Abílio Cardoso Teixeira | Mestre Ciências da Enfermagem |Pós-Graduado em Gestão
SCI1: CHP – HSA | Coordenador do Grupo de ...
Caro espetador, queira
desligar o telemóvel e
fazer silêncio…
‘Beauty is in the eye of the beer holder’:
People who think they are drunk also think
they are attractive
INVESTIGAÇÃO
CIÊNCIA
Incorpora, na prática, os
resultados da investigação
válidos e relevantes, assim
como outras evidências.
Enfermagem
INVESTIGAÇÃO
• Experiência vivida pelas pessoas no domínio da saúde
• Intervenção clínica de enfermagem
• Exploração de conceit...
No entanto:
2011
Os enfermeiros concebem, realizam, promovem e participam
em trabalhos de investigação que visem o progresso da
enfermage...
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
Implementação de
protocolos?
A importância do enfermeiro na desabituação da
VM
Enfermeiro de reabilitação no desm
Indicado...
Em Cuidados
Intensivos:
178 atividades por cliente, diariamente;
um erro severo ou potencial ocorre, em média, duas
vezes por dia
(Donchin, 1995 c...
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
Até dezembro de 2013: “Enfermagem” AND “Cuidados Intensivos”, sem limite
temporal
25 estudos
• 72%: perspetiva/perceção do...
122 artigos
• dois, com origem em Portugal;
• desses, um deles refere-se a cuidados diretos ao cliente.
Até dezembro de 20...
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
Ducci, A.j., Krokoscz, D.V., Bento, S.C., Padilha, K.G., Kimura, M., &
Miyadahira, A.M. (2007). Produção científica de enf...
3464
artigos publicados
2,8%:
“Cuidados
Intensivos”
23,7%:
atuação profissional
4,2%:
procedimentos e
diagnósticos de
enfe...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Blackwood, B., Albarran, J.W., & Latour, J.M. (2011). Research
priorities of adult intensive care nurses in 20 European co...
Conhecimento centrado nas biotecnologias
Tecnologias da informação e comunicação
Ser humano como cyborg
Investigação de En...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
E agora?
…alguns
exemplos
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Caraterização da realidade
Medidas a adotar
trabalho em equipa
Prognóstico
Planeamento das atitudes terapêuticas
Importânc...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Identificação dos diagnósticos mais comuns
Prática
Ensino (direcionar ensino)
Importância?
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Adoção de estratégias de ensino capazes de otimizar a prática
Base para futuros estudos
Importância?
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Caraterização da realidade
Adoção de estratégias de capazes de otimizar a prática
Base para futuros estudos
Importância?
A...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.c...
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
Importância?
Desenvolvimento de instrumentos ca...
No
entanto:
Prática Baseada
na Evidência
Rauen et al. (2008)Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
(Prática Baseada na Evidênci...
Evidência?...
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
Prática baseada na evidência não é novo: é o qu...
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
PBE: “uso consciente, explícito e criterioso da...
Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
(Prática Baseada na Evidência)
0. Reflexão sobr...
CONCLUINDO
Investigação em Enfermagem é importante e imprescendível;
Toda a prática deve ser baseada na evidência
Competências de inv...
Dever-se-ão adotar as medidas evidenciadas pela investigação,
monitorizando os resultados
Passagem da investigação em cont...
Claro que
Acreditar em
100% da prática
baseada em
pesquisa é
ingénuo e irreal
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Ciclo de investigação em cuidados intensivos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ciclo de investigação em cuidados intensivos

435 visualizações

Publicada em

Mesa redonda: Investigação em UCI - Complexidade possível?
Congresso: II Congresso Internacional de Cuidados Intensivos e Unidades Intermédias do Centro Hospitalar do Porto
Local: Matosinhos

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
435
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Não é assustadora… nem um caminho para se traçar sozinho
  • Não é uma história interminável (O filme tem duração de 87 horas: três dias e 15 horas).
  • Não é uma triologia… apesar de por vezes aguardarmos pela continuidade
  • Não pode ser uma história de terror…
  • Nem ficção científica
  • Our results showed that when people drink alcohol, they evaluate themselves as more attractive (or at least, less unattractive), but this self-perception appears to be an illusion.
  • E como a Enfermagem é uma ciência, a OE diz-nos que:
  • Assim, Enfermagem e…
  • …investigação estão intrinsecamente ligadas
  • É recomendado estudos, nos seguintes domínios:
    - Experiência vivida pelas pessoas no domínio da saúde – onde foram incluídos título que expressam claramente que o objecto de estudo é a compreensão da experiência vivida como essencial para a intervenção de enfermagem
    - Intervenção clínica de enfermagem - onde estão incluídos títulos que dão ênfase à apreciação e diagnóstico das respostas das pessoas a situações vividas, às acções das enfermeiras e/ou resultados para o bem estar da pessoa/grupo.
    - Exploração de conceitos estruturantes da disciplina de enfermagem - inclui estudos aparentemente centrados no conceito em si
    - Gestão de cuidados - inclui resultados em saúde, controlo da qualidade, sistemas de informação, liderança, organização do trabalho.
    - Educação em Enfermagem – inclui estudos que abordam questões do processo ensino-aprendizagem.
  • Desses estudos, advêm ganhos para o cliente, para o profissional e para a disciplina
  • Serão desculpas esfarrapadas?
  • clarifica conceitos, procede à caracterização dos cuidados de enfermagem, especifica a competência dos profissionais legalmente habilitados a prestá-los e define a responsabilidade, os direitos e os deveres dos mesmos profissionais, evitando equivocos
  • Considerado acessório, lixo…que serve apenas para alguns.
  • Um caminho inacessivel…
  • ...e só ao alcance de alguns!
  • Muita coisa, muito papel, muita página…
  • Concetualizando o doente ligado à parede; contexto da UCI para investigar (realidade recente); clarificação de papel

  • Sem outros filtros. Possivel varrimento de artigos não relevantes!

  • Razões aventadas para este fato, passam pela diversidade de áreas a serem estudadas, aliado ao pouco interesse dos profissionais e investigadores. A realidade de cuidados intensivos é uma realidade, na área da saúde, relativamente recente.
    Porém, apesar do ambiente que rodeia uma unidade de cuidados intensivos requerer contínuo aperfeiçoamento, este volume de estudos ainda é escasso, pretendendo-se que a investigação se aproxime da prática.
  • Razões aventadas para este fato, passam pela diversidade de áreas a serem estudadas, aliado ao pouco interesse dos profissionais e investigadores. A realidade de cuidados intensivos é uma realidade, na área da saúde, relativamente recente.
    Porém, apesar do ambiente que rodeia uma unidade de cuidados intensivos requerer contínuo aperfeiçoamento, este volume de estudos ainda é escasso, pretendendo-se que a investigação se aproxime da prática.
  • 1os estudos de Enfermagem em Cuidados Intensivos

    EUA e Austrália
  • 1. Nalgumas realidades, o ensino de enfermagem baseia-se hoje em larga escala na aplicação de modelos de ensino-aprendizagem onde as plataformas informáticas, o e-learning e a informação virtual estão na primeira linha.

    2. Implicou profunda redefinição das atividades desenvolvidas; CIPE; construção de bases de dados que permitam o arquivo digital de informação, muito próxima da descrição estatistica de listagens de tarefas simplificadas: aproximação do conceito estatistico

    Informatização: preocupação na estandardização e controlo dos cuidados numa otica contabilistica

    3. cuidado centrado na pessoa e as biotecnologias agressivas. Qustões de inicio e fim de vida, as fronteiras do prolongamento da vida, os limites da plasticidade do corpo.
  • Founded in 1893 as the American Society of Superintendents of Training Schools for Nurses, the National League for Nursing was the first nursing organization in the United States. Today the NLN is a renewed and relevant professional association for the twenty-first century.
  • Explosão tecnológica: rapid growth in information technology has already had a radical impact on health care delivery and the education of nurses. Advances in processing capacity and speed, the development of interactive user interfaces, developments in image storage and transfer technology, changes in telecommunications technology, and the increased affordability of personal computers have contributed to the explosion of information technology applications.

    Era do consumidor educado: The Educated Consumer Despite some information gaps, today's patient is a well-informed consumer who expects to participate in decisions affecting personal and family health care. With advances in information technology and quality measurement, previously unavailable information is now public information, and consumers are asked to play a more active role in health care decision making and management. The media and the Internet have facilitated this trend.

    Necessidade crescente de educação interdisciplinar: A wide range of knowledge and skills is required to effectively and efficiently manage the comprehensive needs of patients and populations.
  • Limitações
  • 1970, Archie Cochrane
  • 1970, Archie Cochrane
  • Ciclo de investigação em cuidados intensivos

    1. 1. Abílio Cardoso Teixeira | Mestre Ciências da Enfermagem |Pós-Graduado em Gestão SCI1: CHP – HSA | Coordenador do Grupo de Trabalho “Prática Baseada na Evidência” do SCI Vogal de Enfermagem da APNEP | Coordenador do Grupo de Trabalho de Enfermagem
    2. 2. Caro espetador, queira desligar o telemóvel e fazer silêncio…
    3. 3. ‘Beauty is in the eye of the beer holder’: People who think they are drunk also think they are attractive
    4. 4. INVESTIGAÇÃO
    5. 5. CIÊNCIA
    6. 6. Incorpora, na prática, os resultados da investigação válidos e relevantes, assim como outras evidências.
    7. 7. Enfermagem
    8. 8. INVESTIGAÇÃO
    9. 9. • Experiência vivida pelas pessoas no domínio da saúde • Intervenção clínica de enfermagem • Exploração de conceitos estruturantes da disciplina de enfermagem • Gestão de cuidados • Educação em Enfermagem
    10. 10. No entanto:
    11. 11. 2011
    12. 12. Os enfermeiros concebem, realizam, promovem e participam em trabalhos de investigação que visem o progresso da enfermagem em particular e da saúde em geral
    13. 13. Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    14. 14. Implementação de protocolos? A importância do enfermeiro na desabituação da VM Enfermeiro de reabilitação no desm Indicadores O Ruído. Uso de bundles Classificação de doentes Vacuoterapia Como monitorizar o Deliriu Processo de construção de competências na UCI Stresse pós-traumático e qualidade de vida Úlceras de pressão Bundles no processo de controlo de infeção Protocolos de administração de nutrição artificial
    15. 15. Em Cuidados Intensivos:
    16. 16. 178 atividades por cliente, diariamente; um erro severo ou potencial ocorre, em média, duas vezes por dia (Donchin, 1995 cit. McKenna, 2010) Crescentes avanços tecnológicos Evidência: tempo dependente (Chlan, Tracy & Grossbach, 2011) Custos associados ao cuidados de saúde na UCI Cuidados custo-efetivos (Hatler et al., 2006) Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    17. 17. Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    18. 18. Até dezembro de 2013: “Enfermagem” AND “Cuidados Intensivos”, sem limite temporal 25 estudos • 72%: perspetiva/perceção do Enfermeiro • 28%: ganhos sensíveis aos cuidados de Enfermagem. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    19. 19. 122 artigos • dois, com origem em Portugal; • desses, um deles refere-se a cuidados diretos ao cliente. Até dezembro de 2013: “Enfermagem” AND “Cuidados Intensivos”, sem limite temporal Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    20. 20. Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    21. 21. Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    22. 22. Ducci, A.j., Krokoscz, D.V., Bento, S.C., Padilha, K.G., Kimura, M., & Miyadahira, A.M. (2007). Produção científica de enfermagem em terapia intensiva de 1995 a 2004. Acta Paulista de Enfermagem, 20(2), 216-22. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    23. 23. 3464 artigos publicados 2,8%: “Cuidados Intensivos” 23,7%: atuação profissional 4,2%: procedimentos e diagnósticos de enfermagem 72,1%: enfermeiro e equipa. Ducci, A.j., Krokoscz, D.V., Bento, S.C., Padilha, K.G., Kimura, M., & Miyadahira, A.M. (2007). Produção científica de enfermagem em terapia intensiva de 1995 a 2004. Acta Paulista de Enfermagem, 20(2), 216-22. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    24. 24. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com 2,8%??
    25. 25. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Tendências:
    26. 26. Blackwood, B., Albarran, J.W., & Latour, J.M. (2011). Research priorities of adult intensive care nurses in 20 European countries: a Delphi study. Journal of Advanced Nursing, 67(3). 550-62 desmame da ventilação mecânica equipamentos para reduzir o desenvolvimento de úlceras de pressão uso de sistemas de aspiração fechados para prevenção de pneumonia associada à ventilação. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    27. 27. Conhecimento centrado nas biotecnologias Tecnologias da informação e comunicação Ser humano como cyborg Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Monteiro, A. (2014). O Futuro já começou: Cyborgs, Biotecnologias e Ciências de Enfermagem. Pensar Enfermagem, 18(1).Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    28. 28. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    29. 29. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Mudanças demográficas e aumento da diversidade Explosão tecnológica Globalização da economia do mundo e da sociedade Era do consumidor educado, terapias alternativas e cuidados paliativos Mudança para cuidados centrados nas populações e um aumento crescente da complexidade do cuidado Custos dos cuidados de saúde e desafios de gestão Impato das poíticas de saúde Necessidade crescente de educação interdisciplinar, para uma prática colaborativa Falta de emprego/ oportunidade de aprendizagem contínua e desenvolvimento profissional Avanços significativos na Enfermagem (como ciência)
    30. 30. E agora?
    31. 31. …alguns exemplos
    32. 32. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Quenot, J.-P., Binquet, C., Kara, F., Martinet, O., Ganster, F., Navellou, J.-C., et al. (2014). The epidemiology of septic shock in French intensive care units: the prospective multicenter cohort EPISS study. Critical Care, 17(R65). 494-500. doi: http://dx.doi.org/10.4037/ajcc2014535
    33. 33. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Abstract Introduction: To provide up-to-date information on the prognostic factors associated with 28-day mortality in a cohort of septic shock patients in intensive care units (ICUs). Methods: Prospective, multicenter, observational cohort study in ICUs from 14 French general (non-academic) and university teaching hospitals. All consecutive patients with septic shock admitted between November 2009 and March 2011 were eligible for inclusion. We prospectively recorded data regarding patient characteristics, infection, severity of illness, life support therapy, and discharge.
    34. 34. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Results: Among 10,941 patients admitted to participating ICUs between October 2009 and September 2011, 1,495 (13.7%) patients presented inclusion criteria for septic shock and were included. Invasive mechanical ventilation was needed in 83.9% (n = 1248), inotropes in 27.7% (n = 412), continuous renal replacement therapy in 32.5% (n = 484), and hemodialysis in 19.6% (n = 291). Mortality at 28 days was 42% (n = 625). Variables associated with time to mortality, right-censored at day 28: age (for each additional 10 years) (hazard ratio (HR) = 1.29; 95% confidence interval (CI): 1.20- 1.38), immunosuppression (HR = 1.63; 95%CI: 1.37-1.96), Knaus class C/D score versus class A/B score (HR = 1.36; 95%CI:1.14-1.62) and Sepsis-related Organ Failure Assessment (SOFA) score (HR = 1.24 for each additional point; 95%CI: 1.21-1.27). Patients with septic shock and renal/urinary tract infection had a significantly longer time to mortality (HR = 0.56; 95%CI: 0.42-0.75).
    35. 35. Caraterização da realidade Medidas a adotar trabalho em equipa Prognóstico Planeamento das atitudes terapêuticas Importância?
    36. 36. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Gomes, R., & Lopes, M. (2013). Diagnósticos de enfermería en individuos ingresados en unidad de cuidados intensivos. Avances en Enfermería, 31(2).
    37. 37. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Resumo Objetivo: identificar os diagnósticos de enfermagem encontrados em pacientes ingressados na UTI, de acordo com a taxonomia da NANDA Internacional. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo que utilizou um instrumento estruturado para coleta de dados, incluindo aspectos referentes aos dados de identificação e as funções fisiológicas, sendo aplicado a 35 pacientes internados na UCI de um hospital privado da Cidade de Fortaleza, Brasil. Os dados são apresentados em tabelas e os diagnósticos, fatores relacionados e de risco mais frequentes são discutidos. Resultados: Os principais diagnósticos de enfermagem identificados foram: déficit de autocuidado, alimentação (85,7%), mobilidade física prejudicada (85,7%), risco de aspiração (85,7%), perfusão tecidual ineficaz (80%) e risco de infecção (80%). Estes resultados são consistentes com estudos anteriores desenvolvidos com indivíduos internados em unidade de terapia intensiva. Estes resultados são compatíveis com estudos anteriores desenvolvidos com pacientes de Unidade de Terapia Intensiva. Conclusões: Concluiu-se que os pacientes avaliados apresentaram diagnósticos relacionados com alterações fisiológicas que precisam de cuidados específicos. Gomes, R., & Lopes, M. (2013). Diagnósticos de enfermería en individuos ingresados en unidad de cuidados intensivos. Avances en Enfermería, 31(2).
    38. 38. Identificação dos diagnósticos mais comuns Prática Ensino (direcionar ensino) Importância?
    39. 39. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Gonçalves, F., Brasil, V., Minamisava, R., Caixeta, C., Oliveira, L., & Cordeiro, J. (2013). Eficácia de estratégias educativas para ações preventivas da pneumonia associada à ventilação mecânica. Escola Anna Nery(, 164). 802-808
    40. 40. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Resumo Objetivou-se determinar a eficácia de estratégia educativa para melhorar o desempenho da equipe de enfermagem na realização de procedimentos preventivos da pneumonia associada à ventilação mecânica. Ensaio clínico controlado não randomizado, conduzido em 2011, em uma unidade de terapia intensiva de Goiânia-Goiás, com a equipe de enfermagem alocada nos grupos intervenção (n=24) e comparação (n=11). Trinta dias após workshops (intervenção), os grupos foram sistematicamente observados usando-se checklist sobre montagem dos ventiladores, posicionamento da cabeceira, mudança de decúbito, uso de equipamentos de proteção individual, higiene brônquica e oral, verificação da pressão do cuff e instalação da sonda enteral. Cada procedimento foi utilizado como unidade de análise e desfecho. A intervenção foi eficaz para higienização da língua (51%), montagem do ventilador (43%) e ordem correta tubo-nariz-boca na higiene brônquica (13%). Estudos em diferentes cenários poderão confirmar a eficácia da estratégia analisada (workshop), assim como identificar outras estratégias educativas úteis para prevenção da pneumonia associada à ventilação mecânica. Gonçalves, F., Brasil, V., Minamisava, R., Caixeta, C., Oliveira, L., & Cordeiro, J. (2013). Eficácia de estratégias educativas para ações preventivas da pneumonia associada à ventilação mecânica. Escola Anna Nery(, 164). 802-808
    41. 41. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com UTI cirúrgica (…) com oito leitos diversos cartazes estilizados com charges haviam sido afixados em locais estratégicos dentro da unidade Gonçalves, F., Brasil, V., Minamisava, R., Caixeta, C., Oliveira, L., & Cordeiro, J. (2013). Eficácia de estratégias educativas para ações preventivas da pneumonia associada à ventilação mecânica. Escola Anna Nery(, 164). 802-808 de acordo com a escolha de cada trabalhador.
    42. 42. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com (…) 12 workshops (…), com duração de quatro horas cada, durante o horário de trabalho e, com grupo de no máximo 5 profissionais. (...) sendo 7 enfermeiros (100,0%) e 17 técnicos de enfermagem (70,8%). equipamentos para verificação da pressão de cuff (manômetros adaptados com sonda de aspiração, torneira de três vias e seringa de 5 cm3) vários participantes (NOTA: Técnicos) apresentaram qualificação superior à exigida pela função Gonçalves, F., Brasil, V., Minamisava, R., Caixeta, C., Oliveira, L., & Cordeiro, J. (2013). Eficácia de estratégias educativas para ações preventivas da pneumonia associada à ventilação mecânica. Escola Anna Nery(, 164). 802-808
    43. 43. Adoção de estratégias de ensino capazes de otimizar a prática Base para futuros estudos Importância?
    44. 44. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Darbyshire, J., & Young, D. (2013). An investigation of sound levels on intensive care units with reference to the WHO guidelines. Critical Care, 17(5). doi: 10.1186/cc12870.
    45. 45. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com INTRODUCTION: Patients in intensive care units (ICUs) suffer from sleep deprivation arising from nursing interventions and ambient noise. This may exacerbate confusion and ICU-related delirium. The World Health Organization (WHO) suggests that average hospital sound levels should not exceed 35 dB with a maximum of 40 dB overnight. We monitored five ICUs to check compliance with these guidelines. METHODS: Sound levels were recorded in five adult ICUs in the UK. Two sound level monitors recorded concurrently for 24 hours at the ICU central stations and adjacent to patients. Sample values to determine levels generated by equipment and external noise were also recorded in an empty ICU side room. RESULTS: Average sound levels always exceeded 45 dBA and for 50% of the time exceeded between 52 and 59 dBA in individual ICUs. There was diurnal variation with values decreasing after evening handovers to an overnight average minimum of 51 dBA at 4 AM. Peaks above 85 dBA occurred at all sites, up to 16 times per hour overnight and more frequently during the day. WHO guidelines on sound levels could be only achieved in a side room by switching all equipment off. CONCLUSION: All ICUs had sound levels greater than WHO recommendations, but the WHO recommended levels are so low they are not achievable in an ICU. Levels adjacent to patients are higher than those recorded at central stations. Unit-wide noise reduction programmes or mechanical means of isolating patients from ambient noise, such as earplugs, should be considered. Darbyshire, J., & Young, D. (2013). An investigation of sound levels on intensive care units with reference to the WHO guidelines. Critical Care, 17(5). doi: 10.1186/cc12870.
    46. 46. Caraterização da realidade Adoção de estratégias de capazes de otimizar a prática Base para futuros estudos Importância? Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com
    47. 47. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Teixeira, Abílio. (2012). Empoderamento Profissional em Enfermagem – Tradução, adaptação e validação de duas escalas. (Dissertação para obtenção do grau de Mestre, Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar – Universidade do Porto).
    48. 48. Investigação de Enfermagem em Cuidados Intensivos Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com (…) decorrente da nossa pesquisa, não encontramos nenhum instrumento capaz de o medir, validado para a população de Enfermeiros portuguesa. Elaboramos, assim, este estudo, que tem como objetivos a tradução, a adaptação e a validação do “Conditions of Work Effectiveness Questionnaire II” (CWEQ-II) e do “Psychological Empowerment Instrument” (PEI). Neste trabalho, do tipo metodológico, e num processo de tradução e retrotradução, as duas escalas foram traduzidas, adaptadas, à realidade em estudo, e validadas, numa amostra probabilística estratificada, constituída por Enfermeiros de um Hospital Académico de Portugal. (…) Através da análise factorial, foram identificados no PEI 4 factores e no CWEQ-II 6 factores, coincidentes com os identificados pelos autores dos instrumentos, explicando, respetivamente, 73,505% e 72,925% da variância total das escalas. Relativamente ao PEI, o coeficiente alfa de Cronbach dos factores foi de 0.87 (Sentido), 0.78 (Competência), 0.69 (Autodeterminação) e 0.82 (Impacto), sendo o valor global de 0.82. Relativamente ao CWEQ-II, o coeficiente alfa de Cronbach dos factores foi de 0.85 (Oportunidade), 0,86 (Informação), 0.89 (Apoio), 0.797 (Recursos), 0.81 (Poder Formal) e 0.68 (Poder Informal), sendo o valor global de 0.91. Os valores preditivos de Empoderamento foram coincidentes com o de outros estudos publicados, sendo para o PEI de 5,51 (valor médio) e para o CWEQ-II de 18,94. Obtivemos uma versão do CWEQ-II e do PEI válida para a amostra em estudo.
    49. 49. Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Importância? Desenvolvimento de instrumentos capazes de avaliar a percepção de Empoderamento em Enfermagem Planos de ação Relacionar esta percepção com: satisfaçãoprofissional, comprometimento organizacional e profissional qualidade dos cuidados; resultados organizacionais. Estudos experimentais; Estudos longitudinais
    50. 50. No entanto:
    51. 51. Prática Baseada na Evidência
    52. 52. Rauen et al. (2008)Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com (Prática Baseada na Evidência) Sucesso da PBE depende da qualidade da investigação
    53. 53. Evidência?...
    54. 54. Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com Prática baseada na evidência não é novo: é o que se tem feito ao longo dos tempos! (DiCenso & Cullum, 1998) (Prática Baseada na Evidência)
    55. 55. Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com PBE: “uso consciente, explícito e criterioso da melhor evidência atual na tomada de decisões de enfermagem sobre o cuidado individual de pacientes" PBE Melhor evidência Valores do cliente Experiência clínica Recursos
    56. 56. Abílio Cardoso Teixeira | SCI1: CHP-HSA | abilio.cardosoteixeira@gmail.com (Prática Baseada na Evidência) 0. Reflexão sobre a prática 1. Definição da pergunta: PICO(D); PICo; SPICE 2. Planeamento e realização da revisão da literatura 3. Avaliação crítica da literatura 4. Integração da evidência na prática 5. Avaliação do processo
    57. 57. CONCLUINDO
    58. 58. Investigação em Enfermagem é importante e imprescendível; Toda a prática deve ser baseada na evidência Competências de investigação Desenvolvimento Interpretação Aplicação Promoção de ambientes propícios Concluindo…
    59. 59. Dever-se-ão adotar as medidas evidenciadas pela investigação, monitorizando os resultados Passagem da investigação em contexto académico para o contexto prático Concluindo…
    60. 60. Claro que
    61. 61. Acreditar em 100% da prática baseada em pesquisa é ingénuo e irreal

    ×