DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG
05 de Novembro de 2010
Informações
...
DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010
1. Justific...
DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010
Considerand...
DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010
O Município...
DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010
 Específic...
DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010
Tema/Estaçã...
DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010
5. Resultad...
DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010
A avaliação...
DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010
7. Empresas...
DIA DE CAMPO
TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE
São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010
7. Empresas...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Divulgação dia de campo Tucaninha 2010

624 visualizações

Publicada em

Divulgação dia de campo Tucaninha 2010

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
624
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Divulgação dia de campo Tucaninha 2010

  1. 1. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG 05 de Novembro de 2010 Informações Conteúdo Conteúdo................................................................................................................................1 1.Justificativa..........................................................................................................................2 2.Objetivos.............................................................................................................................4 3.Programação......................................................................................................................5 4.Infraestrutura.......................................................................................................................6 5.Resultados..........................................................................................................................7 6.Organização........................................................................................................................8 7.Empresas Patrocinadoras..................................................................................................9 8.Referências.........................................................................................................................9 Realização:
  2. 2. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010 1. Justificativa Em 2008 o Brasil possuía 5566 municípios, dos quais, 5498 produzem leite, ou seja, apenas 68 municípios brasileiros não produzem leite, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Presente em todos os estados brasileiros e Distrito Federal, a pecuária leiteira possui um importante aspecto social na geração de trabalho e renda em todo o território nacional, adequando-se as adversidades climáticas e sociais impostas pela extensão continental de nosso País. Dentre os estados, Minas Gerais destaca-se no cenário lácteo nacional como maior produtor nas últimas décadas. De seus 853 municípios, a pecuária leiteira está presente em 850 deles (IBGE, 2010, base de dados de 2008). De acordo com a Embrapa Gado de Leite (CNPGL, 2002), o País tem, acima de um milhão e cem mil propriedades que exploram leite, ocupando diretamente 3,6 milhões de pessoas; o agronegócio do leite é responsável por 40% dos postos de trabalho no meio rural. Nos anos 70, o Brasil produziu em média 8,1 bilhões de litros de leite por ano. Segundo dados do site Milkpoint (2010), o Brasil produziu 14.484 milhões de litros de leite no ano de 1990, 27.579 milhões de litros de leite em 2008, um aumento de 5,5% em relação a 2007, e as projeções eram para 2009 e 2010 eram para 28.795 e 30.235 milhões de litros de leite respectivamente (Milkpoint, 2010), com 21,1 milhões de vacas (CNA, 2009).. Apesar do avanço quantitativo da produção, tanques de expansão, inexistentes em algumas regiões longínquas, contrapõem com a grande adoção dos mesmos nas principais bacias leiteiras. Encontramos ainda ordenha manual e ordenha automatizada. Embora a média de produtividade nacional não tenha aumentado muito nos últimos anos (Gomes, 2006), são inúmeras as fazendas com índices de produção e tecnologia comparáveis a países como Estados Unidos, Holanda e Nova Zelândia. Outro dado antagônico ao crescimento da produção, mas que chama a atenção pelos aspectos sociais envolvidos, é que segundo os censos agropecuários de 1996 e 2006, realizados pelo IBGE, houve uma redução de 25% no número de produtores de leite no País, evidenciando que os produtores que persistem na atividade estão passando por transformações que permitem a sobrevivência e crescimento neste contexto de incertezas, mudanças estas tecnológicas e culturais. Quanto aos principais estados produtores de leite, segundo dados disponibilizados pela Embrapa Gado de Leite, Minas Gerais continua com uma produção de leite crescente e ocupando a primeira posição entre os estados brasileiros, com produção anual de 7,3 bilhões de litros em 2007, representando 27,84% da produção nacional, seguido pelos estados do Rio Grande do Sul (2ª. Posição com 11%), Paraná e Goiás na 3ª. Posição com 10%, Santa Catarina com 7% e São Paulo em quinto com 6%. Dos 100 municípios com maior produção de leite do Brasil, 40 são mineiros. O levantamento realizado pelo site MilkPoint, o Top 100 MilkPoint – Base 2009, aponta que dos 100 maiores produtores de leite, 45 são mineiros, sendo 3 deles do município de São João Batista do Glória. Das 18 fazendas que entraram no ranking em 2009 (base 2008), 12 são mineiras, sinalizando o crescimento da atividade no estado. Página 2
  3. 3. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010 Considerando um raio de 70 km a partir de São João Batista do Glória, encontramos 7 produtores constantes no Ranking Top 100, com suas propriedades localizadas nos municípios mineiros de Alpinópolis, Boa Esperança, Carmo do Rio Claro e Passos. Juntos estes 7 produtores foram responsáveis pela produção de 26.008.120 litros de leite em 2009, com uma média diária de 10.179 litros de leite/produtor. Estes números evidenciam a importância social e econômica da produção leiteira para o País, para Minas Gerais, para a Região Sudoeste do Estado de Minas Gerais e para o município de São João Batista do Glória. Segundo dados do IBGE, em 2008 o município de São João Batista do Glória produziu 28.444.000 litros de leite, ocupando a 52ª. posição no ranking estadual de produção leiteira, e a 131ª. maior produção Brasileira. Porém, ao considerarmos os indicadores quantitativos, apresentados nas tabelas a seguir, considerando que o município possui metade de sua área por um relevo montanhoso, no qual não se explora a atividade leiteira, este número chama a atenção mais ainda, pois sua alta produtividade é fruto de muita tecnologia. Por exemplo, em produtividade, ocupa a 21ª. posição com 2.691,01 litros de leite por vaca/ano, 37% superior à produtividade estadual de 1.964 litros/vaca/ano. Tabela 1: Distribuição do número de produtores e suas produções de leite, segundo estratos de produção de leite, em percentagem: Produção diária Unid. 2009 Minas Gerais Até 50 litros % 7,37 44,00 de 51 a 200 % 39,48 35,40 de 201 a 500 % 32,63 14,00 de 501 a 1000 % 10,00 4,00 Acima de 1000 % 10,52 2,60 Total Produtores % 100,00 100,00 Fonte: Diagnóstico da Pecuária Leiteira em Minas Gerais, Gomes (2006), Godinho (2010). Seu sistema de produção vem despertando a atenção de instituições de ensino, de empresas fornecedoras de insumos para a produção leiteira, e de turistas interessados em conhecer um pouco mais sobre a produção de leite. Em novembro de 2009, o segundo Dia de Campo promovido pela Agropecuária Tucaninha atraiu 206 participantes, oriundos de 33 diferentes municípios. Tabela 2: Produção anual de leite por área utilizada pela atividade leiteira, segundo estratos de produção: Estratos de produção Unidade Produção anual/área Município Minas Gerais Até 50 l/ha 654,77 484,98 51 a 100 l/ha 2069,33 771,67 101 a 200 l/ha 5326,98 201 a 500 l/ha 6742,06 1230,73 501 a 1000 l/ha 10988,93 1955,25 Acima de 1000 l/ha 11457,16 2231,16 Média l/ha 8888,34 1188,46 Fonte: Godinho (2010) e Diagnóstico da Pecuária Leiteira em Minas Gerais Página 3
  4. 4. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010 O Município de São João Batista do Glória, possui uma localização privilegiada que conta com a tranqüilidade do Parque Nacional da Serra da Canastra e ao mesmo tempo pouco distante de municípios que se destacam pela sua população e concentração de produtores rurais, como Passos/MG (110.000 hab, distante 14 km), São Sebastião do Paraiso/MG (60.000 km, distante 70 km), Franca/SP (319.000 hab, dist. 125 km), Ribeirão Preto/SP (547.000 hab, dist. 185 km), Alfenas/MG (71.000 hab, dist. 155 km), que somadas às cidades distantes até 50 km do município, perfazem um total estimado de 1,5 milhão de habitantes. Não há como falarmos em profissionalização da atividade leiteira sem a abordagem da capacitação das pessoas envolvidas nela, assim como a adequação de tecnologias de produção às realidades específicas de cada propriedade. Embora os meios de comunicação como televisão, rádio, revistas e internet possuam um importante papel na disseminação de tecnologias, essa disseminação em massa não elimina a necessidade de disseminações mais personalizadas por meio de visitas técnicas e até mesmo por benchmark, prática que vem sendo amplamente adota no meio empresarial. Neste sentido, os Dias de Campo tornam-se uma forma de disseminação tecnológica fundamentada em conceitos acadêmicos e visualizada na prática, haja visto que o adulto assimila melhor aquilo que vê uma aplicabilidade de imediato e que estabeleça conexões com seus conceitos já adquiridos. A realização de um Dia de Campo sobre Temas Estratégicos para a Produção Leiteira, proporcionará o acesso a tecnologias essenciais para a atividade, visto de uma forma teórica, associado a prática, o que permitirá um processo de aprendizagem mais eficaz. Por fim, a disseminação de tecnologias vai além das fronteiras municipais e áreas de atuação dos laticínios, haja visto a grande rotatividade dos produtores quanto ao fornecimento do leite aos laticínios, sendo interesse geral a melhoria dos sistemas de produção e principalmente, a qualidade do leite, que resultará em produtos finais com melhor qualidade intrínseca e de segurança alimentar. Diante dos motivos expostos, o 3° Dia de Campo sobre Temas Estratégicos para a Produção Leiteira, tem por objetivo Disseminar tecnologias estratégicas para a produção leiteira, influenciando na capacitação de produtores, técnicos e funcionários, visando a transformação dos sistemas de produção leiteira na busca de sua eficiência técnica e econômica, aproximando os elos integrantes da cadeia do agronegócio leite. 2. Objetivos  Gerais: Disseminar tecnologias estratégicas para a produção leiteira, influenciando na capacitação de produtores, técnicos e funcionários, visando a transformação dos sistemas de produção leiteira na busca de sua eficiência técnica e econômica, aproximando os elos integrantes da cadeia do agronegócio leite. Página 4
  5. 5. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010  Específicos: i. Difundir conceitos relevantes para a eficácia dos sistemas de produçãoleiteira; ii. Aproximar empresas ofertantes de produtos da linha agrícola e animal, e seus clientes atuais e potenciais; iii. Difundir resultados obtidos na Agropecuária Tucaninha por meio de parcerias técnica/comercial; 3. Programação Programação: 07:00 – 08:00 – Inscrições 08:00 – 09:00 – Palestra Magna 09:00 – 13:00 – Palestras nas Estações de Campo (11:00-Milkbreak) 13:00 – 19:00 – Clinicas Tecnológicas 13:00 – 15:00 – Visita aos stands 15:00 – 17:00 – Visita ao sistema de produção da Agropecuária Tucaninha e stands Palestra de Abertura: Realidade e Perspectiva da Produção de Leite no Brasil Palestrante: Sebastião Teixeira Gomes Doutor em Economia – USP, Mestre em Extensão Rural – UFV, Engenheiro Agrônomo – UFV, Professor titular da Universidade Federal de Viçosa, Autor de seis livros sobre a economia do agronegócio leite, Consultor sobre a economia do agronegócio leite para Confederação Nacional da Agricultura – CNA, Confederação Brasileira de Cooperativas de Laticínios – CBCL, EMBRAPA Gado de Leite, Federações da Agricultura dos Estados de Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro, Cooperativa Central de Produtores Rurais de Minas Gerais – ITAMBÉ, Associação Brasileira dos Produtores de Leite – Leite Brasil, Sebrae-MG, Sebrae-RO, Sebrae-TO, Sebrae-GO, Sebrae-BA e Sebrae-RJ, Autor do Diagnóstico da cadeia produtiva do leite nos estados de Minas Gerais, Rondônia, Goiás, Nordeste, Rio de Janeiro, Tocantins e Minas Gerais, Coordenador geral do Programa de Desenvolvimento da Pecuária de Leite da Região de Viçosa-PDPL-RV e Consultor temático do Projeto Educampo Leite do Sebrae-MG. Tema/Estação Palestrante 1. Porquê utilizar inoculantes em silagem? - Maria Regina Ferretto Flores - Diretora técnica da Kera Nutrição Animal - Enóloga e Engenheira de Alimentos com ênfase na indústria de alimentos 2. Aumento da produtividade leiteira: impactos ambientais e econômicos Ana Paula Vilela Zootecnista Promotora técnica Lactotropin - Sul e Sudoeste de MG Elanco Saúde Animal 3. Qualidade do leite Cristiano Mássimo Gerente Regional - GEA Farm Services Medico Veterinario 4. Conforto Animal, uma Helio Vaz Rezende Página 5
  6. 6. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010 Tema/Estação Palestrante questão de Produção e Reprodução Médico Veterinário Gerente Tecnico ABS Pecplan 5. Como Melhorar a Eficiencia Reprodutiva em Gado de Alta Produção Luiz Henrique Celani Laboratórios Pfizer Ltda Med. Vet. - Bov Leite MG/SP 6. Estratégias de alimentação de vacas em lactação Mara Regina Barzon Strazza Zootecnista, Especialista em Produção Leiteira e Nutrição de Ruminantes, responsável Técnica pela Fábrica de Rações Radar 7. Nutrição no Milho Ms Fernando Fonseca Desenvolvimento Técnico de Micronutrientes – Agroplanta 8. Rotação de Milho e Soja Agronomo codetec – Rodrigo Faria Brito 9. Portifólio Sementes Agroceres, posicionamento de hibridos para Silagem e Grãos. Eng. Agronômo Paulo Eduardo Lavagnoli Eng. Agronômo Vagner Pieve Cardoso. 10.Tratamento de sementes cruiser Fábio Rocha, Eng. Agrônomo Syngenta Obs: A programação ocorrerá independente da ocorrência de chuvas Clínicas Tecnológicas – SEBRAE MG. Temas: - Alimentação e nutrição de gado de leite; - Custo de produção de leite; - Manejo reprodutivo do rebanho leiteiro; (os temas acontecerão simultaneamente, 3 vezes) Horários 13:00 – 15:00 15:00 - 17:00 17:00 – 19:00 Vagas limitadas para as Clínicas (12 Vagas cada, R$10,00 a inscrição para cada clínica) 4. Infraestrutura Página 6
  7. 7. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010 5. Resultados Em Novembro de 2009, por ocasião do segundo Dia de Campo promovido pela Agropecuária Tucaninha, o perfil do público foi: Gráfico: Perfil do Público visitante do evento Quanto a satisfação dos visitantes, 100% dos entrevistados responderam positivamente quando interrogados se participariam novamente de um evento organizado pela Agropecuária Tucaninha. Gráfico: Satisfação dos Visitantes quanto aos temas das palestras e satisfação geral com o Dia de Campo. Página 7
  8. 8. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010 A avaliação foi positiva também entre as empresas participantes do Dia de Campo. Embora o questionário não tenha sido aplicado com todas as empresas participantes (14), o número de respostas obtidas (11) podemos considerar representativo. Fundamentado nos eventos similares ocorridos recentemente e no evento de novembro/2009, estima-se que 200 a 400 pessoas compareçam (visão pessimista/otimista), entre produtores de leite, técnicos de campo e funcionários de propriedades envolvidas na produção leiteira. Um aspecto facilitador, é que será o primeiro evento que realizamos após a inauguração da Ponte sobre o Rio Grande, o que facilita o acesso à fazenda. 6. Organização A organização geral do evento ficará sob a responsabilidade de Ricardo Ferreira Godinho, sócio da Agropecuária Tucaninha, responsável pela Unidade de Capacitação e Desenvolvimento. Contatos: e-mail: ricardogodinho@uol.com.br Celular: 35 9996-5620 Informações: Dia de Campo: 35 9981-7532 – e-mail: agropecuariatucaninha@yahoo.com.br Hospedagem: Agência Quilombo Turismo - 35 3524-1331 / e-mail: quilombo@quilomboturismo.com.br Página 8
  9. 9. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010 7. Empresas Patrocinadoras 8. Referências ___ http://www.cnpgl.embrapa.br/nova/informacoes/estatisticas/producao/tabela0241.php, Acesso em 06/11/09. ___ Agropecuária Brasileira: uma visão geral. Apresentação Superintendência Técnica. Confederação Nacional da Agricultura - CNA, Fevereiro 2009. GOMES, S.T. Diagnóstico da pecuária leiteira do Estado de Minas Gerais, 2005: relatório de pesquisa. – Belo Horizonte: FAEMG, 2006. GODINHO, R.F. Gestão Empresarial em Sistemas de Produção de Leite na Microregião de São João Batista do Glória/MG. Dissertação de Mestrado. Universidade Camilo Castelo Branco – Descalvado – SP, 2010. ___ IBGE, 2010. Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br. ___ http://www.milkpoint.com.br/top100/final/, acesso em 06/11/09 ___ http://www.milkpoint.com.br/estatisticas, acesso em 23/01/09 Página 9
  10. 10. DIA DE CAMPO TEMAS ESTRATÉGICOS PARA A PRODUÇÃO DE LEITE São João Batista do Glória/MG, 05 de Novembro de 2010 7. Empresas Patrocinadoras 8. Referências ___ http://www.cnpgl.embrapa.br/nova/informacoes/estatisticas/producao/tabela0241.php, Acesso em 06/11/09. ___ Agropecuária Brasileira: uma visão geral. Apresentação Superintendência Técnica. Confederação Nacional da Agricultura - CNA, Fevereiro 2009. GOMES, S.T. Diagnóstico da pecuária leiteira do Estado de Minas Gerais, 2005: relatório de pesquisa. – Belo Horizonte: FAEMG, 2006. GODINHO, R.F. Gestão Empresarial em Sistemas de Produção de Leite na Microregião de São João Batista do Glória/MG. Dissertação de Mestrado. Universidade Camilo Castelo Branco – Descalvado – SP, 2010. ___ IBGE, 2010. Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br. ___ http://www.milkpoint.com.br/top100/final/, acesso em 06/11/09 ___ http://www.milkpoint.com.br/estatisticas, acesso em 23/01/09 Página 9

×