SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 32
O QUE JÁ APRENDI SOBRE 

A IMPLEMENTAÇÃO DE 

REDES SOCIAIS CORPORATIVAS
ANA BARROSOI N O V A Ç Ã O , D E S I G N T H I N K I N G
& V I S U A L S E N S E M A K I N G
PESSOAS IMPACTADAS
POR PLATAFORMAS
COLABORATIVAS
3 275K +
ANOS
+
mapeamento de cultura
planejamento
ideação da plataforma
design da interface
estratégia de lançamento
e de engajamento
gente
As pessoas mudaram

Comunicar, Colaborar,
Engajar, Integrar
Comunicar, Colaborar,
Engajar, Integrar
CULTURA, REGRAS 

E EXPECTATIVAS
MOTIVAÇÃO PARA
COMPARTILHAR
RECONHECIMENTO
CULTURA E 

BUSINESS DESIGN
Comunicar, Colaborar,
Engajar, Integrar
CULTURA, REGRAS 

E EXPECTATIVAS
MOTIVAÇÃO PARA
COMPARTILHAR
RECONHECIMENTO
CULTURA E 

BUSINESS DESIGN
COMPORTAMENTOS QUE
DEVEM SER ENCORAJADOS
VELOCIDADE DE
ADOÇÃO
CONTEÚDO
COMPARTILHADO DESENHO DE
SISTEMAS
Comunicar, Colaborar,
Engajar, Integrar
CULTURA, REGRAS 

E EXPECTATIVAS
MOTIVAÇÃO PARA
COMPARTILHAR
RECONHECIMENTO
CULTURA E 

BUSINESS DESIGN
COMPORTAMENTOS QUE
DEVEM SER ENCORAJADOS
VELOCIDADE DE
ADOÇÃO
CONTEÚDO
COMPARTILHADO DESENHO DE
SISTEMAS
FERRAMENTAS, SOFTWARE,
MECANISMOS SOCIAIS
TECNOLOGIA
★ Desalinhamentos e competitividade
★ Ausência de discurso comum
★ Burocracia dos canais formais
★ Falta de cultura de captação
★ Falta de gestão do conhecimento tácito
★ Dificuldade de encontrar documentos e histórico
★ A perspectiva de marca não é integrada
★ Dificuldade de acessar toda a empresa
★ Canais atuais não são facilmente acessíveis, 

pouco relevantes e não escaláveis.
Quem conhece?
PROCESSOS
TECNOLOGIA
CULTURA
PROCESSOSTECNOLOGIACULTURA
IN
TRA
NET
ACERTOS ERROS
O caminho das pedras:
10 lições aprendidas

ao longo de projetos de 

plataformas colaborativas
Aprendendo a
reaprender e 

a desaprender
Não existe
receita de bolo
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Imersão in loco, condução de workshops:
assimilação da cultura e mapeamento de
processos ou métodos atuais que possam 

se tornar colaborativos e digitais sociais
2 3 4 5 6 7 8 9 101


(Higly Empowered Resourceful Operatives): formação
e contribuição para o entendimento sobre o ambiente
interno e potencial de construção de processos mais
colaborativos. Identificação e (re)significação dos
líderes informais e formais por toda a empresa.
Trabalho com os HEROs:
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Migração das comunidades antes do lançamento

com discussões, artigos, pessoas, fluxos de informação, 

base de conhecimento já compartilhadas.
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Gerente da Intranet?? 

Fundamental para o sucesso do projeto que um profissional esteja
exclusivamente dedicado para gerenciar a intranet como projeto, e
depois a plataforma como organismo vivo: monitorando o uso,
pensando em sua evolução e novas estratégias de adoção.
CONTEÚDO TECNOLOGIA ENGAJAMENTO
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Invista em uma Busca robusta: 

encontrar rapidamente o que se procura 

é a condição mínima para o usuário se
interessar pela ferramenta. A Intranet 

social deve buscar sincronizar e ser a 

principal fonte de informação da organização.
NOMEAÇÃO CONTEXTUAL 

E CITAÇÃO DIGITAL
AUTO COMPLETE
RANKEAMENTO SOCIAL 

DOS RESULTADOS
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Se puder, aprenda com o LinkedIn:

Um número grande de colaboradores já têm seus
perfis criados no LinkedIn, com listagem de
competências, histórico e qualificações. Capture
esse valor para o uso interno corporativo na hora
de criar um marketplace de skills da sua
organização.
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Não tente reinventar o Facebook. 

O core de uma plataforma social corporativa é PRODUTIVIDADE. A ferramenta
deve ser desejável, intuitiva e facilitar o dia a dia dos colaboradores, mas eles
não vão deixar de usar o Facebook por conta da Intranet!
2 3 4 5 6 7 8 9 101
A faixa de Gaza da Intranet Social:

alinhamento, cooperação e envolvimento contínuo
entre Comunicação Corporativa, RH e TI durante a
condução do projeto é essencial.
+ +
2 3 4 5 6 7 8 9 101
"Faça o que eu digo mas não faça o que eu faço”:
Tentar implementar uma plataforma digital colaborativa em uma organização
que não promove ou recompensa hábitos, métodos e espaços colaborativos, 

NÃO FUNCIONA. Não há plataforma social que sobreviva a uma empresa dividida.
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Uma mesma empresa, com as
mesmas pessoas, pode ser
absolutamente dividida ou
colaborativa. Um grupo de pessoas
não é social. Social é o que acontece
entre elas e a forma como interagem.
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Uma mesma empresa, com as
mesmas pessoas, pode ser
absolutamente dividida ou
colaborativa. Um grupo de pessoas
não é social. Social é o que acontece
entre elas e a forma como interagem.
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Uma mesma empresa, com as
mesmas pessoas, pode ser
absolutamente dividida ou
colaborativa. Um grupo de pessoas
não é social. Social é o que acontece
entre elas e a forma como interagem.
2 3 4 5 6 7 8 9 101
Uma mesma empresa, com as
mesmas pessoas, pode ser
absolutamente dividida ou
colaborativa. Um grupo de pessoas
não é social. Social é o que acontece
entre elas e a forma como interagem.
2 3 4 5 6 7 8 9 101
"Se as mudanças estão acontecendo do lado de fora 

mais rapidamente do que do lado de dentro, 

o final está próximo." Jack Welch
Seus clientes 

e consumidores 

estão conectados.
E você?
OBRIGADA.
ANA BARROSOI N O V A Ç Ã O , D E S I G N T H I N K I N G
& V I S U A L S E N S E M A K I N G
linkedin.com/in/anabarroso
CONTATO PARA CONSULTORIA, 

PROJETOS, PALESTRAS E FORMAÇÃO:
@ contact@anabarroso.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Desenho de Negócios Sociais
O Desenho de Negócios SociaisO Desenho de Negócios Sociais
O Desenho de Negócios SociaisSODET
 
SODET | Shifting businesses into social machines
SODET | Shifting businesses into social machinesSODET | Shifting businesses into social machines
SODET | Shifting businesses into social machinesAna Barroso
 
Redes sociais seguir, compartilhar e curtir o bem
Redes sociais  seguir, compartilhar e curtir o bemRedes sociais  seguir, compartilhar e curtir o bem
Redes sociais seguir, compartilhar e curtir o bemSandro Alencar Fernandes
 
Reinventando o desenvolvimento local
Reinventando o desenvolvimento localReinventando o desenvolvimento local
Reinventando o desenvolvimento localaugustodefranco .
 
2º Edição Ebook:Smart Digital - Conteúdo Social
2º Edição Ebook:Smart Digital - Conteúdo Social2º Edição Ebook:Smart Digital - Conteúdo Social
2º Edição Ebook:Smart Digital - Conteúdo SocialBruno de Souza
 
Livro Colaborativo de Redes Sociais
Livro Colaborativo de Redes SociaisLivro Colaborativo de Redes Sociais
Livro Colaborativo de Redes SociaisLadyshow
 
Para configurar ambientes de cocriação interativa
Para configurar ambientes de cocriação interativaPara configurar ambientes de cocriação interativa
Para configurar ambientes de cocriação interativaaugustodefranco .
 
Social Web Day - Ribeirão Preto - 10/03/2012
Social Web Day - Ribeirão Preto - 10/03/2012Social Web Day - Ribeirão Preto - 10/03/2012
Social Web Day - Ribeirão Preto - 10/03/2012Alexandre Inagaki
 
Mídias Sociais em Missões [Outubro/2015]
Mídias Sociais em Missões [Outubro/2015]Mídias Sociais em Missões [Outubro/2015]
Mídias Sociais em Missões [Outubro/2015]Elis Amancio
 
Palestra Transformação Digital no The Developer Conferece (TDC) - Future
Palestra Transformação Digital no The Developer Conferece (TDC) - FuturePalestra Transformação Digital no The Developer Conferece (TDC) - Future
Palestra Transformação Digital no The Developer Conferece (TDC) - FutureAntonio Marcos Alberti
 
Netweaving na Comunicação Organizacional Online
Netweaving na Comunicação Organizacional OnlineNetweaving na Comunicação Organizacional Online
Netweaving na Comunicação Organizacional OnlinePaperCliQ Comunicação
 
Redes Sociais: Estrategias e Mensuração, por Martha Gabriel
Redes Sociais: Estrategias e Mensuração, por Martha GabrielRedes Sociais: Estrategias e Mensuração, por Martha Gabriel
Redes Sociais: Estrategias e Mensuração, por Martha GabrielMartha Gabriel
 
Network e Mídias Sociais
Network e Mídias SociaisNetwork e Mídias Sociais
Network e Mídias SociaisEduardo Sangion
 
Inteligência Coletiva e Inclusão Digital
Inteligência Coletiva e Inclusão DigitalInteligência Coletiva e Inclusão Digital
Inteligência Coletiva e Inclusão DigitalDaniel Magril
 

Mais procurados (20)

O Desenho de Negócios Sociais
O Desenho de Negócios SociaisO Desenho de Negócios Sociais
O Desenho de Negócios Sociais
 
SODET | Shifting businesses into social machines
SODET | Shifting businesses into social machinesSODET | Shifting businesses into social machines
SODET | Shifting businesses into social machines
 
Redes sociais seguir, compartilhar e curtir o bem
Redes sociais  seguir, compartilhar e curtir o bemRedes sociais  seguir, compartilhar e curtir o bem
Redes sociais seguir, compartilhar e curtir o bem
 
Reinventando o desenvolvimento local
Reinventando o desenvolvimento localReinventando o desenvolvimento local
Reinventando o desenvolvimento local
 
2º Edição Ebook:Smart Digital - Conteúdo Social
2º Edição Ebook:Smart Digital - Conteúdo Social2º Edição Ebook:Smart Digital - Conteúdo Social
2º Edição Ebook:Smart Digital - Conteúdo Social
 
Livro Colaborativo de Redes Sociais
Livro Colaborativo de Redes SociaisLivro Colaborativo de Redes Sociais
Livro Colaborativo de Redes Sociais
 
Para configurar ambientes de cocriação interativa
Para configurar ambientes de cocriação interativaPara configurar ambientes de cocriação interativa
Para configurar ambientes de cocriação interativa
 
Empreendimentos em rede
Empreendimentos em redeEmpreendimentos em rede
Empreendimentos em rede
 
Social Web Day - Ribeirão Preto - 10/03/2012
Social Web Day - Ribeirão Preto - 10/03/2012Social Web Day - Ribeirão Preto - 10/03/2012
Social Web Day - Ribeirão Preto - 10/03/2012
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Apresentacao Weblab Drica
Apresentacao Weblab DricaApresentacao Weblab Drica
Apresentacao Weblab Drica
 
Mídias Sociais em Missões [Outubro/2015]
Mídias Sociais em Missões [Outubro/2015]Mídias Sociais em Missões [Outubro/2015]
Mídias Sociais em Missões [Outubro/2015]
 
Palestra Transformação Digital no The Developer Conferece (TDC) - Future
Palestra Transformação Digital no The Developer Conferece (TDC) - FuturePalestra Transformação Digital no The Developer Conferece (TDC) - Future
Palestra Transformação Digital no The Developer Conferece (TDC) - Future
 
A EMPRESA VIVA
A EMPRESA VIVAA EMPRESA VIVA
A EMPRESA VIVA
 
Netweaving na Comunicação Organizacional Online
Netweaving na Comunicação Organizacional OnlineNetweaving na Comunicação Organizacional Online
Netweaving na Comunicação Organizacional Online
 
Relações Públicas 2.0
Relações Públicas 2.0Relações Públicas 2.0
Relações Públicas 2.0
 
RedesSociais
RedesSociaisRedesSociais
RedesSociais
 
Redes Sociais: Estrategias e Mensuração, por Martha Gabriel
Redes Sociais: Estrategias e Mensuração, por Martha GabrielRedes Sociais: Estrategias e Mensuração, por Martha Gabriel
Redes Sociais: Estrategias e Mensuração, por Martha Gabriel
 
Network e Mídias Sociais
Network e Mídias SociaisNetwork e Mídias Sociais
Network e Mídias Sociais
 
Inteligência Coletiva e Inclusão Digital
Inteligência Coletiva e Inclusão DigitalInteligência Coletiva e Inclusão Digital
Inteligência Coletiva e Inclusão Digital
 

Semelhante a O que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativas

Sobre Social Business Design
Sobre Social Business DesignSobre Social Business Design
Sobre Social Business DesignAna Barroso
 
Palestra CRM e as Mídias Sociais - L3CRM - Nocaute
Palestra CRM e as Mídias Sociais - L3CRM - NocautePalestra CRM e as Mídias Sociais - L3CRM - Nocaute
Palestra CRM e as Mídias Sociais - L3CRM - NocauteL3 CRM
 
Trabalho sobre o Artigo "Dez Razões para ter uma Rede Social em sua Empresa"
Trabalho sobre o Artigo "Dez Razões para ter uma Rede Social em sua Empresa"Trabalho sobre o Artigo "Dez Razões para ter uma Rede Social em sua Empresa"
Trabalho sobre o Artigo "Dez Razões para ter uma Rede Social em sua Empresa"Graziela Dias
 
Visão - rede para transformação social
Visão - rede para transformação socialVisão - rede para transformação social
Visão - rede para transformação socialfernandacmo
 
Co-criacão, Crowdsourcing e Social Commerce
Co-criacão, Crowdsourcing e Social CommerceCo-criacão, Crowdsourcing e Social Commerce
Co-criacão, Crowdsourcing e Social CommercePaperCliQ Comunicação
 
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes SociaisGestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes SociaisFernando Souza
 
Gestão de Rede Sociais
Gestão de Rede SociaisGestão de Rede Sociais
Gestão de Rede SociaisFernando Souza
 
Redes sociais e comunicação corporativa introdução
Redes sociais e comunicação corporativa   introduçãoRedes sociais e comunicação corporativa   introdução
Redes sociais e comunicação corporativa introduçãoPatricia Barão
 
Curso Gestão de Rede Sociais - Introdução e tendências das Redes Sociais
Curso Gestão de Rede Sociais - Introdução e tendências das Redes Sociais Curso Gestão de Rede Sociais - Introdução e tendências das Redes Sociais
Curso Gestão de Rede Sociais - Introdução e tendências das Redes Sociais Fernando Souza
 
Rede De Propósito
Rede De PropósitoRede De Propósito
Rede De Propósitofernandacmo
 
Workshop Tecna PUCRS // Gestão por projetos em rede (Maio 2015)
Workshop Tecna PUCRS // Gestão por projetos em rede (Maio 2015)Workshop Tecna PUCRS // Gestão por projetos em rede (Maio 2015)
Workshop Tecna PUCRS // Gestão por projetos em rede (Maio 2015)TransLAB - Laboratório Cidadão
 
Otimizando Redes Sociais
Otimizando Redes SociaisOtimizando Redes Sociais
Otimizando Redes SociaisSilvia Fichmann
 
Oportunidades para o Terceiro Setor no Mundo Digital
Oportunidades para o Terceiro Setor no Mundo DigitalOportunidades para o Terceiro Setor no Mundo Digital
Oportunidades para o Terceiro Setor no Mundo DigitalRede Brasil Voluntario
 
Mídias Sociais para organizações sem fins lucrativos
Mídias Sociais para organizações sem fins lucrativosMídias Sociais para organizações sem fins lucrativos
Mídias Sociais para organizações sem fins lucrativosClear Educação e Inovação
 
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...Fernando Souza
 
3 marketing nas redes sociais
3   marketing nas redes sociais3   marketing nas redes sociais
3 marketing nas redes sociaiscefaprodematupa
 
Social Technology - the real importance to business
Social Technology  - the real importance to businessSocial Technology  - the real importance to business
Social Technology - the real importance to businessAna Hofmann
 

Semelhante a O que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativas (20)

Sobre Social Business Design
Sobre Social Business DesignSobre Social Business Design
Sobre Social Business Design
 
Palestra CRM e as Mídias Sociais - L3CRM - Nocaute
Palestra CRM e as Mídias Sociais - L3CRM - NocautePalestra CRM e as Mídias Sociais - L3CRM - Nocaute
Palestra CRM e as Mídias Sociais - L3CRM - Nocaute
 
Trabalho sobre o Artigo "Dez Razões para ter uma Rede Social em sua Empresa"
Trabalho sobre o Artigo "Dez Razões para ter uma Rede Social em sua Empresa"Trabalho sobre o Artigo "Dez Razões para ter uma Rede Social em sua Empresa"
Trabalho sobre o Artigo "Dez Razões para ter uma Rede Social em sua Empresa"
 
Visão - rede para transformação social
Visão - rede para transformação socialVisão - rede para transformação social
Visão - rede para transformação social
 
Co-criacão, Crowdsourcing e Social Commerce
Co-criacão, Crowdsourcing e Social CommerceCo-criacão, Crowdsourcing e Social Commerce
Co-criacão, Crowdsourcing e Social Commerce
 
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes SociaisGestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
 
Comunidades online conhecimento colaborativo sobre consumidores
Comunidades online conhecimento colaborativo sobre consumidoresComunidades online conhecimento colaborativo sobre consumidores
Comunidades online conhecimento colaborativo sobre consumidores
 
O case IBM 2011
O case IBM 2011O case IBM 2011
O case IBM 2011
 
Gestão de Rede Sociais
Gestão de Rede SociaisGestão de Rede Sociais
Gestão de Rede Sociais
 
Redes sociais e comunicação corporativa introdução
Redes sociais e comunicação corporativa   introduçãoRedes sociais e comunicação corporativa   introdução
Redes sociais e comunicação corporativa introdução
 
Curso Gestão de Rede Sociais - Introdução e tendências das Redes Sociais
Curso Gestão de Rede Sociais - Introdução e tendências das Redes Sociais Curso Gestão de Rede Sociais - Introdução e tendências das Redes Sociais
Curso Gestão de Rede Sociais - Introdução e tendências das Redes Sociais
 
Ponte
PontePonte
Ponte
 
Rede De Propósito
Rede De PropósitoRede De Propósito
Rede De Propósito
 
Workshop Tecna PUCRS // Gestão por projetos em rede (Maio 2015)
Workshop Tecna PUCRS // Gestão por projetos em rede (Maio 2015)Workshop Tecna PUCRS // Gestão por projetos em rede (Maio 2015)
Workshop Tecna PUCRS // Gestão por projetos em rede (Maio 2015)
 
Otimizando Redes Sociais
Otimizando Redes SociaisOtimizando Redes Sociais
Otimizando Redes Sociais
 
Oportunidades para o Terceiro Setor no Mundo Digital
Oportunidades para o Terceiro Setor no Mundo DigitalOportunidades para o Terceiro Setor no Mundo Digital
Oportunidades para o Terceiro Setor no Mundo Digital
 
Mídias Sociais para organizações sem fins lucrativos
Mídias Sociais para organizações sem fins lucrativosMídias Sociais para organizações sem fins lucrativos
Mídias Sociais para organizações sem fins lucrativos
 
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
 
3 marketing nas redes sociais
3   marketing nas redes sociais3   marketing nas redes sociais
3 marketing nas redes sociais
 
Social Technology - the real importance to business
Social Technology  - the real importance to businessSocial Technology  - the real importance to business
Social Technology - the real importance to business
 

Mais de Ana Barroso

Os 4 tipos de Visualização
Os 4 tipos de VisualizaçãoOs 4 tipos de Visualização
Os 4 tipos de VisualizaçãoAna Barroso
 
Visual Sensemaking e os tipos de visualização
Visual Sensemaking e os tipos de visualizaçãoVisual Sensemaking e os tipos de visualização
Visual Sensemaking e os tipos de visualizaçãoAna Barroso
 
Talking up Sensemaking
Talking up SensemakingTalking up Sensemaking
Talking up SensemakingAna Barroso
 
WORKSHOP - INTRO - BUSINESS DESIGN
WORKSHOP - INTRO - BUSINESS DESIGNWORKSHOP - INTRO - BUSINESS DESIGN
WORKSHOP - INTRO - BUSINESS DESIGNAna Barroso
 
A Design Thinking Intro: Ologia
A Design Thinking Intro: OlogiaA Design Thinking Intro: Ologia
A Design Thinking Intro: OlogiaAna Barroso
 
ABC Design Brazil Design Week
ABC Design Brazil Design WeekABC Design Brazil Design Week
ABC Design Brazil Design WeekAna Barroso
 

Mais de Ana Barroso (7)

Os 4 tipos de Visualização
Os 4 tipos de VisualizaçãoOs 4 tipos de Visualização
Os 4 tipos de Visualização
 
Visual Sensemaking e os tipos de visualização
Visual Sensemaking e os tipos de visualizaçãoVisual Sensemaking e os tipos de visualização
Visual Sensemaking e os tipos de visualização
 
Talking up Sensemaking
Talking up SensemakingTalking up Sensemaking
Talking up Sensemaking
 
Ana Barroso Bio
Ana Barroso BioAna Barroso Bio
Ana Barroso Bio
 
WORKSHOP - INTRO - BUSINESS DESIGN
WORKSHOP - INTRO - BUSINESS DESIGNWORKSHOP - INTRO - BUSINESS DESIGN
WORKSHOP - INTRO - BUSINESS DESIGN
 
A Design Thinking Intro: Ologia
A Design Thinking Intro: OlogiaA Design Thinking Intro: Ologia
A Design Thinking Intro: Ologia
 
ABC Design Brazil Design Week
ABC Design Brazil Design WeekABC Design Brazil Design Week
ABC Design Brazil Design Week
 

Último

Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - AtualizadoCatálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - AtualizadoWagnerSouza717812
 
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.JosineiPeres
 
A influência da Liderança nos Resultados Extraordinários.pptx
A influência da Liderança nos Resultados Extraordinários.pptxA influência da Liderança nos Resultados Extraordinários.pptx
A influência da Liderança nos Resultados Extraordinários.pptxVitorSchneider7
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdfSoluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdfSabrinaPrado11
 
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccssDespertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccssGuilhermeMelo381677
 

Último (6)

Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - AtualizadoCatálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
 
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
 
A influência da Liderança nos Resultados Extraordinários.pptx
A influência da Liderança nos Resultados Extraordinários.pptxA influência da Liderança nos Resultados Extraordinários.pptx
A influência da Liderança nos Resultados Extraordinários.pptx
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdfSoluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
 
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccssDespertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
 

O que já aprendi sobre o design e implementação de redes sociais corporativas

  • 1. O QUE JÁ APRENDI SOBRE 
 A IMPLEMENTAÇÃO DE 
 REDES SOCIAIS CORPORATIVAS ANA BARROSOI N O V A Ç Ã O , D E S I G N T H I N K I N G & V I S U A L S E N S E M A K I N G
  • 2.
  • 4.
  • 5. mapeamento de cultura planejamento ideação da plataforma design da interface estratégia de lançamento e de engajamento
  • 9. Comunicar, Colaborar, Engajar, Integrar CULTURA, REGRAS 
 E EXPECTATIVAS MOTIVAÇÃO PARA COMPARTILHAR RECONHECIMENTO CULTURA E 
 BUSINESS DESIGN
  • 10. Comunicar, Colaborar, Engajar, Integrar CULTURA, REGRAS 
 E EXPECTATIVAS MOTIVAÇÃO PARA COMPARTILHAR RECONHECIMENTO CULTURA E 
 BUSINESS DESIGN COMPORTAMENTOS QUE DEVEM SER ENCORAJADOS VELOCIDADE DE ADOÇÃO CONTEÚDO COMPARTILHADO DESENHO DE SISTEMAS
  • 11. Comunicar, Colaborar, Engajar, Integrar CULTURA, REGRAS 
 E EXPECTATIVAS MOTIVAÇÃO PARA COMPARTILHAR RECONHECIMENTO CULTURA E 
 BUSINESS DESIGN COMPORTAMENTOS QUE DEVEM SER ENCORAJADOS VELOCIDADE DE ADOÇÃO CONTEÚDO COMPARTILHADO DESENHO DE SISTEMAS FERRAMENTAS, SOFTWARE, MECANISMOS SOCIAIS TECNOLOGIA
  • 12. ★ Desalinhamentos e competitividade ★ Ausência de discurso comum ★ Burocracia dos canais formais ★ Falta de cultura de captação ★ Falta de gestão do conhecimento tácito ★ Dificuldade de encontrar documentos e histórico ★ A perspectiva de marca não é integrada ★ Dificuldade de acessar toda a empresa ★ Canais atuais não são facilmente acessíveis, 
 pouco relevantes e não escaláveis. Quem conhece? PROCESSOS TECNOLOGIA CULTURA
  • 15. O caminho das pedras: 10 lições aprendidas
 ao longo de projetos de 
 plataformas colaborativas
  • 16. Aprendendo a reaprender e 
 a desaprender
  • 17. Não existe receita de bolo 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 18. Imersão in loco, condução de workshops: assimilação da cultura e mapeamento de processos ou métodos atuais que possam 
 se tornar colaborativos e digitais sociais 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 19. 
 (Higly Empowered Resourceful Operatives): formação e contribuição para o entendimento sobre o ambiente interno e potencial de construção de processos mais colaborativos. Identificação e (re)significação dos líderes informais e formais por toda a empresa. Trabalho com os HEROs: 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 20. Migração das comunidades antes do lançamento
 com discussões, artigos, pessoas, fluxos de informação, 
 base de conhecimento já compartilhadas. 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 21. Gerente da Intranet?? 
 Fundamental para o sucesso do projeto que um profissional esteja exclusivamente dedicado para gerenciar a intranet como projeto, e depois a plataforma como organismo vivo: monitorando o uso, pensando em sua evolução e novas estratégias de adoção. CONTEÚDO TECNOLOGIA ENGAJAMENTO 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 22. Invista em uma Busca robusta: 
 encontrar rapidamente o que se procura 
 é a condição mínima para o usuário se interessar pela ferramenta. A Intranet 
 social deve buscar sincronizar e ser a 
 principal fonte de informação da organização. NOMEAÇÃO CONTEXTUAL 
 E CITAÇÃO DIGITAL AUTO COMPLETE RANKEAMENTO SOCIAL 
 DOS RESULTADOS 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 23. Se puder, aprenda com o LinkedIn:
 Um número grande de colaboradores já têm seus perfis criados no LinkedIn, com listagem de competências, histórico e qualificações. Capture esse valor para o uso interno corporativo na hora de criar um marketplace de skills da sua organização. 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 24. Não tente reinventar o Facebook. 
 O core de uma plataforma social corporativa é PRODUTIVIDADE. A ferramenta deve ser desejável, intuitiva e facilitar o dia a dia dos colaboradores, mas eles não vão deixar de usar o Facebook por conta da Intranet! 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 25. A faixa de Gaza da Intranet Social:
 alinhamento, cooperação e envolvimento contínuo entre Comunicação Corporativa, RH e TI durante a condução do projeto é essencial. + + 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 26. "Faça o que eu digo mas não faça o que eu faço”: Tentar implementar uma plataforma digital colaborativa em uma organização que não promove ou recompensa hábitos, métodos e espaços colaborativos, 
 NÃO FUNCIONA. Não há plataforma social que sobreviva a uma empresa dividida. 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 27. Uma mesma empresa, com as mesmas pessoas, pode ser absolutamente dividida ou colaborativa. Um grupo de pessoas não é social. Social é o que acontece entre elas e a forma como interagem. 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 28. Uma mesma empresa, com as mesmas pessoas, pode ser absolutamente dividida ou colaborativa. Um grupo de pessoas não é social. Social é o que acontece entre elas e a forma como interagem. 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 29. Uma mesma empresa, com as mesmas pessoas, pode ser absolutamente dividida ou colaborativa. Um grupo de pessoas não é social. Social é o que acontece entre elas e a forma como interagem. 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 30. Uma mesma empresa, com as mesmas pessoas, pode ser absolutamente dividida ou colaborativa. Um grupo de pessoas não é social. Social é o que acontece entre elas e a forma como interagem. 2 3 4 5 6 7 8 9 101
  • 31. "Se as mudanças estão acontecendo do lado de fora 
 mais rapidamente do que do lado de dentro, 
 o final está próximo." Jack Welch Seus clientes 
 e consumidores 
 estão conectados. E você?
  • 32. OBRIGADA. ANA BARROSOI N O V A Ç Ã O , D E S I G N T H I N K I N G & V I S U A L S E N S E M A K I N G linkedin.com/in/anabarroso CONTATO PARA CONSULTORIA, 
 PROJETOS, PALESTRAS E FORMAÇÃO: @ contact@anabarroso.com