SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso: Gestão de Pessoas 
Rio de janeiro -RJ 
Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.br
amarildo@ufrj.br 
O Palestrante 
Como cheguei até aqui? 
Engenharia de Minas –UFRGS 
Mestrado em Eng. de Produção –UFRGS 
Doutorado em Eng. Produção –COPPE/UFRJ 
Professor: Curso de Engenharia de Produção e Mestrado em Engenharia Ambiental. 
Consultor, Pesquisador em temas como: Gestão Estratégica, Sustentabilidade, Qualidade, Indicadores de Desempenho, Simulação de Sistemas Complexos. 
Universidade Federal do Rio de Janeiro 
Centro de Tecnologia –Ilha do Fundão 
Departamento de Eng. Industrial 
Programa de Pós-Graduação em Eng. Ambiental 
Amarildo da Cruz Fernandes
Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.brAgenda: 
Criação de Valor nas Organizações 
Gestão Estratégica 
Scorecards Organizacionais (BSCO) 
Scorecard de RH 
Mapa Estratégico de RH 
Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) 
Desenvolvimento de BSCP 
O CicloBSCP 

Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.brAgenda: 
Criação de Valor nas Organizações 
Gestão Estratégica 
Scorecards Organizacionais (BSCO) 
Scorecard de RH 
Mapa Estratégico de RH 
Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) 
Desenvolvimento de BSCP 
O CicloBSCP 

amarildo@ufrj.br 
Onde a Gestão entra na Criação de Valor? 
VALOR 
AO 
CLIENTE 
1 
Definição da Estratégia 
Especificação de uma proposta de valor ao mercado, incluindo as atividadespara implementá-la. 
2 
Gestão dos Processos 
Especificação de como executar com consistência as atividades que vão fazer a diferença para o cliente. 
Inclui políticas, incentivos, etc. 
3 GerenciamentoCompetências e/Habilidades 
Especificação de perfis de competências e Habilidades que são necessárias para operar os processos; seleção e treinamento dos Colaboradores
amarildo@ufrj.br 
Desalinhamentos são muito mais comuns do que se pensa 
VALOR 
AO 
CLIENTE 
Estratégia 
Processos 
(Competências/ 
Habilidades 
Desalinhamentos Organizacionais
amarildo@ufrj.br 
1) DesalinhamentoProcessos -Competências/Habilidades 
1) É o caso quando os Calaboradores não possuem as Competências/Habilidade necessárias para melhorar ou inovar os Processos. 
2) Ou Quando os Processosestão projetados a abaixo das Competências/Habilidades dos Colaboradores. 
Ajustes em 1 envolve: treinamento, realocação, demissão ou contratação. 
Ajustes em 2 envolve: Redesenho de processos, Empowerment, definição de metas desafiadoras, liderança. 
clientes 
Processos 
Competências/ 
Habilidades
amarildo@ufrj.br 
1)Éocasoquandoaempresadefiniuasuaestratégia,maspoucofezparaconectá-lacomodia-a-diadesuasatividades. 
2)Ouquandoaempresafazumesforçoparamapear/documentarosseusprocessos,masboapartedesteesforçopoucoagregaaestratégiaeasresultadosdonegócio. 
Ajustesem1envolve:-DefiniçãooperacionaldaEstratégia,Desdobramento,IdentificaçãoeMelhoriadeProcessosCríticos. 
Ajustes em 2 envolve: -Diferenciar EficiênciaxEficácia -Implementar 6 Sigma, Priorizar o Mapeamento ou Melhoria com visão de negócio. 
-IdentificarasCompetências/habilidadesparapromoveroalinhamento. 
2) Desalinhamento Estratégia-Processos 
clientes 
Estratégia 
Processos
amarildo@ufrj.br 
3) Desalinhamento Estratégia-Competências/Habilidades 
1) Esta situação ocorre quando o Planejamento Estratégiconão levou em conta as Competências/Habilidadesnecessárias para traduzir, comunicar e implementar a estratégia. 
2) Ou quando não é clarocomo as Competências/Habilidadesque estão sendo desenvolvidas podem criar valor ou sustentar o futurodo negócio. 
Ajustes em 1) envolve: -tornar a organização orientada pela estratégia, onde a estratégia se torna uma tarefa de todos. 
Ajustes em 2) envolve: identificação, treinamento e desenvolvimento das competências/habilidades que criarão valor futuro para o negócio. 
clientes 
Estratégia 
Competências/ 
Habilidades
amarildo@ufrj.br 
4) Desalinhamento Total. Nada encaixa com nada. 
Neste caso tem-se baixo desempenho, excesso de desperdício, Clientes e Funcionários Insatifeitos e baixo Retorno Financeiro. 
Para esta situação é sempre melhor começar identificando gestores/colaboradorescom as Competências/Habilidadesnecessárias para operar a Mudança. 
Posteriormente é necessário criar mecanismos para definir a estratégia, traduzi-la operacionalmente e comunicá-la a todos. 
Os Processos devem ser redesenhados à luz da estratégiae as competências/habilidadesdevem ser desenvolvidas para o agir local, ao nível dos processos, mas com um pensamento global, ao nível da estratégia. 
clientes 
Processos 
Estratégia 
Competências/ 
Habilidades
Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.brAgenda: 
Criação de Valor nas Organizações 
Gestão Estratégica 
Scorecards Organizacionais (BSCO) 
Scorecard de RH 
Mapa Estratégico de RH 
Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) 
Desenvolvimento de BSCP 
O CicloBSCP 

amarildo@ufrj.br 
Um Modelo para a Gestão Estratégica 
Gestão Estretégica a partir de 5 Temas 
Melhoria 
Desenvolvimento 
Aprendizado
Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.brAgenda: 
Criação de Valor nas Organizações 
Gestão Estratégica 
Scorecards Organizacionais (BSCO) 
Scorecard de RH 
Mapa Estratégico de RH 
Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) 
Desenvolvimento de BSCP 
O CicloBSCP
amarildo@ufrj.br 
Implementação da Estratégia com Balanced ScorecardMISSÃOPor quê existimosVALORESNo que acreditamosVISÃOO que queremos serESTRATÉGIA (Escolhas) O Que Fazer e o Que não Fazer? Scorecards –Mapa EstratégicoOjetivos e FocoINICIATIVAS ESTRATÉGICAS e INDICADORESO que precisamos Fazer e MedirOBJETIVOS e COMPETÊNCIAS PESSOAIS O que eu preciso fazer 
Resultados Estratégicos 
Acionistas Satisfeitos 
Clientes Satisfeitos 
Processos Efetivos 
Pessoas Motivadas e Preparadas 
Formulação 
Implementação 
Processos
amarildo@ufrj.br 
O que é um Scorecard Organizacional (BSCO)? 
Mapa Estratégico 2014 
Objetivos 
Indicadores 
Metas 
Iniciativas
amarildo@ufrj.br 
Scorecards podem ser Desdobrados em Camadas 
Scorecard 
Corporativo 
Scorecard 
Unidades 
Scorecard 
de RH 
Scorecard 
Pessoal 
Scorecard RH 
Corporativo 
Scorecard 
Departamento 
BSCO 
BSCPessoal
Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.brAgenda: 
Criação de Valor nas Organizações 
Gestão Estratégica 
Scorecards Organizacionais (BSCO) 
Scorecard de RH 
Mapa Estratégico de RH 
Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) 
Desenvolvimento de BSCP 
O CicloBSCP 

amarildo@ufrj.br 
Para que serve um Scorecard de RH? 
Explicitar os objetivos e metas de RH. 
Demonstrar Quantitativamente a contribuição de RH para os resultados financeiros da empresa. 
Medir o grau de alinhamento entre a estratégia de negócio e área de RH. 
Conectar o que as pessoas fazem com a estratégia da empresa.
amarildo@ufrj.br 
Desenvolvimento de um Scorecard de RH 
O desenvolvimento de um Scorecard de RH deve ser feito levando em conta quatro perspectivas: 
A Perspectiva Financeira para definir objetivos que alinhem as iniciativas de RH com os objetivos financeiros da empresa. 
A Externa (Perspectiva do Cliente) para identificar o que os clientes (Unidades ou Departamentos) querem ou necessitam. 
Uma Interna (Perspectiva de Processos) orientada ao projeto e execução das atividades relativas aos principais processos envolvendo o RH. 
Uma Perspectiva de Aprendizado que busca desenvolver e aprimorar as Competências do RH na busca de melhor atender os Clientes Internos.
amarildo@ufrj.br 
Implementação de um Scorecard de RH 
1) Esclarecer a Estratégia de Negócios 
2) Criar o Mapa Estratégico da empresa 
Objetivos, Metas, Indicadores e Ações. 
3) Desenvolver uma Arquitetura de RH 
4) Identificar os Produtos (Deliverables)do RH no Mapa 
5) Alinhar a Arquitetura de HR com produtos de RH 
6) Projetar um Scorecard de RH 
7) Executar / Implementar
amarildo@ufrj.br 
Arquitetura de HR 
A Função do RH (Serviços) 
O Sistema de Gestão de RH 
Organização do trabalho e estrutura de cargos e funções, seleção e preenchimento de cargos e funções, sistemas de gestão do desempenho, reconhecimento e remuneração das pessoas, desenvolvimento de habilidades e competências. 
Apoiar as políticas e práticas, tais como: 
Criar ligações entre promoções e competências 
Fornecer treinamento de habilidades 
Atrair e reter profissionais de alto desempenho 
Estimular Comportamentos Estratégicos no Empregado
Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.brAgenda: 
Criação de Valor nas Organizações 
Gestão Estratégica 
Scorecards Organizacionais (BSCO) 
Scorecard de RH 
Mapa Estratégico de RH 
Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) 
Desenvolvimento de BSCP 
O CicloBSCP 

amarildo@ufrj.br 
RH Criador de Valor 
para a Empresa 
Melhorar o ROI de Iniciativas 
Estratégicas de RH 
Implantar Sistema 
de Informações de RH 
Desenvolver 
Competências 
Estratégica no 
Funcionário 
Melhorar 
Processo de 
Recrutamento 
Desenvolver Capacitações 
Internas de RHMapaEstratégicode RH 
Financeiro 
Externa 
Interna de RH 
Aprendizagem 
Aprimorar a Satisfação 
do Colaborador 
Otimizar o Sistema 
de Gestão 
de Desempenho 
Implementar boas 
Práticas de Gestão 
de Talentos 
Criar um Ambiente de 
Trabalho Agradável 
Melhorar a Produtividade 
dos Empregados 
Visão
amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perpectiva:Visão e Financeira) Objetivos EstratégicosKey Performance Indicators (KPI) 
•Valor para o Acionista 
•Crescimento do Negócio 
•ROI de Programas e Iniciativas Estratégicas de RH 
•Lucro por Funcionário 
•Receita por funcionário 
Melhorar o ROI de Iniciativas 
Estratégicas de RH 
Melhorar a Produtividade 
dos Empregados
amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perspectiva: Externa) ObjetivosEstratégicosKey Performance Indicators 
•Colocação no Ranking das "Melhores Empresas para Trabalhar” (Pesquisa Anual) 
•% de Turn Over do Empregado 
•Índice de Satisfação do Empregado 
•Estabilidade no empregado 
•Tempos de Ciclo do Processo 
Aprimorar aSatisfação 
do Colaborador 
Criar um Ambiente de 
TrabalhoAgradável
amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perspectiva: Interna) Objetivos EstratégicosKey Performance Indicators 
•Tempo médio para recrutar funcionários 
•Custo de Recrutamento por Empregado 
•Desempenho de novos funcionários nos dois primeiros anos de emprego 
•Tempo médio para desenvolver competências estratégicas 
•Nível de Gap de Competências 
•Quantidade de Horas de Treinamento 
Desenvolver 
Competências 
Estratégica no 
Funcionário 
Melhorar 
Processo de 
Recrutamento
amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perspectiva: Interna) Objetivos EstratégicosKey Performance Indicators 
•Número de talentos qualificados por posições estratégicas 
•Progresso do Plano de Desenvolvimento de Talentos (vs. plano real) 
•% Dos gerentes seniores que foram promovidos internamente 
•Média das competências nas notas de avaliação 
•Número de Sessões de Feedback de Desempenho conduzidas por Ano 
Otimizar o Sistema 
de Gestão 
de Desempenho 
Implementar boas 
Práticas de Gestão 
de Talentos
amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perspectiva Aprendizado) ObjetivosEstratégicosKey Performance Indicators 
•% de Funcionáriosde RH que elaboraram seu Plano de Desenvolvimento Individual 
•% de Funcionários RH que executam totalmente seu Plano de Desenvolvimento Individual 
•Progresso da Implementação do Portal de RH (plano x realizado) 
•Precisão do banco de dados de RH 
Implantar Sistema 
de Informações de RH 
Desenvolver 
Capacitações 
Internas do RH
amarildo@ufrj.br 
Financeira 
Interna 
Cliente 
Conhecimento 
Financeira 
Interna 
Cliente 
Conhecimento 
Financeira 
Interna 
Cliente 
Conhecimento 
Financeira 
Interna 
Cliente 
Conhecimento 
Financeira 
Interna 
Cliente 
Conhecimento 
Financeira 
Interna 
Cliente 
Conhecimento 
Desdobramentos dos Balanced Scorecards 
Para converter a visãoestratégicaemação, é necessáriointerligaro BSCO aosBSCs dos departamentose equipes, bemcomooaosplanosde desempenhoindividual… 
TÁTICO 
Financeira 
Interna 
Cliente 
Conhecimento 
Financeira 
Interna 
Cliente 
Conhecimento 
ESTRATÉGICO 
INDIVIDUAL 
OPERACIONAL 
BSC Pessoal + BSC Corporativo 
BSC Pessoal + BSC da Unidade de Negócios 
BSC Pessoal + BSC da Equipe de Trabalho 
BSC Pessoal + Plano de Desempenho Individual
Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.brAgenda: 
Criação de Valor nas Organizações 
Gestão Estratégica 
Scorecards Organizacionais (BSCO) 
Scorecard de RH 
Mapa Estratégico de RH 
Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) 
Desenvolvimento de BSCP 
O CicloBSCP 

amarildo@ufrj.br 
Modelo de Gestão Estratégica 
Gestão Estretégica deve envolver 5 Dimensões 
Melhoria 
Desenvolvimento 
Aprendizado
amarildo@ufrj.br 
Alinhamento de Ambições 
O pontocentral é o alinhamentodaambiçãopessoalcom a ambiçãoorganizacionalcompartilhada 
BSCP 
BSCO 
AmbiçãoCompartilhada 
AmbiçãoPessoal 
Quantomaiora áerade interseção, melhor: 
Sensode direção 
Envolvimentointerior 
Satisfação 
Motivação 
Delegação 
Proatividade 
Responsabilidade 
Compromisso 
ConfiançaPERFORMANCE MAIS ALTA
amarildo@ufrj.br 
Impactos Financeiros 
A faltade alinhamentoentre ambiçãopessoale ambiçãocompartilhadapoderesultaremperdasfinanceiros* 
Perdas estimadas em: 
U$ 13 bilhões 
Perdas estimadas em: 
U$ 32 bilhões 
Perdas estimadas em: 
Holanda 
Reino Unido 
Suécia 
EUA 
1,6% 
PIB 
1,0% 
PIB 
0,6% 
PIB 
Perdas estimadas em: 
* Custos relacinados ao fraco desempenho e a perda de tempo dos gerentes
amarildo@ufrj.br 
Compartilhamento de Objetivos 
Objetivandoo equilíbrioentre ambiçãopessoale ambiçãocompartilhadaé necessário várias reflexões 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal 
BSC Pessoal 
Missão Organizacional 
Visão Organizacional 
Valores Essenciais Organizacionais 
Fatores Críticos de Sucesso Organizacional 
Objetivos Organizacionais 
Indicadores de Desempenho e Metas Organizacionais 
Iniciativas de Melhoria Organizacional 
BSC Organizacional
amarildo@ufrj.br 
Tópicos aos Gestores de RH 
Os Gestores de RH devem primeiro refletir para si mesmo sobre os seguintes temas: 
•A suaambiçãopessoaltem relação com a missão, visão e valores do negócio? 
•O que você quer ser nesta organização? 
•Você está motivado a buscar seus objetivos pessoais? 
•O que o motiva? O que o desmotiva? 
•A Cultura da organização atrapalha o seu crescimento? 
•Vocêtem problemaséticosno trabalho? 
Questões para reflexão:
amarildo@ufrj.br 
Compreensão das Motivações Internas 
Nota-se umadisparidadeentre as percepçõesentre Operadores e Gerentes no quedizrespeitoas motivaçõesinternas. 
1.TrabalhoInteressante 
2.Apreciaçãocompletado trabalhofeito 
3.Sensaçãode envolvimentono trabalho 
4.Segurançano emprego 
5.Bonssalários 
6.Promoçãoe crescimentonaorganização 
7.Boas condiçõesde trabalho 
8.Lealdadepessoalparacom ostrabalhadores 
9.Discretadisciplina 
10.Ajudasolidáriacom problemaspessoas 
1.BonsSalários 
2.Segurançano emprego 
3.Promoçãoe crescimentonaorganização 
4.Boas condiçõesde trabalho 
5.TrabalhoInteressante 
6.Lealdadepessoalparacom ostrabalhadores 
7.Discretadisciplina 
8.Apreciaçãocompletado trabalhofeito 
9.Ajudasolidáriacom problemaspessoais 
10.Sensaçãode envolvimentono trabalho 
x 
Classificação dos Operadores 
Classificação dos Gerentes 
Pesquisa com Empresas Industriais nos EUA sobre os dez fatores de “recompensa pelo trabalho” para o trabalhador:
Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.brAgenda: 
Criação de Valor nas Organizações 
Gestão Estratégica 
Scorecards Organizacionais (BSCO) 
Scorecard de RH 
Mapa Estratégico de RH 
Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) 
Desenvolvimento de BSCP 
O CicloBSCP 

amarildo@ufrj.br 
Perspectivas Básicas do BSCP 
Essas4 perspectivasbásicasformamumaparte integral de suaambiçãopessoal. 
Perspectiva Interna 
(Saúde Física e Mental) 
Perspectiva Externa (Relacionamentos) 
Perspectiva do Conhecimento e Aprendizado 
Perspectiva Financeira (Atender Necessidades) 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal
amarildo@ufrj.br 
Balance Scorecard Pessoal 
Os fatorescríticosde sucessofazema conexãoentre a AmbiçãoPessoal(Longo Prazo) e osobjetivose açõesde curtoprazo… 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal 
QUEM SOU EU? 
PARA ONDE VOU? 
QUE TIPO DE RELACIONAMENTO GOSTARIA DE TER COM OUTRAS PESSOAS? 
QUE FATORES ME FAZEM SER UMA PESSOA SINGULAR? 
QUE RESULTADOS EU DESEJO ATINGIR? 
COMO MEDIR MEUS RESULTADOS PESSOAIS? 
COMO PRETENDO ATINGIR ESSES RESULTADOS? 
Longo Prazo 
Curto Prazo
amarildo@ufrj.br 
BSCP –Missão Pessoal 
Quemsoueu? 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal 
“Adeclaraçãodesuamissãopessoalabrangesuafilosofiadevidaeseusobjetivosdevida,indicandoquemvocêé,arazãodesuapresençaaquinaterra,seupropósitodevidaequaissãosuasaspiraçõesmaisprofundas.” 
“Quandovocêdescobriroâmagodesuanaturezaesaberrealmentequemé(suamissãopesoal),descobriráqueépossívelrealizartodosossonhos(suavisãopessoal).” 
HumbertRampasard 
Serviràsnecessidadesdahumanidadecomomelhordeminhashabilidades,paraconstruirorganizaçõesforteseviáveiseorientarpessoasnatrajetóriadeumavidasaudáveleprazerosa.
amarildo@ufrj.br 
BSCP –Visão Pessoal 
Para ondevou? 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal 
“Adeclaraçãodesuavisãopessoalencerraumadescriçãodomodopeloqualvocêquerexecutarsuamissão;seusonhonolongoprazo.” 
“Suavisãopessoaldescreveaondevocêquerchegar,osvaloreseprincípiosqueoorientam,oquevocêrepresenta,oquevocêpretenderealizarnavida,oquevocêqueratingir,ascaracterísticasideaisaseremdesenvolvidas,suaatuaçãoidealnoempregoeoquevocêquerser.” 
HumbertRampasard 
Atuarsempreeesbanjaramor;Prestaratençãocontinuamenteparaotimizarodesenvolvimentoespiritual,oequilíbrioeemocionaleasaúdefísica.
amarildo@ufrj.br 
BSCP –RelacionamentosPessoais 
Quetipode relacionamentogostariade tercom outraspessoas? 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal 
“Ospapéis-chavepessoaisdizemrespeitoaomodocomovocêdesejacumprirosdiversospapéisessenciaisemsuavidae,assim, realizarsuamissãoevisãopessoal.Quetipoderelacionamentovocêgostariadetercomseuscolegas,amigos,familiares, vizinhoseoutraspessoas?” 
HumbertRampasard 
Esposo(a):sermosfelizesjuntos,fazermoscoisasdivertidas, estimularmo-nosmutuamenteeapreciarmosesseprocesso. 
Filho(a):darereceberamordemeuspaiseaprenderdasabedoriaqueelestêmdavida. 
Gerente:ajudaracriaraorganizaçãoparaqualtrabalho,comsucessoe,pormeiodisso,serviràcomunidade.
amarildo@ufrj.br 
Um exemplo.. 
Exemplode aplicaçãodo BSCP de uma pessoa 
•Desfrutar da liberdade de ajudar os outros e criar um mundo de amor e capacitação. 
Missão Pessoal 
•Conquistarorespeitodemeusclientes,pares,amigoseentesqueridos, 
•Continuarabuscardesafiosemmeutrabalho,aceitá-loseapreciaressaempreitada. 
•Ajudarasorganizaçõesaobteremsucesso. 
•Continuaradesenvolveraindamaisminhasaptidõesecompetênciaseaprendercontinuamente. 
•Nãoatuaremconflitocomminhaconsciência. 
•Continuaraaumentarminhaforçainterioremantê-laemequilíbriocomminhasaúdefísica. 
•Alcançarasegurançafinanceira. 
Visão Pessoal 
•Cônjuge: Cumprimento máximo do que é importante para minha esposa, baseado no amor, na confiança, no suporte e na verdade incondicional. 
•Pai: Ser um exemplo para meus filhos de modo que eles se tratem e às esposas em volta deles com respeito, e transmitir-lhes a habilidade de efetuar as escolhas corretas e tomar decisões. 
•Consultor: Competente, honesto, colaborador e compromissado. 
•Amigo: Dar e receber confiança. 
Relacionamentos Pessoais
amarildo@ufrj.br 
BSCP –Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Os FCS pessoaisformama ponteentre a ambiçãopessoale osobjetivose açõesde curtoprazo… 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal 
Ambição Pessoal 
(Longo Prazo) 
Objetivos e Ações no Curto Prazo. 
Perspectiva Interna 
Perspectiva Externa 
Perspectiva do Conhecimento e Aprendizado 
Perspectiva Financeira
amarildo@ufrj.br 
BSCP de Jack Johnson 
Os fatorescríticosde sucessodevemser idealizadosparacadaumadas perspectivasdo BSCP 
Perspectiva Interna 
Perspectiva Externa 
Perspectiva do Conhecimento e Aprendizado 
Perspectiva Financeira 
•Continuar a buscar desafios em meu trabalho 
•Aceitá-los e apreciar essa empreitada 
•Não atuar em conflito com minha consciência 
•Continuar a aumentar minha força interior e mantê- la em equilíbrio com minha saúde física 
Conquistar o respeito de meus clientes, pares, amigos e entes queridos 
Ajudar as organizações a obterem sucesso. 
Cumprimento máximo do que é importante param minha esposa 
Ser um exemplo para meus filhos 
•Continuar a aumentar meu conhecimento e minhas habilidades 
•Competente, honesto, colaborador e compromissado. 
•Valores mobiliários
amarildo@ufrj.br 
BSCP –Curto Prazo 
A partirdacompreensãode suaambiçãoe dadefiniçãodos FCS, pode-se traçarum planode açãotangívelde curtoprazo… 
* Missão 
* Visão 
* Relacionamentos 
Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso 
(FCSs) Pessoais 
* Objetivos 
Pessoais 
* Indicadores e Metas de Desempenho Pessoal 
* Iniciativas de Melhoria Pessoal 
FCS 1 
FCS 2 
FCS 3 
FCS 3
amarildo@ufrj.br 
BSCP –Objetivos Pessoais 
Que resultados pessoais mensuráveis quero atingir no curto prazo? 
Os objetivos pessoais descrevem o resultado pessoal a ser atingido para você realizar suas ambições pessoais. 
Essa última é objetivada no longo prazo. 
A quantificação dos objetivos será dada pelos indicadores de desempenho pessoal. 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal
amarildo@ufrj.br 
BSCP –Objetivos Pessoais 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal 
•Praticar Esportes 
•Melhorar meu Ambiente de Trabalho 
Interna 
•Ampliar meu Networking 
•Ficar mais tempo com a Família 
Externa 
•Fazer uma Pós 
•Desenvolver-me em Liderança 
Melhoria e Aprendizado 
•Ganhar R$ por Mês 
•Comprar Apartamento 
Financeira
amarildo@ufrj.br 
BSCP –Indicadores de Desempenho Pessoal 
Existemdiferentesexemplosde indicadoresde desempenhorelacionadosa cadaperspectiva… 
•Nível de inspiração 
•Nível de Tensão 
•Nível de risadas 
•Peso Corporal 
Interna 
•Nº atividades com os filhos 
•Nº de Amigos 
•Disponibilidade 
Externa 
•Nº de dias de estudo 
•Custos de treinamento 
Melhoria e Aprendizado 
•Rendas 
•Salário 
•Fluxo de Caixa 
Financeira 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal
amarildo@ufrj.br 
BSCP –Iniciativa de Melhoria Pessoal 
Iniciativas são ações planejadas para facilitar o atingimento dos seus objetivos 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Relacionamentos Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal 
Pe 
Iniciativas 
Importantes 
Objetivos 
Pessoais 
Iniciativa 1 
Iniciativa 2 
Iniciativa 3 
Iniciativa 4 
Perspectivas 
Iniciativas 
F 
E 
I 
A
Palestra: 
RH Estratégico 
amarildo@ufrj.brAgenda: 
Criação de Valor nas Organizações 
Gestão Estratégica 
Scorecards Organizacionais (BSCO) 
Scorecard de RH 
Mapa Estratégico de RH 
Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) 
Desenvolvimento de BSCP 
O CicloBSCP 

amarildo@ufrj.br 
BSCP –PDAC 
Melhora gradual da consciência satisfação, recreação, aprendizagem e criatividade 
PLAN (Planejar) 
•Formule e atualize seu BSCP, 
que foca em seu trabalho e em seu 
tempo livre 
•Aplique o exercício envolvendo 
respiração e silêncio 
DO (Fazer) 
•Inicie com um objetivo simples com a correspondente iniciativa de melhoria 
•Escolha uma pessoa de sua confiança 
•Seja compromissado e determinado 
na execução de sua iniciativa de 
melhoria 
•Peça Feed-back 
ACT (Agir) 
•Confira se a iniciativa de melhoria está dando certo e aja em caso contrário 
•Avalie os resultados 
•Desenvolva suas aptidões para 
atingir os obejtivos selecionados 
CHALLENGE (Desafiar) 
•… Aceite desafios maiores 
selecionando um objetivo mais 
difícil e a correspondente iniciativa de 
melhoria de seu BSCP e se esforce nessa empreitada 
•Opte por um objetiv mais difícil em linha 
com a melhora de suas habilidades, com propósito e coragem, quando a atual iniciativa de melhoria começar a ficar maçante 
CicloPlan, Do, Act and Challenge…
amarildo@ufrj.br 
Ciclo BSCP 
Perspectiva Interna 
Perspectiva Externa 
Perspectiva do Conhecimento e Aprendizado 
Perspectiva Financeira 
Missão Pessoal 
Visão Pessoal 
Papéis-chave Pessoais 
Fatores Críticos de Sucesso Pessoal 
Objetivos Pessoais 
Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais 
Iniciativas de Melhoria Pessoal 
Comunicaçãoe Interligação 
Desafiar 
Planejar 
Fazer 
Agir 
Desafiar 
Planejar 
Fazer 
Agir 
Melhoria Pessoal Contínua 
Melhoria Contínua do Processo 
Desenvolvimentode Competências 
Planejamentode Resultados 
Coaching 
Avaliação 
Desenvolvimentoe Aprendizado 
Melhoria 
BSCO 
BSCP 
Formulação 
“A excelênciaé um atoconquistadopelotreinamentoe pelohábito(…) Excelência, portanto, nãoé um ato, massimum hábito” 
Aristóteles
amarildo@ufrj.br 
Gestão Integrada 
“A diferençaentre o queestamosfazendoe o quesomoscapazesde fazerresolveriaa maioriados problemasmundiais.” 
Mahatma Ghandi 
BSCO 
Alinhamento de Ambições 
BSCP 
Gestão de Competências 
Implementação do BSCP com base no PDAC 
Auto aprendizado, autogestão, autocoaching para gerentes e funcionários 
Aumento gradual do conhecimento, satisfação, 
diversão e criatividade, baseado no 
Plan-Do-Act-Chalenge 
Elaborar o Balanced Scorecard Organizacional e as Cascatas até as Unidades de Negócio, Departamentos, Equipes de Trabalho e Planos de Desemoenho Individual 
Alinhar a Ambição Pessoal com a Ambição Compartilhada para estimular o envolvimento interior e realizar a “melhor sintonia” entre os funcionários e a organização 
Gerir e utilizar efetivamente os talentos dentro das organizações e criar capital humano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
Luis Cunha
 
Como Fazer um Currículo de Sucesso
Como Fazer um Currículo de SucessoComo Fazer um Currículo de Sucesso
Como Fazer um Currículo de Sucesso
magnobarros
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
toni984
 
Aula 1 - Gestão de Pessoal
Aula 1   - Gestão de PessoalAula 1   - Gestão de Pessoal
Aula 1 - Gestão de Pessoal
Rafael Gonçalves
 
Gesto de-pessoas-aula-01
Gesto de-pessoas-aula-01Gesto de-pessoas-aula-01
Gesto de-pessoas-aula-01
Natália Lopes
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
Jean Israel B. Feijó
 
Sistemas de remuneração aula1
Sistemas de remuneração aula1Sistemas de remuneração aula1
Sistemas de remuneração aula1
Nome Sobrenome
 
Recrutamento e Seleção (R&S)
Recrutamento e Seleção (R&S)Recrutamento e Seleção (R&S)
Recrutamento e Seleção (R&S)
Jader Windson
 
22 Boas Práticas de Comunicação Interna
22 Boas Práticas de Comunicação Interna22 Boas Práticas de Comunicação Interna
22 Boas Práticas de Comunicação Interna
Progic
 
Gestão por Competencias
Gestão por CompetenciasGestão por Competencias
Gestão por Competencias
Kenneth Corrêa
 
Planejamento Estratégico, Tático e Operacional
Planejamento Estratégico, Tático e OperacionalPlanejamento Estratégico, Tático e Operacional
Planejamento Estratégico, Tático e Operacional
Eliseu Fortolan
 
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por CompetênciasGestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Marcos Alves
 
Aulas 1 a 3 introdução à moderna gestão de pessoas
Aulas 1 a 3   introdução à moderna gestão de pessoasAulas 1 a 3   introdução à moderna gestão de pessoas
Aulas 1 a 3 introdução à moderna gestão de pessoas
RD COACH
 
Plano de cargos e salários
Plano de cargos e saláriosPlano de cargos e salários
Plano de cargos e salários
matucci
 
Elaboração de Planejamento Estratégico e Ferramentas de Implementação
Elaboração de Planejamento Estratégico e Ferramentas de ImplementaçãoElaboração de Planejamento Estratégico e Ferramentas de Implementação
Elaboração de Planejamento Estratégico e Ferramentas de Implementação
Michel Freller
 
Recrutamento - Gestão em RH
Recrutamento - Gestão em RHRecrutamento - Gestão em RH
Recrutamento - Gestão em RH
Antonio Pinto Pereira
 
BSC – mapa estratégico - Gerdau
BSC – mapa estratégico - GerdauBSC – mapa estratégico - Gerdau
BSC – mapa estratégico - Gerdau
Daniela da Silva Nascimento
 
Projeções aulas gestão de pessoas
Projeções aulas gestão de pessoasProjeções aulas gestão de pessoas
Projeções aulas gestão de pessoas
LUCIANABATISTADESA
 
Planejamento de rh
Planejamento de rhPlanejamento de rh
Competências do profissional de RH
Competências do profissional de RHCompetências do profissional de RH
Competências do profissional de RH
Virgínia Conde
 

Mais procurados (20)

Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Como Fazer um Currículo de Sucesso
Como Fazer um Currículo de SucessoComo Fazer um Currículo de Sucesso
Como Fazer um Currículo de Sucesso
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
 
Aula 1 - Gestão de Pessoal
Aula 1   - Gestão de PessoalAula 1   - Gestão de Pessoal
Aula 1 - Gestão de Pessoal
 
Gesto de-pessoas-aula-01
Gesto de-pessoas-aula-01Gesto de-pessoas-aula-01
Gesto de-pessoas-aula-01
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
 
Sistemas de remuneração aula1
Sistemas de remuneração aula1Sistemas de remuneração aula1
Sistemas de remuneração aula1
 
Recrutamento e Seleção (R&S)
Recrutamento e Seleção (R&S)Recrutamento e Seleção (R&S)
Recrutamento e Seleção (R&S)
 
22 Boas Práticas de Comunicação Interna
22 Boas Práticas de Comunicação Interna22 Boas Práticas de Comunicação Interna
22 Boas Práticas de Comunicação Interna
 
Gestão por Competencias
Gestão por CompetenciasGestão por Competencias
Gestão por Competencias
 
Planejamento Estratégico, Tático e Operacional
Planejamento Estratégico, Tático e OperacionalPlanejamento Estratégico, Tático e Operacional
Planejamento Estratégico, Tático e Operacional
 
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por CompetênciasGestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
Gestão de Pessoas - Contexto atual e Gestão por Competências
 
Aulas 1 a 3 introdução à moderna gestão de pessoas
Aulas 1 a 3   introdução à moderna gestão de pessoasAulas 1 a 3   introdução à moderna gestão de pessoas
Aulas 1 a 3 introdução à moderna gestão de pessoas
 
Plano de cargos e salários
Plano de cargos e saláriosPlano de cargos e salários
Plano de cargos e salários
 
Elaboração de Planejamento Estratégico e Ferramentas de Implementação
Elaboração de Planejamento Estratégico e Ferramentas de ImplementaçãoElaboração de Planejamento Estratégico e Ferramentas de Implementação
Elaboração de Planejamento Estratégico e Ferramentas de Implementação
 
Recrutamento - Gestão em RH
Recrutamento - Gestão em RHRecrutamento - Gestão em RH
Recrutamento - Gestão em RH
 
BSC – mapa estratégico - Gerdau
BSC – mapa estratégico - GerdauBSC – mapa estratégico - Gerdau
BSC – mapa estratégico - Gerdau
 
Projeções aulas gestão de pessoas
Projeções aulas gestão de pessoasProjeções aulas gestão de pessoas
Projeções aulas gestão de pessoas
 
Planejamento de rh
Planejamento de rhPlanejamento de rh
Planejamento de rh
 
Competências do profissional de RH
Competências do profissional de RHCompetências do profissional de RH
Competências do profissional de RH
 

Destaque

Vendendo o planejamento estratégico de RH
Vendendo o planejamento estratégico de RHVendendo o planejamento estratégico de RH
Vendendo o planejamento estratégico de RH
INSTITUTO MVC
 
Elaborando o planejamento estratégico de RH
Elaborando o planejamento estratégico de RHElaborando o planejamento estratégico de RH
Elaborando o planejamento estratégico de RH
INSTITUTO MVC
 
Implantando o planejamento estratégico de RH
Implantando o planejamento estratégico de RHImplantando o planejamento estratégico de RH
Implantando o planejamento estratégico de RH
INSTITUTO MVC
 
Tipos de coccion seco, humedo y mixto
Tipos de coccion seco, humedo y mixtoTipos de coccion seco, humedo y mixto
Tipos de coccion seco, humedo y mixto
stevengarzoncaro
 
Matemática básica
Matemática básicaMatemática básica
Matemática básica
Claudia Sá de Moura
 
Estrategias de porter
Estrategias de porterEstrategias de porter
Estrategias de porter
Victorino Redondo Fidalgo
 
Segundo Paquete Económico 2017 Zacatecas - Egresos (3-9)
Segundo Paquete Económico 2017 Zacatecas - Egresos (3-9)Segundo Paquete Económico 2017 Zacatecas - Egresos (3-9)
Segundo Paquete Económico 2017 Zacatecas - Egresos (3-9)
Zacatecas TresPuntoCero
 
Informe mantenimiento mecanico
Informe mantenimiento mecanicoInforme mantenimiento mecanico
Informe mantenimiento mecanico
JDPVasquez
 
Actualiteiten ICT Contracten en Partnerships (2012)
Actualiteiten ICT Contracten en Partnerships (2012)Actualiteiten ICT Contracten en Partnerships (2012)
Actualiteiten ICT Contracten en Partnerships (2012)
Advocatenkantoor LEGALZ
 
Training Schrijven voor het Web
Training Schrijven voor het WebTraining Schrijven voor het Web
Training Schrijven voor het Web
Simone Levie
 
Marco del buen desempeño docente
Marco del buen desempeño docenteMarco del buen desempeño docente
Marco del buen desempeño docente
0013
 
"Protección de la salud mental luego del terremoto y tsunami del 27 de febrer...
"Protección de la salud mental luego del terremoto y tsunami del 27 de febrer..."Protección de la salud mental luego del terremoto y tsunami del 27 de febrer...
"Protección de la salud mental luego del terremoto y tsunami del 27 de febrer...
Organización Panamericana de la Salud - Organización Mundial de la Salud, Representación en Chile.
 
Relatietips
RelatietipsRelatietips
Relatietips
Gezondheid Acties
 
De Reis van de Heldin december 2015
De Reis van de Heldin december 2015De Reis van de Heldin december 2015
De Reis van de Heldin december 2015
Peter de Kuster
 
1ºBACH ECONOMÍA Repaso temas 5 6-7 (gh23)
1ºBACH ECONOMÍA Repaso temas 5 6-7 (gh23)1ºBACH ECONOMÍA Repaso temas 5 6-7 (gh23)
1ºBACH ECONOMÍA Repaso temas 5 6-7 (gh23)
Geohistoria23
 
Wal Mart México 2009: lo barato sale caro
Wal Mart México 2009: lo barato sale caroWal Mart México 2009: lo barato sale caro
Wal Mart México 2009: lo barato sale caro
Pedro Guadiana
 
Error messages
Error messagesError messages
Error messages
rtinkelman
 
Organización
OrganizaciónOrganización
Organización
Vilma Carpio
 
Análisis situacional integral de salud final
 Análisis situacional integral de salud final Análisis situacional integral de salud final
Análisis situacional integral de salud final
Estefanía Echeverría
 
Geheugen verbeteren
Geheugen verbeterenGeheugen verbeteren
Geheugen verbeteren
Gezondheid Acties
 

Destaque (20)

Vendendo o planejamento estratégico de RH
Vendendo o planejamento estratégico de RHVendendo o planejamento estratégico de RH
Vendendo o planejamento estratégico de RH
 
Elaborando o planejamento estratégico de RH
Elaborando o planejamento estratégico de RHElaborando o planejamento estratégico de RH
Elaborando o planejamento estratégico de RH
 
Implantando o planejamento estratégico de RH
Implantando o planejamento estratégico de RHImplantando o planejamento estratégico de RH
Implantando o planejamento estratégico de RH
 
Tipos de coccion seco, humedo y mixto
Tipos de coccion seco, humedo y mixtoTipos de coccion seco, humedo y mixto
Tipos de coccion seco, humedo y mixto
 
Matemática básica
Matemática básicaMatemática básica
Matemática básica
 
Estrategias de porter
Estrategias de porterEstrategias de porter
Estrategias de porter
 
Segundo Paquete Económico 2017 Zacatecas - Egresos (3-9)
Segundo Paquete Económico 2017 Zacatecas - Egresos (3-9)Segundo Paquete Económico 2017 Zacatecas - Egresos (3-9)
Segundo Paquete Económico 2017 Zacatecas - Egresos (3-9)
 
Informe mantenimiento mecanico
Informe mantenimiento mecanicoInforme mantenimiento mecanico
Informe mantenimiento mecanico
 
Actualiteiten ICT Contracten en Partnerships (2012)
Actualiteiten ICT Contracten en Partnerships (2012)Actualiteiten ICT Contracten en Partnerships (2012)
Actualiteiten ICT Contracten en Partnerships (2012)
 
Training Schrijven voor het Web
Training Schrijven voor het WebTraining Schrijven voor het Web
Training Schrijven voor het Web
 
Marco del buen desempeño docente
Marco del buen desempeño docenteMarco del buen desempeño docente
Marco del buen desempeño docente
 
"Protección de la salud mental luego del terremoto y tsunami del 27 de febrer...
"Protección de la salud mental luego del terremoto y tsunami del 27 de febrer..."Protección de la salud mental luego del terremoto y tsunami del 27 de febrer...
"Protección de la salud mental luego del terremoto y tsunami del 27 de febrer...
 
Relatietips
RelatietipsRelatietips
Relatietips
 
De Reis van de Heldin december 2015
De Reis van de Heldin december 2015De Reis van de Heldin december 2015
De Reis van de Heldin december 2015
 
1ºBACH ECONOMÍA Repaso temas 5 6-7 (gh23)
1ºBACH ECONOMÍA Repaso temas 5 6-7 (gh23)1ºBACH ECONOMÍA Repaso temas 5 6-7 (gh23)
1ºBACH ECONOMÍA Repaso temas 5 6-7 (gh23)
 
Wal Mart México 2009: lo barato sale caro
Wal Mart México 2009: lo barato sale caroWal Mart México 2009: lo barato sale caro
Wal Mart México 2009: lo barato sale caro
 
Error messages
Error messagesError messages
Error messages
 
Organización
OrganizaciónOrganización
Organización
 
Análisis situacional integral de salud final
 Análisis situacional integral de salud final Análisis situacional integral de salud final
Análisis situacional integral de salud final
 
Geheugen verbeteren
Geheugen verbeterenGeheugen verbeteren
Geheugen verbeteren
 

Semelhante a RH Estratégico com Scorecards

SOP Brasil Institucional
SOP Brasil InstitucionalSOP Brasil Institucional
SOP Brasil Institucional
SOP Brasil
 
Assessoria Empresarial
Assessoria EmpresarialAssessoria Empresarial
Assessoria Empresarial
Faesb. Faculdade Santa Bárbara.
 
Apresentação apply human strategic
Apresentação apply human strategicApresentação apply human strategic
Apresentação apply human strategic
Renata Rodrigues Apply
 
Portfolio grande livro st
Portfolio grande livro stPortfolio grande livro st
Portfolio grande livro st
drilopespaula
 
Alessandra bergamini madureira cases
Alessandra bergamini madureira casesAlessandra bergamini madureira cases
Alessandra bergamini madureira cases
Alessandra Bergamini Madureira
 
Apresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Apresentação Institucional Proff Gente & GestaoApresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Apresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Patriciafpgoncalves
 
Apresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Apresentação Institucional Proff Gente & GestaoApresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Apresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Patriciafpgoncalves
 
Portfólio de Análise de Negócio: Consultoria, Treinamento e Mentoria
Portfólio de Análise de Negócio: Consultoria, Treinamento e MentoriaPortfólio de Análise de Negócio: Consultoria, Treinamento e Mentoria
Portfólio de Análise de Negócio: Consultoria, Treinamento e Mentoria
Rildo (@rildosan) Santos
 
Portifólio 2014
Portifólio 2014Portifólio 2014
Portifólio 2014
Percy Jean Schucko
 
Aula 7 8 - adm estr 2014va
Aula 7 8 - adm estr 2014vaAula 7 8 - adm estr 2014va
Aula 7 8 - adm estr 2014va
Katia Gomide
 
Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)
Vanessa Godoi
 
Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)
Vanessa Godoi
 
Portfolio grande alterado
Portfolio grande alteradoPortfolio grande alterado
Portfolio grande alterado
drilopespaula
 
GCA - Gestão por Competências AncoraRh
GCA - Gestão por Competências AncoraRhGCA - Gestão por Competências AncoraRh
GCA - Gestão por Competências AncoraRh
RGE & Associados
 
Gestão estratégica de rh
Gestão estratégica de rhGestão estratégica de rh
Gestão estratégica de rh
Renato Cardim & Cia Ltda
 
Gestão estratégica de rh
Gestão estratégica de rhGestão estratégica de rh
Gestão estratégica de rh
Renato Cardim & Cia Ltda
 
Alcides Diretor executivo brosol e consultoria 2 pag
Alcides Diretor executivo brosol e consultoria 2 pagAlcides Diretor executivo brosol e consultoria 2 pag
Alcides Diretor executivo brosol e consultoria 2 pag
Instituto Recriar Performance Humana
 
Cursos de gestão profº silas serpa
Cursos de gestão   profº silas serpaCursos de gestão   profº silas serpa
Cursos de gestão profº silas serpa
Silas Serpa
 
Business Agility com Strategic Inception na Icatu Seguros
Business Agility com Strategic Inception na Icatu SegurosBusiness Agility com Strategic Inception na Icatu Seguros
Business Agility com Strategic Inception na Icatu Seguros
Coletivo AÇÃO | Criando ambientes colaborativos e criativos
 
PAEX Fundação Dom Cabral | FDC
PAEX Fundação Dom Cabral | FDCPAEX Fundação Dom Cabral | FDC
PAEX Fundação Dom Cabral | FDC
Fernando Madalosso
 

Semelhante a RH Estratégico com Scorecards (20)

SOP Brasil Institucional
SOP Brasil InstitucionalSOP Brasil Institucional
SOP Brasil Institucional
 
Assessoria Empresarial
Assessoria EmpresarialAssessoria Empresarial
Assessoria Empresarial
 
Apresentação apply human strategic
Apresentação apply human strategicApresentação apply human strategic
Apresentação apply human strategic
 
Portfolio grande livro st
Portfolio grande livro stPortfolio grande livro st
Portfolio grande livro st
 
Alessandra bergamini madureira cases
Alessandra bergamini madureira casesAlessandra bergamini madureira cases
Alessandra bergamini madureira cases
 
Apresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Apresentação Institucional Proff Gente & GestaoApresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Apresentação Institucional Proff Gente & Gestao
 
Apresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Apresentação Institucional Proff Gente & GestaoApresentação Institucional Proff Gente & Gestao
Apresentação Institucional Proff Gente & Gestao
 
Portfólio de Análise de Negócio: Consultoria, Treinamento e Mentoria
Portfólio de Análise de Negócio: Consultoria, Treinamento e MentoriaPortfólio de Análise de Negócio: Consultoria, Treinamento e Mentoria
Portfólio de Análise de Negócio: Consultoria, Treinamento e Mentoria
 
Portifólio 2014
Portifólio 2014Portifólio 2014
Portifólio 2014
 
Aula 7 8 - adm estr 2014va
Aula 7 8 - adm estr 2014vaAula 7 8 - adm estr 2014va
Aula 7 8 - adm estr 2014va
 
Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)
 
Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)
 
Portfolio grande alterado
Portfolio grande alteradoPortfolio grande alterado
Portfolio grande alterado
 
GCA - Gestão por Competências AncoraRh
GCA - Gestão por Competências AncoraRhGCA - Gestão por Competências AncoraRh
GCA - Gestão por Competências AncoraRh
 
Gestão estratégica de rh
Gestão estratégica de rhGestão estratégica de rh
Gestão estratégica de rh
 
Gestão estratégica de rh
Gestão estratégica de rhGestão estratégica de rh
Gestão estratégica de rh
 
Alcides Diretor executivo brosol e consultoria 2 pag
Alcides Diretor executivo brosol e consultoria 2 pagAlcides Diretor executivo brosol e consultoria 2 pag
Alcides Diretor executivo brosol e consultoria 2 pag
 
Cursos de gestão profº silas serpa
Cursos de gestão   profº silas serpaCursos de gestão   profº silas serpa
Cursos de gestão profº silas serpa
 
Business Agility com Strategic Inception na Icatu Seguros
Business Agility com Strategic Inception na Icatu SegurosBusiness Agility com Strategic Inception na Icatu Seguros
Business Agility com Strategic Inception na Icatu Seguros
 
PAEX Fundação Dom Cabral | FDC
PAEX Fundação Dom Cabral | FDCPAEX Fundação Dom Cabral | FDC
PAEX Fundação Dom Cabral | FDC
 

Último

Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Renan Batista Bitcoin
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Dantas
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
AlfeuBuriti1
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 

Último (8)

Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 

RH Estratégico com Scorecards

  • 1. Curso: Gestão de Pessoas Rio de janeiro -RJ Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.br
  • 2. amarildo@ufrj.br O Palestrante Como cheguei até aqui? Engenharia de Minas –UFRGS Mestrado em Eng. de Produção –UFRGS Doutorado em Eng. Produção –COPPE/UFRJ Professor: Curso de Engenharia de Produção e Mestrado em Engenharia Ambiental. Consultor, Pesquisador em temas como: Gestão Estratégica, Sustentabilidade, Qualidade, Indicadores de Desempenho, Simulação de Sistemas Complexos. Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Tecnologia –Ilha do Fundão Departamento de Eng. Industrial Programa de Pós-Graduação em Eng. Ambiental Amarildo da Cruz Fernandes
  • 3. Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.brAgenda: Criação de Valor nas Organizações Gestão Estratégica Scorecards Organizacionais (BSCO) Scorecard de RH Mapa Estratégico de RH Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) Desenvolvimento de BSCP O CicloBSCP 
  • 4. Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.brAgenda: Criação de Valor nas Organizações Gestão Estratégica Scorecards Organizacionais (BSCO) Scorecard de RH Mapa Estratégico de RH Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) Desenvolvimento de BSCP O CicloBSCP 
  • 5. amarildo@ufrj.br Onde a Gestão entra na Criação de Valor? VALOR AO CLIENTE 1 Definição da Estratégia Especificação de uma proposta de valor ao mercado, incluindo as atividadespara implementá-la. 2 Gestão dos Processos Especificação de como executar com consistência as atividades que vão fazer a diferença para o cliente. Inclui políticas, incentivos, etc. 3 GerenciamentoCompetências e/Habilidades Especificação de perfis de competências e Habilidades que são necessárias para operar os processos; seleção e treinamento dos Colaboradores
  • 6. amarildo@ufrj.br Desalinhamentos são muito mais comuns do que se pensa VALOR AO CLIENTE Estratégia Processos (Competências/ Habilidades Desalinhamentos Organizacionais
  • 7. amarildo@ufrj.br 1) DesalinhamentoProcessos -Competências/Habilidades 1) É o caso quando os Calaboradores não possuem as Competências/Habilidade necessárias para melhorar ou inovar os Processos. 2) Ou Quando os Processosestão projetados a abaixo das Competências/Habilidades dos Colaboradores. Ajustes em 1 envolve: treinamento, realocação, demissão ou contratação. Ajustes em 2 envolve: Redesenho de processos, Empowerment, definição de metas desafiadoras, liderança. clientes Processos Competências/ Habilidades
  • 8. amarildo@ufrj.br 1)Éocasoquandoaempresadefiniuasuaestratégia,maspoucofezparaconectá-lacomodia-a-diadesuasatividades. 2)Ouquandoaempresafazumesforçoparamapear/documentarosseusprocessos,masboapartedesteesforçopoucoagregaaestratégiaeasresultadosdonegócio. Ajustesem1envolve:-DefiniçãooperacionaldaEstratégia,Desdobramento,IdentificaçãoeMelhoriadeProcessosCríticos. Ajustes em 2 envolve: -Diferenciar EficiênciaxEficácia -Implementar 6 Sigma, Priorizar o Mapeamento ou Melhoria com visão de negócio. -IdentificarasCompetências/habilidadesparapromoveroalinhamento. 2) Desalinhamento Estratégia-Processos clientes Estratégia Processos
  • 9. amarildo@ufrj.br 3) Desalinhamento Estratégia-Competências/Habilidades 1) Esta situação ocorre quando o Planejamento Estratégiconão levou em conta as Competências/Habilidadesnecessárias para traduzir, comunicar e implementar a estratégia. 2) Ou quando não é clarocomo as Competências/Habilidadesque estão sendo desenvolvidas podem criar valor ou sustentar o futurodo negócio. Ajustes em 1) envolve: -tornar a organização orientada pela estratégia, onde a estratégia se torna uma tarefa de todos. Ajustes em 2) envolve: identificação, treinamento e desenvolvimento das competências/habilidades que criarão valor futuro para o negócio. clientes Estratégia Competências/ Habilidades
  • 10. amarildo@ufrj.br 4) Desalinhamento Total. Nada encaixa com nada. Neste caso tem-se baixo desempenho, excesso de desperdício, Clientes e Funcionários Insatifeitos e baixo Retorno Financeiro. Para esta situação é sempre melhor começar identificando gestores/colaboradorescom as Competências/Habilidadesnecessárias para operar a Mudança. Posteriormente é necessário criar mecanismos para definir a estratégia, traduzi-la operacionalmente e comunicá-la a todos. Os Processos devem ser redesenhados à luz da estratégiae as competências/habilidadesdevem ser desenvolvidas para o agir local, ao nível dos processos, mas com um pensamento global, ao nível da estratégia. clientes Processos Estratégia Competências/ Habilidades
  • 11. Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.brAgenda: Criação de Valor nas Organizações Gestão Estratégica Scorecards Organizacionais (BSCO) Scorecard de RH Mapa Estratégico de RH Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) Desenvolvimento de BSCP O CicloBSCP 
  • 12. amarildo@ufrj.br Um Modelo para a Gestão Estratégica Gestão Estretégica a partir de 5 Temas Melhoria Desenvolvimento Aprendizado
  • 13. Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.brAgenda: Criação de Valor nas Organizações Gestão Estratégica Scorecards Organizacionais (BSCO) Scorecard de RH Mapa Estratégico de RH Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) Desenvolvimento de BSCP O CicloBSCP
  • 14. amarildo@ufrj.br Implementação da Estratégia com Balanced ScorecardMISSÃOPor quê existimosVALORESNo que acreditamosVISÃOO que queremos serESTRATÉGIA (Escolhas) O Que Fazer e o Que não Fazer? Scorecards –Mapa EstratégicoOjetivos e FocoINICIATIVAS ESTRATÉGICAS e INDICADORESO que precisamos Fazer e MedirOBJETIVOS e COMPETÊNCIAS PESSOAIS O que eu preciso fazer Resultados Estratégicos Acionistas Satisfeitos Clientes Satisfeitos Processos Efetivos Pessoas Motivadas e Preparadas Formulação Implementação Processos
  • 15. amarildo@ufrj.br O que é um Scorecard Organizacional (BSCO)? Mapa Estratégico 2014 Objetivos Indicadores Metas Iniciativas
  • 16. amarildo@ufrj.br Scorecards podem ser Desdobrados em Camadas Scorecard Corporativo Scorecard Unidades Scorecard de RH Scorecard Pessoal Scorecard RH Corporativo Scorecard Departamento BSCO BSCPessoal
  • 17. Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.brAgenda: Criação de Valor nas Organizações Gestão Estratégica Scorecards Organizacionais (BSCO) Scorecard de RH Mapa Estratégico de RH Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) Desenvolvimento de BSCP O CicloBSCP 
  • 18. amarildo@ufrj.br Para que serve um Scorecard de RH? Explicitar os objetivos e metas de RH. Demonstrar Quantitativamente a contribuição de RH para os resultados financeiros da empresa. Medir o grau de alinhamento entre a estratégia de negócio e área de RH. Conectar o que as pessoas fazem com a estratégia da empresa.
  • 19. amarildo@ufrj.br Desenvolvimento de um Scorecard de RH O desenvolvimento de um Scorecard de RH deve ser feito levando em conta quatro perspectivas: A Perspectiva Financeira para definir objetivos que alinhem as iniciativas de RH com os objetivos financeiros da empresa. A Externa (Perspectiva do Cliente) para identificar o que os clientes (Unidades ou Departamentos) querem ou necessitam. Uma Interna (Perspectiva de Processos) orientada ao projeto e execução das atividades relativas aos principais processos envolvendo o RH. Uma Perspectiva de Aprendizado que busca desenvolver e aprimorar as Competências do RH na busca de melhor atender os Clientes Internos.
  • 20. amarildo@ufrj.br Implementação de um Scorecard de RH 1) Esclarecer a Estratégia de Negócios 2) Criar o Mapa Estratégico da empresa Objetivos, Metas, Indicadores e Ações. 3) Desenvolver uma Arquitetura de RH 4) Identificar os Produtos (Deliverables)do RH no Mapa 5) Alinhar a Arquitetura de HR com produtos de RH 6) Projetar um Scorecard de RH 7) Executar / Implementar
  • 21. amarildo@ufrj.br Arquitetura de HR A Função do RH (Serviços) O Sistema de Gestão de RH Organização do trabalho e estrutura de cargos e funções, seleção e preenchimento de cargos e funções, sistemas de gestão do desempenho, reconhecimento e remuneração das pessoas, desenvolvimento de habilidades e competências. Apoiar as políticas e práticas, tais como: Criar ligações entre promoções e competências Fornecer treinamento de habilidades Atrair e reter profissionais de alto desempenho Estimular Comportamentos Estratégicos no Empregado
  • 22. Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.brAgenda: Criação de Valor nas Organizações Gestão Estratégica Scorecards Organizacionais (BSCO) Scorecard de RH Mapa Estratégico de RH Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) Desenvolvimento de BSCP O CicloBSCP 
  • 23. amarildo@ufrj.br RH Criador de Valor para a Empresa Melhorar o ROI de Iniciativas Estratégicas de RH Implantar Sistema de Informações de RH Desenvolver Competências Estratégica no Funcionário Melhorar Processo de Recrutamento Desenvolver Capacitações Internas de RHMapaEstratégicode RH Financeiro Externa Interna de RH Aprendizagem Aprimorar a Satisfação do Colaborador Otimizar o Sistema de Gestão de Desempenho Implementar boas Práticas de Gestão de Talentos Criar um Ambiente de Trabalho Agradável Melhorar a Produtividade dos Empregados Visão
  • 24. amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perpectiva:Visão e Financeira) Objetivos EstratégicosKey Performance Indicators (KPI) •Valor para o Acionista •Crescimento do Negócio •ROI de Programas e Iniciativas Estratégicas de RH •Lucro por Funcionário •Receita por funcionário Melhorar o ROI de Iniciativas Estratégicas de RH Melhorar a Produtividade dos Empregados
  • 25. amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perspectiva: Externa) ObjetivosEstratégicosKey Performance Indicators •Colocação no Ranking das "Melhores Empresas para Trabalhar” (Pesquisa Anual) •% de Turn Over do Empregado •Índice de Satisfação do Empregado •Estabilidade no empregado •Tempos de Ciclo do Processo Aprimorar aSatisfação do Colaborador Criar um Ambiente de TrabalhoAgradável
  • 26. amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perspectiva: Interna) Objetivos EstratégicosKey Performance Indicators •Tempo médio para recrutar funcionários •Custo de Recrutamento por Empregado •Desempenho de novos funcionários nos dois primeiros anos de emprego •Tempo médio para desenvolver competências estratégicas •Nível de Gap de Competências •Quantidade de Horas de Treinamento Desenvolver Competências Estratégica no Funcionário Melhorar Processo de Recrutamento
  • 27. amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perspectiva: Interna) Objetivos EstratégicosKey Performance Indicators •Número de talentos qualificados por posições estratégicas •Progresso do Plano de Desenvolvimento de Talentos (vs. plano real) •% Dos gerentes seniores que foram promovidos internamente •Média das competências nas notas de avaliação •Número de Sessões de Feedback de Desempenho conduzidas por Ano Otimizar o Sistema de Gestão de Desempenho Implementar boas Práticas de Gestão de Talentos
  • 28. amarildo@ufrj.brScorecard de RH (Perspectiva Aprendizado) ObjetivosEstratégicosKey Performance Indicators •% de Funcionáriosde RH que elaboraram seu Plano de Desenvolvimento Individual •% de Funcionários RH que executam totalmente seu Plano de Desenvolvimento Individual •Progresso da Implementação do Portal de RH (plano x realizado) •Precisão do banco de dados de RH Implantar Sistema de Informações de RH Desenvolver Capacitações Internas do RH
  • 29. amarildo@ufrj.br Financeira Interna Cliente Conhecimento Financeira Interna Cliente Conhecimento Financeira Interna Cliente Conhecimento Financeira Interna Cliente Conhecimento Financeira Interna Cliente Conhecimento Financeira Interna Cliente Conhecimento Desdobramentos dos Balanced Scorecards Para converter a visãoestratégicaemação, é necessáriointerligaro BSCO aosBSCs dos departamentose equipes, bemcomooaosplanosde desempenhoindividual… TÁTICO Financeira Interna Cliente Conhecimento Financeira Interna Cliente Conhecimento ESTRATÉGICO INDIVIDUAL OPERACIONAL BSC Pessoal + BSC Corporativo BSC Pessoal + BSC da Unidade de Negócios BSC Pessoal + BSC da Equipe de Trabalho BSC Pessoal + Plano de Desempenho Individual
  • 30. Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.brAgenda: Criação de Valor nas Organizações Gestão Estratégica Scorecards Organizacionais (BSCO) Scorecard de RH Mapa Estratégico de RH Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) Desenvolvimento de BSCP O CicloBSCP 
  • 31. amarildo@ufrj.br Modelo de Gestão Estratégica Gestão Estretégica deve envolver 5 Dimensões Melhoria Desenvolvimento Aprendizado
  • 32. amarildo@ufrj.br Alinhamento de Ambições O pontocentral é o alinhamentodaambiçãopessoalcom a ambiçãoorganizacionalcompartilhada BSCP BSCO AmbiçãoCompartilhada AmbiçãoPessoal Quantomaiora áerade interseção, melhor: Sensode direção Envolvimentointerior Satisfação Motivação Delegação Proatividade Responsabilidade Compromisso ConfiançaPERFORMANCE MAIS ALTA
  • 33. amarildo@ufrj.br Impactos Financeiros A faltade alinhamentoentre ambiçãopessoale ambiçãocompartilhadapoderesultaremperdasfinanceiros* Perdas estimadas em: U$ 13 bilhões Perdas estimadas em: U$ 32 bilhões Perdas estimadas em: Holanda Reino Unido Suécia EUA 1,6% PIB 1,0% PIB 0,6% PIB Perdas estimadas em: * Custos relacinados ao fraco desempenho e a perda de tempo dos gerentes
  • 34. amarildo@ufrj.br Compartilhamento de Objetivos Objetivandoo equilíbrioentre ambiçãopessoale ambiçãocompartilhadaé necessário várias reflexões Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal BSC Pessoal Missão Organizacional Visão Organizacional Valores Essenciais Organizacionais Fatores Críticos de Sucesso Organizacional Objetivos Organizacionais Indicadores de Desempenho e Metas Organizacionais Iniciativas de Melhoria Organizacional BSC Organizacional
  • 35. amarildo@ufrj.br Tópicos aos Gestores de RH Os Gestores de RH devem primeiro refletir para si mesmo sobre os seguintes temas: •A suaambiçãopessoaltem relação com a missão, visão e valores do negócio? •O que você quer ser nesta organização? •Você está motivado a buscar seus objetivos pessoais? •O que o motiva? O que o desmotiva? •A Cultura da organização atrapalha o seu crescimento? •Vocêtem problemaséticosno trabalho? Questões para reflexão:
  • 36. amarildo@ufrj.br Compreensão das Motivações Internas Nota-se umadisparidadeentre as percepçõesentre Operadores e Gerentes no quedizrespeitoas motivaçõesinternas. 1.TrabalhoInteressante 2.Apreciaçãocompletado trabalhofeito 3.Sensaçãode envolvimentono trabalho 4.Segurançano emprego 5.Bonssalários 6.Promoçãoe crescimentonaorganização 7.Boas condiçõesde trabalho 8.Lealdadepessoalparacom ostrabalhadores 9.Discretadisciplina 10.Ajudasolidáriacom problemaspessoas 1.BonsSalários 2.Segurançano emprego 3.Promoçãoe crescimentonaorganização 4.Boas condiçõesde trabalho 5.TrabalhoInteressante 6.Lealdadepessoalparacom ostrabalhadores 7.Discretadisciplina 8.Apreciaçãocompletado trabalhofeito 9.Ajudasolidáriacom problemaspessoais 10.Sensaçãode envolvimentono trabalho x Classificação dos Operadores Classificação dos Gerentes Pesquisa com Empresas Industriais nos EUA sobre os dez fatores de “recompensa pelo trabalho” para o trabalhador:
  • 37. Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.brAgenda: Criação de Valor nas Organizações Gestão Estratégica Scorecards Organizacionais (BSCO) Scorecard de RH Mapa Estratégico de RH Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) Desenvolvimento de BSCP O CicloBSCP 
  • 38. amarildo@ufrj.br Perspectivas Básicas do BSCP Essas4 perspectivasbásicasformamumaparte integral de suaambiçãopessoal. Perspectiva Interna (Saúde Física e Mental) Perspectiva Externa (Relacionamentos) Perspectiva do Conhecimento e Aprendizado Perspectiva Financeira (Atender Necessidades) Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal
  • 39. amarildo@ufrj.br Balance Scorecard Pessoal Os fatorescríticosde sucessofazema conexãoentre a AmbiçãoPessoal(Longo Prazo) e osobjetivose açõesde curtoprazo… Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal QUEM SOU EU? PARA ONDE VOU? QUE TIPO DE RELACIONAMENTO GOSTARIA DE TER COM OUTRAS PESSOAS? QUE FATORES ME FAZEM SER UMA PESSOA SINGULAR? QUE RESULTADOS EU DESEJO ATINGIR? COMO MEDIR MEUS RESULTADOS PESSOAIS? COMO PRETENDO ATINGIR ESSES RESULTADOS? Longo Prazo Curto Prazo
  • 40. amarildo@ufrj.br BSCP –Missão Pessoal Quemsoueu? Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal “Adeclaraçãodesuamissãopessoalabrangesuafilosofiadevidaeseusobjetivosdevida,indicandoquemvocêé,arazãodesuapresençaaquinaterra,seupropósitodevidaequaissãosuasaspiraçõesmaisprofundas.” “Quandovocêdescobriroâmagodesuanaturezaesaberrealmentequemé(suamissãopesoal),descobriráqueépossívelrealizartodosossonhos(suavisãopessoal).” HumbertRampasard Serviràsnecessidadesdahumanidadecomomelhordeminhashabilidades,paraconstruirorganizaçõesforteseviáveiseorientarpessoasnatrajetóriadeumavidasaudáveleprazerosa.
  • 41. amarildo@ufrj.br BSCP –Visão Pessoal Para ondevou? Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal “Adeclaraçãodesuavisãopessoalencerraumadescriçãodomodopeloqualvocêquerexecutarsuamissão;seusonhonolongoprazo.” “Suavisãopessoaldescreveaondevocêquerchegar,osvaloreseprincípiosqueoorientam,oquevocêrepresenta,oquevocêpretenderealizarnavida,oquevocêqueratingir,ascaracterísticasideaisaseremdesenvolvidas,suaatuaçãoidealnoempregoeoquevocêquerser.” HumbertRampasard Atuarsempreeesbanjaramor;Prestaratençãocontinuamenteparaotimizarodesenvolvimentoespiritual,oequilíbrioeemocionaleasaúdefísica.
  • 42. amarildo@ufrj.br BSCP –RelacionamentosPessoais Quetipode relacionamentogostariade tercom outraspessoas? Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal “Ospapéis-chavepessoaisdizemrespeitoaomodocomovocêdesejacumprirosdiversospapéisessenciaisemsuavidae,assim, realizarsuamissãoevisãopessoal.Quetipoderelacionamentovocêgostariadetercomseuscolegas,amigos,familiares, vizinhoseoutraspessoas?” HumbertRampasard Esposo(a):sermosfelizesjuntos,fazermoscoisasdivertidas, estimularmo-nosmutuamenteeapreciarmosesseprocesso. Filho(a):darereceberamordemeuspaiseaprenderdasabedoriaqueelestêmdavida. Gerente:ajudaracriaraorganizaçãoparaqualtrabalho,comsucessoe,pormeiodisso,serviràcomunidade.
  • 43. amarildo@ufrj.br Um exemplo.. Exemplode aplicaçãodo BSCP de uma pessoa •Desfrutar da liberdade de ajudar os outros e criar um mundo de amor e capacitação. Missão Pessoal •Conquistarorespeitodemeusclientes,pares,amigoseentesqueridos, •Continuarabuscardesafiosemmeutrabalho,aceitá-loseapreciaressaempreitada. •Ajudarasorganizaçõesaobteremsucesso. •Continuaradesenvolveraindamaisminhasaptidõesecompetênciaseaprendercontinuamente. •Nãoatuaremconflitocomminhaconsciência. •Continuaraaumentarminhaforçainterioremantê-laemequilíbriocomminhasaúdefísica. •Alcançarasegurançafinanceira. Visão Pessoal •Cônjuge: Cumprimento máximo do que é importante para minha esposa, baseado no amor, na confiança, no suporte e na verdade incondicional. •Pai: Ser um exemplo para meus filhos de modo que eles se tratem e às esposas em volta deles com respeito, e transmitir-lhes a habilidade de efetuar as escolhas corretas e tomar decisões. •Consultor: Competente, honesto, colaborador e compromissado. •Amigo: Dar e receber confiança. Relacionamentos Pessoais
  • 44. amarildo@ufrj.br BSCP –Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Os FCS pessoaisformama ponteentre a ambiçãopessoale osobjetivose açõesde curtoprazo… Missão Pessoal Visão Pessoal Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Relacionamentos Pessoais Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal Ambição Pessoal (Longo Prazo) Objetivos e Ações no Curto Prazo. Perspectiva Interna Perspectiva Externa Perspectiva do Conhecimento e Aprendizado Perspectiva Financeira
  • 45. amarildo@ufrj.br BSCP de Jack Johnson Os fatorescríticosde sucessodevemser idealizadosparacadaumadas perspectivasdo BSCP Perspectiva Interna Perspectiva Externa Perspectiva do Conhecimento e Aprendizado Perspectiva Financeira •Continuar a buscar desafios em meu trabalho •Aceitá-los e apreciar essa empreitada •Não atuar em conflito com minha consciência •Continuar a aumentar minha força interior e mantê- la em equilíbrio com minha saúde física Conquistar o respeito de meus clientes, pares, amigos e entes queridos Ajudar as organizações a obterem sucesso. Cumprimento máximo do que é importante param minha esposa Ser um exemplo para meus filhos •Continuar a aumentar meu conhecimento e minhas habilidades •Competente, honesto, colaborador e compromissado. •Valores mobiliários
  • 46. amarildo@ufrj.br BSCP –Curto Prazo A partirdacompreensãode suaambiçãoe dadefiniçãodos FCS, pode-se traçarum planode açãotangívelde curtoprazo… * Missão * Visão * Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso (FCSs) Pessoais * Objetivos Pessoais * Indicadores e Metas de Desempenho Pessoal * Iniciativas de Melhoria Pessoal FCS 1 FCS 2 FCS 3 FCS 3
  • 47. amarildo@ufrj.br BSCP –Objetivos Pessoais Que resultados pessoais mensuráveis quero atingir no curto prazo? Os objetivos pessoais descrevem o resultado pessoal a ser atingido para você realizar suas ambições pessoais. Essa última é objetivada no longo prazo. A quantificação dos objetivos será dada pelos indicadores de desempenho pessoal. Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal
  • 48. amarildo@ufrj.br BSCP –Objetivos Pessoais Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal •Praticar Esportes •Melhorar meu Ambiente de Trabalho Interna •Ampliar meu Networking •Ficar mais tempo com a Família Externa •Fazer uma Pós •Desenvolver-me em Liderança Melhoria e Aprendizado •Ganhar R$ por Mês •Comprar Apartamento Financeira
  • 49. amarildo@ufrj.br BSCP –Indicadores de Desempenho Pessoal Existemdiferentesexemplosde indicadoresde desempenhorelacionadosa cadaperspectiva… •Nível de inspiração •Nível de Tensão •Nível de risadas •Peso Corporal Interna •Nº atividades com os filhos •Nº de Amigos •Disponibilidade Externa •Nº de dias de estudo •Custos de treinamento Melhoria e Aprendizado •Rendas •Salário •Fluxo de Caixa Financeira Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal
  • 50. amarildo@ufrj.br BSCP –Iniciativa de Melhoria Pessoal Iniciativas são ações planejadas para facilitar o atingimento dos seus objetivos Missão Pessoal Visão Pessoal Relacionamentos Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal Pe Iniciativas Importantes Objetivos Pessoais Iniciativa 1 Iniciativa 2 Iniciativa 3 Iniciativa 4 Perspectivas Iniciativas F E I A
  • 51. Palestra: RH Estratégico amarildo@ufrj.brAgenda: Criação de Valor nas Organizações Gestão Estratégica Scorecards Organizacionais (BSCO) Scorecard de RH Mapa Estratégico de RH Balanced Scorecard Pessoal (BSCP) Desenvolvimento de BSCP O CicloBSCP 
  • 52. amarildo@ufrj.br BSCP –PDAC Melhora gradual da consciência satisfação, recreação, aprendizagem e criatividade PLAN (Planejar) •Formule e atualize seu BSCP, que foca em seu trabalho e em seu tempo livre •Aplique o exercício envolvendo respiração e silêncio DO (Fazer) •Inicie com um objetivo simples com a correspondente iniciativa de melhoria •Escolha uma pessoa de sua confiança •Seja compromissado e determinado na execução de sua iniciativa de melhoria •Peça Feed-back ACT (Agir) •Confira se a iniciativa de melhoria está dando certo e aja em caso contrário •Avalie os resultados •Desenvolva suas aptidões para atingir os obejtivos selecionados CHALLENGE (Desafiar) •… Aceite desafios maiores selecionando um objetivo mais difícil e a correspondente iniciativa de melhoria de seu BSCP e se esforce nessa empreitada •Opte por um objetiv mais difícil em linha com a melhora de suas habilidades, com propósito e coragem, quando a atual iniciativa de melhoria começar a ficar maçante CicloPlan, Do, Act and Challenge…
  • 53. amarildo@ufrj.br Ciclo BSCP Perspectiva Interna Perspectiva Externa Perspectiva do Conhecimento e Aprendizado Perspectiva Financeira Missão Pessoal Visão Pessoal Papéis-chave Pessoais Fatores Críticos de Sucesso Pessoal Objetivos Pessoais Indicadores de Desempenho e Metas Pessoais Iniciativas de Melhoria Pessoal Comunicaçãoe Interligação Desafiar Planejar Fazer Agir Desafiar Planejar Fazer Agir Melhoria Pessoal Contínua Melhoria Contínua do Processo Desenvolvimentode Competências Planejamentode Resultados Coaching Avaliação Desenvolvimentoe Aprendizado Melhoria BSCO BSCP Formulação “A excelênciaé um atoconquistadopelotreinamentoe pelohábito(…) Excelência, portanto, nãoé um ato, massimum hábito” Aristóteles
  • 54. amarildo@ufrj.br Gestão Integrada “A diferençaentre o queestamosfazendoe o quesomoscapazesde fazerresolveriaa maioriados problemasmundiais.” Mahatma Ghandi BSCO Alinhamento de Ambições BSCP Gestão de Competências Implementação do BSCP com base no PDAC Auto aprendizado, autogestão, autocoaching para gerentes e funcionários Aumento gradual do conhecimento, satisfação, diversão e criatividade, baseado no Plan-Do-Act-Chalenge Elaborar o Balanced Scorecard Organizacional e as Cascatas até as Unidades de Negócio, Departamentos, Equipes de Trabalho e Planos de Desemoenho Individual Alinhar a Ambição Pessoal com a Ambição Compartilhada para estimular o envolvimento interior e realizar a “melhor sintonia” entre os funcionários e a organização Gerir e utilizar efetivamente os talentos dentro das organizações e criar capital humano