SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
AS BACIAS HIDROGRÁFICAS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
AS BACIAS HIDROGRÁFICAS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
As diferentes fases do curso de um rio
O perfil de um rio  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],O perfil de um rio
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],O perfil de um rio
Nascente Leito Foz 1 –  Faz a ligação  entre os desportos e as diferentes fases de evolução de um rio. 3 2 1
2 – Completa  o texto que se segue. Para o efeito utiliza as palavras-chave.  Um __________ é um grande curso de água doce que corre por um leito em direcção ao mar, lago ou outro rio. O terreno em que o rio normalmente corre designa-se de __________ . O local onde nasce é a __________ e o lugar onde desagua é __________ . A nascente dos rios encontra-se em áreas de __________ altitude e a foz em áreas de __________ altitude. Para sabermos em que margem do rio nos encontramos temos de nos virar de _________ para a foz. Os terrenos que ficam à direita e à esquerda do leito são, respectivamente, a margem direita e a margem esquerda do rio. O __________ de um rio é a quantidade de água que passa numa determinada secção do rio por unidade de tempo e expressa-se em m³/s. Rio  Leito  Frente Nascente  Foz  Caudal Maior  Menor  Desgaste
COSTA DE ARRIBA COSTA DE PRAIA /ARENOSA TIPOS DE COSTA
FORMAS DO LITORAL PORTUGUÊS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
HAFF-DELTA   - Forma de acumulação resultante do avanço de cordões litorais diante de uma baía.  O LITORAL OS PRINCIPAIS ACIDENTES DO LITORAL A – 5 mil A.C. B- séc. XIV C – Actualmente
HAFF-DELTA   DE AVEIRO
CORDÕES LITORAIS (OU FLECHAS LITORAIS OU LIDO)   - Estreitas faixas arenosas geralmente paralelas à linha de costa.
CORDÕES LITORAIS DA RIA FORMOSA
BAÍA  – reentrância do litoral em comunicação com o mar. Quando as dimensões são pequenas denomina-se  enseada , quando as dimensões são grandes chama-se  golfo. BAÍA DE S. MARTINHO DO PORTO
TÔMBOLO   - Faixa arenosa que liga uma ilha à parte continental que se encontra mais próxima. TÔMBOLO DE PENICHE
ESTUÁRIO - Áreas da foz dos rios que desaguam directamente no mar onde a influência das correntes e das marés se faz sentir. ESTUÁRIO DO TEJO ESTUÁRIO DO SADO
RESTINGA OU CABEDELO   - Quando os cordões litorais se apoiam sobre uma ilha ou um cabo de rochas duras.
CABEDELO – PORTO/GAIA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A gestão do espaço marítimo
A gestão do espaço marítimoA gestão do espaço marítimo
A gestão do espaço marítimoOxana Marian
 
Formas do litoral
Formas do litoralFormas do litoral
Formas do litoralTiago Lobao
 
Disponibilidades Hídricas
Disponibilidades HídricasDisponibilidades Hídricas
Disponibilidades Hídricasacbaptista
 
Potencialidades do litoral
Potencialidades do litoralPotencialidades do litoral
Potencialidades do litoralIlda Bicacro
 
Portugal - Recursos hídricos Apresentação parte 1
Portugal - Recursos hídricos Apresentação parte 1Portugal - Recursos hídricos Apresentação parte 1
Portugal - Recursos hídricos Apresentação parte 1Victor Veiga
 
Dinâmica do litoral
Dinâmica do litoralDinâmica do litoral
Dinâmica do litoralMayjö .
 
Dinâmica do litoral - 7º Geografia
Dinâmica do litoral - 7º GeografiaDinâmica do litoral - 7º Geografia
Dinâmica do litoral - 7º GeografiaVictor Veiga
 
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos HídricosGeografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos HídricosRaffaella Ergün
 
2 a posicao_geografica_de_portugal
2 a posicao_geografica_de_portugal2 a posicao_geografica_de_portugal
2 a posicao_geografica_de_portugalIlda Bicacro
 
Recursos Hídricos
Recursos HídricosRecursos Hídricos
Recursos Hídricosabarros
 
As disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricasAs disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricasIlda Bicacro
 
Localização absoluta e relativa
Localização absoluta e relativaLocalização absoluta e relativa
Localização absoluta e relativainessalgado
 
Variabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarVariabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarIlda Bicacro
 
Principais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesaPrincipais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesaThepatriciamartins12
 
Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)Ilda Bicacro
 
Costa portuguesa_características e evolução
Costa portuguesa_características e evoluçãoCosta portuguesa_características e evolução
Costa portuguesa_características e evoluçãoIdalina Leite
 
Tipos de clima
Tipos de climaTipos de clima
Tipos de climaMayjö .
 

Mais procurados (20)

Geografia[1]
Geografia[1]Geografia[1]
Geografia[1]
 
A gestão do espaço marítimo
A gestão do espaço marítimoA gestão do espaço marítimo
A gestão do espaço marítimo
 
Formas do litoral
Formas do litoralFormas do litoral
Formas do litoral
 
Disponibilidades Hídricas
Disponibilidades HídricasDisponibilidades Hídricas
Disponibilidades Hídricas
 
Potencialidades do litoral
Potencialidades do litoralPotencialidades do litoral
Potencialidades do litoral
 
Portugal - Recursos hídricos Apresentação parte 1
Portugal - Recursos hídricos Apresentação parte 1Portugal - Recursos hídricos Apresentação parte 1
Portugal - Recursos hídricos Apresentação parte 1
 
Dinâmica do litoral
Dinâmica do litoralDinâmica do litoral
Dinâmica do litoral
 
Dinâmica do litoral - 7º Geografia
Dinâmica do litoral - 7º GeografiaDinâmica do litoral - 7º Geografia
Dinâmica do litoral - 7º Geografia
 
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos HídricosGeografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
 
Resumo geografia
Resumo geografiaResumo geografia
Resumo geografia
 
2 a posicao_geografica_de_portugal
2 a posicao_geografica_de_portugal2 a posicao_geografica_de_portugal
2 a posicao_geografica_de_portugal
 
Recursos Hídricos
Recursos HídricosRecursos Hídricos
Recursos Hídricos
 
As disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricasAs disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricas
 
Localização absoluta e relativa
Localização absoluta e relativaLocalização absoluta e relativa
Localização absoluta e relativa
 
Variabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarVariabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solar
 
Principais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesaPrincipais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesa
 
Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)
 
Costa portuguesa_características e evolução
Costa portuguesa_características e evoluçãoCosta portuguesa_características e evolução
Costa portuguesa_características e evolução
 
Tipos de clima
Tipos de climaTipos de clima
Tipos de clima
 
REDE E BACIAS
REDE E BACIASREDE E BACIAS
REDE E BACIAS
 

Semelhante a Rede bacia hidrográfica - acidentes do litoral

Rios portugueses, da nascente à foz-1 (10º_Recursos Hídricos)
Rios portugueses, da nascente à foz-1 (10º_Recursos Hídricos)Rios portugueses, da nascente à foz-1 (10º_Recursos Hídricos)
Rios portugueses, da nascente à foz-1 (10º_Recursos Hídricos)Idalina Leite
 
Recursos Hídricos - 1
Recursos Hídricos - 1Recursos Hídricos - 1
Recursos Hídricos - 1abarros
 
recursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografiarecursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografiaNilton Goulart
 
Recursos hídricos2
Recursos hídricos2Recursos hídricos2
Recursos hídricos2manjosp
 
Geografia os maiores rios portugueses
Geografia  os maiores rios portuguesesGeografia  os maiores rios portugueses
Geografia os maiores rios portuguesesAdrianaCruz188
 
Ocupação Antrópica
Ocupação AntrópicaOcupação Antrópica
Ocupação Antrópicaguest50f9e
 
Baciashidrogrficas 110525150221-phpapp02
Baciashidrogrficas 110525150221-phpapp02Baciashidrogrficas 110525150221-phpapp02
Baciashidrogrficas 110525150221-phpapp02Tiago Lobao
 
Velocidade das embarcações
Velocidade das embarcaçõesVelocidade das embarcações
Velocidade das embarcaçõesVera Gomes
 
áGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasiláGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasilWander Junior
 
Bacias_hidrograficas. Água no mundo. Tipos de drenagens;
Bacias_hidrograficas. Água no mundo. Tipos de drenagens;Bacias_hidrograficas. Água no mundo. Tipos de drenagens;
Bacias_hidrograficas. Água no mundo. Tipos de drenagens;MARIAAPARECIDAALVESD27
 
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 20132 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013Priscila Martins
 
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remotoBACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remotosw4kfysgx7
 
Tg5 viagem de uma gota de agua (2)
Tg5   viagem de uma gota de agua (2)Tg5   viagem de uma gota de agua (2)
Tg5 viagem de uma gota de agua (2)Mayjö .
 
Aspectos FíSicos
Aspectos FíSicosAspectos FíSicos
Aspectos FíSicoscigm1
 
Dinâmica dolitoral powerpoint
Dinâmica dolitoral powerpointDinâmica dolitoral powerpoint
Dinâmica dolitoral powerpointGeografias Geo
 

Semelhante a Rede bacia hidrográfica - acidentes do litoral (20)

Rios portugueses, da nascente à foz-1 (10º_Recursos Hídricos)
Rios portugueses, da nascente à foz-1 (10º_Recursos Hídricos)Rios portugueses, da nascente à foz-1 (10º_Recursos Hídricos)
Rios portugueses, da nascente à foz-1 (10º_Recursos Hídricos)
 
Recursos Hídricos - 1
Recursos Hídricos - 1Recursos Hídricos - 1
Recursos Hídricos - 1
 
recursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografiarecursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografia
 
Recursos hídricos2
Recursos hídricos2Recursos hídricos2
Recursos hídricos2
 
Geografia os maiores rios portugueses
Geografia  os maiores rios portuguesesGeografia  os maiores rios portugueses
Geografia os maiores rios portugueses
 
Aspetos do relevo
Aspetos do relevoAspetos do relevo
Aspetos do relevo
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
Ocupação Antrópica
Ocupação AntrópicaOcupação Antrópica
Ocupação Antrópica
 
Cpm geo - bacias hidrográficas 00
Cpm   geo - bacias hidrográficas 00Cpm   geo - bacias hidrográficas 00
Cpm geo - bacias hidrográficas 00
 
Baciashidrogrficas 110525150221-phpapp02
Baciashidrogrficas 110525150221-phpapp02Baciashidrogrficas 110525150221-phpapp02
Baciashidrogrficas 110525150221-phpapp02
 
Velocidade das embarcações
Velocidade das embarcaçõesVelocidade das embarcações
Velocidade das embarcações
 
áGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasiláGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasil
 
Bacias_hidrograficas. Água no mundo. Tipos de drenagens;
Bacias_hidrograficas. Água no mundo. Tipos de drenagens;Bacias_hidrograficas. Água no mundo. Tipos de drenagens;
Bacias_hidrograficas. Água no mundo. Tipos de drenagens;
 
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 20132 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
2 ano medio 2 bimestre modulo 38 a 40 2013
 
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remotoBACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
BACIAS HIDROGRÁFICAS - Geografia 2 - Ensino remoto
 
Geografia rh conceitos
Geografia rh conceitosGeografia rh conceitos
Geografia rh conceitos
 
Tg5 viagem de uma gota de agua (2)
Tg5   viagem de uma gota de agua (2)Tg5   viagem de uma gota de agua (2)
Tg5 viagem de uma gota de agua (2)
 
Cartilha agua-cvrd
Cartilha agua-cvrdCartilha agua-cvrd
Cartilha agua-cvrd
 
Aspectos FíSicos
Aspectos FíSicosAspectos FíSicos
Aspectos FíSicos
 
Dinâmica dolitoral powerpoint
Dinâmica dolitoral powerpointDinâmica dolitoral powerpoint
Dinâmica dolitoral powerpoint
 

Mais de abarros

Ficha de trabalho Indústria portuguesa 9º ano
Ficha de trabalho   Indústria portuguesa 9º anoFicha de trabalho   Indústria portuguesa 9º ano
Ficha de trabalho Indústria portuguesa 9º anoabarros
 
Tipos de turismo - Geografia
Tipos de turismo - Geografia Tipos de turismo - Geografia
Tipos de turismo - Geografia abarros
 
ÁREAS RURAIS E ÁREAS URBANAS 1ª PARTE
ÁREAS RURAIS E ÁREAS URBANAS 1ª PARTEÁREAS RURAIS E ÁREAS URBANAS 1ª PARTE
ÁREAS RURAIS E ÁREAS URBANAS 1ª PARTEabarros
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Culturalabarros
 
Relatório do idh 2011
Relatório do idh   2011Relatório do idh   2011
Relatório do idh 2011abarros
 
Ficha Informativa - Climas do Mundo
Ficha Informativa - Climas do MundoFicha Informativa - Climas do Mundo
Ficha Informativa - Climas do Mundoabarros
 
Evolução da população mundial
Evolução da população mundialEvolução da população mundial
Evolução da população mundialabarros
 
ELEMENTOS DO ESTADO DE TEMPO - MEIO NATURAL
ELEMENTOS DO ESTADO DE TEMPO - MEIO NATURALELEMENTOS DO ESTADO DE TEMPO - MEIO NATURAL
ELEMENTOS DO ESTADO DE TEMPO - MEIO NATURALabarros
 
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAISRISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAISabarros
 
DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO
DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO
DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO abarros
 
União Europeia
União EuropeiaUnião Europeia
União Europeiaabarros
 
Localização Absoluta - 7º D
Localização Absoluta - 7º DLocalização Absoluta - 7º D
Localização Absoluta - 7º Dabarros
 
FICHA DE LEITURA - TURISMO
FICHA DE LEITURA - TURISMOFICHA DE LEITURA - TURISMO
FICHA DE LEITURA - TURISMOabarros
 
Mobilidade e Acessibilidade Cp4
Mobilidade e Acessibilidade   Cp4Mobilidade e Acessibilidade   Cp4
Mobilidade e Acessibilidade Cp4abarros
 
Recomendações Programacao Qren
Recomendações Programacao QrenRecomendações Programacao Qren
Recomendações Programacao Qrenabarros
 
O Sistema de Reabilitação e as Trajectórias de Vida das Pessoas com Deficiênc...
O Sistema de Reabilitação e as Trajectórias de Vida das Pessoas com Deficiênc...O Sistema de Reabilitação e as Trajectórias de Vida das Pessoas com Deficiênc...
O Sistema de Reabilitação e as Trajectórias de Vida das Pessoas com Deficiênc...abarros
 
Caracterização da população com deficiências e incapacidades
Caracterização da população com deficiências e incapacidadesCaracterização da população com deficiências e incapacidades
Caracterização da população com deficiências e incapacidadesabarros
 
Áreas Rurais - Parte II
Áreas Rurais - Parte IIÁreas Rurais - Parte II
Áreas Rurais - Parte IIabarros
 
Áreas Rurais - Parte I
Áreas Rurais - Parte IÁreas Rurais - Parte I
Áreas Rurais - Parte Iabarros
 

Mais de abarros (20)

Ficha de trabalho Indústria portuguesa 9º ano
Ficha de trabalho   Indústria portuguesa 9º anoFicha de trabalho   Indústria portuguesa 9º ano
Ficha de trabalho Indústria portuguesa 9º ano
 
Tipos de turismo - Geografia
Tipos de turismo - Geografia Tipos de turismo - Geografia
Tipos de turismo - Geografia
 
ÁREAS RURAIS E ÁREAS URBANAS 1ª PARTE
ÁREAS RURAIS E ÁREAS URBANAS 1ª PARTEÁREAS RURAIS E ÁREAS URBANAS 1ª PARTE
ÁREAS RURAIS E ÁREAS URBANAS 1ª PARTE
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
 
Relatório do idh 2011
Relatório do idh   2011Relatório do idh   2011
Relatório do idh 2011
 
Ficha Informativa - Climas do Mundo
Ficha Informativa - Climas do MundoFicha Informativa - Climas do Mundo
Ficha Informativa - Climas do Mundo
 
Evolução da população mundial
Evolução da população mundialEvolução da população mundial
Evolução da população mundial
 
ELEMENTOS DO ESTADO DE TEMPO - MEIO NATURAL
ELEMENTOS DO ESTADO DE TEMPO - MEIO NATURALELEMENTOS DO ESTADO DE TEMPO - MEIO NATURAL
ELEMENTOS DO ESTADO DE TEMPO - MEIO NATURAL
 
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAISRISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
 
DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO
DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO
DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO
 
União Europeia
União EuropeiaUnião Europeia
União Europeia
 
Localização Absoluta - 7º D
Localização Absoluta - 7º DLocalização Absoluta - 7º D
Localização Absoluta - 7º D
 
FICHA DE LEITURA - TURISMO
FICHA DE LEITURA - TURISMOFICHA DE LEITURA - TURISMO
FICHA DE LEITURA - TURISMO
 
Ces
CesCes
Ces
 
Mobilidade e Acessibilidade Cp4
Mobilidade e Acessibilidade   Cp4Mobilidade e Acessibilidade   Cp4
Mobilidade e Acessibilidade Cp4
 
Recomendações Programacao Qren
Recomendações Programacao QrenRecomendações Programacao Qren
Recomendações Programacao Qren
 
O Sistema de Reabilitação e as Trajectórias de Vida das Pessoas com Deficiênc...
O Sistema de Reabilitação e as Trajectórias de Vida das Pessoas com Deficiênc...O Sistema de Reabilitação e as Trajectórias de Vida das Pessoas com Deficiênc...
O Sistema de Reabilitação e as Trajectórias de Vida das Pessoas com Deficiênc...
 
Caracterização da população com deficiências e incapacidades
Caracterização da população com deficiências e incapacidadesCaracterização da população com deficiências e incapacidades
Caracterização da população com deficiências e incapacidades
 
Áreas Rurais - Parte II
Áreas Rurais - Parte IIÁreas Rurais - Parte II
Áreas Rurais - Parte II
 
Áreas Rurais - Parte I
Áreas Rurais - Parte IÁreas Rurais - Parte I
Áreas Rurais - Parte I
 

Último

Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxMarceloMonteiro213738
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 

Último (20)

Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 

Rede bacia hidrográfica - acidentes do litoral

  • 1.
  • 2.
  • 3. As diferentes fases do curso de um rio
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7. Nascente Leito Foz 1 – Faz a ligação entre os desportos e as diferentes fases de evolução de um rio. 3 2 1
  • 8. 2 – Completa o texto que se segue. Para o efeito utiliza as palavras-chave. Um __________ é um grande curso de água doce que corre por um leito em direcção ao mar, lago ou outro rio. O terreno em que o rio normalmente corre designa-se de __________ . O local onde nasce é a __________ e o lugar onde desagua é __________ . A nascente dos rios encontra-se em áreas de __________ altitude e a foz em áreas de __________ altitude. Para sabermos em que margem do rio nos encontramos temos de nos virar de _________ para a foz. Os terrenos que ficam à direita e à esquerda do leito são, respectivamente, a margem direita e a margem esquerda do rio. O __________ de um rio é a quantidade de água que passa numa determinada secção do rio por unidade de tempo e expressa-se em m³/s. Rio Leito Frente Nascente Foz Caudal Maior Menor Desgaste
  • 9. COSTA DE ARRIBA COSTA DE PRAIA /ARENOSA TIPOS DE COSTA
  • 10.
  • 11. HAFF-DELTA - Forma de acumulação resultante do avanço de cordões litorais diante de uma baía. O LITORAL OS PRINCIPAIS ACIDENTES DO LITORAL A – 5 mil A.C. B- séc. XIV C – Actualmente
  • 12. HAFF-DELTA DE AVEIRO
  • 13. CORDÕES LITORAIS (OU FLECHAS LITORAIS OU LIDO) - Estreitas faixas arenosas geralmente paralelas à linha de costa.
  • 14. CORDÕES LITORAIS DA RIA FORMOSA
  • 15. BAÍA – reentrância do litoral em comunicação com o mar. Quando as dimensões são pequenas denomina-se enseada , quando as dimensões são grandes chama-se golfo. BAÍA DE S. MARTINHO DO PORTO
  • 16. TÔMBOLO - Faixa arenosa que liga uma ilha à parte continental que se encontra mais próxima. TÔMBOLO DE PENICHE
  • 17. ESTUÁRIO - Áreas da foz dos rios que desaguam directamente no mar onde a influência das correntes e das marés se faz sentir. ESTUÁRIO DO TEJO ESTUÁRIO DO SADO
  • 18. RESTINGA OU CABEDELO - Quando os cordões litorais se apoiam sobre uma ilha ou um cabo de rochas duras.