A historia da_arte

3.097 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.097
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.107
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A historia da_arte

  1. 1. A HISTÓRIA DA ARTE
  2. 2. Papa Inocêncio X, Diego Vélasquez, 1649-1650 Estudo a partir do Papa Inocêncio X de Vélasquez, Francis Bacon, 1953
  3. 3. OBRA DE ARTE Virtuosismo expressivo do artista Visão particular da realidade Arte indissociável da História Objecto de estudo da História da Arte
  4. 4. FUNÇÃO DA HISTÓRIA DA ARTE Pesquisa histórica sobre a obra e o artista Interpretação das suas criações artísticas
  5. 5. ESTUDO DA OBRA DE ARTE CARACTERIZAÇÃO morfológica técnica iconográfica iconológica Propriedades dos traços e das formas Processos, materiais e instrumentos Assuntos, temas e motivos Significados simbólicos e alegóricos das imagens CARACTERIZAÇÃO morfológica técnica iconográfica iconológica Propriedades dos traços e das formas Processos, materiais e instrumentos Assuntos, temas e motivos Significados simbólicos e alegóricos das imagens
  6. 6. TAREFAS DO HISTORIADOR DA ARTE Investigação da identidade da obra + Enquadramento no contexto autor data local histórico social cultural Recriação estética da obra (reconstituição do que representa e evidencia, projectando significados e sentidos que enriqueçam o acto de apreciação e fruição da obra)
  7. 7. CONTRIBUTOS O arqueólogo dedica-se a recolher e a identificar os objectos e monumentos de uma dada civilização ou época para fazer dessas peças testemunhos e documentos históricos, tenham elas ou não valor artístico O museólogo tem uma formação pluridisciplinar e tem a função de estudar, conservar e expor didacticamente objectos do passado, artísticos ou não.
  8. 8. CONTRIBUTOS O restaurador procura proteger e conservar as produções artísticas do passado, contra os danos do tempo e dos homens. O psicólogo da arte surgiu a partir de Freud, no séc. XIX, ao tentar descobrir a psicologia dos artistas, e da sociedade em que viveram, através da análise das suas obras de arte. O objecto de estudo do psicólogo não é a obra de arte em si, mas a vida do artista.
  9. 9. CONTRIBUTOS O sociólogo da arte acredita que é o meio social que determina as formas de pensamento e a produção artística de cada sociedade. O sociólogo não privilegia a arte perante as outras manifestações da actividade humana, mas reconhece que a leitura das obras de arte abre campos únicos de estudo.
  10. 10. CONTRIBUTOS O crítico de arte é aquele que, de uma forma geral, se aproveita das obras de arte para extrair conclusões de ordem cultural. Nos nossos dias o crítico de arte comum comenta a linha de produção dos artistas, o seu nível técnico e as suas opções estéticas, contribuindo para a formação da opinião pública. O crítico de arte também pode promover a mediocridade e arruinar talentos.
  11. 11. FIM

×