6 Redação no ENEM

606 visualizações

Publicada em

Aulão do ENEM Cursinho Vitoriano

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
606
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
39
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
203
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6 Redação no ENEM

  1. 1. REDAÇÃO
  2. 2. Redação ANO TEMA 2014 Publicidade infantil em questão no Brasil 2013 Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil 2012 Movimento imigratório para o Brasil no século 21 2011 Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e privado 2010 O trabalho na construção da dignidade humana Texto dissertativo-argumentativo
  3. 3. O texto dissertativo-argumentativo DISSERTATIVO: expõe uma ideia/tese de modo progressivo ARGUMENTATIVO: apresenta justificativas para um posicionamento DISCUSSÃO DE PROBLEMAS CONTROVERSOS
  4. 4. A estrutura da redação no ENEM TEMA TESE ARGUMENTOS PROPOSTA DE INTERVENÇÃO INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO CONCLUSÃO
  5. 5. Tipos de argumento Argumento de autoridade Ex.: “Segundo o geógrafo Milton Santos, a informação é violenta.” Argumento por exemplificação “O uso de ídolos infantis, desenhos animados e trilhas sonoras induzem a criança a relacionar seus gostos a vários produtos. Dessa maneira, as indústrias acabam compartilhando seus espaços; como exemplo as bonecas Monster High fazendo propaganda para o fast food Mc Donalds.”
  6. 6. Argumento por dado concreto “Prova disso são os dados da UNESCO afirmarem que cerca de 85% das crianças preferirem se divertir com os objetos divulgados nas propagandas, tornando notório que a relação entre ser humano e consumo está “nascendo” desde a infância.” Tipos de argumento
  7. 7. Proposta de intervenção Inovadora Fuga do senso comum Proposta exequível Respeito aos direitos humanos Pobres existem e vivem nas favelas. Temos que acabar com a pobreza. Portanto, devemos explodir as favelas. Postura radical e reacionária
  8. 8. Exemplo: Introdução "A publicidade infantil movimenta bilhões de dólares e é responsável por considerável aumento no número de vendas de produtos e serviços direcionados às crianças. No Brasil, o debate sobre a publicidade infantil representa uma questão que envolve interesses diversos. Nesse contexto, o governo deve regulamentar a veiculação e o conteúdo de campanhas publicitárias voltadas às crianças, pois, do contrário, elas podem ser prejudicadas em sua formação, com prejuízos físicos, psicológicos e emocionais. Apresentação TESE
  9. 9. Exemplo: Desenvolvimento “Em primeiro lugar, nota-se que as propagandas voltadas ao público mais jovem podem influir nos hábitos alimentares, podendo alterar, consequentemente, o desenvolvimento físico e a saúde das crianças. Os brindes que acompanham as refeições infantis ofertados pelas grandes redes de lanchonetes, por exemplo, aumentam o consumo de alimentos muito calóricos e prejudiciais à saúde pelas crianças, interessadas nos prêmios. Esse aumento da ingestão de alimentos pouco saudáveis pode acarretar o surgimento precoce de doenças como a obesidade. Causa Consequência: problemas físicos
  10. 10. Exemplo: Desenvolvimento “Em segundo lugar, observa-se que a publicidade infantil é um estímulo ao consumismo desde a mais tenra idade. O consumo de brinquedos e aparelhos eletrônicos modifica os hábitos comportamentais de muitas crianças que, para conseguir acompanhar as novas brincadeiras dos colegas, pedem presentes cada vez mais caros aos pais. Quando esses não podem compra-los, as crianças podem ser vítimas de piadas maldosas por parte dos outros, podendo também ser excluídas de determinados círculos de amizade, o que prejudica o desenvolvimento emocional e psicológico dela. Causa Consequência: problemas emocionais e psicológicos
  11. 11. Exemplo: Conclusão “Em decorrência disso, cabe ao Governo Federal e ao terceiro setor a tarefa de reverter esse quadro. O terceiro setor – composto por associações que buscam se organizar para conseguir melhorias na sociedade – deve conscientizar, por meio de palestras e grupos de discussão, os pais e os familiares das crianças para que discutam com elas a respeito do consumismo e dos males disso. Por fim, o Estado deve regular os conteúdos veiculados nas campanhas publicitárias, para que essas não tentem convencer pessoas que ainda não têm o senso crítico desenvolvido. Além disso, ele deve multar as empresas publicitárias que não respeitarem suas determinações. Com esses atos, a publicidade infantil deixará de ser tão prejudicial e as crianças brasileiras poderão crescer e se desenvolver de forma mais saudável." Meta Resultado PROPOSTADEINTERVENÇÃO
  12. 12. Avaliação Corretores: 2 avaliadores (+ 1 avaliador em caso de discrepância) Nota: 0 – 1000 (média dos 2 avaliadores) 5 critérios: 0 – 200 pontos cada Discrepância: Diferença de mais de 100 pontos na nota total Diferença de mais de 80 pontos em qualquer um dos critérios
  13. 13. Critérios/Competências Competência 1: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita. DESVIOS MAIS GRAVES: Falta de concordância do verbo com o sujeito (sujeito antes do verbo); Períodos incompletos, truncados, que comprometem a compreensão; Graves problemas de pontuação; Desvios graves de grafia e de acentuação (letra minúscula iniciando frases e nomes de pessoas e lugares); Presença de gíria.
  14. 14. Critérios/Competências Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
  15. 15. Critérios/Competências Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação. Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
  16. 16. Bibliografia INEP. A redação no Enem 2012: guia do participante. 2012. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/downloads/2012/guia_pa rticipante_redacao_enem2012.pdf KÖCHE, V. S.; BOFF, O. M. B.; MARINELLO, A. F. Leitura e produção textual: gêneros textuais do argumentar e expor. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.
  17. 17. REDAÇÃO

×