Partenon e Templo Deusa Niké

9.848 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Partenon e Templo Deusa Niké

  1. 1. O Pártenon e Atena NikéSituados no alto da cidade, na acrópole de Atenas, estes templos são dois dos exemplos máximos do géniogrego e da perfeição alcançada na arquitectura.TEMPLO DO PÁRTENON OTemplo do Pártenon foi reconstruído sobre estruturas já existentes, no tempo de Péricles, para celebrar avitória contra os Bárbaros. Pretendia ainda simbolizar a hegemonia de Atenas sobre as restantes cidadesgregas no que se refere à cultura, à capacidade naval, ao comércio e à política em que se destacava a suaorganização democrática.O seu nome significa "casa da virgem" e foi dedicado a Athena Pallas, deusa dos atributos guerreiros e dasabedoria, guardiã e protectora da cidade-estado Atenas.Esta construção assinala o apogeu da arquitectura grega, sendo o edifício mais carismático e esbelto e omaior templo da Grécia Antiga, e demorou 11 anos (447-436 a.C.).Os artistas que se destacaram na sua construção e decoração foram o escultor Fídias e os arquitectosÍctino e Calícrates. É um templo dórico, cujas colunas têm um capitel geométrico e muito simples, em forma de almofada. É ainda períptero, por ter colunas a toda a volta, e octástilo pois possui oito colunas na fachada anterior, de entrada, e posterior, e dezassete - o dobro mais uma - nas fachadas laterais; assenta sobre uma plataforma com três degraus e possuia uma rampa de acesso. O edíficio é rodeado por uma colunata que ladeia operistilo, suporta a arquitrave, o friso e a cornija e que lhe confere um carácter particular, onde se une força,robustez e elegância.O seu corpo central é dividido em três espaços: o pronaos, o naos ou cella, que continha a estátuacriselefantina (feita em ouro e marfim) de 12 metros de altura, da deusa Atena Parteno, executada porFídias, e o opistódomos onde se encontrava guardado o tesoura da "Liga de Delos", que estava a cargo deAtenas. O pronaos e o opistódomos abrem-se sobre um pórtico interno com seis colunas.A cobertura do templo era feita por um telhado de duas águas, que formava os frontões triangulares queeram preenchidos por relevos. Era decorado com cores vivas tais como o vermelho, o azul e o dourado efoi construído em mármore branca que com o tempo adquiria um suave tom dourado.
  2. 2. Reconstituições feitas a computador do templo do Pártenon, com as cores e decoração originaisA decoração esculpida encontra-se nos frisos e nos frontões: no friso exterior estão representadasquatro lendas bélicas - na fachada meridional, a luta dos Centauros contra os Lápitas, na fachada ocidentala luta dos gregos contra as Amazonas, na fachada setentrional a tomada de Tróia e na fachada oriental aluta dos Deuses contra Gigantes; no friso interior, ao longo da parte superior das paredes exteriores dacella, situa-se o friso jónico contínuo da Procissão das Grandes Panateneias (personagens e animais,organizados em desfile transportando o novo manto em ouro que as jovens atenienses ofereciam à deusaAtena, de quatro em quatro anos); no frontão este está representado o nascimento de Atena, saindo dacabeça de seu pai, Zeus, e no frontão oeste, a disputa da Ática por Atena e Poseídon. Colunas dóricas do templo Pormenor do frontão, dos frisos e das colunas do templo
  3. 3. Relevo da fachada meridional - Luta dos Centauros contra os LápitasRelevos das paredes exteriores da cella - Procissão das Grandes Panateneias
  4. 4. Detalhe da parte superior do templo, mostrando a inserção do relevo nas métopasOs deuses a assistir á Procissão das Panateneias (fig. cima - Poseídon, Apolo e Artemisa; fig. baixo - Atenas e Hefestos) Relevo da fachada setentrional a tomada de Tróia
  5. 5. Relevos do frontão do temploToda a estrutura do templo do Pártenon pode ser lida de uma maneira significativa: o povo eram as colunas; oconjunto dos pórticos de entrada, encimados pelo frontão e colocados paralelamente, funcionavam como orgãos dotear, que era o símbolo de todos os lares gregos; e, por último, o engrossamento das colunas, provocado pela entasis,sugerem visualmente as velas de um barco insufladas pelo vento, que simbolizam o poder bélico e económico deAtenas.
  6. 6. O TEMPLO DE ATENA NIKÉO templo de Atena Niké ou Niké Áptera (que significa vitória sem asas) é um hino á deusa Niké (umadeusa grega que personificava a vitória, representada por uma mulher alada) e à feminilidade que a ordemjónica representa.Construído entre 432 e 420 a.C., o templo ergue-se no muro oriental da muralha da acrópole de Atenas eseguiu o plano do arquitecto Calícrates, colaborador de Íctino no Parténon.O templo era rodeado por uma balaustrada (espécie de varanda), mais tardia que o templo, que tinha comoobjectivo proteger os peregrinos do precipício a que se elevava o templo. Reconstituição feita a computador mostrando a aspecto original do templo com a balaustrada á voltaÉ um templo de dimensões reduzidas, localizado à direita da entrada da acrópole e enquadradoobliquamente em relação ao Propileus (entrada monumental para a acrópole), o que lhe confere umaidentidade singular.
  7. 7. Enquadramento do templo no PropileusConstruído em mármore pantélico, é um templo jónico anfipróstilo, pois possui quatro colunas nasfachadas principal e posterior, que se destaca pela extrema simplicidade.Devido ao reduzido espaço para a sua construção, o templo continha apenas uma pequena cella, semopistódomos.
  8. 8. A sua requintada decoração, concentrada no friso, é uma obra do escultor Agorácrito. O friso é uma faixacontínua onde aparecem representados os deuses do Olimpo, sentados ou de pé, seguindo atentamenteas batalhas entre Gregos e Persas. A balaustrada do templo era decorada com uma série de vitórias aladas(nikái), cujas personagens possuíam atitudes graciosas e grande harmonia de proporções, erguendotroféus e celebrando sacrifícios. Frisos do templo decorados com cenas das batalhas entre Gregos e PersasNos frontões a decoração possuía uma temática diferente: a este, a dos gigantes, e a oeste, a dasamazonas.A decoração esculpida deste templo é um verdadeiro hino à beleza e à harmonia.Um dos seus mais famosos relevos é a "Niké desapertando a Sandália".
  9. 9. Estas figurações não são apenas corpos estruturais envolvidos em vestuário, mas sim formas moldadaspor drapeados flutuantes e transparentes, que fazem sobressair uma sensualidade subtil, que anuncia aarte do séc. IV a.C.Fonte: http://umolharsobreaarte.blogs.sapo.pt/6953.html

×