SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Foi um matemático físico e inventor grego um dos mais importantes cientistas e matemáticos da Antiguidade e um dos maiores de todos os tempos. Formador: Alberto Casaca            Formanda: Graça Fernandes
Fez descobertas importantes em geometria e matemática, como por exemplo um método para calcular o número pi etambém o primeiro caso conhecido do cálculo da soma de uma série infinita.  Principais descobertas
Inventou ainda vários tipos de máquinas, quer para uso militar, quer para uso civil. No campo da Física contribuiu para a fundação da Hidróstatica tendo feito, entre outras descobertas, o famoso princípio que leva o seu nome. Descobertas máquinas
Descobriu ainda o princípio da alavanca e a ele é atribuída a citação: "Dêem-me uma alavanca e um ponto de apoio e eu moverei o mundo". Hoje conhecemos muito pouco sobre a vida de Arquimedes e sobre a sua obra já que muitos dos documentos originais foram destruídos.  Principais descobertas
No entanto os romanos tinham muita admiração por ele e alguns historiadores deixaram textos em que descreviam aquilo que na sua época ainda se conhecia sobre a sua vida e obra de Arquimedes. A SUA OBRA
Apesar de que muitos desses textos são sobretudo lendas, o pouco que se sabe sobre Arquimedes teve uma importância decisiva no surgimento da ciência moderna, tendo influenciado, entre outros, Galileu Galilei e Newton. AS LENDAS
A sua descoberta mais famosa em Física foi a lei que explica porque um corpo pode flutuar num fluído. Diz a lenda, provavelmente exagerada, que Arquimedes descobriu essa lei durante o banho e ficou tão excitado com a descoberta que saiu nú pelas ruas gritando "Eureka", isto é, "achei”. Descoberta  Física
Arquimedes nasceu em 287 a.C., em Siracusa, na Sicília, que nessa época fazia parte da Grécia. Estudou matemática em Alexandria e provavelmente conheceu Euclides. Durante toda sua vida, Arquimedes dedicou-se tanto à Matemática quanto à Física e à engenharia.  Nasceu em Siracusa
Quando jovem, estudou em Alexandria, o centro do saber da época, com Cônon, um dos discípulos de Euclides. Embora na antiguidade não houvesse clara distinção. Os seus estudos
Arquimedes destacou-se ao longo da sua vida principalmente como inventor e matemático. Cientista matemático
No tratado "Sobre as Medidas do Círculo", Arquimedes inscreveu e circunscreveu num círculo um polígono de 96 lados e obteve a fórmula para o cálculo da área do círculo e, por muitos séculos, o mais acertado valor. Criações matemáticas
Após a tomada de Siracusa durante a segunda guerra púnida, cerca do ano 212 foi morto por engano por um soldado romano, apesar dos soldados terem ordens explícitas para defendê-lo, já que os romanos tinham uma enorme admiração por ele. Arquimedes Morto
Diz-se que quando os soldados romanos invadiram a praia de Siracusa, encontraram um velho senhor - o próprio Arquimedes - desenhando círculos na areia. Morto por engano
Sem imaginar que esse era o génio responsável pela criação das poderosas armas sicilianas, assassinaram-no quando ele se negou a obedecer a suas ordens, porque não queria ver perturbado o raciocínio que seguia nesse momento. Soldados Romanos
De acordo com o seu desejo, a sua sepultura foi decorada com o desenho de uma esfera dentro de um cilindro, que fazia parte de uma das suas demonstrações matemáticas favoritas. Foi Sepultado
Do Equilíbrio dos Planos Dos Flutuantes O Arenário Da Quadratura da Parábola Da Esfera e do Cilindro Da Medida do Círculo Dos Conóides e Esferóides Das Espirais Lemas Do Método Relativo aos Teoremas Mecânicos As principais obras de Arquimedes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Massa volúmica
Massa volúmicaMassa volúmica
Massa volúmicaLuis Pedro
 
História Da Matemática
História Da MatemáticaHistória Da Matemática
História Da Matemáticarobesul
 
Selos/Instrumentos Náuticos dos Descobrimentos Portugueses
Selos/Instrumentos Náuticos dos Descobrimentos PortuguesesSelos/Instrumentos Náuticos dos Descobrimentos Portugueses
Selos/Instrumentos Náuticos dos Descobrimentos PortuguesesJosé Alemão
 
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria isabelrorig
 
O mundo sob a ótica da Geometria
O mundo sob a ótica da GeometriaO mundo sob a ótica da Geometria
O mundo sob a ótica da GeometriaWanderley Pivat
 
Quem foi ptlomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptlomeu e quais suas contribuições à trigonometria  Quem foi ptlomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptlomeu e quais suas contribuições à trigonometria isabelrorig
 
Quem é lázaro coutinho
Quem é lázaro coutinhoQuem é lázaro coutinho
Quem é lázaro coutinhoJornalJM
 
Quem foi hiparco e quais suas contribuições à trigonometria.
Quem foi hiparco e quais suas contribuições  à trigonometria. Quem foi hiparco e quais suas contribuições  à trigonometria.
Quem foi hiparco e quais suas contribuições à trigonometria. isabelrorig
 
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria isabelrorig
 
Projeto unificado ll , 1ª etapa (a história das catapultas )
Projeto unificado ll , 1ª etapa (a história das catapultas )Projeto unificado ll , 1ª etapa (a história das catapultas )
Projeto unificado ll , 1ª etapa (a história das catapultas )Lowrrayny Franchesca
 
História da Geometria
História da GeometriaHistória da Geometria
História da GeometriaMaria Campos
 
Aula tales de mileto
Aula tales de miletoAula tales de mileto
Aula tales de miletolucianemolon
 
Teorema de tales
Teorema de talesTeorema de tales
Teorema de talesAirin A.
 

Mais procurados (19)

Arquimedes
ArquimedesArquimedes
Arquimedes
 
Astrolábio
AstrolábioAstrolábio
Astrolábio
 
Massa volúmica
Massa volúmicaMassa volúmica
Massa volúmica
 
História Da Matemática
História Da MatemáticaHistória Da Matemática
História Da Matemática
 
Selos/Instrumentos Náuticos dos Descobrimentos Portugueses
Selos/Instrumentos Náuticos dos Descobrimentos PortuguesesSelos/Instrumentos Náuticos dos Descobrimentos Portugueses
Selos/Instrumentos Náuticos dos Descobrimentos Portugueses
 
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
 
O mundo sob a ótica da Geometria
O mundo sob a ótica da GeometriaO mundo sob a ótica da Geometria
O mundo sob a ótica da Geometria
 
501
501501
501
 
Quem foi ptlomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptlomeu e quais suas contribuições à trigonometria  Quem foi ptlomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptlomeu e quais suas contribuições à trigonometria
 
Instrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticosInstrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticos
 
Quem é lázaro coutinho
Quem é lázaro coutinhoQuem é lázaro coutinho
Quem é lázaro coutinho
 
Quem foi hiparco e quais suas contribuições à trigonometria.
Quem foi hiparco e quais suas contribuições  à trigonometria. Quem foi hiparco e quais suas contribuições  à trigonometria.
Quem foi hiparco e quais suas contribuições à trigonometria.
 
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
Quem foi ptolomeu e quais suas contribuições à trigonometria
 
Tales de Mileto
Tales de MiletoTales de Mileto
Tales de Mileto
 
Aula Tales De Mileto
Aula   Tales De MiletoAula   Tales De Mileto
Aula Tales De Mileto
 
Projeto unificado ll , 1ª etapa (a história das catapultas )
Projeto unificado ll , 1ª etapa (a história das catapultas )Projeto unificado ll , 1ª etapa (a história das catapultas )
Projeto unificado ll , 1ª etapa (a história das catapultas )
 
História da Geometria
História da GeometriaHistória da Geometria
História da Geometria
 
Aula tales de mileto
Aula tales de miletoAula tales de mileto
Aula tales de mileto
 
Teorema de tales
Teorema de talesTeorema de tales
Teorema de tales
 

Destaque

Destaque (20)

Historia matematica arquimedes atual
Historia matematica arquimedes   atualHistoria matematica arquimedes   atual
Historia matematica arquimedes atual
 
Biblioteca de alexandria
Biblioteca de alexandriaBiblioteca de alexandria
Biblioteca de alexandria
 
Euclides de alexandria
Euclides de alexandriaEuclides de alexandria
Euclides de alexandria
 
Personalidades
PersonalidadesPersonalidades
Personalidades
 
Artigo de divulgação científica: Euclides de Alexandria
Artigo de divulgação científica: Euclides de AlexandriaArtigo de divulgação científica: Euclides de Alexandria
Artigo de divulgação científica: Euclides de Alexandria
 
Apolônio de Tiana
Apolônio de TianaApolônio de Tiana
Apolônio de Tiana
 
filosofia helenica
filosofia helenicafilosofia helenica
filosofia helenica
 
Trabalho nº1
 Trabalho nº1 Trabalho nº1
Trabalho nº1
 
Euclides - Vitória
Euclides - VitóriaEuclides - Vitória
Euclides - Vitória
 
A nova astronomia
A nova astronomiaA nova astronomia
A nova astronomia
 
Parafuso de arquimedes
Parafuso de arquimedesParafuso de arquimedes
Parafuso de arquimedes
 
Cônicas - Elipse
Cônicas - ElipseCônicas - Elipse
Cônicas - Elipse
 
Ágora - Alexandria (Resenha Crítica)
Ágora -  Alexandria (Resenha Crítica)Ágora -  Alexandria (Resenha Crítica)
Ágora - Alexandria (Resenha Crítica)
 
Arquimedes
ArquimedesArquimedes
Arquimedes
 
Euclides
EuclidesEuclides
Euclides
 
Modelo Slide Power Point
Modelo Slide Power PointModelo Slide Power Point
Modelo Slide Power Point
 
fisica 2 - principio de arquimedes
fisica 2 - principio de arquimedesfisica 2 - principio de arquimedes
fisica 2 - principio de arquimedes
 
Escolas Helenísticas
Escolas HelenísticasEscolas Helenísticas
Escolas Helenísticas
 
Epicurismo 11 11-13
Epicurismo 11 11-13Epicurismo 11 11-13
Epicurismo 11 11-13
 
Filosofia 22 mp
Filosofia 22 mpFilosofia 22 mp
Filosofia 22 mp
 

Semelhante a Arquimedes - Graça

10 matemáticos famosos.docx
10 matemáticos famosos.docx10 matemáticos famosos.docx
10 matemáticos famosos.docxJoanaReis24
 
O Velho Modelo De Mundo
O Velho Modelo De MundoO Velho Modelo De Mundo
O Velho Modelo De MundoGui Cadorim
 
9o. ano dom Pedro II -O fotográfo-
9o. ano  dom Pedro II -O fotográfo-9o. ano  dom Pedro II -O fotográfo-
9o. ano dom Pedro II -O fotográfo-ArtesElisa
 
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev)   anonimoA epopéia de gilgamesh (rev)   anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimoProfadriano01
 
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev)   anonimoA epopéia de gilgamesh (rev)   anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimoProfadriano01
 
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev)   anonimoA epopéia de gilgamesh (rev)   anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimoProfadriano01
 
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev)   anonimoA epopéia de gilgamesh (rev)   anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimoProfadriano01
 
A EpopéIa De Gilgamesh (Rev) Anonimo
A EpopéIa De Gilgamesh (Rev)   AnonimoA EpopéIa De Gilgamesh (Rev)   Anonimo
A EpopéIa De Gilgamesh (Rev) AnonimoWillian Papp
 
HistóRia Da MatemáTica
HistóRia Da MatemáTicaHistóRia Da MatemáTica
HistóRia Da MatemáTicarobesul
 
A epopeia de_gilgamesh
A epopeia de_gilgameshA epopeia de_gilgamesh
A epopeia de_gilgameshMe
 

Semelhante a Arquimedes - Graça (20)

Arquimedes
 Arquimedes   Arquimedes
Arquimedes
 
10 matemáticos famosos.docx
10 matemáticos famosos.docx10 matemáticos famosos.docx
10 matemáticos famosos.docx
 
Alexandria
AlexandriaAlexandria
Alexandria
 
A biblioteca de alexandria
A biblioteca de alexandriaA biblioteca de alexandria
A biblioteca de alexandria
 
PublicaçãO1
PublicaçãO1PublicaçãO1
PublicaçãO1
 
PublicaçãO1
PublicaçãO1PublicaçãO1
PublicaçãO1
 
PublicaçãO1
PublicaçãO1PublicaçãO1
PublicaçãO1
 
Leucipo e Arquimedes
Leucipo e ArquimedesLeucipo e Arquimedes
Leucipo e Arquimedes
 
O Velho Modelo De Mundo
O Velho Modelo De MundoO Velho Modelo De Mundo
O Velho Modelo De Mundo
 
9o. ano dom Pedro II -O fotográfo-
9o. ano  dom Pedro II -O fotográfo-9o. ano  dom Pedro II -O fotográfo-
9o. ano dom Pedro II -O fotográfo-
 
Flutuação
FlutuaçãoFlutuação
Flutuação
 
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev)   anonimoA epopéia de gilgamesh (rev)   anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
 
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev)   anonimoA epopéia de gilgamesh (rev)   anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
 
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev)   anonimoA epopéia de gilgamesh (rev)   anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
 
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev)   anonimoA epopéia de gilgamesh (rev)   anonimo
A epopéia de gilgamesh (rev) anonimo
 
A EpopéIa De Gilgamesh (Rev) Anonimo
A EpopéIa De Gilgamesh (Rev)   AnonimoA EpopéIa De Gilgamesh (Rev)   Anonimo
A EpopéIa De Gilgamesh (Rev) Anonimo
 
HistóRia Da MatemáTica
HistóRia Da MatemáTicaHistóRia Da MatemáTica
HistóRia Da MatemáTica
 
Arquimedes
ArquimedesArquimedes
Arquimedes
 
A epopeia de_gilgamesh
A epopeia de_gilgameshA epopeia de_gilgamesh
A epopeia de_gilgamesh
 
Egito
EgitoEgito
Egito
 

Mais de Alberto Casaca

Pitágoras - Miguel, Rúben, Davide Espadinha, Jose Miguel
Pitágoras - Miguel, Rúben, Davide Espadinha, Jose MiguelPitágoras - Miguel, Rúben, Davide Espadinha, Jose Miguel
Pitágoras - Miguel, Rúben, Davide Espadinha, Jose MiguelAlberto Casaca
 
Pitágoras - Mauro, Rui
Pitágoras - Mauro, RuiPitágoras - Mauro, Rui
Pitágoras - Mauro, RuiAlberto Casaca
 
Pitágoras - Davide Albano, Luiz, Daniel
Pitágoras - Davide Albano, Luiz, DanielPitágoras - Davide Albano, Luiz, Daniel
Pitágoras - Davide Albano, Luiz, DanielAlberto Casaca
 
Pitágoras - Paulo Prata
Pitágoras - Paulo PrataPitágoras - Paulo Prata
Pitágoras - Paulo PrataAlberto Casaca
 
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Teresa, Nair, João Coe...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Teresa, Nair, João Coe...Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Teresa, Nair, João Coe...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Teresa, Nair, João Coe...Alberto Casaca
 
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...Alberto Casaca
 
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...Alberto Casaca
 
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Bruno, César, Glória, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Bruno, César, Glória, ...Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Bruno, César, Glória, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Bruno, César, Glória, ...Alberto Casaca
 
Trabalho Dia Internacional Pessoa com Deficiência - Tiago - nee-tiago-quimze-...
Trabalho Dia Internacional Pessoa com Deficiência - Tiago - nee-tiago-quimze-...Trabalho Dia Internacional Pessoa com Deficiência - Tiago - nee-tiago-quimze-...
Trabalho Dia Internacional Pessoa com Deficiência - Tiago - nee-tiago-quimze-...Alberto Casaca
 
Tarefa Exploracao Numeros
Tarefa Exploracao NumerosTarefa Exploracao Numeros
Tarefa Exploracao NumerosAlberto Casaca
 
Albert Einstein - Paulo
Albert Einstein - PauloAlbert Einstein - Paulo
Albert Einstein - PauloAlberto Casaca
 

Mais de Alberto Casaca (20)

Pitágoras - Miguel, Rúben, Davide Espadinha, Jose Miguel
Pitágoras - Miguel, Rúben, Davide Espadinha, Jose MiguelPitágoras - Miguel, Rúben, Davide Espadinha, Jose Miguel
Pitágoras - Miguel, Rúben, Davide Espadinha, Jose Miguel
 
Pitágoras - Mauro, Rui
Pitágoras - Mauro, RuiPitágoras - Mauro, Rui
Pitágoras - Mauro, Rui
 
Pitágoras - Davide Albano, Luiz, Daniel
Pitágoras - Davide Albano, Luiz, DanielPitágoras - Davide Albano, Luiz, Daniel
Pitágoras - Davide Albano, Luiz, Daniel
 
Pitágoras - Paulo Prata
Pitágoras - Paulo PrataPitágoras - Paulo Prata
Pitágoras - Paulo Prata
 
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Teresa, Nair, João Coe...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Teresa, Nair, João Coe...Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Teresa, Nair, João Coe...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Teresa, Nair, João Coe...
 
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
 
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Rute, Paula Carapeta, ...
 
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Bruno, César, Glória, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Bruno, César, Glória, ...Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Bruno, César, Glória, ...
Trabalho Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Bruno, César, Glória, ...
 
Trabalho Dia Internacional Pessoa com Deficiência - Tiago - nee-tiago-quimze-...
Trabalho Dia Internacional Pessoa com Deficiência - Tiago - nee-tiago-quimze-...Trabalho Dia Internacional Pessoa com Deficiência - Tiago - nee-tiago-quimze-...
Trabalho Dia Internacional Pessoa com Deficiência - Tiago - nee-tiago-quimze-...
 
Tarefa Caixa Bombons
Tarefa Caixa BombonsTarefa Caixa Bombons
Tarefa Caixa Bombons
 
Tarefa Exploracao Numeros
Tarefa Exploracao NumerosTarefa Exploracao Numeros
Tarefa Exploracao Numeros
 
Areas
AreasAreas
Areas
 
Figuras - Solidos
Figuras - SolidosFiguras - Solidos
Figuras - Solidos
 
Compras Credito
Compras CreditoCompras Credito
Compras Credito
 
Matemática - Pi
Matemática - PiMatemática - Pi
Matemática - Pi
 
Workshop Matemática
Workshop MatemáticaWorkshop Matemática
Workshop Matemática
 
John Napier - Carla
John Napier - CarlaJohn Napier - Carla
John Napier - Carla
 
Kurt Godel - Beatriz
Kurt Godel - BeatrizKurt Godel - Beatriz
Kurt Godel - Beatriz
 
Albert Einstein - Paulo
Albert Einstein - PauloAlbert Einstein - Paulo
Albert Einstein - Paulo
 
Euler - Nelson
Euler - NelsonEuler - Nelson
Euler - Nelson
 

Último

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadodanieligomes4
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 

Último (20)

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 

Arquimedes - Graça

  • 1. Foi um matemático físico e inventor grego um dos mais importantes cientistas e matemáticos da Antiguidade e um dos maiores de todos os tempos. Formador: Alberto Casaca Formanda: Graça Fernandes
  • 2. Fez descobertas importantes em geometria e matemática, como por exemplo um método para calcular o número pi etambém o primeiro caso conhecido do cálculo da soma de uma série infinita. Principais descobertas
  • 3. Inventou ainda vários tipos de máquinas, quer para uso militar, quer para uso civil. No campo da Física contribuiu para a fundação da Hidróstatica tendo feito, entre outras descobertas, o famoso princípio que leva o seu nome. Descobertas máquinas
  • 4. Descobriu ainda o princípio da alavanca e a ele é atribuída a citação: "Dêem-me uma alavanca e um ponto de apoio e eu moverei o mundo". Hoje conhecemos muito pouco sobre a vida de Arquimedes e sobre a sua obra já que muitos dos documentos originais foram destruídos. Principais descobertas
  • 5. No entanto os romanos tinham muita admiração por ele e alguns historiadores deixaram textos em que descreviam aquilo que na sua época ainda se conhecia sobre a sua vida e obra de Arquimedes. A SUA OBRA
  • 6. Apesar de que muitos desses textos são sobretudo lendas, o pouco que se sabe sobre Arquimedes teve uma importância decisiva no surgimento da ciência moderna, tendo influenciado, entre outros, Galileu Galilei e Newton. AS LENDAS
  • 7. A sua descoberta mais famosa em Física foi a lei que explica porque um corpo pode flutuar num fluído. Diz a lenda, provavelmente exagerada, que Arquimedes descobriu essa lei durante o banho e ficou tão excitado com a descoberta que saiu nú pelas ruas gritando "Eureka", isto é, "achei”. Descoberta Física
  • 8. Arquimedes nasceu em 287 a.C., em Siracusa, na Sicília, que nessa época fazia parte da Grécia. Estudou matemática em Alexandria e provavelmente conheceu Euclides. Durante toda sua vida, Arquimedes dedicou-se tanto à Matemática quanto à Física e à engenharia. Nasceu em Siracusa
  • 9. Quando jovem, estudou em Alexandria, o centro do saber da época, com Cônon, um dos discípulos de Euclides. Embora na antiguidade não houvesse clara distinção. Os seus estudos
  • 10. Arquimedes destacou-se ao longo da sua vida principalmente como inventor e matemático. Cientista matemático
  • 11. No tratado "Sobre as Medidas do Círculo", Arquimedes inscreveu e circunscreveu num círculo um polígono de 96 lados e obteve a fórmula para o cálculo da área do círculo e, por muitos séculos, o mais acertado valor. Criações matemáticas
  • 12. Após a tomada de Siracusa durante a segunda guerra púnida, cerca do ano 212 foi morto por engano por um soldado romano, apesar dos soldados terem ordens explícitas para defendê-lo, já que os romanos tinham uma enorme admiração por ele. Arquimedes Morto
  • 13. Diz-se que quando os soldados romanos invadiram a praia de Siracusa, encontraram um velho senhor - o próprio Arquimedes - desenhando círculos na areia. Morto por engano
  • 14. Sem imaginar que esse era o génio responsável pela criação das poderosas armas sicilianas, assassinaram-no quando ele se negou a obedecer a suas ordens, porque não queria ver perturbado o raciocínio que seguia nesse momento. Soldados Romanos
  • 15. De acordo com o seu desejo, a sua sepultura foi decorada com o desenho de uma esfera dentro de um cilindro, que fazia parte de uma das suas demonstrações matemáticas favoritas. Foi Sepultado
  • 16. Do Equilíbrio dos Planos Dos Flutuantes O Arenário Da Quadratura da Parábola Da Esfera e do Cilindro Da Medida do Círculo Dos Conóides e Esferóides Das Espirais Lemas Do Método Relativo aos Teoremas Mecânicos As principais obras de Arquimedes