Curso oratoria modulo5_2015

267 visualizações

Publicada em

Módulo do Curso Prático de Oratória da URI Erechim, ministrado por Alexandro Magno dos Santos Adário. Trata da organização do discurso, da preparação dos slides, dos princípios de design, como repetição, contraste, proximidade e alinhamento. Inclui sugestões de leitura e sites de busca sobre slides.

  • Seja o primeiro a comentar

Curso oratoria modulo5_2015

  1. 1. Bom Di a!
  2. 2. Obri gado
  3. 3. Recur sos Audi ovi suai s na Apr esent ação do Di scur so Al exandr o M. S. Adár i o
  4. 4. Recur sos Audi ovi suai s na Apr esent ação do Di scur so Al exandr o M. S. Adár i o Pr eci so Apr esent ar , e Agor a?
  5. 5. Se você i magi nou sua apr esent ação assi m. . .
  6. 6. Por que dei xa el a f i car ASSI M?
  7. 7. O que nós vemos: Longo Chat o Sl i des Rui ns Sem- cont eúdo
  8. 8. O que quer emos ver : Cur t o Si mpl es Legí vel Envol vent e
  9. 9. Gr andes Apr esent ador es
  10. 10. Mar t i n Lut her Ki ng
  11. 11. Nancy Duar t e
  12. 12. St eve Jobs
  13. 13. Não f aça i sso com a sua audi ênci a. . .
  14. 14. I nspi r e a sua audi ênci a, cat i ve- os
  15. 15. I ni ci e com Ment e de Pr i nci pi ant e.
  16. 16. “ Na ment e do Pr i nci pi ant e exi st em mui t as possi bi l i dades; na ment e do Exper t , apenas al gumas. ” Shunr yu Suzuki
  17. 17. É ar ej ada, ent usi asmada e aber t a a i déi as e possi bi l i dades.
  18. 18. É aber t a a expl or ar , descobr i r e exper i ment ar .
  19. 19. Não se par al i za com medo do f r acasso.
  20. 20. Não t em medo de er r ar e r ei ni ci ar .
  21. 21. É cr i at i va, sem se pr eocupar com a t écni ca.
  22. 22. Jamai s acr edi t a no mi t o de que “ Não é cr i at i va” .
  23. 23. “ Se não est á pr epar ado par a er r ar , j amai s cr i ar á nada or i gi nal . ” Si r Kennet h Robi nson
  24. 24. Encont r e i nspi r ação no que r odei a você.
  25. 25. Não se f or ce demai s.
  26. 26. Est ej a apai xonado( a) .
  27. 27. O que é Pai xão?
  28. 28. Ber nar di nho
  29. 29. Amyr Kl i nk
  30. 30. El i s Regi na
  31. 31. Ment e de Pr i nci pi a nt e Pai xã o +
  32. 32. Esqueça as Per gunt a s ERRADAS ( i r r el evant es)
  33. 33. Que sof t war e devo usar ?
  34. 34. Uso um Mac ou um PC?
  35. 35. Quai s ani mações usar ?
  36. 36. Quant os t ópi cos por sl i de?
  37. 37. Quant os sl i des pr eci so?
  38. 38. Esqueça TUDO i sso!
  39. 39. Faça as Per gunt a s CERTAS
  40. 40. Quant o TEMPO eu t enho?
  41. 41. 90 hor as 1 hor a Podem ser necessár i as Pr epar ando uma EXCELENTE apr esent ação de
  42. 42. 30 hor as E at é ( ou mai s) de ensai o
  43. 43. Como é o l ocal ?
  44. 44. Em qual par t e do di a?
  45. 45. Quem é a audi ênci a?
  46. 46. Qual é a mi nha exper i ênci a?
  47. 47. Qual o OBJETI VO f undament al da mi nha pal est r a?
  48. 48. Qual é a sua HI STÓRI A ?
  49. 49. Pr opaganda Val i sér e “ Meu Pr i mei r o Sut i ã”
  50. 50. PROTAGONI STA EM 3 ATOS
  51. 51. Qual meu Pont o Cent r al absol ut o?
  52. 52. Mat ar doi s coel hos com uma caj adada só.
  53. 53. Per si ga doi s coel hos e não consi ga nenhum.
  54. 54. Como cr i ar uma boa hi st ór i a?
  55. 55. Pr i ncí pi os que f azem as I DÉI AS col ar em 6
  56. 56. Si mpl i ci dade Se t udo é i mpor t ant e, nada é i mpor t ant e.
  57. 57. A Si mpl i ci dad e é o úl t i mo gr au de Sof i st i caçã o.Leonar do Da Vi nci
  58. 58. I mpr evi si bi l i d ade Sur pr eenda as pessoas. Est i mul e a cur i osi dade.
  59. 59. Concr et ude Use exempl os e i magens concr et as.
  60. 60. Cr edi bi l i dade Rel aci one cont ext o e si gni f i cado. Use númer os que f açam sent i do.
  61. 61. EmoçõesEmoções É pr eci so f azer as pessoas sent i r em.
  62. 62. Hi st ór i as Ser es humanos apr endem at r avés de hi st ór i as.
  63. 63. “ O que nós pensamos, nos t or namos. ” Buda
  64. 64. Passos par a um bom Pl anej ament o 4
  65. 65. Br ai nst or mi ng 1
  66. 66. Não descar t e nenhuma i déi a.
  67. 67. Or gani zação / Agr upament o 2
  68. 68. St or yboar di ng 3
  69. 69. Tenha uma Hi st ór i a.
  70. 70. Pl anej e Anal ógi co ( l onge do comput ador ) .
  71. 71. Fi que um pouco sozi nho. ( l i ber t e a cr i at i vi dade)
  72. 72. Di gi t al i zação 4
  73. 73. Tenha uma Hi st ór i a.
  74. 74. Desi g
  75. 75. Pr i ncí pi os par a um Mel hor desi gn
  76. 76. PROXI MI DADECONTRASTE REPETI ÇÃO ALI NHAMENTO
  77. 77. I st o é CONTRASTE.
  78. 78. O Cont r ast e t r az ENERGI A.
  79. 79. Pode sur gi r da mani pul ação do espaço.
  80. 80. CONTRASTE CONTRASTE CONTRASTE CONTRASTE
  81. 81. GRANDE pequeno
  82. 82. Cont r ast e f or t e at r ai o i nt er esse.
  83. 83. Véi, NA BOA, queferaesse lancede CONTRASTE!
  84. 84. O bai xo cont r ast e ent edi a e conf unde.
  85. 85. I st o é REPETI ÇÃO.
  86. 86. A Repet i ção cr i a um senso de uni dade, consi st ênci a e coesão
  87. 87. Exempl os de r epet i ção est ão nas f i gur as de f undo e t i pos de f ont es.
  88. 88. A r epet i ção est á r el aci onada a deci sões de el ement os- chave.
  89. 89. I st o é ALI NHAMENTO.
  90. 90. A di r eção do ol har t ambém suger e o Al i nhament o
  91. 91. O ol har par a o l ado opost o conf unde a mensagem.
  92. 92. O desal i nhament o pode ser i nt enci onal par a r ef or çar uma i déi a ou um el ement o.
  93. 93. I st o é PROXI MI DADE.
  94. 94. Temos t endênci a a agr upar obj et os semel hant es.
  95. 95. Faci l i t e usando a pr oxi mi dade de obj et os r el aci onados/ si mi l ar es
  96. 96. 10 r azões par a você ador á- l a Ful ano de Al cânt ar a Júni or Or gani zações Tabaj ar a Mi nha Gr ande Pal est r a:
  97. 97. Or gani zações Tabaj ar a Mi nha Gr ande Pal est r a: 10 r azões par a você ador á- l a Ful ano de Al cânt ar a Júni or
  98. 98. Or gani zações Tabaj ar a Mi nha Gr ande Pal est r a: 10 r azões par a você ador á- l a Ful ano de Al cânt ar a Júni or
  99. 99. Mi nha Gr ande Pal est r a: 10 r azões par a você ador á- l a Or gani zações Tabaj ar a Ful ano de Al cânt ar a Júni or Mi nha Gr ande Pal est r a: 0 r azões par a você ador á- l a Or gani zações Tabaj ar a Ful ano de Al cânt ar a Jr .
  100. 100. Mi nha Gr ande Pal est r a: 0 r azões par a você ador á- l a Or gani zações Tabaj ar a Ful ano de Al cânt ar a Jr . Mi nha Gr ande Pal est r a: T
  101. 101. Di cas par a o desi gn dos sl i des 5
  102. 102. Não use mui t a i nf or mação. 1 i déi a por sl i de!
  103. 103. Pr eço de um novo sl i de
  104. 104. Use Comuni cação Vi sual . A f or ça da i magem
  105. 105. Cui de da qual i dade. Use al t a r esol ução e boas f ont es de l et r as.
  106. 106. Pl anej e os sl i des. Or gani zação, cor es, cont eúdo, cont ext o.
  107. 107. Pr epar e- se adequadament e. Tempo, not as, f al a, r ecur sos.
  108. 108. “ Levei t oda mi nha vi da par a apr ender o que não se deve t ocar . ”
  109. 109. FONTES
  110. 110. Fontes serifadas (ex.: Times New Roman) Fontes sem serifa (ex.: Arial) t A 1 X t A 1 X Serifa
  111. 111. 12: ABCDEFabcdef g0123 14: ABCDEFabcdef g0123 16: ABCDEFabcdef g0123 18: ABCDEFabcdef g0123 20: ABCDEFabcdef g0123 24: ABCDEFabcdef g0123 28: ABCDEFabcdef g0123 32: ABCDEFabcdef g0123 36: ABCDEFabcdef g0123 40: ABCDEFabcdef g0123 44: ABCDEFabcdef g0123 48: ABCDEFabcdef g0123  
  112. 112. GRI DS ( Gr ades)
  113. 113. Auxi l i a a or gani zar os el ement os numa pági na, cr i ando consi st ênci a.
  114. 114. 100 cm 100 cm / 1, 618 = 61. 80 cm Pr opor ção Áur ea
  115. 115. A Pr opor ção Áur ea est á aqui .
  116. 116. A Pr opor ção Áur ea est á aqui .
  117. 117. A Pr opor ção Áur ea est á aqui .
  118. 118. Regr a dos Ter ços
  119. 119. Pablo Corral Vega
  120. 120. Henri Cartier-Bresson
  121. 121. Steve McCurry
  122. 122. Bons Exempl os
  123. 123. Gar r Reynol ds
  124. 124. Al exey Kapt er ev
  125. 125. Dan Roam
  126. 126. Bet sy St r eet er
  127. 127. Moment o De Lei t ur a E Pesqui sa
  128. 128. O i mpor t ant e é o que você t em a di zer , a sua hi st ór i a.
  129. 129. O i mpor t ant e é o que você t em a di zer , a sua hi st ór i a. Bons sl i des vão aj udarvocê a cont ar a sua hi st ór i a.
  130. 130. O i mpor t ant e é o que você t em a di zer , a sua hi st ór i a. Bons sl i des vão aj udarvocê a cont ar a sua hi st ór i a. Maus sl i des podem at é at r apal har você. . .
  131. 131. O i mpor t ant e é o que você t em a di zer , a sua hi st ór i a. Bons sl i des vão aj udarvocê a cont ar a sua hi st ór i a. Maus sl i des podem at é at r apal har você. . . Mas nada consegue sal var da f al t a de assunt o/ i déi as.
  132. 132. Par a vi ver uma vi da cr i at i va devemos per der o medo de
  133. 133. Al exandr o M. S. Adár i o aadar i o@gmai l . com adar i o@ur i cer . edu. br facebook.com/alexandroadario

×