informação com visão epidemiológica – Intervenção PRO-ATIVA - Mapear e reduzir vulnerabilidade do adulto 48
  49. 49. Solução idealizada1. Promover a Saúde desde a infância – Gestão do Desenvolvimento – Alta resolutividade e baixo custo – Janelas de oportunidade2. Melhor atenção saúde do adulto – Cluster de instituições – Atendimento integrado – Pesquisa clínica e ensino profissional 49
  50. 50. Promover a Saúde desde a infância Projeto Bom Começo: Programa de Gestão da Saúde e Desenvolvimento na Escola 50
  51. 51. Projeto Bom ComeçoPrograma de Gestão da Saúde e Desenvolvimento na Escola 51
  52. 52. Solução Integrada Educação Baseada em Evidências Outros Solução Integrada Outros Perfil Odontológico Crescimento Imunização HELPSaúde visual + Saúde auditiva 52
  53. 53. Visão doSistemaCADASTRO CENTRAL 53
  54. 54. Situação Atual• Total de profissionais já capacitados: – 3.002 profissionais – 21 estados 54
  55. 55. Situação Atual • Lei Municipal em Belo Horizonte• • Desde Abril 2011 no Canada– – Projeto em Parceria com Human Early Learning Partnership da UBC, Vancouver, • UNDIME • Conspiração pel Educação • AMM • SIME - http://www.simi.org.br/biblioteca/exibir/6012 55
  56. 56. Solução idealizada1. Promover a Saúde desde a infância – Gestão do Desenvolvimento – Alta resolutividade e baixo custo – Janelas de oportunidade2. Melhor atenção saúde do adulto – Cluster de instituições – Atendimento integrado – Pesquisa clínica e ensino profissional 56
  57. 57. Cidade Médica Internacional de Belo Horizonte: Uma Ilha de Excelência em Cuidados Médicos, Pesquisa Clinica, e Conhecimento
  58. 58. Conceito de Medical City• Concentração  organizada  de  instituições  de  saúde  em  uma  região,  geralmente  fora  do  centro  urbano,  com facilidade de acesso local e internacional• Plano Diretor organiza implantação e funcionamento  do complexo e de cada instituição buscando incluir e  harmonizar  seriços e  interesses  de  todos  os  componentes da cadeia.
  59. 59. Benefícios• Concentração de todas ofertas de serviços  necessários em uma área planejada• Interação entre todos os setores da cadeia que  exercem atividades sinérgicas• Compartilhamento de serviços terceirizados, de  apoio e fornecimento de insumos• Reflexos positivos nos custos e na qualidade devido  às facilidades operacionais
  60. 60. Contexto Favorável• Projeto de expansão na área do Aeroporto de  Confins• Estímulo às atividades de grande valor agregado por  parte do Governo do Estado• Grandes áreas livres que permitem o planejamento  de um setor totalmente dedicado à saúde
  61. 61. Macro Estrutura ASSISTÊNCIA: Médica e Bem Estar CIDADE DA SAÚDEENSINO PESQUISA
  62. 62. Conceptual Project 
  63. 63. Residential Area– Partially designed for long standing patients– Senior Citizens homes– For employees– Open to regular citizens 63
  64. 64. Industrial City• Industrial, Services and Maintenance – Catering – Medical and Drug Industry – Diposals – Maintenance 64
  65. 65. Dr. Ricardo Guimarãesprojetos@holhos.com.br 31-3289-2030 65
  66. 66. 67
  67. 67. 68

×