A arquitetura romana I
As influências etruscas <ul><li>Conhecimentos sobre urbanismo e arquitetura: </li></ul><ul><li>Construção de cidades mural...
As influências gregas <ul><li>Na arquitetura: imitação da planta dos templos retangulares e circulares; na basílica romana...
Uma arte inovadora <ul><li>Inicialmente, Roma copiou com rigor as formas e os tipos de arte grega, mas, após o século II a...
As características da arquitetura romana <ul><li>Utilidade </li></ul><ul><li>Grandeza </li></ul><ul><li>Solidez </li></ul>...
Materiais utilizados <ul><li>Tradicionais: pedra, mármore, tijolo, madeira </li></ul><ul><li>Inovadores: opus caementicium...
Materiais utilizados Opus caementicium
Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos
Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos  Pedras pequenas...
Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos  Pedras pequenas...
Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos  Silhares de ped...
Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos  Ladrilhos cozid...
Opus incertum
Opus quadratum
 
Novos sistemas construtivos Arco de volta perfeita Arcadas Abóbadas Cúpulas
Novos sistemas construtivos
Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Aperfeiçoamento dos conhecimentos de orografia e topografia </li></ul><ul><l...
Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Aperfeiçoamento dos conhecimentos de orografia e topografia </li></ul>
Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Ténicas de terraplenagem </li></ul><ul><li>Processos de embasamento e de sup...
Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Invenção de cofragens (dispositivo amovível de madeira destinado a conter as...
Técnicas e instrumentos de engenharia
Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Utilização de grampos de metal para fortalecer as juntas entre os blocos de ...
Barroquismo da decoração <ul><li>Exagero ornamental </li></ul><ul><li>Utilização das ordens arquitetónicas sem função estr...
Barroquismo  da decoração <ul><li>Da esquerda para a direita: </li></ul><ul><li>Ordem toscana e dórica </li></ul><ul><li>o...
Vitrúvio <ul><li>Marcos Vitrúvio Polião , em latim  Marcus Vitruvius Pollio , foi um engenheiro e arquitecto romano que vi...
FIM
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Arquitetura romana i

22.575 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
34 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
22.575
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.662
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
34
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arquitetura romana i

  1. 1. A arquitetura romana I
  2. 2. As influências etruscas <ul><li>Conhecimentos sobre urbanismo e arquitetura: </li></ul><ul><li>Construção de cidades muralhadas com traçado retilíneo </li></ul><ul><li>Construção de pontes, túneis, esgotos e estradas </li></ul><ul><li>Edificação de templos com pódio, pórtico com colunas de madeira, cella,proporções quase quadradas e paredes de tijolo cru. </li></ul>
  3. 3. As influências gregas <ul><li>Na arquitetura: imitação da planta dos templos retangulares e circulares; na basílica romana, fruto de transformações de edifícios helénicos; e na domus que, partindo do peristilo grego, o envolveu com um núcleo residencial </li></ul><ul><li>Na decoração arquitetónica: com a utilização das ordens gregas típicas, unicamente como elementos decorativos </li></ul><ul><li>No urbanismo: da acrópole e da ágora gregas os romanos passaram para o capitólio e o fórum, fazendo repousar os seus planos urbanos nos modelos helenísticos. </li></ul>
  4. 4. Uma arte inovadora <ul><li>Inicialmente, Roma copiou com rigor as formas e os tipos de arte grega, mas, após o século II a.c., essa cópia perdeu fidedignidade e os modelos gregos começaram a aparecer associados ou adaptados a formas e estruturas inovadoras. Roma havia tomado consciência da sua originalidade e procurava uma arte própria, o que se concretizou no aparecimento das primeiras tipologias arquitetónicas, nos retratos realistas e no relevo historiado. </li></ul><ul><li>O Alto Império ( de 27 a.c. a 192 d.c.) foi o período de ouro da arte romana, aquele em que os artistas revelaram maior criatividade e originalidade. Os melhores exemplos encontram-se nas grandes obras públicas, de carácter monumental, levadas a cabo pelas famílias imperiais como a de Augusto, a dos Júlios- Cláudios, a dos Flávios e a dos Antoninos. </li></ul><ul><li>Ana Lídia Pinto, in “História da Cultura e das Artes”, Porto Editora, 1ª parte, p. 105 </li></ul>
  5. 5. As características da arquitetura romana <ul><li>Utilidade </li></ul><ul><li>Grandeza </li></ul><ul><li>Solidez </li></ul><ul><li>Poder e força </li></ul><ul><li>Materiais utilizados </li></ul><ul><li>Novos sistemas construtivos </li></ul><ul><li>Técnicas e instrumentos de engenharia </li></ul><ul><li>Barroquismo da decoração </li></ul>
  6. 6. Materiais utilizados <ul><li>Tradicionais: pedra, mármore, tijolo, madeira </li></ul><ul><li>Inovadores: opus caementicium (argamassa de cal e areia, pedaços de calcário, pozolana, cascalho e restos de materiais cerâmicos), semelhante ao cimento, tornou a construção mais rápida e económica </li></ul>
  7. 7. Materiais utilizados Opus caementicium
  8. 8. Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos
  9. 9. Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos Pedras pequenas com revestimento exterior regular, feito com pequenas pirâmides de calcário cunhadas na parede com a base para fora
  10. 10. Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos Pedras pequenas e irregulares unidas por argamassa
  11. 11. Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos Silhares de pedra aparelhada, sobrepostos sem argamassa, cuja coesão se garante pela colocação de grampos metálicos
  12. 12. Opus incertum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus Recticulatum Opus Quadratum Opus testaceum Paramentos Ladrilhos cozidos dispostos de modo a fazer desenhos quadrados ou triangulares
  13. 13. Opus incertum
  14. 14. Opus quadratum
  15. 16. Novos sistemas construtivos Arco de volta perfeita Arcadas Abóbadas Cúpulas
  16. 17. Novos sistemas construtivos
  17. 18. Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Aperfeiçoamento dos conhecimentos de orografia e topografia </li></ul><ul><li>Ténicas de terraplenagem </li></ul><ul><li>Processos de embasamento e de suporte </li></ul><ul><li>Invenção de cofragens (dispositivo amovível de madeira destinado a conter as massas de betão fresco) e cimbres (armação de madeira que molda os arcos ou abóbadas) </li></ul><ul><li>Utilização de grampos de metal para fortalecer as juntas entre os blocos de pedra </li></ul>
  18. 19. Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Aperfeiçoamento dos conhecimentos de orografia e topografia </li></ul>
  19. 20. Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Ténicas de terraplenagem </li></ul><ul><li>Processos de embasamento e de suporte </li></ul>
  20. 21. Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Invenção de cofragens (dispositivo amovível de madeira destinado a conter as massas de betão fresco) e cimbres (armação de madeira que molda os arcos ou abóbadas) </li></ul>
  21. 22. Técnicas e instrumentos de engenharia
  22. 23. Técnicas e instrumentos de engenharia <ul><li>Utilização de grampos de metal para fortalecer as juntas entre os blocos de pedra </li></ul>
  23. 24. Barroquismo da decoração <ul><li>Exagero ornamental </li></ul><ul><li>Utilização das ordens arquitetónicas sem função estrutural, apenas como elementos decorativos; </li></ul><ul><li>modificação das ordens nas proporções e nas formas </li></ul><ul><li>Criação de duas ordens; a toscana e a compósita </li></ul><ul><li>as mais utilizadas foram a coríntia e a compósita </li></ul>
  24. 25. Barroquismo da decoração <ul><li>Da esquerda para a direita: </li></ul><ul><li>Ordem toscana e dórica </li></ul><ul><li>ordem jónica e jónica moderna </li></ul><ul><li>ordem coríntia e compósita </li></ul>
  25. 26. Vitrúvio <ul><li>Marcos Vitrúvio Polião , em latim Marcus Vitruvius Pollio , foi um engenheiro e arquitecto romano que viveu no séc.I a.C. e deixou como legado a sua obra em 10 volumes, aos quais deu o nome de De Architectura (aprox. 40 a.C.) que constitui o único tratado europeu do período greco-romano que chegou aos nossos dias e serviu de fonte de inspiração a diversos textos sobre construções, obras hidráulicas e arquitectónicas desde a época do renascimento. </li></ul>Os seus padrões de proporções e os seus princípios arquitectónicos: utilitas , venustas e firmitas (utilidade, beleza e solidez), inauguraram a base teórica da arquitectura clássica.
  26. 27. FIM

×