<ul><li>Apresenta 5 o  de inclinação em reação ao plano oclusal  ( verticalização  ) </li></ul><ul><ul><li>coroa distal do...
<ul><li>Tem uma rotação distal de 15 o   </li></ul><ul><ul><li>Conseguida facilmente com ajuda de Barra Palatina,  </li></...
<ul><li>Casos de termino do molar em classe II  </li></ul><ul><ul><li>Não de ter giro de 15 o   </li></ul></ul><ul><ul><li...
<ul><li>Inferior - n a c l asse II ele esta muito inclinado e  </li></ul><ul><ul><li>deve ser verticalizado  </li></ul></u...
<ul><li>C ompensação na colagem  </li></ul><ul><ul><li>muitas vezes esse braquete deve ser  compensado  devido a verticali...
<ul><li>D ente de transição, ele funciona como dente posterior e anterior  </li></ul><ul><li>S uporta igualmente a ultima ...
<ul><li>A  vertente distal articula com a vertente mesial do canino superior criando a primeira guia de desarticulação , a...
Hilgers Roth Ricketts inferior Ricketts Superior Trabalho do Dr. MARCELO MARTINS
 
<ul><li>O relacionamento de in-out com os incisivos deve ser de 0,5mm mais para lingual  para permitir um posicionamento m...
<ul><li>O  Incisivo lateral também participa, mesmo que levemente, da guia canina .  </li></ul><ul><li>A incisal tem uma l...
 
 
 
 
 
 
 
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Molares

1.721 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.721
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Molares

  1. 4. <ul><li>Apresenta 5 o de inclinação em reação ao plano oclusal ( verticalização ) </li></ul><ul><ul><li>coroa distal do 1 o molar superior passa ligeiramente o plano oclusal </li></ul></ul><ul><li>D eve estar girado distalmente </li></ul><ul><ul><li>Elástico classe II </li></ul></ul><ul><ul><li>Retração anterior </li></ul></ul>Torque Tip Rotation – 27° – 5° 12°
  2. 5. <ul><li>Tem uma rotação distal de 15 o </li></ul><ul><ul><li>Conseguida facilmente com ajuda de Barra Palatina, </li></ul></ul><ul><ul><li>Retrações tendem a girar ao contrario </li></ul></ul><ul><ul><li>Elástico de classe III também </li></ul></ul><ul><li>I nclinação coronária para distal </li></ul><ul><ul><li>Extra bucal com o braço externo levantado </li></ul></ul><ul><ul><li>Ativações de angulação caudal </li></ul></ul>Torque Tip Rotation Hilgers -10° 0° 15° Ricketts 0° 0° 15°
  3. 6. <ul><li>Casos de termino do molar em classe II </li></ul><ul><ul><li>Não de ter giro de 15 o </li></ul></ul><ul><ul><li>Não deve ter inclinação distal das raízes </li></ul></ul><ul><ul><li>Necessidade de strip ping nos pres inferiores </li></ul></ul>
  4. 7. <ul><li>Inferior - n a c l asse II ele esta muito inclinado e </li></ul><ul><ul><li>deve ser verticalizado </li></ul></ul><ul><li>Superior - Corrigindo a inclinação da raiz para distal </li></ul><ul><ul><li>possibilita a sobre-correção da classe I do 1 o molar </li></ul></ul>Torque Tip Rotation S -10° 0° 12° I -27° -5° 12°
  5. 8. <ul><li>C ompensação na colagem </li></ul><ul><ul><li>muitas vezes esse braquete deve ser compensado devido a verticalização do 1 o molar inferior, um degrau pode aparecer entre as cristas marginais desses dentes </li></ul></ul><ul><ul><li>torque lingual para evitar interferências com o 2 o pré suoerior </li></ul></ul><ul><ul><li>em casos de extração pode-se inclinar em 5 o mesial para ajudar no paralelismo das raízes </li></ul></ul>Torque Tip Hilgers – 17° 0° Ricketts – 14° 0°
  6. 9. <ul><li>D ente de transição, ele funciona como dente posterior e anterior </li></ul><ul><li>S uporta igualmente a ultima extensão da linha obliqua externa da mandíbula e a parte posterior as sínfise alveolar anterior </li></ul>Torque Tip Ricketts 0° 0° Hilgers – 11° 0°
  7. 10. <ul><li>A vertente distal articula com a vertente mesial do canino superior criando a primeira guia de desarticulação , a raiz deve contatar a cortical interna da sínfise mandibular para suportar esse movimento . </li></ul>Torque Tip Hilgers 7° 5° Ricketts 7° 3°
  8. 11. Hilgers Roth Ricketts inferior Ricketts Superior Trabalho do Dr. MARCELO MARTINS
  9. 13. <ul><li>O relacionamento de in-out com os incisivos deve ser de 0,5mm mais para lingual para permitir um posicionamento mais vestibular dos inc isivos se durante a função os caninos lingualizarem amenizara o apinhamento na recidiva </li></ul>Torque Tip Hilgers 7° 5° Ricketts 7° 3°
  10. 14. <ul><li>O Incisivo lateral também participa, mesmo que levemente, da guia canina . </li></ul><ul><li>A incisal tem uma ligeira inclinação para mesial, essa inclinação previn e o uso excessivo da incisal quando o arco inferior se movimenta para o lado de trabalho. </li></ul>Torque Tip Ricketts 0° 0° Hilgers -1° -2°

×