12º Simpovidro - Palestra de Paulo Rabello de Castro

304 visualizações

Publicada em

Veja o que foi apresentado na palestra de Paulo Rabello de Castro, "Panorama econômico e postura das empresas para enfrentar a crise", durante o 12º Simpovidro, realizado no Vila Galé Marés, na praia da Guarajuba, Bahia.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
304
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

12º Simpovidro - Palestra de Paulo Rabello de Castro

  1. 1. 26 . NOVEMBRO . 201526 . NOVEMBRO . 201526 . NOVEMBRO . 201526 . NOVEMBRO . 2015 Paulo Rabello de CastroPaulo Rabello de CastroPaulo Rabello de CastroPaulo Rabello de Castro
  2. 2. 2 O Cisne Negro • ChinaChinaChinaChina “em“em“em“em chamas”chamas”chamas”chamas” O Cisne Cinza • JuroJuroJuroJuro americanoamericanoamericanoamericano O Cisne Branco • Petróleo a US$ 40 / b “Os Azares de 2016”“Os Azares de 2016”“Os Azares de 2016”“Os Azares de 2016”
  3. 3. 3 Commodities na mínima históricaCommodities na mínima históricaCommodities na mínima históricaCommodities na mínima histórica Fonte: Bloomberg -80 -40 0 40 80 120 160 200 jan/90 jan/93 jan/96 jan/99 jan/02 jan/05 jan/08 jan/11 jan/14 Índice de Commodities: variação sobre a média do Índice "CRB" Recessão 1991 Crise asiática Grande Recessão 2009 Média CRB 1990 - 2015 257 pontos Média CRB 1990 - 2003 Pontos Nov/15
  4. 4. 4 Commodities determinam PIBCommodities determinam PIBCommodities determinam PIBCommodities determinam PIB Fonte: Bloomberg e Banco Central. Elaboração: RC Consultores -50% -40% -30% -20% -10% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 2,5% 5,0% 7,5% 10,0% 12,5% 15,0% 17,5% 20,0% jan/02 jan/04 jan/06 jan/08 jan/10 jan/12 jan/14 PIB Nominal - Mensal Índice RC de Commodities Variação sobre igual mês do ano anterior (t/t-12)
  5. 5. 5 Em que ponto estamos?Em que ponto estamos?Em que ponto estamos?Em que ponto estamos? • Custo financeiro explosivo • Desgoverno em alta • Arrecadação em baixa • Consumidores em fuga
  6. 6. 6 Fonte: IBGE Projeção: RC Consultores -4,00 -6 -4 -2 0 2 4 6 8 10 12 jan/10 jan/11 jan/12 jan/13 jan/14 jan/15 Variação acumulada em 12 meses (%) A bolha varejista murchouA bolha varejista murchouA bolha varejista murchouA bolha varejista murchou Volume real de vendas no comércio varejista
  7. 7. Fonte: MTE EMPREGO FORMAL BRASIL Evolução anual ...Mais de 1,5 MILHÃO de empregos irão desaparecer! em 2015... milhões
  8. 8. Fonte: IBGE. Brasil: seis maiores regiões metropolitanas. (P) Projeção RC Consultores 30 35 40 45 50 55 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 P 2016 P Massa Real de Rendimentos Evolução anual (R$ bi/mês) + 2,0% + 4,9% + 3,5% + 6,7% - 5,0% + 8,2% - 4,0% Rendimentos em queda até 2017Rendimentos em queda até 2017Rendimentos em queda até 2017Rendimentos em queda até 2017 8
  9. 9. 9Fonte: IBGE. Brasil: produçãoBrasil: produçãoBrasil: produçãoBrasil: produção iiiinnnndddduuuussssttttrrrriiiiaaaallll Nível de produção já inferior ao de 2009Nível de produção já inferior ao de 2009Nível de produção já inferior ao de 2009Nível de produção já inferior ao de 2009 -8 -6 -4 -2 0 2 4 6 8 10 12 jan/10 jan/11 jan/12 jan/13 jan/14 jan/15 jan/16 Produção Industrial - Índice Geral Variação acumulada em 12 meses (%) Projeção
  10. 10. 10 EEEESTOQUESTOQUESTOQUESTOQUE DEDEDEDE CCCCRÉDITORÉDITORÉDITORÉDITO SETEMBROSETEMBROSETEMBROSETEMBRO / 2015/ 2015/ 2015/ 2015 Fonte: Bacen 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40% 45% mar/08 mar/09 mar/10 mar/11 mar/12 mar/13 mar/14 mar/15 Saldo Total Livres Direcionados + 13,8% + 4,9% + 9,1% Set / 15Saldo de Crédito (Total, Livre e Direcionado) - Var. YoY
  11. 11. 11 Onde estaremos em 2016?Onde estaremos em 2016?Onde estaremos em 2016?Onde estaremos em 2016? • Inflação resistente • Desemprego explosivo • Inadimplência explosiva • Retração máxima
  12. 12. Câmbio: Cenário até Dez.16 Fonte: Bacen. Projeção: RC Consultores. (*) Média ponderada dos três cenários básicos.
  13. 13. 1313 Fonte: Banco Central CâmbioCâmbioCâmbioCâmbio voltou a ser competitivovoltou a ser competitivovoltou a ser competitivovoltou a ser competitivo 40 60 80 100 120 140 160 180 jan-88 jan-91 jan-94 jan-97 jan-00 jan-03 jan-06 jan-09 jan-12 jan-15 Índice da taxa de câmbio efetiva real (IPCA - Base = Jul94) Out / 15
  14. 14. Fonte: FIESP e BACEN 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 110 jan/03 jan/05 jan/07 jan/09 jan/11 jan/13 jan/15 ReIação Salário / Câmbio na Indústria Paulista Razão entre o Salário Nominal calculado pela Fiesp e a Taxa de Câmbio Nominal (R$/US$) Elaboração: RC Consultores Corretivo ' Mitigado Explosivo Ponderado R$ 3,20 RelaçãoRelaçãoRelaçãoRelação SalárioSalárioSalárioSalário////CâmbioCâmbioCâmbioCâmbio
  15. 15. 15 Mercado de VidrosMercado de VidrosMercado de VidrosMercado de Vidros • Consumo Interno continuará em queda (+ Juros - Renda + Desemprego) • Boa notícia do mercado externo 2015-16
  16. 16. 16 De onde vem oDe onde vem oDe onde vem oDe onde vem o ““““Problema BrasileiroProblema BrasileiroProblema BrasileiroProblema Brasileiro”?”?”?”?
  17. 17. 80 180 280 380 480 580 680 780 880 980 97 98 99 00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 Evolução das receitas líquidas* e despesas primárias do Governo Central Índice Nominal (Base 1997=100) PIB + 11% a.a Despesas + 13,3% a.a Receitas + 13% a.a Governo cresce acima do PIBGoverno cresce acima do PIBGoverno cresce acima do PIBGoverno cresce acima do PIB Fonte: Resultado do Tesouro Nacional. (*) Receitas líquidas de tranferências a Estados e Municípios. ELABORAÇÃO: RC Consultores.
  18. 18. Custo FinanceiroCusto FinanceiroCusto FinanceiroCusto Financeiro EEEExplosivoxplosivoxplosivoxplosivo Fonte: BACEN. Projeção: RC Consultores. 70,9 56,1 66,6 63,0 60,3 93,0 124,5 180,6 147,3 185,8 251,1 437,0 195,4 236,7 213,9 248,9 311,4 530,0 2010 2011 2012 2013 2014 2015 P Encargos da Dívida Pública - Setor Público (R$ bilhões) Total - Setor Público Consolidado Governo Central Governos Regionais >21 Copas do Mundo ...por ano!
  19. 19. FONTE: OCDE e FMI. Dados referentes a 2014. Elaboração: RC Consultores. -1 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 20 40 60 80 100 120 140 160 180 Dívida Bruta (% PIB) Encargos financeiros (% PIB) Grécia ItáliaPortugal IslândiaHUN Israel BEL IRL EUA UK ESP França Alemanha Polônia Áustria HOL NZL DNK CAN SUI AUS SuéciaLuxemburgo Brasil 2014 Coreiado Sul Brasil 2015 Brasil 2013 Relação entre dívida pública eRelação entre dívida pública eRelação entre dívida pública eRelação entre dívida pública e seus encargos (% PIB), por Paísseus encargos (% PIB), por Paísseus encargos (% PIB), por Paísseus encargos (% PIB), por País
  20. 20. 20 Qual a reação da sociedade?Qual a reação da sociedade?Qual a reação da sociedade?Qual a reação da sociedade? Dos políticos?Dos políticos?Dos políticos?Dos políticos?
  21. 21. 1) Mudança do balanço monetário-fiscal Rigidez orçamentária e flexibilidade monetária 2) Lei de Controle Orçamentário (LCO) Emergencial: Limitador de Despesas (corte linear) Estrutural: OBZ Financeira (redução do custo da dívida) Plurianual: Programação até 2022 3) Conselho de Gestão Fiscal Âmbito nacional. Vigilância do gasto e da carga tributária Programa nacional de Eficiência Agenda de SuperaçãoAgenda de SuperaçãoAgenda de SuperaçãoAgenda de Superação –––– Parte IParte IParte IParte I AAAAções Imediatasções Imediatasções Imediatasções Imediatas
  22. 22. 4) Revisão Condicionada das Dívidas Federativas Choque de Gestão estadual Leis de Eficiência e criação de Entes Fiscais da Sociedade Programa de Investimento Acelerado (PAI) 5) Plano Real dos Impostos Simplificação radical da arrecadação Mínimo impacto distributivo ("não há perdedores") Aprovação imediata; implantação gradual Agenda de SuperaçãoAgenda de SuperaçãoAgenda de SuperaçãoAgenda de Superação
  23. 23. IR+CSLLIR+CSLLIR+CSLLIR+CSLL NãoNãoNãoNão CompartilhadoCompartilhadoCompartilhadoCompartilhado ICMS NACIONAL SimplificaçãoSimplificaçãoSimplificaçãoSimplificação PropostaPropostaPropostaProposta ICMS IPI Cofins PIS CIDE CSLL IRPF IRPJ CPP TributosTributosTributosTributos sociaissociaissociaissociais FederaisFederaisFederaisFederais URV FISCAL TRIBUTOSTRIBUTOSTRIBUTOSTRIBUTOS FEDERAISFEDERAISFEDERAISFEDERAIS CompartilhadosCompartilhadosCompartilhadosCompartilhados NCNCNCNC (Nacional Compartilhado) NOVO IRNOVO IRNOVO IRNOVO IR NCNCNCNC CONSELHO DE GESTÃO FISCAL PLS 141/2014 ANO 1 ANO 2 ANO 3 ANO 4 27 legislações ONDA
  24. 24. A RC Consultores elaborou este informativo com dados disponíveis até 24 / 11 / 2015. Apesar de cuidar da exatidão desses dados, a RC Consultores não se responsabiliza pela total precisão das informações que poderão, eventualmente, estar incompletas e / ou resumidas. A RC Consultores também não se responsabiliza por qualquer operação que venha a ser feita considerando os prognósticos sobre o comportamento dos ativos / indicadores aqui mencionados.

×