Eugênio de castro

741 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Eugênio de castro

  1. 1. Coimbra, 4 de março de 1869 — 17 de agosto de 1944
  2. 2. Eugênio de Castro e Almeida é considerado ointrodutor do Simbolismo em Portugal. Licenciou-seem Letras na Universidade de Coimbra e após otérmino do curso ocupou alguns cargos diplomáticos,como professor na mesma universidade. Em Coimbrafoi co-fundador da revista internacional A Arte, ondefoi diretor entre 1895 e 1896, e foi também colaboradordo jornal O Dia.Ele publicou os seus primeiros trabalhos de poesia, em1884, aos 15 anos de idade, atingindo o momento maisalto da sua obra em 1900 com o livro Constança.
  3. 3. Murmúrio de água na clepsidra gotejante,Lentas gotas de som no relógio da torre,Fio de areia na ampulheta vigilante,Leve sombra azulando a pedra do quadrante,Assim se escoa a hora, assim se vive e morre...Homem, que fazes tu? Para quê tanta lida,Tão doidas ambições, tanto ódio e tanta ameaça?Procuremos somente a Beleza, que a vidaÉ um punhado infantil de areia ressequida,Um som de água ou de bronze e uma sombra que passa...
  4. 4. Sua obra pode ser dividida em duas fases: na primeira faseou fase Simbolista, que corresponde a sua produção poéticaaté o final do século XIX, Eugênio de Castro definiualgumas características da Escola Simbolista, como porexemplo o uso de rimas novas e raras, novasmétricas, sinestesias, aliterações e vocabulário mais rico emusical.Na segunda fase ou neoclássica, que corresponde aospoemas escritos já no século XX, vemos um poeta voltado àAntiguidade Clássica e ao passado português, revelandoum certo saudosismo, característico das primeiras décadasdo século XX em Portugal.

×