Santiago de compostela

6.553 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.553
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.591
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Santiago de compostela

  1. 1. Catedral de Santiago de Compostela
  2. 2. As igrejas de peregrinação <ul><li>Essas igrejas seguiam a planta em forma de cruz latina, com várias nave (ala central) , geralmente 3 ou 5, em que as naves laterais se prolongavam e passavam por detrás da ábside (abóbada), formando o deambulatório (local para andar). Do deambulatório saiam as capelas radiantes, ou absidíolas. </li></ul><ul><li>Entre as igrejas desse tipo estão as de Saint-Sernin de Toulouse, Santiago de Compostela , Santa Madalena de Vézelay e Igreja de Saint-Martin de Tours. </li></ul>
  3. 3. Catedral de Santiago de Compostela <ul><li>Construída entre os anos de 1075 e 1128, durante a Reconquista Cristã, na época das Cruzadas, está situada no centro histórico da cidade da província da Corunha, na Galiza. </li></ul><ul><li>É um milenar centro de peregrinação cristã da Europa. </li></ul>
  4. 4. Catedral de Santiago de Compostela <ul><li>Após a descoberta do que se consideravam os restos do apóstolo Santiago Maior, o rei Afonso II das Astúrias mandou edificar uma igreja dedicada ao culto do apóstolo. A construção iniciou-se em 1075 e em 1128 concluíram as obras do templo, deixando para trás meio século de trabalhos. </li></ul>
  5. 5. Catedral de Santiago de Compostela <ul><li>A catedral de Santiago de Compostela situa-se na zona mais ocidental da cidade antiga, rodeada por quatro praças: Praça do Obradoiro , Praça da Acibecharia , Praça das Pratarias e Praça da Quintana . </li></ul>
  6. 6. Catedral de Santiago de Compostela Consta de uma planta basilical de cruz latina. Na cabeceira situa-se a capela-mor, rodeada por uma charola pela que se acede a cinco capelas radiais menores. Esta estrutura segue os exemplos franceses dos templos de peregrinação, novas formas construtivas chegadas através do Caminho de Santiago.
  7. 7. Interior da catedral O trifório (galerias sobre as naves laterais) recebem luz diretamente do exterior, transformando-a numa luz filtrada, contribuindo para a mística do local.
  8. 8. Interior da catedral <ul><li>O Panteão Real - É o lugar dentro da Catedral onde se soterravam reis e personagens do Reino da Galiza. </li></ul><ul><li>Capela-mor - As suas abóbadas e arcos conservam vestígios de cinco etapas pictóricas. </li></ul>
  9. 9. Interior da catedral <ul><li>Sepulcro do apóstolo Tiago, na abside principal </li></ul>
  10. 10. Exterior da catedral <ul><li>O Pórtico da Glória </li></ul><ul><li>A Fachada das Pratarias </li></ul>
  11. 11. FIM

×