Compressores manutenção

1.979 visualizações

Publicada em

manutenção

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.979
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Compressores manutenção

  1. 1. Compressores manutenção Manutenção de Compressor Parafuso A Manutenção de Compressor Parafuso precisa ser feita no próprio cliente e geralmente é periódica. Troca de Filtro de Ar, Filtro de Óleo, Elemento Separador, Óleo, Reparo de Válvula(Admissão/Pressão Mínima/Termostática). trabalhamos com todas as marcas do mercado seja Nacional(com fábrica aqui Atlas Copco/Chicago Pneumatic/Schulz/Metalplan) ou importados(Sullair/Compair/Ingersoll Rand/Etc). Trabalhamos com peças originais ou similiares(desde que com boa qualidade). Peças Similares: gostaria de fazer um alerta referente a peças similares, é importante saber se a peça similar que você esta comprando tem garantia e é de boa qualidade, pois nem todas são. devido a isso a RM Compressores só trabalha com peças de boa qualidade e garantida pelo produtor. Manutenção de Compressor Pistão Preventiva: afim de evitar danos mais sérios e diminuir o custo na hora do conserto do compressor nós fazemos uma manutenção preventiva trocando apenas as peças de desgaste normais(Óleo, Rolamentos, Juntas, Anéis e Reparo de Válvula). Evitando desta forma que o conserto do compressor chegue a sair mais de 50% de um novo. Corretiva: no caso de emergências, onde alguma peça quebra em funcionamento ou por mal uso de algum funcionário. podem ser simples(troca de um pressostato, ou de uma correia) geralmente feitas no próprio clliente ou Sérios(Reforma Geral) feitas em nossa empresa. Marcas: Trabalhamos com todas as marcas do mercado, sejam as principais(Schulz/Wayne/Pressure)ou as secundárias(Fiac/Chiaperini) e até com compressores importados(mesmo da China) que costumam dar muitos problemas aos seus donos. O desgaste dos principais componentes pode ser acompanhado, sua vida prevista e as manutenções ou reparos programados sendo que os custos destas trocas podem ser planejados. Manutenção compressores Um compressor é um tipo de equipamento industrial com a finalidade de aumentar a pressão de um fluido em estado gasoso e pode ser constituído em vários modelos, como compressores rotativos, de parafusos, parafusos duplos, simples, herméticos, semi-herméticos, de palheta, entre outros. A manutenção dos compressores feita de forma periódica garante o bom funcionamento dos equipamentos, por isso, os compressores devem ser planejados de forma a facilitar a manutenção e instalação das peças. Muitas empresas contam com equipes de técnicos de manutenção especializados em fazer a
  2. 2. manutenção preventiva e corretiva em compressores dos fabricantes Atlas Copco, Wayne, Sabroe, Sullair e Ingersoll Rand. A manutenção de compressores garante a mínima paralisação do equipamento, ou seja, o compressor pode funcionar a pleno vapor, mantendo a continuidade da produção. A manutenção de compressores de ar comprimido, tanto os compressores de ar usados quanto os novos, sempre deve ser feita por profissionais e empresas qualificadas que possam dar garantias do serviço prestado. Sugestões de leitura relacionadas a manutenção de compressores: COMPRESSORES: Os compressores de ar fornecem energia para várias ferramentas, máquinas e são empregados em processos de fabricação de várias indústrias. Eles podem ser usados individualmente como uma ferramenta de acabamento de superfície, ou podem proporcionar geração de energia eficiente para muitos processos industriais e sistemas de energia pneumática, incluindo equipamentos de reparação automotiva, acabamento superficial e ferramentas pneumáticas. Os compressores de ar industriais são disponíveis em três configurações principais: compressores alternativos, compressores de parafusos rotativos e compressores centrífugos. Os compressores de ar alternativos criam compressão de ar com pistões, dispositivos com muita capacidade de produção. Os compressores de parafuso rotativo são geralmente configurados como compressores lubrificados, que podem ser concebido como compressores de ar sem lubrificação. Os compressores de parafuso rotativos e compressores de pistão podem ser concebidos como compressores de ar portáteis ou como unidades de instalação central. Os compressores de ar automotivos são usados extensivamente para a inflação de pneus, limpeza de peças e acabamento superficial. Residências e empresas comerciais utilizam compressores de ar em diversos aparelhos e aplicações de produtos de lazer, já os postos de gasolina colocam compressores de ar em bombas de gasolina. As ferramentas como martelos pneumáticos, guinchos e furadeiras podem conter compressores ou compressores de ar portáteis. Outras ferramentas que utilizam ar comprimido incluem pistolas de pregos, lixadeiras, grampeadores e pistolas. Os compressores de ar industriais fornecem o ar para sistemas de purificação do ar, sistemas de bloqueio de ar, forjas explosão e sistemas de controle de temperatura. Os compressores de ar são dispositivos mecânicos que comprimem o ar, puxando o ar da atmosfera e diminuem o seu volume ao mesmo tempo, aumentando a sua pressão. Compressores de ar alternativos usam pistões para fazer este trabalho, enquanto os compressores de parafuso rotativo helicoidal usam dois parafusos instalados e que giram rapidamente em direções opostas. Ambos usam óleo para lubrificar peças internas, e separadores de óleo são muitas vezes associadas a jusante para filtrar a contaminação de lubrificantes, embora alguns compressores de parafuso rotativo sejam o que se chama de oil free (livre de lubrificação). O aproveitamento de compressores de ar livres de óleo é ideal para aplicações onde um fluxo de ar puro é necessário, já que limpeza do filtro pode aumentar os custos de manutenção. Os compressores de ar centrífugos são dinâmicos e empregam um rotor rotativo para criar a velocidade do ar, que é empurrada por um difusor e convertida em pressão. O ar comprimido é então armazenado em um tanque. O processo de compressão do ar faz com que as moléculas de ar se movimentem mais rapidamente no menor espaço, de modo que a eliminar a pressão externa faz com que o ar saia rapidamente. É por isso que o ar comprimido é uma fonte de grande energia. Compressores têm dois componentes: um mecanismo de compressão e uma fonte de energia para o mecanismo de compressão. A energia para a compressão pode ser tomada a partir de
  3. 3. um gás, um motor elétrico ou uma tomada de força. Os vários mecanismos que fazem o trabalho real de compressão são pistões, palhetas e impulsores. Ao armazenar e comprimir o ar, os compressores de ar convertem a energia mecânica em energia pneumática. Os fabricantes de compressores de ar projetam produtos que possam ser acionados por gás natural a fim de reduz custos e consumo de energia. Até há pouco tempo, compressores de ar eram usados principalmente para o acabamento de superfícies, limpeza e inflando os pedidos - a sua utilização como um gerador de energia não foi seriamente explorado até agora. Conforme pesquisa fabricantes de automóveis de alternativas para motores de combustão interna, muitos fabricantes estão começando a experimentar com o livre, energia limpa pneumática fornecidos pelos compressores de ar. 10 PASSOS PARA A MANUTENÇÃO DE COMPRESSORES DE AR: Os compressores de ar são equipamentos importantes para fornecer ar comprimido em um determinado espaço, como em motores a jato, em geladeiras, aparelhos de ar condicionado e muitos outros equipamentos, inclusive os de fim industrial. A compressão do ar confere mais potência a determinados tipos de motores e sua aplicação pode fazer muita diferença na produção das empresas. Por isso, garantir sua disponibilidade é algo essencial na planta industrial, sendo de responsabilidade da equipe de manutenção realizar reparos e inspeções periódicas, através de ações e manutenção preventiva, preditiva e corretiva. A confiabilidade da manutenção em compressores de ar é um fator de destaque para assegurar o bom funcionamento das máquinas bem como manter seu desempenho sempre de modo satisfatório. Pra atingir este objetivo, elaboramos 10 passos primordiais em manutenção que nunca devem ser deixados de lado, especialmente nas grandes paradas de manutenção nas industriais. Passo 1: Leitura do manual do compressor Por mais irrelevante que pareça, antes de começar a fazer vistorias em um compressor de ar, é sempre aconselhável que o técnico conheça todas as funções e operações da máquina. Por mais experiência no ramo, ler previamente o manual do equipamento garante que nenhum tipo de acidente ocorra devido a surpresas indesejáveis. Passo 2: Drenagem da umidade dos tanques do compressor O tanque coletor recolhe a umidade do ar que está comprimindo - especialmente se o equipamento está em um clima úmido. A maioria dos tanques possui uma válvula para drenar a umidade que se acumula e essas válvulas devem ser vistoriadas, bem como tanques precisam ser drenados periodicamente. Antes de drenar a água é importante iberar a pressão do ar dos tanques. Passo 3: Limpeza das aberturas de entrada do compressor Caso a máquina funcione em um ambiente sujo e poluído, cabe lembrar que a limpeza das aberturas de entrada do compressor é um fator essencial para garantir o bom desempenho do equipamento. Isso evita entupimentos que forçariam o motor a trabalhar de forma mais exigente, perdendo seu poder de compressão e levando a máquina a avarias e falhas. Passo 4: Aperto de todos os parafusos do compressor Com o passar do tempo, a vibração do motor pode soltar os parafusos e porcas. Por isso, é aconselhável verificar periodicamente estes dispositivos e apertá-los na devida medida para que nenhum compartimento fique solto. Passo 5: Verificar as mangueiras regularmente É importante verificar todas as mangueiras do compressor de ar periodicamente. Se elas
  4. 4. estiverem rachados, deformados ou corroídos poderão em breve começar a vazar e, em seguida, colocar a tensão indevida sobre o resto dos componentes do compressor. Caso estejam danificadas, o ideal é mesmo a substituição das mangueiras. Passo 6: Verificar e mudar filtros de ar do compressor como requerido Um filtro de ar sujo é prejudica o compressor de ar, permitindo que o ar sujo entre no equipamento, além de forçá-lo a trabalhar mais para que haja a entrada de ar. Verifique os filtros regularmente e troque-os caso perceba uma obstrução com poeira e sujeira. O ideal é que essa troca de peças aconteça de seis em seis meses. Passo 7: Limpeza do tanque de combustível do compressor Como acontece com qualquer motor é necessário limpar periodicamente o tanque de combustível para garantir boas condições de funcionamento. O motor do compressor deve ser limpo pelo menos uma vez por ano ou mais a fim de eliminar qualquer resíduo devido ao combustível. Isto irá preservar a vida do motor por muito mais tempo, aumentando sua vida útil e melhorando seu desempenho. Passo 8: Checar e mudar o óleo do compressor A cada 500-1000 horas de uso do compressor o óleo deve ser trocado para evitar o surgimento de falhas e outros problemas relacionados. Passo 9: Alterar o elemento separador O elemento separador impede o uso excessivo do lubrificante, mas tem que ser substituído periodicamente. Para isso, deve-se manter o compressor em condições superiores, substituindo o elemento separador cada 1.000 horas de operação. Passo 10: Limpeza dos trocadores de calor do compressor Caso os trocadores de calor estejam sujos, então eles não podem desempenhar suas funções como o planejado, que é reduzir a temperatura de funcionamento do compressor de ar. A limpeza regular mantém a temperatura de funcionamento e aumenta a vida útil do compressor de ar. MANUTENÇÃO ESPECIALIZADA EM COMPRESSORES: Como é o caso com qualquer outra máquina ou equipamento, você deve entender e seguir todas as instruções de segurança que vêm com compressores industriais. Esses equipamentos oferecem um perigo potencial muito grande. Se você tiver consciência desse perigo e encarar como equipamentos simples mas de risco potencial, irá se preparar para usa -las de forma adequada e segura. Os acidentes podem acontecer se as regras de segurança forem ignoradas e deixarem de serem seguidas. Dito isto, vamos dar uma olhada nos compressores industriais e ver alguns desses princípios básicos. Primeiro de tudo, compressores industriais são mais do que um compressor doméstico ou de pequeno porte. Mais ar, mais capacidade, mais poder e mais potencial de perigo se não for usado corretamente. O termo "industrial" lembra linhas de montagem, produção, máquinas e equipamentos, e muito barulho. Compressores industriais são grandes, de risco potencial, mas eles não precisam ser temidos. Antes de mais nada há algumas coisas básicas para cuidar. Primeiro de tudo, deve ser feito uma cuidadosa inspeção visual na mangueira de ar e conduzida para ter certeza que está em perfeitas condições de funcionamento. Qualquer sinal de desgaste são necessário providências de imediato. Uma mangueira ruim pode significar uma baixa produtividade, na melhor das hipóteses. Na pior das hipóteses, isso pode significar perigo e acidente.
  5. 5. De qualquer forma, uma vez que você determinou que a mangueira está em prefeitas condições, você pode passar para o compressor propriamente dito. Compressores de ar industriais têm uma capacidade enorme para a pressão. Novamente, a coisa a fazer é saber onde as ferramentas estão apontando, onde são previstos, e o que pode alcançá-los. Qualquer pessoa autorizada a utilizá-las deve compreender as responsabilidades que vêm do uso das ferramentas ligas em um compressor industrial. Tomar precauções especiais para se certificar que as ferramentas que você vai usar e como elas estão ligadas e de forma segura, é o caminho. Quando você terminar com o trabalho, não se esqueça de esvaziar o tanque. A maioria dos compressores tem uma válvula de drenagem. Basta girar a válvula pouco para liberar a pressão de todo o ar restante, e umidade, a partir do tanque. Isso dará maior longevidade para suas ferramentas e compressor além de diminuir a necessidade de manutenção. A umidade deixada no tanque pode levar à oxidação e corrosão interna. Se você optar por compressores alimentados a gás ou elétricos, provavelmente já sabe os muitos usos que se abrem para um desses equipamentos, mas sempre de modo seguro. E para isso não é preciso muito mais do que um sentido claro de segurança e seguir as instruções. No mercado, as marcas mais comuns são Compressores de ar Atlas Copco, Compre ssores de ar Schulz e Compressores Chiaperini. Entre outras nacionais e importadas não tão conhecidas. Uma prática comum é o recondicionamento de compressores para venda. Portanto se você pretende comprar um compressor industrial usado ou no mercado secundário ou em leilão de compressores, os cuidados com o estado do equipamento devem ser redobrados. CONTRATOS DE MANUTENÇÃO: A Manutenção Preventiva de Equipamentos é um serviço que evita ao máximo que nosso cliente venha a ter contratempos e problemas com os equipamentos hidráulicos de resgate veicular. Será realizada uma série de tarefas visando que os equipamentos de sua empresa funcionem continuamente sem problemas e sem prejuízos. LEVANTAMENTO E QUALIFICAÇÃO: Através de documento específico "check list" o Cliente quantificará e levantará dados relativos aos equipamentos que possui, para podermos qualificar as informações e elaboramos um plano de ação quanto à manutenção. Assim, poderá ser qualificada a manutenção como preventiva ou corretiva, havendo necessidade da efetivação de manutenções corretiva em equipamentos nesta situação para contemplação do mesmo via contrato de manutenção preventiva. EXECUÇÃO: O Contrato basicamente estipula prioridade no atendimento de suas necessidades programadas e cobre os seguintes itens: 1. Suporte telefônico (Horário Comercial); 2. Recebimento programado de equipamentos através do cliente, objetivando a manutenção
  6. 6. preventiva dos equipamentos: desmontagem, limpeza, montagem, ajustagem, testes de eficência, etc; 3. Orientação e encaminhamento de problemas relativos aos equipamentos. 4. Informações técnicas mais específicas mediante canal direto da CONTRATADA ao corpo técnico da CONTRATANTE. 5. Fornecimento de peças, caso solicitado, com valores reduzidos em relação do mercado, mediante aprovação de orçamento prévio. 6. Expedição de laudos técnicos para fins de auditoria interna/externa (ISO 9001). 7. Disponibilidade de 01(um) conjunto de desencarcerador sendo composto pelos seguintes componentes: Motobomba de 01 saída com rolo de mangueiras de 5 metros; Ferramenta combinada de corte/expansão médio porte; Ferramenta cilindro expansor de um estágio médio porte. 8. Atendimento de no mínimo de 05 componentes por mês corrente, onde cada elemento do conjunto se julga 01(um) componente (Ex:) Motobomba, ferramenta combinada, cilindro expansor, etc. PRINCIPAIS VANTAGENS: 1.Prioridade do atendimento aos clientes com contrato; 2. Maior vida útil do equipamento; 3. Diminuir panes, quebras e paradas repentinas; 4. Maior rentabilidade do equipamento; 5. Aumento de eficiência de operação; 6. Economia de verbas e energia; 7. Acesso permanente à assessoria técnica; 8. Soluções rápidas, redução de paradas do equipamento; 9. Economiza custos de operação e manutenção corretiva; 10. Desconto em situações de manutenção corretiva. CONDIÇÕES ESPECIAIS: Horas Técnicas Para manutenção corretiva de equipamentos onde não se encontram nas condições anteriormente descritas, seguiremos os seguintes valores de horas adicionais abaixo: Hora do Técnico(local) – R$ 110,00 Hora do Técnico em deslocamento – R$ 180,00 Observações: Um processo de manutenção corretiva sempre necessita de análise prévia para estimar as horas de consultoria envolvidas; Estes valores não contemplam os custos de deslocamento. Estes deverão ser tratados a parte. Estes valores não contemplam os custos de peças relativa as manutenções preventivas e/ou corretiva, devendo-se solicitar um orçamento prévio.
  7. 7. Teste hidrostatico O principal objetivo do teste hidrostático é possibilitar a constatação do funcionamento de componentes em separado, bem como do conjunto inteiramente montado, observando todas suas funcionalidades e testes exaustivos, antes mesmo de liberá-los para operação em campo. Os testes hidrostáticos são realizados com o equipamento fora de operação, através da ativação de seus componentes, pressurização com seus fluídos respectivos, geralmente na ordem de 1,5 vezes a máxima pressão de trabalho. Desta forma o equipamento poderá ser garantido nas operações usuais sem apresentar falhas ou vazamentos. As principais vantagens será a confirmação da ausência de vazamentos e o estado de integridade do equipamento dentro da sua faixa de operação usual. No Brasil, a realização de teste hidrostático é um requisito legal e obrigatório. A Soletécnica dispõe deste equipamento, apto à funcionar com qualquer marca e modelo, com unidades móveis e fixas. Todos os THs são realizados com dois manômetros com glicerina aferidos e calibrados pelo sistema de aferição RBC, escala de 1/3 a 2/3, com freqüência semestral de novas aferições. Dispomos de dispositivos especiais e flanges projetadas especificamente para cada modelo de equipamento a fim de assegurar o perfeito acoplamento do equipamento, evitando possíveis danos aos mesmos, provenientes de soluções mau dimensionadas. Fornecemos certificados e laudos dos testes. Executamos também, serviços de teste hidrostático em mangueiras de alta pressão, locação de equipamentos para serviços de resgate veicular em eventos fechados.

×