Pintura e escultura do romantismo

55.558 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
2 comentários
60 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Professora Ana, venho desta forma solicitar que se fosse possível me disponibilizasse os diferentes power points de hca que de forma tão correta tem vindo a construir. isabelccostanunes@gmail.com
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Professora Ana, os seus diapositivos sobre os vários conteúdos de HCA são execelentes, o que me ajuda imenso poder consultá-los. Contudo, grande parte das vezes não tenho acesso à internet e torna-se difícil para mim. Queria pedir-lhe, caso seja possível, se me podia enviar o seu "espólio" de HCA mesmo em formato pdf. Atentamente, email: daniela_primo@hotmail.com
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
55.558
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.441
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
2
Gostaram
60
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pintura e escultura do romantismo

  1. 1. A pintura e a escultura do Romantismo
  2. 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS DA PINTURA “Faz ver onde os outros não vêem e ver de um modo diferente” (Gericault) 2.Turner1.Constable 3 -Friedrich
  3. 3. CARACTERÍSTICAS GERAIS DA PINTURA Quebra de regras das academias Exaltação da liberdade de expressão artística e de sentimentos Obra de arte é o resultado da inspiração, genialidade e impulsos Emancipação da encomenda INDIVIDUALIZAÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA PINTURA ROMÂNTICA
  4. 4. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Temas históricos Episódios da época medieval de cada nação + Leitura exaltada dos acontecimentos + Valorização do herói individual, abnegado, individualista, e entregue à causa
  5. 5. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Temas literáriosInspiração na literatura do passadoe do presente:- Romances medievais de cavalaria- Autores clássicos Tema inspirado na obra deShakespeare “Uma Noite de Verão”; a inspiração do artista levou-o a povoar a tela de fadas e monstros Henri Füssli, Titânia, Bottom e as Fadas, 1794
  6. 6. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Temas mitológicos Gosto pelas mitologias cristã e nórdica, tratadas com misticismo e espiritualidadeEugène Delacroix , Dante e Virgílio no inferno, 1822 ,
  7. 7. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Temas mitológicos Gosto pelas mitologias cristã e nórdica, tratadas com misticismo e espiritualidadeWilliam Blake – Piedade, c.1795 ,
  8. 8. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA RetratoNão apenas o retrato oficial ehonorífico mas sobretudo o retratode figuras populares e anónimas,captadas de modo subjetivo,emcional e psicológico T. Géricault, Retrato de um Alienado Cleptómano, 1882
  9. 9. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Temas inovadores
  10. 10. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Temas da atualidade político-social da época - Naufrágios - Revoltas sociais - Lutas nacionalistas e seus heróis - Lutas pela libertação das minoriasWilliam Turner, Paz, Funeral no Mar, 1842
  11. 11. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Temas da atualidade político-social da época - Naufrágios - Revoltas sociais - Lutas nacionalistas e seus heróis - Lutas pela libertação das minoriasFrancisco Goya , O 3 de Maio de 1808, 1814
  12. 12. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Braços abertos e expressão Temas da atualidade patética atestam o heroísmo e o político-social da nacionalismo abnegados época - Naufrágios - Revoltas sociais - Lutas nacionalistas e seus heróis - Lutas pela libertação das minoriasFrancisco Goya , O 3 de Maio de 1808, 1814
  13. 13. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Temas da atualidade político-social da época - Naufrágios - Revoltas sociais - Lutas nacionalistas e seus heróis - Lutas pela libertação das minorias Revolução popular de 1830,E.Delacroix - Liberdade guiando o povo, 1830 Paris
  14. 14. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICATemas inspirados no mundo do sonho (onírico) e do fantásticoInspiração no mundo interior, naimaginação e na fantasia, nosubconsciente, nas lendas, noscontos de fadas, no metafísico e noabsurdo Mundo do sonho e do esotérico, acentuado pelos jogos de luz e pela Henri Füssli, O Despertar de expressão dos rostos e dos corpos Belinda
  15. 15. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICATemas inspirados no mundo do sonho (onírico) e do fantásticoInspiração no mundo interior, naimaginação e na fantasia, nosubconsciente, nas lendas, noscontos de fadas, no metafísico e noabsurdo Henri Füssli – O pesadelo (1802)
  16. 16. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Costumes populares Festas e romariasJohn Constable, Chain Pier, Brighton
  17. 17. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICATemas inspirados nas tradições, hábitos e raças exóticasCivilizações não europeias (China, Índia ou Norte de África) Gosto pelo pitoresco E.Delacroix - Mulheres de Argel , 1834
  18. 18. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Vida animal Animais selvagensThéodore Géricault, Corrida de Cavalos, 1817
  19. 19. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Paisagem Tema de grande preferência Natureza tratada com bucolismo enostalgia (dramática ou emocional), projetando nela os seus próprios estados de espíritoGaspar David Friedrich – Viajante junto ao Mar de Névoa, 1815
  20. 20. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Paisagem Tema de grande preferência Natureza tratada com bucolismo enostalgia (dramática ou emocional), projetando nela os seus próprios estados de espírito Gaspar David Friedrich – Nascer da lua no mar
  21. 21. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Paisagem Tema de grande preferência Natureza tratada com bucolismo enostalgia (dramática ou emocional), projetando nela os seus próprios estados de espírito Gaspar David Friedrich – O mar polar, 1826.
  22. 22. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Paisagem Tema de grande preferência Natureza tratada com bucolismo enostalgia (dramática ou emocional), projetando nela os seus próprios estados de espírito John Constable – A Catedral de Salisbúria, 1823
  23. 23. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Paisagem Tema de grande preferência Natureza tratada com bucolismo enostalgia (dramática ou emocional), projetando nela os seus próprios estados de espírito John Constable, O cavalo pulando, 1825
  24. 24. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Paisagem Tema de grande preferência Natureza tratada com bucolismo enostalgia (dramática ou emocional), projetando nela os seus próprios estados de espírito William Turner - Incêndio na Câmara dos Comuns, 1835
  25. 25. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICA Paisagem Tema de grande preferência Natureza tratada com bucolismo enostalgia (dramática ou emocional), projetando nela os seus próprios estados de espírito W.Turner - Chuva, vapor e velocidade, 1844
  26. 26. CARACTERÍSTICAS GERAIS DA PINTURAO espírito exacerbado, apaixonado e inquieto do artistaromântico encontrou na natureza uma fonte inesgotável deinspiração para sublimar as suas emoções e sentimentos. (adaptado do manual) 2.Turner 1.Constable 3 -Friedrich
  27. 27. OS TEMAS DA PINTURA ROMÂNTICAO espírito exacerbado, apaixonado e inquieto do artistaromântico encontrou na natureza uma fonte inesgotável deinspiração para sublimar as suas emoções e sentimentos. (Adaptado do manual)A partir da observação das obras de Constable, Turner eFriedrich e da consulta da página 126 do manual, caracterizeos distintos modos como o tema “paisagem” ou “natureza”foi tratado no período romântico.
  28. 28. AS TÉCNICAS DA PINTURA ROMÂNTICA Espontaneidade e individualismo Influências do academismo: Emancipação do academismo: - Tratamento realista e naturalista da forma sobrevalorização da cor, - Prática do claro-escuro usada de forma mais livre, emocional e lírica + A cor transforma-se no principal elemento construtivo da forma
  29. 29. AS TÉCNICAS DA PINTURA ROMÂNTICA Espontaneidade e individualismo Inovações: Emancipação do academismo: - Simplificação no desenho das formas e no sobrevalorização da cor, tratamento do claro- usada de forma mais livre, escuro emocional e lírica - Maior sensação de + bidimensionalidade A cor transforma-se no principal elemento construtivo da forma
  30. 30. AS TÉCNICAS DA PINTURA ROMÂNTICA W.Turner - Chuva, vapor e velocidade, 1844
  31. 31. AS TÉCNICAS DA PINTURA ROMÂNTICA Prevaleceu a cor sobre o desenho linearUso de uma paleta cromática variada +Exploração dos contrastes fortes e nãoharmónicos +Uso de intensos efeitos de claro-escuroLuminosidade artificial e dramática + E.Delacroix - Liberdade guiando oFocalização da luz sobre o assunto a povo, 1830destacar, acentuando a expressividadeda cena
  32. 32. AS TÉCNICAS DA PINTURA ROMÂNTICA Preferência pelo óleo e pela aguarela Pintura larga, fluida, vigorosa e espontânea + Definição menos nítida dos volumes John Constable – A Catedral de Salisbúria, 1823
  33. 33. AS TÉCNICAS DA PINTURA ROMÂNTICA Composições movimentadas Linhas oblíquas e sinuosas Reforço do sentidotrágico, dramático e heróico da cena Théodore Géricault, Corrida de Cavalos, 1817
  34. 34. AS TÉCNICAS DA PINTURA ROMÂNTICA Composições movimentadas Linhas oblíquas e sinuosas Reforço do sentidotrágico, dramático e heróico da cena Théodore Géricault, Corrida de Cavalos, 1817
  35. 35. AS TÉCNICAS DA PINTURA ROMÂNTICA A figura humana não obedece aos cânones clássicos Em escorço e em contraposto + Atitudes contratadas Dramatismo e movimento Henri Füssli, O Despertar de Belinda
  36. 36. PRINCIPAIS PINTORES ROMÂNTICOSThéodore Géricault (1791-1824) França Eugéne Delacroix (1798-1863) Théodore Géricault, Corrida de Cavalos, E.Delacroix - Liberdade guiando o 1817 povo, 1830
  37. 37. PRINCIPAIS PINTORES ROMÂNTICOS ALEMANHAGaspar David Friedrich Gaspar David Friedrich – Nascer da lua no mar
  38. 38. PRINCIPAIS PINTORES ROMÂNTICOSWilliam Blake Georges Stubbs(1757-1827) INGLATERRA (1724-1806) Georges Stubbs, "Chita com dois servos William Blake, A Piedade indianos e um veado"
  39. 39. PRINCIPAIS PINTORES ROMÂNTICOSJohn Constable INGLATERRA William Turner (1776-1837) (1755-1851) John Constable – A Catedral de William Turner, Paz, Funeral no Salisbúria, 1823 Mar, 1842
  40. 40. PRINCIPAIS PINTORES ROMÂNTICOS Suíça Henri FüssliHenri Füssli, Titânia, Bottom e as Fadas, 1794
  41. 41. PRINCIPAIS PINTORES ROMÂNTICOS Espanha Francisco Goya Francisco Goya , O 3 de Maio de 1808, 1814
  42. 42. A PINTURA ROMÂNTICA EM PORTUGAL- Entrada tardia- Sem programa consistente nem objetivos concretos- Sobretudo pintura de paisagens (confusão com Naturalismo) Tomás da Anunciação, Vista d’Amora, 1852
  43. 43. A PINTURA ROMÂNTICA EM PORTUGAL Principais temáticas - Pintura histórica (Idade Média/História Nacional) - Pintura de género (vida rural e costumes populares) - Paisagem - Cenas místicas (procissões) - Retrato Francisco Metras, Camões na Gruta de Macau, 1856
  44. 44. A PINTURA ROMÂNTICA EM PORTUGAL Principais temáticas - Pintura histórica (Idade Média) - Pintura de género (vida rural e costumes populares) - Paisagem - Cenas místicas (procissões) - RetratoLeonel Marques Pereira, Cena de Aldeia
  45. 45. A PINTURA ROMÂNTICA EM PORTUGAL Principais temáticas - Pintura histórica (Idade Média) - Pintura de género (vida rural e costumes populares) - Paisagem - Cenas místicas (procissões) - RetratoJoão Cristino da Silva, Caminho da Pena
  46. 46. A PINTURA ROMÂNTICA EM PORTUGAL Principais temáticas - Pintura histórica (Idade Média) - Pintura de género (vida rural e costumes populares) - Paisagem - Cenas místicas (procissões) - RetratoAugusto Roquemont, Procissão
  47. 47. A PINTURA ROMÂNTICA EM PORTUGAL Principais temáticas - Pintura histórica (Idade Média) - Pintura de género (vida rural e costumes populares) - Paisagem - Cenas místicas (procissões) - Retrato Luís Pereira Meneses, D. Carlota, Viscondessa de Meneses, 1862
  48. 48. A ESCULTURA ROMÂNTICA - Exigência dos materiaisLugar secundário entre - Concepção/execução mais as artes do lento Romantismo - Limites à espontaneidade e à liberdade do artista
  49. 49. A ESCULTURA ROMÂNTICA Temáticas- Natureza (animais selvagens)- Alegorias / fantasias- História / literatura- retrato Jean Batista Carpeaux, Ugolino, 1867, mármore
  50. 50. A ESCULTURA ROMÂNTICA Formas de representação - Reação ao Neoclassicismo (evitaram-se as composições estáticas e as superfícies polidas e lisas) - exaltação da expressividade através de composições movimentadas e de sentido dramático Jean Batista Carpeaux, A Dança, c. 1867-69
  51. 51. A ESCULTURA ROMÂNTICA Formas de representação - Corpos realistas mas com posições, gestos e fácies carregados de sentimentos e emoções - Contrastes cheios/vazios - Jogos de texturas - Superfícies aparentemente inacabadas François Rude, A Marselhesa, c. 1833-36, mármore
  52. 52. A ESCULTURA ROMÂNTICAJean Batista Carpeaux, Ugolino, 1867 François Rude, A Marselhesa, c. 1833-36
  53. 53. A ESCULTURA ROMÂNTICAAugust Préault, Massacre, 1834, bronze Antoine Louis Barye, Jaguar devorando uma lebre,
  54. 54. A ESCULTURA ROMÂNTICA EM PORTUGAL Forte tradição académica neoclássica + Principais escultores românticos: - Vitor Bastos - Costa Mota Tio - Anatole Camels Heróis e figuras nacionais Vitor Bastos, Monumento a Camões,1858-67, Praça Luís de Camões, Lisboa
  55. 55. A ESCULTURA ROMÂNTICA EM PORTUGAL Forte tradição académica neoclássica + Principais escultores românticos: - Vitor Bastos - Costa Mota Tio - Anatole Camels Heróis e figuras nacionais Costa Mota Tio, Estátua de Afonso de Albuquerque, Praça Afonso de Albuquerque, Lisboa
  56. 56. A ESCULTURA ROMÂNTICA EM PORTUGAL Forte tradição académica neoclássica + Principais escultores românticos: - Vitor Bastos - Costa Mota Tio - Anatole Camels Heróis e figuras nacionais Anatole Camels, Praça da Liberdade, Porto
  57. 57. FIM

×