Botticelli

2.283 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Diversão e humor
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.283
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Botticelli

  1. 1. A Pintura de Botticelli
  2. 2. Botticelli Clique
  3. 3. Pintor italiano, Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi, dito Botticelli, nasceu em Florença em 1444 e ali morreu em 1510. Botticelli é a mais proeminente expressão da arte Renascentista, iniciada na Itália, e considerado a "intelligentsia" da arte pictórica, além de fantástico gravador. Para que o seu trabalho seja relativamente compreendido, deve-se ter um bom conhecimento dos textos bíblicos, da mitologia greco-romana e de Humanística; poderíamos dizer que Botticelli foi o primeiro pintor a abordar, nos seus quadros, os temas mitológicos.   Fundindo a graça e a melancolia de Filippo Lippi com o realismo vigoroso de Pollaiolo, Botticelli desenvolveu o seu estilo pessoal que já pode ser observado na primeira "Adoração dos Magos", anterior a 1475, hoje na National Gallery , de Londres. A segunda "Adoração dos Magos" (c. 1475; Uffizi) retrata, com linhas ágeis e vivas, a Virgem e o Menino cercados de homens da corte dos Medici, que seriam os seus maiores patronos.  Por volta de 1478, Botticelli criou uma das suas maiores obras, a "Primavera". Em 1481, Botticelli é chamado para decorar a capela Sistina, juntamente com Ghirlandaio, Perugino e Cosimo Rosselli e cria para a capela três grandes frescos.              
  4. 4. Voltando de Roma, Botticelli radica-se definitivamente em Florença e a sua pintura passa a reflectir cada vez mais a situação política e religiosa da sua cidade. Em 1483 pinta o "Magnificat" (Uffizi) e pouco depois (1485) o "Nascimento de Vénus" (Uffizi), outra grande obra. A Coroação da Virgem (1488;  Uffizi), A Calúnia de Apeles (1494, Uffizi), a Pietà (1500, Museu Poldi-Pezzoli , Milão) e outros quadros da época reflectem a sua crescente preocupação religiosa, revelando a sua adesão ao ascetismo religioso de Savonarola. A pintura de Botticelli ficou quase esquecida até ao século XIX, quando, redescoberta por Ruskin, influenciou os pintores da escola pré-rafaelita. Brasão de Florença
  5. 5. 1481-82 - A punição de Corá e o apedrejar de Moisés e Aarão - Capela Sistina, Vaticano 
  6. 6. 1484 - A Virgem e o Menino no trono ( Bardi Altar-mor) - Staatliche Museen , Berlim
  7. 7. 1485 - O Nascimento de Vénus - Galleria degli Uffizi , Florença
  8. 8. 1494-95 - A Difamação de Apeles - Galleria degli Uffizi , Florença
  9. 9. 1496-1504 - A história de Virgínia - Accademia Carrara , Bergamo
  10. 10. c. 1475 - Adoração dos Magos - Galleria degli Uffizi - Florença
  11. 11. c. 1482 - Primavera - Galleria degli Uffizi , Florença
  12. 12. c. 1490 - Lamentação sobre o Cristo Morto com Santos - Alte Pinakothek , Munique               
  13. 13. c. 1500 - Cristo Coroado com Espinhos - Accademia Carrara , Bergamo
  14. 14. Fundo musical: Cello Sonata Nº 1 Brahms, Johannes (1833 – 1897) Pesquisa e Produção: Mario Capelluto e Ida Aranha   Formatação: Anabela de Araújo [email_address]   http://www.sabercultural.com
  15. 15. Fim

×