cartoon de Miguel Torga,
XI Salão Luso-Galaico de Caricatura de Vila Real, 2007
SONHO
Concretização:
Festa de Sta Eufémia
OtíliaLúciaNobre
Baile nos
braços do
namorado
Pagamento
de
promessa
Ajuste de
co...
Divino Profano
“O divino e o profano dão ali as mãos, num amplo
entendimento.”
“comungar”
“imagem da santa”
“Ouve-se um pa...
Pois nossas madres van a San Simon
de Val de Prados candeas queimar,
nós, as meninhas, punhemos de andar
con nossas madres...
Festa de Sta Eufémia
OtíliaLúciaNobre
Lamenta a
virgindade
perdida
Ficou com
os joelhos
esfolados
Deu, mas
também
recebeu
...
A festa - conto miguel torga
A festa - conto miguel torga
A festa - conto miguel torga
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A festa - conto miguel torga

572 visualizações

Publicada em

Miguel Torga

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
572
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A festa - conto miguel torga

  1. 1. cartoon de Miguel Torga, XI Salão Luso-Galaico de Caricatura de Vila Real, 2007
  2. 2. SONHO Concretização: Festa de Sta Eufémia OtíliaLúciaNobre Baile nos braços do namorado Pagamento de promessa Ajuste de contas com o Marcolino “…vendera os bois por dezoito notas, e escamoteara uma da conta…” “…roubara dois alqueires de centeio da tulha, e passara- os à socapa ao padeiro …” “… entendeu-se com o comprador do vinho, e surripiou um almude na altura da medição …” Acções tomadas “Era um jogo infantil, que a família inteira jogava harmoniosamente.”
  3. 3. Divino Profano “O divino e o profano dão ali as mãos, num amplo entendimento.” “comungar” “imagem da santa” “Ouve-se um padre-nosso…” “matar” “cuba do estômago cheia” “saraivada de asneiras” Lúcia Nobre Otília dissolução
  4. 4. Pois nossas madres van a San Simon de Val de Prados candeas queimar, nós, as meninhas, punhemos de andar con nossas madres, e elas enton queimen candeas por nós e por si e nós, meninhas, bailaremos i. Nossos amigos todos lá irán por nos veer, e andaremos nós bailando ante eles, fremosas en cós, e nossas madres, pois que alá van, queimen candeas por nós e por si e nós, meninhas, bailaremos i. (…) Fostes, filha, eno bailar E rompestes i o brial. Poil’o cervo i vem Esta fonte seguide-a bem Poi-lo cervo i vem Marc Chagall, “Les amoreux de Vence” Pero de Viviães Pero Meogo
  5. 5. Festa de Sta Eufémia OtíliaLúciaNobre Lamenta a virgindade perdida Ficou com os joelhos esfolados Deu, mas também recebeu Sofre-se em silêncio e individualmente.

×