Cantilever em Implantodontia

4.599 visualizações

Publicada em

Discussão de artigo sobre o tema Cantilever dentro da Implantodontia

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.599
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cantilever em Implantodontia

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ODONTOLOGIA (FOUFU) Programa de Pós-GraduaçãoRestaurações Protéticas sobre Implantes Prof. Dr. Célio Domingues dos Prados Prof. Dr. Flávio Domingues Das Neves Profa. Dra. Letícia Resende Davi APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DE ARTIGO. Aluno: Adalberto Caldeira Brant Filho Novembro / 2012
  2. 2. Survival and complication rates of implant- supported fixed partial dentures with cantilevers: a systematic review. José Zurdo; Cristina Romão; Jan L. Wennström Edited By: Niklaus P. Lang Clin. Oral. Impl. Res. 20(suppl 4), 2009; 59-66 Impact Factor: 2.514 ISI Journal Citation Reports © Ranking: 2011: 13/81 (Dentistry Oral Surgery & Medicine); 18/72 (Engineering Biomedical) Online ISSN: 1600-0501/ Taxa de complicações e sobrevivência de próteses parciais fixas implanto suportadas comcantilever : uma revisão sistemática. http://www.manuscriptmanager.com/ejoi/
  3. 3. INTRODUÇÃO Cantilever opção em rebordos residuais na falta de possibilidade de implante. Em revisões recentes (Lang et al 2004), (Pjetursson et al 2004a, 2004b,2007), (Tan et al 2004), (Jung et al 2008) (Pjetursson & Lang 2008) maiores complicações em próteses sobre implantes em relação ao dentes. Nos dentes as próteses suportadas tem maiores complicações na região de cantilever. A extensão do cantilever nas revisões não foi avaliada.
  4. 4. INTRODUÇÃO Adell et al 1981, 1990, ; Albrektson et al 1988 – Estudos indicam alta taxa de sobrevivência para cantileveres em reconstruções bilaterais totais na mandíbula. Schackleton et al 1994 – Sugeriu que o comprimento do cantilever pode diminuir a sobrevivência da prótese. Rangert et al 1997-Diferenças biomecânicas em casos de reabilitação total e parcial com implantes.
  5. 5. INTRODUÇÃO Estudos in vitro –Alta concentração de stress no osso periimplantar (marginal), principalmente no que esta mais próximo ao cantilever. Perda de implantes devido a carga oclusal excessiva lateral em modelo experimental (macacos).
  6. 6. Objetivos Até que ponto a extensão do cantilever influencia a perda ou sucesso de próteses implanto suportadas em casos de reconstrução em pacientes parcialmente dentados. • Avaliar a sobrevivência ou complicação em próteses fixas parciais implanto suportadas. • Incidência de complicações técnicas e biológicas em casos longitudinais com acompanhamento mínimo de cinco anos.
  7. 7. Materiais e MétodosEstratégia de Medline 1966 – 2008(nov) Busca Dental implants AND cantilever(s) 103 referências encontradasCritérios de Rev.Sist., est.long.(pros e retros), Inclusão est.clín.control.,coorte. Prót.suces., sobrev. ou tx de perda, compli.téc. (rel. a prótese e perda do implante), compli.biol.(perda óssea marginal).Critérios de Cartas, est.exper., rev.narativas, >10 Exclusão pac. ao término do acompa., est. em overdentures.
  8. 8. Materiais e MétodosSeleção dos Estudos incluídos por dois revisores Estudos independentes , indíce Kappa = 0,85. Total de estudos incluídos = 12 artigos Após revisão e análise dos estudos foram aceitos 3 estudos para a revisão. Estudos 9 estudos excluídos devido a: Excluídos 7 – follow up menor que 5 anos, incluindo 2 estudos sobre próteses fixas totais. 2 – outcomes (consequência, resultados) não puderam ser atingidos.
  9. 9. Materiais e MétodosColheita dos Número de participantes no início e Dados follow up Características da Prótese fixa parcial, extensão do cantilever, sistema de implante utilizado, número e tamanho de implantes utilizados, tipo da dentição antagonista. Complicações técnicas : - reconstrução não in situ - perda dos implantes - complicações relacionadas a estrutura Complicações biológicas – perda óssea marginal total e também a nível do cantilever.
  10. 10. Resultados / Discussão
  11. 11. Resultados / Discussão
  12. 12. Resultados / Discussão Taxa de sobrevivência sem complicações (5 anos) – Event free rate. Tx Média Intervalo de Sobrevivência Ponderada ConfiançaCantilever 66,7% – 79,2% 71,7% 64,2 – 79,1N- 83,1% - 96,3% 85,9% 77,7 – 94,1Cantilever
  13. 13. ConclusãoTaxa de sobrevivência após 5 anos foi alta para cantilever (91,9%) e não cantilever (95,8%)Causa comum de perda do cantilever – fratura do implante.Incorporação do cantilever esta relacionada a maiores casos de complicações nas próteses (20,3%) contra 9,7% n-cantilever.Complicações comuns foram fratura da porcelana e desaperto do parafuso.
  14. 14. ConclusãoTx de sobrevivência sem intercorrências com cantilever foi 71,7% e n-cantilever foi 85,9%A incorporação do cantilever não aumenta a perda óssea marginal , quer a nível protético ou implantar.

×