Tecnologia de aplicação de insumos líquidos (Grupo 1)

2.864 visualizações

Publicada em

Autores:

Kleber Souza
Ana Carolina
Danylo Douglas
Douglas Gomes
Lucas Ribeiro
Diego Januário

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.864
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
153
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tecnologia de aplicação de insumos líquidos (Grupo 1)

  1. 1. TÓPICO ESPECIAL EM AGRICULTURA DE PRECISÃOTecnologia de Aplicação de Insumos Líquidos GRUPO: Kleber Souza Ana Carolina Danylo Douglas Douglas Gomes Lucas Ribeiro Diego Januário
  2. 2. TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO DE INSUMOS LÍQUIDOSA tecnologia de aplicação não se resumeapenas ao ato de aplicar o produto, mas sim nainteração entre vários fatores (cultura, praga,doença, planta invasora, produto, equipamentoe ambiente) buscando um controle eficiente,com custo baixo e mínima contaminaçãoambiental.
  3. 3. PULVERIZAÇÃOOs sistemas de pulverização hidráulicoconvencionais utilizados baseiam-se na quebradas gotas pela pressão hidráulica e nadeposição do produto no alvo pela gravidade.
  4. 4. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICAEsta técnica consiste em transferir cargaselétricas ás gotas que, quando se aproximamdo objeto aterrado (planta), com cargascontrárias ás suas, são fortemente atraídaspelo referido objeto.
  5. 5. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICATipos de Pulverização Eletrostática:-Método de carregamento da coroa: alta voltagemna ponta de pulverização, produz íons negativos e positivos;-Método de carregamento por contato: consistena transferência de carga para a gota, através de seu contatodireto com um elevada voltagem;-Método de carregamento por indução:consiste no uso de um campo elétrico paracarregar negativamente as gotas e utiliza altofluxo de ar.
  6. 6. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICAO resultado é que as gotas eletricamentecarregadas têm uma força de atração 75 vezes(gotas de aprox. 30 mícrons) maior que a forçada gravidade.
  7. 7. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICAFUNCIONAMENTO:• Entrada de Ar e Líquido separadamente• Impacto Ar e Líquido (Gerando Gotas)• Eletrodo• Spray carregado Fonte: MAX CHARGE
  8. 8. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICAINTERFERÊNCIA DO CLIMAHUSSAIN & MOSSER (1986) estudaram oefeito da Umidade Relativa do Ar sobre apulverização eletrostática e concluíramque, a umidade muito alta prejudicaria ocarregamento elétrico das gotas.A umidade relativa do ar ideal situa-se emtorno de 60%.
  9. 9. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICAPulverizadores debarras com sistemade Pulverizaçãoeletrostática.
  10. 10. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICANo trabalho de SOARES, BRENNER F.- quecomparou os sistemas de pulverização(Convencional e Eletrostática) apresentourendimento e eficiência superiores aoconvencional, tanto para distribuição deproduto pela superfície foliar como para adeposição do produto na cultura.DEPOSIÇÃO: 121,5% mais resíduos para a mesmaquantidade de produto aplicado.
  11. 11. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICA
  12. 12. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICAA pulverização eletrostática é tida comouma das mais eficientes, uma vez quepossui vantagens sobre outras técnicas depulverizar o alvo por todos os lados,podendo chegar a 95% de eficiência deaplicação. Com seu uso e proteçãoadequados, é um sistema extremamenteseguro (HANRAHAN, 1993).
  13. 13. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICA CONCLUSÃO:O uso do sistema de pulverização eletrostáticoapresenta uma eficiência de aplicaçãosignificativamente superior ao convencional, o quepode possibilitar numa diminuição da dosagem dedefensivos aplicados, proporcionando a redução deriscos de contaminação do operador e do meioambiente por estes produtos, como tambémpossibilita a diminuição da quantidade de águautilizada na diluição do defensivo agrícola.
  14. 14. PULVERIZAÇÃO ELETROSTÁTICAREFERÊNCIAS:SOARES, B. F. Desempenho Operacional de uma Ponteira dePulverização Eletrostática para Tratamento Fitossanitário da Cultura doAlgodoeiro. 2001.EMBRAPA (2012). Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária- BocalEletrostático. Disponível em:<http://www.cnpma.embrapa.br/novidades/bocal _eletro.html.> Acessoem 27/10/2012HANRAHAN, M. J.- Benefits of electrostatic spraying, In: Journal of WaterBorne Coatings. 1993

×