Jacques-Louis David
Jacques-Louis David Paris, 1748 - Bruxelas, 1825 Clique para avançar
Alguém chamou ao século XVIII a "idade da razão". Os adversários desta expressão apressaram-se a lembrar que a é...
Combate entre Minerva e Marte,1771 -  Musée du Louvre,  Paris
A Morte de Séneca, 1773 -  École des Beaux-Arts , Paris
Antíoco e Estratónica, 1774 -  École des Beaux-Arts , Paris
Na segunda metade deste século, a imagem da antiguidade clássica foi invocada ainda uma vez mais, num novo esforço para cr...
Conde Potocki, 1781 Embora o neoclassicismo tivesse uma vida longa (numa forma mais ou menos degradada, manteve-se durante...
O Juramento dos Horácios, 1784 -  Musée du Louvre , Paris
O próprio David não se converteu ao neoclassicismo senão depois de ter ganho o cobiçado Prémio de Roma, da Academia France...
A Morte de Sócrates, 1787 -  Metropolitan Museum , Nova Iorque
Retrato de Antoine - Laurent e Marie - Anne Lavoisier  1788    Marat assassinado-  Musée de Peinture Moderne , Bruxelas - ...
A sinceridade das convicções do pintor foi em breve posta à prova pela Revolução Francesa. Numa realidade contemporânea, e...
  Depois da queda de Robespierre, David foi encarcerado por algum tempo como partidário do "incorruptível". Depo...
O Amor e Psyche, 1817
Marte desarmado por Vénus e pelas Três Graças, 1824 Musée de Peinture Moderne , Bruxelas
Créditos: Fundo musical: Polonaise Nº 6 ( Heroica – trecho ), Frédéric Chopin, 1810 - 1849 Pesquisa: Anabela de Araújo e M...
Fim Clique para sair
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jacques Louis David

626 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
626
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jacques Louis David

  1. 1. Jacques-Louis David
  2. 2. Jacques-Louis David Paris, 1748 - Bruxelas, 1825 Clique para avançar
  3. 3. Alguém chamou ao século XVIII a "idade da razão". Os adversários desta expressão apressaram-se a lembrar que a época também teve a sua quota parte de fanáticos, charlatães e impostores e que a sua fachada civilizada escondia na realidade um mundo de pobreza, sordidez e imoralidade. Apesar de tudo, podemos considerá-la uma "idade da razão" num aspecto muito importante: foi uma época em que os homens começaram a recusar-se a aceitar que os costumes e instituições eram bons apenas porque eram antigos ou tinham sido estabelecidos pela autoridade. O século XVIII não foi, nas artes, uma época de titãs. Muitos dos seus melhores trabalhos reflectem o temperamento da sociedade em geral e por isso tendem a agradar e a registar, muito mais do que a despertar emoções intensas. Quando os artistas deste século tentaram o grande maneirismo caíram frequentemente numa retórica oca. Depois da religião ter deixado de ser o centro da existência e com o conceito de realeza bastante abalado, não havia, pura e simplesmente, nada de grandioso para servir de inspiração. Apesar disso, os artistas continuaram a tentar trabalhos de grande fôlego sobre temas heróicos, clássicos ou alegóricos: era como se o século XVIII suspeitasse da sua própria superficialidade e estivesse determinado a mostrar-se apaixonado e animado de poderosas convicções. Mas a urbanidade tem o seu preço: as paixões e convicções, quando simuladas, soam a falso.
  4. 4. Combate entre Minerva e Marte,1771 - Musée du Louvre, Paris
  5. 5. A Morte de Séneca, 1773 - École des Beaux-Arts , Paris
  6. 6. Antíoco e Estratónica, 1774 - École des Beaux-Arts , Paris
  7. 7. Na segunda metade deste século, a imagem da antiguidade clássica foi invocada ainda uma vez mais, num novo esforço para criar um estilo sério e elevado; mas, apesar da pretensa austeridade republicana do neoclassicismo ter encontrado um grande intérprete em Jacques-Louis David, ela própria também era fundamentalmente artificial. Belisário a Receber as Almas, 1781
  8. 8. Conde Potocki, 1781 Embora o neoclassicismo tivesse uma vida longa (numa forma mais ou menos degradada, manteve-se durante a segunda metade do século XIX), produziu apenas um artista de génio: Jacques-Louis David (Paris, 30.8.1748 - Bruxelas, 29.12.1825). O professor de David foi um outro pintor outrora célebre, Joseph Vien, que diluía o seu neoclassicismo com toques suavemente erótico - sentimentais.
  9. 9. O Juramento dos Horácios, 1784 - Musée du Louvre , Paris
  10. 10. O próprio David não se converteu ao neoclassicismo senão depois de ter ganho o cobiçado Prémio de Roma, da Academia Francesa (1774), que lhe permitiu estudar na cidade. O estilo neoclássico que ele desenvolveu na década de 1780 alcançou um súbito auge de poder e êxito com O Juramento dos Horácios (1784), que foi exibido com enorme aplauso, primeiro em Roma e mais tarde em Paris. O Juramento dos Horácios apresenta os três irmãos da lenda romana, dramaticamente alinhados com os braços direitos estendidos em direcção às três espadas erguidas pelo pai; juram defender a República Romana, embora, como o espectador sabe, isso vá obrigar a um combate de morte com membros da sua própria família. O plano magnífico, as cores frias como metal e a intensidade claustrofobíaca fizeram do quadro uma obra-prima; a sua convicção republicana, correspondendo exactamente à disposição austera e intranquilidade política da década, asseguraram o seu êxito popular. Por uma vez o estilo grandioso tinha sido triunfalmente justificado por associação com uma grandeza equivalente de conteúdo e convicção.
  11. 11. A Morte de Sócrates, 1787 - Metropolitan Museum , Nova Iorque
  12. 12. Retrato de Antoine - Laurent e Marie - Anne Lavoisier 1788   Marat assassinado- Musée de Peinture Moderne , Bruxelas - 1793
  13. 13. A sinceridade das convicções do pintor foi em breve posta à prova pela Revolução Francesa. Numa realidade contemporânea, encontravam-se aqui os dramas de lealdades contraditórias, sacrifício e virtude republicana com os quais o homem do século XVIII tinha anteriormente tentado inspirar-se a uma distância de 1800 anos. David, pelo menos, lançou-se na luta; tornou-se o campeão artístico da Revolução, adaptando o seu estilo neoclássico para produzir pinturas da história contemporânea, tais como Marat Assassinado (1793). Bonaparte, Calmo num Fogoso Corcel, a Atravessar os Alpes - 1801 Museu Nacional do Castelo, Versalhes (1 das 4 versões)
  14. 14.   Depois da queda de Robespierre, David foi encarcerado por algum tempo como partidário do "incorruptível". Depois de amnistiado, pintou  As Sabinas, 1799, num apelo à união dos franceses divididos pelo Terror.  Mais tarde ainda tornou-se um venerador de Napoleão e, finalmente, primeiro pintor e ditador artístico do império, registando a apoteose napoleónica na sua famosa pintura Coroação. Depois da queda do império, David viveu exilado em Bruxelas, embora exercesse uma influência duradoura nas artes em França, através dos seus muitos discípulos. No exílio pintou as suas últimas obras ( O Amor e Psyche, 1817; Marte Desarmado, 1824; etc.).
  15. 15. O Amor e Psyche, 1817
  16. 16. Marte desarmado por Vénus e pelas Três Graças, 1824 Musée de Peinture Moderne , Bruxelas
  17. 17. Créditos: Fundo musical: Polonaise Nº 6 ( Heroica – trecho ), Frédéric Chopin, 1810 - 1849 Pesquisa: Anabela de Araújo e Mario Capelluto Produção: Mario Capelluto Formatação: Anabela de Araújo [email_address] Divulgação de: www.meusonho.com.br
  18. 18. Fim Clique para sair

×