O poder da Mecanica Segmentar

2.061 visualizações

Publicada em

Caso tratado pela Dra Nadjla, onde podemos observar o que a mecânica segmentar pode realizar pelos nossos pacientes.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.061
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O poder da Mecanica Segmentar

  1. 1. Carlos Eduardo Freitas Nogueira Paciente: CIODONTO Seminário Caso Clinico Dra Najla
  2. 2. C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09 FOTOS DE FRENTE E PERFIL
  3. 3. FOTOS INTRABUCAIS C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  4. 4. FOTOS INTRABUCAIS C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  5. 5. MODELOS DM=21mm C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  6. 6. PANORÂMICA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  7. 7. CEFALOMETRIA E TRAÇADO 87 47 30 81 25 57 60 32 80 150 1 2 10 -2 52 C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  8. 8. 5,13/5 Soma dos desvios VERT -1,02 CÁLCULO DO VERT Dólico C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09 início norma Eixo facial 87 90 3/3 1 Prof. facial 80 88.5 8,5/3 2,83 Â.Pl. mandibular 32 24,8 7,2/4 1,8 Altura facial inferior 47 47 0/4 0 Arco mandibular 30 28 2/4 0,5
  9. 9. PREMISSA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  10. 10. 2 87 125 4 VTO 0 C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  11. 11. ÁREAS DE SOBREPOSIÇÃO 01 02 03 04 05 C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09 A
  12. 12. SEQUÊNCIA MECÂNICA PLANEJADA 1º Passo : Bandagem e Moldagem para os aparelhos expansores A: Quadrihélice com Ballester. B: Bihélice. 2º Passo : Ativação e cimentação dos aparelhos expansores A: Ativação com expansão e cimentação do Quadrihélice com Ballester. B: Ativação com expansão e cimentação do Bihélice. 3º Passo : Nivelamento A: Colagem + fio niti 0,12. B: Colagem + fio niti 0,12. 4º Passo : A: Niti 0,14. B: Niti 0,14 . 5º Passo : A: Niti 0,16. B: Niti 0,16. 6º Passo : A: Manter. B: Stripping (anteriores). 7º Passo : Arcos ideais A: Arco Ideal. B: Arco Ideal. 8º Passo : Contensores A: Placa de Hawlley (com Ballester). B: B 3 - 3. C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09 C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  13. 13. SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA 14/03/09 ( 1 mês ) A: Bandagem + Moldagem para Placa Ballester (já programada). 19/04/09 ( 2 meses) A: Bandagem para Quadrihélice c/Ballester + cimentação da placa Ballester. B: Bandagem para Bihélice. C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  14. 14. C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09 17/05/09 (3 meses) A: Moldagem para Quadrihélice com Ballester. B: Moldagem para Bihélice. SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA 06/06/09 (4 meses) A: Ativação ( expansão) e cimentação Quadrihélice com Ballester. B: Ativação ( expansão) e cimentação do Bihélice. C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  15. 15. 01/07/09 ( 5 meses) A: Mantido. B: Colagem + início de nivelamento arco 0,12 (niti). SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  16. 16. 28/08/09 (6 meses) A: Mantido. B: Mantido. 26/09/09 (7 meses) A: Remoção dos braços do Quadrihélice (após 3 meses de uso). B: Arco 0,14 (niti) superior , p/maior expansão. SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  17. 17. 28/11/09 (9 meses) A: Colagem do caninos e pré-molares + twist flex . B: Mantido. 31/10/09 (8 meses) A: Colagem dos Incisivos + twist flex * . B: Mantido. SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  18. 18. 20/12/09 ( 10 meses) A: Mantido. B: Bandagem e Moldagem para um novo Bihélice . Agora de encaixe e com apoio nos incisivos; continuando fio 0,14 (niti). SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA 09/01/10 (11 meses) A: Mantido. B: Cimentação do novo Bihélice , continuando com fio 0,14 (niti). C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  19. 19. 06/02/10 (1 ano) A: Arco 0,14 (niti). B: AU (expandido) , continuando arco 0,14 (niti). SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  20. 20. SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA 13/03/10 (1 ano 1mês) A: Arco 0,16 (niti). B: Overlay 0,16 (niti). C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09 Primeiro Bihélice Segundo Bihélice Após 2 meses Após 7 meses de uso Início
  21. 21. 14/05/10 (1 ano 3 meses) A: Fio 0,16 (aço). B: Remoção do Bihélice ,(após 3 meses de uso )+ colagem do 43 e 34 e voltamos ao fio 0,12 (niti) p/ nivelá-los. SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09 10/04/10 (1 ano 2meses) A: Mantido. B: O Bihélice foi expandido e ativado torque vestibular de raiz . Foi removido o AU, continuando com fio 0,16 (niti).
  22. 22. 12/06/10 (1 ano 4 meses) A: Remoção o restante do quadrihélice, passando para o fio 0,16 x 0,16 (elgilloy) , com uma mola aberta entre 21 e 23 p/abrir espaço para o 22. B: Overlay fio 0,14 (niti). SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  23. 23. 10/07/10 (1 ano 5 meses) A: Trocamos a mola aberta p/continuar abrindo espaço para o 22. B: Mola aberta entre o 31 e 33 p/abrir espaço para o 32. SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  24. 24. 28/08/10 (1 ano 6 meses) A - Recolagem do 22 ( invertido p/tracionar raiz junto) + arco de nivelamento em duplo “L” com helicóide, fio 0,16x 0,16 (elgilloy). B - Continuamos com mola aberta. SEQUÊNCIA MECÂNICA REALIZADA C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  25. 25. Situação inicial Após 1 anos e 4 meses APÓS 1 ANO E 4 MESES DE MOVIMENTAÇÃO C. E. F. N. 13 a 9m 14/03/09
  26. 26. Escolhi este caso, por evidênciar a importância da E por me mostrar a atuação da BIOPROGRESSIVA Cefalometria no quadro de avaliação do Paciente.

×