SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
ECOLOGIA
Trabalho realizado por:
Camila Rodrigues. Nº 6
Maria Fernandes. Nº 20
Pedro Castro. Nº22




Professora: Nanci Leite
Disciplina: EMRC
Escola: Escola Básica 2,3 São Torcato
Introdução:
No âmbito da disciplina EMRC foi-nos indicado fazer um trabalho sobre a Ecologia
e valores.
Neste trabalho iremos abordar o que é a Ecologia , aprender mais sobre ela e dar a
conhecer, pois pensamos que ainda há muito para aprender sobre a Ecologia.
Esperamos que aprendam com o trabalho. E também esperamos que gostem!
Índice:
•   Introdução;
•   Ecologia é;
•   Autoecologia, Demoecologia e Sinecologia;
•   Consequências da poluição na Ecologia;
•   Vídeo;
•   Conclusão;
Ecologia é:
A Ecologia é a ciência que estuda as interações entre os organismos e seu ambiente,
ou seja, é o estudo científico da distribuição e abundância dos seres vivos e das
interações que determinam a sua distribuição. As interações podem ser entre seres
vivos e/ou com o meio ambiente.

• A Ecologia pode ser dividida em Autoecologia, Demoecologia e Sinecologia.
  Entretanto, diversos ramos têm surgido utilizando diversas áreas do
  conhecimento: Biologia da Conservação, Ecologia da Restauração, Ecologia
  Numérica, Ecologia Quantitativa, Ecologia Teórica, Macroecologia,
  Ecofisiologia, Agroecologia, Ecologia da Paisagem. Ainda pode-se dividir a
  Ecologia em Ecologia Vegetal e Animal e ainda em Ecologia Terrestre e
  Aquática.
O meio ambiente afeta os seres vivos não só pelo espaço necessário à sua sobrevivência
e reprodução, mas também às suas funções vitais, incluindo o seu comportamento,
através do metabolismo. Por essa razão, o meio ambiente e a sua qualidade determinam
o número de indivíduos e de espécies que podem viver no mesmo habitat. Por outro
lado, os seres vivos também alteram permanentemente o meio ambiente em que vivem.
O exemplo mais dramático de alteração do meio ambiente por organismos é a construção
dos recifes de coral por minúsculos invertebrados, os pólipos coralinos.
As relações entre os diversos seres vivos existentes num ecossistema também influencia
na distribuição e abundância deles próprios. Como exemplo, incluem-se a competição
pelo espaço, pelo alimento ou por parceiros para a reprodução, a predação de organismos
por outros, a simbiose entre diferentes espécies que cooperam para a sua mútua
sobrevivência, o comensalismo, o parasitismo e outras.
A maior compreensão dos conceitos ecológicos e da verificação das alterações de
vários ecossistemas pelo homem levou ao conceito da Ecologia Humana que estuda as
relações entre o homem e a biosfera, principalmente do ponto de vista da manutenção
da sua saúde, não só física, mas também social. Com o passar do tempo surgiram
também os conceitos de conservação que se impuseram na atuação dos governos, quer
através das ações de regulamentação do uso do ambiente natural e das suas espécies,
quer através de várias organizações ambientalistas que promovem a disseminação do
conhecimento sobre estas interações entre o homem e a biosfera.
Há muitas aplicações práticas da ecologia, como a biologia da conservação, gestão de
zonas úmidas, gestão de recursos naturais (agricultura, silvicultura e pesca),
planejamento da cidade e aplicações na economia.
Autoecologia, Demoecologia e Sinecologia
• A autoecologia considera os organismos, como representantes de uma espécie, e
  como estes reagem aos factores ambientais, tanto bióticos, como abióticos. Nos
  estudos de autoecologia pretende verificar-se como cada espécie se adaptou a um
  determinado biótopo, tanto do ponto de vista da fisiologia, como da etologia,
  incluindo as suas migrações e as suas relações com outras espécies que coabitam o
  mesmo ecossistema.
• A demoecologia ou dinâmica das populaçôes é um ramo da Ecologia que trata do
  estudo de cada população em separado.
• A sinecologia ou ecologia comunitária corresponde a um ramo da Ecologia que se
  dedica ao estudo das comunidades de seres vivos, nomeadamente a distribuição,
  abundância, demografia e relações ecológicas entre populações co-existentes.
Consequências da poluição na Ecologia.
Quando se derruba uma floresta, se despeja substâncias de indústrias nos rios,
elimina-se gases no ar, é provocada uma alteração no ambiente que pode ser útil para
algumas espécies e prejudiciais para outras. Se numa zona agrícola surgir uma cidade,
os corvos se afastarão, surgindo os pardais que se favorecem com tal condição. Os
gases lançados na atmosfera causam problemas respiratórios e outros que só podem
serem avaliados a longo prazo. Em cidades muito populosas, os guardas de trânsito
precisam usar máscaras de proteção, sem as quais sua saúde estaria ameaçada. Entre
os principais poluentes atmosféricos temos os óxidos de enxofre, lançados pelos
motores diesel, os óxidos de carbono (monóxido e dióxido) , os óxidos do nitrogênio
além da poeira e microorganismos em suspensão.
A Antártida Até poucos séculos atrás supunha-se que o continente gelado
compreendesse apenas grandes extensões de água e gelo. O navegador português
Fernão de Magalhães deixou escrito haver avistado terras, á sua esquerda, ao sul da
América meridional, mas não lhe deram crédito.
Conclusão
Gostamos muito de fazer este trabalho e também adoramos o tema Ecologia . Foi um
trabalho interessante e educativo aprendemos mais um pouco sobre a Ecologia e sobres
as consequências que podemos provocar.
Gostamos muito de fazer o trabalho esperamos que tenham gostado.

    E lembrem-se poluir não ajuda nada pois o nosso planeta pode reclamar!
Fim


      Esperamos que tenham gostado!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E EcossistemasC:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemasguest5b12783
 
Ciências do Ambiente - Cap 1.1 - Conceitos básicos
Ciências do Ambiente - Cap 1.1 - Conceitos básicosCiências do Ambiente - Cap 1.1 - Conceitos básicos
Ciências do Ambiente - Cap 1.1 - Conceitos básicoselonvila
 
Programa de ciências naturais 8º ano
Programa de ciências naturais 8º anoPrograma de ciências naturais 8º ano
Programa de ciências naturais 8º anoCatir
 
Ecologia. Fundamentos. aulas para ensino médio em slides
Ecologia. Fundamentos. aulas para ensino médio em slidesEcologia. Fundamentos. aulas para ensino médio em slides
Ecologia. Fundamentos. aulas para ensino médio em slidesclaudionc
 
Ecologia - Fundamentos
Ecologia - FundamentosEcologia - Fundamentos
Ecologia - Fundamentosclaudionc
 
Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior Marcelo Gomes
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemasmarco :)
 
6. protecção e conservação da natureza
6. protecção e conservação da natureza6. protecção e conservação da natureza
6. protecção e conservação da naturezaMargarida Cardoso
 
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientaisBIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientaisGoisBemnoEnem
 
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]Jade
 
Apresentação 8 cn
Apresentação 8 cnApresentação 8 cn
Apresentação 8 cnIsabel Lopes
 
Percepção Ambiental TAIM (marcelo)
Percepção Ambiental TAIM   (marcelo)Percepção Ambiental TAIM   (marcelo)
Percepção Ambiental TAIM (marcelo)Marcelo Gomes
 

Mais procurados (20)

Ambiente
AmbienteAmbiente
Ambiente
 
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E EcossistemasC:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Ciências do Ambiente - Cap 1.1 - Conceitos básicos
Ciências do Ambiente - Cap 1.1 - Conceitos básicosCiências do Ambiente - Cap 1.1 - Conceitos básicos
Ciências do Ambiente - Cap 1.1 - Conceitos básicos
 
Programa de ciências naturais 8º ano
Programa de ciências naturais 8º anoPrograma de ciências naturais 8º ano
Programa de ciências naturais 8º ano
 
Sucessões ecológicas
Sucessões ecológicasSucessões ecológicas
Sucessões ecológicas
 
Ecologia. Fundamentos. aulas para ensino médio em slides
Ecologia. Fundamentos. aulas para ensino médio em slidesEcologia. Fundamentos. aulas para ensino médio em slides
Ecologia. Fundamentos. aulas para ensino médio em slides
 
Ecologia - Fundamentos
Ecologia - FundamentosEcologia - Fundamentos
Ecologia - Fundamentos
 
Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 
Ecologia ! moral
Ecologia ! moralEcologia ! moral
Ecologia ! moral
 
Hábitat e nicho
Hábitat e nichoHábitat e nicho
Hábitat e nicho
 
1 parte ecologia
1 parte ecologia1 parte ecologia
1 parte ecologia
 
6. protecção e conservação da natureza
6. protecção e conservação da natureza6. protecção e conservação da natureza
6. protecção e conservação da natureza
 
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientaisBIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
BIOLOGIA | SEMANA 35 | 1ª SÉRIE |Ecologia /Desequilíbrios ambientais
 
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Apresentação 8 cn
Apresentação 8 cnApresentação 8 cn
Apresentação 8 cn
 
Percepção Ambiental TAIM (marcelo)
Percepção Ambiental TAIM   (marcelo)Percepção Ambiental TAIM   (marcelo)
Percepção Ambiental TAIM (marcelo)
 

Destaque

Mudanças Climáticas e a Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa pelos EU...
Mudanças Climáticas e a Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa pelos EU...Mudanças Climáticas e a Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa pelos EU...
Mudanças Climáticas e a Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa pelos EU...Nei Grando
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambientepirscila
 
6ºe nº1 ana catarina
6ºe   nº1 ana catarina6ºe   nº1 ana catarina
6ºe nº1 ana catarinaZaara Miranda
 
Luis cardoso nº18 e hugo oliveira nº15 8ºa
Luis cardoso  nº18  e hugo oliveira nº15 8ºaLuis cardoso  nº18  e hugo oliveira nº15 8ºa
Luis cardoso nº18 e hugo oliveira nº15 8ºaZaara Miranda
 
8º a desigualdade mundial
8º a desigualdade mundial8º a desigualdade mundial
8º a desigualdade mundialZaara Miranda
 
Panfleto piscina de ondas 2013
Panfleto piscina de ondas 2013Panfleto piscina de ondas 2013
Panfleto piscina de ondas 2013Zaara Miranda
 
Vivência problemática da sexualidade
Vivência problemática da sexualidadeVivência problemática da sexualidade
Vivência problemática da sexualidadeZaara Miranda
 
Amor e familia na biblia
Amor e familia na bibliaAmor e familia na biblia
Amor e familia na bibliaZaara Miranda
 
O amor pilar da família
O amor   pilar da famíliaO amor   pilar da família
O amor pilar da famíliaZaara Miranda
 
Adopção e fecundidade
Adopção e fecundidadeAdopção e fecundidade
Adopção e fecundidadeZaara Miranda
 

Destaque (20)

Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Mudanças Climáticas e a Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa pelos EU...
Mudanças Climáticas e a Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa pelos EU...Mudanças Climáticas e a Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa pelos EU...
Mudanças Climáticas e a Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa pelos EU...
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
6ºe nº1 ana catarina
6ºe   nº1 ana catarina6ºe   nº1 ana catarina
6ºe nº1 ana catarina
 
Tiago 6ºe nº20
Tiago 6ºe nº20Tiago 6ºe nº20
Tiago 6ºe nº20
 
Luis cardoso nº18 e hugo oliveira nº15 8ºa
Luis cardoso  nº18  e hugo oliveira nº15 8ºaLuis cardoso  nº18  e hugo oliveira nº15 8ºa
Luis cardoso nº18 e hugo oliveira nº15 8ºa
 
8º a desigualdade mundial
8º a desigualdade mundial8º a desigualdade mundial
8º a desigualdade mundial
 
Diogo lima nº2
Diogo lima nº2Diogo lima nº2
Diogo lima nº2
 
Pedro alberto nº13
Pedro alberto nº13Pedro alberto nº13
Pedro alberto nº13
 
34
3434
34
 
Moral
MoralMoral
Moral
 
Panfleto piscina de ondas 2013
Panfleto piscina de ondas 2013Panfleto piscina de ondas 2013
Panfleto piscina de ondas 2013
 
Vivência problemática da sexualidade
Vivência problemática da sexualidadeVivência problemática da sexualidade
Vivência problemática da sexualidade
 
Amor e familia na biblia
Amor e familia na bibliaAmor e familia na biblia
Amor e familia na biblia
 
O amor pilar da família
O amor   pilar da famíliaO amor   pilar da família
O amor pilar da família
 
Adopção e fecundidade
Adopção e fecundidadeAdopção e fecundidade
Adopção e fecundidade
 
Selección Natural
Selección NaturalSelección Natural
Selección Natural
 
A ecologia grupo 3
A ecologia grupo 3A ecologia grupo 3
A ecologia grupo 3
 
Conferencias ambientais-e-cops.
Conferencias ambientais-e-cops.Conferencias ambientais-e-cops.
Conferencias ambientais-e-cops.
 
Amor na arte
Amor na arteAmor na arte
Amor na arte
 

Semelhante a Ecologia

Slides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdf
Slides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdfSlides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdf
Slides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdfStefanSudono
 
Ambiente e Ecologia na República
Ambiente e Ecologia na RepúblicaAmbiente e Ecologia na República
Ambiente e Ecologia na RepúblicaMichele Pó
 
enemem100dias-apostila-biologia.pdf
enemem100dias-apostila-biologia.pdfenemem100dias-apostila-biologia.pdf
enemem100dias-apostila-biologia.pdfJaqueline Silveira
 
Ambiente e biodiversidade
Ambiente e biodiversidade Ambiente e biodiversidade
Ambiente e biodiversidade Maria Teixiera
 
Introdução à engenharia ambiental ecologia.sustentabilidade.ciclos biogeoqu...
Introdução à engenharia ambiental   ecologia.sustentabilidade.ciclos biogeoqu...Introdução à engenharia ambiental   ecologia.sustentabilidade.ciclos biogeoqu...
Introdução à engenharia ambiental ecologia.sustentabilidade.ciclos biogeoqu...José Demontier Vieira de Souza Filho
 
1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf
1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf
1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdfGabrielCampos419216
 
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidadesigor-oliveira
 
01 as ciencias_ecologicas.pdf resenha 2
01 as ciencias_ecologicas.pdf resenha 201 as ciencias_ecologicas.pdf resenha 2
01 as ciencias_ecologicas.pdf resenha 2Cidah Silva
 
Apostila pericia ambiental
Apostila   pericia ambientalApostila   pericia ambiental
Apostila pericia ambientalAngel Lopes Casa
 
Dinâmica populacional
Dinâmica populacionalDinâmica populacional
Dinâmica populacionalAdriana Paulon
 

Semelhante a Ecologia (20)

Slides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdf
Slides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdfSlides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdf
Slides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdf
 
Ecologia Básica
Ecologia BásicaEcologia Básica
Ecologia Básica
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Unidade i a vida e o ambiente
Unidade i   a vida e o ambienteUnidade i   a vida e o ambiente
Unidade i a vida e o ambiente
 
Ambiente e Ecologia na República
Ambiente e Ecologia na RepúblicaAmbiente e Ecologia na República
Ambiente e Ecologia na República
 
Capítulo 01
Capítulo 01Capítulo 01
Capítulo 01
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
enemem100dias-apostila-biologia.pdf
enemem100dias-apostila-biologia.pdfenemem100dias-apostila-biologia.pdf
enemem100dias-apostila-biologia.pdf
 
Ciencias para o 6º ano ver
Ciencias para o 6º ano   verCiencias para o 6º ano   ver
Ciencias para o 6º ano ver
 
Educ amb-ciclos-biogeoquimicos
Educ amb-ciclos-biogeoquimicosEduc amb-ciclos-biogeoquimicos
Educ amb-ciclos-biogeoquimicos
 
Ambiente e biodiversidade
Ambiente e biodiversidade Ambiente e biodiversidade
Ambiente e biodiversidade
 
Introdução à engenharia ambiental ecologia.sustentabilidade.ciclos biogeoqu...
Introdução à engenharia ambiental   ecologia.sustentabilidade.ciclos biogeoqu...Introdução à engenharia ambiental   ecologia.sustentabilidade.ciclos biogeoqu...
Introdução à engenharia ambiental ecologia.sustentabilidade.ciclos biogeoqu...
 
Biodiversidade 4 (1)
Biodiversidade 4 (1)Biodiversidade 4 (1)
Biodiversidade 4 (1)
 
1o Ano Ecologia I
1o Ano   Ecologia I1o Ano   Ecologia I
1o Ano Ecologia I
 
1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf
1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf
1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf
 
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
 
01 as ciencias_ecologicas.pdf resenha 2
01 as ciencias_ecologicas.pdf resenha 201 as ciencias_ecologicas.pdf resenha 2
01 as ciencias_ecologicas.pdf resenha 2
 
Nt6
Nt6Nt6
Nt6
 
Apostila pericia ambiental
Apostila   pericia ambientalApostila   pericia ambiental
Apostila pericia ambiental
 
Dinâmica populacional
Dinâmica populacionalDinâmica populacional
Dinâmica populacional
 

Mais de Zaara Miranda

Cartaz interescolas3b
Cartaz interescolas3b Cartaz interescolas3b
Cartaz interescolas3b Zaara Miranda
 
Panfletointerescolas 1ºciclo
Panfletointerescolas 1ºcicloPanfletointerescolas 1ºciclo
Panfletointerescolas 1ºcicloZaara Miranda
 
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)Zaara Miranda
 
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)Zaara Miranda
 
Calendarização semana da leitura 2014 def.
Calendarização semana da leitura 2014 def.Calendarização semana da leitura 2014 def.
Calendarização semana da leitura 2014 def.Zaara Miranda
 
Escalonamento maratona da leitura
  Escalonamento maratona da leitura  Escalonamento maratona da leitura
Escalonamento maratona da leituraZaara Miranda
 
Poemas concurso de leitura 2013 14 1
Poemas concurso de leitura 2013 14 1Poemas concurso de leitura 2013 14 1
Poemas concurso de leitura 2013 14 1Zaara Miranda
 
Cnl 1fase alunos apurados
Cnl 1fase   alunos apuradosCnl 1fase   alunos apurados
Cnl 1fase alunos apuradosZaara Miranda
 
Cnl regulamento-1ª fase 2013-14
Cnl regulamento-1ª fase 2013-14Cnl regulamento-1ª fase 2013-14
Cnl regulamento-1ª fase 2013-14Zaara Miranda
 
Escalonamento turmas feira do livro 2012 13[1]
Escalonamento turmas feira do livro 2012 13[1]Escalonamento turmas feira do livro 2012 13[1]
Escalonamento turmas feira do livro 2012 13[1]Zaara Miranda
 
Desdobr. prog.feira do livro 2013
Desdobr. prog.feira do livro  2013Desdobr. prog.feira do livro  2013
Desdobr. prog.feira do livro 2013Zaara Miranda
 
Outubro mês internacional das bibliotecas
Outubro   mês internacional das bibliotecasOutubro   mês internacional das bibliotecas
Outubro mês internacional das bibliotecasZaara Miranda
 
Baleias em vias de extinção
Baleias em vias de extinçãoBaleias em vias de extinção
Baleias em vias de extinçãoZaara Miranda
 
Panfleto acampamento 2013
Panfleto acampamento 2013Panfleto acampamento 2013
Panfleto acampamento 2013Zaara Miranda
 

Mais de Zaara Miranda (20)

Cartaz interescolas3b
Cartaz interescolas3b Cartaz interescolas3b
Cartaz interescolas3b
 
Panfletointerescolas 1ºciclo
Panfletointerescolas 1ºcicloPanfletointerescolas 1ºciclo
Panfletointerescolas 1ºciclo
 
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
 
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
Regulamento concurso interno de leitura 2014 (2)
 
Calendarização semana da leitura 2014 def.
Calendarização semana da leitura 2014 def.Calendarização semana da leitura 2014 def.
Calendarização semana da leitura 2014 def.
 
Escalonamento maratona da leitura
  Escalonamento maratona da leitura  Escalonamento maratona da leitura
Escalonamento maratona da leitura
 
Poemas concurso de leitura 2013 14 1
Poemas concurso de leitura 2013 14 1Poemas concurso de leitura 2013 14 1
Poemas concurso de leitura 2013 14 1
 
Cnl 1fase alunos apurados
Cnl 1fase   alunos apuradosCnl 1fase   alunos apurados
Cnl 1fase alunos apurados
 
Cnl regulamento-1ª fase 2013-14
Cnl regulamento-1ª fase 2013-14Cnl regulamento-1ª fase 2013-14
Cnl regulamento-1ª fase 2013-14
 
Regulamento cnl2014
Regulamento cnl2014Regulamento cnl2014
Regulamento cnl2014
 
Escalonamento turmas feira do livro 2012 13[1]
Escalonamento turmas feira do livro 2012 13[1]Escalonamento turmas feira do livro 2012 13[1]
Escalonamento turmas feira do livro 2012 13[1]
 
Desdobr. prog.feira do livro 2013
Desdobr. prog.feira do livro  2013Desdobr. prog.feira do livro  2013
Desdobr. prog.feira do livro 2013
 
Jesus e a humildade
Jesus e a humildadeJesus e a humildade
Jesus e a humildade
 
Regulamento cnl2014
Regulamento cnl2014Regulamento cnl2014
Regulamento cnl2014
 
Outubro mês internacional das bibliotecas
Outubro   mês internacional das bibliotecasOutubro   mês internacional das bibliotecas
Outubro mês internacional das bibliotecas
 
Lince ibérico
Lince ibéricoLince ibérico
Lince ibérico
 
Panda 1
Panda 1Panda 1
Panda 1
 
Baleias em vias de extinção
Baleias em vias de extinçãoBaleias em vias de extinção
Baleias em vias de extinção
 
A águia real
A águia realA águia real
A águia real
 
Panfleto acampamento 2013
Panfleto acampamento 2013Panfleto acampamento 2013
Panfleto acampamento 2013
 

Ecologia

  • 1. ECOLOGIA Trabalho realizado por: Camila Rodrigues. Nº 6 Maria Fernandes. Nº 20 Pedro Castro. Nº22 Professora: Nanci Leite Disciplina: EMRC Escola: Escola Básica 2,3 São Torcato
  • 2. Introdução: No âmbito da disciplina EMRC foi-nos indicado fazer um trabalho sobre a Ecologia e valores. Neste trabalho iremos abordar o que é a Ecologia , aprender mais sobre ela e dar a conhecer, pois pensamos que ainda há muito para aprender sobre a Ecologia. Esperamos que aprendam com o trabalho. E também esperamos que gostem!
  • 3. Índice: • Introdução; • Ecologia é; • Autoecologia, Demoecologia e Sinecologia; • Consequências da poluição na Ecologia; • Vídeo; • Conclusão;
  • 4. Ecologia é: A Ecologia é a ciência que estuda as interações entre os organismos e seu ambiente, ou seja, é o estudo científico da distribuição e abundância dos seres vivos e das interações que determinam a sua distribuição. As interações podem ser entre seres vivos e/ou com o meio ambiente. • A Ecologia pode ser dividida em Autoecologia, Demoecologia e Sinecologia. Entretanto, diversos ramos têm surgido utilizando diversas áreas do conhecimento: Biologia da Conservação, Ecologia da Restauração, Ecologia Numérica, Ecologia Quantitativa, Ecologia Teórica, Macroecologia, Ecofisiologia, Agroecologia, Ecologia da Paisagem. Ainda pode-se dividir a Ecologia em Ecologia Vegetal e Animal e ainda em Ecologia Terrestre e Aquática.
  • 5. O meio ambiente afeta os seres vivos não só pelo espaço necessário à sua sobrevivência e reprodução, mas também às suas funções vitais, incluindo o seu comportamento, através do metabolismo. Por essa razão, o meio ambiente e a sua qualidade determinam o número de indivíduos e de espécies que podem viver no mesmo habitat. Por outro lado, os seres vivos também alteram permanentemente o meio ambiente em que vivem. O exemplo mais dramático de alteração do meio ambiente por organismos é a construção dos recifes de coral por minúsculos invertebrados, os pólipos coralinos. As relações entre os diversos seres vivos existentes num ecossistema também influencia na distribuição e abundância deles próprios. Como exemplo, incluem-se a competição pelo espaço, pelo alimento ou por parceiros para a reprodução, a predação de organismos por outros, a simbiose entre diferentes espécies que cooperam para a sua mútua sobrevivência, o comensalismo, o parasitismo e outras.
  • 6. A maior compreensão dos conceitos ecológicos e da verificação das alterações de vários ecossistemas pelo homem levou ao conceito da Ecologia Humana que estuda as relações entre o homem e a biosfera, principalmente do ponto de vista da manutenção da sua saúde, não só física, mas também social. Com o passar do tempo surgiram também os conceitos de conservação que se impuseram na atuação dos governos, quer através das ações de regulamentação do uso do ambiente natural e das suas espécies, quer através de várias organizações ambientalistas que promovem a disseminação do conhecimento sobre estas interações entre o homem e a biosfera. Há muitas aplicações práticas da ecologia, como a biologia da conservação, gestão de zonas úmidas, gestão de recursos naturais (agricultura, silvicultura e pesca), planejamento da cidade e aplicações na economia.
  • 7. Autoecologia, Demoecologia e Sinecologia • A autoecologia considera os organismos, como representantes de uma espécie, e como estes reagem aos factores ambientais, tanto bióticos, como abióticos. Nos estudos de autoecologia pretende verificar-se como cada espécie se adaptou a um determinado biótopo, tanto do ponto de vista da fisiologia, como da etologia, incluindo as suas migrações e as suas relações com outras espécies que coabitam o mesmo ecossistema. • A demoecologia ou dinâmica das populaçôes é um ramo da Ecologia que trata do estudo de cada população em separado. • A sinecologia ou ecologia comunitária corresponde a um ramo da Ecologia que se dedica ao estudo das comunidades de seres vivos, nomeadamente a distribuição, abundância, demografia e relações ecológicas entre populações co-existentes.
  • 8. Consequências da poluição na Ecologia. Quando se derruba uma floresta, se despeja substâncias de indústrias nos rios, elimina-se gases no ar, é provocada uma alteração no ambiente que pode ser útil para algumas espécies e prejudiciais para outras. Se numa zona agrícola surgir uma cidade, os corvos se afastarão, surgindo os pardais que se favorecem com tal condição. Os gases lançados na atmosfera causam problemas respiratórios e outros que só podem serem avaliados a longo prazo. Em cidades muito populosas, os guardas de trânsito precisam usar máscaras de proteção, sem as quais sua saúde estaria ameaçada. Entre os principais poluentes atmosféricos temos os óxidos de enxofre, lançados pelos motores diesel, os óxidos de carbono (monóxido e dióxido) , os óxidos do nitrogênio além da poeira e microorganismos em suspensão. A Antártida Até poucos séculos atrás supunha-se que o continente gelado compreendesse apenas grandes extensões de água e gelo. O navegador português Fernão de Magalhães deixou escrito haver avistado terras, á sua esquerda, ao sul da América meridional, mas não lhe deram crédito.
  • 9. Conclusão Gostamos muito de fazer este trabalho e também adoramos o tema Ecologia . Foi um trabalho interessante e educativo aprendemos mais um pouco sobre a Ecologia e sobres as consequências que podemos provocar. Gostamos muito de fazer o trabalho esperamos que tenham gostado. E lembrem-se poluir não ajuda nada pois o nosso planeta pode reclamar!
  • 10. Fim Esperamos que tenham gostado!!!